Página 1 dos resultados de 83 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Choking phobia: full remission following behavior therapy; Fobia de deglutição: remissão com terapia comportamental

SCEMES, Silvia; WIELENSKA, Regina Christina; SAVOIA, Mariângela Gentil; BERNIK, Marcio
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
27.57%
OBJECTIVE: A phobic behavior pattern is learned by classical and operant conditioning mechanisms. The present article reviews the main determinants of choking phobia etiology and describes the behavior therapy of an adult patient. METHOD: Psychoeducation, functional analysis, and graded exposure to aversive stimuli were used to treat the patient, after extensive psychiatric and psychological assessment. Ingesta and anxiety levels were measured along treatment and at follow-up. RESULTS: A multiple assessment baseline design was used to demonstrate the complete remission of symptoms after seven sessions, each of them exposing the patient to a different group of foods. CONCLUSION: Psychoeducation and exposure were critical components of a successful choking phobia treatment.; OBJETIVO: O padrão comportamental da fobia é adquirido com base no condicionamento clássico e mecanismos operantes de aprendizagem. Este artigo faz uma revisão dos principais determinantes da etiologia da fobia de deglutição e descreve o tratamento da terapia comportamental em uma paciente adulta. MÉTODO: Foram usadas psicoeducação, análise funcional e gradativa exposição a estímulos aversivos no tratamento da paciente, depois de uma extensiva avaliação psiquiátrica e psicológica. Níveis de ingesta e ansiedade foram medidos ao longo de todo o tratamento e no follow-up. RESULTADOS: Para demonstrar a completa remissão dos sintomas...

Intervenções psicoeducacionais para cuidadores de idosos com demência: uma revisão sistemática; Psychoeducational intervention for caregivers of elderly with dementia: a systematic review

Lopes, Lais de Oliveira; Cachioni, Meire
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
27.57%
OBJETIVO: Identificar modelos de intervenções psicoeducacionais e os seus efeitos em cuidadores de idosos com demência. MÉTODOS: Levantamento de estudos publicados entre janeiro de 2000 e abril de 2012 nas bases de dados PubMed, Web of Knowledge, Lilacs e SciELO, utilizando as seguintes palavras-chave "psychoeducational and caregiver", "cuidador e demência e psicoeducação" e "cuidador e intervenção". Apenas os artigos que denominavam a intervenção estudada como psicoeducação fazem parte do presente estudo. RESULTADOS: Foram encontrados 27 artigos com relatos acerca do impacto de intervenções psicoeducacionais em cuidadores de idosos com demência. Os resultados mais prevalentes desses estudos são: melhora do bem-estar dos cuidadores (37% dos estudos); aumento do uso de estratégias de enfrentamento (30%); diminuição de pensamentos disfuncionais (30%); aumento do conhecimento sobre os serviços disponíveis (19%); melhora da autoeficácia (15%); e aumento de habilidades para o cuidado (11%). A abordagem psicoeducacional descrita nos estudos é do âmbito informativo, cognitivo-comportamental, com técnicas de gerenciamento de estresse e de emoções; técnicas de resolução de problemas e apoio emocional. CONCLUSÃO: A intervenção psicoeducacional contribui significativamente para a melhora do bem-estar do cuidador...

Implicações de um grupo de Psicoeducação no cotidiano de portadores de Transtorno Afetivo Bipolar; The implications of a Psychoeducation group on the everyday lives of individuals with Bipolar Affective Disorder; Implicancias de un grupo de Psicoeducación en el cotidiano de afectados de Transtorno Afectivo Bipolar

Menezes, Sarita Lopes; Souza, Maria Conceição Bernardo de Mello e
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
27.77%
Há evidências crescentes de que o curso Transtorno Afetivo Bipolar (TAB) pode ser modificado por abordagens psicoterápicas, tais como a Psicoeducação. Assim, o objetivo deste trabalho foi identificar as implicações do grupo de Psicoeducação no cotidiano dos portadores. Para tanto, optou-se pelo estudo qualitativo, do tipo Estudo de Caso. Foram incluídos doze portadores de TAB que tiveram pelo menos seis participações no Grupo de Psicoeducação desenvolvido na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, gravadas, transcritas e trabalhadas por meio da Análise Temática. Este estudo demonstrou que tal experiência grupal favoreceu a aquisição de conhecimento; a conscientização da doença e adesão ao tratamento; a realização de mudanças positivas na vida; a possibilidade de ajudar outros portadores a se beneficiarem do aprendizado construído no grupo; a descoberta de outras realidades e estratégias de enfrentamento, obtidas por meio da troca de experiências entre os participantes.

Grupo de psicoeducação e suas implicações no cotidiano de portadores de transtorno afetivo bipolar; Psychoeducation Group and its implications in the daily lives of people with Bipolar Affective Disorder.

Menezes, Sarita Lopes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
38%
O Transtorno Afetivo Bipolar (TAB), conhecido por sua cronicidade, complexidade e altos índices de morbidade e mortalidade, é uma das principais causas de incapacitação no mundo, gerando um impacto significativo na qualidade de vida dos portadores, bem como uma grande carga para a família e a sociedade em geral. Há evidências crescentes de que o curso desse transtorno pode ser modificado por abordagens psicoterápicas, tais como a psicoeducação, que promove o aumento do funcionamento social e ocupacional, bem como da capacidade de manejarem situações estressantes. Assim, o objetivo deste trabalho foi identificar as implicações do grupo de psicoeducação no cotidiano dos portadores de Transtorno Afetivo Bipolar. Para tanto, optamos pelo estudo de natureza qualitativa, do tipo Estudo de Caso. Foram incluídos neste estudo doze sujeitos portadores de TAB que tiveram pelo menos seis participações no Grupo de Psicoeducação desenvolvido na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Para coleta de dados foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, gravadas, transcritas na íntegra pela própria pesquisadora e, posteriormente trabalhadas por meio da Análise Temática. Os resultados apontaram para as conseqüências do TAB na vida das pessoas no que se refere às modificações da rotina...

Impacto da psicoeducação na recuperação sintomática e funcional dos pacientes bipolares; Impact of psychoeducation in symptomatic and functional recovery in bipolar patients

Pellegrinelli, Karina de Barros
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
27.57%
Introdução: Os objetivos do tratamento do Transtorno Afetivo Bipolar (TB) foram além da recuperação sintomática, incluindo também a recuperação funcional, foco das abordagens psicossociais como a psicoeducação. Objetivo: Verificar o impacto da psicoeducação na recuperação sintomática e funcional dos pacientes bipolares. Métodos: Trata-se de um estudo randomizado controlado com 51 pacientes portadores de TB tipo I ou II, de acordo com os critérios do DSM-IV TR; em remissão, com pontuação 7 na escala HDRS 17 itens e 6 na escala YMRS; em acompanhamento ambulatorial no GRUDA do IPq HC FMUSP, ou em acompanhamento psiquiátrico particular ou ainda no CAPS Del Rei MG. A distribuição dos sujeitos nos grupos foi feita por meio de randomização estratificada, em que os sujeitos, primeiramente, foram divididos em blocos estratificados de acordo com gênero, faixa etária, número de episódios anteriores da doença, escolaridade e estado civil. Posteriormente, dentro de cada bloco, os sujeitos foram distribuídos nos grupos aleatoriamente, por meio do lançamento da moeda ao ar repetidas vezes, em que GE foi cara e GC coroa. Assim, foram formados dois grupos homogêneos, evitando-se tendências e favorecimentos. O grupo experimental foi composto de 29 pacientes que receberam...

Grupo de psicoeducação diretivo e não-diretivo: impacto na adesão, conhecimento e qualidade de vida de portadores de Transtorno Afetivo Bipolar; Directive and non-directive psychoeducational group: impact on adherence, knowledge and quality of life of patients with bipolar affective disorder.

Cavelagna, Milena Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/07/2012 PT
Relevância na Pesquisa
28.14%
O Transtorno Afetivo Bipolar (TAB) é crônico, grave, prejudica a qualidade de vida (QV) do portador e requer tratamento medicamentoso contínuo, mas os portadores têm dificuldade em aderir à farmacoterapia. A psicoeducação pode propiciar a adesão medicamentosa, manejo adaptativo do transtorno, aumento da QV, entre outros benefícios. Este estudo teve como objetivos identificar e comparar o impacto da psicoeducação, em grupo diretivo (GD) e não-diretivo (GND), no conhecimento do portador sobre o TAB e medicamento, na sua adesão à terapia medicamentosa, na sua QV e verificar como ele percebe seu cotidiano, antes e após a psicoeducação. Trata-se de estudo de intervenção, longitudinal, tipo follow-up, com abordagem quali-quantitativa. A amostra incluiu 28 portadores de TAB, não aderentes à farmacoterapia, acompanhados em um Núcleo de Saúde Mental (NSM). Os participantes foram distribuídos, por sorteio, em três grupos: grupo controle (GC), composto por 12 pacientes, GD e GND, com oito pacientes cada. Ambos os grupos de intervenção foram submetidos a 21 sessões semanais de psicoeducação (com temas pré-definidos para o GD e temas definidos pelos pacientes no GND) e três encontros de follow-up...

A eficácia da psicoeducação domiciliar em pacientes com transtorno afetivo bipolar em tratamento na rede coletiva de saúde mental de Ribeirão Preto; The efficacy of psychoeducation with home visit in patients with bipolar affective disorder

Batista, Tarciso Aparecido
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
38.08%
RESUMO Introdução: Nas últimas décadas a ideia limitada de que o tratamento para o Transtorno Afetivo Bipolar (TAB) consiste apenas em encontrar a medicação "certa" tem sido amplamente dissipada. A complexidade clínica dessa doença e os diferentes graus de adesão à farmacoterapia, demanda a utilização de opções terapêuticas variadas. Entre as alternativas para suprir essa demanda, tem-se combinado ao tratamento farmacológico uma abordagem psicoeducacional como opção eficaz no tratamento dos indivíduos com TAB. O uso da psicoeducação em formato de grupo tem sido frequentemente utilizada em vários estudos com bons resultados, porém a Psicoeducação Domiciliar ainda não foi avaliada e tal formato não tem sido aplicado em ensaios controlados até o momento. Objetivo: o objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia da Psicoeducação Domiciliar em pacientes com Transtorno Afetivo Bipolar, em tratamento farmacológico padrão, realizada em suas residências. Metodologia: Tratase de um estudo randomizado controlado com 30 pacientes portadores de TAB tipo I ou II, de acordo com os critérios do DSM-IV TR; eutímicos com pontuação 8 na Escala de Depressão de Hamilton (HAM-D) 17 itens e 6 na Escala de Mania de Young (YOUNG). A distribuição dos sujeitos em dois grupos foi feita por meio de randomização estratificada. O grupo experimental (GE) composto de 15 pacientes recebeu além do tratamento farmacológico...

Esquizofrenia : eficácia de um programa de psicoeducação com familiares

Pinho, Lara Manuela Guedes
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.57%
A esquizofrenia é uma doença mental grave e crónica que atinge cerca de 1% da população mundial. A psicoeducação e o acompanhamento dos familiares destes utentes é fundamental para que a sua inserção na comunidade seja eficaz e haja uma prevenção de recaídas com consequente redução do número de internamentos, aumentando os ganhos em saúde. A presente investigação tem como finalidade implementar um protocolo psicoeducativo em familiares de doentes com esquizofrenia e verificar a sua eficácia na redução da emoção expressa e da sobrecarga familiar objetiva e subjetiva, através da avaliação pré e pós intervenção destas variáveis. A amostra do estudo é constituída por 20 familiares destes doentes, de ambos os sexos e com idades compreendias entre os 18 e 69 anos (10 no grupo experimental e 10 no grupo de controlo), pertencentes à consulta externa no Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar do Baixo Vouga E.P.E.. Foi utilizado o Questionário de Problemas Familiares (FPQ) para avaliar a eficácia deste tipo de intervenções na emoção expressa e na sobrecarga familiar a ambos os grupos, antes e após a intervenção. O grupo experimental foi sujeito a intervenções psicoeducativas multifamiliares enquanto que o grupo de controlo não teve qualquer intervenção. Dos resultados obtidos verificou-se a existência de uma sobrecarga objetiva e subjetiva elevada na amostra em estudo...

A psicoeducação como estratégia de suporte aos cuidadores informais das pessoas com esquizofrenia

Carvalho, Joaquim Manuel Silva
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.77%
Objetivos: Descrever e analisar reflexivamente os resultados da intervenção com Cuidadores Informais de Esquizofrénicos; efetuar análise reflexiva das competências mobilizadas e adquiridas com essa intervenção. Metodologia: Descrição da implementação de um Programa de Psicoeducação para Cuidadores Informais de Pessoas com Esquizofrenia, que inclui um questionário de avaliação de conhecimentos da doença do familiar e a aplicação da Escala de Sobrecarga do Cuidador, como forma de complementar a avaliação diagnóstica. Resultados: Pela pesquisa teórica que fundamentou a nossa intervenção e elaboração deste relatório adquiriram-se um conjunto de conhecimentos científicos avançados que permitiram um maior rigor no consolidar do planeamento e da intervenção onde se desenvolveu um conjunto de atitudes e habilidades comunicacionais e relacionais que deram corpo a uma intervenção clínica eficaz. Conclusão: Aponta-se a Psicoeducação como forma de ir ao encontro do atual paradigma da reforma psiquiátrica complementando o tratamento psico-farmacológico e permitindo uma melhor gestão da doença mental grave; ### ABSTRACT: Objectives: To describe and analyze reflexively the results of intervention with informal caregivers of schizophrenic patients; make reflective analysis skills mobilized and gained from this intervention. Methodology: Description of the implementation of a Psychoeducation Program for Informal Caregivers of People with Schizophrenia...

Follow-up do programa de psicoeducação ás familias do doente psicótico

Felicíssimo, Ana Reis
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.57%
Objectivo: Avaliar o impacto do programa de intervenção psicoeducativa, ás familias do doente psicótico da Farpa (follow up). Metodologia: Escolhidas quatro familias, sendo três familias de doentes com psicose esquizofrénica e uma familia de doente com psicose neurodegenerativa mitocondrial primária. Aplicado programa de psicoeducação unifamiliar, baseado no modelo de Falloon. Estudo qualitativo. Com entrevista semi-estruturada baseada no guião elaborado para o efeito e usado gravador. Resultados: Positivos. Contribuiu para que as famílias obtivessem informação acerca da doença, relacionada com a sintomatologia, tratamento, comunicação, sinais precoces das crises, apoios da comunidade, gestão do stress e ansiedade. As familias, confirmaram os beneficios do programa na comunidade/domicílio, com agrado e adesão ao programa. Conclusões: O suporte de informações aos familiares, diminuiu o sofrimento, atenuou os niveis de stress e ansiedade e valorizou a familia como co-partícipe do tratamento e reabilitação do doente; ### ABSTRACT: FOLLOW-UP PROGRAM PSYCHOEDUCATION TO THE FAMILIES PSYCHOTIC PATIENT Objective: To evaluate the impact of a psycho educational intervention program, to the families of the psychotic patient from Farpa (follow up). Methodology: Selected four families...

Uma intervenção psicoeducativa na gestão da sobrecarga do cuidador Informal de pessoa com esquizofrenia

Marques, Cristina
Fonte: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
27.57%
Relatório de Trabalho de projeto de Mestrado em Enfermagem para o cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de mestre em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiátrica, realizado sobre a orientação do Professor Joaquim Lopes; No presente trabalho analisamos os possíveis benefícios, de um projeto de intervenção psicoeducativa, na redução da sobrecarga de cuidadores informais de pessoas em situação de esquizofrenia. Sendo a psicoeducação parte integrante dos cuidados de enfermagem especializada em saúde mental e psiquiatria, tentámos confirmar a hipótese experimental de que os cuidadores informais submetidos a um programa psicoeducativo multifamiliar que inclua o utente e também entrevistas de suporte emocional unifamiliar, apresentam maior redução da sobrecarga de que os cuidadores informais que recebem os cuidados habituais num Espaço Terapêutico e Comunitário de Saúde Mental. Para melhor confirmar ou infirmar esta hipótese, na primeira parte deste relatório, apresentamos um estudo de desenho experimental com pré-teste, pós-teste e grupo de controlo randomizado, numa amostragem de 14 cuidadores informais. Estes foram agrupados aleatoriamente em dois grupos, um experimental (N=7) e outro de controlo (N=7). Ao grupo experimental foi realizado um programa multifamiliar psicoeducativo com participação do utente e entrevistas individualizadas de suporte emocional...

Psicoeducação unifamiliar em famílias de pessoas com doença mental grave

Gomes, Rui Miguel Teixeira
Fonte: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /01/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.77%
Relatório do Trabalho de Projeto apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiatria; Este relatório de trabalho de projeto, surge no âmbito do 2º Curso de Mestrado em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiatria. Nele é integrado o Projecto de Intervenção em Serviço realizado em contexto de estágio num Serviço de Reabilitação de um Hospital Psiquiátrico de Lisboa. Realça-se o seu contributo para aquisição de competências para o grau de Mestre em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiatria. A doença mental grave (nomeadamente esquizofrenia) enquanto entidade incapacitante e limitativa na forma como interfere e condiciona o domínio do pensar, do sentir e do agir, assume proporções significativas na trajetória de vida da pessoa e respetiva família. Esta, enquanto sistema, vivencia várias fases adaptativas perante o facto de um dos seus membros sofrer de uma doença mental grave. Procura desenvolver estratégias e encontrar respostas e orientações perante a sua necessidade de suporte ou perante a sua falta de informação. A revisão da literatura aponta para a psicoeducação unifamiliar enquanto estratégia terapêutica amplamente reconhecida pelos ganhos em saúde que gera...

Intervenções psicoeducacionais para cuidadores de idosos com demência: uma revisão sistemática

Lopes,Lais de Oliveira; Cachioni,Meire
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
27.57%
OBJETIVO: Identificar modelos de intervenções psicoeducacionais e os seus efeitos em cuidadores de idosos com demência. MÉTODOS: Levantamento de estudos publicados entre janeiro de 2000 e abril de 2012 nas bases de dados PubMed, Web of Knowledge, Lilacs e SciELO, utilizando as seguintes palavras-chave "psychoeducational and caregiver", "cuidador e demência e psicoeducação" e "cuidador e intervenção". Apenas os artigos que denominavam a intervenção estudada como psicoeducação fazem parte do presente estudo. RESULTADOS: Foram encontrados 27 artigos com relatos acerca do impacto de intervenções psicoeducacionais em cuidadores de idosos com demência. Os resultados mais prevalentes desses estudos são: melhora do bem-estar dos cuidadores (37% dos estudos); aumento do uso de estratégias de enfrentamento (30%); diminuição de pensamentos disfuncionais (30%); aumento do conhecimento sobre os serviços disponíveis (19%); melhora da autoeficácia (15%); e aumento de habilidades para o cuidado (11%). A abordagem psicoeducacional descrita nos estudos é do âmbito informativo, cognitivo-comportamental, com técnicas de gerenciamento de estresse e de emoções; técnicas de resolução de problemas e apoio emocional. CONCLUSÃO: A intervenção psicoeducacional contribui significativamente para a melhora do bem-estar do cuidador...

Grupo de psicoeducação no transtorno afetivo bipolar: reflexão sobre o modo asilar e o modo psicossocial

Menezes,Sarita Lopes; Mello e Souza,Maria Conceição Bernardo de
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.57%
O Transtorno Afetivo Bipolar (TAB), conhecido por sua cronicidade, complexidade e altos índices de morbidade e mortalidade, é uma das principais causas de incapacitação no mundo. Há evidências crescentes de que seu curso pode ser modificado por abordagens psicoterápicas como a psicoeducação, que promove o aumento do funcionamento social e ocupacional, bem como da capacidade de manejarem situações estressantes. Trata-se de um relato de experiência sobre um grupo de psicoeducação para familiares e portadores de TAB, sendo esse pautado pela reflexão dos componentes do paradigma das práticas em saúde mental. A reflexão sobre os modos asilar e psicossocial quanto às concepções de objeto e modo de trabalho, possibilitou situar o grupo no modo psicossocial, pois o conhecimento e a vivência experimentados favorecem a autonomia dos sujeitos, que têm maiores chances de se posicionarem frente às dificuldades que lhes sobrevêm na sua existência-sofrimento.

Implicações de um grupo de Psicoeducação no cotidiano de portadores de Transtorno Afetivo Bipolar

Menezes,Sarita Lopes; Souza,Maria Conceição Bernardo de Mello e
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
27.77%
Há evidências crescentes de que o curso Transtorno Afetivo Bipolar (TAB) pode ser modificado por abordagens psicoterápicas, tais como a Psicoeducação. Assim, o objetivo deste trabalho foi identificar as implicações do grupo de Psicoeducação no cotidiano dos portadores. Para tanto, optou-se pelo estudo qualitativo, do tipo Estudo de Caso. Foram incluídos doze portadores de TAB que tiveram pelo menos seis participações no Grupo de Psicoeducação desenvolvido na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, gravadas, transcritas e trabalhadas por meio da Análise Temática. Este estudo demonstrou que tal experiência grupal favoreceu a aquisição de conhecimento; a conscientização da doença e adesão ao tratamento; a realização de mudanças positivas na vida; a possibilidade de ajudar outros portadores a se beneficiarem do aprendizado construído no grupo; a descoberta de outras realidades e estratégias de enfrentamento, obtidas por meio da troca de experiências entre os participantes.

A entrevista motivacional em adolescentes usuários de droga que cometeram ato infracional

Andretta,Ilana; Oliveira,Margareth da Silva
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.77%
A drogadição na adolescência é um problema de saúde publica com alto custo para a sociedade, e há uma relação direta entre este e o cometimento de ato infracional. O objetivo deste estudo foi verificar a efetividade da Entrevista Motivacional (EM) em adolescentes que cometeram ato infracional, usuários de drogas. Utilizou-se a Entrevista Motivacional no grupo experimental e no grupo controle a Psicoeducação. Participaram do estudo 48 adolescentes: 27 no grupo da EM e 21 no grupo da Psicoeducação. O grupo da EM diminuiu consumo de maconha e tabaco e o grupo da Psicoeducação diminuiu o consumo de maconha e álcool. Com relação aos estágios motivacionais, independente do grupo, observou-se redução na média da pré-contemplação. As técnicas apresentaram resultados positivos em relação à diminuição do consumo de drogas e da média de pré-contemplação, entretanto, não houve diferença significativa entre as duas.

Melhorando o desfecho do transtorno bipolar usando estratégias não farmacológicas: o papel da psicoeducação

Colom,Francesc; Vieta,Eduard
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
28%
O presente artigo avalia a eficácia da psicoeducação e estratégias relacionadas nos transtornos bipolares. Vários ensaios clínicos aleatorizados demonstraram, recentemente, a eficácia de intervenções psicológicas - a saber: a identificação de sinais prodrômicos, terapia cognitivo-comportamental, psicoeducação e intervenções focadas na família - como um acréscimo profilático à medicação. Todos esses estudos são aqui apresentados, conjuntamente com os estudos pioneiros na área. Há vários tópicos que todo programa psicoeducacional deve incluir para assegurar sua utilidade e eles serão resumidos em doze pontos. Grosso modo, a psicoeducação deve conter informações gerais sobre a doença bipolar, elementos para a aumentar a adesão ao tratamento, ensinar o reconhecimento rápido de recaídas e questões sobre a regularidade do modo de vida. Hoje em dia, várias diretrizes para o tratamento incluem a psicoeducação como uma ferramenta profilática crucial. Os clínicos devem estar conscientes disso e começar a praticar a psicoeducação em sua prática clínica cotidiana.

THE IMPLICATIONS OF A PSYCHOEDUCATION GROUP ON THE EVERYDAY LIVES OF INDIVIDUALS WITH BIPOLAR AFFECTIVE DISORDER; Implicações de um grupo de Psicoeducação no cotidiano de portadores de Transtorno Afetivo Bipolar

Menezes, Sarita Lopes; Bernardo de Mello e Souza, Maria Conceicao
Fonte: UNIV SAO PAOLO; CERQUERA CESAR Publicador: UNIV SAO PAOLO; CERQUERA CESAR
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
27.77%
There is growing evidence that the course of Bipolar Affective Disorder (BAD) can be altered by psychotherapeutic approaches, such as Psychoeducation. Therefore, this study was performed with the objective of identifying the implications of a Psychoeducation group on the everyday lives of individuals with BAD. To do this, the authors chose to perform a qualitative case study. Participants included twelve individuals with BAD who had attended at least six meetings of the Psychoeducation Group held at the Sao Jose do Rio Preto Faculty of Medicine (FAMERP). Semi-structured interviews were performed, which were recorded and then transcribed and subjected to Thematic Analysis. The present study showed that the referred group experience promoted the individuals' knowledge acquisition; their awareness regarding the disease and adherence to treatment; their making positive changes in life; the possibility of helping other patients to benefit from the knowledge learned in the group; and their awareness regarding other realities and coping strategies, obtained by exchanging experiences with other participants.; Há evidências crescentes de que o curso Transtorno Afetivo Bipolar (TAB) pode ser modificado por abordagens psicoterápicas, tais como a Psicoeducação. Assim...

Implicações de um grupo de Psicoeducação no cotidiano de portadores de Transtorno Afetivo Bipolar; Implicancias de un grupo de Psicoeducación en el cotidiano de afectados de Transtorno Afectivo Bipolar; The implications of a Psychoeducation group on the everyday lives of individuals with Bipolar Affective Disorder

Menezes, Sarita Lopes; Souza, Maria Conceição Bernardo de Mello e
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2012 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
27.77%
Existen crecientes evidencias de que el curso del Transtorno Afectivo Bipolar (TAB) puede modificarse por abordajes psicoterápicas, como la Psicoeducación. Este trabajo objetivó identificar las implicaciones del grupo de Psicoeducación en el cotidiano de afectados. Para ello, se optó por estudio cualitativo, tipo Estudio de Caso. Fueron incluidos doce afectados de TAB que tuvieron cuanto menos seis participaciones en el Grupo de Psicoeducación desarrollado en la Facultad de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Fueron realizadas entrevistas semiestructuradas, grabadas, transcriptas y trabajadas mediante Análisis Temático. Este estudio demostró que tal experiencia grupal favoreció la adquisición de conocimiento; la concientización de la enfermedad y adhesión al tratamiento; la realización de cambios positivos en la vida; la posibilidad de ayudar a otros afectados a beneficiarse del aprendizaje construido en el grupo; al descubrimiento de otras realidades y estrategias de tratamiento, obtenidas mediante intercambio de experiencias entre participantes.; There is growing evidence that the course of Bipolar Affective Disorder (BAD) can be altered by psychotherapeutic approaches, such as Psychoeducation. Therefore, this study was performed with the objective of identifying the implications of a Psychoeducation group on the everyday lives of individuals with BAD. To do this...

Psicoeducação familiar na demência: da clínica à saúde pública

Gonçalves-Pereira,Manuel; Sampaio,Daniel
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.77%
Introdução: Com o envelhecimento populacional e o impacto decorrente nas famílias, a demência tem vindo a adquirir um estatuto de grave problema de saúde pública. No quotidiano dos serviços de saúde, os aspectos familiares da demência são motivo frequente de apresentação clínica. Contudo, nesses mesmos serviços ou na comunidade, as necessidades das famílias são frequentemente subavaliadas ou não cobertas. Neste trabalho descrevemos as intervenções familiares na demência, revendo especificamente a eficácia e a efectividade da psicoeducação familiar. Métodos: Procedemos a uma revisão narrativa, não sistemática, da literatura relevante. Resultados: Existem diversas formas de intervenção familiar na demência, dirigidas a familiares-cuidadores (com pendor psicoeducativo ou de apoio emocional) ou com foco sistémico, na linha da terapia familiar. Independentemente do seu carácter predominantemente clínico, todas elas podem ser perspectivadas na interface da promoção da saúde. A psicoeducação familiar visa, em específico, desenvolver conhecimentos e competências para lidar com o quadro demencial, diminuindo os níveis de "stress" na família, podendo eventualmente incidir na saúde mental positiva dos cuidadores. Conclusões: Muitas estratégias de prevenção primária...