Página 1 dos resultados de 558 itens digitais encontrados em 0.138 segundos

Cultivo in vitro e desenvolvimento pós-seminal de espécies de Bromeliaceae com potencial ornamental; In vitro culture and post-seminal development of Bromeliaceae with ornamental potential

Kievitsbosch, Talitha Joana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
75.88%
As bromélias são valorizadas por suas características ornamentais, sendo o gênero Vriesea representativo neste setor. O aprimoramento de métodos de propagação in vitro destas plantas é altamente necessário a fim de suprir as necessidades do mercado, e evitar o extrativismo ilegal. Nesse contexto, o presente trabalho objetivou aprimorar o protocolo de propagação in vitro de espécies do gênero Vriesea, bem como aumentar o conhecimento global das espécies em estudo. Para tanto, sementes das espécies V. carinata, V. friburgensis, V. paraibica e V. simplex foram submetidas a processos de assepsia e introduzidas in vitro sob três temperaturas: 22 °C, 27 °C e 32 °C. Paralelamente, sementes das mesmas espécies foram semeadas em bandejas e mantidas em casa de vegetação. Através da microscopia eletrônica de varredura e ótica foi realizada a descrição morfo-anatômica do desenvolvimento pós-seminal das plântulas das mesmas espécies. Além disso, procurou-se adequar o meio de cultura às necessidades das mesmas espécies e de V. hieroglyphica, sendo testadas 3 doses de nitrogênio e 3 doses de magnésio. Também procurou-se avaliar a taxa de sobrevivência durante o processo de aclimatização de plântulas das espécies de Vriesea mencionadas (com exceção de V. hieroglyphica). Objetivou-se comparar características anatômicas e morfológicas de folhas das referidas espécies cultivadas in vitro e em casa de vegetação. Por fim...

Paclobutrazol no crescimento e desenvolvimento de Zygopetalum crinitum Lodd. e Cattleya schilleriana Rchb.f. (Orchidaceae) durante as fases in vitro e de aclimatização

Gimenes, Renata
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xiv, 54 p. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
75.81%
Pós-graduação em Agronomia (Produção Vegetal) - FCAV; As plantas da família Orchidaceae são muito apreciadas pelo potencial ornamental, ecológico e econômico. O domínio de técnicas para a domesticação e propagação em massa das espécies é extremamente importante, visto que possibilita diminuir a coleta predatória, além de reduzir o custo de produção das plantas. O cultivo in vitro é uma técnica que permite produzir grande número de plantas; entretanto, ocorrem muitas perdas durante o período de aclimatização (ex vitro). O retardante de crescimento paclobutazol (PBZ) atua como inibidor de giberelinas, diminuindo a parte aérea das plantas, promovendo engrossamento nas raízes e aumentando a resistência a estresses, características estas relevantes para aclimatização de mudas com sucesso, contribuindo para altas taxas de sobrevivência. Este trabalho teve como objetivo estudar o efeito da suplementação do meio de cultura Murashige e Skoog com PBZ, no crescimento e desenvolvimento in vitro, e na aclimatização de plantas de Zygopetalum crinitum e Cattleya schilleriana, visando aumentar a taxa de sobrevivência ex vitro. O delineamento experimental (in vitro e ex vitro) foi inteiramente casualisado, com quatro tratamentos (três concentrações de paclobutrazol: 0...

Concentrações de ácido indolbutírico e períodos de escuro, no enraizamento "in vitro" de amoreira-preta (Rubus sp.), cv. ébano

Radmann,Elizete Beatriz; Gonçalves,Emerson Dias; Fortes,Gerson Renan de Luces
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 PT
Relevância na Pesquisa
85.75%
O trabalho foi realizado com o objetivo de testar a influência do AIB em condições de escuro, no enraizamento in vitro de amoreira-preta cv. Ébano. Utilizaram-se explantes provenientes da propagação in vitro, os quais foram submetidos a duas concentrações de ácido indolbutírico (AIB) (0,5 e 1,0 mM) e três períodos de escuro (2; 4 e 6 dias). Os explantes foram cultivados em meio contendo sais e vitaminas de MS (Murashige & Skoog, 1962) com os sais minerais reduzidos à metade, acrescidos de mio-inositol (100 mg.L-1), sacarose (30 g.L-1), ágar (7g.L-1) e o pH ajustado para 5,9. Os frascos contendo os explantes, após o tratamento de escuro, foram incubados em sala de crescimento com fotoperíodo de 16 horas, densidade de fluxo luminoso de 31,41W.m-2 e temperatura de 25±3ºC, por 30 dias. Avaliaram-se a porcentagem de enraizamento, número e comprimento de raízes, e formação de calo na base das brotações. Após os explantes serem aclimatizados, avaliou-se a taxa de sobrevivência. Não houve diferenças significativas entre as porcentagens de enraizamento dos diferentes tratamentos. O número de raízes foi maior em meios sem ácido indolbutírico (5,5 raízes/ explante). As raízes mais longas foram observadas em meios sem ácido indolbutírico e quando submetidas 2-4 dias no escuro. Ocorreu maior intensidade de formação de calo quando adicionado ácido indolbutírico ao meio de cultura. Verificou-se alta porcentagem de sobrevivência das brotações na fase de aclimatização (86 - 97%).

Benzilaminopurina (BAP) e thidiazuron (TDZ) na propagação in vitro de Pfaffia glomerata (Spreng.) Pedersen

Flores,R.; Nicoloso,F.T.; Maldaner,J.; Garlet,T.M.B.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
85.88%
Pfaffia glomerata (Spreng.) Pedersen, conhecida como ginseng brasileiro, é muito utilizada pela medicina popular devido suas propriedades fitoterápicas. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de concentrações de BAP e de TDZ na propagação in vitro de dois acessos (BRA e JB-UFSM) desta espécie. Segmentos nodais, provenientes de plantas assépticas, foram cultivados em meio Murashige e Skoog (MS) suplementado com 0, 1 e 5 μM de BAP ou TDZ. Após 30 dias, as plantas foram transferidas para meio MS não suplementado com citocinina. Observou-se que a organogênese in vitro de P. glomerata é genótipo-dependente. O acesso BRA mostrou um maior potencial para a propagação in vitro em relação ao JB-UFSM. O cultivo dos segmentos nodais do acesso BRA em meio com 1 μM de TDZ, seguido pelo subcultivo dos brotos para meio isento de citocininas mostrou ser um método viável para a propagação in vitro devido à alta taxa de multiplicação e o bom desenvolvimento das plantas. No acesso JB-UFSM, o cultivo dos segmentos nodais em meio não acrescido de citocinina mostrou ser o método mais adequado para a produção de um grande número de plantas com alta qualidade.

Estabelecimento in vitro de explantes foliares de Bactris gasipaes (H.B.K.).

ROCHA, J. F. da.; SANTOS, M. R. A. dos; FERREIRA, M. das G. R.; CORREIA, A. de O.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 61., 2010, Manaus. Diversidade vegetal brasileira: conhecimento, conservação e uso. Manaus: SBB, 2010. 600 p. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 61., 2010, Manaus. Diversidade vegetal brasileira: conhecimento, conservação e uso. Manaus: SBB, 2010. 600 p.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.6%
O objetivo deste trabalho foi desenvolver protocolos de estabelecimento in vitro de explantes foliares de pupunheira.; 2010

Indução de calos in vitro a partir de ápices caulinares de Bactris gasipaes (H.B.K.).

ROCHA, J. F. da.; SANTOS, M. R. A. dos; FERREIRA, M. das G. R.; CORREIA, A. de O.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 61., 2010, Manaus. Diversidade vegetal brasileira: conhecimento, conservação e uso. Manaus: SBB, 2010. 600 p. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 61., 2010, Manaus. Diversidade vegetal brasileira: conhecimento, conservação e uso. Manaus: SBB, 2010. 600 p.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.6%
Este trabalho teve por objetivo desenvolver protocolos de estabelecimento e indução de calos in vitro em ápices caulinares de plantas da espécie Bactris gasipaes (pupunheira).; 2010

In vitro propagation and quantification of rotenoids in callus of Derris sp.

PINTO, J. E. B. P.; CONCEIÇÃO, H. E. O.; CASTRO, N. E. A.; SANTIAGO, E. J. A.; LAMEIRA, O. A.
Fonte: In Vitro Cellular & Developmental Biology, v. 37, n. 3, pt. 2, Mar. 2001. Publicador: In Vitro Cellular & Developmental Biology, v. 37, n. 3, pt. 2, Mar. 2001.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
EN
Relevância na Pesquisa
85.62%
2001; Proceedings of Congress on in Vitro Biology, 2001.

Viabilidade polínica e propagação in vitro de Etlingera elatior (Jack) R.M. Smith

Oliveira, Jaqueline Figueredo de
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
85.78%
The Etlingera elatior is a tropical perennial and rhizomatous herbaceous plant that possesses beautiful flowers with different colors and a great ornamental appeal. To produce new cultivars it is necessary crossings between existing varieties which are rare for this species. Among the difficulties found to grow Etingera elatior is the acquisition of quality seedlings with appropriate sanitary standards to supply the demand of the producers. Another considerable problem is the seedlings production that, usually made by bunch division, brings high costs and disease problems. This work aimed to evaluate the viability of the pollen grains in flowers of the Red Torch, Pink Torch and Porcelain cultivars to be used in a future breeding program to create new commercial types of the Etlingera elatior, and developing a protocol for multiplication in vitro of Etlingera elatior cv. Red Torch. Therefore, it was carried out an study to check the viability of the pollen grains in open and closed flowers of small, medium and tall stick flowers. The pollen grains were stained in a lugol solution and observed on a stereoscopic microscope. The micropropagation potential was evaluated by testing the effects of 6-benzilaminopurine alone in different concentrations (1...

Banco de sementes e sistemas de propagação in vitro como estratégia de conservação para Bulbophyllum peri Schlt. e Epidendrum secundum Jacq.

Ferreira, Danielle Lopes
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
85.76%
Resumo: Neste trabalho o objetivo principal foi estabelecer estratégias de conservação ex situ para as espécies Epidendrum secundum e Bulbophyllum peri. Sementes sem armazenamento e armazenadas a -20°C por quatro, oito e doze meses, de ambas as espécies, tiveram suas viabilidades testadas por meio de testes de germinação in vitro em quatro meios de cultura (MS, MS/2, WPM e KC). Para E. secundum também foram testadas concentrações de BAP (0,55; 1,10 e 2,20 ?M) no meio KC e para B. peri foi testado pré-resfriamento das sementes sem armazenamento por 21 dias a 8°C. Após subcultivos em meio WPM, as plântulas se desenvolveram e foram aclimatizadas em três substratos: Plantmax florestal® e vermiculita (1:2), sphagnum e fibra de coco (2:1) e carvão e fibra de coco (2:1). O melhor meio de cultura foi o WPM para ambas as espécies. As sementes sem armazenamento de E. secundum apresentaram 100% de germinação em meio WPM e à medida que as sementes foram armazenadas houve perda da viabilidade, constatada pela redução da germinação (73,8% após doze meses) e redução dos índices de crescimento e de velocidade de germinação. No melhor meio de cultura (WPM) as sementes sem armazenamento de B. peri praticamente não germinaram (7%). Quando submetidas ao pré-resfriamento...

Moduladores da biossíntese e do mecanismo de ação do etileno sobre o crescimento in vitro do porta-enxerto de macieira marubakaido

Medeiro, Sandra Aparecida
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
85.85%
Resumo: A utilização de frascos de cultura com tampas que dificultam trocas gasosas entre o ambiente interno e externo dos frascos resulta em aumento considerável na concentração interna de etileno nos frascos de cultura, o que freqüentemente ocasiona redução na taxa de multiplicação de material vegetal in vitro. A redução da concentração do etileno na atmosfera interna dos frascos de cultura, por meio de inibição da biossíntese, ou da inibição do seu mecanismo de ação, tem promovido o aumento na taxa de multiplicação, o que reduz o tempo e o custo de produção de mudas micropropagadas. Neste trabalho, objetivou-se aumentar a taxa de multiplicação in vitro para o porta-enxerto de macieira Marubakaido pelo uso de compostos conhecidos por inibir a biossíntese ou o mecanismo de ação do etileno. Segmentos nodais de Malus prunifolia cv Marubakaido cultivado in vitro foram inoculados em meio de cultura MS (MURASHIGE e SKOOG,1962) suplementado com 2,22 |iM de Benzilaminopurina, e mantidos em sala de crescimento a 27 ± 2 °C, fotoperíodo de 16 horas, Densidade de Fluxo de Radiação Fotossinteticamente Ativa (RFA) de 40 (imol.m^.s"1 e umidade relativa do ar de 75 ± 5%. AVG (L-a-(2- aminoetoxivinil-glicina), ADB (ácido a-aminoisobutírico)...

Meios de cultura e condiçoes de luminosidade para cultivo in vitro de Cattleya amethystoglossa Linden & Rchb.f.

Dronk, Alessandro Garrett
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese e Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
85.92%
Resumo: Cattleya amethystoglossa Linden & Rchb.f. é uma orquídea com abundante florescimento, grande beleza, e de valor ornamental. A propagação via sementes de orquídeas in vitro é mais eficiente que a propagação ex vitro. A propagação in vitro permite produzir plantas sem doenças em larga escala e durante o ano todo. Diversos meios de cultura são utilizados na semeadura de orquídeas. Devido ao alto custo e dificuldade de obter alguns componentes do meio de cultura como nitrato de amónia e nitrato de potássio, meios de cultura alternativos podem ser tão eficientes e ter menor custo que os meios tradicionais. O objetivo deste experimento foi comparar o meio Dronk, um meio que contém banana e água de coco, com os meios MS e Knudson C. O meio Dronk foi mais eficiente e de menor custo que os demais. Outro experimento foi implantado no meio MS para avaliar intensidades luminosas na produção de Cattleya amethystoglossa Linden & Rchb.f.. As intensidades luminosas testadas foram 10,8 µmol.m-2.s-1, 24,3 µmol.m-2.s-1 e 27 µmol.m-2.s-1. O melhor resultado obtido foi com 10,8 µmol.m-2.s-1. Palavras-chave: Orquídea, semente, propagação, intensidade luminosa, planta ornamental, floricultura.

Propagação in vitro e análise de Rapd de Guanandi(Calophyllum brasiliense cambess)

Silveira, Sheila Susy
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
85.77%
Resumo: O guanandi é uma espécie com grande potencial para utilização na indústria madeireira, reposição de mata ciliar e extração de compostos medicinais, mas sua reprodução na natureza é limitada porque a frutificação é irregular e as sementes são recalcitrantes. A germinação in vitro foi estudada, assim como a micropropagação, usando segmentos nodais de plantas de casa de vegetação. Para a germinação in vitro, a maior taxa de obtenção de sementes não contaminadas (93,3%) foi obtida mantendo-as por 48h em solução a 0,2% de PPM™, sendo então introduzidas em meio WPM contendo a mesma concentração do biocida. Para acelerar a germinação, as sementes permaneceram em água ou solução de GA3 (2,89 a 28,89 ?M) por 24 ou 48 h. A taxa de germinação foi reduzida conforme a permanência em solução, de 70,6% (24h) para 60% (48h), enquanto o IVG foi incrementado com o uso de 5,57 e 14,47 ?M de GA3. Para a micropropagação a partir de segmentos nodais obtidos de plantas de casa de vegetação, a adição de 0,4 ou 0,8% de PPM™ ao meio de cultura resultou na sobrevivência de 92% dos explantes introduzidos in vitro. Antioxidantes foram incorporados separadamente ao meio de cultura, sendo 1 g.L-1 de polivinilpirrolidona (PVP-40)...

Propagação in vitro e caracterização molecular de cultivares de Ricinus communis L.

Dias, Ana Carolina Cordeiro
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
85.77%
CAPÍTULO II: O óleo extraído das sementes de mamona possui características que permitem sua utilização em centenas de aplicações industriais. Com a criação do Programa Biodiesel Nacional a cultura da mamona tem-se destacado por apresentar grande potencial para expansão no país visando a obtenção de matéria prima para a produção de biodiesel. Entretanto, existem vários aspectos da cultura que precisam ser pesquisados para que esta expansão realmente aconteça no país. Com os objetivos de estabelecer a germinação in vitro de sementes de Ricinus communis L. e avaliar o comportamento in vitro de gemas apicais foi analisada a ação de concentrações de reguladores de crescimento ANA e BAP. As características avaliadas foram: brotações, contaminação, calos e oxidação. A taxa de germinação é maior em sementes sem o tegumento. As taxas de contaminação foram altas. A taxa de oxidação foi minimizada com adição de ácido ascórbico. As gemas apicais obtiveram produção de calos e brotações pela ação do hormônio BAP. CAPÍTULO III: Dada a elevada demanda energética mundial faz-se necessária a busca de fontes renováveis e menos agressivas ao meio ambiente como o biodiesel. Uma alternativa viável para a produção de óleo seria o cultivo da mamona (Ricinus comunnis L.) por ser tradicionalmente praticada por pequenos e médios produtores...

Propagação in vitro da gabirobeira (Campomanesia spp.); In vitro propagation of gabirobeira (Campomanesia spp.)

Maldonado, Alirio Coromoto Daboin
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
95.95%
A gabirobeira é uma frutífera do cerrado brasileiro que ganha destaque devido a sua importância social, econômica e comercial, sua preservação, contudo, está ameaçada pela expansão da fronteira agrícola e pelo extrativismo predatório. O presente trabalho teve como objetivo propor um protocolo que permita sua propagação in vitro. Foram efetuados diversos experimentos durante os anos de 2010 a 2013, usando frutos colhidos de vinte matrizes de gabirobeira selecionadas na Fazenda ―Água Limpa‖ da Universidade Federal de Uberlândia - MG. No capitulo 1, foram compiladas informações teóricas e genéricas sobre a gabirobeira. No capitulo 2, foram analisados, os efeitos da desinfestação na germinação in vitro da semente com diversas concentrações de hipoclorito de sódio, associado ao álcool etílico ( 70% ) e ao fungicida tiofanato metílico (1 g L-1 ), o meio MS utilizado foi suplementado com 1,5 % de sacarose e BAP (1 mg L-1). A desinfestação proporcionou o estabelecimento da frutífera in vitro, aos 10 dias de crescimento ocorreu menor contaminação (4,80%), com maior germinação (94%) com o aumento na concentração de hipoclorito de sódio até 3,50%. Porém, aos 30 dias a desinfestação proporcionou 100% de germinação e nenhuma contaminação com o aumento da concentração de hipoclorito de sódio até 3...

Propagação in vitro de portaenxertos de pessegueiro Flordaguard e GxN-9 ; In vitro propagation of peach rootstock Flordaguard and GxN-9

RITTERBUSCH, Cristina Weiser
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Biologia; Programa de Pós-Graduação em Fisiologia Vegetal; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Biologia; Programa de Pós-Graduação em Fisiologia Vegetal; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
85.91%
The fruitful lump such as peaches, has shown annual growth of both production and consumption in Brazil and Rio Grande do Sul (RS) the leading national producer. However compared to other Brazilian states productivity in RS is considered low and one of the factors is the lack of genetic quality and health of propagation material. This is due in part to the means of acquiring rootstocks, which are derived from discarded lumps by canning industries, among other factors causing imbalance between plants in the orchard. Thus vegetative propagation from the micropropagation constitutes an alternative multiplication of rootstocks, obtaining a large number of plants in a short period of time compared with the traditional method used. Thus developing protocols for vegetative propagation may contribute to the process of producing seedlings prunaceas in southern Brazil. Therefore, the aim of this study was to optimize the in vitro multiplication rootstocks' Flordaguard 'and' GxN-9 'and in vitro rooting and acclimatization of shoots from the rooting medium with the rootstock' GxN-9 '. To this end, the work was divided into two chapters, one on the in vitro multiplication of rootstock "Flordaguard 'and the second concerning the multiplication, rooting and acclimatization of the rootstock' GxN-9 '. In the first chapter means were tested MS (1/2N) and Himedia...

Propagação in vitro e caracterização molecular de porta-enxertos de Prunus por marcadores microssatelites (SSR)

Teixeira, Paulo de Tarso Lima
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xii, 68 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
95.88%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais.; A cultura do pessegueiro apresenta uma substancial importância na economia agrícola das regiões Sul e Sudeste, produzindo mais de 150 mil toneladas em uma área superior a 20 mil hectares. Para acompanhar o crescimento do mercado de frutas, cada vez mais surge a necessidade de pomares produtivos e frutos de qualidade. Desta maneira, a produção de mudas com controle genético-sanitário é essencial para obtenção de pomares uniformes e livres de patógenos. Neste contexto, as técnicas de cultura in vitro e de marcadores moleculares auxiliam na seleção varietal, propagação clonal, controle e certificação genético-sanitária. Este trabalho objetivou desenvolver metodologias para propagação in vitro de seleções do porta-enxerto de Prunus 'Capdeboscq', principalmente a seleção 'Carelle'e contribuir para caracterização genética de 11 seleções de porta-enxertos de Prunus,. Foram usados como explantes gemas axilares e ápices caulinares, introduzidos em meio de cultura de Lepoivre suplementado com BAP (0,5 mg.L-1), que apresentaram 60,0% e 50,0% de sobrevivência...

Meio de cultura, concentração de AIB e tempo de cultivo no enraizamento in vitro de amoreira-preta e framboeseira

Leitzke,Luciane Nolasco; Damiani,Cláudia Roberta; Schuch,Márcia Wulff
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
75.82%
A propagação da amoreira-preta e da framboeseira dá-se principalmente por meio de estacas de raiz e mesmo de hastes novas, contudo, já é crescente o interesse pelo uso da micropropagação como um método alternativo de propagação . O enraizamento é uma das etapas mais difícieis, onde a definição do meio de cultivo, da concentração ótima de AIB para o enraizamento, constitui um passo importante, por isso objetivou-se com este experimento determinar o melhor meio de cultivo, melhor tipo de cultivo e a melhor concentração de AIB no meio de cultura para o enraizamento in vitro da amoreira-preta 'Xavante' e de framboeseira 'Batum' e 'Heritage'. O material vegetal utilizado foram microestacas apicais com duas folhas, com cerca de 1 cm de comprimento, oriundas do cultivo in vitro. Os fatores estudados foram o tipo de meio de cultura MS e WPM - Wood Plant Media, a concentração de AIB no meio de cultura e o tempo de cultivo das microestacas em meio com AIB. O meio WPM, em concentrações baixas, menores de 3 µM de AIB, induziram maiores médias de enraizamento e comprimento. Concentrações altas de AIB induziram a formação de calo, para amoreira-preta, 'Xavante'. Para a framboeseira o meio WPM, com menores concentrações de AIB (0 e 3 µM)...

Propagação vegetativa da guabirobeira (campomanesia xanthocarpa Berg.) in vitro e por estaquia

Scutti, Marcia Brunner
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 95f. : il.color. ; 30cm.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
75.9%
Orientador: Flavio Zanette; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Parana, Setor de Ciencias Agrarias; Resumo: A guabirobeira (Campomanesia xanthocarpa Berg.) é uma Mirtácea frutífera lenhosa nativa da região Sul do Brasil, cuja exploração comercial pode ser fomentada por estudos sobre sua propagação vegetativa. Foram empregadas diversas técnicas de propagação vegetativa com o objetivo de estudar o comportamento da espécie. O trabalho está dividido em duas fases: estaquia e micropropagação. Para a estaquia semi-lenhosa foram testados 2 tipos de substrato (100% Plantmax®; 2/3 Plantmax® + 1/3 areia) e 7 tratamentos (água; ETANOL 50%; ETANOL 20%; ETANOL 40%; AIB 500 mg.L-1; AIB 1.000 mg.L-1; AIB 2.000 mg.L-1). Para a estaquia herbácea foram testados 6 tratamentos (testemunha, água; ETANOL 50%; AIB 1.000 mg.L1; AIB 5.000 mg.L-1; AIB 10.000 mg.L-1) e 2 tempos de imersão (30 s e 2 h). Não houve formação de raízes em nenhum dos experimentos. Na micropropagação a fonte de explantes foram plantas em casa de vegetação e plantas adultas a campo. Em todos os experimentos a desinfestação foi baseada em etanol e NaOCI comercial e o meio de cultura foi o MS. Os experimentos com micro-estacas de campo ou casa de vegetação não passaram da fase de desinfestação...

Germinação in vitro e indução da calogênese em Uncaria tomentosa.

MACIEL, S. de A.; BITTENCOURT, D. M. de C.
Fonte: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 17.; MOSTRA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, 7., 2008, Rio Branco. A iniciação científica em direção à formação de novos talentos na pesquisa: anais. Rio Branco, AC: UFAC: Uninorte: Embrapa Acre, 2008. Publicador: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 17.; MOSTRA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, 7., 2008, Rio Branco. A iniciação científica em direção à formação de novos talentos na pesquisa: anais. Rio Branco, AC: UFAC: Uninorte: Embrapa Acre, 2008.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.6%
As inúmeras propriedades medicinais da unha de ganho (Uncaria tomentosa), a qual se atribui efeitos imunoestimulantes, antiflamatórios e inibidores de crescimento de células cancerígenas, têm provocado uma grande demanda por essa espécie, que vem sendo explorada em florestas nativas da Amazônia de forma indiscriminada e predatória, podendo levar a uma redução da sua variabilidade genética e até mesmo sua extinção. Desta forma, a unha de gato se encaixa perfeitamente no grupo de espécies desejáveis à cultura de tecidos. Nesse sentido, a utilização da técnica de cultura de tecidos por meio da indução da calogênese pode ser empregada para a multiplicação em grande escala de plantas elites. Diante disto, este trabalho teve por objetivo avaliar a germinação in vitro e induzir a calogênese em U. tomentosa.; 2008

Variabilidade genética, biologia floral e propagação in vitro da orquídea sapatinho Phragmipedium lindleyanum (R.H. Schomb. ex Lindl.) Rolfe var sargentianum (Rolfe) O. Gruss.

Hansen, Daniela de Souza
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Tipo: Tese de Doutorado
Relevância na Pesquisa
95.95%
O objetivo deste trabalho foi estudar a variabilidade genética, a biologia floral e a propagação in vitro de P. lindleyanum var. sargentianum em remanescente de Mata Atlântica no Estado da Bahia. Para o estudo da variabilidade genética foi uttilizada análise morfométrica das peças florais empregando-se métodos estatísticos univariados e multivariados. A biologia floral foi realizada por meio de observações em campo, e a propagação in vitro por meio de experimentos de germinação, multiplicação e crescimento. Houve diferença significativa entre as populações, para 11 caracteres florais, sendo as populações 2 e 3 as mais distantes geneticamente. A floração durou cerca de 2 meses e meio, e o seu pico ocorreu em setembro. As flores duraram em média 9,4 dias. A frutificação natural foi alta, assim como a frutificação após a polinização cruzada manual e autopolinização manual, e os frutos necessitaram de cerca de 75 dias para alcançarem a maturidade. Os principais visitantes florais foram os curculionídeos e as abelhas. O padrão de distribuição espacial foi agregado. Os meios de cultura compostos por 1/3 dos sais de MS na presença de luz e 1/4 dos sais de MS na ausência de luz, promoveram uma cultura rica em protocormos na germinação in vitro. A utilização de BAP na concentração de 1...