Página 1 dos resultados de 54 itens digitais encontrados em 0.020 segundos

A tripartição pronominal e o estatuto das proformas cê, ocê e você; The tripartition of the pronominal system and the status of the proforms você, ocê and cê

PETERSEN, Carol
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP Publicador: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.63%
Este artigo mostra que os argumentos apresentados em Ramos (1997) e Vitral (1996) ao defenderem a proposta de classificação da proforma cê como um clítico não conseguem dar conta do comportamento particular desta proforma no sistema pronominal do português brasileiro. Para resolver o problema, realizo uma reanálise destes argumentos em função da teoria da tripartição pronominal de Cardinaletti e Starke (1999). De acordo com esta perspectiva, as evidências apresentadas pelos autores a favor da cliticização de cê mostram apenas que cê não é um pronome forte. Ao ser identificado como um pronome fraco, pode-se então explicar o contraste entre esta proforma e ocê e você, proformas que possuem uma variedade forte e outra fraca.; This paper shows that the arguments presented by Ramos (1997) and Vitral (1996) to support the proposal of classifying the proform cê as a clitic do not account for the particular behavior of this proform in the Brazilian Portuguese pronominal system. To solve the problem, I reanalyze these arguments assuming the tripartite pronominal system approach, proposed by Cardinaletti and Starke (1999). According to this perspective, the evidence presented by the authors in favor of the cliticization of cê only shows that cê is not a strong pronoun. Cê is rather shown to be a weak pronoun...

"Formas de tratamento no português brasileiro: a alternância tu/você na cidade de Santos - SP" ; Pronouns of Address in Brazilian Portuguese: the alternance of tu/você in Santos - SP

Modesto, Artarxerxes Tiago Tacito
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
26.52%
Esta pesquisa visa a descrever e explicar o uso das formas de tratamento tu e você em Santos, cidade do litoral do Estado de São Paulo, levando em consideração aspectos sociolingüísticos e pragmático-discursivos, que atuam na alternância destas formas. Há, segundo RAMOS (2001), dois pontos de vista que têm norteado as pesquisas sobre as formas de tratamento: um de natureza sócio-histórica, que leva em consideração o uso amplo de você como uma opção por um tratamento igualitário, e outro que trata o problema como um processo de mudança baseado na implementação da forma você com estatuto pronominal, que desta forma vem alterando a concordância e acarretando muitas mudanças no sistema pronominal a partir de meados dos séculos XIX. Assim, este trabalho apresenta um estudo quantitativo das formas de tratamento tu e você em Santos, buscando os fatores relevantes para a primeira das duas abordagens sugeridas, além de fazer algumas considerações acerca da segunda abordagem. Com o suporte da metodologia da Sociolingüística Variacionista Laboviana, busca-se explicitar até que ponto as diferentes situações interacionais levam os falantes a escolherem uma ou outra forma pronominal. Constituem o corpus analisado 20 inquéritos correspondentes a textos conversacionais realizados entre falantes santistas. Em outras palavras...

A realização do objeto direto em referência ao interlocutor; The effectiveness of the direct object at the interlocutor's reference

Camargo Junior, Arnaldo Rebello
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
Propomos o estudo da realização do objeto direto no Português Brasileiro (PB) na referência ao interlocutor, a partir de um corpus formado essencialmente por textos produzidos por alunos do Ensino Fundamental II de uma escola particular da cidade de São Paulo. Estes textos consistem em uma proposta de redação direcionada à produção do objeto direto na referência ao interlocutor, orientados aos registros formal e informal da língua. Objetivamos identificar o tipo de complemento produzido pelos alunos nos dois registros. Interessa-nos investigar, sobretudo, as formas pronominais acusativas de 2a pessoa bem como a posição dos clíticos para estabelecer diálogo com os trabalhos que tratam das formas pronominais acusativas de 3a pessoa. Para isto, utilizamos o método variacionista de análise quantitativa, conforme estabelecido por Labov, e já consagrado em inúmeros estudos. Os resultados obtidos serão norteados pelas hipóteses descritas ao longo da introdução deste estudo, e a partir da confirmação de algumas e descarte de outras, buscaremos estabelecer uma adequação descritiva suficiente para comprovar o desaparecimento do clítico acusativo de 3a pessoa aplicado em referência ao interlocutor (Ramos 1999), substituído pela forma "te"...

O português afro-indígena de Jurussaca/PA: revisitando a descrição do sistema pronominal pessoal da comunidade a partir da textualidade; The Afro-Indian Portuguese of Jurussaca/PA: revising the description of the pronominal system of the Community based on textuality

Silva, Jair Francisco Cecim da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.65%
Nesta tese toma-se como objetivo revisitar o sistema pronominal pessoal do Português Afroindígena, o Português Vernacular Brasileiro empregado em comunidades aquilombadas do norte do Brasil, como Jurussaca/Pa, que apresenta como traço marcante a formação étnica negra e indígena. Assume-se uma abordagem não monolítica de estudos do português, corroborando a hipótese de contínuo dialetal português vernacular brasileiro do Pará, que insere a Comunidade de Jurussaca em um de seus extremos: a do português afro-brasileiro. Como referencial teórico-metodológico utiliza-se a interface entre (a) a etnolinguística, que estuda a relação entre a cultura e a língua de um grupo, através de pesquisas etnográficas na Comunidade; e (b) a análise do discurso na perspectiva bakhtiniana, que afirma que o uso da língua se concretiza efetivamente em todas as atividades humanas através de enunciados orais e escritos. Nesse sentido, a proposta é identificar e analisar os gêneros discursivos, tanto orais quanto escritos, a fim de revisitar o sistema pronominal pessoal na Comunidade na textualidade de Jurussaca pesquisas anteriores se detiveram apenas em gêneros orais. Três esferas discursivas são propostas na Comunidade: a Social (gêneros entrevista e ladainha)...

A sintaxe pronominal na variedade afro-indígena de Jurussaca: uma contribuição para o quadro da pronominalização do português falado do Brasil; The pronominal syntax in the afro-indigenous variety of Jurussaca: a contribution to the framework of the pronominalization of the portuguese spoken in Brazil

Campos, Ednalvo Apostolo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
Esta pesquisa aborda a sintaxe pronominal pessoal da comunidade quilombola de Jurussaca/PA, sob os pressupostos da teoria gerativa, nas versões de Princípios e Parâmetros (Chomsky, 1986) e Minimalista (Chomsky, 1995, 2001). Dentro desse quadro, destacam-se os estudos sobre a categoria pronominal desenvolvidos por Zwicky (1977), Kayne (1975, 1991), Borer (1981), Bonet (1991), Cardinaletti & Starke (1999), Ewerett (1994), Duarte & Matos (2000), Duarte, Matos & Gonçalves (2005), Galves (2001a,b), Galves & Abaurre (2002), Déchaine & Wiltchko (2002), entre outros. Parte-se, inicialmente, da expressão do português brasileiro a partir do viés dicotômico existente entre suas variedades: o PB e o PVB. Essa dicotomia tem sido denominda de polarização sociolinguística do Brasil (LUCCHESI, 2008, 2009). Assume-se (cf. Oliveira et alii, no prelo) o conceito de Português Afro-indígena, relativo às variedades de português popular faladas no Brasil em comunidades rurais que conservam especificidades etnolinguísticas. Propõe-se que essas variedades localizam-se dentro de um continuum de variedades de português brasileiro [+marcadas] (como o português afro-brasileiro e o indígena). Analisa-se, a partir da sócio-história, e das construções sintáticas da expressão da comunidade: pronomes clíticos e tônicos atemáticos; o pronome de 1ª. pessoa nós [ns] em posição pré verbal ou proclítica...

O sistema de normas e valores dos Grupos Escolares paulistas: a naturalização da ênclise; The system of norms and values of School Groups of São Paulo: the enclitic naturalization

Teles, Fernanda Alvarenga
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.19%
Grandes transformações sociais, econômicas e políticas ocorriam no Brasil republicano do final do século XIX. Nesse contexto, forças sócio-políticas operavam na proposta de civilização do país que se apoiava na difusão das instituições de ensino como estratégia para se equiparar à modernização e ao progresso dos países europeus. Assim, os Grupos Escolares foram criados em contraposição às escolas isoladas do período monárquico, inovando no cenário brasileiro com a implantação do ensino graduado e com o método intuitivo, servindo de propaganda ao novo governo instaurado. Alguns estudos têm mostrado que, dentro desse panorama da virada do século XIX, uma mudança na colocação pronominal em orações infinitivas preposicionadas se implanta no Português Brasileiro, o qual se distanciava do padrão lusitano e do uso vernacular da época. Considerando o crescimento da próclise do vernáculo brasileiro (OLIVEIRA, 2013) e a ênclise majoritária dos intelectuais republicanos paulistas (SANTOS SILVA, 2012) nesse contexto sintático, este trabalho investigará se os Grupos Escolares Paulistas adotavam um único padrão linguístico quanto à posição do pronome em infinitivas preposicionadas. Para essa análise...

Deíticos e anáforas pronominais em diálogos; Deixis and pronominal anaphora in dialogs

Freitas, Sergio Antonio Andrade de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.59%
A proposta deste trabalho é implementar um conjunto de elementos do diálogo a decorrer entre dois agentes humanos. As anáforas pronominais e certos pronomes déiticos (eu, você, sua, seu, meu, minha), que eventualmente surgirem durante o diálogo, são resolvidas. Basicamente, este trabalho está dividido em quatro partes: 1. Estudo introdutório da Discourse Representation Theory (DRT) [KAM88, KAM90]. A DRT é um formalismo para a representação do discurso que utiliza modelos na avaliação semântica das estruturas representacionais. Neste estudo são considerados somente os aspectos representacionais, dando enfoque à representação de sentenças simples. 2. Um estudo baseado em [HIR81, CAR87] sobre: tipos de ambigüidades, o que são anáforas, tipos de anáforas etc, visa fornecer ao leitor um conhecimento mínimo sobre o aspecto lingüístico do tratamento das anáforas. Dentro do estudo realizado sobre anáforas destacam-se os seguintes tipos: coespecificação pessoal e colocação em coesão léxica, que são os tipos previstos na implementação. Estes dois tipos de anáforas são enquadrados nos seguintes grupos: coespecificação pessoal no grupo das anáforas pronominais e colocação em coesão léxica no grupo das anáforas nominais. 3. Considerando que a DRT somente representa o discurso...

Um estudo sócio-discursivo do sistema pronominal dos demonstrativos no português contemporâneo

Marine, Talita de Cássia
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 220 f. : il., gráfs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.4%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Linguística e Língua Portuguesa - FCLAR; Partindo de uma perspectiva sócio-discursiva dos fenômenos da linguagem, este estudo apresenta uma análise descritivo-comparativa do sistema dos pronomes demonstrativos do Português do Brasil (doravante PB) e do Português de Portugal (doravante PP), a fim de caracterizarmos a configuração em que se encontram tais pronomes no uso contemporâneo da língua. Para isso, consideramos as formas demonstrativas variáveis e invariáveis (“este/isto”; “esse/isso”; “aquele/aquilo”), analisadas a partir da observação dos seguintes fatores lingüísticos: funções adjetiva e substantiva dos pronomes, matização nas referenciações e usos exofóricos e endofóricos. Cabe ressaltar que as referenciações exofóricas foram tipificados em quatro realizações dêiticas: dêixis espacial, temporal, textual e de memória; já as referenciações endofóricas foram tipificadas a partir de cinco diferentes usos: anáfora fiel, infiel, por nomeação, de memória e por elipse. É importante destacar que este estudo foi parcialmente embasado pelo modelo teórico-metodológico da sociolingüística laboviana (cf.Labov 1994; 2001; 2008) visto que...

O sistema pronominal sujeito e objeto na aquisição do portugues europeu e do portugues brasileiro; The subject and object pronominal system in European portuguese and Brazilian portuguese acquisition

Telma Moreira Vianna Magalhães
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.69%
Esta tese insere-se no quadro da Teoria Gerativa, mais especificamente nos modelos de Princípios e Parâmetros (Chomsky, 1981 e seguintes). O objetivo deste trabalho é verificar como se desenvolve o sistema pronominal sujeito e objeto na aquisição do Português Europeu (PE) e do Português Brasileiro (PB). Para tanto, utilizou-se um corpus composto por 4 crianças (2 brasileiras e 2 portuguesas) com idade compreendida entre 1;9.0 e 3;0.0 anos. Apresenta-se uma descrição de como se desenvolve o sistema pronominal sujeito e objeto no período de aquisição dessas duas variedades do português, na tentativa de verificar as diferenças apontadas por várias pesquisas (Tarallo, 1993; Galves, 1986; 1987; 1998; Duarte, 1995), no que concerne ao aspecto sintático do uso de pronomes. Busca-se, também, verificar qual a relação entre o desenvolvimento do sistema pronominal e as opções paramétricas de cada língua.Os resultados dos dados de aquisição deste trabalho trazem evidências suplementares para as análises que propõem que as diferenças observadas entre as duas variedades derivam do fato de o PB ser uma língua orientada para tópico; This dissertation assumes the generative framework, notably, the Principles & Parameters model (Chomsky...

Transitividade variável em verbos monotransitivos e o uso inovador do clítico lhe no português do Brasil

Lucas, Elaine Mesquita
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
26.4%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Classicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2008.; Este trabalho examina a sintaxe de complementação e pronominalização no português do Brasil (PB), considerando particularmente a ocorrência de complementos preposicionados em oposição a complementos objeto direto, bem como a retomada anafórica dessas funções gramaticais por meio do clítico dativo lhe (e demais formas do paradigma). São consideradas nesta pesquisa apenas as estruturas formadas por predicados monotransitivos que selecionam um argumento interno preposicionado introduzido pela preposição a. Procuramos relacionar duas inovações verificadas na sintaxe de complementação e no quadro pronominal do PB: (a) queda da preposição a introdutora de complemento preposicionado de verbos monotransitivos, conduzindo a que esse complemento seja mapeado como objeto direto e (b) a realização do clítico dativo lhe como complemento objeto direto. À luz do quadro teórico da teoria gerativa, buscamos relacionar os fenômenos em estudo a fatores sintático-semânticos, como o tipo aspectual de predicado e o estatuto do complemento quanto à propriedade de mudança de estado do complemento. Na análise...

A aquisição dos pronomes pessoais da língua espanhola por falantes de português do Brasil : aspectos lingüísticos e psicotipológicos

Lozado, Patrícia Rosa
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.59%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, 2007.; O presente estudo investigou a aquisição do sistema pronominal da língua espanhola por falantes de português brasileiro bem como a influência que o sistema pronominal de sua LM exerce neste processo. Buscou-se também analisar a Interlíngua dos aprendizes em relação aos pronomes pessoais e constatou-se que a aquisição deste sistema está ainda em processo, que os aprendizes estão no caminho de sua aquisição. As estruturas corretas e incorretas mais significativas foram agrupadas em categorias e a partir de então comparamos o uso dos pronomes pessoais nas duas línguas. Verificou-se a Psicotipologia dos aprendizes com relação às línguas em questão e a possível influência desta no processo de ensino-aprendizagem da língua-alvo. Notou-se uma grande influência da Língua Materna no processo de construção da Interlíngua. Foi realizada uma pesquisa qualitativo-interpretativista, que lidou com pressupostos teóricos da Transferência Lingüística, da Análise Contrastiva, da Análise de Erros, da Marcação Lingüística. Os resultados mostraram que devido à transferência de estruturas pronominais da língua materna e à participação criativa do aluno no processo de construção das gramáticas mentais...

A sintaxe do dativo em estruturas com verbos causativos no português brasileiro

Pereira, Manoel Bomfim
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
26.42%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2013.; Esta dissertação se propõe investigar estruturas com verbos causativos e a sintaxe inovadora do objeto indireto no Português Brasileiro (PB), tomando como referência o quadro teórico gerativista. O estudo se pauta na análise das propriedades sintáticas e semânticas das construções causativas no PB, incluindo-se propriedades contrastivas dos diferentes verbos causativos. Em particular, buscamos demonstrar que as propriedades inovadoras do OD e OI dativo no PB têm implicações para a realização da construção causativa nessa língua, restringindo sua manifestação, na comparação com o português europeu, e com fases diacrônicas anteriores. Em línguas com a subida do clítico, o causee é realizado (obrigatoriamente) no domínio (funcional) do causativo, o que pressupõe reestruturação dos predicados (causativa FI: João [v me/lhe [mandou...[v [ver o quadro]]; causativa ECM: João [v me/o [mandou...[v [ver o quadro]]); na ausência desse movimento, o causee é realizado (obrigatoriamente) na posição de sujeito do predicado encaixado...

Nós, a gente e o sujeito nulo de primeira pessoa do plural

Sória, Maíra Vasconcelos de Paiva
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
26.71%
Tese de mestrado, Linguística, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2014; Estudam-se, neste trabalho, as ocorrências da nova forma pronominal a gente, do tradicional pronome de 1ª pessoa do plural nós e do sujeito nulo de 1ª pessoa do plural nos dialetos de Portugal continental (representados no Corpus Dialectal para o Estudo da Sintaxe, CORDIAL-SIN) e numa amostra dialetal do português do Brasil (Amostras da Língua Falada no Semi-Árido Baiano, ALFSB), com os objetivos de: identificar semelhanças e contrastes entre os dialetos e, em particular, entre as variedades europeia e brasileira do português; e testar a hipótese de que a entrada de a gente no quadro pronominal do português do Brasil estará relacionada com a simplificação da pauta de pronomes, com o enfraquecimento do paradigma de flexão verbal e com a perda das propriedades de língua de sujeito nulo (Duarte, 1993, 1995, 2003). A partir do levantamento das ocorrências de nós, a gente e do sujeito nulo de 1ª pessoa do plural, desenha-se um panorama geral da presença de cada um desses elementos no território português, bem como da frequência de a gente relativamente à de nós e à do sujeito nulo de 1ª pessoa do plural nos dialetos portugueses e brasileiros. Uma vez que existe na literatura a hipótese de correlação diacrônica entre a inserção de novos pronomes no sistema pronominal (nomeadamente...

A sintaxe do clítico lhe no português brasileiro; The syntax of the clitic lhe in the brazilian portuguese

Nascimento, Maria Edna Porangaba do
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.63%
This research studies the syntax of the clitic lhe in Brazilian Portuguese (BP), in particular, the syntactic features of the clitic lhe, as it is used as accusative and as dative. We try to relate two innovations observed in the syntax of the clitic and in the pronominal features of BP Grammar; (a) the loss of the clitic pronouns in the BP (b) the dative clitic lhe as direct object. The purpose of this paper is to provide a descriptive and a theoretical contribution: (i) descriptive: as far as we know the BP specifically the BP spoken in Maceió did not receive a specific description about its distribution and its innovation as accusative clitic; and (ii) theoretical: analyzing the clitics in the Gerative Theory is a challenge for this thesis, as there are many proposals to accommodate such pronouns in specific syntactic derivations. In this analysis, an ambiguity in the interpretation of the clitics as Ds or flexional affixes is identified. The mapping of the DO is analyzed within the broader context of the loss of the preposition a of datives in BP. It is additionally shown that changes to the pronominal system in PB leads to the mapping of the clitic as accusative. Such changes make the system a more referential one instead of a casual one.; ; O presente trabalho apresenta a sintaxe do clítico lhe no Português Brasileiro (PB) e tem como objetivo principal descrever os pronomes clíticos do PB...

A implementação do você em cartas pessoais norte-riograndenses do século XX

Moura, Kássia Kamilla de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.59%
Considering the theoretical and methodological presuppositions of Variationist Sociolinguistics (cf. WEINREICH; LABOV; HERZOG, 2006; LABOV, [1972] 2008), in this dissertation, we describe and analyze the process of variation/change involving the personal pronouns tu and você, and its extension in the pronominal paradigm in Brazilian Portuguese (BP), in three sets of personal letters written by people from Rio Grande do Norte (RN) along the 20th century. The discursive universe of those letters is news from the cities in which the informers lived and the themes from their everyday life (trade, jobs, trips, family and politics). Part of the analyzed letters integrate the written by hand minimum corpus of the Projeto de História do Português Brasileiro no Rio Grande do Norte (PHPB-RN). We are based on previous studies about the pronominal system in BP Menon (1995), Faraco (1996), Lopes e Machado (2005), Rumeu (2008), Lopes (2009), Lopes, Rumeu e Marcotulio (2011), Lopes e Marcotulio (2011) e Martins e Moura (2012) , which register the form você replaces tu from the end of the first half of 20th century and attest the following situation: while (a) the imperative verbal forms, (b) the explicit subjects and (c) prepositional complement pronouns are favorable contexts for você...

Aquisição dos pronomes "eu" e "tu" por portadores de Síndrome de Down

Cruz, Gabriela Fontana Abs da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.42%
Este trabalho tem por objetivo verificar se há problemas quanto à compreensão e utilização dos pronomes eu e tu por portadores de Síndrome de Down. Para tanto, foi feito um estudo transversal por meio de entrevistas, em que havia perguntas, baseadas no estudo proposto por Issler (1993), de compreensão e produção desses pronomes. A partir dos dados obtidos, observou-se que havia algumas semelhanças entre as respostas das crianças com desenvolvimento normal entrevistadas por Issler e as dos indivíduos com Síndrome de Down. Em perguntas de compreensão, por exemplo, ambas as pesquisas evidenciaram um caso de "não-inversão" dos pronomes meu/teu. Com relação às perguntas de produção, Issler (1993) constatou produção bastante restrita de formas pronominais, as quais eram predominantemente através de formas estereotipadas ou indiferenciadas. Já nesta pesquisa, observou-se que os entrevistados portadores de Síndrome de Down responderam de diversas maneiras as perguntas de produção, apresentando as seguintes peculiaridades: respostas com nomes de cores; respostas com dêiticos de lugar ou com gestos que indicavam onde estava o objeto; respostas com "sim" ou "aham" no lugar de respostas com formas pronominais, entre outras. Assim...

Centering theory and the Italian pronominal system

Di Eugenio, Barbara
Fonte: Universidade Cornell Publicador: Universidade Cornell
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 14/08/1996
Relevância na Pesquisa
46.26%
In this paper, I give an account of some phenomena of pronominalization in Italian in terms of centering theory. After a general introduction to the Italian pronominal system, I will review centering, and then show how the original rules have to be extended or modified. Finally, I will show that centering does not account for two phenomena: first, the functional role of an utterance may override the predictions of centering; second, a null subject can be used to refer to a whole discourse segment.; Comment: 6 pages, uses colap.sty

Some Observations on the Pronominal System of Portuguese

Raposo, Eduardo P.
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //1998 ENG
Relevância na Pesquisa
46.4%
I present a minimalist analysis of the pronominal system of Portuguese compatible with the claim that pronouns are underlying determiners (Postal 1969, Raposo 1973), including the nominative and dative forms. Whereas the form o is a «pure» determiner (a [+minimal, --maximal] projection), the nominative and dative pronouns will be analyzed as [+minimal, +maximal] projections with a nominal feature already «incorporated» in their grammatical feature matrix. I also argue that, under Postal's theory, the ungrammaticality of sentences with an accusative clitic pronoun in Colloquial Brazilian Portuguese cannot be due to a loss of that lexical item, since the item is well and alive as an article (including as head of accusative DPs). Rather, the difference will be tracked down to the fact that the form ele lost its inherent (nominative) Case (which it maintains in European Portuguese), which puts it in direct competition with the form o. Considerations of economy, in the sense of Chomsky (1995), play an important role in this account.; En aquest article presento una anàlisi minimista del sistema pronominal del portuguès que és compatible amb la proposta que els pronoms són determinants (Postal 1969, Raposo 1973), fins i tot les formes del nominatiu i les del datiu. Proposo que la forma o és un autèntic determinant (una projecció [+mínima...

3rd person possessives: Old Portuguese and Modern Brazilian Portuguese; Possessivos de 3a pessoa: o português arcaico e o português brasileiro contemporâneo

Morais, Maria Aparecida Torres; Ribeiro, Ilza
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.3%
Neste texto tratamos de algumas estratégias de posse, em particular, as que se referem a aspectos sintáticos e semânticos envolvendo os possessivos de 3a pessoa seu e dele, numa perspectiva comparativa entre duas gramáticas: a do português arcaico (PA) e a do português brasileiro contemporâneo (PB). Com base em Müller (1997) e Menuzzi (1999, 2003 a, b), rejeitamos a hipótese da perda da forma seu de 3a pessoa, por ter sido a mesma reanalisada como pronome de 2a pessoa nocional. Ao contrário, propomos que as restrições ao antecedente referencial impostas ao anafórico seu de 3a pessoa, no PB falado, evidencia que a forma está se especializando na interpretação de variável ligada. Evidencia igualmente a atuação de uma condição sintática nas dependências anafóricas, a Condição da Cadeia, que se aplica no nível sentencial e reflete a forma como a sintaxe interpreta princîpios que atuam na anáfora discursiva. No PA, ao contrário, seu é exclusivo da 3a pessoa, podendo tomar antecedentes referenciais e ser ligado por antecedentes quantificados. No entanto, o fato de não expressar morfossintaticamente os traços de número (e gênero) do possuidor pode ter sido um fator determinante no uso possessivo da forma perisfrástica dele. Embora pouco produtivo no documento arcaico estudado...

Application of Pronominal Divergence and Anaphora Resolution in English-Hindi Machine Translation

Dutta,Kamlesh; Prakash,Nupur; Kaushik,Saroj
Fonte: Instituto Politécnico Nacional, Centro de Innovación y Desarrollo Tecnológico en Cómputo Publicador: Instituto Politécnico Nacional, Centro de Innovación y Desarrollo Tecnológico en Cómputo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 EN
Relevância na Pesquisa
36.52%
So far the majority of Machine Translation (MT) research has focused on translation at the level of individual sentences. For sentence level translation, Machine Translation has addressed various divergence issues for large variety of languages; the issue of pronominal divergence has been presented only recently. Since the quality of translation as required by users follows coherent multi-sentence discourse structure in a specific context, the pronominal divergence helps us in understanding the nuances of translation arising out of disparity in the languages. Subsequently using clues from this divergence, the anaphora resolution system can find the correct interpretation for the given pronominal referents and other entities by resolving the inter-sentential context. In the literature, researchers have examined the issue and have proposed ways for their classification and resolution of anaphora. However for Indic languages, not many studies are available. In this paper, we discuss different aspects of pronominal divergence that affects the anaphora resolution in English Hindi Machine Translation (EHMT). The study shall be helpful in developing approaches that can explicitly use inter-sentential information in order to resolve specific types of ambiguity and which can generate coherent multi-sentence discourse structure in the target language to produce higher quality of translation Machine Translation.