Página 1 dos resultados de 35 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

A colocação dos pronomes clíticos em O Patrocínio: periódico da imprensa negra de Piracicaba; The placement of clitic pronouns in O Patrocínio: journal of the black press of Piracicaba

Calindro, Ana Regina Vaz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
26.3%
Esse trabalho baseia-se no estudo da colocação pronominal, pois este já é reconhecidamente um fator crucial na identificação de diferenças gramaticais entre PE e PB, verificadas desde o século XVIII.O objetivo deste trabalho é verificar se há alguma característica na linguagem dos jornais de imprensa negra que os diferencie dos da imprensa de circulação mais ampla e de outros documentos da época. E, assim, confirmar a diferença entre as variantes brasileira e europeia da língua portuguesa não é apenas superficial, mas gramatical, uma vez que enquanto o PE se tornou uma língua de colocação enclítica dos pronomes átonos, o PB tornou-se a mais proclítica das línguas românicas. Sendo assim, foram analisados dois jornais: O Patrocínio (1925- 1930), um periódico da imprensa negra da cidade de Piracicaba; e, a título de comparação, A Gazeta de Piracicaba (1882-1937), um exemplar da imprensa majoritária da época. Os jornais são constituídos de textos de diversos gêneros que trazem, portanto, dados que possuem características distintas e particulares em um mesmo periódico. Nesse contexto, o interesse pela imprensa negra surgiu da possibilidade de analisar textos escritos majoritariamente por negros e para negros. Devido a fatores sociais ligados à escolarização da população negra do período...

O licenciamento do sujeito nulo em orações subjuntivas no português brasileiro: contribuições para a Teoria de Controle por Movimento; The licensing of null subjects in subjunctive clauses in BP: contributions to the Theory of Control as Movement

Petersen, Maria Carolina de Oliveira Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
26.93%
Dentro dos estudos gerativos, é de consenso geral que o português brasileiro (PB) não se conforma à descrição de línguas conhecidas como tipicamente pro-drop, (Figueiredo Silva 1996, Kato 1999, Kato e Negrão 2000, entre outros). Ferreira (2000, 2009), Rodrigues (2004) argumentam que o sujeito nulo referencial do PB é uma cópia apagada resultante do movimento de um sintagma que originalmente ocupava esta posição, nos termos da Teoria de Controle por Movimento (Hornstein (2001)), e por isso o sujeito nulo mostra os diagnósticos de controle obrigatório (CO). Essa dissertação tem como objetivo principal investigar as restrições ao licenciamento e interpretação do sujeito nulo em orações subjuntivas do português brasileiro. Ao analisar o contraste no licenciamento de sujeito nulo em complementos subjuntivos do PB, tratamos também de contextos que apresentam obviação pronominal, típica de complementos subjuntivos nas línguas românicas (e eslavas). A presente dissertação identifica e discute três tipos distintos de complementos subjuntivos, que se agrupam da seguinte forma: os Subjuntivos-L(ivres) e Subjuntivo- A(dverbiais), que permitem sujeitos nulos de CO, mas não impõem obviação a um pronome aberto; eles se mostram independentes quanto à oração matriz e se comportam como indicativos nos aspectos relevantes testados. Os Subjuntivos- R(estritos) mostram propriedades opostas...

A sintaxe pronominal na variedade afro-indígena de Jurussaca: uma contribuição para o quadro da pronominalização do português falado do Brasil; The pronominal syntax in the afro-indigenous variety of Jurussaca: a contribution to the framework of the pronominalization of the portuguese spoken in Brazil

Campos, Ednalvo Apostolo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
57.29%
Esta pesquisa aborda a sintaxe pronominal pessoal da comunidade quilombola de Jurussaca/PA, sob os pressupostos da teoria gerativa, nas versões de Princípios e Parâmetros (Chomsky, 1986) e Minimalista (Chomsky, 1995, 2001). Dentro desse quadro, destacam-se os estudos sobre a categoria pronominal desenvolvidos por Zwicky (1977), Kayne (1975, 1991), Borer (1981), Bonet (1991), Cardinaletti & Starke (1999), Ewerett (1994), Duarte & Matos (2000), Duarte, Matos & Gonçalves (2005), Galves (2001a,b), Galves & Abaurre (2002), Déchaine & Wiltchko (2002), entre outros. Parte-se, inicialmente, da expressão do português brasileiro a partir do viés dicotômico existente entre suas variedades: o PB e o PVB. Essa dicotomia tem sido denominda de polarização sociolinguística do Brasil (LUCCHESI, 2008, 2009). Assume-se (cf. Oliveira et alii, no prelo) o conceito de Português Afro-indígena, relativo às variedades de português popular faladas no Brasil em comunidades rurais que conservam especificidades etnolinguísticas. Propõe-se que essas variedades localizam-se dentro de um continuum de variedades de português brasileiro [+marcadas] (como o português afro-brasileiro e o indígena). Analisa-se, a partir da sócio-história, e das construções sintáticas da expressão da comunidade: pronomes clíticos e tônicos atemáticos; o pronome de 1ª. pessoa nós [ns] em posição pré verbal ou proclítica...

A subida de clíticos em português : um estudo sobre a variedade europeia dos séculos XVI a XX; Portuguese clitic climbing : a study on the european variety from th sixteenth to the twentieth century

Aroldo Leal de Andrade
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
16.79%
A tese aborda a ocorrência da subida de clíticos na história do português europeu dos séculos XVI ao XX, aliada a uma caracterização formal condizente com os dados observados. O fenômeno consiste na manifestação de um clítico pronominal dependente de um predicado não-finito junto a um verbo regente, normalmente finito, em contexto de predicado complexo. Adota-se a separação entre os conceitos de posição e de colocação de clítico, o primeiro resultante da sintaxe, e o segundo manipulado pela morfologia. Para a descrição do fenômeno, mais de 4.000 dados obtidos em corpora do português europeu moderno e do português clássico foram separados em termos de duas construções com características sintático-semânticas distintas: a “reestruturação” e a “união de orações”, uma em que o verbo regente é auxiliar ou semi-auxiliar; outra, um predicado causativo. Defendemos que o complemento infinitivo apresenta um caráter defectivo em ambos os tipos de predicados complexos, pois só tem a projeção da categoria vP, sendo portanto transparente para sofrer a operação de concordância com traços não-interpretáveis em categorias funcionais do domínio superior da sentença, de acordo com os pressupostos do Programa Minimalista. Crucialmente...

Transitividade variável em verbos monotransitivos e o uso inovador do clítico lhe no português do Brasil

Lucas, Elaine Mesquita
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
16.93%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Classicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2008.; Este trabalho examina a sintaxe de complementação e pronominalização no português do Brasil (PB), considerando particularmente a ocorrência de complementos preposicionados em oposição a complementos objeto direto, bem como a retomada anafórica dessas funções gramaticais por meio do clítico dativo lhe (e demais formas do paradigma). São consideradas nesta pesquisa apenas as estruturas formadas por predicados monotransitivos que selecionam um argumento interno preposicionado introduzido pela preposição a. Procuramos relacionar duas inovações verificadas na sintaxe de complementação e no quadro pronominal do PB: (a) queda da preposição a introdutora de complemento preposicionado de verbos monotransitivos, conduzindo a que esse complemento seja mapeado como objeto direto e (b) a realização do clítico dativo lhe como complemento objeto direto. À luz do quadro teórico da teoria gerativa, buscamos relacionar os fenômenos em estudo a fatores sintático-semânticos, como o tipo aspectual de predicado e o estatuto do complemento quanto à propriedade de mudança de estado do complemento. Na análise...

A sintaxe do dativo em estruturas com verbos causativos no português brasileiro

Pereira, Manoel Bomfim
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
16.8%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2013.; Esta dissertação se propõe investigar estruturas com verbos causativos e a sintaxe inovadora do objeto indireto no Português Brasileiro (PB), tomando como referência o quadro teórico gerativista. O estudo se pauta na análise das propriedades sintáticas e semânticas das construções causativas no PB, incluindo-se propriedades contrastivas dos diferentes verbos causativos. Em particular, buscamos demonstrar que as propriedades inovadoras do OD e OI dativo no PB têm implicações para a realização da construção causativa nessa língua, restringindo sua manifestação, na comparação com o português europeu, e com fases diacrônicas anteriores. Em línguas com a subida do clítico, o causee é realizado (obrigatoriamente) no domínio (funcional) do causativo, o que pressupõe reestruturação dos predicados (causativa FI: João [v me/lhe [mandou...[v [ver o quadro]]; causativa ECM: João [v me/o [mandou...[v [ver o quadro]]); na ausência desse movimento, o causee é realizado (obrigatoriamente) na posição de sujeito do predicado encaixado...

Sujeitos nulos indeterminados no português brasileiro : uma investigação diacrônica em Goiás

Borges, Humberto
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
16.79%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Programa de Pós-Graduação em Linguística.; Nesta dissertação, investigamos um aspecto considerado inovador da gramática do português brasileiro em relação à gramática do português europeu: a sintaxe do sujeito, especificamente a sintaxe de construções com sujeito nulo indeterminado e verbo na terceira pessoa do singular. Essas construções têm sido associadas na literatura gerativista à reestruturação dos paradigmas verbal e pronominal do português brasileiro (cf. GALVES, 1987, 2001; DUARTE, 1993, 1995; entre outros) e à mudança do português brasileiro de uma língua de sujeito nulo consistente, como o português europeu, para uma língua de sujeito nulo parcial (cf. ROBERTS E HOLMBERG, 2010; HOLMBERG E SHEEHAN, 2010; entre outros). A motivação de nossa investigação é a hipótese de que aspectos inovadores na expressão do sujeito no português brasileiro teriam sido gerados a partir da aquisição do português europeu por ameríndios e africanos e, especialmente, por seus descendentes na América portuguesa. Destarte, a partir da exposição de aspectos sócio-históricos da formação do português brasileiro na América portuguesa e em Goiás...

The subject, it is here! The varying structural positions of preverbal subjects

Pires,Acrisio
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP Publicador: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 EN
Relevância na Pesquisa
26.3%
This paper analyzes preverbal overt subjects, comparing Brazilian Portuguese to (other) null-subject languages, especially within Romance. It explores syntactic and semantic properties, including resumption, ellipsis, quantifiers and scope, variable binding, ordering restrictions, pronominal distinctions, minimality violations, bare nouns and definiteness. It concludes that preverbal subjects in Brazilian Portuguese can be realized both in argumental positions (Specifier of the Inflectional or Tense Phrase) and non-argumental positions (Topic Phrase specifiers), with the possibility that both types of positions are filled by the subject in the same clause, incorporating properties that have been argued not to be found together in other languages.

A Concordância de número e de gênero entre o DP pronominal a gente e o predicativo: uma comparação entre o português brasileiro e o português europeu.; Number and gender agreement with the pronominal DP a gente and the predicative : a comparison between brazilian portuguese and european portuguese.

Tenório, Thaise dos Santos
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.91%
This dissertation develops a comparative study between Brazilian Portuguese (BP) and European Portuguese (EP) with the goal of analyzing the number and gender agreement between the pronominal DP a gente and the predicative in copular sentences. Our hypothesis, in relation to the gender, is that the pronominal DP a gente contains an internal feature specified in the lexicon which is not morphologically overt (cf. CHOMSKY, 1995). Thus, this feature yields an agreement relation with the predicate through Agree operation, which explains the overt morphology in this position. In relation to the number feature, it is assumed, contrary to Costa and Figueiredo Silva (2006), that both a dissociated morpheme and a singleton morpheme can occur in BP and in EP. The framework adopted in the analysis is the Minimalist Program, as developed in Chomsky (1995, 2000, 2001). The presented corpus of PB is introspection data and in which concerns the data of EP, they were provided by Pereira (2003).; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Esta dissertação realiza um estudo comparativo entre o Português Brasileiro (PB) e o Português Europeu (PE) com o objetivo de analisar a concordância de número e de gênero entre o DP pronominal a gente e o predicativo em sentenças copulares. A hipótese de trabalho assumida...

A estrutura interna dos pronomes pessoais em português brasileiro.; The internal structure of personal pronouns in brazilian portuguese.

Carvalho, Danniel da Silva
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.57%
In this thesis, I develop a lexicon-syntactic study about the internal structure of the personal pronouns in Brazilian Portuguese (henceforth BP), aiming the investigation of which the formative features of a pronoun in BP are and their relationship with the syncretism phenomenon. Empirically, I show a description of the internal structure of the personal pronouns in BP, showing that the traditional φ-features which build a pronoun (person, number and gender) are actually categories which bare more elemental features which define the content and the shape of a pronoun. More elementary component structures of the categories person, number and gender are able to describe satisfactorily the pronoun paradigm in BP. Therefore, the different pronouns (and their syntactic roles) can be described through their inner composition, holding some features, such as [SPECIFIC], once considered out of their structure. Theoretically, I define which elementary formative features that form a pronoun are, how this composition is made and which its syntactic consequences are. To do so, I adopt a feature geometry developed based on Harley & Ritter (2002) and Béjar (2003)`s proposals. I assume, then, that the pronoun formative features obey a hierarchy which is based on underspecification. The φ-theory proposed by Béjar (2003; 2008) supports adequately the pronoun compositionality developed for BP. Likewise...

A sintaxe do clítico lhe no português brasileiro; The syntax of the clitic lhe in the brazilian portuguese

Nascimento, Maria Edna Porangaba do
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
47.3%
This research studies the syntax of the clitic lhe in Brazilian Portuguese (BP), in particular, the syntactic features of the clitic lhe, as it is used as accusative and as dative. We try to relate two innovations observed in the syntax of the clitic and in the pronominal features of BP Grammar; (a) the loss of the clitic pronouns in the BP (b) the dative clitic lhe as direct object. The purpose of this paper is to provide a descriptive and a theoretical contribution: (i) descriptive: as far as we know the BP specifically the BP spoken in Maceió did not receive a specific description about its distribution and its innovation as accusative clitic; and (ii) theoretical: analyzing the clitics in the Gerative Theory is a challenge for this thesis, as there are many proposals to accommodate such pronouns in specific syntactic derivations. In this analysis, an ambiguity in the interpretation of the clitics as Ds or flexional affixes is identified. The mapping of the DO is analyzed within the broader context of the loss of the preposition a of datives in BP. It is additionally shown that changes to the pronominal system in PB leads to the mapping of the clitic as accusative. Such changes make the system a more referential one instead of a casual one.; ; O presente trabalho apresenta a sintaxe do clítico lhe no Português Brasileiro (PB) e tem como objetivo principal descrever os pronomes clíticos do PB...

Universal Grammar and Focus constraints: the acquisition of pronouns and word order in non-native Spanish

Lozano, Crist??bal
Fonte: Universidade de Granada Publicador: Universidade de Granada
Tipo: Tese de Doutorado
ENG
Relevância na Pesquisa
26.79%
A recent controversy in second language acquisition research concerns the extent to which adult non-native intuitions differ from adult native intuitions at advanced and near-native levels of competence (end-states). Two (apparently) contradictory findings pervade the L2 literature: while some studies reveal that learners can indeed achieve native-like intuitions, other findings show that they display near-native and optional intuitions. In short, there is a debate about whether adult non-native interlanguage grammars converge with (or diverge from) adult native grammars. The first type of studies (convergence) focuses on constructions that are claimed to be part of the innate principles of Universal Grammar (UG), which typically represent a poverty-of-the-stimulus (POS) phenomenon. The second type (divergence) normally focuses on parameterisable functional features where the L1 and L2 values differ. In this study I test whether this is the expected trend in advanced non-native Spanish acquisition, i.e., that learners show convergent knowledge where UG principles are involved, but divergent knowledge where parametric values differ between the native and the target language. In particular, I investigate the distribution of overt and null pronominal subjects in Spanish...

Selective deficits at the syntax-discourse interface: evidence from the CEDEL2 corpus

Lozano, Crist??bal
Fonte: Universidade de Granada Publicador: Universidade de Granada
Tipo: Parte de Livro
ENG
Relevância na Pesquisa
37.13%
Previous research shows that English-speaking learners of Spanish show (i) early sensitivity to the syntactic mechanisms licensing overt and null pronominal subjects, yet (i) persistent and long-lasting deficits when pronominal distribution is constrained by topic/focus at the syntax-discourse interface. It has been assumed that such vulnerability affects the whole set of phi-features of the pronominal paradigm, but I will use near-native corpus evidence to show that the observed deficits are selective, i.e., they do not affect the whole set of phi-features in the pronominal paradigm but rather a subset: due to their representational nature (which is constrained by Universal Grammar), only third person singular animate pronouns are targets for vulnerability, while the rest of the paradigm remains rather stable.

Pronominal deficits at the interface: new data from the CEDEL2 corpus

Lozano, Crist??bal
Fonte: Bretones Callejas, Carmen M. et al. (eds) Publicador: Bretones Callejas, Carmen M. et al. (eds)
Tipo: Parte de Livro
ENG
Relevância na Pesquisa
37.02%
Recent studies reveal that learners of L2 Spanish are sensitive to the formal syntactic mechanisms licensing overt and null pronominal subjects from early stages of acquisition, but they show residual deficits when their distribution is constrained by topic and focus at the syntax-discourse interface, even at advanced levels of proficiency. Importantly, previous research has assumed that all phi-features of the pronominal paradigm are equally vulnerable, but the current paper presents data from CEDEL2 showing that deficits are selective as they affect 3rd person animate features only.

Entendiendo los factores que inciden en la adquisici??n de pronombres en ELE

Lozano, Crist??bal
Fonte: Universidade de Granada Publicador: Universidade de Granada
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
26.72%
Este art??culo comenta los hallazgos del estudio de Maripaz Garc??a ("Pronouns: Students??? worst enemy in the foreign language classroom") sobre los pronombres en la adquisici??n de espa??ol como lengua extranjera (ELE) en el aula. La experiencia en el aula y varios estudios emp??ricos previos indican que los aprendices de ELE suelen tener carencias ???cl??sicas??? con una serie de elementos gramaticales (p. ej., la distinci??n entre ser/estar y entre pret??rito/imperfecto, el uso del subjuntivo, la concordancia de g??nero, la concordancia entre Sujeto-Verbo, etc.). Sin embargo, Garc??a muestra evidencia emp??rica de un resultado que ha sido pasado por alto en los estudios previos que se enmarcan dentro del an??lisis de errores (AE): los aprendices de ELE suelen cometer m??s errores con los pronombres que con cualquier otra categor??a gramatical El comentario de este art??culo pone en valor los hallazgos de Garc??a sobre los pronombres y contextualiza los resultados descriptivos de su estudio enmarc??ndolo en los estudios de corte formal sobre la adquisici??n del espa??ol como segunda lengua (EL2), que han demostrado durante varias d??cadas que los pronombres personales sujeto son persistentemente problem??ticos, incluso en etapas avanzadas. Se discute tambi??n el papel que juegan factores como la transferencia de la L1 y la instrucci??n en el aula en la adquisici??n de pronombres en ELE/EL2...

Some Observations on the Pronominal System of Portuguese

Raposo, Eduardo P.
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //1998 ENG
Relevância na Pesquisa
36.72%
I present a minimalist analysis of the pronominal system of Portuguese compatible with the claim that pronouns are underlying determiners (Postal 1969, Raposo 1973), including the nominative and dative forms. Whereas the form o is a «pure» determiner (a [+minimal, --maximal] projection), the nominative and dative pronouns will be analyzed as [+minimal, +maximal] projections with a nominal feature already «incorporated» in their grammatical feature matrix. I also argue that, under Postal's theory, the ungrammaticality of sentences with an accusative clitic pronoun in Colloquial Brazilian Portuguese cannot be due to a loss of that lexical item, since the item is well and alive as an article (including as head of accusative DPs). Rather, the difference will be tracked down to the fact that the form ele lost its inherent (nominative) Case (which it maintains in European Portuguese), which puts it in direct competition with the form o. Considerations of economy, in the sense of Chomsky (1995), play an important role in this account.; En aquest article presento una anàlisi minimista del sistema pronominal del portuguès que és compatible amb la proposta que els pronoms són determinants (Postal 1969, Raposo 1973), fins i tot les formes del nominatiu i les del datiu. Proposo que la forma o és un autèntic determinant (una projecció [+mínima...

The Evolutions of The Old Spanish Adverbs ende and Ý : A Case of Grammaticalization

Sánchez Lancis, Carlos Eliseo
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2001 ENG
Relevância na Pesquisa
26.3%
The main aim of this paper is to provide a syntactic account, within the framework of grammaticalization, of the loss of the two space locative pronominal adverbs ende and ´y in Old Spanish. Firstly, we present the evolution of Old Spanish space deictic adverbs, to which ende and ý belong, in order to study the changes undergone during this historic period. Secondly, we analyse the syntactic behaviour of these deictic adverbs in an Old Spanish corpus, where one can observe that there is little difference among the adverbs of the same group, and that there is a progressive grammaticalization of ende and ´y, that ended up being distinct from the rest of deictic adverbs. Finally, we analyse the reasons for the loss of ende and ´y from a phonetic and lexical, as well as syntactic, point of view, so as to show the most used grammatical meanings of these adverbs and the conditions which help their appearance.; L'evolució dels adverbis medievals ende i ý : un cas de gramaticalització? L'objectiu d'aquest treball és donar una explicació sintàctica, des del marc teòric de la gramaticalització, a la pèrdua dels adverbis pronominals locatius d'espai de l'espanyol medieval ende i ´y. Primerament, es presenta l'evolució dels adverbis deíctics d'espai medievals...

On the Semantics of Pronominal Clitics and some of its Consequences

Delfitto, Denis
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2002 ENG
Relevância na Pesquisa
36.91%
Recent work on the acquisition of the binding conditions suggests that pronominal clitics (PCs) encode the presence of an unsaturated argument position. In other words, PC-constructions encode functional abstraction: the argument position related to the PC is re-opened. This interpretation represents a radical departure from traditional analyses (in virtually every syntactic framework, including HPSG and Principles&Parameters), which take PCs to reduce the valence of the predicate to which they are linked, either in the lexicon (HPSG) or in syntax (P&P). In this contribution, I will provide conceptual and empirical motivation for this radical reinterpretation of PC-constructions, by claiming that it considerably enhances the prospects of explanatory adequacy in (at least) the following domains: (a) the acquisition data relative to Principle B Effects in Romance languages; (b) the familiar vs. bound-variable interpretation of PCs; (c) the diachronic relationship between clitic left-dislocation constructions (CLLD) and PC-constructions; (d) the properties of Romance CLLD which are still in need of a deep conceptual account, like the (optional) presence of a resumptive clitic and the recursive nature of the topic projections in the left-periphery.; Investigacions recents sobre l’adquisició lingüística de les condicions de lligam suggereixen que els clítics pronominals (PCs) codifiquen la presència d’una posició argumental no saturada. És a dir...

3rd person possessives: Old Portuguese and Modern Brazilian Portuguese; Possessivos de 3a pessoa: o português arcaico e o português brasileiro contemporâneo

Morais, Maria Aparecida Torres; Ribeiro, Ilza
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
26.57%
Neste texto tratamos de algumas estratégias de posse, em particular, as que se referem a aspectos sintáticos e semânticos envolvendo os possessivos de 3a pessoa seu e dele, numa perspectiva comparativa entre duas gramáticas: a do português arcaico (PA) e a do português brasileiro contemporâneo (PB). Com base em Müller (1997) e Menuzzi (1999, 2003 a, b), rejeitamos a hipótese da perda da forma seu de 3a pessoa, por ter sido a mesma reanalisada como pronome de 2a pessoa nocional. Ao contrário, propomos que as restrições ao antecedente referencial impostas ao anafórico seu de 3a pessoa, no PB falado, evidencia que a forma está se especializando na interpretação de variável ligada. Evidencia igualmente a atuação de uma condição sintática nas dependências anafóricas, a Condição da Cadeia, que se aplica no nível sentencial e reflete a forma como a sintaxe interpreta princîpios que atuam na anáfora discursiva. No PA, ao contrário, seu é exclusivo da 3a pessoa, podendo tomar antecedentes referenciais e ser ligado por antecedentes quantificados. No entanto, o fato de não expressar morfossintaticamente os traços de número (e gênero) do possuidor pode ter sido um fator determinante no uso possessivo da forma perisfrástica dele. Embora pouco produtivo no documento arcaico estudado...

ESCOPO E “VARIÁVEIS LIGADAS TÍPICAS” DO PORTUGUÊS BRASILEIRO

Menuzzi, Sergio
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 23/12/2004 POR
Relevância na Pesquisa
26.63%
O artigo procura mostrar que certas formas pronominais, chamadas de “variáveis ligadas típicas”, levantam questões importantes acerca das relações entre sintaxe e semântica. Tais formas pronominais – o reflexivo si, o possessivo seu e os sujeitos nulos do português brasileiro – são especializadas para expressar a interpretação de variável ligada (cf. Menuzzi, 2003); no entanto, não podem ser usadas exatamente nos mesmos contextos em que esta é permitida. Em particular, não basta para as “variáveis ligadas típicas” estarem no “escopo” de seu antecedente – isto é, serem por ele c-comandadas em forma lógica. Antes, as “variáveis ligadas típicas” exigem c-comando em estrutura-desuperfície. Esta falta de correspondência entre categorias da sintaxe e da semântica indica uma relação complexa entre ambos os componentes da gramática. Abstract This paper tries to show that certain pronominal forms, called “typical bound variables”, raise important issues concerning the relation between syntax and semantics. The relevant forms – the reflexive si, the possessive seu and null subjects in Brazilian Portuguese – are especialized in expressing the bound variable interpretation (cf. Menuzzi, 2003); however...