Página 1 dos resultados de 51 itens digitais encontrados em 0.052 segundos

Modelos de cura: aplicação ao cancro da mama feminino

Alves, Ana Carina Fernandes
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 13/05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.15%
A Análise de Sobrevivência tem como objetivo o estudo do tempo desde um instante inicial bem definido até ao acontecimento de determinado evento. Por exemplo, poderá ser o tempo de vida de um indivíduo desde o momento em que lhe é diagnosticada uma doença até a sua morte ou cura. Com a evolução da medicina, começou a se verificar a existência de indivíduos para os quais nunca se observava o acontecimento de interesse e designaram-se esses indivíduos por curados, imunes, ou não suscetíveis. Assim, da Análise de Sobrevivência clássica surgem os modelos de cura. Neste trabalho, aplicaram-se estes conceitos a uma base de dados referentes a 833 mulheres diagnosticadas com cancro da mama, entre 1998 e 2005. Verificou-se a existência de um risco de morte maior em mulheres na faixa etária dos 50 a 59 anos. Comprovou-se que o estadiamento tem um papel preponderante em relação ao prognóstico, sendo que, quanto mais avançado o estadio pior o prognóstico. Dos tratamentos a que os doentes foram submetidos, a realização de cirurgia é indicativa de um melhor prognóstico, assim como a realização de hormonoterapia e de radioterapia. No entanto, este último tratamento não se revelou estatisticamente significativo para o modelo de regressão de Cox. A realização de quimioterapia apenas reflete um melhor prognóstico nos primeiros dois anos...

Contributo para um melhor conhecimento do efeito da Sinvastatina no cancro da mama através do estudo com células 4T1 em modelo in vivo

Custódio, Ana Sofia Santos
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.31%
As estatinas pertencem ao grupo terapêutico redutor dos níveis plasmáticos do colesterol, através da inibição da enzima hepática 3-Hidroxi-3- metilglutaril-coenzima A (HMG-CoA) redutase. As estatinas são muito usadas no tratamento da hipercolesterolémia mas, além da sua acção de inibição da síntese de colesterol, as estatinas apresentam outras actividades biológicas, incluindo um potencial efeito anti-neoplásico. Esta pleiotropia atribuível às estatinas resultaria em parte da inibição da síntese do colesterol e de intermediários isoprenoides da via do mevalonato. Apesar de alguns estudos laboratoriais terem demonstrado que as estatinas lipofílicas como sinvastatina, tinham a capacidade de induzir apoptose, reduzir a proliferação celular e inibir a capacidade de metastização duma variedade de linhagens celulares neoplásicas, incluindo células mamárias, os resultados dos estudos epidemiológicos são divergentes, não sendo possível, à luz dos dados experimentais e epidemiológicos publicados, estabelecer com nitidez a relação risco/beneficio das estatinas com o cancro. Mais estudos são necessários quer estudos experimentais quer estudos epidemiológicos para confirmar e tentar perceber melhor os potenciais mecanismos anti-cancerígenos das estatinas...

Correlação entre os níveis séricos da vitamina D e os diferentes subtipos de tumores mamários

Braga, Paula Sónia da Fonseca Serrano
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.3%
Introdução: A investigação de padrões de expressão genética deu origem a uma classificação molecular dos tumores mamários em vários subtipos com prognóstico distinto: tumores que expressam receptores de estrogénios e/ou progesterona (o subtipo luminal) e tumores que não expressam estes receptores (associados a pior prognóstico); o subtipo com sobrexpressão de HER2 (HER2 positivo) e o subtipo triplo-negativo (TN), que, como o nome indica, não tem expressão dos três marcadores. A deficiência de vitamina D tem sido implicada no aparecimento de muitos tipos de cancro; actua localmente em numerosos tecidos e órgãos, com efeitos de anti-proliferação, pró-diferenciação e pró-apoptose. Verificou-se que, no cancro da mama, os níveis de vitamina D são geralmente mais baixos na doença avançada e associam-se a menor sobrevivência. Neste trabalho, pretendeu-se estudar o status de vitamina D nas doentes com cancro da mama para verificar se existe alguma relação entre a deficiência de vitamina D e os subtipos moleculares de cancro da mama. Material e Métodos: A população consistiu em 87 doentes admitidas na Unidade de Senologia do Hospital de São Marcos com o diagnóstico de cancro da mama, durante o período de um ano...

Cirurgia axilar conservadora "versus" esvaziamento axilar no cancro invasivo inicial e in situ da mama: artigo de revisão

Borges, Gustavo Tato Aguiar Pelicano
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.2%
Introdução: A cirurgia axilar é actualmente um importante factor de prognóstico para doentes com cancro da mama. Actualmente existem dois métodos para estadiamento da axila. O esvaziamento axilar, ao qual estão associadas grandes morbilidades, e a biopsia do gânglio sentinela, ao qual não devem estar associadas grandes morbilidades, visto a cirurgia ser menos invasiva. O objectivo do estudo foi comparar as morbilidades associadas à biopsia do gânglio sentinela e ao esvaziamento axilar nas doentes operadas por cancro da mama inicial, no Serviço de Ginecologia, entre os anos de 2001 e 2007. Métodos: O estudo comparou as morbilidades relacionadas com os dois métodos e a sua implicação na vida diária das doentes. Foram estudadas 160 doentes submetidas a biopsia do gânglio sentinela, agrupadas no grupo teste, e 159 submetidas a esvaziamento axilar, agrupadas no grupo controlo, por cancro da mama. Foram estudados os parâmetros dores, edema, parestesias e limitação dos movimentos do membro superior, baseados num questionário efectuado por telefone. Resultados: As doentes submetidas a biopsia do gânglio sentinela apresentaram menos queixas do que as submetidas a esvaziamento axilar. 46% das doentes do grupo teste apresentaram dores...

Micelas Poliméricas e Nanopartículas de Lípidos Sólidos, Contendo Paclitaxel, para Terapêutica de Cancro da Mama

Silva, Vera Lúcia Domingues
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.18%
Actualmente, um dos grandes desafios é desenvolver novos transportadores farmacológicos que permitam potenciar o efeito de fármacos intensamente utilizados na prática clínica, ao mesmo tempo que se diminuem os seus efeitos nocivos. A Nanotecnologia tem-se mostrado uma área promissora no desenvolvimento de novos sistemas de transporte de fármacos, tendo efeito quer sobre a sua farmacocinética quer sobre a sua biodistribuição. As propriedades fisico-químicas destas partículas conferem-lhes toda a sua actividade biológica, pelo que quanto mais completa for a sua caracterização, mais rápida será a sua optimização e modificação. As nanopartículas preparadas a partir de lípidos sólidos têm sido intensamente estudadas, comparativamente a outros sistemas coloidais, pois são facilmente produzidas e a sua dimensão (100 nm) já mostrou ser eficaz em termos de fuga ao sistema fagocitário, bem como para internalização celular. Desta forma, é possível aumentar a biodisponibilidade farmacológica, tirando partido de uma libertação controlada no espaço e no tempo, diminuindo-se a ocorrência de reacções sistémicas. Por outro lado, nos últimos anos, as micelas poliméricas têm surgido como transportadores promissores...

Desenvolvimento de uma nova estratégia terapêutica para cancro da mama, envolvendo a acção combinada de terapia génica e quimioterapia.

Santos, Gabriel Gabriela de Jesus Leão Pereira dos
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
116.19%
Excluindo o cancro da pele, o cancro da mama é o tipo de cancro mais frequentemente diagnosticado entre as mulheres, sendo a principal causa de morte por cancro neste género. Apesar dos recentes avanços nas estratégias terapêuticas convencionais para o cancro, a resistência a fármacos e os efeitos tóxicos secundários, frequentemente observados, têm limitado a sua aplicação clínica. Desta forma, urge o desenvolvimento de novas e eficientes estratégias anti-tumorais. Neste sentido, a terapia genética constitui uma estratégia promissora, devido à descoberta de novos alvos moleculares associados a uma doença, o que promove a oportunidade de criar novas técnicas terapêuticas, incluindo as que envolvem a p53 e microRNAs. Por outro lado, a investigação em terapia génica tem também estado focada no desenvolvimento de sistemas de transporte e entrega de material genético eficientes, sendo os complexos de lipossomas catioónicos/DNA ("lipoplexos") os mais promissores.Neste contexto, o principal objectivo deste trabalho foi criar uma nova estratégia para o tratamento de cancro da mama, consistindo na combinação de terapia génica e quimioterapia, com o intuito de proporcionar uma actividade antitumoral efectiva, com menos efeitos adversos. Assim...

Fundamentos e aplicações da metodologia de superfície de resposta

Leal, Maria da Conceição Diasl
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
126.09%
Dissertação de Mestrado em Estatística, Matemática e Computação apresentada à Universidade Aberta; A otimização de processos e produtos, a caracterização do sistema e a quantificação do impacto da incerteza dos parâmetros de entrada na resposta do sistema, assumem importância cada vez maior na investigação nas mais diversas áreas da sociedade, seja pelo impacto económico seja pelas consequências que possam advir. A Metodologia de Superfície de Resposta (MSR), nas suas mais diversas abordagens, tem-se revelado uma ferramenta da maior importância nestas áreas. Desde a publicação do artigo de Box e Wilson (1951) que a metodologia foi sendo objeto do interesse de investigadores no âmbito dos fundamentos e das aplicações. Esta metodologia, na abordagem tradicional, tem um carater sequencial e em cada iteração contemplam-se três etapas: definição do planeamento experimental, ajuste do modelo e otimização. Nestas seis décadas, os planeamentos experimentais foram sendo desenvolvidos para responder às aplicações e aos objetivos, com vista a proporcionar um modelo o mais preciso possível. Os modelos utilizados para aproximar a resposta foram evoluindo dos modelos polinomiais de primeira e segunda ordem para os modelos de aprendizagem automática...

Estabelecimento e caracterização in vitro e in vivo de linhas celulares de tumores da mama de cadela

Gomes, Joana Neto Cunha
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto; FMUP Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto; FMUP
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.11%
Spontaneous mammary tumors are the most common neoplasia in the female dog and have a high biological and histomorphological heterogeneity. Approximately one-half of all mammary tumors in dogs are malignant and have a great potential to metastasize to the regional lymph nodes or other organs such as the lungs. Malignant transformation is associated with abnormal glycosylation, resulting in the synthesis and expression of altered carbohydrates determinants. In humans, the majority of breast cancer research is conducted using established breast cancer cell lines as in vitro models because they have the ability to proliferate indefinitely. However, the interaction between the tumor and the host organism must be taken into consideration, so the results need to be confirmed using animal models. In order to have an in depth view of the biology of canine mammary tumors, two experimental models, one in vitro and another in vivo, were established. In the first part of this work, three canine mammary carcinoma cell lines were established - one complex adenoma and two complex carcinomas - using fragments of tumors excised during a surgical procedure performed on a female dog. After the in vitro immunostaining for intermediate filaments, the presence of epithelial and mioepithelial cells was determined. When these cell lines were heterotlansplanted in nude mice it was noted that they were not tumorigenic. In the second part of the work an in vitro and in vivo characterization of a previously established cell line was made...

Transcription factors and epigenetics in breast cancer : new findings in CDH3/P-Cadherin gene regulation; Factores de transcrição e epigenética no cancro da mama : novos achados sobre a regulação do gene CDH3/P-Caderina

Albergaria, André
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 26/07/2010 ENG
Relevância na Pesquisa
96.51%
Tese de doutoramento em Ciências da Saúde – Ciências da Saúde; Breast cancer is the leading cause of cancer amongst women in the westernized world. It is a heterogeneous disease ranging from premalignant hyperproliferation to invasive and metastatic carcinomas. Disease progression is poorly understood but is likely due to the accumulation of genetic alterations leading to widespread changes in gene expression, ultimately affecting cell biology and often increasing growth capacity and survival advantage. Consistent with this, recent studies have shown that different breast tumour subclasses display distinct gene expression profiles. In addition to genetic alterations, there is increasing evidence for gross epigenetic alterations in tumour cells, both at the levels of DNA methylation and histone marks. Epigenetic alterations target and modulate several important genes in breast cancer, contributing, not only for its initiation, but also for its development and response to therapies. One of the key genes in breast biology and cancer, which expression and molecular function is strongly regulated by epigenetic modifications, is the ligand-activated transcription factor oestrogen-receptor α (ERα), the primary mediator of the ovarianproduced steroid hormone oestrogen action in breast mammary cells. Breast cancer development and progression is...

Sinalização celular e a resposta a estrogénios do epitélio mamário

Cotrim, Cândida Zita dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
ENG
Relevância na Pesquisa
95.99%
Estrogens, such as 17β-estradiol (E2) are essential for normal growth and differentiation of the mammary gland. There are two estrogen receptors (ERs), ERα and ERβ which are ligand activated transcription factors. ERα stimulates proliferation and is the single most powerful predictor of breast cancer prognosis and since 70% of breast cancers express ERα, strategies to block this receptor are the primary breast cancer treatment. Unlike ERα, the role of ERβ in breast cancer and its potential as alternative therapeutic target remains controversial, mainly due to the lack of correlation between results obtained in vitro and epidemiological studies. The aim of this thesis was to increase our understanding of the molecular and cellular mechanisms of estrogen signaling in normal and cancerous cells, in different cellular contexts and with focus on ERβ. In Paper I we characterized the effect of the flavone PD098059 - which is a commonly used MEK1 inhibitor - on activation of transcription by ERα and ERβ. We found that the estrogenic effect of PD098059 is dose dependent in concentrations ranging from 1 – 10 μM and that activation of transcription by ER is suppressed by the inhibitory effect of PD98059 on MEK1 at concentrations above 50 μM. In agreement with its flavone nature...

Consenso Técnico para a determinação do status da proteína HER2 por imunocitoquímica em carcinoma da mama

Maia-Matos, Mário; Ferro, Amadeu Borges; Teixeira, Alexandra; Coias, Ana; Fernandes, Ana C.; Gavinho, A. Cristina; Cunha, Ana; Santos, Ana F.; Silva, Ana Isabel
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
86.03%
A determinação do status da proteína HER2 por imunocitoquímica é uma metodologia fundamental para o diagnóstico, prognóstico e indicação terapêutica no carcinoma da mama, nomeadamente para o encaminhamento terapêutico com Herceptin®/trastuzumab. O estabelecimento desta terapêutica nas vertentes adjuvante ou neoadjuvante, e até em doença metastática, tem vindo a acentuar a importância da determinação do referido status de modo a melhor responder às necessidades dos doentes. Sendo a imunocitoquímica o método validado para determinação do status HER2 em carcinoma da mama, é de extrema importância definir linhas de orientação para a sua correta performance como tem sido estabelecido em diversos países em todo o mundo. A área científica de Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (APCT-ESTeSL) e a Associação Portuguesa de Técnicos de Anatomia Patológica (APTAP) reuniram um painel de especialistas para a construção e estabelecimento de linhas de orientação técnica para a determinação do status HER2 em carcinoma da mama para a realidade portuguesa. Pretende-se com este consenso criar linhas de orientação técnicas para a construção...

Characterization and functional analysis of biomarkers in endocrine resistance of breast cancer treatment

Alves, Carla Maria Lourenço, 1985-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 ENG
Relevância na Pesquisa
76.12%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Molecular e Genética). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2013; Estrogen receptor positive (ER+) breast cancer accounts for over 80% of breast tumors and these patients are eligible for endocrine therapy. Despite the efficacy of endocrine treatment many breast cancer patients experience recurrence or disease progression as a result of de novo or acquired resistance. Fulvestrant is a relatively recent anti-estrogen drug used in the treatment of advanced ER+ breast cancer, however resistance to this drug also occur in breast cancer patients. The mechanisms of resistance to fulvestrant, as to all forms of endocrine therapy, remain not fully elucidated and likely involve many molecular pathways. By understanding these pathways it should be possible to identify more specific biomarkers that predict response to endocrine therapy and develop new effective therapeutic strategies targeting different mechanisms to improve patient outcome. In this thesis, the role of selected proteins in the molecular mechanism of fulvestrant resistance was evaluated. Using gene array a panel of genes differentially expressed in fulvestrant-resistant vs. parental fulvestrant-sensitive breast cancer cell lines was identified and the role of selected genes on the resistant phenotype was assessed. Initially...

Efeito de compostos sintéticos "raloxifene-like" na sobrevivência de células de cancro da mama

Pires, Sofia Alexandra Gomes
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.21%
Dissertação de Mestrado em Biotecnologia para as Ciências da Saúde; O cancro da mama é o tipo de cancro mais frequentemente diagnosticado entre as mulheres, com uma elevada taxa de mortalidade e incidência. É consensual que o conhecimento mais extenso e detalhado dos factores de risco e prognóstico permite terapêuticas mais apropriadas para cada paciente. O receptor de estrogénio (ER) tem sido, há mais de três décadas, o biomarcador mais importante no cancro da mama, principalmente pela vantagem substancial da terapia endócrina para tumores ER positivos, o que não se aplica a tumores ER negativos, seja qual for a idade da mulher. Actualmente estão disponíveis diferentes abordagens para terapia endócrina, que incluem moduladores selectivos do receptor de estrogénio (SERM), como o tamoxifeno e o raloxifeno. O raloxifeno é um antagonista do estrogénio e actua através da ligação competitiva ao ER, inibindo a proliferação do tecido mamário induzida por estrogénios e prevenindo o desenvolvimento de tumores mamários. Além disto, o raloxifeno não aumenta a incidência do cancro do endométrio, o que é uma vantagem em relação ao tamoxifeno. No entanto, o sucesso das terapias endócrinas é muitas vezes limitado por diversos factores. Desta forma...

Carcinoma Oculto da Mama com Metástases Axilares. A Propósito de Dois Casos Clínicos

Condeço, R; Santos, P; Raposo, J; Pereira, M; Pereira, H; Martins, M; Marcos, F; Morujão, I; Lopes, P; Vitorino, C; Correia, A; Costa, L; Albuquerque, J; Araújo, A
Fonte: Serviços de Cirurgia e Unidade Funcional de Patologia Mamária do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE Publicador: Serviços de Cirurgia e Unidade Funcional de Patologia Mamária do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE
Tipo: Outros
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
106.25%
INTRODUÇÃO: O carcinoma oculto é uma entidade pouco frequente, que se define como a presença de metástases com tumor primário indetetável na altura da apresentação. O prognóstico da maioria dos casos de tumor oculto é reservado, no entanto, o desenvolvimento de técnicas imunohistoquímicas que permitem a caracterização do tumor, tornaram alguns subgrupos de tumor oculto potencialmente curáveis. A presença de adenopatias axilares é a forma de apresentação do cancro da mama em 0,3-1% das mulheres, sendo a origem mais provável a mama ipsilateral. CASO CLÍNICO: Os autores relatam dois casos clínicos de tumor oculto da mama: Caso 1: Doente de 57 anos, com antecedentes familiares de primeiro e segundo grau de cancro da mama, com estudo genético negativo. Recorreu à consulta por adenopatia axilar direita.Exame objetivo (EO), mamografia + ecografia mamária normais. Microbiópsia (MB) ganglionar:metástase de carcinoma compatível com origem na mama, recetores de estrogénios (RE) +, HER2 +, CK7 +, Ca125 +, CK20 (-). RMN mamária e PET não identificaram tumor primário. Procedeu-se a dissecção axilar: 10 gânglios sem metástases. Realizou terapêutica adjuvante com quimioterapia (QT) e imunoterapia (IT). Manteve follow-up regular com EO...

Carcinoma Oculto da Mama com Metástases Axilares. A Propósito de Dois Casos Clínicos

Condeço, R; Santos, P; Raposo, J; Pereira, M; Pereira, H; Martins, M; Marcos, F; Morujão, I; Lopes, P; Vitorino, C; Correia, A; Costa, L; Albuquerque, J; Araújo, A
Fonte: Serviços de Cirurgia e Unidade Funcional de Patologia Mamária do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE Publicador: Serviços de Cirurgia e Unidade Funcional de Patologia Mamária do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE
Tipo: Outros
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
106.25%
INTRODUÇÃO: O carcinoma oculto é uma entidade pouco frequente, que se define como a presença de metástases com tumor primário indetetável na altura da apresentação. O prognóstico da maioria dos casos de tumor oculto é reservado, no entanto, o desenvolvimento de técnicas imunohistoquímicas que permitem a caracterização do tumor, tornaram alguns subgrupos de tumor oculto potencialmente curáveis. A presença de adenopatias axilares é a forma de apresentação do cancro da mama em 0,3-1% das mulheres, sendo a origem mais provável a mama ipsilateral. CASO CLÍNICO: Os autores relatam dois casos clínicos de tumor oculto da mama: Caso 1: Doente de 57 anos, com antecedentes familiares de primeiro e segundo grau de cancro da mama, com estudo genético negativo. Recorreu à consulta por adenopatia axilar direita.Exame objetivo (EO), mamografia + ecografia mamária normais. Microbiópsia (MB) ganglionar:metástase de carcinoma compatível com origem na mama, recetores de estrogénios (RE) +, HER2 +, CK7 +, Ca125 +, CK20 (-). RMN mamária e PET não identificaram tumor primário. Procedeu-se a dissecção axilar: 10 gânglios sem metástases. Realizou terapêutica adjuvante com quimioterapia (QT) e imunoterapia (IT). Manteve follow-up regular com EO...

Farmacoterapia no cancro da mama

Apolinário, Célia Luísa dos Santos
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
106.22%
Dissertação de mest., Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2012; A mama é um órgão complexo e específico da classe dos mamíferos. Este órgão adquire uma importância muito significativa na mulher por se tratar do órgão produtor do alimento para a amamentação do seu descendente. A incidência deste cancro é muito maior na mulher do que no homem. Esta doença sempre existiu, porém só a partir dos anos 80 do século passado é que se conseguiu associar as mortes ao cancro da mama com maior precisão. Tal, deve-se ao aparecimento da mamografia no auxílio do diagnóstico, que até então tratava-se de um diagnóstico empírico. O desenvolvimento das tecnologias tem trazido um enorme benefício para a deteção precoce. O prognóstico de cura é tanto maior quanto mais cedo for detetado o cancro. Esta doença tanto pode ter início por razões hereditárias ou surgir espontaneamente por acumulação de mutações. Muitos são os fatores que influenciam estas mutações, podem ser fatores ambientais ou mesmo a idade da menarca e até a densidade mamária podem provocar o cancro da mama. É importante ter conhecimento do tipo de cancro para poder otimizar a terapêutica a adotar...

Avaliação do interesse da determinação do Ca 15.3 na prática clínica

Neves, Inês Amaral
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
96.19%
Introdução: Em pacientes do sexo feminino com cancro da mama, o Ca 15.3 é amplamente pedido, sendo especialmente usado como indicador de prognóstico e no follow-up de doentes tratadas ou em tratamento. Objetivos: O objetivo principal desta investigação é conhecer em que situações tem sido pedido o Ca 15.3 no Centro Hospitalar Cova da Beira, no sentido de se tirarem conclusões de forma a melhorar a rentabilidade e a utilização deste marcador tumoral. Materiais e Métodos: Foram consultados 1704 processos correspondentes a todos os doentes a quem foi requisitada a determinação do Ca 15.3, entre os anos de 2007 e 2008 (período de 21 meses). Foi realizado o estudo das variáveis: sexo; idade; valor sérico do Ca 15.3 no primeiro registo; valores séricos dos marcadores CEA e Ca 125; resultados histológicos; diagnóstico principal atribuído a cada paciente e contextos em que foram pedidas as determinações do valor sérico do Ca 15.3. O estudo incluiu análise estatística descritiva e comparativa. Resultados: Foram observados 1704 casos num total de 2081 determinações do Ca 15.3. Foram pedidos 985 valores séricos, cuja média foi de 22,1 U/ml, e 708 valores séricos, cuja média foi de 29,15 U/ml, para o ambulatório e internamento...

P-Cadherin as Prognostic Factor for Loco-Regional Relapse in Breast Cancer; Caderina-P: Valor Prognóstico na Recidiva Loco-regional do Cancro da Mama

Faria, Gil; Cardoso, Maria João; Martins, Diana; Bettencourt, Herberto; Amendoeira, Isabel; Schimitt, Fernando
Fonte: Ordem dos Médicos Publicador: Ordem dos Médicos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2012 ENG
Relevância na Pesquisa
86.37%
Background: Breast cancer is the most frequent malignant tumor and the leading cause of cancer death in women in Portugal. Due to its relation to an increase in distant metastasis and subsequent death, loco-regional relapse is one major concern in breast cancer women. Several classic prognostic factors as tumour size, nodal stage, histological grade, HER2 status and hormonal receptors have been identified as the most important factors for determining loco-regional relapse, disease free and overall survival. However, there is heterogeneity in prognosis and tumor behaviour in patients with identical disease staging and a similar pattern of expression of known molecular markers, hence the need to discover new prognostic factors. One of the possibilities is P-cadherin, already described by researchers as a possible independent marker of prognosis in breast cancer. The aim of this work was to study in a retrospective series of patients the correlation of P-cadherin expression with loco-regional recurrence in breast cancer women. Material and methods: We analyzed the clinical records of 1432 consecutive patients with breast cancer and treated in a University Hospital over a 10 year period. Patients with loco-regional relapse (n=101) without prior or simultaneous distant disease were selected as case group. Control group consisted of patients with more than 10 years follow-up and without disease progression. For both groups demographic...

Avaliação da distribuição de dose em doentes com cancro da mama: cobertura e homogeneidade no volume alvo e dose nos órgãos de risco

Rosão, Adriana Ferreira
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
106.17%
Mestrado em Radioterapia; Introdução: A maioria das mulheres, que realizam radioterapia após cirurgia conservadora da mama, são jovens e têm um bom prognóstico, pelo que é importante considerar os riscos do tratamento. Objetivo: Avaliar retrospetivamente os planeamentos dosimétricos, de doentes de cancro da mama, relativamente à cobertura e homogeneidade do volume alvo, e dose nos OAR‟s. Materiais e Métodos: Em 48 doentes, foi estudada a distribuição de dose através da análise da cobertura do Planning Target Volume (PTV) e PTVboost, pela isodose de 95%, do cálculo dos Índices de Conformidade (IC), Uniformidade (IU) e Homogeneidade (IH), e dos parâmetros dosimétricos nos OAR (pulmões, coração, medula e mama contralateral). Foi também investigada a influência da lateralidade e do tamanho da mama. Resultados: Apenas 22 doentes tiveram uma cobertura adequada do PTV, enquanto no PTVboost foi bastante boa. Os valores dos índices foram: IC (1.41 ±0.19 e 3.45 ±1.12); IU (63.78 ±8.76% e 98.26 ±4.27%); e IH (42.17 ±21.36% e 7.12 ±2.42%), para o PTV e PTVboost, respetivamente. Na avaliação dos OAR, a maioria das doentes cumpriu os limites de dose recomendados. Algumas excederam a dose média (Dmédia) e V30 no pulmão...

Avaliação do interesse da determinação do Ca 15.3 na prática clínica

Neves, Inês Amaral
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
96.19%
Introdução: Em pacientes do sexo feminino com cancro da mama, o Ca 15.3 é amplamente pedido, sendo especialmente usado como indicador de prognóstico e no follow-up de doentes tratadas ou em tratamento. Objetivos: O objetivo principal desta investigação é conhecer em que situações tem sido pedido o Ca 15.3 no Centro Hospitalar Cova da Beira, no sentido de se tirarem conclusões de forma a melhorar a rentabilidade e a utilização deste marcador tumoral. Materiais e Métodos: Foram consultados 1704 processos correspondentes a todos os doentes a quem foi requisitada a determinação do Ca 15.3, entre os anos de 2007 e 2008 (período de 21 meses). Foi realizado o estudo das variáveis: sexo; idade; valor sérico do Ca 15.3 no primeiro registo; valores séricos dos marcadores CEA e Ca 125; resultados histológicos; diagnóstico principal atribuído a cada paciente e contextos em que foram pedidas as determinações do valor sérico do Ca 15.3. O estudo incluiu análise estatística descritiva e comparativa. Resultados: Foram observados 1704 casos num total de 2081 determinações do Ca 15.3. Foram pedidos 985 valores séricos, cuja média foi de 22,1 U/ml, e 708 valores séricos, cuja média foi de 29,15 U/ml, para o ambulatório e internamento...