Página 1 dos resultados de 518 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Síndrome de burnout em professores universitários

Leite, José Bruno da Silva
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
55.94%
Este trabalho teve como objetivo verificar a incidência de docentes que apresentam a Síndrome de Burnout (SB) verificando as três dimensões, Exaustão Emocional (EE), Despersonalização (DP) e Realização Profissional (RP) entre professores universitários que estão inseridos em pós-graduação e os que não estão inseridos, bem como verificar a relação de dados sócio demográficos além de fatores laborais utilizando o Maslach Burnout Inventory - MBI. Foram respondidos 44 questionários e devolvidos, sendo que 24 (54,4%) eram do sexo feminino, havendo uma concentração maior de docentes com idades entre 25 e 35 anos, (36) 81,8% tinham pouco tempo de profissão docente como também 29 (65,9%) exerciam atividades fora da instituição pesquisada. Foi observado que os docentes que estavam inseridos em pós graduação apresentaram maiores pontuações na dimensão Exaustão Emocional e uma concentração maior de docentes que não estavam inseridos em pós graduação com níveis baixos na dimensão Realização Profissional. Já para a dimensão Despersonalização não houve diferença significativa entre os dois grupos. Verificou-se também que as mulheres apresentaram altas pontuações na dimensão Exaustão Emocional e baixas pontuações na dimensão Realização Profissional...

Estudo dos fatores determinantes da prática de atividades físicas de professores universitários

Martins, Marcelle de Oliveira
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 170 f.| grafs., tabs. +
POR
Relevância na Pesquisa
65.94%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos.; Tendo em vista as novas recomendações para prática de atividades fisicas (AF) relacionadas à saúde, um número crescente de pesquisadores têm preocupado-se em mensurar o nível de AF habitual em diversas populações, bem como tem-se procurado entender melhor o comportamento relacionado à prática de AF. Desta forma, tomou-se cada vez mais frequente a preocupação em investigar os padrões de prática de AF, bem como os fatores que determinam esta prática (desestimulando ou incentivando a adesão ao estilo de vida fisicamente ativo). O propósito deste estudo, enfim, foi analisar os fatores determinantes da prática de AF de professores universitários, especialmente a existência de fatores facilitadores e a percepção de barreiras. Com este intuito, realizou-se um levantamento descritivo-correlacional, junto a uma amostra de 190 professores da Universidade Federal de Santa Catarina, que trabalham em regime de dedicação exclusiva. O instrumento utilizado foi um questionário de respostas objetivas, auto-administrado, composto por questões destinadas à caracterização da amostra, mensuração do nível de AF habitual, identificação dos estágios de mudança de comportamento...

Qualidade de vida de professores universitários em fase de mestrado

Souza, Sandra Dias de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: ii, 105 f.| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
65.91%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; A presente pesquisa foi desenvolvida com 200 professores universitários da área biológica, visando identificar o nível de qualidade de vida desses indivíduos que se encontram cursando o mestrado para aumento da qualificação profissional. O estudo foi realizado de março 2000 a julho 2001. A coleta de dados se deu por meio de um questionário utilizando indicadores de hábitos de vida, nível afetivo, social e profissional. A análise e resultados revelou que 100% da população não possui uma qualidade de vida ideal, demostrando falhas em vários desses aspectos, deixando claro o desequilíbrio entre as necessidades psico-fisiológicas, assim como 88% apresenta níveis de estresse elevado e 12% níveis de estresse tolerável. O que evidência que a competitividade organizacional das universidades geram alta pressão temporal, visando qualificação de seu quadro de docentes, para obtenção da qualidade do ensino. O que tornou necessário a esta pesquisa oferecer recomendações e prevenções desta situação, pois quando o nível de qualidade de vida diminui pode comprometer totalmente o nível de produtividade assim como a saúde física e mental destes indivíduos.

Estratégias de enfrentamento de estressores ocupacionais em professores universitários

Peixoto, Cristiani do Nascimento
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: x, 86 f.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
65.97%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia; O objetivo deste estudo foi caracterizar as estratégias de enfrentamento de estresse (coping) no trabalho de professores universitários de instituições privadas. Cento e dois professores participaram deste estudo, respondendo a questionários sobre estratégias de enfrentamento, manejo de sintomas e sintomas de estresse. As medidas foram auto-aplicadas e entregues, após o preenchimento, à pesquisadora. As estratégias mais utilizadas foram: de controle, seguida de confronto e de esquiva. Dentre as estratégias de controle as mais freqüentes foram: (1) procurar cumprir, da melhor maneira, suas atividades. (2) responder a solicitações da instituição. Dentre as de confronto, foram: (1) procurar realizar as atividades mais importantes. (2) discutir queixas discentes com a coordenação. (3) defender idéias quando há divergências teóricas. Dentre as de esquiva, foram: (1) quanto ao excesso de alunos pensa que não há o que fazer. (2) evitar dar atenção à saída constante de alunos da sala de aula. (3) evitar contato com alguns colegas de trabalho. O suporte social foi um dos manejos que mostrou correlação negativa significativa com a estratégia esquiva e positiva e significativamente relacionada com a estratégia controle...

Estresse e estratégias de enfrentamento em professores universitários

Scherer, Clarissa Giuliani
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 133 f.| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
65.91%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-graduação em Psicologia; A presente pesquisa teve como objetivo a caracterização do estresse ocupacional e suas estratégias de enfrentamento em professores universitários da rede pública federal da área das Ciências Sociais e Humanas. Neste sentido, foi proposto um instrumento elaborado com questões objetivas e estruturado em quatro partes referentes ao perfil da população, aos estressores ocupacionais, às estratégias de enfrentamento e aos sintomas relacionados ao estresse. Por meio da análise fatorial cinco focos potenciais de estresse foram evidenciados neste local de trabalho: A) relação com os colegas; B) condições físicas do ambiente de trabalho e auxílio financeiro para atividades profissionais; C) condições e atividades próprias da docência; D) interface trabalho/lazer e E) atividades burocráticas. Os dados referentes às estratégias de enfrentamento foram analisados através dos mesmos procedimentos adotados com os estressores, tendo sido encontradas três dimensões fatoriais: A) confronto; B) evasão e C) busca de suporte social. Os sintomas foram distribuídos em dois grupos por meio da análise fatorial: A) sintomas físicos e B) sintomas próprios do ambiente de trabalho. Por fim...

Cargas psíquicas no trabalho e processos de saúde em professores universitários

Lemos, Jadir Camargo
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 1 v.| tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.02%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; As condições de saúde dos professores, assim como dos trabalhadores de uma forma geral, dependem fundamentalmente das relações entre as exigências e condições de realização do trabalho, denominadas genericamente de cargas de trabalho, derivadas do contexto e das características da organização do trabalho, nesse caso, da atividade de docência. A avaliação das cargas de trabalho, a partir das suas dimensões físicas e psicológicas permite ampliar o grau de compreensão acerca da percepção das condições de trabalho, dos riscos e evidências de processos de adoecimento. O presente estudo tem como objetivo caracterizar as cargas psíquicas no trabalho de professores universitários e sua influência nos processos de saúde. A pesquisa, iniciada com base em uma análise documental dos afastamentos para tratamento de saúde dos professores do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Santa Maria (CCS-UFSM-RS), foi realizada em duas etapas: a) observação das atividades dos professores em aulas teóricas e práticas, com o intuito de organizar um check-list das condições de trabalho dos professores que atuam nos cursos do CCS-UFSM...

Qualidade de vida no trabalho e suas relações com estresse, nível de atividade física e risco coronariano de professores universitários

Petroski, Elio Carlos
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: ix, 163 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
55.98%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção; Há evidências de que a forma como o indivíduo percebe sua vida no trabalho (satisfação/insatisfação) pode afetar tanto o seu desempenho laboral quanto sua saúde física e mental. Na Universidade Federal de Santa Catarina os professores têm manifestado de forma enfática seu descontentamento com as condições de trabalho a que estão submetidos, todavia, pouco se sabe sobre a realidade desta situação. Assim, o propósito deste estudo foi, dentre outros, analisar a qualidade de vida no trabalho (QVT) percebida pelos professores da UFSC. Com este intuito, realizou-se um levantamento, junto a 366 professores permanentes ativos, de ambos os sexos, com regime de dedicação exclusiva e que estavam efetivamente atuando no ensino de graduação e/ou pós-graduação no segundo semestre de 2003. Os instrumentos utilizados foram: a escala de avaliação da qualidade de vida no trabalho percebida por professores; escala de percepção de estresse; questionário internacional de atividade física (IPAQ) - versão curta; e a tabela de escores de risco de Framingham. Foram avaliados também os parâmetros bioquímicos do sangue (CT...

As relações existentes entre as atividades intensivas em conhecimento e o absenteísmo involuntário de professores universitários

Freitas, Cláudia Regina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 174 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.05%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Florianópolis, 2013.; Este estudo tem o objetivo geral de "Identificar, a partir da percepção dos docentes da UFSC, a influência das atividades intensivas em conhecimento no absenteísmo involuntário dos professores da Universidade Federal de Santa Catarina". A pesquisa é caracterizada como um estudo de caso, com abordagem predominantemente qualitativa, constituindo-se de um estudo teórico e empírico, descritivo e explicativo. Foram feitas quinze entrevistas semiestruturadas com professores universitários, sendo este número limitado pelo critério de saturação. Após transcrição, os dados foram tratados quantitativamente, a fim de embasar a análise qualitativa. Dentre as principais constatações, destaca-se o fato de haver competição entre os professores, estes levam serviço para casa, onde estendem seu horário de trabalho, realizam diversas atividades intensivas em conhecimentos, principalmente pesquisa, publicação de artigos, orientações, atualizações de conteúdos para as disciplinas, participação em bancas, cursos de extensão e participação ou organização de congressos. Os respondentes afirmaram que a progressão não é o principal motivador ou estressor. A excessiva demanda...

A Associação Nacional dos Professores Universitários de História : espaço de identificação profissional e legitimação do saber histórico (1961–1977)

Silva, Paulo Thiago Santos Gonçalves da
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
66.05%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em História, 2014.; Na presente tese, nosso objetivo é o de historicizar os percursos da Associação Nacional dos Professores Universitários de História – ANPUH – (1961–1977), para se construir como espaço institucional de identificação da classe dos profissionais da área de história e de legitimação social do saber histórico. Na investigação realizada observamos que a operação de construção da memória e da identidade da Associação como campo representativo dos profissionais da história e do saber histórico, fazem-se presentes nos discursos, sessões, debates e moções de seus Simpósios, registrados em seus Anais, principal fonte documental de nossa pesquisa. Corpo documental que foi ampliado de modo a acessar as memórias relativas aos debates sobre as reformas universitárias das décadas de 1930 e 1960. Foram também incluídos os discursos sobre a criação da Universidade de São Paulo e da institucionalização da pós-graduação no Brasil, dada a vinculação estabelecida e evidenciada entre a ANPUH e a universidade. Assim, nossa pesquisa tem início nos debates que traduziam as disputas em torno do modelo universitário da década de 1930...

A avaliação do nível de habilidades para trabalhar em equipe entre professores universitários

Souza,Fernanda Pasquoto e; Monteiro,Janine Kieling; Elgues,Gisele Beatriz Zatt
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
65.91%
Este estudo procurou avaliar a habilidade para o trabalho em equipe em 78 professores universitários das ciências da saúde e exatas. Utilizou-se o Questionário de Habilidades para Trabalhar em Equipe para avaliar as categorias: preocupação com a equipe, características de liderança, formas de comunicação, preocupação com a tarefa e preocupação com o humano. Realizaram-se análises estatísticas de freqüência e teste t de Student. Nos resultados destaca-se que as habilidades para o trabalho em equipe são positivamente valorizadas no exercício da docência. Nas categorias específicas, preocupação com a tarefa obteve o escore padronizado mais alto, enquanto preocupação com a equipe, o mais baixo. A área das ciências da saúde alcançou resultados mais altos em preocupação com o humano do que a das exatas. Discutem-se aspectos que ratificam a importância da avaliação psicológica nessa área de atuação, contribuindo tanto nas tarefas de diagnóstico como no desenvolvimento dessas habilidades.

Burnout e Comprometimento Organizacional em Professores Universitários

Santos, Tiago Nunes Carneiro dos
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
65.94%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa, como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia, ramo de Psicologia do Trabalho e das Organizações; A síndrome de burnout é um fenómeno psicossocial que resulta de uma tensão emocional crónica, vivenciada por profissionais cujo trabalho envolve o relacionamento intenso e frequente com pessoas que necessitam de algum tipo de cuidado. O objetivo deste estudo foi investigar a relação entre o comprometimento organizacional e o burnout em 106 professores universitários da cidade do Porto, com idades compreendidas entre os 25 e os 68 anos (M=43.66). Foram utilizados, como instrumentos de pesquisa, o Maslach Burnout Inventory Educators Survey (MBI-ED), o Questionário de Compromisso e um questionário demográfico para averiguar outras variáveis, considerando as especificidades da atividade laboral dos professores envolvidos. Os resultados deste estudo apontam para a existência associações significativas entre as 3 sub-escalas do comprometimento organizacional e as três sub-escalas do burnout, bem como entre as sub-escalas de ambos os instrumentos, comprometimento organizacional e burnout (MBI); existem ainda associações entre a Idade...

Avaliação da síndrome de Burnout em professores universitários de Piracicaba-SP; Evaluation of burnout syndrome in university teachers of Piracicaba-SP

Ludmila da Silva Tavares Costa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.02%
A Síndrome de Burnout (SB), uma resposta ao estresse laboral crônico, é característica dos profissionais que trabalham com pessoas. Este estudo foi composto por dois artigos cujo objetivo foi investigar a prevalência da SB em uma amostra de professores universitários e propor um modelo de equação estrutural para testar a interrelação entre a SB, a Motivação Intrínseca (MI), a Qualidade de Vida (QV) e a tendência ao Absenteísmo nestes professores. A amostra não aleatória foi constituída por 169 professores de instituições de ensino superior de Piracicaba-SP. Foram excluídos os que não estavam em atividade no período de coleta de dados, ou seja, inativos, em férias, afastados (licenças médica, maternidade, prêmio e por interesse particular) ou aposentados, bem como as instituições de ensino que não aceitaram participar do estudo. O material de coleta de dados foi entregue aos professores pela secretária de departamento de cada instituição participante, em 2 envelopes, e recolhido pela pesquisadora 10 dias após a entrega. O questionário de caracterização da amostra foi elaborado pelos pesquisadores com a finalidade de obter dados dos professores estudados tais como: gênero, idade, tempo de profissão docente...

Ctrl+C/Ctrl+V : plágio ou estratégia? - representações de professores universitários sobre a escrita de seus alunos; Ctrl+C/Ctrl+V : plagiarism or strategy? - representations of professors about their students writing

Mariana Batista de Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
65.91%
O propósito do estudo relatado nesta dissertação de mestrado foi o de descrever e discutir as representações de professores universitários acerca da escrita acadêmica de seus alunos, com foco no uso do recurso de "copiar e colar" (com ou sem a explicitação da fonte). O aparato teórico utilizado incluiu discussões sobre o conceito de letramento, segundo a perspectiva dos Novos Estudos do Letramento (LEA; STREET, 2006, dentre outros) e sobre a construção de identidades culturais em práticas envolvendo a leitura e a escrita de textos (VÓVIO, 2008; ZAVALA 2010). Também o conceito de plágio, entendido como uma prática situada sócio-historicamente (SCHNEIDER, 1999), assim como as noções de autoria (CHARTIER, 1999) e de propriedade intelectual (BAZERMAN, 2010) são discutidas, considerando a necessidade de se atentar para o modo como esses constructos teóricos são redefinidos pelos novos valores evocados pela cibercultura (BRITO, 2012). A pesquisa aqui referida é de cunho qualitativo/interpretativista e se filia à corrente da Linguística Aplicada chamada de ideológica (MOITA LOPES, 2006). Os 10 participantes da pesquisa lecionam em instituições universitárias públicas ou privadas, na região sudeste do país. O corpus de análise foi gerado em entrevistas semi-estruturadas (BONI...

Sindrome de Burnout em professores universitarios do Vale do Paraiba (SP); Burnout syndrome of professors from Paraiba Valley (SP)

Nancy Julieta Inocente
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.03%
O objetivo do presente estudo foi verificar a influência que os níveis de esforço-recompensa e de supercomprometimento no trabalho exercem na saúde mental de professores universitários com relação à vulnerabilidade ao desenvolvimento de Bumout, depressão e distúrbios do sono.Trata-se de uma pesquisa descritiva, de corte transversal e correlacional. A amostra foi composta de 510 professores universitários, de ambos os sexos, que estavam em exercício profissional e que pertenciam às instituições de ensino superior localizadas em cidades paulistas do Vale do Paraíba, no Estado de São Paulo. Na coleta de dados foram utilizados cinco instrumentos: Questionário de Dados de Identificação da Amostra; Inventário BECK de Depressão; Questionário de Desequilíbrio Esforço-Recompensa no Trabalho; Questionário de Sono do Adulto; Inventário de Bumout de MALASCH. Os resultados obtidos foram analisados por meio de técnicas de análise de regressão múltipla e modelo linear generalizado com função de ligação logarítmica, seguindo-se análise de variância e teste post hoc de SCREFFÉ. OS principais resultados foram: os níveis de esforço e recompensa, exceto supercomprometimento, exerceram influências nos distúrbios do Bumout...

O professor de língua japonesa (LE) : crenças e ações de três professores universitários com trajetórias diferenciadas de aquisição/aprendizagem (LM, LH E LE)

Nascimento, Edson Teixeira do
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
55.97%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, 2013.; Esta dissertação consiste em um estudo de caso que teve como objetivo identificar as crenças de três professores universitários que ensinam língua japonesa (LJ) em contexto de língua estrangeira para aprendizes brasileiros (JLE). Para a realização desta pesquisa, foram selecionados três professores do curso de licenciatura em Letras-Japonês de uma universidade pública do Distrito Federal com perfis diferenciados, porém com níveis de instrução semelhantes. Participaram deste estudo uma professora que adquiriu a LJ como língua materna (LM), outra que adquiriu/aprendeu em contexto de língua de herança (LH) e, por fim, um professor que aprendeu como língua estrangeira (LE) (KRASHEN, 1981; McLAUGHLIN, 1978). Além disso, o estudo teve como objetivo investigar a influência dessas crenças nas ações dos professores em sala de aula e também analisar e interpretar possíveis relações entre as crenças dos professores participantes da pesquisa e as suas trajetórias diferenciadas de aquisição/aprendizagem da LJ. A motivação que levou a escolher professores com perfis ―moldados‖ em contextos tão diferenciados foi a tentativa de investigar possíveis semelhanças ou diferenças nas crenças dos professores que interferissem diretamente nas suas ações em sala de aula. Outro fator de motivação para a realização deste estudo foi a grande lacuna em pesquisas que envolvessem as crenças dos professores de JLE no contexto brasileiro. Para a coleta dos dados desta pesquisa...

Economia da felicidade : um estudo sobre indicadores de felicidade em professores universitários

Guazzelli, Gustavo Piva
Fonte: Universidade de Passo Fundo Publicador: Universidade de Passo Fundo
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
65.98%
A felicidade é um desejo de todos os indivíduos na vida. Sabendo da subjetividade que o tema abrange, este estudo procurou identificar alguns possíveis determinantes para explicar a felicidade. Buscou-se compreender com professores universitários de instituições de ensino superior do município de Passo Fundo – RS, se a condição econômica, grau de cultura e anos de escolaridade poderão contribuir para a experimentação de uma sensação de vida feliz. Por meio de uma análise quantitativa obteve-se sete grupos diferentes para análise, os quais foram classificados em felicidade por gênero; felicidade por estado civil; felicidade por idade; felicidade e dinheiro; felicidade, prática de esporte ou exercícios físicos e saúde; felicidade, amizade, relações amorosas e vida sexual; e felicidade, criatividade e organização. Os resultados apontam que, por exemplo, dinheiro não é um dos condicionantes mais importantes para obtenção da felicidade neste grupo de análise, que as relações amorosas aumentam significativamente a felicidade deste grupo do estudo, ao mesmo tempo em que, as relações sexuais não representam aumentar a felicidade. É verificado também, que a saúde emocional/mental dos participantes apresenta significância para lhes deixar mais felizes...

Estudo dos Fatores Determinantes da Prática de Atividades Físicas de Professores Universitários; Estudo dos Fatores Determinantes da Prática de Atividades Físicas de Professores Universitários

de Oliveira Martins, Marcelle; Mestrado em Educação Física/ CDS/UFSC (2000). Orientador: Prof. Dr. Edio Luiz
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; "Artigo Não Avaliado por Pares"; Descritiva Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/01/2000 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.16%
Tendo em vista as novas recomendações para a prática de atividades físicas (AF) relacionadas à saúde, um número crescente de pesquisadores tem preocupado-se em mensurar o nível de AF habitual em diversas populações, bem como tem-se procurado entender melhor o comportamento relacionado à prática de AF. Desta forma, tornou-se cada vez mais freqüente a preocupação em investigar os padrões de prática de AF, bem como os fatores que determinam esta prática (desestimulando ou incentivando a adesão ao estilo de vida fisicamente ativo). O propósito deste estudo, enfim, foi analisar os fatores determinantes da prática de AF de professores universitários, especialmente a existência de fatores facilitadores e a percepção de barreiras. Com este intuito, realizou-se um levantamento descritivo-correlacional, junto a uma amostra de 190 professores da Universidade Federal de Santa Catarina, que trabalham em regime de dedicação exclusiva. O instrumento utilizado foi um questionário de respostas objetivas, auto-administrado, composto por questões destinadas à caracterização da amostra, mensuração do nível de AF habitual, identificação dos estágios de mudança de comportamento, percepção de barreiras, existência de fatores facilitadores e conhecimento específico sobre AF. Os dados coletados foram tratados estatisticamente através do programa Statistica® (versão 5)...

Syndrome of burnout and the job characteristic in college teachers; Síndrome de burnout e características de cargo em professores universitários

Carlotto, Mary Sandra; Universidade Luterana do Brasil
Fonte: Revista Psicologia: Organizações e Trabalho Publicador: Revista Psicologia: Organizações e Trabalho
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2004 POR
Relevância na Pesquisa
65.94%
This study aimed at identifying the existence of an association between the dimensions of Burnout and the job characteristic in college teachers. For the research, the following instruments were used: the MBI – Maslach Burnout Inventory, and the subscale of Job Characteristic of the JDS – Job Diagnostic Survey. The sample was made of 280 teachers. The results showed the negative association between the dimension of Emotional Exhaustion and Job Characteristic. The Emotional Exhaustion showed an association with Identification with the Task and with the Job’s Autonomy and Motivational Potential. The depersonalization was associated with Meaning and Identification with the Task and with the Job’s Autonomy and Motivational Potential. The same occurred with the association between Low Professional Fulfillment and Task Meaning, Autonomy, Job Feedback and Motivational Potential.; Este estudo objetivou identificar a existência de associação entre as dimensões de Burnout e características de cargo em professores universitários. Foram utilizados como instrumentos de pesquisa o MBI - Maslach Burnout Inventory – e a subescala de Característica de Cargo do JDS - Job Diagnostic Survey. A amostra foi constituída por 280 professores. Os resultados evidenciaram associação negativa entre as dimensões de Burnout e Características de Cargo. A Exaustão Emocional evidenciou associação com Identificação com a tarefa...

Impactos dos comportamentos de cidadania docente sobre os alunos universitários: a perspectiva dos estudantes e dos professores; Impacts of the citizenship behaviors of university teachers on their students: students' and teachers' point of view

Rego, Arménio
Fonte: Linhas Críticas; Critical Lines Publicador: Linhas Críticas; Critical Lines
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
55.98%
O estudo insere-se numa linha de pesquisa com gênese recente: a que se debruça sobre os comportamentos de cidadania docente (CIDOCE) dos professores universitários. O seu objectivo é o de relacionar tais comportametitos com dois factores de impacto sobre os estudantes (motivação profissional e auto-confiança) e com o modo como estes avaliam o desempenho docente. Foram inquiridos 249 estudantes e 123 docentes universitários. Os primeiros descreveram os comportamentos de um professor actual, e os segundos foram convidados a descrever os de um antigo professor. Foram pesquisadas quatro dimensões de C1DOCE: comportamento participativo, orientação prática, conscienciosidade e descortesia. Os resultados mostram o seguinte: a) quer os estudantes quer os professores valorizam muito significativamente essas quatro categorias comportamentais ; b) os docentes valorizam a orientação prática e a conscienciosidade mais claramente do que os estudantes, ocorrendo o inverso com o comportamento participativo. A evidência empírica obtida sugere que os CIDOCE são um construto pertinente, e lança pistas para futuras pesquisas no domínio da qualidade do ensino e da melhoria nos desempenhos acadêmicos.;  The field of the present study is the citizenship behaviors of university teachers (CB UT). It aims to show how CBUT relate to: a) the professional motivation and self-confidence of students; b) the way students evaluate teachers' performance. A sample of 249 undergraduate students and 123 university teachers was collected. The students were invited to describe the CBUT of one of their present teachers...

Atividade física de lazer e estágios de mudança de comportamento em professores universitários

Petroski,Edio Luiz; Oliveira,Marcelle M. de
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66%
Com objetivo de avaliar os hábitos de atividade física de lazer (AFLZ) e os estágios de mudança de comportamento relacionados à prática de atividade física, em professores universitários, foi feito um estudo descritivo de corte transversal, realizado na Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis (SC). Participaram 190 professores com dedicação exclusiva (113 do sexo masculino e 77 do sexo feminino), e foram utilizados dois questionários auto-aplicáveis: o de Godin Leisure-Time Exercise Questionnaire para o nível de atividade física de lazer, e o de Marcus para EMC. Observou-se que 71% da amostra foram classificadas como pouco ativa ou inativa fisicamente. Os EMC mais prevalecentes foram: o de Manutenção (61 casos = 32%) e o de Contemplação (59 casos = 31%). Foi observada associação positiva entre AFLZ e EMC e entre as idades (menores que 50 anos) e a AFLZ (p<0,05). Como conclusões: o nível de AFLZ de professores universitários com dedicação exclusiva tende ser reduzido e irregular; os a prática de AFLZ sugere que homens realizam mais atividades físicas vigorosas e leves e as mulheres mais as moderadas.