Página 1 dos resultados de 520 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Percepção do produtor agrícola em relação às operações de barter: um estudo da região de Lucas do Rio Verde (MT); Soybean farmer's perception on barter operations: a study of Lucas do Rio Verde (MT) region

Arakawa, Heitor Haselmann
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.77%
O crédito rural sempre teve papel fundamental na produção agrícola nacional sendo que desde a sua institucionalização no Brasil, o volume de capital direcionado para o financiamento expandiu. A participação de fontes públicas neste mercado de crédito, no entanto, diminui e desta forma abriu espaço para o financiamento privado. O produtor de soja mato-grossense, além do crédito rural público, disponibilizado por instituições financeiras, pode escolher dentre diversos tipos de contratos de troca de insumos por grãos. Estes contratos ganharam importância no financiamento da produção agrícola e na estratégia de garantia de demanda pelas empresas processadoras e exportadoras de commodities. Dessa forma, objetivo deste estudo foi analisar a percepção do produtor agrícola da região de Lucas do Rio Verde, Mato Grosso, com relação às operações de troca (Barter) oferecidas e compará-las com as demais opções. Na troca, o produtor agrícola recebe os insumos necessários para o plantio e desenvolvimento de sua cultura e concorda em entregar parte de sua produção como pagamento no futuro. A partir de análises de entrevistas feitas sob a ótica do "Grounded Theory", foi possível observar oito percepções de benefícios nas operações de troca realizadas pelos produtores: (1) Controle de risco: tanto do preço de venda do grão como o preço de compra dos insumos; (2) Entrega de insumos: evita a necessidade de estocagem de produtos...

Determinantes para a adoção de práticas ambientais responsáveis: estudo de caso em um empreendimento agrícola; Determinants for adoption of responsible environmental practices: a case study in an agricultural enterprise

Tittoto, Julia Cavalheri
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.32%
A presente pesquisa objetivou identificar quais são os fatores determinantes para a adoção de práticas ambientais responsáveis em um empreendimento agrícola. Para atingir os objetivos propostos, foi realizado um estudo de caso em um empreendimento agrícola de grande porte, o Condomínio Agrícola Santa Izabel (Jaboticabal-SP), cuja atividade principal está centrada na produção de cana-de-açúcar e pode ser considerado exemplo para outras organizações do meio rural, já que adota a rotação de culturas (com soja), o plantio direto, o manejo integrado de pragas e o controle biológico, a aplicação de corretivos e fertilizantes em taxa variável, a recomposição de APPs e o tratamento adequado dos resíduos gerados na produção. Entre as características do produtor, foram identificados como determinantes a escolaridade, a cultura e experiência, a adesão às cooperativas ou associação de produtores, a renda familiar, a orientação para o lucro e a consciência ambiental. Entre as características da prática, a testagem tecnológica, o custo de oportunidade, a compatibilidade e especificidade, a observabilidade, a complexidade e a credibilidade. Entre as características do negócio, o que é produzido, o tamanho da área de produção...

Pequena propriedade agrícola familiar e pluriatividade : tentando compreender a relação campo x cidade no município de Itapiranga (SC)

Rambo, Nestor Francisco
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.47%
A colônia Porto Novo (atual Itapiranga, SC) foi construída a partir do ano de 1926, tendo seu processo de ocupação se efetuado até o início da década de 1970, essencialmente com migrantes gaúchos teutos, de confissão católica, provenientes das chamadas Colônias Velhas. Percebe-se no município de Itapiranga um período de transformação e de crise na pequena propriedade agrícola, que se instala em fins da década de 1970, se estende no decorrer da década de 1980, declinando na segunda metade da década de 1990. Essa transformação se expressa na destruição das formas históricas de organização e produção do pequeno produtor rural, seguida da expropriação de parte dessa população do campo. O modelo de modernização na agricultura no município, via Complexos Agroindustriais (CAIs), surgido no início da década de 1970, teve um grande incremento em fins da década de 1990, quando o município retoma o crescimento, com a diminuição da saída do pequeno produtor agrícola do meio rural. Parte significativa dos pequenos produtores rurais buscou uma combinação de atividades agrícolas e não-agrícolas para complementar sua renda – a pluriatividade. A pluriatividade é considerada a marca desse novo agricultor ao permitir que a pequena propriedade agrícola familiar passe novamente a ter sucessores...

Gestão de custo de uma unidade de produção agrícola no município de Capivari do Sul, RS

Cunha, Gilson Borba da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.5%
O presente estudo desenvolveu-se em uma Unidade de Produção Agrícola (UPA) localizada no município de Capivari do Sul, RS, onde foram apurados os custos na atividade de produção de arroz irrigado, com uma área cultivada de 80 ha, utilizando os princípios do custeio por absorção integral. Foram acompanhados os custos incorridos durante os meses de junho de 2010 a março de 2011, apurando o resultado financeiro da atividade, considerando uma safra. Constatou- se, que a única via para melhorar os resultados das Unidades de Produção consideradas empresas agrícolas é através da profissionalização da atividade de gestão. Assim o recurso e as técnicas de gestão adequadas são fundamentais para que o agricultor conheça em detalhe a sua exploração e possa vencer os desafios da produção. Através de pesquisa bibliográfica, pesquisa descritiva e dados coletados com o produtor, pode-se concluir que este trabalho apresenta a resposta à questão formulada na problemática: como utilizar a gestão de custos em uma Unidade de Produção Agrícola, para analisar a sua viabilidade econômica e determinar estratégias para seu crescimento? O estudo baseou-se em informações e dados quantitativos, no entanto, possui também caráter qualitativo à medida que se utilizou dessas informações para analisar os resultados obtidos na Unidade de Produção. Outra constatação proporcionada pelo estudo foi...

Ferramentas matemáticas para modelagem da temperatura com aplicação em graus-dias para otimização da produção agrícola

Isler, Paulo Roberto
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: v, 59 f. : il. color., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.32%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Agronomia (Energia na Agricultura) - FCA; O Brasil é um grande produtor agrícola. Os dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram uma previsão de 158,7 milhões de toneladas para a safra brasileira em 2011, um volume 6% maior que o recorde de 149,7 milhões de toneladas colhidas em 2010. Nos últimos anos a produção tem crescido e a área apta para plantio ainda não foi totalmente utilizada e estima-se que está sendo usada metade da área adequada para a agricultura. Esta grande produção se deve, em grande parte, ao clima do país, pois apesar das variações atuais de temperatura, o Brasil ainda possui um clima adequado para o cultivo de um grande número de espécies. Outro fator que tem sido relevante para o crescimento da agricultura é a evolução na forma de produção, pois a utilização de tecnologia de ponta e de novas variedades tem participação fundamental no desenvolvimento agrário. Mas, as grandes dimensões do país, a rapidez no desenvolvimento e as intensas modificações climáticas, têm trazido grandes problemas técnicos...

A terceirização na agricultura : a dissociação entre a propriedade e o uso dos instrumentos de trabalho na moderna produção agricola paranaense

Antonio Carlos Laurenti
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/10/1996 PT
Relevância na Pesquisa
36.36%
O uso de instrumentos de trabalho de propriedade de terceiros, na execução dos trabalhos agrários, foi praticado em cerca de um milhão de estabelecimentos rurais, no Brasil, em 1985. A dispersão e evolução das principais formas de acesso aos instrumentos de trabalho de terceiros foi avaliada através de três Indices de Terceirização, calculados a partir das informações dos Censos Agropecuários de 1980 e 1985, relativas às Grandes Regiões, estados, grupos de área total dos estabelecimentos rurais e tipo de trabalho agrário. Pelos resultados considera-se que a "terceirização parcial" constitui-se na denominação que melhor complementa a caracterização do atual estágio da organização da produção agrícola brasileira. Sobretudo, pela desigual incidência, conjunta, das práticas de aluguel de força de tração e empreita de serviços que envolvem o emprego de máquinas e equipamentos, dado que foi relativamente mais concentrada na Região Centro Oeste e, em termos absolutos, nos estados de Minas Gerais, Paraná e Bahia. Verifica-se que, tanto em termos absolutos como relativos, o uso temporário de instrumentos de trabalho de terceiros concentrou-se nos estabelecimentos de menor área total, no preparo do solo e na colheita. Essa ampla incidência de unidades agrícolas semi-estruturadas...

Politica de uso de calcario agricola e a sutentabilidade da agricultura no Brasil; Policy of using agricultural lime and the sustainability of agriculture in Brazil

Cleide de Marco Pereira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.3%
Esta Tese procura demonstrar que os produtores agrícolas podem ampliar seu papel como consumidores de calcário agrícola - no Brasil, 70% dos solos agricultáveis são considerados ácidos e necessitam de calagem - e que este consumo contribuirá para sua sustentabilidade, e proporcionará ganhos nas esferas econômica, social e ambiental. Além disso, o uso de calcário agrícola é uma prática considerada importante para incorporar estabelecimentos agropecuários de categoria familiar que estão à margem deste mercado, dado que hoje os maiores consumidores do corretivo são os grandes e médios produtores agrícolas de soja, milho, cana-de-açúcar, citros, café e pecuaristas. Para viabilizar essa estratégia, caracteriza-se tanto o potencial de oferta desse insumo, como seu potencial de demanda. Existe no Brasil parque produtor instalado com mais de 300 empresas, operando com ociosidade média de 57%, e há reservas de rochas calcárias distribuídas por quase todas as unidades da Federação em quantidade e qualidade satisfatórias. Ao mesmo tempo em que o mercado para consumo anual do insumo é estimado em 75 milhões de toneladas, o consumo atual é de apenas 17 milhões de toneladas, correspondendo a 22% da real necessidade dos solos do País. Analisam-se em seguida as políticas públicas e privadas de apoio à utilização desse insumo já desenvolvidas até o presente momento e ao final...

Avaliação económica de tarifas de água no uso agrícola: um estudo de caso no sul de Portugal

Fragoso, R.; Marques, C.A.F.
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia Administração e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia Administração e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.3%
Resumo: Este artigo avalia os efeitos de políticas de tarifas da água no uso agrícola, em termos do consumo de água, do aproveitamento das áreas beneficiadas com regadio, do rendimento do produtor agrícola, da recuperação dos custos com a água e do desenvolvimento agrícola. A metodologia utilizada baseia-se na elaboração de um modelo de programação matemática multiperíodo, adaptado às características específicas de uma empresa agrícola do Sul de Portugal. Foram analisadas a tarifa fixa por área beneficiada, a tarifa volumétrica por metro cúbico de água consumida, a tarifa binómica e a tarifa progressiva. Para as simulações, foram considerados um cenário produtivo tradicional e um cenário produtivo alternativo, em que são introduzidas culturas de valor acrescentado

Avaliação dos efeitos da nova P.A.C. e do aumento da concorrência nos mercados agrícolas no sector agrícola português: uma abordagem de equilíbrio parcial

Anastácio, João António Foral
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.85%
O sector agrícola português vai enfrentar novos desafios a partir do início do século. A nova Política Agrícola Comum, cuja proposta consta do documento "Agenda 2000", penaliza os agricultores portugueses. O aumento da pressão concorrencial nos mercados dos produtos agrícolas, devido à maior abertura ao mercado mundial, por força dos compromissos assumidos nos acordos assinados no quadro do "Uruguay Round" pela União Europeia, e pelo alargamento a Leste da União, promoverá a queda dos preços internos no produtor. A conjugação do cumprimento dos compromissos assumidos no "Uruguay Round" pela União Europeia e das medidas da nova Política Agrícola Comum levará a quebras no rendimento dos agricultores portugueses, com consequências negativas na ocupação do espaço rural, no emprego e no equilíbrio social e ambiental. A quebra do rendimento dos agricultores portugueses constitui o problema deste trabalho de investigação. A sua delimitação e identificação permitiu explicitar três objectivos principais. 0 primeiro objectivo pretende desenvolver um modelo de programação matemática para avaliar o impacte de algumas medidas da nova Política Agrícola Comum (PAC) e do aumento da pressão concorrencial no mercado interno dos produtos agrícolas...

Avaliação económica de tarifas de água no uso agrícola: um estudo de caso no Sul de Portugal

Fragoso,Rui; Marques,Carlos
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.3%
Este artigo avalia os efeitos de políticas de tarifas da água no uso agrícola, em termos do consumo de água, do aproveitamento das áreas beneficiadas com regadio, do rendimento do produtor agrícola, da recuperação dos custos com a água e do desenvolvimento agrícola. A metodologia utilizada baseia-se na elaboração de um modelo de programação matemática multiperíodo, adaptado às características específicas de uma empresa agrícola do Sul de Portugal. Foram analisadas a tarifa fixa por área beneficiada, a tarifa volumétrica por metro cúbico de água consumida, a tarifa binómica e a tarifa progressiva. Para as simulações, foram considerados um cenário produtivo tradicional e um cenário produtivo alternativo, em que são introduzidas culturas de valor acrescentado.

Determinantes dos preços de terras no Brasil: uma análise de região de fronteira agrícola e áreas tradicionais

Ferro,Aline Barrozo; Castro,Eduardo Rodrigues de
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.5%
O estudo tem como objetivo analisar o impacto de variáveis sobre o preço da terra agrícola entre 2000 e 2010 em três regiões: fronteira agrícola (sul do Maranhão, sul do Piauí, leste do Tocantins e oeste da Bahia), área de transição (exploração relativamente recente, mas representa um importante produtor de soja, como o Centro-Oeste) e desenvolvida (áreas tradicionais, como o Sul do País). Foram utilizadas as variáveis preço de soja, produtividade, área cultivada, crédito rural, investimento em transporte, capacidade de armazenamento e preço da terra no período anterior. A partir do modelo econométrico de dados em painel, observou-se que o preço da soja (representando a renda do produtor), teve relação estreita e positiva com o preço da terra. Verificou-se, também, que nas regiões menos ocupadas um aumento da demanda por área pode impactar negativamente em seu preço devido à maior elasticidade da oferta de terras e à possibilidade de conversão de terras brutas e de pastagens em agrícolas. Já na região desenvolvida, a relação é positiva, já que a oferta de terras é praticamente inelástica. O fator especulativo foi bastante representativo na fronteira agrícola, o que evidenciou o forte interesse de investidores no potencial de valorização da terra no período.

Interpretação contemporânea da Lei de recuperação judicial e sua aplicação ao produtor rural quando pratica atos empresariais : conceito de empresa e sua função social : o produtor rural como empresário : inscrição no registro público de comércio : ato de natureza formal

Delgado, José Augusto
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.38%
Trata da consulta da ação de recuperação judicial em favor de vários empresários produtores rurais que vêm enfrentando dificuldades financeiras momentâneas em face da crise mundial que alterou o quadro de relações negociais de vários segmentos da ordem econômica brasileira. Aborda parecer referente ao produtor rural que possui inscrição estadual, que exerce com habitualidade e de forma organizada suas atividades, em grande escala, comercializando e até exportando os produtos que cultiva/cria, se este é considerado empresário para a Lei de Recuperação de Empresas, Lei n. 11.101, de 9 de fevereiro de 2005.

Um modelo integrado de gestão do risco agrícola para o Brasil.

VIEIRA JUNIOR, P. A.; BUAINAIN, A. M.; MADI, M. A. C.; VIEIRA, A. C. P.; DOURADO NETO, D.; CHANG, C. S.; ASSAD, E. D.
Fonte: Revista Brasileira de Risco e Seguro, Rio de Janeiro, v. 4, n. 8, p. 1-40, out./mar. 2008/2009. Publicador: Revista Brasileira de Risco e Seguro, Rio de Janeiro, v. 4, n. 8, p. 1-40, out./mar. 2008/2009.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.56%
O seguro agrícola é um dos mais importantes instrumentos para o desenvolvimento do setor agrícola, pois, ao permitir proteção ao produtor rural contra efeitos adversos de eventos ambientais e do mercado torna-se indispensável à estabilidade da renda, à geração de emprego e ao desenvolvimento tecnológico. No setor agrícola, além do risco de mercado, existem diversas outras fontes que a tornam uma atividade eminentemente arriscada. A principal delas se refere ao fato de que a atividade agrícola é altamente dependente de condições ambientais de difícil controle pelo homem, de modo que as variáveis climáticas e sua interação com fatores bióticos podem influenciar sobremaneira o resultado final da safra. A realidade histórica mostra que o seguro agrícola permite ao produtor rural manter sua renda na ocorrência de um sinistro, o que é fundamental para o setor agrícola e a sociedade em geral.; 2008

A política de garantia de preços mínimos: um estudo de sua trajetória dos anos de 1980 a 2012 no Brasil.

Dantas, Camila Estábile
Fonte: Universidade Federal de Goiás Publicador: Universidade Federal de Goiás
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.41%
DANTAS,Camila Estábile. A política de garantia de preços mínimos: um estudo de sua trajetória dos anos de 1980 a 2012 no Brasil. Goiânia: [s.n.], 2013. 68p.; O objetivo desta pesquisa foi o de analisar a trajetória da Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM) dos anos 1980 até 2012, quando sua atuação se fez de forma mais acentuada, bem como analisar o período posterior até o ano de 2012. Realizando a pesquisa por meio de revisão bibliográfica e de um bibliometria dos períodos compreendido entre 2002 – 2012. A pesquisa retrata o contexto histórico da PGPM desde o seu surgimento até 2012. Deu-se enfoque nas medidas que foram tomadas para a garantia dos preços mínimos dos produtos agrícolas no mercado interno e para garantir uma renda mínima ao produtor agrícola. Ainda analisa o papel desta política na estabilização da economia e no controle da inflação ocorrida na década 1990. Os resultados provenientes das medidas tomadas foram a desindexação da PGPM da economia vigente em 1990. Ao final da década de 1990, o trabalho nos mostra que a PGPM perde sua importância devido aos preços praticados no mercado se apresentarem acima dos preços mínimos, conferindo uma rentabilidade ao produtor rural maior do que os preços mínimos fixados pela PGPM. Essa perda de importância se reflete também na perda de interesse dos pesquisadores pelo tema...

Modernização agrícola no médio norte goiano: a feira como estratégias de sobrevivência do pequeno produtor rural; Agricultural modernization process in eastern north, state of Goiás: wich has the fair producer

Machado, V. L
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Educação (FE); Faculdade de Educação - FE (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Educação (FE); Faculdade de Educação - FE (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.61%
The Universidade Federal de Goiás - Education College, through Post Degree Education Program, in the field of SocialMovements, Education and Labor enabled this research, with the aim of investigating the agricultural modernization process in Eastern North, state of Goiás, in Ceres-GO , which has in the Fair Producer, the survival strategy of the small farmer . The thesis explains how the formers contributed to the process of agricultural modernization and investigates the way that small producers deal with the fair, as well as knowledge they use, especially mathematicians, who allowed them to play the role of traders. It was used the qualitative method and analysis reference was the Theory of Practice by Pierre Bourdieu, especially habitus and field categories. The results show new habitus formation in an attempt to fit the model established by modernization, from the need to remain in rural areas. It is noticed that they almost don’t worry about business accounting and about using creative steps in order to realize the several challenges posed by agricultural modernization.; A Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás, por meio do Programa de Pós-graduação em Educação, na linha de pesquisa Movimentos Sociais...

Ensino agrícola, trabalho e modernização no campo: a origem da Escola Superior de Agricultura e Veterinária do Estado de Minas Gerais (1920-1929)

Silva, Fabricio Valentim da
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.38%
Este estudo situa-se no campo da História das Instituições de Ensino, e tem como objetivo central interpretar o projeto de constituição da Escola Superior de Agricultura e Veterinária do Estado de Minas Gerais (ESAV), mais conhecida como a “Escola de Viçosa”, no período de 1920 a 1929. A gênese desta instituição escolar e a modernização conservadora da agricultura mineira são os temas desta dissertação. A análise está pautada em vários documentos primários, como cartas, relatórios, regulamentos, “theses de ensino”, decretos, leis estaduais, livro de formatura e fotografias. Estas fontes documentais estão localizadas no Arquivo Central e Histórico da Universidade Federal de Viçosa (UFV). As fontes indicam que a criação da ESAV fez parte de um projeto de desenvolvimento e diversificação produtiva do Estado de Minas Gerais, projeto este, que foi forjado para promover a racionalização do campo, ou melhor, a modernização da agricultura mineira por meio da “invenção” de um tipo ideal de produtor rural: o fazendeiro moderno. Este projeto de “recuperação” e dinamização da economia mineira foi esboçado pelo Estado e pela elite agrária no Congresso Econômico das “classes produtoras” de MG...

Os aspectos ambientais no processo decisório do produtor rural : estudo de caso Núcleo Rural Taquara; The environmental aspects in the farmer's decision processv : a case study of Rural Taquara Nucleus

Ribeiro, Antônio Carlos Felix; Brites, Ricardo Seixas; Junqueira, Ana Maria Resende
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.54%
A pesquisa foi realizada em uma amostra de 75 produtores rurais utilizando-se questionário do tipo estruturado/semi-aberto. Verificou-se que o produtor rural decide, sob a luz do modelo econômico vigente, fundamentando suas decisões em elementos voltados à priorização de resultados econômicos, ou seja, a maximização do lucro. Neste sentido, seu processo decisório é conduzido na lógica da obtenção de maior volume de produção ao menor custo, fazendo uso de sua experiência e tradição, da tecnologia disponível e da assistência técnica, atento às condições do clima, à obtenção de um produto de qualidade e às sinalizações do mercado, em especial às relacionadas ao preço. Os aspectos ambientais só são contemplados, de forma prioritária, quando participam ou interferem de forma direta nos resultados econômicos da atividade; caso contrário, o equacionamento de suas questões se resumirá à simples utilização de algumas práticas e procedimentos específicos, considerados suficientes à solução do problema. A incorporação da dimensão ambiental ao processo decisório do produtor rural deve considerar, além da lógica de suas decisões, o papel do Estado como agente indutor de mudanças. A pesquisa foi realizada em uma amostra de 75 produtores rurais utilizando-se questionário do tipo estruturado/semi-aberto. Verificou-se que o produtor rural decide...

Agricultura e produção de água: o enfoque hidro-agrícola.

SANTANA, D. P.; ALVARENGA, R. C.
Fonte: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA, 16., 2006, Aracaju. Novos desafios do carbono no manejo conservacionista: resumos e palestras. Aracaju: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2006. Publicador: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA, 16., 2006, Aracaju. Novos desafios do carbono no manejo conservacionista: resumos e palestras. Aracaju: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2006.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.52%
É crescente a demanda por água e a visão da agropecuária como produtora de alimentos, fibras e energia, deve ser ampliada para agregar a produção de água. O agricultor .produtor de água" seria aquele que usa tecnologia e conceitos relacionados à agricultura sustentável que aumentam a infiltração de água no solo, enriquecendo o lençol freático. Dentro dessa ótica, o objetivo do trabalho foi demonstrar que práticas adequadas de manejo que possibilitem maior cobertura e estruturação do solo aumentam a infiltração e contribuem para a "produção de água". Foram utilizados dados de cinco anos (1993 a 1997) de um ensaio sobre perdas de solo e água, sob condições de chuva natural, instalado em 1989, na Embrapa Milho e Sorgo, em Sete Lagoas - MG. Os dados mostram que pastagem não degradada e plantio direto são os métodos de manejo de solo e de pasto que maiores garantias oferecem do ponto de vista de conservação de solo e água no sistema, apontando-os como estratégias para aumentar a infiltração de água no solo, garantindo a recarga e o abastecimento d'água à população. Dentro de seu sistema de produção, esse "agricultor produtor de água" deve considerar a água como um de seus insumos e também como um de seus produtos...

Explicando as diferenças na produtividade agrícola no Brasil; Texto para Discussão (TD) 1254: Explicando as diferenças na produtividade agrícola no Brasil; Explaining the differences in brasilian agricultural productivity

Moreira, Ajax R. B.; Helfand, Steve M.; Figueiredo, Adriano M. R.
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
36.57%
Este texto utiliza os dados do Censo Agropecuário de 1995-1996 com o propósito de medir, para cada uma das cinco macrorregiões geográficas, a diferença da produtividade total dos fatores (PTF), entre duas clivagens de produtores, tipo família e tipo intensivos em utilização de insumos. A diferença é explicada com os indicadores de classe de área, oferta de bens públicos e acesso a instituições, e variáveis locais medidas diretamente ou através de um efeito fixo municipal. Os resultados apontam para: a) a relação inversa entre produtividade da terra e tamanho, que é um fato estilizado da literatura, é verificada em todas a regiões, mas a relação inversa entre a PTF e o tamanho é verificada apenas para as regiões Norte, Nordeste e Sudeste e para os tipos não modernos das demais regiões; b) o produtor do tipo família tem maior produtividade da terra em sete dos casos analisados, mas menor PTF para oito dos dez casos — a maior parte dessa diferença se deve a variáveis não-observadas; e c) o produtor intensivo é mais produtivo em todos os casos analisados, e variáveis não observadas explicam pouco da diferença de produtividade.; 31 p. : il.

Identificação por Maldi-Tof MS de isolados de Aspergillus seção Nigri e avaliação do potencial biotecnológico na produção de biossurfactantes

Faria, Lucas Vieira de
Fonte: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola; UFLA; brasil; Departamento de Biologia Publicador: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola; UFLA; brasil; Departamento de Biologia
Tipo: Dissertação
Publicado em 18/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.33%
Species belonging to section Nigri form a subgroup of genus Aspergillus, and are cosmopolitan. Many species of this section are used in food and fermentation industries, being A. niger the most reported, presenting GRAS status. However, this section is considered by many taxonomists as one of the most difficult to identify due to high genetic variability. Surfactants are amphipathic molecules that present two portions in the same molecule: a hydrophilic portion and a hydrophobic portion. Biosurfactants are a group of many molecules produced by different microorganisms and mainly classified by chemical structure and microbial origin. The objectives of this work were to identify 32 Aspergilus section Nigri fungal isolates by means of the MALDITOF MS technique, and test the biosurfactant production capacity of three Aspergillus niger isolates, using bacteria Bacillus subtilis CCMA 0087 as control. We tested three different protein extraction methodologies by MALDITOF MS, comparing them by means of grouping in dendrograms. The results showed that the grouping could vary depending on the methodology used. Regarding biosurfactant production capacity, the fungi isolates were tested to obtain the emulsification index, considering many aspects for its favoring...