Página 1 dos resultados de 368 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

Produção e composição do leite de vacas mantidas em pastagens de capim-elefante submetidas a duas frequências de pastejo; Milk production and composition of dairy cows grazing elephant grass under two grazing intervals

VOLTOLINI, Tadeu Vinhas; SANTOS, Flávio Augusto Portela; MARTINEZ, Junio Cesar; IMAIZUMI, Hugo; CLARINDO, Rafael Luis; PENATI, Marco Antonio
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
116.16%
Objetivou-se avaliar duas frequências de pastejo em pastagens de capim-elefante (Pennisetum purpureum Schum. cv. Cameroon): uma variável, determinada pela entrada dos animais na área a ser pastejada, quando o dossel atingisse 95% de interceptação da radiação fotossinteticamente ativa; e uma frequência fixa, de 26 dias. Utilizaram-se oito vacas com média de 124 dias em lactação, 516 kg de peso corporal e 17,5 kg de leite no início do experimento. O período experimental foi de 80 dias, divididos em quatro subperíodos de 20 dias. O delineamento experimental utilizado foi o cross-over. As frequências de pastejo não influenciaram a produção e composição do leite, o nitrogênio ureico no plasma, o escore de condição corporal e a variação de peso corporal. Entretanto, a taxa de lotação e a produção de leite por unidade de área foram maiores nas pastagens com intervalo de pastejo determinado pela interceptação de 95% da radiação fotossinteticamente ativa. Assim, a frequência de pastejo definida em intervalos variáveis por meio da interceptação da radiação fotossinteticamente ativa resulta em maior produção de leite por unidade de área.; The objective of this study was to evaluate two grazing intervals (IG) for elephant grass (Pennisetum purpureum Schum cv. Cameroon) pasture: one variable...

Performance of dairy cows fed rations produced with sugarcane silages treated with additives or fresh sugarcane; Desempenho de vacas leiteiras alimentadas com rações produzidas com silagens de cana-de-açúcar tratadas com aditivos ou cana-de-açúcar fresca

PEDROSO, André de Faria; NUSSIO, Luiz Gustavo; RODRIGUES, Armando de Andrade; SANTOS, Flávio Augusto Portela; MOURÃO, Gerson Barreto; BARIONI JÚNIOR, Waldomiro
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Relatório
ENG
Relevância na Pesquisa
116.36%
An experiment was performed aiming at evaluating the performance of dairy cows fed sugarcane silages treated with additives compared to cows fed fresh forage. Twenty-four Holstein cows were grouped in blocks of three cows, according to parity order and milk production level, in multiple 3 x 3 Latin Square design to evaluate three types of ration (63% roughage and 37% concentrate in dry matter - DM): ration with silage treated with urea (5.0 g/kg of fresh forage - FF) + sodium benzoate (0.5 g/kg FF); ration with silage inoculated with Lactobacillus buchneri (5 x 10(4) cfu/g FF); ration with fresh sugarcane. Each evaluation period consisted of two weeks for adaptation and one week for data collection. Cows fed rations with silages treated with urea + benzoate and L. buchneri showed lower DM intake (18.5 vs 21.4 kg/day) and lower milk production (17.4 vs 18.6 kg/day) in comparison to those fed fresh forage ration. Fat content was higher in the milk of cows fed silage inoculated with L. buchneri compared to cows in the fresh forage group resulting in similar 3.5% fat corrected milk (FCM) among cows in both groups. Cows fed ration with silage treated with urea + benzoate presented intermediate fat content in milk but inferior FCM production compared to animals fed fresh sugarcane. Feed efficiency (kg FCM/kg DMI) was higher for cows fed ration produced with the inoculated silage (0.95)...

Productive performance and milk protein fraction composition of dairy cows supplemented with sodium monensin; Desempenho produtivo e composição da fração protéica do leite em vacas sob suplementação com monensina sódica

GANDRA, Jefferson Rodrigues; RENNÓ, Francisco Palma; FREITAS JÚNIOR, José Esler de; SANTOS, Marcos Veiga dos; SILVA, Luís Felipe Prada e; ARAÚJO, Ana Paula Chaves de
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
106.21%
The objective of this work was to evaluate the levels of sodium monensin on lactating cows and their effects on productive performance and milk protein fraction composition. It was used 12 Holstein cows, distributed in four balanced 3 × 3 Latin squares, and fed three diets: one control without monensin, and two diets with monensin at the levels of 24 or 48 mg/kg DM added to the concentrate. Milk production was daily measured throughout the entire experimental period. The samples used for analysis of milk composition were collected on two alternated days from the two daily milking. Non-protein nitrogen, total nitrogen and non-casein nitrogen contents were directly evaluated in the milk, and casein, whey protein and true protein contents were indirectly determined. The use of monensin in the rations reduced dry matter and nutrient intake, especially when diet with 48 mg/kg of dry matter was given. The ration with 24 mg/kg of DM increased milk production, with or without correction, and also fat and lactose yield, and it improved productive efficiency. The levels of monensin in the ratios did not influence contents of milk crude protein, non-protein nitrogen, non-casein nitrogen, true protein, casein, casein/true protein ratio, whey protein...

Condição corporal ao parto e produção de leite sobre o desempenho reprodutivo de vacas holandesas em lactação; Body condition at calving and milk yield on reproductive performance of lactation holstein cows

Santos, Anselmo Domingos Ferreira; Rennó, Francisco Palma; Alves, Nadja Gomes; Torres, Ciro Alexandre Alves; Pereira, José Carlos; Araújo, Cláudio Vieira de
Fonte: RBSPA; Salvador Publicador: RBSPA; Salvador
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
106.29%
O objetivo, neste estudo, foi avaliar os efeitos da condição corporal ao parto e da mudança de condição corporal sobre o desempenho reprodutivo de vacas leiteiras após o parto. Para tanto, 51 vacas holandesas, de 30 dias pré-parto até 150 dias após o parto, foram distribuídas aleatoriamente de acordo com a condição corporal ao parto nas classes 1 (condição corporal maior ou igual a 3,25) e 2 (condição corporal menor ou igual a 3,0). Dentro das classes de condição corporal ao parto, os animais foram distribuídos quanto à mudança de condição corporal (Categoria 1, igual ou menor que -0,50 e Categoria 2, igual ou maior que -0,75) e à média da produção de leite ajustada para 3,5% aos 150 dias (Grupo 1 = 22,61 e Grupo 2 = 31,65 kg/dia). Não houve diferenças da condição corporal ao parto e da produção de leite ajustada para 3,5% sobre o intervalo parto primeiro estro, intervalo parto primeiro serviço, período de serviço, número de serviço / concepção e taxa de gestação aos 150 dias de lactação. Vacas que ao parto apresentaram média de escore de condição corporal de 3,40 e 2,79 tiveram semelhante desempenho reprodutivo pósparto. Em relação à produção de leite ajustada para 3,5%, vacas com produção média de 22...

Utilização de fontes de gorduras em rações de vacas leiteiras; Fat Sources in Dairy Cows Rations

Freitas Júnior, José Esler de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
106.34%
O objetivo deste estudo foi avaliar a utilização de diferentes fontes de gordura em rações de vacas em lactação sobre o consumo e digestibilidade dos nutrientes, fermentação ruminal, produção e composição do leite, composição da fração protéica do leite, balanço de energia e de nitrogênio. Foram utilizadas 12 vacas da raça Holandesa, agrupadas em três quadrados latinos balanceados 4x4, alimentadas com as seguintes rações: 1) Controle; 2) Óleo de soja refinado; 3) Grão de soja in natura; e 4) sais de cálcio de ácidos graxos insaturados (Megalac-E). A produção de leite e o consumo de matéria seca foram mensurados diariamente durante todo o período experimental. As amostras utilizadas para análise da composição do leite foram coletadas de dois dias alternados, sendo provenientes das duas ordenhas diárias. As amostras de sangue foram coletadas em tubos vacuolizados por punção da veia e/ou artéria coccígea. As amostras de líquido ruminal foram coletadas com a utilização de sonda esofágica em dois tempos, antes (tempo zero) e três horas (tempo três) após a alimentação matinal. A digestibilidade foi determinada por meio de indicador interno FDAi. Houve redução no consumo de matéria seca e de nutrientes nas vacas suplementadas com a ração contendo sais de cálcio de ácidos graxos em relação à ração controle. Não houve diferença na digetibilidade aparente total dos nutrientes entre as rações experimentais. De forma semelhante...

Utilização de fontes nitrogenadas com diferentes taxas de degradabilidade em dietas à base de cana-de-açúcar para vacas leiteiras; Feeding nitrogen sources with different degradability rates in sugar cane based diets for dairy cows

Naves, Julianne de Rezende
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
106.43%
O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da degradabilidade de fontes nitrogenadas em rações de vacas leiteiras, utilizando volumoso à base de cana-de-açúcar, sobre o consumo e digestibilidade dos nutrientes, fermentação ruminal, produção e composição do leite, composição da fração proteica do leite, e parâmetros sanguíneos. Foram utilizadas 12 vacas da raça Holandesa, agrupadas em três quadrados latinos balanceados 4x4, com período experimental de 21 dias, sendo nos 7 últimos dias as coletas. Os animais foram alimentados com rações isoproteicas (15,7% de PB): a) Controle - 66,25% PDR, 33,75 % PNDR, farelo de soja e ureia; b) Alta degradabilidade 71,33% PDR, 29,29% PNDR, farelo de soja e alta concentração de ureia (1,71% da MS); c) Média degradabilidade - 69,42% PDR, 31,21% PNDR, soja crua em grão como fonte proteica e d) Baixa degradabilidade 62,42% PDR, 37,57% PNDR, farelo de glúten de milho como fonte proteica. As amostras utilizadas para análise de composição do leite foram coletadas nos quatro últimos dias consecutivos de cada período experimental. As amostras de líquido ruminal foram coletadas por sonda esofágica três horas após a alimentação matinal. A digestibilidade foi determinada por meio de indicador interno FDAi. Houve aumento de consumo de extrato etéreo nas vacas alimentadas com a ração contendo grão de soja...

Sementes oleaginosas na alimentação de vacas em lactação; Oilseeds in dairy cow diet

Almeida, Gustavo Ferreira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
116.22%
Objetivou-se avaliar a inclusão de grão de soja cru e integral ou caroço de algodão na dieta de vacas em lactação e seus efeitos sobre o consumo e digestibilidade total da matéria seca e nutrientes, fermentação e síntese de proteína microbiana ruminal, produção e composição do leite, metabólitos sanguíneos, balanço de energia e de nitrogênio. Foram utilizadas 18 vacas da raça Holandesa, multíparas, com produção de leite média de 32,22 Kg/dia, com peso médio de 585,2 ± 54,2 kg e média de 133,0 ± 53,1 dias em lactação, sendo três vacas canuladas no rúmen e utilizadas para mensuração das variáveis ruminais. Os animais foram distribuídos aleatoriamente em seis quadrados latinos 3x3, balanceados e contemporâneos, de acordo com as seguintes dietas: 1) Controle, sem a inclusão de sementes oleaginosas; 2) Grão de soja, com a inclusão de 12% na MS da dieta 3) Caroço de algodão, com a inclusão de 12% na MS da dieta. Foi observado redução no consumo de matéria seca e carboidratos não fibrosos nos animais suplementados com sementes oleaginosas em relação aos que consumiram dieta controle e maior consumo de matéria seca, proteína bruta, extrato etéreo e carboidratos não fibrosos nos animais alimentados com grão de soja em relação aos que se alimentaram com caroço de algodão. Observou-se maior consumo e digestibilidade do extrato etéreo nas vacas que consumiram sementes oleaginosas. As dietas utilizadas não influenciaram a produção e composição do leite e a síntese de proteína microbiana ruminal. Os animais alimentados com caroço de algodão apresentaram maiores valores de pH ruminal que os que se alimentaram com inclusão de grão de soja e dieta controle...

Desempenho de vacas leiteiras em pastagem de alfafa suplementada com silagem de milho e concentrado e viabilidade econômica do sistema

Peres Netto, D.; Rodrigues, A. de A.; Wechsler, Francisco Stefano; Ferreira, R. P.; Mendonça, F. C.; Freitas, A. R.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 399-407
POR
Relevância na Pesquisa
106.19%
Avaliou-se o efeito da substituição parcial de silagem de milho por pastagem de alfafa no desempenho de vacas leiteiras e na viabilidade econômica do sistema. Utilizaram-se 24 vacas da raça Holandesa, em estádio médio de lactação, em delineamento em blocos ao acaso. Os tratamentos foram: dieta à base de silagem de milho em confinamento, silagem de milho substituída parcialmente por pastejo restrito (PR) e pastejo irrestrito (PI) de alfafa. O sistema de pastejo foi rotacionado, e a quantidade de concentrado igual em todos os tratamentos. A massa de forragem foi de 2.338 e de 1.878kg de MS/ha, e a oferta de 1,8 e 4,2kg de MS/100kg de peso vivo, nos tratamentos PR e PI, respectivamente. A produção de leite não diferiu entre os tratamentos, cujas médias foram de 25,9; 25,8 e 25,2 litros por vaca por dia no confinamento, no PR e no PI, respectivamente. A produção diária de leite por área foi de 59,3L/ha no PR e de 63,0L/ha no PI, enquanto no confinamento foi de 45,7L/ha. A substituição parcial de silagem de milho por alfafa em pastejo não limitou o desempenho produtivo dos animais e mostrou-se economicamente vantajosa em relação ao confinamento.; The effect of partial replacement of corn silage for alfafa grazing on dairy cows performance and profitability was evaluated. Twenty-four Holstein dairy cows in mid-lactation were used in a randomized block design. Treatments were: a corn silage-based diet fed on drylot...

Zoneamento bioclimático para vacas leiteiras no Estado da Bahia

Turco,Sílvia H. N.; Silva,Thieres G. F. da; Santos,Luiz F. C. dos; Ribeiro,Paulo H. B.; Araújo,Gherman G. L. de; Holanda Junior,Evandro V.; Aguiar,Mônica A.
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
106.3%
Foram utilizados dados meteorológicos médios diários de 437 estações meteorológicas distribuídas por todo o Estado da Bahia para realizar o zoneamento bioclimático de vacas leiteiras e o declínio da produção de leite para vacas com nível de produção de 10 e 25 kg dia-1, nas condições térmicas desse Estado. As variáveis consideradas foram a temperatura (Ta) e a umidade relativa do ar (UR) que foram utilizadas no cálculo do índice de temperatura e umidade (ITU). Estimou-se o declínio da produção de leite (DPL) em função do ITU e do nível de produção (NP). Com os valores de ITU e DPL, foram traçadas as isolinhas dessas duas variáveis para a Bahia por meio do programa SURFER 7.0. Observou-se que, mesmo para os meses com temperaturas mais amenas, há grande possibilidade de ocorrência de estresse climático para vacas em lactação, em algumas regiões do Estado. Nos meses mais quentes, há três zonas bioclimáticas na Bahia com maior ocorrência de estresse. Com a espacialização do declínio na produção, foram verificadas zonas com maior probabilidade de ocorrência de decínio na produção de leite, devido às condições climáticas desfavoráveis, apresentando regiões com perdas de até 1 kg de leite por vaca por dia com NP de 10 kg e regiões com perdas de produção de até 4...

EFEITOS DA DISPONIBILIDADE DE SOMBRA DURANTE O VERÃO SOBRE A PRODUÇÃO DE LEITE DE VACAS DA RAÇA HOLANDÊS

Carvalho,Nelcy Madruga de; Olivo,Clair Jorge; Buriol,Galileo Adeli
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/1993 PT
Relevância na Pesquisa
116.16%
O objetivo do presente trabalho foi o de avaliar o desempenho de vacas da raça Holandês em lactação, submetidas a manejo com e sem disponibilidade de sombra, durante as horas mais quentes do dia, no verão, com relação à produção de leite. Após um período de 55 dias, ficou evidenciada uma clara tendência de menor produção de leite por parte dos animais que não tiveram acesso à sombra, sendo que os de maior produção mostraram-se mais sensíveis às condições desfavoráveis do manejo ao Sol. Com base nos dados obtidos, concluiu-se que se faz necessária a disponibilidade de sombra durante os meses quentes de verão, para as vacas leiteiras em lactação, principalmente para aquelas de mais alto nível de produção.

Efeito da condição corporal ao parto sobre alguns parâmetros do metabolismo energético, produção de leite e incidência de doenças no pós-parto de vacas leiteiras

Lago,Ernani Paulino do; Pires,Alexandre Vaz; Susin,Ivanete; Faria,Vidal Pedroso de; Lago,Luiz Alberto do
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2001 PT
Relevância na Pesquisa
106.26%
Cento e dezoito vacas da raça Holandesa foram utilizadas para se avaliar o efeito da condição corporal ao parto sobre a produção e teor de gordura no leite, níveis plasmáticos de beta-hidroxibutirato (BHBA), glicose e aspartato-aminotransferase (AST) e incidência de doenças no início da lactação. De acordo com seu escore de condição corporal (ECC) ao parto, em uma escala de 1 (magra), a 5 (gorda), as vacas foram divididas em dois grupos: I) constituído por vacas com ECC > ou = 4,0); II) vacas com ECC <= 3,5. Os grupos foram diferentes entre si e apresentaram ECC médio de 4,2 e 3,2 para os grupos I e II, respectivamente. O ECC ao parto não afetou a produção de leite, gordura do leite, glicose e AST plasmáticas e a incidência de doenças no período pós-parto. Entretanto, o BHBA foi mais alto (P<0,0084) e a perda de peso foi mais intensa (P<0,01) no grupo I. Quando analisada cada semana separadamente, o BHBA do grupo I foi maior durante as semanas 1 (P<0,009), 2 (P<0) e 3 (P<0,004) pós-parto, sendo que o pico ocorreu na primeira e segunda semana para ambos os grupos. O grupo I também apresentou teores de glicose significativamente menores durante a primeira e segunda semanas (P<0 e P<0,008, respectivamente) e numericamente mais baixos nas demais semanas...

Utilização de Três Fontes de Nitrogênio Associadas à Palma Forrageira (Opuntia ficus-indica, Mill.) Cv. Gigante na Suplementação de Vacas Leiteiras Mantidas em Pasto Diferido

Albuquerque,Samuel Salgado Cavalcanti de; Lira,Mário de Andrade; Santos,Mércia Virgínia Ferreira dos; Dubeux Júnior,José Carlos Batista; Melo,José Nilson de; Farias,Iderval
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2002 PT
Relevância na Pesquisa
106.22%
O fornecimento da palma forrageira como único alimento não atende as necessidades nutricionais do rebanho, notadamente em proteína e fibra. Nesta pesquisa avaliaram-se fontes de suplementação protéica sobre o desempenho de vacas leiteiras alimentadas com palma e pasto diferido, durante a estação seca, bem como a composição botânica da pastagem. Testaram-se três tratamentos: T1 = pasto diferido (PD) + palma + cama de aviário; T2 = PD + palma + farelo de soja e T3 = PD + palma + uréia/sulfato de amônio, em um delineamento de blocos casualizados. Utilizaram-se 12 vacas mestiças 5/8 Holando-Zebu, com produção média de leite de 5,6 kg/dia/vaca e peso vivo (PV) médio de 452 kg. O experimento teve duração de 121 dias, sendo 21 dias de período de adaptação. Os resultados para produção de leite in natura (3,38, 5,33 e 3,38 kg/vaca/dia), produção de leite corrigido para 4% de gordura (3,15, 4,98 e 3,11 kg/vaca/dia), variação de peso vivo (-351, 77 e -401 g/vaca/dia) e consumo in natura de palma (26,3, 37,8 e 26,3 kg/vaca/dia), para T1, T2 e T3, respectivamente, demonstraram a superioridade do farelo de soja como fonte protéica, em relação aos demais tratamentos. No pasto diferido foram identificados 18 famílias...

Efeitos do fornecimento de monensina e óleo de soja na dieta sobre o desempenho de vacas leiteiras na fase inicial da lactação

Eifert,Eduardo da Costa; Lana,Rogério de Paula; Lanna,Dante Pazzanese Duarte; Arcuri,Pedro Braga; Leão,Maria Ignez; Valadares Filho,Sebastião de Campos; Leopoldino,Webel Machado; Silva,José Henrique Souza da
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
106.31%
Avaliou-se o efeito do fornecimento de monensina e óleo de soja na dieta sobre o desempenho de vacas leiteiras na fase inicial de lactação. Foram utilizadas 16 vacas multíparas 7/8 Holandês Gir, com 30 dias em lactação, em um delineamento em blocos ao acaso, em esquema fatorial. O período experimental teve duração de 84 dias, divididos em três fases: I - 5ª à 8ª; II - 9ª à 12ª; III - 13ª à 16ª semana de lactação. Os tratamentos foram denominados: CT: dieta controle - sem óleo e sem monensina; MN: dieta sem óleo, com monensina a 33 ppm; OL - dieta com óleo de soja (3,9%), sem monensina; OM - dieta com a combinação de óleo de soja e monensina. Os animais foram alimentados duas vezes ao dia, com dieta composta por 52% de silagem de milho e 48% de concentrado. O consumo foi reduzido nas vacas alimentadas com as dietas com óleo de soja, mas o consumo de energia não foi alterado pelos tratamentos. A produção de leite foi similar entre os animais, mas, enquanto as dietas sem óleo proporcionaram aumento no consumo e na produção com o avanço da lactação, nas dietas com óleo o consumo e produção de leite foram constantes. O óleo de soja reduziu a produção de leite corrigida e tanto monensina como óleo reduziram o teor de gordura...

Eficiência bioeconômica de vacas de diferentes níveis de produção de leite por lactação e estratégias de alimentação

Rennó,Francisco Palma; Pereira,José Carlos; Leite,Carlos Antônio Moreira; Rodrigues,Marcelo Teixeira; Campos,Oriel Fajardo de; Fonseca,Dilermando Miranda da; Rennó,Luciana Navajas
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
106.28%
Avaliou-se a eficiência bioeconômica de vacas de diferentes níveis de produção de leite por lactação submetidas a sete estratégias de alimentação. Utilizou-se um modelo de simulação desenvolvido com os programas CNCPS v5.0 e planilhas eletrônicas do Microsoft Excell®, de forma a simular a produção e as exigências de nutrientes de uma lactação completa para vacas de diferentes níveis de produção. Foram realizadas avaliações da eficiência bioeconômica (EBE) em vacas de cinco níveis de produção de leite (10,15,20, 25 e 30 kg/dia), em sete estratégias de alimentação. A EBE foi definida de forma semelhante à eficiência biológica, considerando a quantidade de alimentos utilizada e a produção de leite obtida multiplicada pelos respectivos valores econômicos. Também com o propósito de avaliar a EBE das vacas de cada nível de produção, foram avaliados o produto físico médio (PFme) e o produto físico marginal (PFma) de cada nível de produção e de cada estratégia de alimentação. Na avaliação do PFma, foram estimadas equações de regressão da produção de leite por vaca considerando o nível de utilização de concentrados e os custos de alimentação. A eficiência bioeconômica de vacas de diferentes níveis de produção comprovou que a maior eficiência biológica de vacas de maior produção de leite por lactação não resultou...

Efeito da somatotropina bovina recombinante (RBST) sobre a produção de leite e gordura em vacas da raça Holandesas.

RENNÓ, F. P.; LUCCI, C. de S.; SILVA, A. G. da; RENNÓ. F. P.; RENNÓ, L. N.; RENNÓ NETO, B. P.; CECON, P. R.; BARBOSA, P. F.
Fonte: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 40., 2003, Santa Maria, RS. Anais... Santa Maria: SBZ, 2003. 4 f.1 CD-ROM. Publicador: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 40., 2003, Santa Maria, RS. Anais... Santa Maria: SBZ, 2003. 4 f.1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.28%
Este estudo foi conduzido com o objetivo de avaliar os efeitos da aplicação de somatotropina bovina recombinante (rBST) sobre a produção de leite e gordura de vacas da raça Holandesa, durante os 60 aos 150 dias de lactação. O experimento foi desenvolvido no sistema de produção de leite do Centro de Pesquisa de Pecuária do Sudeste (Embrapa Pecuária Sudeste), em São Carlos, durante o período de abril a dezembro de 1999. Foram utilizadas 41 vacas distribuídas em um delineamento inteiramente casualizado, em três tratamentos: sem aplicação de rBST (controle) ? 15 vacas; aplicação de rBST 60 dias após o parto (rBST-60) ? 15 vacas; e aplicação de rBST 100 dias após o parto (rBST-100) ? 11 vacas. Foram realizadas análises de variância para as variáveis produção de leite; produção de leite corrigida a 4% de gordura e produção de gordura, tanto em porcentagem como em kg/dia. A suplementação com rBST aos 60 dias apresentou significativo aumento na produção de leite e na produção de leite corrigida em relação ao tratamento controle, entretanto esse fato não foi verificado para o tratamento com rBST aos 100 dias. Não ocorreram efeitos significativos da aplicação de rBST sobre a produção de gordura no leite...

Alfafa em pastejo como parte da dieta de vacas leiteiras: composição do leite e avaliação econômica

PERES NETTO, D.; RODRIGUES, A. de A.; VINHOLIS, M. de M. B.; FERREIRA, R. de P.; NOGUEIRA, P. C.; CAMARGO, A. C. de; WECHSLER, F. S.
Fonte: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 45., 2008, Lavras, MG. Anais... Lavras: SBZ: UFLA, 2008 Publicador: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 45., 2008, Lavras, MG. Anais... Lavras: SBZ: UFLA, 2008
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.07%
O objetivo foi avaliar o efeito da utilização da alfafa sob pastejo restrito ou à vontade como parte da dieta, associada à silagem de milho e concentrado, sobre a composição do leite e viabilidade econômica. Foram utilizadas 24 vacas da raça Holandesa, em estágio médio da lactação, distribuídas em delineamento em blocos ao acaso em três sistemas de alimentação (A, B e C). No tratamento testemunha (A) os animais foram alimentados com silagem de milho e concentrado. Nos outros dois tratamentos a silagem de milho foi parcialmente substituída pelo pastejo em alfafa durante três horas/dia (B) ou à vontade (C). O pastejo foi rotacionado e a quantidade de concentrado igual (5,0 kg/vaca/dia) para todos os tratamentos. O controle leiteiro foi semanal. Embora o teor gordura tenha sido menor (P<0,05) para os animais com acesso livre aos piquetes de alfafa, não houve diferença (P>0,05) na produção de leite corrigida para 3,5% de gordura entre os tratamentos. As produções de leite corrigidas (litros/vaca/dia) foram de 25,2 . 0,5; 25,1 . 0,4 e 23,2 . 0,4 para os sistemas de alimentação A, B e C. Houve diferença (P<0,05) no conteúdo de proteína, sólidos totais e uréia no leite entre os tratamentos. Os tratamentos com pastejo em alfafa mais silagem de milho apresentaram maior viabilidade econômica por animal e por hectare...

Utilização da alfafa em pastejo como parte da dieta de vacas leiteiras.

PERES NETTO, D.; RODRIGUES, A. de A.; FERREIRA, R. de P.; NOGUEIRA, P. C.; MENDONÇA, F. C.; RASSINI, J. B.; FREITAS, A. R. de.
Fonte: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 45., 2008, Lavras, MG. Anais... Lavras: SBZ: UFLA, 2008 Publicador: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 45., 2008, Lavras, MG. Anais... Lavras: SBZ: UFLA, 2008
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.09%
O objetivo foi avaliar o efeito da alfafa sob pastejo restrito ou à vontade como parte da dieta, associada à silagem de milho e concentrado, sobre a produção de leite por animal e por hectare. Foram utilizadas 24 vacas da raça Holandesa, em estágio médio da lactação, distribuídas em delineamento em blocos ao acaso em três sistemas de alimentação (A, B e C). No tratamento testemunha (A) os animais foram alimentados com silagem de milho e concentrado. Nos outros dois tratamentos, a silagem de milho foi substituída parcialmente pelo pastejo em alfafa durante três horas/dia (tratamento B) ou à vontade (tratamento C). O pastejo foi rotacionado e a quantidade de concentrado igual (5,0 kg/vaca/dia) em todos os tratamentos. A disponibilidade de forragem foi de 2.513,4 e 2.124,9 kg de MS/ha e a oferta, de 11,3 e 30,8 kg MS/vaca/dia, nos tratamentos B e C, respectivamente. A alfafa tinha em média 23% de PB, 36,2% de FDN e 70,0% de DIVMS. Não houve diferença significativa (P>0,05) na produção de leite/vaca/dia entre os tratamentos. As médias de produção (litros/vaca/dia) foram de 25,9 . 0,50; 25,8 . 0,49 e 25,2 . 0,49 nos tratamentos A, B e C, respectivamente. Os tratamentos com pastejo em alfafa mais silagem de milho apresentaram maior potencial de produção de leite por hectare (64...

Desempenho de vacas leiteiras em pastagem de alfafa suplementada com silagem de milho e concentrado e viabilidade econômica do sistema.

PERES NETTO, D.; RODRIGUES, A. de A.; FERREIRA, R. de P.; MENDONÇA, F. C.; WESCHER, F. S.; FREITAS, A. R. de.
Fonte: Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária Zootecnia, v. 63, n. 2, p. 399-407, 2011 Publicador: Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária Zootecnia, v. 63, n. 2, p. 399-407, 2011
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.19%
Avaliou-se o efeito da substituição parcial de silagem de milho por pastagem de alfafa no desempenho de vacas leiteiras e na viabilidade econômica do sistema. Utilizaram-se 24 vacas da raça Holandesa, em estádio médio de lactação, em delineamento em blocos ao acaso. Os tratamentos foram: dieta à base de silagem de milho em confinamento, silagem de milho substituída parcialmente por pastejo restrito (PR) e pastejo irrestrito (PI) de alfafa. O sistema de pastejo foi rotacionado, e a quantidade de concentrado igual em todos os tratamentos. A massa de forragem foi de 2.338 e de 1.878kg de MS/ha, e a oferta de 1,8 e 4,2kg de MS/100kg de peso vivo, nos tratamentos PR e PI, respectivamente. A produção de leite não diferiu entre os tratamentos, cujas médias foram de 25,9; 25,8 e 25,2 litros por vaca por dia no confinamento, no PR e no PI, respectivamente. A produção diária de leite por área foi de 59,3L/ha no PR e de 63,0L/ha no PI, enquanto no confinamento foi de 45,7L/ha. A substituição parcial de silagem de milho por alfafa em pastejo não limitou o desempenho produtivo dos animais e mostrou-se economicamente vantajosa em relação ao confinamento.; 2011

Valor nutritivo do glicerol e comportamento ingestivo de vacas leiteiras periparturientes; Nutritional value of glycerol and ingestive behavior of dairy cows periparturientes

CARVALHO, Eduardo Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Ciência Animal; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Ciência Animal; Ciências Agrárias
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.35%
The expansion of the biofuel industry has generated increased availability of glycerol, which can be used as an ingredient in the ration of dairy cows. This study aimed to determine the effects of glycerol on DMI, milk production, production of SCFA in the rumen, blood parameters, selective consumption and feeding behavior of dairy cows periparturientes. Twenty-six multiparous Holstein cows were paired according to performance in the previous lactation and expected date of calving and fed diets containing glycerol or high moisture corn from -28 to +56 DRDP. Glycerol was included in 11.5 and 10.8% of total DM in the diet pre-and post-partum respectively. CMS has not changed (P> 0.05) by feeding with glycerol both pre-partum (14.9 vs. 14.6 kg / day, vs control. glycerol) and the post-partum (19.8 vs. 20.7 kg / day, vs control. Glycerol), as well as production (35.8 vs. 37 kg / day, vs control. glycerol) and milk composition did not differ (P> 0.05) between treatments. The concentration of blood glucose was reduced (P <0.05, vs 59.1. 53.4 mg / dL vs control. glycerol) and ABHB blood was elevated (P <0.05, 0.58 vs. 0.82 mmol / L vs control. glycerol) in cows fed glycerol during pre-partum. The concentration of NEFA in the blood did not differ (P> 0.05) between experimental groups in the pre-partum...

Viabilidade econômica e financeira do pastejo em alfafa em sistemas de produção de leite.

TUPY, O.; FERREIRA, R. de P.; VILELA, D.; ESTEVES, S. N.; KUWAHARA. F. A.; ALVES, E. R. de A.
Fonte: Revista de Política Agrícola, Brasília, DF, v.24, n.2, p.102-116, abr./maio/jun. 2015. Publicador: Revista de Política Agrícola, Brasília, DF, v.24, n.2, p.102-116, abr./maio/jun. 2015.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.13%
O objetivo deste trabalho é avaliar a viabilidade econômica e financeira do pastejo em alfafa em sistemas de produção de leite. A análise empregou um modelo desenvolvido pela Embrapa que simula um sistema de produção de leite e avalia os impactos. Os sistemas de produção que utilizam alfafa para pastejo se mostraram superiores economicamente aos que não a utilizam. A alfafa foi utilizada para vacas com produção de 20 kg leite/dia, 25 kg leite/dia e 30 kg leite/dia, e, em todos os casos, os resultados econômicos e financeiros foram superiores aos do sistema tradicional ?de 8,91% até 43,39%, dependendo do nível de produção de leite e do tempo de pastejo em alfafa.; 2015