Página 1 dos resultados de 53 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Correção endovascular de aneurisma de aorta abdominal e artéria ilíaca comum esquerda em paciente com hemofilia C grave; Endovascular repair of abdominal aortic aneurysm and left common iliac artery in a patient with severe hemophilia C

Belczak, Sergio Quilici; Sincos, Igor Rafael; Aun, Ricardo; Mioto Neto, Boulanger; Lobato, Manoel; Saliture, Fernando; Ledermain, Alex
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
26.2%
A deficiência do fator XI, também conhecida como hemofilia C, é uma doença hematológica hereditária rara, que se manifesta clinicamente com hemorragia persistente após cirurgias, traumas, menorragias e extrações dentárias. Neste artigo, relatou-se a correção endovascular de um paciente com aneurisma de aorta e de artéria ilíaca comum esquerda em um paciente portador de deficiência major do fator XI (atividade do fator XI inferior a 20%). O procedimento foi realizado com sucesso, com o manuseio do distúrbio da coagulação por meio da infusão de plasma fresco no pré-operatório imediato e no pós-operatório, e controle laboratorial da coagulação do paciente.

Tratamento endovascular de trauma arterial periférico com uso de stents revestidos: estudo experimental em porcos; Endovascular treatment of peripheral arterial injury with covered stents: an experimental study in pigs

Belczak, Sergio Quilici
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.66%
Introdução: Os traumas arteriais e venosos são responsáveis por expressiva morbimortalidade, e, em determinados territórios, a técnica de restauração aberta acrescenta riscos elevados ao paciente, que podem ser minimizados com o uso de técnicas endovasculares. Objetivos: O objetivo deste estudo foi criar um modelo experimental de trauma vascular periférico penetrante em que se avalia a viabilidade do reparo endovascular em lesões da parede arterial com diferentes extensões cincunferenciais. Método: Vinte porcos brancos machos foram divididos em quatro grupos, de acordo com a extensão circunferencial do trauma arterial: sem lesão arterial (Grupo 1); lesão arterial com extensão circunferencial <50% (Grupo 2); lesão arterial com extensão circunferencial >50%, variando entre 50-80% (Grupo 3); e secção completa (Grupo 4). A artéria carótida comum esquerda foi dissecada com controle arterial proximal e distal, procedimento que se seguiu de secção controlada da parede arterial, fechamento dos planos e compressão manual por dez minutos, seguida de tratamento endovascular com introdução de stent revestido ViabahnTM (5mm x 50 mm) por via de acesso femoral. Resultados: A viabilidade e a reprodutibilidade do modelo experimental proposto foram confirmadas pelo sucesso no tratamento de todos os animais sem trauma e nos animais com lesões <50%. Sucesso da técnica endovascular também foi observado em quatro dos cinco animais com lesões >50% e...

Determinação do impacto do oversizing da endoprótese sobre a aorta torácica. Estudo experimental em porcos; Impact of stent-graft oversizing on the thoracic aorta: experimental study in a porcine model

Sincos, Igor Rafael
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
26.2%
Introdução: A utilização da técnica endovascular para tratar as diversas afecções da aorta têm suplantado as técnicas abertas tradicionais, sendo particularmente promissora no trauma 1. A ruptura traumática da aorta é a segunda causa de morte por acidente de trânsito 2,3; e o reparo endoluminal dessas lesões com endopróteses apresenta menor taxa de mortalidade e paraplegia quando comparada a cirurgia aberta, no entanto os resultados a longo prazo ainda não estão disponíveis2-7. As próteses aprovadas e comercialmente disponíveis, até o momento desse estudo, foram desenhadas para doença aneurismática, com diâmetro muito superior ao diâmetro da aorta de jovens (vítimas de trauma). Esse sobredimensionamento (oversizing) pode levar a alteração mecânica na interação da prótese com a parede aórtica, comprometendo a vascularização e aumento o risco de complicações relacionadas ao implante de endopróteses 8-12. Objetivos: Analisar, a partir de um modelo animal experimental, o efeito biomecânico e histopatológico de quatro níveis diferentes de sobredimensionamento de endopróteses sobre a aorta não aterosclerótica, semelhante às encontradas em pacientes jovens vítimas de trauma. Método: O diâmetro da aorta torácica suína é semelhante ao da aorta de jovens adultos (18-20 mm)...

Avaliação da resposta terapêutica do tratamento endovascular percutâneo da estenose da veia porta após transplante hepático em crianças; Assessment of the therapeutic response of percutaneous endovascular treatment of portal vein stenosis after liver transplantation in children

Machado, Alexandre de Tarso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
26.2%
Complicações vasculares do transplante hepático podem causar alterações de perfusão e drenagem do enxerto com prejuízo à sua função, comprometendo a qualidade de vida e a sobrevida do receptor. A angioplastia transluminal percutânea é uma opção de tratamento para estas complicações. No entanto, pela falta de trabalhos dedicados para população pediátrica, não há consenso sobre sua segurança em longo prazo e qual técnica seria a mais adequada. Este estudo teve como objetivo avaliar a resposta terapêutica do tratamento endovascular percutâneo da estenose de veia porta em crianças submetidas ao transplante de fígado. Entre agosto de 2000 e agosto de 2009, foram realizados 254 transplantes hepáticos no Instituto da Criança Professor Pedro de Alcântara do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Quinze delas (5,9%; 15/254) desenvolveram estenose de veia porta com indicação de tratamento. O diagnóstico da lesão foi confirmado pela ultrassonografia em todos os casos. O tratamento da estenose consistiu inicialmente na angioplastia com balão por acesso transparietohepático ao sistema porta, sendo o implante de stent indicado nos casos de estenose residual maior que 30%...

Endovascular repair of ascending aorta and coronary stent implantation; Correção endovascular da aorta ascendente associada a implante de stents coronários

Saadi, Eduardo Keller; Moura, Leandro de; Zago, Alexandre do Canto; Zago, Alcides José
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
26.2%
Tratamento endovascular de pseudoaneurismas da aorta ascendente com o implante de stents coronários no mesmo procedimento foi factível, embora seja necessário um maior seguimento.; Endovascular treatment of ascending aorta pseudoanerysms with coronary stents implantation at the same procedure was feasable, although longer followup is necessary.

Dor visceral intensa associada a desnervação simpática renal seletiva: um desafio

Oliveira, R.; Saraiva, A.; Cavaleiro, C.
Fonte: Sociedade Portuguesa de Anestesiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Anestesiologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
26.36%
Introdução e Objetivos: A desnervação simpática renal seletiva (DSRS) é um procedimento endovascular minimamente invasivo, seguro, recentemente desenvolvido para o tratamento da hipertensão resistente (HR). Até 6 ablações por radiofrequência (RF), com 2 minutos cada são aplicadas em ambas as artérias renais, estando associadas a dor abdominal visceral difusa, muito intensa1,2. Não foi encontrada literatura sobre o manuseamento anestésico deste procedimento. O nosso objetivo é descrever a experiência do nosso departamento na DSRS e sugerir uma abordagem anestésica (AA) adequada para o procedimento. Metodologia: Foram colhidos, retrospetivamente, os dados dos doentes com HR submetidos a DSRS na nossa instituição até novembro de 2012. Variáveis analisadas: dados demográficos, co-morbilidades, estadio físico da American Society of Anesthesiology (ASA-EF), abordagem anestésica e complicações peri-procedimento. Foi também realizada uma revisão bibliográfica na PubMed sobre DSRS e outros procedimentos endovasculares para identificar uma AA apropriada e eficiente para DSRS. Resultados: 16 doentes (9 homens/7 mulheres), idade 59,7 ± 10 anos. ASA-EF II 25%, III 75%. 14 doentes foram submetidos a cuidados anestésicos monitorizados (MAC): 6 com perfusão remifentanil (0.05 a 0.15μg/Kg/min com bólus até 1μ/Kg durante as ablações)...

Manual control methods for steerable catheters in neuroendovascular procedures: experimental comparison of various handles

Silva, Neuza Liliana Fernandes
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 ENG
Relevância na Pesquisa
36.59%
Tese de mestrado integrado em Engenharia Biomédica e Biofísica, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2013; Desde a realização da primeira angiografia cerebral por Egas Moniz em 1927, o tratamento de várias patologias da cabeça e pescoço foi revolucionado com a introdução dos procedimentos endovasculares. A possibilidade da visualização dos vasos sanguíneos em tempo real em conjunto com o desenvolvimento de novos instrumentos médicos permitiu o estabelecimento de procedimentos menos invasivos em Neurologia, nomeadamente, no tratamento de aneurismas, arteriosclerose, acidentes vasculares cerebrais, entre outros. A introdução de um cateter no sistema vascular através de uma pequena incisão na pele possibilita o acesso a zonas de patologia na neurovasculatura e a realização do respectivo tratamento através do envio de outros dispositivos médicos ou líquidos terapêuticos pelo lúmen do cateter. Com estes procedimentos minimamente invasivos o paciente beneficia de tempos de recuperação mais rápidos e eficazes, bem como de menor desconforto. No entanto, para o médico intervencionista existem várias desvantagens. O intervencionista perde o acesso à visualização directa do local de tratamento...

Procedimentos Endovasculares Aórticos

Alves, G; Vasconcelos, L; Gonçalves, F; Rodrigues, H; Valentim, H; Silva Castro, J; Ferreira, E; Albuquerque e Castro, J; Mota Capitão, L
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardio-Torácica e Vascular Publicador: Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardio-Torácica e Vascular
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
67.04%
Os autores apresentam uma análise retrospectiva de todos os procedimentos endovasculares aórticos realizados no Serviço, até Novembro de 2009. A série inclui 302 doentes, dos quais 246 correspondem ao tratamento electivo de aneurismas da aorta abdominal, 33 ao tratamento de aneurismas da aorta abdominal em contexto de urgência e 23 a procedimentos endovasculares da aorta torácica. O objectivo da análise visa descrever as características epidemiológicas, incluindo patologia associada, assim como mortalidade major e mortalidade aos 30 dias de pós-operatório.

Revascularização Infrainguinal Híbrida em Isquémia Crítica

Gonçalves, F; Valentim, H; Rodrigues, H; Castro, JM; Eça, FA; Albuquerque e Castro, J; Mota Capitão, L
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardio-Torácica e Vascular Publicador: Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardio-Torácica e Vascular
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
A introdução de técnicas endovasculares na rotina dos serviços de Cirurgia Vascular permitiu alargar o leque de opções terapêuticas nas diversas áreas de intervenção da especialidade. A revascularização endoluminal pode ser utilizada como complemento às técnicas cirúrgicas convencionais. Foi realizada pontagem com enxerto protésico femoro-popliteu supra-genicular com e PTFE e seguidamente colocado um introdutor no próprio enxerto. Consegue-se um acesso simplificado a lesões dos vasos distais enquanto se oferece uma revascularização eficaz do sector femoro-popliteu. A revascularização distal foi realizada utilizando angioplastia e colocação de stent conforme os casos, de modo a conseguir fluxo contínuo em pelo menos uma das artérias tibiais ou na artéria peroneal. O objectivo deste tipo de intervenção é permitir a revascularização do sector femoro-popliteu de forma eficaz e seguidamente conseguir fluxo contínuo até pelo menos uma artéria do pé. Este tipo de intervenção pode ser especialmente atractivo para doentes em grau IV de Leriche-Fontaine e na ausência de enxerto venoso autólogo de qualidade.

Risco da Exposição à Radiação Ionizante Durante Procedimentos Endovasculares

Eufrásio, S; Sousa, P; Oliveira, N; Bastos Gonçalves, F; Alves, G; Rodrigues, H; Rodrigues, G; Quintas, A; Abreu, R; Aragão Morais, J; Albuquerque e Castro, J; Ferreira, E; Manzano, MJ; Mota Capitão, L
Fonte: Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular Publicador: Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
67.08%
Objectivos: Com a generalização dos procedimentos endovasculares, cresce a preocupação com os efeitos deletérios que a execução continuada de tais procedimentos radiológicos acarreta. Com este trabalho pretendeu-se avaliar e quantificar a distribuição pela equipa cirúrgica da exposição à radiação dispersa, emitida por um aparelho portátil de radioscopia com arco cirúrgico (arco em C), durante a utilização em bloco operatório. Material e métodos: O registo e avaliação da dose de radiação foram efectuados em sala do bloco operatório reproduzindo as condições habituais em que decorrem os procedimentos endovasculares. Para a simulação geométrica do tórax do doente foi utilizado um fantoma cilíndrico de polimetilmetacrilato (PMMA) com 15 cm de espessura. A radiação dispersa foi medida para o local do cirurgião, ajudante, anestesista e enfermeira instrumentista, através de um monitor de radiação portátil RaySafe Xi Survey Detector, tendo sido ajustada a medição para a avaliação da taxa de dose de exposição à radiação em mGy/s a diversas alturas do solo e distâncias do doente. Utilizou-se ainda o detetor RaySafe Xi R/F para a medição da taxa de dose de exposição na superfície de entrada da pele do doente. As medições foram efectuadas em modo de fl uoroscopia pulsada de 4 quadros por segundo (qps)...

Procedimentos Endovasculares Aórticos

Alves, G; Vasconcelos, L; Gonçalves, F; Rodrigues, H; Valentim, H; Silva Castro, J; Ferreira, E; Albuquerque e Castro, J; Mota Capitão, L
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardio-Torácica e Vascular Publicador: Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardio-Torácica e Vascular
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
67.04%
Os autores apresentam uma análise retrospectiva de todos os procedimentos endovasculares aórticos realizados no Serviço, até Novembro de 2009. A série inclui 302 doentes, dos quais 246 correspondem ao tratamento electivo de aneurismas da aorta abdominal, 33 ao tratamento de aneurismas da aorta abdominal em contexto de urgência e 23 a procedimentos endovasculares da aorta torácica. O objectivo da análise visa descrever as características epidemiológicas, incluindo patologia associada, assim como mortalidade major e mortalidade aos 30 dias de pós-operatório.

Revascularização Infrainguinal Híbrida em Isquémia Crítica

Gonçalves, F; Valentim, H; Rodrigues, H; Castro, JM; Eça, FA; Albuquerque e Castro, J; Mota Capitão, L
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardio-Torácica e Vascular Publicador: Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardio-Torácica e Vascular
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
A introdução de técnicas endovasculares na rotina dos serviços de Cirurgia Vascular permitiu alargar o leque de opções terapêuticas nas diversas áreas de intervenção da especialidade. A revascularização endoluminal pode ser utilizada como complemento às técnicas cirúrgicas convencionais. Foi realizada pontagem com enxerto protésico femoro-popliteu supra-genicular com e PTFE e seguidamente colocado um introdutor no próprio enxerto. Consegue-se um acesso simplificado a lesões dos vasos distais enquanto se oferece uma revascularização eficaz do sector femoro-popliteu. A revascularização distal foi realizada utilizando angioplastia e colocação de stent conforme os casos, de modo a conseguir fluxo contínuo em pelo menos uma das artérias tibiais ou na artéria peroneal. O objectivo deste tipo de intervenção é permitir a revascularização do sector femoro-popliteu de forma eficaz e seguidamente conseguir fluxo contínuo até pelo menos uma artéria do pé. Este tipo de intervenção pode ser especialmente atractivo para doentes em grau IV de Leriche-Fontaine e na ausência de enxerto venoso autólogo de qualidade.

Risco da Exposição à Radiação Ionizante Durante Procedimentos Endovasculares

Eufrásio, S; Sousa, P; Oliveira, N; Bastos Gonçalves, F; Alves, G; Rodrigues, H; Rodrigues, G; Quintas, A; Abreu, R; Aragão Morais, J; Albuquerque e Castro, J; Ferreira, E; Manzano, MJ; Mota Capitão, L
Fonte: Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular Publicador: Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
67.08%
Objectivos: Com a generalização dos procedimentos endovasculares, cresce a preocupação com os efeitos deletérios que a execução continuada de tais procedimentos radiológicos acarreta. Com este trabalho pretendeu-se avaliar e quantificar a distribuição pela equipa cirúrgica da exposição à radiação dispersa, emitida por um aparelho portátil de radioscopia com arco cirúrgico (arco em C), durante a utilização em bloco operatório. Material e métodos: O registo e avaliação da dose de radiação foram efectuados em sala do bloco operatório reproduzindo as condições habituais em que decorrem os procedimentos endovasculares. Para a simulação geométrica do tórax do doente foi utilizado um fantoma cilíndrico de polimetilmetacrilato (PMMA) com 15 cm de espessura. A radiação dispersa foi medida para o local do cirurgião, ajudante, anestesista e enfermeira instrumentista, através de um monitor de radiação portátil RaySafe Xi Survey Detector, tendo sido ajustada a medição para a avaliação da taxa de dose de exposição à radiação em mGy/s a diversas alturas do solo e distâncias do doente. Utilizou-se ainda o detetor RaySafe Xi R/F para a medição da taxa de dose de exposição na superfície de entrada da pele do doente. As medições foram efectuadas em modo de fl uoroscopia pulsada de 4 quadros por segundo (qps)...

Recanalização da artéria tibial anterior via artéria pediosa: relato de caso

Farret Neto,Abdo; Faria,Eduardo Dantas Baptista de; Pantaleo,Ernesto; Alencar,Marcelo José Carlos; Andrade,George Anderson da Penha; Lima,Célia Maria Guedes de
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.66%
Os autores relatam um caso de abordagem mista para o tratamento endovascular de doença oclusiva da artéria tibial anterior por acesso pedioso retrógrado, no qual a abordagem tradicional anterógrada foi inadequada em vencer uma oclusão. A técnica parece oferecer uma opção para procedimentos endovasculares, que objetivam o tratamento de lesões da artéria tibial anterior em que a via anterógrada convencional mostre-se inadequada.

Impacto da cirurgia endovascular sobre a cirurgia arterial convencional

Andrade,Jó Luis; Castilho,Luis Gustavo dos Santos Iniesta; van Bellen,Bonno
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgiões Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
26.54%
OBJETIVO: Avaliar o impacto da implantação da cirurgia endovascular (CEV) em um serviço de cirurgia vascular convencional (CVC). MÉTODO: Análise retrospectiva dos procedimentos vasculares nos últimos 11 anos, dos procedimentos arteriais, anuais e por residente, entre 1999 (implantação da CEV) e 2003, e das cirurgias com cirurgiões endovasculares e convencionais e por cirurgiões convencionais apenas. Foi também avaliado o percentual de encaminhamentos das CEV a serviço intervencionista. RESULTADOS: Houve uma queda inicial no número de procedimentos arteriais que foi recuperada após a implantação do serviço de CEV. O percentual das CEV no número total de cirurgias arteriais passou de 3,6% em 1999 para 25% em 2003 (p<0,05). Não houve queda no número de cirurgias convencionais realizadas pelos residentes, mas houve um aumento no número de CEV por residente por ano de 2,6 em 1999 para 20 em 2003. Todas as CEV foram realizadas no nosso próprio serviço em 2003. Houve um aumento do número de cirurgiões que operam por via endovascular e convencional em relação aos que operam apenas por via aberta (p<0.05). CONCLUSÕES: Sem implantação da CEV parece cair o volume de procedimentos globais, mas se mantida dentro do serviço...

Tratamento híbrido das doenças complexas da aorta torácica

Ingrund,José Carlos; Nasser,Felipe; Jesus-Silva,Seleno Glauber de; Limaco,Renán Prado; Galastri,Francisco Leonardo; Burihan,Marcelo Calil; Cunha Filho,Carlos Edson Campos; Neser,Adnan
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
26.36%
INTRODUÇÃO: O tratamento híbrido das lesões complexas da aorta torácica (LCAT) requer a revascularização de uma ou mais artérias supra-aórticas, seguida do implante de endoprótese, com morbidade e mortalidade presumidamente mais baixas que a cirurgia convencional. OBJETIVOS: Avaliar a técnica e resultados do tratamento híbrido das LCAT. MÉTODOS: Durante dois anos, 12 pacientes com LCAT foram submetidos a procedimentos híbridos, incluindo aneurismas do arco aórtico e dissecções aórticas agudas Stanford A e B. Todos possuíam indicação de tratamento invasivo, além de zona de ancoragem proximal inadequada (menor que 20 mm). Metade era do sexo masculino e a média de idade de 55,5 anos (42 a 78). Pelo menos três fatores de risco cardiovascular estavam presentes em 75% dos pacientes. A média de seguimento foi de 10,9 meses (2 a 25), com acompanhamento clínico e tomográfico. RESULTADOS: O sucesso técnico inicial foi alcançado em 10 pacientes. Todas as derivações dos vasos supra-aórticos foram realizadas em ambiente cirúrgico e os procedimentos endovasculares em sala de radiologia vascular. A "técnica do varal" foi empregada em seis casos. Dois óbitos ocorreram nos primeiros 30 dias do procedimento. Nenhuma migração da endoprótese foi observada. Nenhum paciente apresentou paraplegia...

Enxerto aorto bi-ilíaco com veia femoral superficial: uma opção nas infecções de próteses e endopróteses aórticas - relato de caso

Metzger,Patrick Bastos; Barbato,Heraldo Antonio; Angelieri,Fernanda Maria Resegue; Almeida,Bruno Lourenção de; Filho,Frederico Augusto de Carvalho Linhares; Jordão,Eduardo da Silva; Kambara,Antonio Massamitsu; Rossi,Fabio Henrique; Izukawa,Nilo Mitsuru
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
26.36%
Uma das complicações mais temidas na cirurgia vascular é a infecção do enxerto sintético. Afeta 2% dos procedimentos cirúrgicos convencionais e 0,3 a 6% dos procedimentos endovasculares. Relatamos o caso de paciente tratada de aneurisma de aorta abdominal por ambos os métodos e que, após seis anos, foi submetida a retirada das próteses devido à infecção. A veia femoral superficial bilateral foi usada como substituto, com sucesso.

Análise da relação custo-efetividade do dispositivo de oclusão vascular AngioSealTM comparado à compressão manual e/ou mecânica após intervenções endovasculares

Gioppato,Silvio; Castello Jr.,Helio J.; Conforti,Thomas Borges; Gonçalves,Silvio Luiz Pollini; Morais,Fernanda Gonçalves da Silva; Cantarelli,Marcelo J. C.
Fonte: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI Publicador: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.83%
INTRODUÇÃO: Os dispositivos de oclusão vascular foram desenvolvidos para permitir a rápida remoção da bainha introdutora, e, em tese, minimizar a ocorrência de complicações em pacientes submetidos a tratamento endovascular. Alguns estudos, no entanto, têm demonstrado não haver a esperada redução dessas complicações. Este estudo teve como objetivo avaliar a relação custo-efetividade da retirada imediata da bainha femoral e oclusão com dispositivo de oclusão vascular AngioSealTM comparativamente à hemostasia por compressão manual e/ou mecânica após intervenções endovasculares. MÉTODOS: Pacientes submetidos a intervenções endovasculares entre setembro de 2006 e janeiro de 2009 foram analisados, buscando resultados, complicações e custos decorrentes da utilização de dispositivos e tratamentos das complicações da via de acesso. A amostra foi dividida em grupo dispositivo de oclusão vascular (grupo DOV), com 95 pacientes submetidos a intervenções endovasculares no território extracardíaco, e grupo compressão manual e/ou mecânica (grupo CM), com 312 pacientes submetidos a intervenção coronária percutânea. RESULTADOS: O sucesso da hemostasia sem complicações maiores foi atingido em 96,8% no grupo DOV e em 98...

Técnicas e Táticas no Tratamento Endovascular do Aneurisma da Artéria Renal

Barros,Keillyanne Jaira Ferreira; Metzger,Patrick Bastos; Rossi,Fabio Henrique; Rodrigues,Thiago Osawa; Moreira,Samuel Martins; Petisco,Ana Claudia Gomes; Izukawa,Nilo Mitsuru; Kambara,Antonio M.
Fonte: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI Publicador: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.36%
Introdução: Os aneurismas da artéria renal são raros e constituem um desafio ao tratamento endovascular. Nosso objetivo foi descrever e analisar as técnicas e táticas no tratamento endovascular do aneurisma da artéria renal, verificando os resultados a curto e médio prazos de uma série consecutiva de casos. Métodos: Estudo retrospectivo, de procedimentos realizados no período de janeiro de 2010 a dezembro de 2013, em que foram analisados: o sucesso técnico e terapêutico, a morbimortalidade, e a taxa de vazamentos e de reintervenções. Resultados: Em um total de seis pacientes tratados, a idade média foi de 41 ± 5 anos e todos eram do sexo feminino. A maioria apresentou aneurismas saculares tipo II (83,3%). Foram utilizadas técnicas de remodelamento com uso de stent e molas em quatro casos, embolização segmentar renal em um caso e tratamento com endoprótese Multilayer® em outro. O sucesso técnico e terapêutico foi de 100 e 83...

Complicações vasculares no sítio de acesso femoral em idosos após procedimentos percutâneos: comparação entre as técnicas hemostáticas de compressão manual e mecânica com dispositivo grampo C

Maria Covello, Cristiane; Guimarães Victor, Edgar (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.44%
Introdução: a expectativa de vida está aumentando no mundo. Mais idosos estão se submetendo a procedimentos endovasculares percutâneos, no entanto, a ocorrência de complicações vasculares no sítio de acesso pode afetar o prognóstico destes pacientes. Objetivo: Comparar as taxas de complicações vasculares no sítio de acesso femoral em idosos submetidos à hemostasia, mecânica ou clássica da artéria femoral após procedimentos percutâneos. Método: estudo prospectivo, randomizado, 1:1, que envolveu 110 pacientes, recrutados entre novembro de 2009 e dezembro de 2010. Foram avaliadas as seguintes complicações vasculares: hematoma, equimose, fístula arteriovenosa, pseudoaneurisma, hematoma retroperitoneal e oclusão vascular periférica. Foi considerado estatisticamente significante P<0,05. Resultados: considerando os grupos de compressão manual e mecânica respectivamente: a média de idade foi 69.6 ± 7.3 vs 67.8 ± 6.7 anos p=0,2. As taxas de complicações vasculares maiores na fase hospitalar (0% v 1.8%, p= 1.0) e no seguimento de sete dias (0% v 1.8%, p= 0.5). No seguimento clínico de sete dias foi observado que a taxa total de complicações vasculares foi maior no grupo da compressão manual (64% v 41.8%...