Página 1 dos resultados de 197 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Susceptibility of Cebus apella monkey (Primates: Cebidae) to experimental Leishmania (L.) infantum chagasi-infection; Susceptibilidade do macaco Cebus apella (Primata: Cebidae) à infecção experimental por Leishmania (L.) infantum chagasi

CARNEIRO, Liliane Almeida; SILVEIRA, Fernando Tobias; CAMPOS, Marliane Batista; BRÍGIDO, Maria do Carmo de Oliveira; GOMES, Claudia Maria C.; CORBETT, Carlos E.P.; LAURENTI, Márcia D.
Fonte: Instituto de Medicina Tropical Publicador: Instituto de Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
27.08%
In Amazonian Brazil, the Cebus apella monkey (Primates: Cebidae) has been associated with the enzootic cycle of Leishmania (V.) shawi, a dermotropic parasite causing American cutaneous leishmaniasis (ACL). It has also been successfully used as animal model for studying cutaneous leishmaniasis. In this work, there has been investigated its susceptibility to experimental Leishmania (L.) infantum chagasi-infection, the etiologic agent of American visceral leishmaniasis (AVL). There were used ten C. apella specimens, eight adult and two young, four males and six females, all born and raised in captivity. Two experimental infection protocols were performed: i) six monkeys were inoculated, intra-dermal via (ID), into the base of the tail with 2 x 10(6) promastigotes forms from the stationary phase culture medium; ii) other four monkeys were inoculated with 3 x 10(7) amastigotes forms from the visceral infection of infected hamsters by two different via: a) two by intravenous via (IV) and, b) other two by intra-peritoneal via (IP). The parameters of infection evaluation included: a) clinical: physical exam of abdomen, weigh and body temperature; b) parasitological: needle aspiration of the bone-marrow for searching of amastigotes (Giemsa-stained smears) and promastigotes forms (culture medium); c) immunological: Indirect fluorescence antibody test (IFAT) and...

Sistema serotonérgico - relações com o sistema de temporização circadiano.; Serotonergic system - Interactions with the circadian timing system.

Pinato, Luciana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
27.08%
Componente essencial do sistema de temporização circadiano, o núcleo supraquiasmático (NSQ) possui três aferências principais: o trato retinohipotalâmico (TRH), o trato geniculohipotalâmico (TGH) e as terminações serotonérgicas da rafe. Suas células possuem oscilação circadiana autônoma que resultam na expressão rítmica dos chamados genes do relógio. O presente estudo analisa as concentrações de 5-HT nos núcleos da rafe e NSQ de ratos em livre-curso e mostra que somente os núcleos obscuro e linear apresentam ritmos endógenos com ação determinante do ciclo claro-escuro na no ritmo diário; compara a organização intrínseca do NSQ de primatas e roedores, mostrando organização diferenciada dos terminais serotonérgicos e do TGH em relação aos do TRH sugerindo funções diferentes dessas aferências no NSQ de primatas. Além disso, o padrão de expressão dos genes do relógio no NSQ do primata ao longo do período de atividade mostrou que os genes BMAL1 e Per1 apresentam pico de expressão ao redor do ZT2 e o gene Per2 no ZT7. Os dados demonstram diferenças interespecíficas importantes nas características neuroquímicas e moleculares do NSQ.; Essential component of the circadian timing system, the suprachiasmatic nucleus (SCN) receives dense retinohypothalamic RHT...

Caracterização química do núcleo supraquiasmático do primata Cebus apella.; Neurochemical characterization of Cebus apella suprachiasmatic nucleus.

Rocha, Vanderlei Amadeu da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.08%
O núcleo supraquiasmático (NSQ), principal relógio biológico circadiano em mamíferos, contem população variada de neurônios produtores de diferentes substâncias neuroativas. Em roedores, as pesquisas avançaram na investigação dos mecanismos moleculares e substâncias neuroativas, que em conjunto determinam a função do relógio biológico. Entretanto, há poucas informações em espécies diurnas, especialmente primatas sobre esta organização intrínseca que não raramente apresenta diferenças nas espécies estudadas. O presente estudo busca identificar a natureza química dos principais grupamentos neuronais do NSQ no primata diurno Cebus apella, relacionando a localização destes grupamentos com as três principais projeções aferentes deste núcleo. Os resultados obtidos evidenciam organização complexa do NSQ, caracterizada por grupos celulares contendo vasopressina, polipeptídeo intestinal vasoativo e marcador de diferenciação neural com localização semelhante a de roedores e células que contém calbindina e calretinina com localização diferente da de roedores.; The suprachiasmatic nucleus (SCN), the main circadian clock in mammals, contains diverse population of neurons of different neuroactive substances. In rodents...

Distribuição dos neurônios e campos terminais que expressam a urocortina 3 no sistema nervoso central de primata não-humano (Cebus apella).; Distribution of neurons and terminal fields that express the Urocortin 3 in the central nervous systems of primate non-human (Cebus apella).

Batagello, Daniella Sabino
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
27.38%
Introdução: A urocortina 3 (UCN 3) é um neuropeptídeo pertencente a família CRF, com seletividade de ligação a receptor CRF2. Em roedores as células UCN 3 se localizam principalmente em hipotálamo e amígdala, mas o mapeamento não foi realizado em modelo de primata não-humano. Objetivo: realizar o mapeamento da distribuição da UCN 3 no sistema nervoso central na espécie Cebus apella. Material e métodos: cortes de encéfalo de animais machos foram submetidos aos métodos de imuno-histoquímica e hibridização in situ para UCN 3. Séries adjacentes foram coradas pelo método de Nissl e hematoxilina-eosina. Resultados: Células UCN 3 se localizam principalmente em regiões hipotalâmicas, amigdalóides e límbicas. Há colocalização de UCN 3/CRF no núcleo paraventricular do hipotálamo e UCN 3/insulina em células b do pâncreas. Conclusão: a distribuição de UCN 3 em primata não-humano é semelhante à de roedores.; Introduction: Urocortin 3 (UCN 3) is a neuropeptide with 38-aa and member of the CRF peptide family, it is a selective agonist for the CRF2 receptor. UCN 3 cells in rodents showed containing- neurons found mainly in hypothalamic and amygdaloid regions. However, such mapping was not done in a non-human primate model. Objective: study the UCN 3 distribution in the brain of a monkey. Material and methods: frontal sections (40mm) were subjected to immunohistochemistry technique and in situ hybridization...

Socialidade e acesso a recursos alimentares por fêmeas de sagüis (Callithrix penicillata) em grupos em ambiente natural

Silva, Ita de Oliveira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.08%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, 2008.; O sagui do cerrado ou mico estrela (Callithrix penicillata) é um primata bem descrito para suas características fisionômicas, mas as características sociais, comportamentais e reprodutivas específicas são pouco conhecidas. Poucos são os trabalhos sobre a ecologia comportamental que abordam a socialidade deste calitriquídeo. Vivendo em um ambiente com marcante variação sazonal de chuvas e seca, com reduzida oferta de recursos, acredita-se que o C. penicillata desenvolveu mecanismos comportamentais flexíveis para a reprodução. Estes mecanismos são particularmente intrigantes, quando se considera o alto custo reprodutivo para fêmeas, um sistema de acasalamento monogâmico, o cuidado da prole estendido e o sistema hierárquico em que fêmeas subordinadas não se reproduzem. Este estudo objetivou investigar os mecanismos de hierarquização social em fêmeas de C. penicillata, com ênfase nos comportamentos sociais, na exploração de recursos alimentares e uso do espaço. Dois grupos de sagüis do cerrado foram observados pelo método de animal focal e registro instantâneo, de janeiro de 2006 a outubro de 2007...

Descrição anatômica dos músculos da mão do macaco prego (Cebus libidinosus, Rylands et al., 2000) e sua relação com a habilidade manual destes primatas

Silva, Mário de Souza Lima e
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
27.08%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, 2008.; Cebus libidinosus é uma espécie de primata com alta capacidade cognitiva e de grande habilidade motora. Estes animais demonstram elevada capacidade manual para usar ferramentas durante o forrageio e deslocamento. O uso de ferramentas é considerado fundamental no processo evolucionário da humanidade. O Cebus libidinosus é capaz de segurar objetos como rochas e usá-las como ferramenta para abrir cocos, varas para destravar o alimento de uma tubulação ou para extrair o melaço através dos orifícios de uma caixa. As habilidades manuais dos grandes primatas têm sido usadas por muito tempo como um modelo da evolução e no estudo da construção de ferramentas pelos hominídeos. Neste sentido, as habilidades no uso das ferramentas e os aspectos cognitivos do Cebus justificam sua inserção em estudos comportamentais comparativos com a espécie humana. O objetivo deste trabalho foi comparar dados dos músculos da mão do chimpanzé (Pan troglodythes), do babuíno (Papio papio), e dos seres humanos (Homo sapiens) obtidos da literatura, com os dados por nós obtidos do Cebus libidinosus e discuti-los em relação à habilidade manual do Cebus. Em nosso estudo no Cebus...

Papel do receptor taquicinérgico NK3, via agonista senktide, na sensitização comportamental induzida pela administração repetida de cocaína em micos-estrela

Melamed, Jonathan Lobo
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
27.08%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde, 2011.; A exposição repetida ao psicoestimulante cocaína gera uma variedade de efeitos, incluindo a sensitização comportamental. Esta é o aumento da expressão de determinados comportamentos após um regime repetido de algumas drogas de abuso. Ainda, os neuropeptídeos da família das taquicininas parecem exercer um papel modulatório sobre os sistemas neurais envolvidos na adicção. No entanto, a maioria dos estudos tem avaliado esse efeito quando da administração aguda de ligantes dos receptores taquicinérigicos NK3 em roedores. Dessa forma, o presente estudo avaliou em uma espécie de primata não-humano (mico-estrela; Callithrix penicillata): 1) o desenvolvimento de uma sensitização comportamental após a administração repetida de cocaína; 2) o efeito da ativação repetida do receptor taquicinérgico NK3, com o agonista direto senktide, nas alterações comportamentais induzidas pela cocaína; e 3) os níveis de cortisol antes e depois da injeção repetida de cocaína e senktide. Para tanto, 15 micos foram divididos em três grupos (n=5) e submetidos a uma administração diária, durante sete dias consecutivos...

Caracterização in situ da resposta imune granulomatosa à Leishmania braziliensis em lesões dérmicas crônicas no primata Macaca mulatta

Lemos, Camila Souza
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.08%
Para desvendar a fisiopatologia da leishmaniose humana, é necessário um melhor entendimento de como a Leishmania é capaz de sobreviver por anos em granulomas imunologicamente ativos. Neste estudo, utilizamos o modelo de infecção macaco Rhesus-Leishmania braziliensis (Macaca mulatta) de leishmaniose cutânea (LC), como um meio de avaliar a utilidade do sistema primata no estudo da resposta inflamatória crônica granulomatosa desenvolvida pelo hospedeiro tanto na forma auto-resolutiva quanto na forma persistente da doença. Nossos achados reforçam a noção de que existe uma interação entre o sistema imune do hospedeiro e a capacidade patogênica do parasita no resultado clínico da infecção por Leishmania. De acordo com os casos documentados de LC em humanos induzida por L.braziliensis, as infecções experimentais neste modelo induzem a célula “T-helper” tipo 1 (Th1) mediando-a inflamação e levando a formação de granulomas bem organizados, consistindo de todos os tipos celulares específicos encontrados nos granulomas humanos. Nós mostramos que os leucócitos polimorfonucleares são decisivos para controle do parasita nos eventos iniciais da inflamação in vivo. Ademais, fagócitos mononucleares que fagocitam granulócitos apoptóticos parasitados parecem ser a chave principal no estabelecimento da infecção nos macacos. A formação do granuloma verificada nos animais é direcionada por diversos mediadores inflamatórios que são importantes para o desenvolvimento das células Th1 e da função de macrófagos efetores. A análise cinética da resposta inflamatória revelou variados marcadores fenotípicos de células positivas para CD3...

Estudo anatômico do osso temporal de um primata não-humano (Callithrix sp)

Borin,Andrei; Covolan,Luciene; Mello,Luiz Eugênio; Okada,Daniel Mochida; Cruz,Oswaldo Laércio Mendonça; Testa,Jose Ricardo Gurgel
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.38%
A busca por modelos experimentais constitui passo fundamental para o avanço da medicina. OBJETIVO: Demonstrar, através da dissecção com técnicas microcirúrgicas, as estruturas anatômicas do osso temporal do primata Callithrix sp. FORMA DE ESTUDO: Experimental. MÉTODO: Dissecção de ossos temporais de Callithrix sp e documentação fotográfica. RESULTADOS: Identificamos as principais estruturas do osso temporal (orelhas externa, média e interna, e nervo facial). CONCLUSÃO: O primata não-humano Callithrix sp representa aparentemente um modelo viável para o estudo do osso temporal uma vez que apresenta alta similaridade anatômica com humanos.

Leishmaniose cutânea experimental: I - sobre a susceptibilidade do primata Cebus apella (Cebidae) a infecção pela Leishmania (Viannia) lainsoni Silveira, Shaw, Braga e Ishikawa, 1987

Silveira,Fernando T.; Lainson,Ralph; Shaw,Jeffrey J.; Garcez,Lourdes M.; Souza,Adelson A.; Braga,Roseli R.; Ishikawa,Edna A.
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1989 PT
Relevância na Pesquisa
37.69%
Foi investigada a susceptibilidade do primata Cebus apella (Cebidae) à infecção experimental pela Leishmaiua (Viannia) lainsoni, com o objetivo de estudara patogenia desse parasita, ainda pouco conhecido para o homem. Dessa forma, cinco espécimens jovens daquele primata, 2 machos e 3 fêmeas, foram inoculados, intraderme, em oito sítios diferentes da região dorsal da cauda com 3 x 10(6) de promastigotas do parasita (MHOMZBR/81/M6426, Benevides, Pará), obtidas de cultura da fase estacionária. Em seguida às inoculações, a infecção experimental nos animais foi comprovada, não só pela presença de amastigotas do parasita na pele dos animais inoculados, mas, também, pela concomitância desse achado associado ao desenvolvimento de lesão cutânea nos pontos da pele onde o parasita foi inoculado. Diante desses resultados, ficou demonstrada a susceptibilidade do primata Cebus apella à infecção experimental pela Leishmama lainsoni cujo período de infecção durou quase quatro meses, suficiente para testar drogas antileishmanióticas e estudar a patogênese da doença causada por este parasita.

Leishmaniose cutânea experimental: II - aspectos evolutivos da infecção no primata Cebus apella (Cebidae) pela Leishmania (V.) Braziliensis e L. (L.) Amazonensis

Silveira,Fernando T.; Lainson,Ralph; Shaw,Jeffrey J.; Garcez,Lourdes M.; Souza,Adelson A.; Braga,Roseli R.; Ishikawa,Edna A.
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1990 PT
Relevância na Pesquisa
37.69%
Objetivando avaliar o potencial do primata C. apella como modelo experimental da leishmaniose cutânea, produzida pela L. (V.) braziliensis e L. (L.) Amazonensis , inocularam-se, via intradérmica, 3 X 10(6) de promastigotas dessas leishmanias, em 8 sítios da cauda de 10 espécimens desse primata, 5 deles com a L. (V.) braziliensis e outros 5 com a L. (L.) Amazonensis . Posteriormente, às inoculações, o exame semanal dos animais e biópsias mensais, revelaram os seguintes resultados relativos a cada parasita: a) L. (V.) braziliensis : o período de incubação foi de 15-20 dias; aos 30 dias evidenciaram-se lesões pápulo-eritematosas, que evoluíram para nódulos ao fim de 60 dias; no 3.° mês, notou-se ulceração espontânea destas lesões e, no 4° mês, deu-se o início da reparação das lesões ulceradas, culminando com a cura em um dos animais após 5 meses, em dois após 6 meses, noutro após 7 meses e, no último, após 10 meses. Quanto ao parasitismo nas lesões, foi demonstrado nos 5 animais, até 90 dias; depois disto, somente em 2 até 120 dias e, por fim, até 180 dias apenas naquele que curou depois de 10 meses, b) L. (L.) Amazonensis : o período de incubação foi de 20 dias; aos 30 dias notou- se lesões pápulo-eritematosas...

Interação com os pais e o uso do espaço por um infante de Alouatta fusca (Geoffroy Saint-Hilaire, 1812) em cativeiro

Navarro,Fernanda Keley Silva Pereira; Navarro,Rodrigo Diana; Pereira,Valéria do Socorro; Rodrigues,Flávio Henrique Guimarães
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
27.08%
Os primatas são animais que possuem elo social entre a mãe e sua prole, diferente de outras ordens de mamíferos. A sobrevivência do infante primata é completamente dependente do cuidado provido por membros de seu grupo social, particularmente do cuidado materno. O objetivo deste estudo foi analisar a utilização do recinto por um infante de bugio e sua proximidade com os pais. O grupo de bugios era composto por um casal de adultos e seu filhote fêmea com quatro meses de idade. O período de observações foi de agosto a dezembro/2006, perfazendo uma média de 96 horas de esforço de amostragem. O método de observação foi o animal focal com registro instantâneo, com intervalos de 30 segundos durante uma hora por dia. O local do estudo foi o recinto de exposição da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte, com 7m de altura, 6 m de largura, 7 m de profundidade com presença de paisagismo interno. As observações revelaram um contato maior do infante com a mãe em relação ao pai e um distanciamento significativo (P < 0,05) do filhote em relação ao contato materno, com o aumento da idade e maior independência. O local mais utilizado durante os três primeiros meses de cativeiro foi a pérgola. No mês de dezembro, período de maior pluviosidade...

Morfologia radicular da dentição permanente de Sapajus apella: morfometria, anatomia macroscópica, ultraestrutura e propriedades físicas

Fernandes,Luanna Melo Pereira; Nascimento,Elder Monteiro do; Nunes,Camila Santa Rosa; Vieira,Elma Pinto; Lins,Paula Dias; Teixeira,Francisco Bruno; Couto,Roberta Souza D.A.; Lima,Rafael Rodrigues
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
27.38%
O objetivo desse trabalho foi contribuir com o estudo anatômico, morfométrico, ultraestrutural e propriedades físicas dos dentes permanentes do primata Sapajus apella. Para tal, foram utilizados 10 animais adultos e machos. Os dentes foram avaliados quanto ao seu comprimento e quanto à anatomia radicular externa e interna considerando número de raízes e canais, forma e direção radicular e forma do canal, assim como análise da densidade e diâmetro tubular do canal radicular, composição e microdureza dentinária. A anatomia radicular desse primata apresentou especificidades, como o número de raízes do segundo pré-molar superior e a presença do terceiro pré-molar. Quanto à densidade e o diâmetro dos túbulos dentinários, observou-se uma diminuição do número e diâmetro de túbulos ao longo do canal radicular, havendo diferença estatisticamente significante ao se comparar o terço apical com as regiões cervical e média, padrão de densidade e tamanho semelhantes a dentes humanos. Semelhanças também foram encontradas com dentes humanos quando comparados os valores de microdureza e proporção de elementos químicos encontrados na dentina radicular.

Anatomia das artérias pericalosas do encéfalo de primata neotropical e seus ramos frontais e parietais (Cebus apella, Linnaeus, 1766)

Pires,Juliana Soares; Ferreira,Jussara Rocha
Fonte: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
27.38%
Estudou-se no primata Cebus apella a anatomia das artérias pericalosas e seus ramos em trinta hemisférios cerebrais dissecados sob lupa injetados com látex corado (Neoprene 450) e fixados em formol a 10%. As artérias pericalosas nos dois antímeros representaram ramos de bifurcação terminal da artéria inter-hemisférica em quatro diferentes arranjos, com ramos distribuídos para as seguintes regiões corticais: fronto polar, um ramo; frontal superior, de um a dois ramos; pré-central, de um a quatro ramos; pós-central, de um a quatro ramos. As atérias contribuíram para vascularizar as regiões pré e pós-central, onde seus ramos se superpuseram aos ramos da artéria inter-hemisférica, demonstrando a importância funcional desta área. Os vasos pericalosos terminaram se distribuindo na região parietal medial do encéfalo deste primata.

O sistema carótico do encéfalo do Cebus apella sp., Linnaeus, 1766

Ferreira,Jussara Rocha; Prada,Irvênia Luiza de Santis
Fonte: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Publicador: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
27.38%
Estudamos em trinta espécimes do primata Cebus apella sp. (Linnaeus, 1766) o sistema carótico do encéfalo em animais coletados dentro dos parâmetros internacionais de bioética e bem estar animal. O material teve o sistema arterial perfundido (água a 40 °C), injetado com látex corado (Neoprene 450, Dupont® do Brasil e Sulvinil® Corante, Glassurit), fixado em solução aquosa de Formaldeído (10%) dissecado sob lupa (RASOR - II - 20) para sistematização dos vasos. O sistema carotico é composto pela porção intracraniana e intradural dos seguimentos dependentes das artérias carótidas internas esquerda e direita, as artérias carótidas do encéfalo (ace) e seus ramos de divisões látero-mediais e ântero-mediais: as artérias cerebrais médias acm e rostrais (acr), comunicantes caudais e artérias corioídeas Está interligado, através das artérias comunicantes caudais, ao sistema vértebro-basilar (100%). A ace termina trifurcando-se (50%), ou bifurcando-se (50%) em arranjos vasculares que envolvem as acm e acr, acc e artéria corioídea. A acm é o ramo mais estável deste circuito e a acr após vascularizar os bulbos olfatórios (93,3%) anastomosa-se com a artéria contralateral formando a artéria inter-hemisférica que conecta rostralmente os leitos sanguíneos do circuito arterial da base do encéfalo. Pode-se considerar que o Cebus apella sp. depende de duas fontes de suprimento para o encéfalo: os sistemas basilar e carotídico...

Efeitos da ausência de glicose e glicose e oxigênio sobre neurônios gabaérgicos e retina interna do primata do novo mundo Callithrix jacchus

José Lira Ferreira, Renato; Lara da Silveira Andrade da Costa, Belmira (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.08%
Sob condições fisiológicas o aminoácido glutamato é o principal neurotransmissor excitatório da retina, mas em situações patológicas tais como a isquemia ele pode atuar como uma neurotoxina, promovendo despolarização excessiva e dano neuronal a partir da ativação de receptores glutamatérgicos ionotrópicos. Neste estudo analisamos os efeitos excitotóxicos agudos induzidos pela ausência de glicose ou ausência de glicose e oxigênio (isquemia simulada in vitro) na retina do primata do Novo Mundo Callithrix jacchus. Foram utilizadas preparações isoladas de retina, submetidas às condições de controle, ausência de glicose ou isquemia simulada por 45 ou 60 minutos. Na condição isquêmica, foram estudados os efeitos de um inibidor de transportador de GABA (guvacina), da presença de 10 mM de Mg2+ no meio extracelular e da adição conjunta de antagonistas de receptores glutamatérgicos ionotrópicos dos tipos NMDA e não-NMDA. A integridade retiniana foi avaliada a partir de cortes transversais corados com hematoxilina/eosina ou azul de toluidina; cortes transversais da retina foram processados para identificar o padrão imuno-histoquímico de distribuição do GABA e a imunorreatividade à proteína S-100 das células de Müller. Os resultados indicaram que a ausência de glicose no meio extracelular não alterou a estrutura retiniana...

Avalia??o da susceptibilidade do primata Cebus apella (Primates: Cebidae) ? infec??o experimental com diferentes in?culos de Leishmania (Leishmania) chagasi

SANTOS, Dirceu Costa dos
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.56%
No Brasil o primata Cebus apella tem sido utilizado com sucesso em modelos de estudos experimentais para leishmaniose cut?nea. Em fun??o disso, decidiu-se investigar a susceptibilidade desse primata como modelo experimental frente ? leishmaniose visceral. Foram utilizados 10 esp?cimes do primata Cebus apella: 7 machos e 3 f?meas todos jovens, nascidos e criados em cativeiro. No primeiro experimento foram utilizados 6 primatas divididos em 2 grupos, sendo que o primeiro grupo (com 3 primatas) inoculado com 30x106 promastigotas de L. (L.) chagasi (MCAO/BR/1998?M18011, estado do Maranh?o) na fase estacion?ria de cultura, enquanto o segundo grupo foi inoculado com 5 doses sucessivas do mesmo in?culo totalizando 150x106 promastigotas. No segundo experimento o inoculado foi associado ? 5 pares de gl?ndulas salivares de Lutzomyia longipalps. O experimento foi feito com 4 primatas, divididos em 2 grupos. No primeiro grupo (2 primatas) foi inoculado 30x106 promastigotas de L. (L) chagasi (MCAO/BR/1998M18011, estado do Maranh?o) na fase estacion?ria de cultura, enquanto o segundo grupo (2 primatas) foi inoculado com 5 doses sucessivas do mesmo in?culo totalizando 150x106 promastigotas. As inocula??es foram intrad?rmicas na base da cauda dos animais. A evolu??o da infec??o foi avaliada incluindo exames cl?nicos...

Susceptibility of peritoneal macrophage from different species of neotropical primates to Ex vivo Leishmania (L.) infantum chagasi-infection

CARNEIRO, Liliane Almeida; LAURENTI, M?rcia Dalastra; CAMPOS, Marliane Batista; GOMES, Claudia Maria de Castro; CORBETT, Carlos Eduardo Pereira; SILVEIRA, Fernando Tobias
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
27.56%
Este estudo examinou a susceptibilidade do macr?fago peritoneal (PM) dos primatas neotropicais: Callithrix jacchus, Callithrix penicillata, Saimiri sciureus, Aotus azarae infulatus e Callimico goeldii para a infec??o ex vivo por Leishmania (L.) infantum chagasi, o agente etiol?gico da leishmaniose visceral americana (LVA), como m?todo de triagem para avaliar o potencial desses primatas como modelo de estudo da LVA. A susceptibilidade do PM para a infec??o foi investigada atrav?s do ?ndice de infec??o do PM (PMI) a intervalos de 24, 72 horas e, ainda, pela m?dia dessas taxas (FPMI), assim como, pelas respostas do TNF-?, IL-2 (ELISA de captura) e ?xido n?trico (NO) (m?todo de Griess). ?s 24hs da infec??o experimental, o PMI do primata A. azarae infulatus (128) foi maior que aqueles de C. penicillata (83), C. goeldii (78), S. sciureus (77) e C. jacchus (55). ?s 72hs, houve uma redu??o significativa do PMI de quatro primatas: A. azarae infulatus (128/37), C. penicillata (83/38), S. sciureus (77/38) e C. jacchus (55/12), com exce??o de C. goeldii (78/54). O FPMI dos primatas A. azarae infulatus (82.5) e C. goeldii (66) foi maior que do primata C. jacchus (33.5), por?m, n?o foi maior que dos primatas C. penicillata (60.5) e S. sciureus (57.5). A resposta do TNF-? foi mais regular nos quatro primatas que reduziram o PMI no intervalo de 24-72hs: C. jacchus (145/122 pg/?L)...

Comportamento alimentar do Cuxi?-Preto (Chiroptes Satanas) na ?rea de influ?ncia do Reservat?rio da Usina Hidrel?trica de Tucuru?-Par?

SILVA, Suleima do Socorro Bastos da
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.56%
A Usina Hidrel?trica de Tucuru?, constru?da em 1985, criou um lago de 2430 km? (3?43'-5?15'S, 4992'-50?00'W) que isolou popula??es do cuxi?-preto (Chiropotes satanas), um primata amea?ado de extin??o, em uma s?rie de ilhas e outros fragmentos de h?bitat. Este estudo foi realizado em dois pontos na margem direita do lago, um na mata cont?nua (T4) e outro em uma ilha de 16,3 hectares (Su), com grupos de 34 e sete indiv?duos, respectivamente. O objetivo principal foi avaliar a influ?ncia da fragmenta??o de h?bitat sobre o comportamento de forrageio dos cuxi?s. Dados b?sicos foram coletados em amostras de varredura de um minuto de dura??o e cinco de intervalo, e o comportamento de forrageio foi registrado em maiores detalhes atrav?s da amostragem de ?rvore focal e de todas as ocorr?ncias. As categorias comportamentais b?sicas foram locomo??o, descanso, forrageio, alimenta??o e intera??o social, com algumas subcategorias. De julho a dezembro de 2002 foram obtidos 3501 registras (varredura) para o grupo T4 e 835 para o grupo Su. O or?amento de atividades de T4 foi 55,8% de locomo??o, 21,7% alimenta??o, 16,1% descanso, 3,6% forrageio, com 2,8% de intera??o social. No caso de Su, a alimenta??o foi registrada em uma propor??o semelhante (22...

Anatomia das artérias pericalosas do encéfalo de primata neotropical e seus ramos frontais e parietais (Cebus apella, Linnaeus, 1766); Anatomy of the pericalosum artery of the encephalon of the neotropical primates and his frontal and parietal branches (Cebus apella, Linnaeus, 1766)

Pires, Juliana Soares; Ferreira, Jussara Rocha
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2004 POR
Relevância na Pesquisa
27.38%
Estudou-se no primata Cebus apella a anatomia das artérias pericalosas e seus ramos em trinta hemisférios cerebrais dissecados sob lupa injetados com látex corado (Neoprene 450) e fixados em formol a 10%. As artérias pericalosas nos dois antímeros representaram ramos de bifurcação terminal da artéria inter-hemisférica em quatro diferentes arranjos, com ramos distribuídos para as seguintes regiões corticais: fronto polar, um ramo; frontal superior, de um a dois ramos; pré-central, de um a quatro ramos; pós-central, de um a quatro ramos. As atérias contribuíram para vascularizar as regiões pré e pós-central, onde seus ramos se superpuseram aos ramos da artéria inter-hemisférica, demonstrando a importância funcional desta área. Os vasos pericalosos terminaram se distribuindo na região parietal medial do encéfalo deste primata.; The anatomy of peri-callosum arteries and its branches were studied in Cebus apella monkeys. Thirty cerebral hemispheres were dissected under magnifying glasses. After having been injected with coloured latex (neoprene 450) and fixed in formaldehyde solution at 10%. The peri-callosun arteries of bath antimeres represent terminal bifurcation branches of the inter-hemispheric artery in four different dispositions. Its branches were distributed in the following cerebral regions: a branch in the fronto-polar region; from one to branches in the superior frontal region; from one to four branches in the post-central region. In this sector...