Página 1 dos resultados de 5149 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Doses de potássio e de magnésio em solução nutritiva para capim-mombaça.; Potassium and magnesium rates in nutrient solution for mombaça grass.

Pereira, Walcylene Lacerda Matos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
Foram conduzidos dois experimentos em casa-de-vegetação com o Panicum maximum cv. Mombaça cultivado em solução nutritiva, tendo sílica como substrato. Um experimento envolveu oito doses de potássio (0; 9,75; 39; 78; 156; 234; 312 e 468 mg L-1) e o outro oito doses de magnésio ( 0; 1,2; 3,6; 12; 24; 36; 48 e 60 mg L-1), sendo ambos conduzidos no período de janeiro a março de cada ano. O objetivo foi o de estudar o efeito das doses de potássio e magnésio na produção de massa seca, no número de perfilhos, na área foliar, no teor de clorofila estimado através da leitura SPAD, na concentração e acúmulo destes nutrientes nos componentes da planta e na determinação do nível crítico. O delineamento estatístico foi de blocos completos ao acaso, com quatro repetições. Observou-se efeito significativo e positivo das doses de potássio na produção de massa seca da parte aérea e das raízes, expressado por regressão quadrática e também na área foliar, representada por efeito linear. As doses de potássio afetaram significativamente o número de perfilhos, porém não influenciaram no teor de clorofila da lâmina foliar. A concentração de potássio nas folhas emergentes, nas lâminas de folhas recém-expandidas...

Interação de nitrogênio e potássio na nutrição, no teor de clorofila e na atividade da redutase do nitrato de plantas de trigo; Interaction of nitrogen and potassium in wheat nutrition, chlorophyll content, and nitrate activity reductase

Viana, Eloise Mello
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
O conhecimento do comportamento vegetal quanto ao uso de nutrientes permite manusear ou modificar o sistema de cultivo para melhorar a eficiência na utilização de nitrogênio. O fornecimento de potássio para as plantas estimula o aproveitamento do nitrogênio, possibilitando que sua absorção, assimilação e, conseqüentemente, a produtividade sejam aumentadas. Com base nestes fatos, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de combinações de doses de nitrogênio e de potássio na nutrição, no teor de clorofila e na atividade da enzima redutase do nitrato em plantas de trigo (Triticum aestivum L.). O experimento foi conduzido em casa de vegetação do Departamento de Ciência do Solo da ESALQ/USP, localizada no município de Piracicaba-SP, utilizando-se vasos de três litros onde foram acondicionadas amostras da camada 0-20 cm de um Argissolo Vermelho Amarelo Abrúptico. Utilizou-se esquema fatorial 52 fracionado, com combinações de cinco doses de nitrogênio (0; 70; 140; 210 e 280 mg dm -3) e de cinco doses de potássio (0; 50; 100; 150 e 200 mg dm-3), as quais foram distribuídas segundo delineamento experimental de blocos aleatorizados, com quatro repetições. As leituras SPAD das folhas do terço-médio das plantas de trigo foram realizadas 30 dias após a semeadura. Aos setenta e nove dias após a semeadura foi realizada determinação da atividade da enzima redutase do nitrato. Aos 80 dias após a semeadura...

Resposta fisiológica de plantas de Eucalyptus grandis à adubação com potássio ou sódio; Physiological response of a Eucalyptus grandis clone to potassic fertilization and replacement of the sodium by potassium

Romero, Rodrigo Ruiz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/07/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
As exigências do potássio para maximizar o crescimento do eucalipto têm sido intensivamente estudadas pelas empresas florestais através de experimentos empíricos. Embora, ainda existe um fraco entendimento dos processos envolvidos com a resposta à adubação com potássio, conduzindo a resultados contraditórios entre a disponibilidade do potássio no solo e as respostas do eucalipto segundo o encontrado na literatura. Existe a hipótese que grandes depósitos de sódio perto ao mar, poderiam conduzir numa substituição parcial do potássio pelo sódio na fisiologia do eucalipto, considerando que respostas ao sódio têm sido observadas em ambientes pobres de potássio. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta de plântulas de Eucalyptus grandis a adubação tanto de potássio quanto de sódio, além de ser submetidas a teores de umidade de -0.07 MPa e -0.6 MPa. Mudanças na partição de assimilados, eficiência no uso da água (EUA) e trocas gasosas foram determinadas em casa de vegetação, nas idades de dois, quatro e seis meses após a adubação. O estresse hídrico afetou a produção de matéria seca para todos os tratamentos. Não obstante, o potássio ajudou na osmoregulação sob condições de estresse...

Suprimento de nitrogênio e de potássio e características morfogênicas, nutricionais e produtivas do capim-Marandu; Nitrogen and potassium supply and the morphogenetic, nutritional and productive characteristics of Marandu palisadegrass

Megda, Marcio Mahmoud
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.13%
O nitrogênio e o potássio são essenciais para o desenvolvimento das plantas, são os nutrientes extraídos em altas quantidades e sua disponibilidade pode alterar as características produtivas e nutricionais das plantas. Assim, objetivou-se estudar: a) as características morfogênicas e a produção de massa seca da parte aérea e das raízes da Brachiaria brizantha cv. Marandu e b) a concentração de nitrogênio, potássio, nitrato e amônio nas lâminas de folhas recém-expandidas e nas raízes, bem como o valor SPAD, a atividade da enzima redutase do nitrato, a distribuição percentual do nitrato e amônio nas partes da planta forrageira e a distribuição percentual de nitrato e amônio entre parte aérea e raízes na Brachiaria brizantha cv. Marandu, submetida a combinações de doses de nitrogênio e potássio. O experimento foi realizado em casa de vegetação em solução nutritiva empregando-se sílica como substrato no período de dezembro de 2007 a fevereiro de 2008. Utilizou-se o esquema fatorial 52 fracionado, com 13 combinações de nitrogênio e potássio, as quais foram distribuídas segundo o delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições. Foram realizados dois cortes nas plantas. A interação doses de nitrogênio x doses de potássio foi significativa para número de perfilhos e de folhas...

Simulação da dinâmica do íon potássio pelo modelo HYDRUS-1D em condições de solo salino; Dynamic simulations of potassium transport under saline soil conditions using HYDRUS-1D

Santos, Rafaelly Suzanye da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.08%
A demanda alimentar vem aumentando de acordo com o crescimento populacional e com isso há uma necessidade de que as práticas agrícolas tornem-se cada vez mais intensas e tecnificadas, mediante o incremento, entre outros, da utilização de insumos químicos. Porém, uma vez aplicados de maneira desorganizada, sem a devida preocupação com os possíveis impactos aos recursos naturais, tais produtos podem vir a provocar danos ao solo, contaminação de águas subterrâneas (mediante sua lixiviação) e em alguns casos, podem ser responsáveis pelo aumento da salinidade em alguns solos da região do semiárido do nordeste brasileiro. Nesse sentido, devido ao fato de envolverem processos físicos na natureza, o estudo da dinâmica desses produtos químicos têm motivado diversos pesquisadores a aplicarem ferramentas matemáticas (modelos matemáticos) na área de engenharia de água e solo, buscando entender a correlação entre a dinâmica da água e o movimento de solutos no perfil do solo. Portanto, a presente pesquisa tem como objetivo a aplicação do modelo matemático HYDRUS-1D para a simulação do movimento da água e do íon potássio, em condições de laboratório, utilizando-se colunas preenchidas com dois tipos de material de solos salinos e não saturados: Argissolo Amarelo (S1) e Latossolo Vermelho Amarelo (S2). Além disso...

Utilização de nutrientes energéticos por córtex cerebral de ratos : efeitos de diferentes concentrações de potássio

Krüger, Adriane Huth
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.08%
Glicose é o principal substrato energético no SNC de mamíferos adultos, contudo o cérebro também é capaz de utilizar outros substratos, incluindo manose, frutose, galactose, glicerol, corpos cetônicos e lactato. Glicose é quase totalmente oxidada a CO2 e H2O, mas ela também é precursora de neurotransmissores, tais como glutamato, GABA e glicina. O metabolismo energético do SNC varia ontogeneticamente, visto o fato de que nas primeiras 2 horas após o nascimento, lactato é o seu principal substrato, glicose e corpos cetônicos servem como substratos nos 21 dias subseqüentes e, após este período, somente glicose predomina. A utilização de nutrientes é regulada de várias maneiras, tais como o transporte através das células endoteliais capilares, transporte através da membrana plasmática, variações na atividade enzimática e variações nas concentrações de nutrientes plasmáticos. Está bem estabelecido que a atividade funcional do SNC aumenta o metabolismo energético. Tal evento pode ser dependente da atividade da bomba Na+,K+-ATPase, a qual é requerida para restabelecer a homeostase iônica. O aumento da concentração de potássio extracelular de um nível basal 8-12 mM provoca excitação neuronal fisiológica. A concentração de potássio pode atingir 50-80 mM durante convulsões...

Estudo da excreção urinária de cálcio, potássio e sódio com o emprego de citrato de potássio na hipercalciúria idiopática na criança

Trindade, Amélia Arcângela T.; Macedo, Célia Sperandeo; Riyuzo, Márcia Camegaçava; Padovani, Carlos Roberto; Bastos, Herculano Dias
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 119-123
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
OBJETIVO: Estudar as relações entre a excreção urinária de cálcio, sódio e potássio e a associação sódio/potássio urinários em crianças com hipercalciúria idiopática em dieta habitual, antes e depois da administração de citrato de potássio na dose de 1mEq/kg/dia. MÉTODOS: Foram estudadas prospectivamente 26 crianças: 19 (73%) meninos e sete (27%) meninas com idade entre dois e 13 anos, portadores de hipercalciúria idiopática recém-diagnosticada por dosagem de cálcio em urina de 24 horas >4mg/kg/dia. O citrato de potássio foi administrado na dose de 1mEq/kg/dia. Foram realizadas dosagens séricas e em urina de 24 horas de cálcio (Ca), potássio(K), sódio (Na) e creatinina (Cr), antes e 15 dias depois da administração diária do citrato de potássio. Para comparar os resultados de cálcio/creatinina (Ca/Cr), potássio/creatinina (K/Cr) e sódio/potássio (Na/K) urinários nos dois momentos, aplicou-se o teste não-paramétrico de Wilcoxon. Para a análise das associações entre Ca/Cr e K/Cr e entre Ca/Cr e Na/Cr foi utilizado o coeficiente de correlação de Pearson. Considerou-se significante p<0,05. RESULTADOS: Após o uso de citrato de potássio, ocorreu significativa redução da calciúria e da relação Na/K urinários...

Resposta da soqueira de cana-de-açúcar a aplicação de potássio sob o sistema de cultivo conservacionista e seus efeitos na fisiologia da planta

Cavalcante, Valéria Santos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: iv, 46 p. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
Pós-graduação em Agronomia (Ciência do Solo) - FCAV; O uso do sistema de colheita mecanizado na cana-de-açúcar proporciona acúmulo da palhada na superfície do solo podendo haver liberação de potássio e diminuição da necessidade do nutriente que é importante na fisiologia e na produção das plantas. Objetivou-se avaliar a resposta da soqueira de cana-de-açúcar a aplicação de potássio sob sistema de cultivo conservacionista e seus efeitos na fisiologia da planta. O delineamento experimental adotado foi em blocos casualizados, com cinco tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram doses de potássio: 32,5; 65; 130; 195 kg ha-1 de K2O, e um tratamento controle (sem potássio). No solo foram realizadas amostragens aos seis e doze meses nas camadas de 0-20 e 20-40 cm de profundidade para determinação do teor de potássio. Na planta, avaliaram-se o número de perfilhos, a altura e o diâmetro do colmo aos quatro meses após a brotação, aos oito meses foi determinado o estado nutricional para o potássio, aos doze meses o teor e acúmulo de potássio na planta, a produção e a análise tecnológica dos colmos. O segundo experimento foi implantado em casa de vegetação na UNESP- Câmpus de Jaboticabal-SP. O experimento foi desenvolvido em um delineamento inteiramente casualizado com dois tratamentos presença e ausência de potássio em dez repetições. Na décima semana após a aplicação dos tratamentos foi realizada a diagnose visual e as avaliações de crescimento e fisiológicas na planta. A aplicação de potássio não foi importante para a segunda soqueira de cana-de-açúcar...

Desenvolvimento de metodologias eletroanalíticas para determinação de potássio e fósforo em biodiesel

Castilho, Michelle de Souza
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 113 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.08%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Química - IQ; Este trabalho descreve metodologias eletroanalíticas para determinação de potássio e fósforo em biodiesel de soja. O potássio existente no biodiesel é proveniente do catalisador (hidróxido de potássio) utilizado na reação de transesterificação. Apesar de ser muito importante na reação, resíduos de potássio no biodiesel podem causar problemas como a formação de partículas sólidas, entupimento dos injetores e corrosão do motor. O fósforo presente no biodiesel é proveniente dos fosfolipídios e sua presença no biodiesel causa danos à conversão catalítica e provoca um aumento na emissão de partículas. Para a determinação potenciométrica de potássio em biodiesel utilizou-se um eletrodo quimicamente modificado com hexacianoferrato de níquel. A curva analítica para a determinação de potássio mostrou um intervalo linear de concentração de 4,0 x 10-5 a 1,0 x 10-2 mol L-1, cujo coeficiente angular da reta é 55,2 mV e o limite de detecção igual a 1,9 x 10-5 mol L-1. Para a determinação de íons potássio em biodiesel, primeiramente realizou-se extração líquido – liquido com ácido clorídrico 0...

Participação de canais de potássio no desenvolvimento do processo inflamatório e nas alterações cardiovasculares que ocorrem durante a sepse/choque séptico

Sordi, Regina de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Farmacologia.; O óxido nítrico (NO) é um dos principais mediadores da vasodilatação e hiporeatividade a vasoconstritores que ocorre na sepse. Entretanto, a inibição não-seletiva das enzimas responsáveis por sua produção não se revelou uma alternativa de utilidade clínica. Há dados na literatura mostrando uma importante relação entre NO e canais de potássio durante a sepse. Através de um modelo experimental de sepse em ratos observamos que o bloqueio de canais de potássio com tetraetilamônio (TEA; bloqueador não seletivo de canais de potássio; 8 mg/kg; s.c.), quando administrado nos momentos iniciais da sepse em baixas doses, onde bloqueia preferencialmente canais de potássio sensíveis ao cálcio, reduziu a mortalidade. Este tratamento precoce com TEA reduziu a produção de NO bem como a expressão da NOS-2, melhorando o quadro de hipotensão e hiporeatividade a vasoconstritores, além de melhorar parâmetros de dano tecidual. Adicionalmente, o TEA foi capaz de manter os níveis glicêmicos dentro da normalidade nos animais sépticos, quando normalmente é vista uma grande hiperglicemia...

Formas de potássio e poder tampão potássico em solos com diferentes teores de argila; Potassium forms and potassium buffering capacity in soils with clay different

Santana, Jaiciclênia da Silva
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2012.; O potássio(K) no solo apresenta-se em diversas formas muitas das quais não disponíveis às plantas. Assim o presente trabalho teve como objetivo determinar as formas de (K total, K não-trocável, K trocável e K na solução do solo) e o poder tampão de potássio em solos com diferentes teores de argila e verificar a correlação entre o teor de argila, matéria orgânica e CTC com as formas de potássio e o PTK. O trabalho foi realizado no Laboratório de Química do Solo, da Universidade de Brasília - UnB. Foram utilizadas 38 amostras de textura variável (<150g kg-1; 151-350g kg-1; 351- 360g kg-1; > 600 g kg-1 de argila) procedente do Centro de Tecnologia Agropecuária da Campo, situada em Paracatu-MG. As formas de K do solo apresentaram grande amplitude de valores independente da textura. Os solos apresentaram poder tampão de potássio com grande variação, esta variação ocorreu, principalmente, em função das diferenças nos atributos químicos e físicos dos solos. Apenas o teor de argila não explicou as diferenças nas formas de potássio no solo. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT; The potassium in the soil comes in various forms many of which are not available to plants. Thus...

Potássio em uvas II: análise peciolar e sua correlação com o teor de potássio em uvas viníferas

Fogaça,Aline de Oliveira; Daudt,Carlos Eugenio; Dorneles,Fabiane
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
O objetivo deste trabalho foi acompanhar a evolução da absorção de potássio pelas uvas durante o processo de maturação e verificar sua influência no pH, bem como tentar correlacionar ambas com os teores encontrados nos pecíolos na época da floração. Amostras das uvas foram coletadas durante o processo de maturação de três variedades: Pinot noir, Cabernet Sauvignon e Merlot. Durante os dois anos de estudo, ocorreram variações nos teores de potássio absorvidos pelos frutos durante a maturação, sendo o aumento acompanhado pela elevação do pH; a redução no teor de potássio foi acompanhada pela estabilização dos valores de pH, fato também influenciado pela queda nos teores de acidez titulável. Sugere-se, assim, que os altos valores de pH encontrados nos vinhos elaborados com uvas destes vinhedos, em anos anteriores, estão relacionados com a absorção de potássio e a diminuição da acidez total durante a maturação da uva. A retirada de amostras peciolares na floração e trinta dias após mostrou-se um mecanismo eficiente na avaliação do teor de potássio nos tecidos próximos aos grãos. Dessa forma, a análise peciolar, além de ser utilizada para monitorar os níveis de potássio na planta e avaliar a necessidade de adubações e tratos culturais...

Estudo da excreção urinária de cálcio, potássio e sódio com o emprego de citrato de potássio na hipercalciúria idiopática na criança

Trindade,Amélia Arcângela T.; Macedo,Célia Sperandeo; Riyuzo,Márcia Camegaçava; Padovani,Carlos Roberto; Bastos,Herculano Dias
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
OBJETIVO: Estudar as relações entre a excreção urinária de cálcio, sódio e potássio e a associação sódio/potássio urinários em crianças com hipercalciúria idiopática em dieta habitual, antes e depois da administração de citrato de potássio na dose de 1mEq/kg/dia. MÉTODOS: Foram estudadas prospectivamente 26 crianças: 19 (73%) meninos e sete (27%) meninas com idade entre dois e 13 anos, portadores de hipercalciúria idiopática recém-diagnosticada por dosagem de cálcio em urina de 24 horas >4mg/kg/dia. O citrato de potássio foi administrado na dose de 1mEq/kg/dia. Foram realizadas dosagens séricas e em urina de 24 horas de cálcio (Ca), potássio(K), sódio (Na) e creatinina (Cr), antes e 15 dias depois da administração diária do citrato de potássio. Para comparar os resultados de cálcio/creatinina (Ca/Cr), potássio/creatinina (K/Cr) e sódio/potássio (Na/K) urinários nos dois momentos, aplicou-se o teste não-paramétrico de Wilcoxon. Para a análise das associações entre Ca/Cr e K/Cr e entre Ca/Cr e Na/Cr foi utilizado o coeficiente de correlação de Pearson. Considerou-se significante p<0,05. RESULTADOS: Após o uso de citrato de potássio, ocorreu significativa redução da calciúria e da relação Na/K urinários...

Respostas de braquiária brizantha a doses de potássio

MATTOS,W.T. DE; MONTEIRO,F.A.
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1998 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
O experimento foi conduzido em casa-de-vegetação, envolvendo a forrageira Brachiaria brizantha (Hochst ex A.Rich.) Stapf. cv. Marandu, com o objetivo de avaliar o efeito de doses de potássio na produção de matéria seca, perfilhamento, concentração e distribuição relativa de potássio nas partes da planta. Utilizou-se sílica como substrato. Foram utilizadas oito doses de potássio (0; 9,75; 39; 78; 156; 234; 312 e 468 mg K L-1) em um delineamento experimental em blocos completos ao acaso, com quatro repetições. As plantas foram colhidas 38 dias após o transplante, no primeiro corte e 33 dias após este, no segundo corte, sendo separadas em folhas não-expandidas, lâminas de folhas novas, lâminas de folhas velhas e colmos mais bainhas. Por ocasião do segundo corte foram também coletadas as raízes. Os resultados mostraram efeitos positivos das doses de potássio na produção de matéria seca da parte aérea e das raízes, no número de perfilhos e na concentração de potássio em cada parte amostrada da forrageira. Os valores máximos de produção de matéria seca foram atingidos com doses de potássio entre 365 e 399 mg K L-1, enquanto o maior número de perfilhos nas plantas foi obtido com as doses de 312 e 468 mg K L-1. A concentração de potássio aumentou de forma quadrática nas folhas não-expandidas do crescimento de ambos os cortes...

Balanço de potássio e desempenho de frangos de corte suplementados com KCl no verão

Souza,Bonifácio Benicio de; Bertechini,Antônio Gilberto; Santos,Custódio Donizete dos; Lima,José Augusto de Freitas; Teixeira,Antônio Soares; Freitas,Rilke Tadeu Fonseca de
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
Objetivou-se com o presente trabalho avaliar o efeito da suplementação de cloreto de potássio (KCl) sobre o balanço de potássio e o desempenho de frangos de corte no verão. Foram utilizados 288 frangos de corte, da linhagem Hubbard, sexados, alojados em baterias no período de 28 a 49 dias de idade, distribuídos segundo um delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 6 x 2, com 6 níveis de KCl (0,0; 0,4; 0,8; 1,2; 1,6; 2,0%) e 2 sexos, com 4 repetições de 6 aves cada uma. As temperaturas máxima e mínima, umidade relativa do ar e o índice de temperatura do globo negro e umidade (ITGU), durante o período experimental, foram de 31,5ºC e 20,5ºC, 68% e 77%, respectivamente. As aves receberam ração "ad libitum", com dietas formuladas à base de milho e farelo de soja. Quando as aves atingiram a idade de 35 dias, foi realizado o balanço de potássio, durante um período de 96 horas. A elevação na suplementação de KCl na dieta aumentou linearmente (P<0,01) a ingestão, excreção e a retenção de potássio, concentração de potássio no plasma e consumo de água. Houve uma redução linear (P<0,01) na matéria seca das excretas. Os machos apresentaram maior ingestão e excreção de potássio, enquanto as fêmeas foram superiores aos machos na retenção. Houve um balanço positivo de potássio tanto para os machos como para as fêmeas. Contudo...

Efeitos da suplementação de potássio via sal de cozinha sobre a pressão arterial e a resistência à insulina em pacientes obesos hipertensos em uso de diuréticos

Pereira,Maria Alice de Gouveia; Galvão,Roberto; Zanella,Maria Teresa
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
OBJETIVO: Avaliar os efeitos da suplementação de potássio, por intermédio do sal de cozinha contendo cloreto de potássio, associada à dieta hipocalórica e à atividade física aeróbica, sobre a pressão arterial e índices de resistência à insulina em pacientes hipertensos com obesidade abdominal. MÉTODOS: Estudo prospectivo duplo-cego, randomizado, em 22 pacientes hipertensos com excesso de peso (índice de massa corporal >27kg/m²) e controle insatisfatório da pressão arterial durante o uso de diuréticos pressão arterial sistólica >140 e <160mmHg e/ou pressão arterial diastólica >90 e <105mmHg. O estudo teve duração de 12 semanas, durante as quais, os pacientes, divididos em dois grupos (grupo sal normal, n=10; grupo sal de potássio, n=12), receberam sal contendo 100% de cloreto de sódio, ou sal contendo 50% de cloreto de sódio e 50% de cloreto de potássio. No início e ao final do estudo, os pacientes foram submetidos à determinação do índice de massa corporal, da circunferência da cintura, dos níveis séricos e da excreção urinária de sódio e potássio, à monitorização ambulatorial da pressão arterial nas 24 horas, ao teste oral de tolerância à glicose com determinação dos níveis séricos de insulina em jejum e aos 120 minutos...

Cinética de Liberação do Potássio Em Rejeito de Mineração de Vermiculita Para o Fortalecimento do Solo

Sousa, Lidia Dely Alves de; Machado, Áureo Octávio Del-Vecchio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.06%
A demanda de potássio para fins agrícolas é crescente no Brasil, sendo o país deficitário para suprir as demandas internas. Rochas ricas em potássio vêm sendo utilizadas como fertilizantes como alternativa tecnológica para a agricultura, a qual objetiva reverter o uso desmedido de produtos químicos e reduzir dependência do setor por esses produtos. Isto eleva a fertilidade do solo sem comprometer o equilíbrio do meio ambiente, trazendo uma alternativa para a valoração do rejeito. Assim, o trabalho teve como objetivo utilizar o rejeito da mineração de vermiculita da União Brasileira de Mineração - UBM, em Santa Luzia-PB, com a finalidade de verificar o seu potencial para a agricultura, caracterizado do ponto de vista físico-químico por meio de estudo da liberação do potássio. Ensaios de caracterização envolveram análise de tamanho por peneiramento, determinação da composição mineralógica por difratômetro de raios-X (DRX), determinação da composição química por fluorescência de raios-X (FRX). A lixívia resultante do ensaio de liberação foi submetida a espectrofotometria de chama para determinação dos teores de potássio em solução. Os estudos de cinética de liberação foram realizados com partículas menores que 2 mm...

Produtividade da soja e severidade de ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi) influenciadas pela aplicação foliar com fontes de potássio e doses de Tebuconazole; Soybean yield and Asian rust (Phakopsora pachyrhizi) severity affected by foliar sprays of potassium sources and tebuconazole doses

Oliveira, Angelo Fernandes de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
Dos macronutrientes citados na literatura científica, o potássio é o elemento que apresenta consistentes resultados positivos na redução da incidência de pragas e doenças. Relatos mostram que a nutrição potássica adequada reduziu a severidade de mais de 20 doenças bacterianas, mais de 100 doenças fúngicas e de 10 doenças causadas por vírus e nematóides em diversas culturas. Neste sentido, esse trabalho teve como objetivo avaliar a aplicação foliar de fontes de potássio associadas a diferentes doses do fungicida Tebuconazole (200g i.a. l-1), seu efeito sobre a severidade e progresso de ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi) e sua influência na produtividade da cultura da soja. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com três repetições, em esquema fatorial (5x4), utilizando-se quatro fontes de potássio (Nitrato, Sulfato, Fosfito, Silicato), mais a testemunha, e quatro doses de fungicida (0, 250, 500, 750 ml ha-1), totalizando 20 tratamentos. As doses de cada fertilizante foram determinadas com base na aplicação de 200 g ha-1 de potássio, na 1º e 2º aplicação, e 400 g ha-1 de potássio, na terceira aplicação, totalizando 800 g ha-1 de potássio. Semeou-se a soja (M-Soy 8001), previamente inoculada...

Rochagem como alternativa para fornecimento de potássio para as culturas; Rock powder as an alternative to supply potassium for crops

Santos, Douglas da Silva
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Com o objetivo de avaliar o uso de rocha aplicada in natura, e tratada termicamente como fonte alternativa de potássio, foram montados três experimentos: Teste de incubação, de lixiviação e biológico. Todos os testes foram conduzidos em casa de vegetação, utilizando amostras de dois tipos de solos, Latossolo Vermelho distrófico (LVd) e o Neossolo Quartzarênico órtico típico (RQo). No primeiro experimento, o objetivo foi avaliar a capacidade de liberação do potássio, das fontes aplicadas in natura e tratada termicamente (Termopotássio) e comparar ao KCl. Foram utilizadas seis fontes de potássio (fonolito, feldspato, sienito, verdete, termopotássio e KCl) e duas doses de potássio (200 e 400 kg de K2O ha-1). Após 60 dias, foi determinado o teor de potássio no solo. Os valores de potássio para as fontes KCl, termopotássio e fonolito variou com a dose aplicada e o tipo de solo. As fontes, verdete, feldspato e sienito não foram diferentes do tratamento testemunha. O segundo experimento teve como objetivo avaliar as perdas por lixiviação do potássio proveniente do cloreto de potássio granulado, das rochas moídas fonolito e feldspato, aplicados em amostras de LVd e RQo. Os tratamentos foram, distribuídos em colunas de lixiviação...

Balanço de potássio e desempenho de frangos de corte suplementados com KCl no verão

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
Objetivou-se com o presente trabalho avaliar o efeito da suplementação de cloreto de potássio (KCl) sobre o balanço de potássio e o desempenho de frangos de corte no verão. Foram utilizados 288 frangos de corte, da linhagem Hubbard, sexados, alojados em baterias no período de 28 a 49 dias de idade, distribuídos segundo um delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 6 x 2, com 6 níveis de KCl (0,0; 0,4; 0,8; 1,2; 1,6; 2,0%) e 2 sexos, com 4 repetições de 6 aves cada uma. As temperaturas máxima e mínima, umidade relativa do ar e o índice de temperatura do globo negro e umidade (ITGU), durante o período experimental, foram de 31,5ºC e 20,5ºC, 68% e 77%, respectivamente. As aves receberam ração "ad libitum", com dietas formuladas à base de milho e farelo de soja. Quando as aves atingiram a idade de 35 dias, foi realizado o balanço de potássio, durante um período de 96 horas. A elevação na suplementação de KCl na dieta aumentou linearmente (P<0,01) a ingestão, excreção e a retenção de potássio, concentração de potássio no plasma e consumo de água. Houve uma redução linear (P<0,01) na matéria seca das excretas. Os machos apresentaram maior ingestão e excreção de potássio, enquanto as fêmeas foram superiores aos machos na retenção. Houve um balanço positivo de potássio tanto para os machos como para as fêmeas. Contudo...