Página 1 dos resultados de 58 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Estudo das interações entre enzimas e polímeros: efeito do poli(etileno glicol) na atividade e na conformação estrutural de enzimas. Adsorção de enzimas sobre superfícies sólidas; Study on the interactions between enzymes and polymers: Influence of polyethylene glycol on the activity and conformation of enzymes. Adsorption of enzymes onto solid surfaces

Pancera, Sabrina Montero
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.14%
Este trabalho visou investigar as interações entre enzimas e polímeros em solução e a adsorção das mesmas sobre superfícies sólidas e para isto foi dividido em duas partes distintas. Na primeira parte a influência do poli(etileno glicol) (PEG), polímero considerado inerte e utilizado em muitos processosbiotecnológicos, na atividade enzimática e na conformação estrutural de enzimas foi estudada através de medidas de espectrofotometria- UV, calorimetria e espalhamento de raio-X de baixo ângulo (SAXS). Foram escolhidas neste estudo as enzimas glicose-6-fosfato desidrogenase (G-6-PDH) e hexoquinase (HK), que são enzimas largamente aplicadas em análises clínicas na determinação de glicose no sangue, e também a enzima álcool desidrogenase (AD), utilizada para determinação de concentração de álcool. Foram obtidos resultados quantitativos, numa faixa de baixa concentração de enzima, que indicam uma forte influência de PEG na atividade das enzimas estudadas. Medidas de calorimetria revelaram que PEG interage não só com a enzima em estudo mas também com a coenzima NADP+. Numa faixa de concentração maior, os resultados de SAXS mostraram que PEG exerce também um efeito significativo no processo de agregação das enzimas. Acima de tudo...

Desenvolvimento de compósito cerâmico a partir de mistura de alumina e polímero pecursor  cerâmico polissilsesquioxano; DEVELOPMENT OF CERAMIC COMPOSITES FROM MIXTURE OF ALUMINA AND CERAMIC PRECURSOR POLYMER POLY (SILSESQUIOXANE)

Machado, Glauson Aparecido Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.11%
O processamento de materiais cerâmicos, a partir de pirólise de polímeros precursores, tem sido intensivamente pesquisado no decorrer das últimas décadas, devido às vantagens que esta via proporciona, como: temperaturas de processo inferiores as das técnicas convencionais; controle da estrutura em nível molecular; possibilidade de síntese de grande variedade de compostos cerâmicos; obtenção de peças semi-acabadas; etc. O processo de pirólise controlada de polímero e carga ativa (AFCOP-active filler controlled polymer pyrolysis) possibilita a síntese de compósitos cerâmicos, por meio de reação entre cargas adicionadas (óxidos, metais, intermetálicos, etc.) e produtos sólidos e gasosos, provenientes da decomposição polimérica. Com base neste processo, no presente trabalho foram confeccionadas amostras de alumina, contendo adições de 10 e 20% em massa, de polímero precursor polissilsesquioxano. Estas foram pirolisadas a 900°C e tratadas termicamente em temperaturas de 1100, 1300 e 1500ºC, empregando-se taxa de aquecimento de 5°C/ min. e atmosfera de N2. As amostras foram caracterizadas em relação à densidade aparente, porosidade e dureza, após cada etapa de tratamento térmico. As transformações estruturais foram analisadas por difração de raios X...

Implantação iônica de baixa energia em polímero para desenvolvimento de camadas compósitas nanoestruturadas condutoras litografáveis.; Low energy ion implantation into polymers to develop conductive composite layers for lithography.

Teixeira, Fernanda de Sá
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.14%
Eletrônica utilizando polímero em substituição ao silício é uma área de pesquisa recente com perspectivas econômicas promissoras. Compósitos de polímeros com partículas metálicas apresentam interessantes propriedades elétricas, magnéticas e ópticas e têm sido produzidos por uma grande variedade de técnicas. Implantação iônica de metais utilizando plasma é um dos métodos utilizados para obtenção desses compósitos condutores. Neste trabalho é realizada implantação de íons de ouro de baixa energia em PMMA utilizando plasma. O PMMA tem grande importância tecnológica sendo largamente utilizado como resiste em litografias por feixe de elétrons, raios-X, íons e deep-UV. Como resultado da implantação iônica de baixa energia em PMMA há formação de uma camada nanométrica de material condutor. Esse novo material, denominado compósito isolante-condutor, permite criar micro e nanodispositivos através de técnicas largamente utilizadas em microeletrônica. Medidas elétricas são realizadas in situ em função da dose de íons metálicos implantada, o que permite um estudo das propriedades de transporte desses novos materiais, que podem ser modeladas pela teoria da percolação. Simulações utilizando o programa TRIDYN permitem obter a profundidade e o perfil da implantação dos íons. São mostradas caracterizações importantes tais como Microscopia Eletrônica de Transmissão...

Desenvolvimento de processos de fabricação de dispositivos óptico integrados em tecnologia de silício para aplicação em sensoriamento.; Development of integrated optic devices fabrication process in silicon technology for sensing applications.

Carvalho, Daniel Orquiza de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
76.07%
Os objetivos desta tese são: o estudo e aprimoramento dos diferentes parâmetros geométricos e de processo de fabricação de guias de onda ARROW (Anti-Resonant Reflecting Optical Waveguides), visando reduzir as perdas por propagação; e o projeto, fabricação e caracterização de sensores óptico integrados utilizando os processos aprimorados. Os parâmetros estudados foram: os materiais utilizados nas camadas antirresonantes, as espessuras destas camadas, a profundidade de corrosão para definição do rib e a rugosidade nas paredes laterais, que considera-se o parâmetro mais crítico no que diz respeito às perdas por propagação obtidas com o processo de fabricação utilizado neste trabalho. Os materiais utilizados na fabricação dos guias de onda ARROW sobre substrato de silício foram filmes de oxinitreto de silício (SiOxNy) depositados por PECVD à temperatura de 320°C, filmes de SiO2 crescidos em forno de oxidação em ambiente úmido a 1200°C e filmes de TiOxNy depositados pela técnica de Magnetron Sputtering Reativo. A definição das paredes laterais dessas estruturas foi feita através da Corrosão por Plasma Reativo (RIE) e técnicas fotolitográficas convencionais. Para o aprimoramento dos processos, as técnicas de caracterização utilizadas foram: medidas de perdas por propagação...

Caracterização térmica de filmes finos através da microscopia fototérmica de reflexão

Laura Ramos de Freitas
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2000 PT
Relevância na Pesquisa
56.14%
A caracterização térmica de filmes finos tem altíssima relevância tecnológica devido à sua ampla utilização na fabricação de dispositivos. Além disso, apresenta também um aspecto fundamental já que as propriedades térmicas podem ser alteradas neste tipo de estrutura devido ao rearranjo dos átomos ou moléculas. A Microscopia Fototérmica de Reflexão se mostrou adequada para realizar este tipo de caracterização, com a vantagem de ser uma técnica sem contato. Esta técnica fundamenta-se na variação da refletância da amostra, causada pela geração de calor quando se incide luz laser modulada sobre a mesma. A onda térmica assim gerada é sondada através de um segundo feixe laser contínuo que é refletido na superfície do material. Construímos, então, um modelo teórico tridimensional que descreve a propagação de ondas térmicas nestas estruturas, incluindo uma resistência térmica na interface filme/substrato. Foram feitas simulações computacionais para amostras de ouro sobre vidro, polímero sobre vidro e polímero sobre silício. Basicamente, pode-se realizar dois tipos de experimento (simulação): fixar a posição dos feixes e varrer a freqüência de modulação, ou fixar a freqüência de modulação e variar a posição relativa dos feixes. Neste segundo caso...

Utilização de polimeros de silicio como precursores de SiC e SiCxOy na obtenção de compositos contendo fibras de carbono

Eduardo Radovanovic
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2000 PT
Relevância na Pesquisa
66.07%
Neste trabalho foram preparados os compósitos C-C/SiC, C-C/SiCxOy e C/Si CxOy, utilizando-se distintos polímeros de silício, previamente selecionados, como precursores da fase cerâmica. A seleção dos melhores precursores poliméricos foi efetuada com base nas composições dos produtos e nos rendimentos cerâmicos obtidos na pirólise, a 1000°C, das misturas constituídas por poli(metilsilano), PMS, e poli(dimetilsilano-co-metilvinilsilano), PMVS, precursora do SiC, e por poli(metilsiloxano), PMSO, e 1,3,5,7-tetrametil-1,3,5,7-tetravinilciclotetrasiloxano, D4Vi, precursora do SiCxOy. A mistura polimérica selecionada foi infiltrada em laminados de tecidos de fibras de carbono, sendo em seguida submetida à pirólise, dando origem aos compósitos C-C/SiC e C-C/SiCxOy, após cinco ciclos consecutivos de infiltração/pirólise. O mesmo procedimento foi empregado na obtenção do compósito C/SiCxOy, sendo que um feltro de poli(acrilonitrila) foi o precursor das fibras de C. Os compósitos C-C/SiC e C-C/SiCxOy apresentaram um melhor desempenho termo-oxidativo que o do C-C, evidenciando o efeito protetor da fase cerâmica nas fibras de carbono. A avaliação das propriedades mecânicas destes compósitos, realizada por ensaios de flexão...

Silarilenos-siloxanos : sintese, correlação estrutura-propriedades e blendas com polimeros organicos

Moises Magalhães Werlang
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/1996 PT
Relevância na Pesquisa
56.29%
O desenvolvimento e a utilização de polímeros à base de silício tem se intensificado nos últimos anos devido, principalmente, às propriedades diferenciadas apresentadas por esta classe de polímeros. Particularmente, tem se destacado a utilização do poli(dimetilsiloxano), PDMS, o qual apresenta um conjunto de propriedades pouco comuns aos polímeros orgânicos, dentre as quais estão a alta flexibilidade a baixas temperaturas, inércia química, biocompatibilidade, hidrofobicidade e alta permeabilidade a gases. Entretanto, este polímero não apresenta uma excelente estabilidade térmica. Uma das formas de se melhorar esta última propriedade é através da inserção de grupos rígidos ao longo da cadeia do mesmo, minimizando a ocorrência de reações de ciclização, responsáveis pela degradação do polímero, mas, consequentemente, afetando as demais propriedades destes materiais. Neste trabalho procurou-se estudar a correlação estrutura-propriedades de uma série de polissilarilenos e poli(silarilenos-siloxanos), destacando-se a observação dos efeitos provocados na temperatura de transição vítrea (Tg), na cristalinidade e na estabilidade térmica dos mesmos. Buscou-se também observar a influência da massa molar e da presença ou não de grupos terminadores de cadeia polimérica sobre as propriedades dos materiais. Além disso...

Polissilanos como precursores para carbeto de silicio

Mauricio Fernando Gozzi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/03/1995 PT
Relevância na Pesquisa
66.35%
Neste trabalho, procurou-se desenvolver polímeros à base de silício que pudessem agir como bons precursores pirolíticos de carbeto de silício, SiC, cujas excelentes propriedades físicas e químicas, tais como dureza, resistência à oxidação e a altas temperaturas, fazem deste material uma das cerâmicas tecnologicamente mais importantes. O polimetilsilano, PMS, foi escolhido como polímero-base nas investigações por guardar a mesma proporção entre átomos de silício e carbono que o SiC (1:1). O PMS, por pirólise, gerou um material cerâmico em baixo rendimento (~20%) e composição rica em silício (62,4% SiC, 37,6% Si). Com o objetivo de melhorar o desempenho do PMS, foram realizadas modificações em sua estrutura obtendo-se três classes distintas de precursores: 1. Copolímeros com unidades di- e tri- funcionais do tipo -[(CH3HSi)a(CH3Si)b]n-, para os quais se observou aumento do rendimento cerâmico, em relação ao PMS. Este fato pode ser explicado pelo aumento do número de grupos tri-funcionais, que atuaram como pontos de reticulação do polímero, impondo restrições à evolução de ciclos organossilanos voláteis durante a pirólise. Entretanto, o rendimento sintético da fração solúvel destes polímeros se mostrou muito baixo. 2. O PMS foi submetido à radiação ultra-violeta (em presença ou não de AIBN)...

Avaliação de revestimentos hibridos organo-inorganicos e de resinas polissiloxanas aplicadas sobre aço galvanizado e sobre camadas de Zn-Fe; Organic-inorganic hybrid coatings and polysiloxanes resins for corrosion protection of galvanized steel and electroplated ZnFe steel

Maria Eliziane Pires de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
75.85%
As características protetoras das superfícies de aços galvanizados são geralmente intensificadas através da passivação por cromo hexavalente (Cr+6). Porém, por ser este um elemento tóxico, vários estudos visando a substituição do procedimento de cromatização vêm sendo realizados. As resinas de polissiloxanos e materiais híbridos organo-inorgânicos preparados pelo processo sol-gel, podem vir a ser um excelente substituinte ao processo de cromatização. Neste trabalho, filmes híbridos organo-inorgânico e filmes de silicone foram aplicados em aço galvanizado e em camadas de Zn-Fe. Os revestimentos foram então avaliados através de Espectroscopia de Impedância Eletroquímica. Os dados obtidos pela Espectroscopia foram modelados através de um circuito equivalente, permitindo a obtenção dos parâmetros eletroquímicos para os sistemas avaliados. Além disso, o potencial em circuito aberto, para os diferentes sistemas, foi monitorado durante processo de desgaste em sistema pino-disco em solução de NaCI 3%. Os revestimentos foram comparados em termos de resistência à corrosão e coeficiente de fricção. Os resultados mostram um bom desempenho para os revestimentos como protetores de corrosão e o comportamento destes mostraram-se dependente do tipo de revestimento metálico que foi aplicado no aço.; Chromating pre-treatments have been widely used to improve galvanized steel corrosion resistance. However...

Nanocristais de silício e nanofios de óxido de zinco com érbio; Silicon nanocrystals and zinc oxide nanowires with erbium

Danilo Mustafa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.18%
No presente trabalho apresentamos um estudo da luminescência de érbio em nanocristais de silício (nc-Si) e nanofios de óxido de zinco (nw-ZnO). Os nanocristais de silício com érbio são obtidos através do tratamento térmico de filmes finos amorfos de sub-óxidos de silício (SiOx) preparados por rf-sputtering, variando a concentração de Oxigênio e érbio durante o crescimento. O érbio é adicionado aos filmes cobrindo parcialmente a superfície do alvo de silício com pequenos cacos de érbio metálico. Medidas de espectroscopia Raman e microscopia eletrônica de alta resolução (HRTEM) fornecem o tamanho e densidade de nanocristais em cada amostra. Medidas de fotoluminescência (PL) dos nanocristais na temperatura ambiente mostram que o tamanho dos nanocristais varia com a concentração de oxigênio e temperatura de tratamento térmico. A dependência da PL dos nanocristais com a temperatura pode ser entendida considerando a competição entre processos radiativos e não-radiativos. Em amostras com érbio a taxa de recombinação não-radiativa é maior que nas amostras sem érbio. O estudo da PL dos nanocristais e dos íons Er3+ mostra que o Er3+ funciona como um centro de recombinação não-radiativa para a energia proveniente da recombinação de portadores nos nanocristais. Neste caso...

Compósito ordenado de acrilato e sílica como plataforma para nanoestruturação de materiais

Chavero, Lucas Natálio
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.07%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Programa de Pós-Graduação em Física, Florianópolis, 2009.; Neste trabalho apresentamos o processo de nanoestruturação por máscara híbrida, que permite a fabricação de redes ordenadas de esferas metálicas a partir de um molde polimérico. As máscaras híbridas são formadas em substratos de silício, por spin-coating de uma solução contendo esferas de sílica monodispersas num solvente polimérico fotossensível, posteriormente submetido a um processo de cura por radiação ultravioleta (fotopolimerização). Todas as esferas utilizadas para a fabricação das máscaras foram sintetizadas no próprio laboratório, com o domínio do processo de síntese de esferas submicrométricas de sílica monodispersas para diversos diâmetros. Obtidas as máscaras, dois caminhos poderão ser seguidos: remoção do polímero através de plasma de oxigênio ou remoção seletiva das esferas de sílica por corrosão química. No segundo caso, após a remoção das esferas, obtemos um polímero microporoso que posteriormente pode ser preenchido com o metal de interesse via eletrodeposição. Após a retirada do molde polimérico observamos que os depósitos adquirem um espaçamento e periodicidade semelhante àquele que as esferas de sílica possuíam enquanto envoltas pelo polímero. O domínio da técnica de fabricação de redes metálicas ordenadas ainda é inédito no país e abre um imenso potencial para o estudo de propriedades fotônicas...

Desenvolvimento de aços autolubrificantes via compactação de pós granulados

Demétrio, Vagner Bendo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 88 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
65.85%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais, Florianópolis, 2012; O objetivo deste trabalho foi o desenvolvimento de aços com baixo coeficiente de atrito via metalurgia do pó através de uma rota de processamento que unisse as características metalúrgicas próximas aos aços produzidos por metalurgia do pó via injeção (MPI) com a facilidade e o custo do processo de fabricação via compactação de pós. Assim neste trabalho estudou-se uma rota de granulação de pós, utilizando a matéria prima empregada na MPI e um aglomerante orgânico para formar os grânulos. Os ligantes orgânicos estudados foram a parafina (PW) e o Etileno-Acetato de Vinila (EVA), e devido as características dos polímeros e dos pós empregados, o ligante que apresentou melhores resultados foi o EVA, que manteve os grânulos formados durante o manuseio dos pós granulados. A composição da liga estudada foi Fe+0,6C+3SiC, devido aos melhores resultados encontrados em trabalhos anteriores realizados no Laboratório de Materiais da UFSC. No presente trabalho, foi avaliada a influência do tamanho médio das partículas de ferro e de carboneto de silício (SiC)...

Ferramentas odontológicas de Si3N4 revestidas com diamante CVD

Salgueiredo, Ermelinda da Conceição Portela
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.08%
Os filmes de diamante depositados por deposição Química em Fase Vapor (CVD) apresentam um grande potencial para aplicação como brocas para odontologia. No presente trabalho, brocas de cerâmicos à base de nitreto de silício, Si3N4, foram produzidas a partir de pós comerciais, sinterizadas sem pressão aplicada e maquinadas até à forma final, usando como modelo uma broca comercial de aço. O nitreto de silício usado como substrato garante elevados níveis de adesão para os filmes de diamante microcristalino e nanocristalino. Antes de efectuar a deposição dos filmes de diamante, as brocas sofreram um tratamento superficial por plasma de CF4 para aumentar a adesão dos filmes ao substrato, seguindo-se uma riscagem em suspensão de pó de diamante visando favorecer a nucleação do diamante durante a deposição. Filmes de diamante foram depositados pela técnica de CVD assistida por Filamento Quente (HFCVD) sobre brocas de Si3N4, começando por uma camada de diamante microcristalino que apresenta excelente adesão nestes cerâmicos, seguindo-se uma camada de diamante nanocristalino de baixa rugosidade. Os filmes foram caracterizados microestruturalmente por SEM e espectroscopia Raman. Por SEM foi possível observar a densidade e homogeneidade dos filmes depositados e por espectroscopia Raman verificouse a qualidade dos filmes depositados. Antes da colocação de um implante dentário no leito mandibular é necessário proceder à furação do osso com brocas de dimensão adequada. Para efectuar os ensaios de furação foi utilizada uma máquina de ensaios mecânicos universal...

Qualidade fisiológica, sanitária e enzimática de sementes de arroz irrigado recobertas com silício

Tunes,Lilian Vanussa Madruga de; Fonseca,Daniel Ândrei Robe; Meneghello,Géri Eduardo; Reis,Bruna Barreto dos; Brasil,Veronica Duarte; Rufino,Cassyo de Araújo; Vilella,Francisco Amaral
Fonte: Universidade Federal de Viçosa Publicador: Universidade Federal de Viçosa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
76.15%
O tratamento de sementes com a utilização de silício em sementes de boa qualidade constitui prática para o aumento da produtividade. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do recobrimento de sementes de arroz com duas fontes de silício, em seus atributos fisiológicos, enzimáticos e sanitários. Empregaram-se os cultivares de arroz Irga 424 e Puitá Inta CL e de duas fontes de silício: silicato de alumínio e casca de arroz carbonizada moída, consistindo nas doses de 0; 30; 60; 90 e 120 g 100 kg-1 (de cada produto aplicado) de sementes mais polímero e água, totalizando um volume de calda de 1 L 100 kg-1 de sementes. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com quatro repetições. A qualidade fisiológica das sementes foi avaliada no (LAS-FAEMUFPel) pelos testes de germinação, primeira contagem de germinação, comprimento da parte aérea e raiz, teste de frio e emergência em campo. Para diferenciação isoenzimática, as isoenzimas analisadas foram: esterase, glutamato oxalacetato transaminase e peroxidase, para todos os tratamentos. A avaliação da qualidade sanitária das sementes foi realizada pelo método do papel de filtro ou "Blotter Test". Doses crescentes de casca de arroz carbonizada e de silicato de alumínio...

Produção de heterojunções de polianilina/silício e nanofibras de polianilina para aplicações em dispositivos híbridos

Ricardo Cárdenas Nieto, Jairo; Felisberto da Silva Júnior, Eronides (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.39%
Neste trabalho foi desenvolvida a metodologia para a síntese e fabricação de heterojunções Polianilina (PANI) Silício (Si), que apresentam um grande potencial para aplicações tecnológicas na área de sensores óticos, de gases e de radiação ionizante. Além disto foi implementada a técnica de electrospinning com o objetivo de produzir fibras de polianilina com diâmetro de dimensões sub-micrométrico. Filmes finos de polianilina, com espessura da ordem de 100 nm, depositados em substratos de silício pela técnica de spin coating , constituem a interface ativa das heterojunções. Os contatos metálicos para possibilitar medidas de corrente-voltagem (I x V) foram depositados pela técnica de evaporação térmica resistiva, sendo de alumínio o contato com o silício e ouro o contato com a polianilina. Os dispositivos apresentam características elétricas com boa reprodutibilidade e evidenciam a dependência das características I x V com os níveis de protonação do polímero. Medidas de absorção óptica realizadas em filmes de polianilina (natural, dopada e desdopada) depositados sobre substratos de vidro comum, permitem a comparação, entre os diferentes níveis de protonação, com as amostras em que foram fabricadas as heterojunções. Com os resultados das caracterizações I x V e de absorção óptica...

Estudo do comportamento do polímero de mamona como material de substituição óssea em defeito diafisário no fêmur de ratos frente a alterações secundárias à associação com nanopartículas de sílica e zircônia

Nacer, Renato Silva
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.22%
O objetivo deste estudo foi avaliar o comportamento biológico do polímero de mamona como substituto ósseo em defeito diafisário no fêmur de ratos associado à presença de nanopartículas de Sílica e Zircônia em diferentes tempos de evolução. Foram utilizados 36 ratos machos da linhagem WISTAR, divididos em quatro grupos distintos e subdivididos por período de análise, sendo: grupo 1 (G1) - defeito ósseo preenchido com polímero de mamona acrescido de carbonato de cálcio; grupo 2 (G2) - polímero de mamona com carbonato de cálcio dopado com 5% de nanopartículas de Sílica; grupo 3 (G3) - polímero de mamona com carbonato de cálcio dopado com 10% de nanopartículas de Sílica; e grupo 4 (G4) - polímero de mamona acrescido de carbonato de cálcio dopado com 5% Zircônia. Decorrido o período de observação de 15, 30 e 60 dias, os animais foram submetidos à eutanásia e os fêmures removidos e encaminhados para avaliação histológica e microscopia eletrônica de varredura. A microscopia eletrônica revelou porosidade distinta em função da natureza do dopante. A avaliação histológica mostrou que houve crescimento ósseo em todos os grupos estudados, com maior tendência de crescimento no grupo contendo polímero de mamona acrescido apenas por carbonato de cálcio. No período inicial de avaliação (15 dias) observou-se ausência de neoformação óssea nos animais do G2...

Polissiloxanos polissilazanos como precursores de materiais ceramicos e suas aplicacões na obtenção de compositos de matriz ceramica

Marco Antonio Schiavon
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
56.29%
Este trabalho envolveu a preparação de diferentes polímeros pré-cerâmicos, como polissiloxano e polissilazano, e sua conversão, por pirólise sob atmosfera controlada, a vidros de oxicarbeto de silício (SiOC) e carbonitreto de silício (SiCN), respectivamente. O polissiloxano foi gerado a partir da reação de hidrossililação entre os oligômeros 1,3,5,7-tetravinil-1,3,5,7-tetrametilciclotetrassiloxano e 1,3,5,7-tetrametil-1,3,5,7-ciclotetrassiloxano, e o polissilazano por polimerização radicalar do oligômero 1,3,5-trivinil-1,3,5-trimetilciclotrissilazano. A conversão polímero-cerâmica foi monitorada por técnicas como IV, RMN Si-29 e C-13, e DRX. Compósitos de matriz cerâmica (CMC) como SiC/SiCxO4-x e Si3N4/SiCxO4-x foram preparados utilizando-se polissiloxano e cargas inertes como SiC e Si3N4. A mistura deste polímero com CrSi2 como carga reativa gerou os compósitos SiC/CrSi2 e Si3N4/Cr3C2, sob atmosferas de Ar e N2, respectivamente. Em todos estes casos o polissiloxano atuou não somente como agregante das partículas do pó, mas também como precursor da fase cerâmica rica em SiC, possibilitando controle do encolhimento e da porosidade dos CMC´s. Os CMC's apresentaram boas propriedades mecânicas quando avaliados por ensaios de flexão em três pontos e resistência à abrasão. A introdução de boro em um polissiloxano...

Síntese de um novo polímero conjugado e reticulável e sua aplicação em células fotovoltaicas

Lourenço, Soraia Cristina Fagueiro
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.18%
No campo da investigação das células fotovoltaicas orgânicas é necessário desenvolver e optimizar estratégias para incrementar quer a eficiência das mesmas, quer o tempo de vida dos dispositivos e assim aumentar a competitividade em relação às células convencionais de materiais inorgânicos (ex.: silício). Neste âmbito, o adequado design molecular de novos materiais orgânicos para a camada activa das células e o controlo das características morfológicas desta camada representam factores determinantes para alcançar a optimização destes dispositivos. A utiliza ção de polímeros conjugados e reticuláveis como componentes doadores de electrões na camada activa das células demonstrou, em trabalhos anteriores, a possibilidade de obter um controlo da morfologia daquela camada a uma escala submicrométrica. Mais, a capacidade dos polímeros reticuláveis para formar redes poliméricas constituídas por ligações cruzadas deverá permitir maior estabilidade da camada activa onde o polímero se incorpora, face à exposição a variações de temperatura e a tempo prolongado. Neste trabalho foi sintetizado um novo polímero conjugado e reticulável...

Desarrollo y caracterización de sensores químicos de estado sólido para aplicaciones biomédicas

Zine, Nadia
Fonte: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis Formato: application/pdf
Publicado em //2005 SPA; SPA
Relevância na Pesquisa
56.15%
Consultable des del TDX; Títol obtingut de la portada digitalitzada; El trabajo realizado para la tesis se ha centrado en el desarrollo y el estudio de multi-sensores químicos basados en silicio para aplicaciones biomédicas. Dicho trabajo se divide en tres partes: En la primera parte se han fabricado sensores de silicio basados en transistores de efecto de campo sensibles a iones (ISFET). El dispositivo tiene forma de aguja e incluye dos sensores ISFETs, un pseudo-electrodo de referencia de platino y un sensor de temperatura basado en una resistencia de platino. Los ISFETs se han caracterizado eléctricamente como transistores MOSFET y químicamente como sensores de pH, con resultados satisfactorios, lo que ha demostrado la viabilidad de las tecnologías de fabricación. Se han desarrollado MEMFETs selectivos al ión potasio depositando sobre el ISFET una membrana polimérica de PVC que contiene la valinomicina como ionóforo. Los sensores mostraron una respuesta de 50 mV/década aproximadamente, en un rango de actividad del ión K+ que va desde 10-4 M hasta 10-1 M. Debido a su gran volumen, el electrodo de referencia estándar no es práctico para trabajar con ISFETs. Por ello se ha estudiado la realización de medidas diferenciales utilizando además del MEMFET de potasio...

Sensores piezoeléctricos de fluoruro de polivinilideno modificado con nanopartículas de sílice para aplicaciones en MEMS

Arenas,Concepción; Rangel,Domingo; Castaño,Victor M.; Loa,Erika; Vega,Marina
Fonte: Sociedad Mexicana de Ciencia y Tecnología de Superficies y Materiales A.C. Publicador: Sociedad Mexicana de Ciencia y Tecnología de Superficies y Materiales A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 ES
Relevância na Pesquisa
66%
Nanopartículas de óxido de silicio (SiO2) de 200nm fueron usadas para modificar las propiedades piezoeléctricas del fluoruro de polivinilideno (PVDF). Películas de PVDF con espesores de micrómetros fueron preparadas disolviendo PVDF en polvo en una solución de N,N-Dimetilformamida (DMF), precalentada a 60°C y 110°C, para potenciar la fase β en el polímero. Los sensores piezoeléctricos fueron fabricados con películas de PVDF colocadas entre dos placas de cobre (Cu), las cuales funcionan como contactos eléctricos para colectar el potencial piezoeléctrico. Estos dispositivos fueron sometidos a cargas mecánicas en un intervalo de 50DN a 400DN. La influencia de las nanopartículas de SiO2 sobre las propiedades piezoeléctricas del PVDF fue estudiada mediante rayos-X e infrarrojo. Se observaron cambios significativos en el potencial piezoeléctrico cambiando el porcentaje en masa de SiO2 en las películas de PVDF. Los resultados muestran que dicho potencial se incrementa al agregar solo un 5wt% de nanopartículas de SiO2. En concentraciones mayores de 5wt% el potencial se reduce ligeramente debido a la distribución no homogénea de las nanopartículas de SiO2 en la película de PVDF. La metodología empleada en este trabajo...