Página 1 dos resultados de 1288 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

A política de crédito rural e o desempenho da agricultura brasileira : uma análise de 1985 a 2012

Casco, Amanda Silveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.4%
A agricultura no Brasil sempre desempenhou papel fundamental na história econômica do país. A política agrícola brasileira, bem como o Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR), serviram, e ainda o fazem, como fomentadores do desenvolvimento deste setor. A agricultura brasileira, em conjunto com o agronegócio, colocou o país na posição de celeiro mundial e exportador de commodities. A partir desta idéia, optou-se por realizar este trabalho, buscando apresentar o desenvolvimento da política agrícola brasileira, bem como o desenvolvimento da política de crédito rural, dentro do contexto macroeconômico brasileiro. Além disso, o trabalho também tem como objetivo analisar o desempenho da agricultura brasileira no período de 1985 a 2012. Para realizar a análise da política agrícola e da política de crédito rural utilizou-se revisão da literatura a respeito dos assuntos abordados. A análise do desempenho agrícola foi realizada a partir de séries históricas e dados referentes aos ao setor. A partir da análise dos resultados obtidos foi possível verificar que o setor agrícola brasileiro evoluiu no sentido de fundamentar-se como um dos principais setores brasileiros. Em linha, as políticas agrícolas e a política de crédito rural em muito foram responsáveis pelo desempenho do setor...

Desafios internacionais à política agrícola norte-americana: o contencioso do algodão entre Brasil e Estados Unidos e o CAFTA-DR

Lima, Thiago
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 141 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
56.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Relações Internacionais (UNESP - UNICAMP - PUC-SP) - FFC; O objetivo da dissertação é analisar a capacidade de eventos internacionais gerarem modificação em políticas públicas nos Estados Unidos. Para tanto, dois desafios internacionais a uma política tradicional dos Estados Unidos, a Farm Bill, foram analisados. Os casos são o contencioso do algodão entre Brasil e Estados Unidos na OMC e a ratificação pelo Congresso do CAFTA-DR. A análise foi conduzida à luz da literatura que trata das relações entre política doméstica e relações internacionais. Concluiu-se que os desafios internacionais tiveram sucesso parcial e que esse sucesso teve relação com o engajamento de atores domésticos norte-americanos, sobretudo do Executivo, em modificar a política agrícola em uma direção convergente com a pretendida pelos desafiadores. Os desafios, no entanto, não geraram estímulo suficiente para uma reforma estrutural abrangente da política agrícola até o momento. Palavras-chave: Estados Unidos; política agrícola; política comercial; algodão; CAFTADR Abstract This dissertation has the purpose to analyze the capacity of international events to cause changes in U.S. public policies. To do so...

Política agrícola comum na União Europeia de sua formação a 2006

Vier, Paula
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 70 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.36%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.; O presente trabalho de conclusão de curso discorre sobre a Política Agrícola Comum da UE e a atual discussão sobre a liberalização agrícola no âmbito da OMC, frente às regras sobre subsídios à exportação, segurança alimentar e a multifuncionalidade da agricultura. O estudo tem como objetivo analisar como estão sendo as medidas de apoio político aos subsídios agrícolas (internos e externos) - atualmente regulados pelo GATT - no contexto do Acordo sobre a Agricultura da Rodada do Uruguai (AARU). Observou-se ao longo da formação da Política Agrícola Comum e de suas reformas que a atividade comercial voltada a agricultura sempre teve destaque junto aos objetivos da Comissão Européia, ora para controlar a produção, ora para proteger o seu mercado dos preços mundiais praticados. Como forma de realizar a sua política, a UE utilizou-se de subsídios internos, a fim de promover o desenvolvimento na área rural, bem como manter-se no mercado agrícola. Porém, esta estratégia ficou enfraquecida perante a OMC no sentido que tais subsídios eram considerados impraticáveis no ideal de um mercado mundial comum. Assim...

A política agrícola comum da união europeia: um estudo das suas implicações para o estado de (in)segurança alimentar no MERCOSUL

Medina, Maria Victoria Garcia
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 113 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.27%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Relações Internacionais.; O tema da pesquisa concentra-se no estudo da Política Agrícola Comum (PAC), mecanismo propulsor da segurança alimentar na União Europeia (UE), como um dos fatores causais da insegurança alimentar no Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). O conceito de segurança alimentar será tratado nesta monografia sob uma perspectiva de direitos humanos, que pressupõe a garantia de acesso da população a alimentação adequada, observada somente em uma circunstância de desenvolvimento socioeconômico. Ancorada pelo método indutivo, a pesquisa tem como objetivo geral elaborar um panorama da PAC e suas implicações para a insegurança alimentar do MERCOSUL à luz da teoria da decolonialidade. Dessa forma, a presente monografia encontra-se situada no campo de estudos de cooperação e integração internacionais, relativizada por discussões acerca das relações econômicas e políticas entre MERCOSUL e UE. O estudo é dividido em três capítulos nos quais estão compreendidos os objetivos específicos, sendo eles: elucidar o arcabouço conceitual do direito humano a uma alimentação adequada (DHAA) e da segurança alimentar bem como...

A NOVA REFORMA DA POLÍTICA AGRÍCOLA COMUM E SUAS CONSEQUÊNCAS NUM SISTEMA AGRÍCOLA MEDITERRÂNEO DE PORTUGAL

Carvalho, Maria Leonor da Silva; Godinho, Maria de Lurdes Ferro
Fonte: Anais do XLIII Congresso da SOBER Publicador: Anais do XLIII Congresso da SOBER
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.23%
A agricultura mediterrânea de sequeiro está sujeita a um considerável nível de risco na produção devido à variabilidade das condições meteorológicas. As intervenções governamentais através de instrumentos de estabilização do rendimento têm tido um forte impacto nas explorações agro-pecuárias da região Mediterrânea, levando a alterações quer a nível da afectação da terra quer a nível do rendimento e sua variabilidade. Usando um modelo de programação estocástica discreta associado a uma estrutura MOTAD, analisou-se o impacto da Reforma da Política Agrícola Comum de 2003 na afectação da terra e na variabilidade do rendimento de uma exploração agropecuária típica do Alentejo, região mediterrânea. Os resultados mostram um aumento da extensificação das actividades produtivas. Mostram também um aumento do rendimento total da exploração, uma diminuição da variabilidade relativa do rendimento total e um aumento do risco relativo do rendimento da produção. No entanto, o risco resultante da variabilidade do rendimento obtido na produção aumenta.

Integrative landscape management. New parameters for the implementation of common agriculture policy. A case study in southern Portugal; Gestão integrativa da paisagem. Novos parâmetros para a implementação da política agrícola comum. Um estudo de caso no sul de Portugal

Oliveira, Maria do Rosário Gaspar de
Fonte: Universidade de évora Publicador: Universidade de évora
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
66.18%
Uma das características da sociedade no início do século XXI é a velocidade de mudança que cruza todos os seus domínios e geografias. A paisagem pode ser vista como um retrato dinâmico dessas mudanças. Assim, a investigação sobre a paisagem pode dar importantes contribuições para a compreensão não só dos processos de mudança e do factores que a determinam, mas também do modo como as pessoas e a sociedade em geral se relacionam com a paisagem no que diz respeito ao seu passado, presente e futuro. A combinação destas abordagens poderá trazer novos contributos para qualificar o processo de tomada de decisão que tem que ser considerado a diferentes níveis, no sentido da gestão responsável e sustentável da paisagem. No entanto, a paisagem é actualmente um conceito complexo como resultado das diferentes componentes e disciplinas nas quais o seu significado está embebido. Portanto, seja qual for o contexto e o propósito no qual tal conceito possa ser utilizado, é necessário definir a base conceptual que enquadra a investigação. Esta tese pretende compreender as transformações da paisagem de uma área rural periférica no Sul de Portugal, considerada como Estudo de Caso — o concelho de Mértola, onde a Política Agrícola Comum (PAC) desempenhou um importante papel nas transformações que ali ocorreram nos últimos 20 anos. Essas mudanças foram estudadas em termos espaciais e em termos da percepção que dela têm os seus diversos utilizadores. A escolha da escala local para esta investigação foi considerada a forma mais adequada para abordar a complexidade que a paisagem pressupõe...

Avaliação dos efeitos da nova P.A.C. e do aumento da concorrência nos mercados agrícolas no sector agrícola português: uma abordagem de equilíbrio parcial

Anastácio, João António Foral
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.44%
O sector agrícola português vai enfrentar novos desafios a partir do início do século. A nova Política Agrícola Comum, cuja proposta consta do documento "Agenda 2000", penaliza os agricultores portugueses. O aumento da pressão concorrencial nos mercados dos produtos agrícolas, devido à maior abertura ao mercado mundial, por força dos compromissos assumidos nos acordos assinados no quadro do "Uruguay Round" pela União Europeia, e pelo alargamento a Leste da União, promoverá a queda dos preços internos no produtor. A conjugação do cumprimento dos compromissos assumidos no "Uruguay Round" pela União Europeia e das medidas da nova Política Agrícola Comum levará a quebras no rendimento dos agricultores portugueses, com consequências negativas na ocupação do espaço rural, no emprego e no equilíbrio social e ambiental. A quebra do rendimento dos agricultores portugueses constitui o problema deste trabalho de investigação. A sua delimitação e identificação permitiu explicitar três objectivos principais. 0 primeiro objectivo pretende desenvolver um modelo de programação matemática para avaliar o impacte de algumas medidas da nova Política Agrícola Comum (PAC) e do aumento da pressão concorrencial no mercado interno dos produtos agrícolas...

Perspectivas de evolução da margem bruta das principais culturas arvenses no Alentejo no contexto da Política Agrícola Comum

Santos, João Eduardo Nunes de Oliveira
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.31%
Este trabalho consiste no estudo das perspectivas de evolução da margem bruta de algumas culturas arvenses praticadas no Alentejo, tais como o Trigo Mole, o Trigo Duro, o Triticale, a Cevada Dística, a Aveia, o Girassol e o Milho, perante a descida dos preços dos produtos agrícolas e da atribuição de ajudas compensatórias a estas culturas, da ajuda co-financiada ao Trigo Mole, Triticale, Cevada Dística e Milho e da ajuda específica ao Trigo Duro, resultantes da Política Agrícola Comum (P.A.C.) e da reforma da P.A.C. . Começamos por analisar as principais características edafo-climáticas, que condicionam a actividade agrícola da região. Com efeito, a ausência de precipitação na estação climática mais favorável para o crescimento das plantas, a concentração desta na estação fria e a sua distribuição irregular de ano para ano, a juntar ao fraco armazenamento de água, baixa fertilidade e drenagem deficiente da maior parte dos solos, assim como a ocorrência de geadas tardias, são limitantes ao bom desenvolvimento das culturas arvenses de sequeiro. Depois caracterizamos a agricultura da região Alentejo, que representa aproximadamente um terço da superfície do continente e cerca de metade da superfície agrícola útil...

Política agrícola ou política ambiental para resolver os problemas da Amazônia?

HOMMA, A.
Fonte: Revista de Política Agrícola, Brasília, DF, v. 19, n. 1, p. 99-102, jan./mar. 2010. Publicador: Revista de Política Agrícola, Brasília, DF, v. 19, n. 1, p. 99-102, jan./mar. 2010.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.25%
O território ocupado pela Amazônia brasileira é tão extenso (corresponde a 60% do território brasileiro) que nele cabe mais da metade dos países europeus. A contribuição econômica da região para o PIB nacional é, porém, de apenas 8%. Nessa região, vivem 25 milhões de habitantes, que representam 13% da população brasileira. Mais de 72 milhões de hectares da Amazônia brasileira já foram desmatados, correspondendo a 17% do seu território, área duas vezes maior do que a do Japão ou da Alemanha, respectivamente a segunda e a quarta economia do mundo.; 2010; Ponto de vista. O autor expressa seus agradecimentos à International Association of Agricultural Economists, à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, à Fundação Heinrich Boll e ao Dr. Jan Borner, pela oportunidade de participar desse minissimpósio.

Política agrícola e intermediação financeira no período de 1965 a 1990 : conflito entre diferentes lógicas econômicas no SNCR

Guimarães, Tiago Parreira de Carvalho
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
56.37%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronegócios, 2013.; O presente estudo tem como objetivo compreender como se deu o conflito entre duas diferentes lógicas econômicas sobre o crédito rural no período que vai de 1965 a 1990 e quais pressupostos sustentavam a busca de legitimidade dessas lógicas e o consequente controle sobre as diretrizes da política do crédito rural. Adotou-se como referencial teórico elementos da Teoria Geral dos Campos de Pierre Bourdieu conjugado com proposições de Max Weber sobre racionalidade da gestão econômica. Este procedimento foi possível pela ênfase que os autores dão a questão dos conflitos entre interesses antagônicos dos agentes sociais. Isto permitiu propor a explicação do SNCR como uma proposta política de modernização do setor agrícola brasileiro que tem a origem de seus conflitos e disputas em um antagonismo de interesses construídos sobre diferentes percepções econômicas. Este estudo adota a pesquisa documental e bibliográfica e entrevistas presenciais semiestruturadas como procedimento analítico. Tratamos basicamente das duas principais “crenças econômicas” no crédito rural como sendo derivadas de diferentes padrões de racionalidade econômica. Estas geram lógicas de atuação...

Decisão em contexto de incerteza: o comportamento dos agricultores na região de sequeiro do Alentejo face à reforma intercalar da política agrícola comum

Coelho, Luís Alberto Godinho
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
56.48%
A incerteza do rendimento dos agricultores tem sido uma das grandes preocupações das sucessivas reformas da Política Agrícola Comum. Estas políticas têm procurado estabilizar os resultados dos agricultores através de subsídios. Estes subsídios tornaram-se um dos principais critérios de decisão dos agricultores. Com a reforma intercalar da Política Agrícola Comum de 2003, que permite dissociar total ou parcialmente os subsídios da produção, os agricultores passarão a tomar decisões de produção com base nas condições edafo-climáticas e nos sinais revelados pelos mercados agrícolas. Esta situação pode conduzir a uma diminuição da produção agrícola por parte dos agricultores da região de sequeiro do Alentejo em Portugal. Este trabalho caracteriza e modela o comportamento dos agricultores na região de sequeiro do Alentejo sob a Agenda 2000; prevê o seu comportamento quando confrontados com a reforma intercalar da Política Agrícola Comum; e, avalia o seu comportamento face à introdução de um seguro multirisco de área no contexto da nova Política Agrícola Comum. A análise do comportamento dos agricultores face à reforma intercalar da Política Agrícola Comum é baseada na Teoria das Expectativas Cumulativa...

A política agrícola comum (PAC) e o comércio internacional - estudo econométrico do efeito da PAC sobre as exportações agrícolas portuguesas para a União Europeia (1975-2012)

Vareta, Maria Leonor Salvador Cunha
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.33%
Dissertação apresentada ao Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto para obtenção do Grau de Mestre em Empreendedorismo e Internacionalização Orientadora: Professora Doutora Maria Clara Ribeiro Coorientadora: Mestre Maria Luísa Verdelho Alves; A presente dissertação centra-se na temática da Política Agrícola Comum (PAC) e na sua influência sobre as exportações portuguesas de bens agrícolas com destino à União Europeia. Com a implementação da Política Agrícola Comum em Portugal, a agricultura passou a regular-se pelas regras e disciplinas aí estabelecidas, ficando a sua evolução condicionada à evolução da própria PAC. Assim, pretende-se numa primeira fase compreender a evolução da PAC, contextualizando as decisões tomadas, no quadro do próprio processo de integração e de alargamento da União Europeia (UE) e no âmbito do comércio internacional. Partindo de um estudo econométrico procura-se, em seguida, captar o efeito das modificações da envolvente económico-legal, designadamente das políticas e das medidas implementadas pela UE no âmbito da PAC, na evolução das exportações portuguesas de bens agrícolas com destino à UE, no período entre 1975 e 2012. Os resultados da investigação evidenciam uma relação significativa entre a evolução das exportações...

Análisis de la conformación y consolidación del Mercado Común Europeo. Estudio de caso: la Política Agrícola Común (PAC) en el periodo 2000-2009

Ortiz Pinilla, Juan Camilo
Fonte: Facultad de Relaciones Internacionales Publicador: Facultad de Relaciones Internacionales
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2011 SPA
Relevância na Pesquisa
66.33%
Este estudio de caso intenta determinar las dinámicas propias de la Política Agrícola Común en el ámbito político, económico/comercial y social, durante la primera década del Siglo XXI, mientras se describen los principales sucesos que enmarcaron la Política Agrícola Común durante ese mismo periodo de tiempo y analizar un poco su comportamiento en diferentes dinámicas económico-comerciales teniendo de marco de aplicación, el Sistema Internacional.

Efectividad estimada de algunos de los principales instrumentos de política agrícola en Colombia

Argüello Cuervo, Luis Ricardo
Fonte: Facultad de Economía Publicador: Facultad de Economía
Tipo: info:eu-repo/semantics/book; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em /09/2012 SPA
Relevância na Pesquisa
66.29%
Algunos cambios recientes en la política agrícola en Colombia se han orientado hacia la implementación de medidas de apoyo directo a los productores, con el fin de proteger su ingreso y fomentar una mayor competitividad del sector. No obstante, estimaciones acerca del impacto esperado de este tipo de instrumentos, medido en té rminos de cambios en el valor agregado, indican que este es reducido. Como quiera que la política emplea diferentes instrumentos para el logro de sus objetivos, surge la pregunta de cuál es el grado de dependencia que los resultados esperados presentan respecto a la forma como los recursos son asignados a dichos instrumentos. Este estudio utiliza un modelo de equilibrio general computable para explorar este problema, para un conjunto de tres de los principales instrumentos de política utilizados en la actualidad, en un contexto de corto plazo. Los resultados indican que, en presencia de rigideces de corto plazo y, en particular, de inmovilidad del capital entre actividades productivas, todos los instrumentos de política llevan a la obtención de resultados modestos y que, en un escenario de mediano y largo plazo, el comportamiento de la inversión parece ser crítico para la obtención de impactos más significativos y para el logro de los objetivos de política buscados.; Recent changes in Colombian agricultural policy have focused on implementing domestic support measures aimed at protecting farmers' income and en hancing sectoral productivity. However...

Reflexões sobre o papel da política agrícola brasileira para o desenvolvimento sustentável; Texto para Discussão (TD) 1936: Reflexões sobre o papel da política agrícola brasileira para o desenvolvimento sustentável; Reflections on the role of the brazilian agricultural policy for sustainable development

Garcia, Junior Ruiz; Vieira Filho, José Eustáquio Ribeiro
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
56.38%
O estudo procura analisar a importância da política comercial agrícola do Brasil para o desenvolvimento econômico, discutindo questões como segurança alimentar, redução da pobreza e da desigualdade, geração de empregos, mitigação e adaptação às mudanças climáticas, bem como sustentabilidade ambiental. Busca-se questionar quais as contribuições da política agrícola do Brasil para o desenvolvimento sustentável. Como hipótese, entende-se que a política agrícola pode ser um importante instrumento para o desenvolvimento, redução das desigualdades e gestão dos recursos naturais no Brasil.; 30 p. : il.

Política de comercialização agrícola no Brasil; Agricultural marketing policy in Brazil

Conceição, Júnia Cristina P. R. da
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Brasil em Desenvolvimento (BD) - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
56.4%
Este capítulo tem como objetivo discutir a política de comercialização agrícola no Brasil, procurando identificar algumas lacunas e desafios para este instrumento de política agrícola. O capítulo está organizado da seguinte forma: após esta apresentação, o item 2 apresenta um histórico recente (a partir dos anos 1980) da política de comercialização agrícola no Brasil; o terceiro item apresenta os principais desafios da política de comercialização agrícola; no item 4 é feita uma análise dos instrumentos de comercialização no período 2003-2010; o item 5 é dedicado à discussão do Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA). Finalmente, no item 6 são apresentadas as principais conclusões.; p. 311-325 : il.

Evolución de la Política Agrícola Brasileña: 1980-2010

Guanziroli,Carlos Enrique
Fonte: Mundo agrario Publicador: Mundo agrario
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 ES
Relevância na Pesquisa
66.38%
El objetivo de este artículo es mostrar cuáles fueron las características de la política agrícola stricto sensu que favoreció el agronegocio y el desarrollo agropecuario en Brasil en los últimos 30 años. Para entender este proceso, se realiza una breve descripción de los instrumentos de política agrícola adoptados por el Gobierno en ese lapso, en función de la necesidad de adaptarse a las exigencias de la OMC y a las restricciones de la coyuntura. En la primera fase, de 1964 hasta 1985, se consiguió aumentar significativamente la producción agrícola garantizando el abastecimiento interno, que era el gran obstáculo verificado en el período pre-1964. La modernización agrícola fue conseguida con un gran costo social, pero cabe resaltar que esta cuestión no era una preocupación central de los gobiernos militares. En la segunda fase (1985-2001), cuando comienza la redemocratización, la política agrícola también se integra y es consistente con los objetivos macroeconómicos. Se buscaba en esa época disminuir el déficit fiscal y pagar la deuda externa, lo que fue conseguido con los grandes excedentes generados por el agronegocio a pesar de la disminución drástica de los subsidios agrícolas que fue necesario implementar. En el tercer período (2002-presente) se busca conciliar la promoción del agronegocio con la reducción de la pobreza...

La ecocondicionalidad como instrumento de política agrícola para el desarrollo sustentable en México

Ayala Ortiz,Dante Ariel; Schwentesius Rindermann,Rita; Gómez Cruz,Manuel Ángel
Fonte: Centro de Investigación y Docencia Económicas, División de Administración Pública Publicador: Centro de Investigación y Docencia Económicas, División de Administración Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 ES
Relevância na Pesquisa
66.33%
La ecocondicionalidad es un instrumento de política pública que supedita la entrega de incentivos (i.e. pagos o subsidios) al cumplimiento cruzado (cross-compliance) de ciertos objetivos de tipo ambiental. El propósito del trabajo es discutir la viabilidad de impulsar una política que incluya la aplicación del concepto de ecocondicionalidad para contribuir al desarrollo rural sustentable en México. El trabajo incluye: 1) análisis de la evolución de la ecocondicionalidad a partir de la experiencia de la Unión Europea con su Política Agrícola Común; 2) discusión de los principales problemas agroambientales de México; y 3) presentación de una propuesta de reforma a la política agrícola que enfatiza la transformación del programa Procampo para la inclusión de medidas agroambientales. En conclusión se encuentra viable el impulsar una política agroambiental basada en el enfoque de la multifuncionalidad de la agricultura y la aplicación de la ecocondicionalidad como vías para contribuir al desarrollo rural sustentable en México.

La política agrícola en México durante el periodo 1995-2009: un análisis multivariado

Delgadillo-Aguilar,Niceforo; Chalita-Tovar,Luis Eduardo
Fonte: Instituto Nacional de Investigaciones Forestales, Agrícolas y Pecuarias Publicador: Instituto Nacional de Investigaciones Forestales, Agrícolas y Pecuarias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 ES
Relevância na Pesquisa
66.48%
El objetivo central de la investigación, fue analizar la participación del gobierno mexicano en el desarrollo del sector agropecuario en el periodo de 1995 a 2009. La metodología utilizada es mediante el análisis multivariado. La política agrícola se clasifico en cuatro grupos, y en cada uno se efectuó un análisis de componentes principales. Esto permitió realizar un análisis de política global con cuatro variables, ya que en éste los instrumentos de la política agrícola, fueron representados por las componentes con la mayor proporción de varianza explicada, generadas en cada grupo de política: política de gasto público (GASPU1), política de crédito agrícola (CRED1), política de apoyos directos a la agricultura (POLAB1) y política de insumos (INSU1). Los coeficientes de las combinaciones lineales obtenidas mediante el análisis de componentes principales, se utilizaron posteriormente para describir la congruencia de la instrumentación de la política agrícola y el efecto entre este grupo de instrumentos de la política agrícola y el producto interno bruto agropecuario. La correlación positiva entre el producto interno bruto agropecuario con la política agrícola indica que la agricultura mexicana depende de la política gubernamental.

El espacio rural portugués en el marco de la política agrícola común europea: algunas implicaciones para la agricultura familiar

Lugo-Morín,Diosey Ramón
Fonte: El Colegio Mexiquense A.C. Publicador: El Colegio Mexiquense A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 ES
Relevância na Pesquisa
66.35%
La política agrícola europea ha estado enfocada a la estabilización de los precios y la intervención de los mercados con una fuerte protección traducida en incentivos y subvenciones al sector agropecuario, así como introducir medidas con lógica territorial y multisectorial. Esta política ha originado una reconfiguración y recomposición social en el espacio rural portugués, que ha afectado particularmente a la agricultura familiar. En este estudio se examina el acompañamiento institucional en el marco de la política agrícola común europea y su efecto en las estrategias de reproducción de las pequeñas explotaciones portuguesas. Se concluye que la instrumentación de la política agrícola europea en el espacio rural portugués ha tenido efectos negativos en las pequeñas explotaciones originando a su interior una reformulación de sus estrategias de reproducción.