Página 1 dos resultados de 377 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Classificador de qualidade de álcool combustível e poder calorífico de gás GLP. ; Alcohol combustible quality and LPG gas calorific power classifier.

Hirayama, Vitor
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.68%
Este trabalho apresenta os resultados obtidos com o desenvolvimento de um sistema robusto como uma alternativa de reconhecimento da qualidade de vapor de álcool combustível e do poder calorífico do gás combustível GLP em um nariz eletrônico. Foram implementadas duas metodologias experimentais para a extração de atributos dos padrões de vapor de álcool combustível e de gás GLP. Na primeira abordagem de tratamento dos dados, foram usados um Sistema de Inferência Fuzzy (FIS), e dois algoritmos de treinamento de Redes Neurais Artificiais (RNA) para reconhecer padrões de vapor de álcool combustível: a Backpropagation e Learning Vector Quantization. A segunda abordagem para o tratamento dos dados foi desenvolver um sistema reconhecedor do poder calorífico do gás GLP robusto à perda aleatória de um dos sensores. Foram usados três sistemas. No primeiro foi implementada uma RNA para reconhecer todos os dados que simulavam a falha de um sensor aleatório. O resultado desse sistema foi de 97% de acertos. O segundo implementou sete RNA’s treinadas com subconjuntos dos dados de entrada, tais que seis RNA’s foram treinadas com um sensor diferente com falha; e a sétima RNA foi treinada com dados dos sensores sem falhas. O resultado desse sistema foi de 99% de acertos. O terceiro implementou uma Máquina de Comitê Estática Ensemble constituída de dez RNA’s em paralelo para resolver o problema. O resultado foi de 97% de acertos. As RNA’s tiveram melhores respostas que os FIS. Foram sugeridas algumas formas de implementação em hardware do sistema reconhecedor em sistemas pré-fabricados com DSP’s e micro-controladores.; This work shows the results of a robust system development as an alternative to recognize the quality of an alcohol fuel vapor sample and Liquid Petrol Gas (LPG) heat power in an electric nose. Two experimental methodologies were implemented to extract the features of alcohol fuel vapor and LPG gas patterns. The first approach to process the data used an Fuzzy Inference System (FIS) and two training algorithms of Artificial Neural Networks (ANN) to recognize alcohol fuel vapor patterns: Backpropagation and Learning Vector Quantization. The second approach consists of process data to develop an LPG heat power recognizing system robust to one-random-sensor-loss. Three systems were used. The first implemented an ANN to recognize all data that simulated the failure of a random sensor. This system had 97% of right responses. The second implemented seven ANN’s trained with input data subsets...

Poder calorífico, energia e cinzas da biomassa de cana-de-açúcar irrigada por gotejamento, para diferentes variedades, lâminas e processos de maturação; Calorific value, energy and ash of sugarcane biomass drip irrigated, for different varieties, irrigation depth and maturation processes

Lizcano, Jonathan Vasquez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
67%
Atualmente as usinas sucroalcooleiras conseguem exportar à matriz elétrica brasileira os excedentes de eletricidade gerados nelas; essa eletricidade é gerada através da combustão direta da biomassa residual da cana-de-açúcar o que requer menor investimento em equipamentos e controle técnico em comparação aos processos de pirólise e gaseificação. Embora o poder calorífico da cana-de-açúcar seja documentado em diversos trabalhos na literatura, em nenhum deles é registrado o histórico de disponibilidade hídrica no solo durante o crescimento da planta; deste modo levanta-se a hipótese que as plantas sob stress hídrico tendo um maior teor de fibra, apresente um poder calorífico diferenciado das plantas que não passaram por stress hídrico. O objetivo deste estudo foi apresentar o poder calorífico, a energia útil e cinzas da biomassa particionada seca de oito variedades de cana-de-açúcar (V1, V2, V3, V4. V5, V6, V7 e V8), submetidas a diferentes disponibilidades hídricas no solo durante o processo de crescimento das plantas através da irrigação por gotejamento (L50, L75, L75* e L100) sob diferentes processos de maturação com base em déficit hídrico na fase final de crescimento (M1, M2, M3 e M4). Determinou-se o poder calorifico superior da biomassa particionada em açúcar...

Relação C/N e proporção de fontes nitrogenadas na produtividade de Agaricus blazei Murrill e poder calorífico do composto

Kopytowski Filho, João
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: ix, 101 f. : il., gráfs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.68%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Agronomia (Energia na Agricultura) - FCA; Estudou-se os efeito da relação C/N inicial do composto e proporção de nitrogênio proveniente de fontes nitrogenadas no substrato, sobre o processo de compostagem, produtividade e poder calorífico no cultivo do cogumelo Agaricus blazei Murrill. Para tanto, foram instalados dois Experimentos com diferentes proporções de fontes nitrogenadas adicionadas a resíduos lignocelulósicos (bagaço de cana-de-açúcar, Saccharum officinarum e palha de capim braquiária, Brachiaria sp). O Experimento 1 constou de seis tratamentos dispostos ao acaso, segundo esquema fatorial 3 x 2, com 10 repetições (três relações C/N iniciais: 35/1, 31/1 e 27/1; dois períodos de condicionamento na Fase II: 15 e 23 dias. O Experimento 2, constou de 9 tratamentos dispostos em blocos ao acaso, segundo esquema fatorial 3 x 3, com 12 repetições (três relações C/N iniciais médias: 43/1, 37/1 e 33/1; três proporções de nitrogênio provenientes de farelo de soja e uréia: 4/1, 1,5/1 e 1/1,5). Para o Experimento 1, as variáveis analisadas foram: carbono, nitrogênio e relação C/N do composto; durante as fases de compostagem. Durante o período de colheita determinou-se o peso dos cogumelos frescos. Para o Experimento 2...

Avaliação do funcionamento de motor ice com gas de baixo poder calorifico proveniente da gaseificação de casca de arroz; Evaluation of an SI engine running with gas of flow power heat trate from gasification of rice husk

Wilson Muraro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.68%
Hoje no mundo há uma grande rejeição de matériais, resíduos e outros compostos orgânicos que podem ser aproveitados como fontes de energia. Exemplos podem ser observados em todo o mundo e principalmente em regiões onde a pobreza impera e que a energia elétrica pode ser de grande ajuda ou mesmo como um salva vidas. O emprego de pequenas centrais de geração de potencia integradas a um gaseificador comum motor de combustão interna (Integrated Gasefication Combustion EngineI GCE) do ciclo OTTO e adaptado para operar com gás de baixo poder calorífico, constitui uma alternativa interessante e economicamente viável,que possibilita a produção independente de energia elétrica e térmica (Marcelo,2004). Para o aproveitamento de resíduos de BIOMASSA,como a casca de arroz, utilizou-se um processo de gaseificação,que é uma técnica que possibilita o uso energético da biomassa através da obtenção de um gás de baixo poder calorífico (4a6 MJ/Nm33). Utilizou-se um gaseificador de leito fluidizado do Laboratório de combustão da FEM,onde foi instalado um motor de 5965 litros de cilindrada total e 6 cilindros, com taxa de compressão 12:1, do ciclo OTTO, que originalmente é utilizado em veículos movidos a gás natural comprimido. Obteve se os seguintes valores nos ensaios: Potência (kW)=40.7@ 1800 rpm...

Gaseificação de madeira em gaseificador co-corrente para produção de gas de medio poder calorifico e gas de sintese

Zsolt Tamas Makray
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/04/1984 PT
Relevância na Pesquisa
46.96%
O gaseificador de leito fixo co-corrente e considera do um dos mais adequados para gaseificar madeira uma vez que produz um gás com baixo teor de alcatrões. No entanto, entre os diversos processos propostos para produção de gás de síntese e gás de médio poder calorífico são poucas as referências a utilização desse tipo de gaseificador. No presente trabalho é feito um estudo detalhado das variáveis operacionais do gaseificador co-corrente tendo em vista fundamentalmente a produção de gás de síntese de metanol e gás de médio poder calorífico a partir da madeira. Utilizou-se nos ensaios de gaseificação os seguintes agentes de gaseificação: ar enriquecido com oxigênio, oxigênio puro e misturas de oxigênio e vapor. Foram estudados os efeitos da umidade da madeira assim como da vazão e composição do agente de gaseificação sobre a taxa e eficiência de gaseificação e composição, poder calorífico inferior e temperatura adiabática de chama do gás. Um gás com poder calorífico inferior (PCI) entre 2300 e 2600 Kcal/Nm³ (base seca) foi obtido utilizando-se oxigênio puro. Utilizando-se ar enriquecido até 35-45% em volume de 02 obteve-se um gás com PCI entre 1700 e 1900 Kcal/Nm³. Gaseificando-se com oxigênio e vapor obteve-se um gás de síntese com relação H2/C0 igual a 2...

Desenvolvimento de método de medição simultâneo de velocidade de chama laminar e energia de ativação aparente e aplicação em misturas combustíveis com baixo poder calorífico

Francisco Júnior, Roberto Wolf
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 134 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.68%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica, Florianópolis, 2014.; Syngas e biogás são combustíveis de baixo poder calorífico que podem ser obtidos a partir da biomassa, lixo orgânico, ou como combustível residual, tornando-se assim uma fonte de energia flexível e renovável. Esses combustíveis gasosos são compostos basicamente por CO, H2, CH4, CO2, N2 e H2O em proporções que dependem fortemente da fonte original e da forma como são obtidos e processados. Com base neste contexto, o objetivo geral deste trabalho é desenvolver um método de medição de velocidade de chama laminar e energia de ativação aparente e avaliar o efeito da composição de misturas formadas por H2, CO, CH4, N2 e CO2 pré-misturadas com o ar. O método desenvolvido no presente trabalho foi baseado em uma análise assintótica de uma chama plana não adiabática estável sobre uma placa porosa. A validação do método foi realizada medindo-se a velocidade de chama laminar e a energia de ativação global aparente do metano pré-misturado com o ar. Os resultados apresentaram uma excelente concordância com a literatura e com os valores obtidos através do mecanismo de cinética química GRIMECH 3.0...

Gaseificação térmica de resíduos agroindustriais

Brito, Paulo Sérgio Duque; Calado, Luís Filipe do Carmo
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.8%
sobre o potencial energético de resíduos agroindustriais da região de Portalegre. Os ensaios foram realizados utilizando uma unidade piloto de gaseificação térmica de biomassa, de leito fluidizado borbulhante, às temperaturas de 750◦ C, 800◦ C e 850◦ C, com caudais mássicos de 30 kg/h, 40 kg/h e 60 kg/h. Os resultados do estudo demonstram a influência negativa que o aumento da temperatura provoca no poder calorífico do gás de síntese. Os ensaios realizados a temperaturas inferiores, 750◦ C, revelam um aumento na concentração de CO entre os 10%-20%, e um decréscimo da concentração de N2 na ordem dos 10%, bem como de CO2 na ordem dos 5%, relativamente aos ensaios à temperatura de 850◦ C. Os resultados obtidos demonstram também que o aumento do caudal mássico é responsável pelo aumento do poder calorífico do gás de síntese para a biomassa cascarilha de café, nomeadamente, no aumento da concentração de CO, superior a 10% comparando os caudais de 30% e 60%, e o aumento da concentração de H2, que em alguns dos ensaios realizados chega quase a 50%. Para as biomassas miscanthus e caroço de pêssego o aumento de caudal foi prejudicial para o poder calorífico do gás de síntese. No entanto, o aumento da temperatura é favorável a uma diminuição da produção de alcatrões...

Caracterização de combustíveis derivados de resíduos obtidos a partir de resíduos industriais não perigosos

Pinto, Sofia Cristina de Oliveira Patrício da Silva
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.68%
Numa década em que Portugal tem vindo a efectuar uma aposta clara nas energias renováveis, com vista a adquirir uma maior independência energética, os Combustíveis Derivados de Resíduos (CDR)surgem como uma via a explorar. A sua utilização terá de ser avaliada sob duas perspectivas, a obtenção de um combustível alternativo e, simultaneamente, a evolução na pirâmide da hierarquia da gestão integrada dos resíduos, minimizando a sua deposição em aterro. Como objectivos gerais desta dissertação destacam-se a caracterização físico-química de Combustível Derivado de Resíduos produzido a partir de resíduos industriais não perigosos e o estudo da influência da alteração da linha de produção na qualidade do produto final. Assim, o estudo aqui apresentado permite acrescentar algum conhecimento sobre a composição e características da fracção de maior poder calorífico presente nos resíduos industriais não perigosos. Para alcançar este objectivo realizaram-se duas campanhas de recolha de amostras e respectiva caracterização do poder calorífico inferior (PCI), da humidade, do cloro e de metais pesados, de acordo com normas internacionais. As campanhas foram separadas por aproximadamente um ano ao qual corresponderam linhas produtivas distintas. Em paralelo caracterizou-se o teor em biomassa e em carbono biogénico no CDR e nos Finos de modo a permitir...

Secagem ao ar livre da madeira para produção de carvão vegetal

Zanuncio,Antonio José Vinha; Lima,José Tarcísio; Monteiro,Thiago Campos; Trugilho,Paulo Fernando; Lima,Fernanda Silveira
Fonte: Instituto de Florestas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Florestas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.8%
A estocagem ao ar livre é o método mais utilizado de secagem de madeira para produção de carvão. Todavia, a secagem natural de toras é pouco estudada. O objetivo deste trabalho foi avaliar a interação entre estocagem e propriedades energéticas da madeira e do carvão. Toras de 1,2 m de comprimento, retiradas dos troncos a 1,3 m do solo, de dez diferentes materiais genéticos, foram utilizadas. As carbonizações ocorreram em mufla após um, dois e três meses de estocagem, à taxa de aquecimento de 1,67ºC/min, temperatura máxima de 450ºC e tempo de residência de 30 minutos. O poder calorífico da madeira, o rendimento gravimétrico na base seca e úmida, a análise química imediata e o poder calorífico do carvão foram avaliados. O poder calorífico líquido da madeira aumentou após a estocagem e, baseado neste parâmetro, o tempo ótimo de estocagem variou entre dois e três meses para os diferentes materiais. Considerando-se a carbonização, apenas o rendimento gravimétrico na base úmida foi afetado pela estocagem. A secagem foi importante para reduzir a umidade da madeira, favorecendo seu uso para energia.

Caracterização tecnológica da madeira de três espécies florestais cultivadas no Amazonas: alternativa para produção de lenha.

BARROS, S. V. dos S.; NASCIMENTO, C. C. do; AZEVEDO, C. P. de
Fonte: Floresta, Curitiba, v. 42, n. 4, p. 725-732, out./dez. 2012. Publicador: Floresta, Curitiba, v. 42, n. 4, p. 725-732, out./dez. 2012.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.68%
As espécies florestais Acacia mangium, Inga edulis e Tachigalia chrysophyllum foram pré-selecionadas para utilização em plantios energéticos. Com o objetivo de caracterizar essas espécies, foram realizados testes a partir das variáveis densidade básica, poder calorífico e análise imediata. O experimento foi implantado na Estação Experimental da EMBRAPA no município de Iranduba/AM. O delineamento foi em blocos ao acaso com três repetições, perfazendo 9 parcelas compostas de 25 plantas cada. Foram retiradas cinco árvores dentre as nove centrais da área útil. Destas, foram retirados os discos com 5 cm de espessura e desdobrados em corpos de prova, para se determinar a densidade básica e demais testes. Realizou-se análise de variância e teste de Tukey a 5% de probabilidade. A Acacia mangium (24,16 cm ? 13,09 m) superou as demais em diâmetro e altura, respectivamente. Os dados médios obtidos para densidade básica classificam todas as espécies como madeira de densidade baixa, média e levemente densa. O poder calorífico observado em Acacia mangium (4430,37 kcal/kg) foi estatisticamente superior às demais espécies. Na análise imediata, as espécies apresentaram resultados satisfatórios, sendo apontadas como madeiras adequadas para uso no processo da queima. Os resultados demonstram que as espécies possuem qualidade para produção de lenha.; 2012

Avaliação e melhoria do poder calorífico de biogás proveniente de resíduos sólidos urbanos

Okamura, Layssa Aline
Fonte: Curitiba Publicador: Curitiba
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.54%
Given the new global scenario turned to sustainable practices it is becoming a major focus of research the search for technologies that use renewable resources reducing or eliminating the production of environmental pollutants and contaminants in energy production process. This project focused on the purification of biogas in Curitiba’s closed landfill of to evaluate its use for energy production, aiming to improve its calorific value. During the study, a calorimeter was developed and optimized to evaluate the calorific value of the biogas. For results comparison, analyses were made to determinate the concentrations of methane, carbon dioxide, ammonia and hydrogen sulfide using a commercial kit for analysis of biogas. Landfill biogas sampling and analysis were conducted at two sites where the waste was confined at different times. We identified significant differences in the levels of methane and hydrogen sulfide in the analyzed gases. Biogas purification was performed by applying columns packed with lead acetate solution, sodium hydroxide solution, silica gel and activated carbon. A higher efficiency of biogas purification (145%) was attained with a lower initial methane content (23%). The use of saturation indicators proved to be very interesting in the use of purification column...

Caracterização do potencial energético e estudo físico-químico do lodo da Estação de Tratamento de Esgoto do DMAE - Uberlânida-MG

Silva, Jader de Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.8%
O poder calorífico do lodo de esgoto produzido na Estação de Tratamento – ETE Uberabinha foi determinado neste trabalho, com objetivo de avaliar o seu potencial energético e assim apontar a possibilidade da utilização desta biomassa como combustível, somado ao fato desta utilização contribuir na solução do problema de descarte deste sólido no ambiente. Obtido pela digestão anaeróbia, seguido por desidratação em centrífugas, este material têm como destino o aterro municipal da cidade de Uberlândia-MG. Como as quantidades de lodo geradas vêm aumentando nos últimos anos, a caracterização físicoquímica deste resíduo é a primeira etapa para o seu aproveitamento energético, conduzindo a uma gestão ambientalmente consciente. Desta forma análises térmicas, incluindo a termogravimetria (TG), análise térmica diferencial (DTA) e calorimetria exploratória diferencial (DSC) em atmosfera de nitrogênio, análise do seu teor de carbono, além da espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (IVTF) do lodo, para conhecimento dos principais grupos orgânicos e inorgânicos presentes neste material, foram realizadas. Os resultados experimentais indicaram uma exoterma acentuada na curva DTA por volta de 450°C...

Análise térmica e energética de briquetes de capim braquiária; Thermal and energy analysis of briquettes of brachiaria grass

Pessoa Filho, José Silvio
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.68%
A biomassa é uma das principais fontes de energia renováveis e sustentáveis capazes de suprir a crescente demanda de energia mundial e diminuir a dependência dos combustíveis fósseis. Entretanto, o uso deste combustível requer um manuseio cuidadoso e consciente dos recursos naturais, para evitar desequilíbrios ambientais e destruição de ecossistemas. Dentre as alternativas existentes para o uso da biomassa com fins energéticos, destaca-se o reaproveitamento energético de resíduos florestais, agrícolas e urbanos. Todavia, os resíduos in natura apresentam-se com baixa eficiência energética, devido algumas características gerais que restringe o seu uso direto como combustível, tais como baixa densidade, alta umidade, granulometria irregular, baixo poder calorífico, entre outras. No intuito de corrigir algumas propriedades, melhorar e padronizar o produto faz-se necessária a utilização de processos industriais, como a briquetagem e a torrefação. Neste contexto, este trabalho consiste em analisar e definir o potencial energético de briquetes de capim braquiária (Brachiaria ssp.) produzidos pela empresa Briqfeno Indústria e Comércio de Feno Ltda sediada no município de Tupaciguara - Minas Gerais. Os experimentos foram conduzidos segundo normas nacionais e consistiram em realizar a análise imediata...

Estudio del poder calorífico del bagazo de caña de azúcar en la Industria Azucarera de la Zona de Risaralda

Garcés Paz, Rosa Virginia; Martínez Silva, Sandra Viviana
Fonte: Universidad Tecnológica de Pereira; Facultad de Tecnologías Publicador: Universidad Tecnológica de Pereira; Facultad de Tecnologías
Tipo: Tese de Doutorado Formato: PDF
ES
Relevância na Pesquisa
46.68%
Actualmente, los biocombustibles son una alternativa más en miras a buscar fuentes de energías sustitutivas que sirvan de transición hacia una nueva tecnología. Cuando el bagazo de caña de azúcar se quema en las calderas, se genera el vapor que necesitan las turbinas para el accionamiento de generadores eléctricos. Es como de esta manera se transforma un combustible renovable en energía eléctrica para el sostenimiento energético de fábricas y en ocasiones, el excedente de energía eléctrica es entregado a la red de distribución pública. El bagazo es un combustible cuyo componente mayoritario es el agua. La cantidad de agua existente en un biocombustible es la humedad, la cual constituye un factor que afecta de forma decisiva su energía disponible, ya que el poder calorífico del bagazo disminuye a medida que aumenta el porcentaje de humedad debido a que parte del calor desprendido durante la combustión del bagazo, tendrá que utilizarse para evaporar el agua proveniente de la humedad de este. Hasta el momento en el Ingenio Risaralda se tiene poca información sobre el poder calorífico del bagazo de acuerdo con el porcentaje de humedad de las diferentes variedades. Por esta razón, se vio la necesidad de realizar un estudio comparativo de los poderes de combustión de las tres variedades de bagazo de caña más utilizadas en la industria azucarera de la zona del Risaralda: Cenicaña Colombia...

Biomassa gerada a partir da Terminalia cattapa L. (castanheira) : estudo do seu potencial energético; Generated form biomass Cattapa of Terminalia L. (nut) : a study of their potential energetic

Silva, Cassia Roberta Pontes
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; Brasil; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; Brasil; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química; UFAL
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.68%
In a country of vast land area and a large agricultural potential such as Brazil, one of the biggest challenges is to develop arrays of energy from alternative sources of low cost, making them economically competitive. In this situation, several research institutions of the country have struggled to develop new alternatives, and among the various possibilities, we highlight the use of biomass residues for power generation by burning. The Terminalia catappa L. popularly known as walnut is a species adapted to all regions of Brazil, which make it a viable source of biomass. In this study, we evaluated the quality of some parts of the nut for energy purposes. The samples were crushed immediately after being collected and were made the following physico-chemical characterizations: gross calorific value, ash content, moisture and density. The calorific value observed for the species studied had values between 13 643 J / g to 18 842 J / g, especially if Pie castanets due to the higher amounts of available energy both in its fresh form with values of 18 620 J / g or as briquettes with values of 18 842 J / g, values that are considered satisfactory for biomass waste. The ash content of the samples had values between 2.89% to 6.54% for the sample is fresh and in form of briquettes values that are considered acceptable...

Calorific Power estimate and characterization of residues from harvesting and processing of Pinus taeda for energy purposes; ESTIMATIVA DE PODER CALORÍFICO E CARACTERIZAÇÃO PARA USO ENERGÉTICO DE RESÍDUOS DA COLHEITA E DO PROCESSAMENTO DE Pinus taeda

Souza, Marina Moura de; Silva, Dimas Agostinho; Rochadelli, Roberto; Santos, Rosimeire Cavalcante dos
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 28/06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.96%
This study aimed to evaluate, by characterization, the use of forest and woody residues for energy purposes. The material was collected from a company engaged in wood harvesting and processing of Pinus taeda L., the sources of waste processing have been identified and then it was collect the materials, as well as the residues from forest harvesting. The residues were characterized according to moisture, calorific value, density and levels that fixed carbon and ash. It was done a mathematical adjustment of models that could express the relation between moisture and caloric value for the materials. The slabs and crop residues presented high levels of humidity and the slabs had higher density and higher fixed carbon content. The ash content was statistically equal for all materials. The calorific value was between 4550 and 4950 kcal/kg; the useful calorific value for slabs and crop residues revealed an important decrease caused by high moisture content of these materials. The model of regression selected could express in more than 97% the relation between caloric value and of moisture content.; Este trabalho teve o objetivo de avaliar, mediante caracterização, o aproveitamento de resíduos florestais e madeireiros para fins energéticos. A obtenção dos materiais foi feita em uma empresa que realiza a colheita e o processamento da madeira de Pinus taeda L. situada no município de Tunas do Paraná...

Energetic characterization of native and exotic forest species cultivated at Amazonas; CARACTERIZAÇÃO TECNOLÓGICA DA MADEIRA DE TRÊS ESPÉCIES FLORESTAIS CULTIVADAS NO AMAZONAS: ALTERNATIVA PARA PRODUÇÃO DE LENHA

Barros, Samia Valéria dos Santos; Universidade Federal do Paraná; Nascimento, Claudete Catanhede do; Instituto Nacional de Pesquisas da Amazonia; Azevedo, Celso Paulo de; Embrapa Amazonia Ocidental
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 17/01/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.68%
The forest species Acacia mangium, Inga edulis and Tachigalia chrysophyllum were pre-selected to be used at energetic crops. In order to their characterization, tests of basic density, heating power and immediate analysis were performed. The experiment was carried out at EMBRAPA’s Experimental Station, located at Iranduba/AM and was designed as randomized blocks, with three repetitions, comprising 9 plots with 25 plants each. Five trees were removed from the nine central ones of the utile area. Discs of 5 cm thick were removed from them and divided into proof bodies to evaluate basic density and other variables. Analysis of variance and Tukey test at 5% of probability were done. Acacia mangium (20.82 cm – 13.41 m) presented greater diameter and height, respectively, than the other species. The data of basic density average classified all three species as low, medium and dense-lightly density wood. The heating power observed for Acacia mangium (4430.37 kcal/kg) was statistically superior to other species. All three species presented satisfactory results at immediate analysis, being identified as suitable woods for use in burning process. Results show that the species present quality for fire wood production.;  ResumoAs espécies florestais Acacia mangium...

Poder calorífico superior de bagazo, médula y sus mezclas, provenientes de la caña de azúcar de Tucumán, R. Argentina

Diez,Oscar A.; Cárdenas,Gerónimo J.; Mentz,Luis F.
Fonte: Revista industrial y agrícola de Tucumán Publicador: Revista industrial y agrícola de Tucumán
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 ES
Relevância na Pesquisa
46.68%
En Tucumán, el principal combustible empleado para generar el vapor necesario para la fabricación de azúcar a partir de caña es el residuo fibroso (bagazo) resultante de la extracción del jugo. En algunas fábricas donde existe la posibilidad de desmedular bagazo para la entrega de fibra a la producción de papel, coexisten junto al bagazo, médula y mezclas de bagazo y médula en diferentes proporciones, como combustible disponible. La calidad del bagazo como combustible varía en función de factores ecológicos, agronómicos e industriales, y es determinante en la eficiencia del proceso de generación de vapor. El objetivo de este trabajo fue evaluar la calidad como combustible del bagazo que se utiliza industrialmente. Un total de 419 muestras de bagazo obtenidas en distintos ingenios de la provincia de Tucumán durante la zafra 2004, fueron procesadas y ensayadas en bomba calorimétrica para obtener el valor del poder calorífico superior (PCS) y la incidencia del contenido de cenizas sobre el valor final de PCS. A fin de identificar la influencia del contenido de cenizas en el retardo del encendido del combustible, se calcularon los valores de PCS al minuto de iniciado el encendido en la bomba calorimétrica. El espectro analítico se completa con determinaciones de PCS en bagazo de tres variedades de caña de amplia difusión comercial. Los resultados obtenidos indicaron que es aconsejable utilizar 17.375 kJ/kg como valor promedio de PCS en el bagazo de caña en base seca...

Poder calorífico y material inorgánico en la corteza de seis árboles frutales

Martínez-Pérez,Ricardo; Pedraza-Bucio,Fabiola E.; Apolinar-Cortes,José; López-Miranda,Javier; Rutiaga-Quiñones,J. Guadalupe
Fonte: Universidad Autónoma Chapingo, Coordinación de Revistas Institucionales Publicador: Universidad Autónoma Chapingo, Coordinación de Revistas Institucionales
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 ES
Relevância na Pesquisa
46.8%
El poder calorífico y el contenido de sustancias minerales (cenizas) se determinaron en la corteza de seis especies arbóreas frutales (Annona cherimola Mill., Citrus aurantifolia Swingle, Malus domestica Borkh., Psidium guajava L., Prunus dulcis [Mill.] D. A. Webb y Tamarindus indica L.). Las cenizas obtenidas fueron analizadas mediante rayos X. Los valores encontrados de poder calorífico variaron de 3,453.49 kcal·kg-1 en T. indica a 4,076.10 kcal·kg¹ en P. guajava. En el caso de las cenizas, los resultados fluctuaron de 5.76 % en P. guajava a 21.93 % en T. indica. Se observó que un contenido mayor de minerales en las cortezas tiende a disminuir su poder calorífico. Los elementos químicos comunes en las muestras analizadas fueron calcio, potasio, magnesio, fósforo y azufre. No se detectaron metales pesados en las muestras de la corteza.

Avaliação do potencial energético das espécies florestais Acacia auriculiformis e Ormosia paraensis cultivadas no município de Iranduba/Amazonas, Brasil

Barros,Sâmia Valéria dos Santos; Nascimento,Claudete Catanhede do; Azevedo,Celso Paulo de; Pio,Nabor da Silveira; Costa,e Suely de Souza
Fonte: Instituto de Ecología A.C. Publicador: Instituto de Ecología A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.61%
No município de Iranduba, Estado do Amazonas - Brasil há grande consumo de madeira pelas comunidades locais para fabricação de carvão, e pelas olarias na queima para produção de tijolos. Diante deste panorama, a EMBRAPA vem desenvolvendo um projeto visando implementar plantios nas comunidades deste município. Neste contexto, o presente trabalho tem como objetivo avaliar as espécies Acacia auriculiformis (exótica) e Ormosia paraensis (nativa) a partir das variáveis dendrométricas, determinação da densidade básica, poder calorífico e análise imediata. O experimento foi implantado na Estação Experimental da EMBRAPA no município de Iranduba. O delineamento foi em blocos ao acaso com três repetições perfazendo um total de 6 parcelas compostas de 25 plantas cada. Foram retiradas cinco árvores dentre as nove centrais da área útil. Destas foram retirados os discos com 5cm espessura e desdobrados em corpos de prova para determinar a densidade básica e demais testes. Foi efetuada a análise de variância e teste de Tukey a 5% de probabilidade para todos os testes realizados. A A. auriculiformis (23,61cm-15,90m) superou a O. paraensis (7,26 cm-7,06 m) em diâmetro a altura, respectivamente. As espécies mostraram densidade média...