Página 1 dos resultados de 1 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Ocorrência de plásticos no tubo digestivo do Calca-mar (pelagodroma marina hypoleuca) das Ilhas Selvagens : Potencialidades para a monitorização da poluição no mar português?

Graça , Ricardo Miranda Furtado
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
28.84%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; A poluição marinha por plástico, é um dos maiores problemas ambientais que afeta os ecossistemas marinhos, na atualidade. Esta investigação teve como objetivos avaliar a prevalência de plástico e caracterizar o conteúdo plástico ingerido por uma ave pelágica, o Calca-mar, durante o período de 2012- 2014. Foram analisadas 313 plumadas que continham Calca-mares, das Ilhas Selvagens. O presente estudo documenta uma incidência de 70% de plásticos em Calca-mares, provenientes de plumadas de Gaivotas-de-Patas-Amarelas (Larus michahellis). Foram recolhidos 1061 pedaços de plástico, com um peso total de 4,701g. No total, 91,5% das partículas analisadas mediam entre 0,46 e 5,0 milímetros. O tipo de plástico mais abundante foi o plástico de utilizador (83,6 %). Em termos de cores, a análise revelou que os plásticos de cor clara (68,0 %) foram predominantes, seguidos dos de cores intermédias (16,0 %) e escuras (16,0%). O tipo de polímero mais ingerido foi o HDPE (70,0%). Procurou analisar-se se a probabilidade de ingestão de plásticos variava, entre indivíduos, em função das características do seu nicho trófico e isotópico. Assim, comparou-se a composição em isótopos estáveis de carbono e azoto das unhas de Calca-mares que haviam ingerido plástico com outros que não tinham ingerido. Foi constatado que não existem diferenças: indivíduos com plástico (N: 10...