Página 1 dos resultados de 12112 itens digitais encontrados em 0.016 segundos

FRET peptides reveal differential proteolytic activation in intraerythrocytic stages of the malaria parasites Plasmodium berghei and Plasmodium yoelii

CRUZ, Laura Nogueira da; ALVES, Eduardo; LEAL, Monica Teixeira; JULIANO, Maria A.; ROSENTHAL, Philip J.; JULIANO, Luiz; GARCIA, Celia R. S.
Fonte: ELSEVIER SCI LTD Publicador: ELSEVIER SCI LTD
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.82%
Malaria is still a major health problem in developing countries. It is caused by the protist parasite Plasmodium, in which proteases are activated during the cell cycle. Ca(2+) is a ubiquitous signalling ion that appears to regulate protease activity through changes in its intracellular concentration. Proteases are crucial to Plasmodium development, but the role of Ca(2+) in their activity is not fully understood. Here we investigated the role of Ca(2+) in protease modulation among rodent Plasmodium spp. Using fluorescence resonance energy transfer (FRET) peptides, we verified protease activity elicited by Ca(2+) from the endoplasmatic reticulum (ER) after stimulation with thapsigargin (a sarco/endoplasmatic reticulum Ca(2+)-ATPase (SERCA) inhibitor) and from acidic compartments by stimulation with nigericin (a K(+)/H(+) exchanger) or monensin (a Na(+)/H(+) exchanger). Intracellular (BAPTA/AM) and extracellular (EGTA) Ca(2+) chelators were used to investigate the role played by Ca(2+) in protease activation. In Plasmodium berghei both EGTA and BAPTA blocked protease activation, whilst in Plasmodium yoelii these compounds caused protease activation. The effects of protease inhibitors on thapsigargin-induced proteolysis also differed between the species. Pepstatin A and phenylmethylsulphonyl fluoride (PMSF) increased thapsigargin-induced proteolysis in P. berghei but decreased it in P. yoelii. Conversely. E64 reduced proteolysis in P. berghei but stimulated it in P. yoelii. The data point out key differences in proteolytic responses to Ca(2+) between species of Plasmodium. (C) 2011 Australian Society for Parasitology Inc. Published by Elsevier Ltd. All rights reserved.; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Fundacao de Amparo a Pesquisa do Estado de Sao Paulo (FAPESP)...

Detection of Plasmodium falciparum and Plasmodium vivax subclinical infection in non-endemic region: implications for blood transfusion and malaria epidemiology

Maselli, Luciana M; Levy, Debora; Laporta, Gabriel Z; Monteiro, Aline M; Fukuya, Linah A; Ferreira-da-Cruz, Maria F; Daniel-Ribeiro, Claudio T; Dorlhiac-Llacer, Pedro E; Sallum, Maria Anice M; Bydlowski, Sergio P
Fonte: BioMed Central Publicador: BioMed Central
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
36.82%
Abstract Background In Brazil, malaria is endemic in the Amazon River basin and non-endemic in the extra-Amazon region, which includes areas of São Paulo state. In this state, a number of autochthonous cases of malaria occur annually, and the prevalence of subclinical infection is unknown. Asymptomatic infections may remain undetected, maintaining transmission of the pathogen, including by blood transfusion. In these report it has been described subclinical Plasmodium infection in blood donors from a blood transfusion centre in São Paulo, Brazil. Methods In this cross-sectional study, representative samples of blood were obtained from 1,108 healthy blood donors at the Fundação Pró-Sangue Hemocentro de São Paulo, the main blood transfusion centre in São Paulo. Malaria exposure was defined by the home region (exposed: forest region; non-exposed: non-forest region). Real-time PCR was used to detect Plasmodium falciparum and Plasmodium vivax. Subclinical malaria cases were geo-referenced. Results Eighty-four (7.41%) blood donors tested positive for Plasmodium; 57 of these were infected by P. falciparum...

Ocorrência de Plasmodium e suas consequências em gestantes residentes em áreas de baixa transmissão de malária no Estado de São Paulo; -

Hristov, Angelica Domingues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.84%
Estudos relacionados à malária autóctone em regiões de baixa transmissão no Brasil ganham cada vez mais relevância científica e epidemiológica, pois revelam a manutenção desse cenário em regiões de Mata Atlântica remanescente. No sudeste do Estado de São Paulo, a ocorrência de surtos no município de Juquitiba tem sido foco de pesquisas sobre a prevalência de Plasmodium na população, com registros de casos assintomáticos. Relatos de ocorrência da doença ou da presença de anticorpos antiplasmodiais em gestantes nessa região não haviam sido descritos anteriormente. Embora infecções por P. falciparum em gestantes tenham sido amplamente abordadas na literatura, a interação entre P. vivax e P. malariae com esta coorte imunodeprimida foi pouco explorada até o momento. Nesse estudo nós monitoramos trimestralmente a circulação de Plasmodium em gestantes atendidas em cinco Unidades de Saúde de Juquitiba. Para isso foi empregado o diagnóstico por gota espessa e metodologias moleculares sensíveis para detecção do parasito, além de ensaios imunológicos para avaliação de parâmetros imunes humorais. Desse modo, foram detectadas infecções por P. vivax e P. malariae em gestantes, incluindo casos assintomáticos. A alta prevalência de anticorpos IgG nesta população mostrou importante exposição das gestantes ao Plasmodium. Em regiões com perfil semelhante ao apresentado neste estudo...

Ação do IFN-g sobre as células não leucocitárias (células estruturais) na infecção pelos protozoários Trypanosoma cruzi e Plasmodium.; The efect on cell no Ifn leukocytes (structural cells) on infection by protozooan Trypanosoma cruzi and Plasmodium.

Bucci, Daniella Zanetti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.85%
O objetivo central desta dissertação de mestrado foi analisar se, pela sua resposta ao interferon-g (IFNg), as células não leucocitárias contribuem ao controle dos protozoários Trypanosoma cruzi, Plasmodium chabaudi AS e Plasmodium berghei ANKA. O IFNg é uma citocina que promove a ativação de diversos tipos de leucócitos, a sua ação sobre as células mononucleares fagóciticas merece um destaque especial. Apesar de conhecermos os pormenores do papel desta citocina na ativação dos leucócitos, desconhecemos se o IFNg exerce ação ativadora sobre as células estruturais (não leucocitárias), ou seja, sobre as células não profissionais da resposta imune. A nossa hipótese de trabalho é que, no caso dos parasitas intracelulares, o IFNg poderia reforçar a ação sinalizadora e efetora das células estruturais infectadas. Por outro lado, em ambas as situações de parasitas intracelulares e extracelulares, o IFNg, ao agir sobre diversas células estruturais, poderia induzir a produção de mediadores inflamatórios (citocinas, quimiocinas, etc) que contribuiriam direta ou indiretamente à remoção/controle do parasita. A nossa abordagem tem sido o estudo da infecção por estes protozoários em quimeras de medula óssea B6/IFNgRKO...

Construção e analise da imunogenicidade de uma linhagem atenuada de Salmonella enterica produtora do dominio M2 do antigeno MAEBL de Plasmodium yoelii; Construction and analysis of the immunogenicity of an attenuated straim of salmonella enterica expressing MAEBL antigen M2 domain of Plasmodium yoelii

Fernanda Maria Franzin
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.82%
A malária é uma doença tropical causada pelo parasita Plasmodium spp e é considerada um sério problema de saúde pública. São aproximadamente 500 milhões de casos anuais e mais de um milhão de mortes, especialmente na África e Ásia. No Brasil, são 500 mil novos casos por ano, principalmente na região Amazônica. Esses elevados índices de mortalidade e morbidade são motivadores da busca por estratégias de controle e eliminação dessa doença. A vacinação é uma ferramenta promissora no controle e prevenção da malária, entretanto, uma vacina segura e efetiva ainda não está disponível, em parte devido ao complexo ciclo de vida do parasita e a expressão de diferentes antígenos em cada fase. O antígeno de membrana similar ao ligante de eritrócitos (MAEBL), é um forte candidato a ser usado no desenvolvimento de uma vacina efetiva contra a malária, uma vez que esse antígeno é expresso em diferentes períodos do ciclo de vida do parasita. Neste estudo, o domínio M2 do antígeno MAEBL de Plasmodium yoelli foi expresso em linhagens vivas atenuadas de Salmonella enterica Typhimurium (?3987, ?4550 e H683) e o uso dessas bactérias como vacina recombinante potencialmente indutora de proteção contra malária murina foi avaliado. Essas linhagens foram obtidas após construção e transdução do plasmídio pYA3137trc contendo a região m2 do gene maebl e a expressão do antígeno foi confirmada por immunoblotting. A administração oral das linhagens recombinantes a camundongos BALB/c/AnUnib resultou na colonização dos tecidos hospedeiros apenas pela linhagem H683. Essa linhagem foi então avaliada em termos de indução de resposta imune humoral contra M2 e capacidade de imunização no modelo murino. Apesar da resposta humoral contra M2 ter sido detectada in vivo...

Malaria experimental por Plasmodium chabaudi chabaudi linhagem CR em camundongo NOD/Uni ("Non-obese diabetic"); Plasmodium chabaudi CR in Non-Obese Diabetic (NOD) mice

Daniela Rodriguez de Assis Machado
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.89%
A malária é uma parasitose que mata mais de um milhão de pessoas por ano. No Brasil, 99% dos casos ocorrem na Amazônia Legal. O Plasmodium chabaudi chabaudi CR, não letal, representa a malária experimental de autocontrole. A hipoglicemia é uma característica comum da malária causada pelo P. falciparum e também está presente na malária murina. O diabetes tipo 1 é uma doença auto-imune órgão-específica que tem como conseqüência a destruição das células ß produtoras de insulina, nas ilhotas de Langerhans. Alguns trabalhos observaram que a infecção de camundongos com o estágio sangüíneo de P. chabaudi induziu uma hipoglicemia em camundongos normais e normalizou a hiperglicemia em camundongos moderadamente diabéticos por indução pela streptozotocina (STZ). No camundongo NOD ("non-obese diabetic"), o diabetes é determinado geneticamente e simula o desenvolvimento do diabetes tipo 1. O presente trabalho se propõe avaliar a influência do diabetes mellitus tipo 1 na infecção experimental por Plasmodium chabaudi chabaudi, linhagem CR, em camundongos fêmeos NOD/Uni, com diferentes graus de diabetes (diabetes moderada e diabetes severa). Camundongos fêmeos livres de patógenos específicos (SPF) da linhagem NOD/Uni com oito a 42 semanas de idade foram infectados via intraperitoneal com 1x107 eritrócitos parasitados pelo Plasmodium chabaudi chabaudi CR. A glicemia foi determinada pela deposição de sangue coletado diretamente da cauda do animal em fita reativa do aparelho Roche Accu-Chek Active® em dias alternados. A parasitemia foi expressa em percentagem de hemácias parasitadas mediante observação de esfregaço sangüíneo corado com May-Grünwald e Giemsa. Os camundongos NOD/Uni foram classificados segundo o grau de diabetes em moderada (300 a 500 mg/dL) e severa (>500 mg/dL). Foi observada redução da glicemia a partir do quinto dia de infecção nos camundongos NOD/Uni...

Efeito da infecção experimental com Plasmodium berghei NK65 sobre o timo : níveis elevados de apoptose e saída prematura de timócitos CD4+CD8+; Effects if Plasmodium berghei on thymus : high levels of apoptosis and premature egress of CD4+ CD8+ thymocytes in experimentally infected mice

Carolina Francelin Rovarotto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.87%
O timo é um órgão linfóide primário, responsável pela diferenciação, maturação e desenvolvimento dos linfócitos T (ou timócitos, enquanto no timo). Este órgão apresenta complexa arquitetura tímica composta por elementos celulares e solúveis responsáveis pela migração dos precursores de linfócito T do espaço perivascular para a região cortical e subseqüente migração para a região medular. A trajetória do timócitos pelos microambientes tímicos permite que estas células recebam estímulos que os tornam linfócitos maduros, simples positivos TCD4+ ou TCD8+, prontos para migrar para os órgãos linfóides secundários. Durante a maturação, timócitos que são auto-reativos ou anérgicos são eliminados pelo processo de morte celular programada. Entretanto, a desregulação da apoptose nos linfócitos pode acarretar no desenvolvimento de doenças auto-imunes, tumores e imunodeficiências. Estudos em modelos murinos de atrofia tímica relatam que em diversas infecções parasitárias, virais, helmínticas, bacterianas e fúngicas e até mesmo em distúrbio metabólico como a diabetes experimental o timo é um órgão alvo. Nestes modelos, foi observado intenso acometimento tímico com involução do órgão acompanha por desarranjo da arquitetura tímica e depleção de todas as subpopulações de timócitos. Em estudos anteriores...

Interactions of Plasmodium blood and liver stages within a single host

Portugal, Sílvia Vilar, 1980-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2010 ENG
Relevância na Pesquisa
36.91%
Tese de doutoramento, Ciências Biomédicas (Ciências Biopatológicas), Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina, 2010.; In regions of high malaria transmission, infected individuals are constantly exposed to potential re‐infection. Mosquito bites transmit liver‐tropic sporozoites into subjects who already have blood‐stage parasitaemia. How these two stages of the Plasmodium life cycle interact within their host is unknown. Here, using a rodent model, we show ongoing blood stage infections impair the growth of subsequently inoculated sporozoites. Secondary infections are arrested in liver hepatocytes and fail to compete for colonization of red blood cells. This protection of the erythrocyte niche only occurs beyond a certain threshold of blood parasite density, and so is phenotypically akin to quorum sensing. We eliminate Plasmodium‐secreted factors, host cell survival and innate or adaptive immunity as explanations for this observation. Instead, we find parasitized erythrocytes induce expression of the host iron regulatory hormone hepcidin, which by diverting iron from hepatocytes to macrophages, limits Plasmodium growth in the liver. Presuming a similar interaction between malaria and the human host we demonstrate how parasite threshold‐density dependent growth inhibition alone can explain the epidemiological patterns of age‐related risk and complexity of infections in young children. Our findings thus have broad implications for malaria and have general relevance for understanding host‐pathogen interactions.; A infecção pelo agente causador da malária...

Localization of MRNA storage complexes in Plasmodium berghei throughout the life cycle

Pereira, Marcelo Luís Monteiro, 1987
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 ENG
Relevância na Pesquisa
36.9%
Tese de mestrado. Biologia (Microbiologia Aplicada). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011; Plasmodium is the causative agent of malaria, a disease that caused 781 thousands deaths during the year of 2009. The apicomplexan responsible for this disease have shown to be very well adapted to both mosquito and Vertebrate hosts, regulating its gene expression often in a posttranscriptional manner. Recently the protein HoMu and the translation initiation factor eIF4E (4E) were found forming complexes with translationally arrested mRNAs (e.g. transcripts encoding the surface proteins p25 and p28). Storage of these mRNAs in the female gametocyte will permit the parasite to have them readily available to be translated once it enters into the mosquito. Using bioinformatics tools we showed that HoMu and 4E are conserved proteins. Their homologs are distributed in a wide range of species and participate in both translation initiation and arrest of transcripts containing specific sequences in their 3’ untranslated regions (UTRs). The main purpose of this study was to understand when those proteins are expressed during the Plasmodium berghei life cycle and where they are localized. We also show that parasite lines expressing GFP fused to HoMu and 4E are able to establish infection with normal parasitological patterns compared to the wild type. By life cell imaging of these mutant lines we find that HoMu and 4E are strongly expressed in gametocytes...

Uncovering the role of host peroxisomal functions in Plasmodium liver stage infection

Carrelha, Joana Isabel de Teixeira, 1988-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 ENG
Relevância na Pesquisa
36.82%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Molecular e Genética). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011; Malaria, the world’s leading tropical parasitic disease, is caused by protozoan parasites of the genus Plasmodium. During its life cycle, Plasmodium inhabits an insect vector and a vertebrate host. Liver infection in the vertebrate host is the asymptomatic obligatory step before the onset of malaria disease. Cellular and molecular interactions between host and parasite play a key role in the establishment of susceptibility to malaria infection, and so the identification of relevant host factors is crucial for the rational development of new antimalarial strategies. We hypothesized that peroxisomes-less Plasmodium may have acquired host-dependency at the level of liver peroxisomes, and that it can take advantage of host cell peroxisomal functions and metabolites during liver stage. The myriad pathways in which peroxisomes are involved and their abundance in mammalian livers seems to place these organelles in a privileged position to be exploited in the context of intracellular parasitism. Live fluorescence microscopy and flow cytometry of DsRedlabeled peroxisomes revealed that the intracellular presence of Plasmodium can alter the dynamic properties of the host peroxisomal population. We then focused on the two major mammalian peroxisomal functions...

Host response mechanisms to malaria infection: the role of cullin-ring ligases during plasmodium infection

Lopes, Audrey Isabelle Rosado, 1988-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 ENG
Relevância na Pesquisa
36.9%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Celular e Biotecnologia). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2012; A malária é uma das doenças infecciosas com maior taxa de prevalência em todo o mundo estimando-se nos últimos relatórios que em 2010 3,3 mil milhões de pessoas estariam em risco de contrair a doença. A África subsaariana é a região com maior risco onde se registam 81% da totalidade dos casos e 91% das mortes causadas por malária, sendo crianças com menos de cinco anos e mulheres grávidas as classes mais afetadas. Esta doença é causada por um parasita intracelular do género Plasmodium, sendo a espécie mais perigosa para o Homem o Plasmodium falciparum (P. falciparum). Outras espécies como P. vivax, P. ovale, P. malariae e P. knowlesi também afetam hospedeiros humanos. Por outro lado, P. berghei e P. yoelii são espécies que têm como hospedeiro os roedores e que são vulgarmente usadas como modelos para o estudo da malária por apresentarem características biológicas e fisiológicas similares aos parasitas que infectam humanos e primatas. O ciclo de vida do parasita Plasmodium compreende etapas obrigatórias em dois hospedeiros, um mosquito e um hospedeiro mamífero. A transmissão da malária realiza-se através da picada de um mosquito do género Anopheles infectado por Plasmodium...

Análise serológica e imunoquímica de potenciais antigénios para a pesquisa de anticorpos anti-Plasmodium falciparum em pacientes com malária importada

Costa, Rita de Cássia Guimarães Medina, 1984-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.84%
Tese de mestrado em Bioquímica, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2011; A Malária é uma doença infecciosa causada por um protozoário parasita do género Plasmodium e é transmitida pela fêmea do mosquito Anopheles. A mais importante das cinco espécies de Plasmodium, responsáveis pela malária humana, é o Plasmodium falciparum. Cerca de 300 milhões de casos clínicos ocorrem todos os anos, resultando em aproximadamente dois milhões de mortes, na sua maioria na África Subsariana. Cerca de 40% da população mundial está em risco e não se sabe como é que as alterações climáticas podem afectar esta distribuição. O parasita tem um ciclo de vida complexo iniciando-se no homem, com a invasão dos hepatócitos seguida de invasão dos eritrócitos (RBC). Esta última, consiste em vários ciclos de invasão e ruptura dos RBCs, e corresponde à fase sintomática da doença. Não existe vacina eficaz contra a malária e os testes de diagnóstico rápido são uma componente crucial na estratégia de controlo da malária e vigilância epidemiológica da malária. A imunização com antigénios da fase eritrocitária, principalmente antigénios de merozoítos, tem-se mostrado protectora em vários modelos animais e com algum efeito protector em seres humanos. Estudos em humanos e em modelos animais têm demonstrado que a resposta imunitária dirigida a antigénios da fase eritrocitária pode ser protectora e facilitar o controlo da infecção. Sabe-se que em regiões endémicas a imunidade natural adquirida contra P. falciparum é mediada por anticorpos do tipo IgG. Apesar da importância global do P. falciparum...

Pesquisa de anticorpos anti-Plasmodium spp em indivíduos com estadia em zona endémica de Malária

Ferreira, Ana Raquel Lourenço, 1979-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.87%
Tese de mestrado, Doenças Infecciosas Emergentes, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2013; A malária é uma doença infecciosa, não contagiosa, de evolução crónica, com manifestações episódicas de carácter agudo, causada por um protozoário do género Plasmodium. A transmissão ao homem é feita pela picada da fêmea infectada do mosquito Anopheles, por via congénita e transfusional. A imunidade natural contra o Plasmodium é complexa e demora anos a desenvolver; dependendo da frequência e duração da exposição à infecção. Com este estudo pretende-se: determinar a prevalência de anticorpos anti-Plasmodium em indivíduos que viajaram/regressaram de zonas endémicas, relacionar a presença de anticorpos com variáveis sociodemográficas, de caracterização da viagem/estadia e história de malária, caracterizar a diferença de taxas de aprovação de dadores, entre a utilização de um teste imunológico e a triagem baseada em critérios clínicos, considerando o grupo estudado como dadores de sangue, caracterizar conhecimentos, atitudes e práticas sobre malária e sua prevenção. Participaram no estudo 312 indivíduos, 2/3 eram do género masculino, 3/4 tinham idade inferior a 50 anos, 2/3 tinham grau de licenciado ou superior...

Uncovering the role of host Cullin 3 during Plasmodium berghei liver stage infection

Cristo, Gabriela Stephanie Peres, 1985-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 ENG
Relevância na Pesquisa
36.95%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Molecular e Genética). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2014; A malária é uma das principais doenças parasitárias do mundo, sendo a causa de mais de 1 milhão de mortes todos os anos. Causada por um parasita eucariota intracelular, do género Plasmodium, a malária é transmitida através da picada de um mosquito fêmea do género Anopheles. Entre as cinco espécies que podem transmitir malária aos humanos, Plasmodium falciparum é o principal contribuidor para a morbilidade e mortalidade associadas à malária. O ciclo de vida do parasita é complexo e envolve um vetor, o mosquito, e um hospedeiro vertebrado. Durante o ciclo de vida no hospedeiro, existem duas fases principais: a fase hepática e a fase sanguínea. A infeção começa quando o mosquito injeta esporozoítos de Plasmodium na pele do hospedeiro vertebrado. Depois de atravessar a derme os parasitas entram no sistema circulatório e vão para o fígado, onde completam a fase silenciosa do seu desenvolvimento. Esta etapa de desenvolvimento assintomática acabará por levar à libertação na corrente sanguínea de milhares de novos parasitas chamados merozoítos, iniciando a fase sintomática da doença. Nos seres humanos...

Interaction of malaria parasites with host late endocytic and autophagic pathways is essential for Plasmodium liver stage development

Matos, Carolina Thieleke da Silva Macedo
Fonte: Faculdade de Ciências Médicas Publicador: Faculdade de Ciências Médicas
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2013 ENG
Relevância na Pesquisa
36.82%
RESUMO: A Malária é causada por parasitas do género Plasmodium, sendo a doença parasitária mais fatal para o ser humano. Apesar de, durante o século passado, o desenvolvimento económico e a implementação de diversas medidas de controlo, tenham permitido erradicar a doença em muitos países, a Malária continua a ser um problema de saúde grave, em particular nos países em desenvolvimento. A Malária é transmitida através da picada de uma fêmea de mosquito do género Anopheles. Durante a picada, os esporozoítos são injetados na pele do hospedeiro, seguindo-se a fase hepática e obrigatória do ciclo de vida. No fígado, os esporozoítos infetam os hepatócitos onde se replicam, dentro de um vacúolo parasitário (VP) e de uma forma imunitária silenciosa, em centenas de merozoitos. Estas novas formas do parasita são as responsáveis por infetar os eritrócitos, iniciando a fase sanguínea da doença, onde se os primeiros sintomas se manifestam, tais como a característica febre cíclica. A fase hepática da doença é a menos estudada e compreendida. Mais ainda, as interações entre o VP e os organelos da células hospedeira estão ainda pouco caracterizados. Assim, neste estudo, as interações entre os organelos endocíticos e autofágicos da célula hospedeira e o VP foram dissecados...

Characterization of Plasmodium falciparum glutamate dehydrogenase-soluble antigen

Rodríguez-Acosta,A.; Domínguez,N.G.; Aguilar,I.; Girón,M.E.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1998 EN
Relevância na Pesquisa
36.82%
The major aim of this study was to characterize a soluble Plasmodium falciparum antigen from the plasma of malaria-infected humans and Plasmodium falciparum culture supernatants, using immunoabsorbent techniques and Western blotting. An Mr 60-kDa protein was isolated from the plasma of patients with Plasmodium falciparum malaria by affinity chromatography using rabbit anti-Proteus spp GDH(NADP+) serum as ligand. This protein, present in plasma of patients with acute Plasmodium falciparum infection, in Plasmodium falciparum culture supernatants, and in immune complexes, was tested with Plasmodium falciparum malaria hyperimmune serum from patients living in hyperendemic areas and rabbit anti-Proteus spp GDH(NADP+) serum prepared in the laboratory. In this report, we describe the results of a study showing that parasite GDH(NADP+) can be used to detect the presence of Plasmodium falciparum. It appears that this technique permits the chromatographic detection of a Plasmodium falciparum excretion antigen that may be used in the production of monoclonal antibodies to improve immunodiagnostic assays for the detection of antigenemia, and opens the possibility of its use as a non-microscopic screening method.

Evaluierung und Dosisfindung von Fosmidomycin bei erwachsenen Patienten mit Plasmodium falciparum-Malaria in Lambaréné, Gabun; Evaluation and dose-finding of fosmidomycine in adult patients with plasmodium falciparum-malaria in Lambaréné, Gabun

Schindler, Andreas
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
DE_DE
Relevância na Pesquisa
36.84%
Allein in Afrika ist die Plasmodium falciparum-Malaria Ursache von jährlich mehr als 1 Million Todes- und zirka 200 Millionen Krankheitsfällen. Die Chemotherapie der Malaria wird durch weltweit zunehmende Resistenzen der Erreger erschwert, und es besteht ein Bedarf an neuen und effektiven Mitteln gegen Malaria. Es wurde vor kurzem gezeigt, dass Fosmidomycin ein potenter Hemmer der DOXP-Reduktoisomerase ist. Medikamente, die dieses Enzym als Angriffspunkt haben, sind bisher noch nicht gegen Malaria eingesetzt worden. Die vorliegende Studie wurde von Januar bis Dezember 2001 im Albert-Schweitzer-Hospital in Lambaréné, Gabun, durchgeführt. 43 Patienten mit unkomplizierter Plasmodium falciparum-Malaria im Alter von 18 bis 50 Jahren wurden in die Studie aufgenommen. Die Studie bestand aus zwei Teilen. Der erste Teil war eine Proof-of-Principle-Studie und sollte erstmals die Wirkung von Fosmidomycin an erwachsenen Einheimischen aufzeigen. Die Patienten wurden 7 Tage lang mit einer täglichen Dosis von 3 x 1200mg oral behandelt. Der zweite Teil war eine Dosisfindungsstudie, in der die Behandlungsdauer, bei 5 Tagen beginnend, stufenweise um einen Tag reduziert wurde. Die Dosis von 1200mg dreimal pro Tag wurde beibehalten. Die Studie zeigte...

Untersuchung der Kinetik der Wirkung von Clindamycin gegen Plasmodium falciparum in vitro; Analysis of kinetics of action of Clindamycin against Plasmodium falciparum in vitro

Burkhardt, Christian Dominik
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
DE_DE
Relevância na Pesquisa
36.82%
Das Antibiotikum Clindamycin als selektiver Inhibitor der prokaryonten Proteinsynthese zeigt eine seit langem bekannte, aber wenig charakterisierte hemmende Wirkung gegen eukaryonte Apicomplexa, zu denen die Protozoen Toxoplasma gondii, dem Erreger der Toxoplasmose und Plasmodium falciparum, dem Erreger der Malaria tropica, gehören. In der Literatur zur In-vitro-Wirksamkeit von Clindamycin gegen Apicomplexa zeigen sich zum einen in mehreren Veröffentlichungen extrem hohe EC50, zum anderen eine merkwürdig verzögerte Kinetik der Wachstumshemmung. Die vorliegende Arbeit untersucht den zeitlichen Verlauf der Wirksamkeit von Clindamycin gegen Plasmodium falciparum in vitro. Es wird die Frage untersucht, ob der langsame Wirkungseintritt nach zwei Generationen durch einen Akkumulationseffekt nach kontinuierliche Einwirkung mit Clindamycin (time of exposure-dependent effect), oder durch ein verspätetes Einsetzen der Wirkung (delayed effect) hervorgerufen wird. Es wurden Experimente in vitro über mehrere parasitäre Zyklen von Plasmodium falciparum (144 h) und unterschiedlich langer Exposition (48 h versus 144 h) zu einem weiten Konzentrationsbereich von Clindamycin (1 bis 1x105 nM) durchgeführt. Das Wachstum beziehungsweise die Vermehrung wurde zu den Zeitpunkten 0...

Auswirkungen plazentarer Plasmodium falciparum-Infektionen primigravider Mütter auf die Ausbildungeiner Immunantwort bei Neugeborenen; Effects of Plasmodium falciparum infections of the placenta of primigravid mothers on the development of an immune response in newborns

Brenner, Stephan
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
DE_DE
Relevância na Pesquisa
36.82%
Hintergrund: Plasmodium falciparum Malaria stellt eines der größten Gesundheitsprobleme der tropischen Breiten dar. Gegenwärtige präventive und therapeutische Maßnahmen sind nach wie vor nur bedingt effektiv, was auf den komplizierten Entwicklungszyklus des Malariaerregers, sowie dessen rasche Resistenzbildung gegenüber Therapeutika zurückzuführen ist. Die Suche nach potenten Impfstoffen und resistenzsicheren Medikamenten ist deshalb von höchster Priorität. Immunologische Datenerhebung trägt dabei eine hervorgehobene Rolle innerhalb der Malariaforschung und liefert wichtige Beiträge zum Verständnis pathologischer Vorgänge einer Plasmodieninfektion. Ziel: Die Krankheitsschwere während einer Malariainfektion ist in starkem Maße vom Immunstatus des Patienten abhängig. Selbst unter Patienten in Malariaendemiegebieten treten Schwankungen in der Immunabwehr gegenüber P. falciparum auf. Es ist bekannt, dass Malariaerkrankungen in der Schwangerschaft, sowie die Anzahl von Schwangerschaften, Auswirkungen auf den Immunstatus innerhalb der Plazenta und damit des Ungeborenen, sowie später auf das Infektionsrisiko während der Neugeborenen- und Kleinkindphase haben. Diese Arbeit befasst sich mit den Veränderungen der zellulären (T-Helferzellen) und humoralen (Zytokine IL-10...

Perfil clínico y parasitológico de la malaria por Plasmodium falciparum y Plasmodium vivax no complicada en Córdoba, Colombia

Knudson-Ospina,Angélica; Sánchez-Pedraza,Ricardo; Pérez-Mazorra,Manuel Alberto; Cortés-Cortés,Liliana Jazmín; Guerra-Vega,Ángela Patricia; Nicholls-Orejuela,Rubén Santiago
Fonte: Revista de la Facultad de Medicina Publicador: Revista de la Facultad de Medicina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2015 ES
Relevância na Pesquisa
36.9%
Antecedentes. En Colombia existen pocos estudios que buscan encontrar diferencias clínicas y parasitológicas en la malaria causada por Plasmodium falciparum y Plasmodium vivax. Objetivo. Describir el perfil clínico y parasitológico de las malarias por Plasmodium falciparum y Plasmodium vivax no complicadas en Tierralta, Córdoba, Colombia. Materiales y métodos. Se evaluaron pacientes con paludismo no complicado por Plasmodium falciparum y Plasmodium vivax según los protocolos estandarizados por la Organización Panamericana de la Salud y se recolectó información clínica y parasitológica. De igual forma, se utilizó análisis multivariado por correspondencias múltiples para describir diferentes perfiles de pacientes con paludismo no complicado por estas dos especies antes de recibir tratamiento. Resultados. Se evaluaron 112 pacientes con edad entre 6 y 64 años, 59 (52.7%) con Plasmodium falciparum y 53 (47.3%) con Plasmodium vivax. Los síntomas más frecuentes fueron fiebre en 111 pacientes (99.1%; IC 95%: 81.5-100), sudoración en 105 (93.8%; IC 95%: 76.7-100) y dolor osteomuscular en 105 (93.8%; IC 95%: 76.7-100). Se presentaron con mayor frecuencia, y con diferencia significativa, en las infecciones por Plasmodium falciparum: diarrea en 18 pacientes (30.5%; IC 95%: 18.1-48.2); decaimiento en 49 (83%; IC 95%: 61.4-109.8); palidez palmar en 39 (66.1%; IC 95%: 47-90.4) y sequedad de mucosas en 12 (20.3%; IC 95%: 10.5-35.5). El escalofrío se presentó con mayor frecuencia en Plasmodium vivax (98.1%; IC 95%: 73.4-128.1). El análisis multivariado agrupó las variables en cuatro perfiles distintos de presentaciones clínicas así: 1) síntomas clínicos y su relación con el recuento parasitario...