Página 1 dos resultados de 1236 itens digitais encontrados em 0.020 segundos

Propagação via estacas apicais, caracterização morfológica e molecular de jabuticabeiras (Myrciaria spp). ; Apical cuttings propagation, morphologic and molecular characterization of jabuticaba trees (Myrciaria spp).

Pereira, Marcio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/11/2003 PT
Relevância na Pesquisa
45.58%
Com o objetivo de avaliar a influência de diferentes tipos de substratos, valores de pH e concentrações de AIB (Ácido Indolbutírico) no enraizamento de estacas apicais de jabuticabeiras (Myrciaria jaboticaba (Vell.) O. Berg), e caracterizar morfológica e molecularmente espécies de jabuticabeiras, foram realizados dois experimentos. No primeiro, foram coletadas estacas apicais de matrizes de jabuticabeiras da espécie Myrciaria jaboticaba (Vell.) O. Berg, e submetidas às condições de enraizamento. O delineamento adotado foi o de subparcelas subsubdivididas 2x4x5, onde os substratos areia grossa e vermiculita constituíram as subparcelas ou unidades inteiras, os pHs (3.5; 4.5; 5.5 e 6,5) constituíram os quatro valores, e as concentrações de AIB (0; 1000; 2000; 4000 e 6000 mg.L -1 ) as subsubparcelas. O substrato areia grossa, quando interagiu com os pHs 4.5 e 5.5 proporcionou uma maior taxa de enraizamento nas estacas apicais de jabuticabeiras, já pHs elevados (6.5) e baixos (3.5), para os dois substratos, inibiram a emissão de raízes na base das estacas. As diferentes concentrações de AIB não influenciaram no enraizamento das estacas apicais. No segundo experimento, foram caracterizadas plantas de jabuticabeiras dos pomares do Setor de Horticultura do Departamento de Produção Vegetal da ESALQ-USP-Piracicaba-SP e do pomar de fruticultura da FAFRAM (Faculdade “Dr. Francisco Maeda” de Ituverava-SP). Para a caracterização das espécies...

Fatores determinantes na composição da comunidade bacteriana associada às plantas; Determinant factors in the composition of bacterial communities with plants associated

Andreote, Fernando Dini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
35.69%
A interação entre bactérias e plantas resulta na ocorrência de vários processos biológicos no ambiente e pode ser regulada por diferentes fatores. Considerando que um recíproco reconhecimento ocorre entre as espécies de bactérias e plantas, alterações nos fatores bióticos e abióticos interferem diretamente nesta interação levando a modificações na composição das comunidades bacterianas associadas às plantas. No presente trabalho foram avaliados diferentes fatores que estão diretamente relacionados a este assunto. Atualmente, a aplicação de técnicas de microbiologia molecular permite acessar alterações causadas nestas comunidades de maneira independente do cultivo bacteriano. Desta maneira, foi demonstrado que na rizosfera de plantas de tabaco, os diferentes estágios de desenvolvimento são os principais determinantes da composição da comunidade bacteriana em detrimento do genótipo das plantas, sejam estas transgênicas ou convencionais. Utilizando plantas transgênicas e convencionais de eucalipto de diferentes genótipos, foi verificado que diferentes plantas não transgênicas podem apresentar comunidades bacterianas mais distintas do que quando os clones não transgênicos são comparados com os transgênicos. No entanto...

Caracterização molecular e avaliação da resistência ao vírus da tristeza dos citros (CTV) em plantas transgênicas de laranja 'Valência' (Citrus sinensis L. Osbeck); Molecular characterization and resistance evaluation to citrus tristeza virus (CTV) in transgenic plants of Valência orange (Citrus sinensis L. Osbeck)

Muniz, Fabiana Rezende
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
35.69%
No Brasil a citricultura está entre as culturas de maior importância. A produtividade dessa cultura no país ainda é considerada baixa e esse fato se deve, em parte, a diversas pragas e doenças. Dentre as doenças, tem-se a tristeza, causada pelo Citrus tristeza virus (CTV). Esse patógeno também pode estar relacionado com outra importante doença da cultura, a morte súbita dos citros (MSC). Com isso, o CTV ganhou ainda maior expressão. Uma alternativa para controlar viroses de plantas é a obtenção de plantas transgênicas resistentes a esses patógenos. Este trabalho objetivou caracterizar com análise molecular e avaliar a resistência ao CTV de plantas transgênicas de laranja Valência (Citrus sinensis L. Osbeck), contendo fragmentos do genoma do CTV, em três construções gênicas diferentes. A transgenia das plantas foi confirmada por análises de Southern blot. A transcrição do transgene foi avaliada por RT-PCR. O material foi inoculado com duas borbulhas infectadas pelo isolado Pêra- IAC, enxertadas no porta-enxerto abaixo do ponto de enxertia da copa transgênica, e pelo vetor Toxoptera citricida infectado. Após quatro semanas da inoculação, para avaliar a resistência ao vírus, brotações da copa transgênica foram submetidas ao teste de ELISA sanduíche indireto com anticorpo monoclonal contra a proteína da capa protéica do CTV. Os resultados indicaram variação na resistência à translocação do vírus nas diferentes construções transgênicas utilizadas e entre clones de uma mesma planta. Todas as linhagens transgênicas inoculadas indicaram a presença do vírus em pelo menos uma das três repetições avaliadas...

Caracterização biológica e molecular do vírus da mancha clorótica de Clerodendrum ( Clerodendrum Chlorotic Spot Virus-CLCSV); Biological and molecular characterization of Clerodendrum chlorotic spot virus

Gomes, Renata Takassugui
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
35.68%
O gênero botânico Clerodendrum pertence à família Lamiaceae e compreende várias espécies ornamentais, geralmente trepadeiras, das quais as mais comumente cultivadas são coração-sangrento (C. x speciosum Tiejism. & Binn.) e lágrima-de-Cristo (C. thomsonae Balf.). Manchas cloróticas e necróticas em folhas de coração-sangrento foram observadas pela primeira vez em um jardim de Piracicaba, SP, associadas à infestação com Brevipalpus phoenicis Geijskes (Acari: Tenuipalpidae). Exames de secções de tecidos das lesões foliares ao microscópio eletrônico revelaram ocorrência de efeitos citopáticos do tipo nuclear e concluiu-se que os sintomas eram causados por um vírus transmitido por Brevipalpus (VTB), o qual foi tentativamente designado de mancha clorótica de Clerodendrum (Clerodendrum chlorotic spot virus- ClCSV). O ClCSV é transmitido mecanicamente de coração-sangrento para coração-sangrento e em ensaios preliminares foi transmitido mecanicamente e por Brevipalpus phoenicis para várias outras plantas, além da ocorrência de sua disseminação natural por esses ácaros para outras espécies. Ocorre a infecção sistêmica nas hospedeiras Chenopodium quinoa Will. e C. amaranticolor Coste & Reyn. infectadas com ClCSV caso as plantas sejam mantidas por cerca de 2 semanas entre 28-30 oC. Utilizando-se estas plantas realizou-se a purificação parcial do vírus. Este trabalho apresenta a caracterização biológica e molecular do ClCSV. Os resultados dos testes PTA-ELISA e RT-PCR demonstraram a detecção do ClCSV em diversas hospedeiras...

Potenciais hospedeiros alternativos para o fitoplasma e o espiroplasma, agentes do enfezamento do milho, e alterações bioquímicas em plantas infectadas pelo espiroplasma; Potencial hosts for maize mollicutes, agent of corn stunt, and biochemical changes in plants infected by the spiroplasma

Haas, Isolda Cristina Ruschel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
35.69%
Os enfezamentos vermelho e pálido são importantes doenças do milho, causadas, respectivamente, por um fitoplasma e por um espiroplasma (Spiroplasma kunkelii). As duas formas de enfezamento foram relatadas no Brasil no início da década de 70 e se tornaram economicamente relevantes no início dos anos 80, com a introdução de novas técnicas de cultivo no milho. Apesar de ser um patossistema conhecido e estudado, ainda há certos pontos em relação à doença que permanecem desconhecidos. Um deles é em relação à sobrevivência do vetor (Dalbulus maidis) e do patógeno durante a entressafra. Outro, diz respeito às alterações bioquímicas envolvidas na relação hospedeiro-patógeno. O presente trabalho visou avaliar algumas gramíneas, usadas na formação de pastagens, e ervas-daninhas, que ocorrem nas áreas cultivadas com milho, como possíveis hospedeiros alternativos destes patógenos; ainda, buscouse estudar algumas alterações bioquímicas que ocorrem nas plantas de milho quando infectadas por espiroplasma. Para isto, o trabalho foi desenvolvido em três etapas. Na primeira, onze espécies de capins e ervas daninhas foram experimentalmente inoculadas com o espiroplasma através do vetor. As avaliações foram realizadas com base na observação de sintomas...

Enfezamento da couve-flor: identificação molecular de fitoplasmas, evidência de potencial vetor e análise epidemiológica da doença; Cauliflower stunt: molecular identification of phytoplasmas, evidence of potential vector and epidemiological analysis of the disease

Rappussi da Silva, Maria Cristina Canale
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
35.7%
A couve-flor está entre as folhosas mais produzidas na região do Cinturão Verde de São Paulo. A planta apresenta alto valor nutricional para os consumidores e relevante importância econômica e social para os agricultores. Em campos comerciais, têm sido observadas plantas exibindo sintomas de enfezamento e deformação da inflorescência, além da necrose dos vasos condutores. A doença foi denominada de enfezamento e a sua incidência e severidade têm se tornado mais intensas nos últimos anos, afetando a produção e levando ao abandono do cultivo. O quadro sintomatológico levantou a suspeita de que a doença pudesse estar sendo causada por fitoplasmas. Desta forma, este trabalho teve como objetivos detectar e identificar os fitoplasmas associados às plantas doentes de couve-flor, demonstrar a sua patogenicidade, buscar possíveis insetos vetores do agente patogênico e analisar a distribuição espacial da doença no campo. Amostras de plantas coletadas na região do Cinturão Verde ou enviadas de outras localidades tiveram o DNA total extraído e submetido a reações de PCR. A amplificação de fragmentos genômicos de 1,2 kb evidenciaram a presença de fitoplasmas nos tecidos de 66% das plantas sintomáticas. A detecção de fitoplasmas em plantas assintomáticas revelou a ocorrência de infecção latente e que plantas sem sintomas aparentes podem ser portadoras do patógeno. O emprego de PCR com primers específicos...

Caracterização molecular e diversidade de fitoplasmas em pomares de citros no Estado de São Paulo; Molecular characterization and diversity of phytoplasmas in citrus orchards in the Sao Paulo state

Barbosa, Júlio César
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
35.71%
Recentemente, um fitoplasma do grupo 16SrIX foi associado a plantas de citros com sintomas de huanglongbing (HLB) no Estado de São Paulo. No entanto, em razão da ampla diversidade de fitoplasmas que tem se observado em várias culturas no Brasil, seria possível que além do fitoplasma do grupo16SrIX, outros fitoplasmas também pudessem estar associados a plantas de citros no Estado de São Paulo. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi investigar se outros fitoplasmas, além daquele do grupo 16SrIX, estão associados a plantas de citros no Estado de São Paulo. Amostras foliares de plantas de citros, plantas daninhas e cicadelídeos foram coletados entre os meses de Junho a Outubro de 2010, em pomares localizados em quatro municípios: Araraquara, Bebedouro, Piracicaba e Taquarituba. Análises de nested PCR evidenciaram a presença de fitoplasmas associados a plantas de citros (sintoma: clorose foliar); a plantas daninhas: Bidens pilosa (sintomas: filodia e virescência), Leonorus sibiricus (sintoma: deformação foliar), Solanum americanus (sintoma: superbrotamento foliar), Erigeron bonariensis (sintomas: avermelhamento e superbrotamento foliar) e Euphorbia heterophylla (sintoma: deformação foliar); e a cicadelídeos da espécie Agallia albidula (Uhler...

Identificação molecular de um fitoplasma do grupo 16Srl-B em plantas de soja; Molecular identification of a group 16SrI-B phytoplasma in soybean plants

Pereira, Thays Benites Camargo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
35.69%
Plantas apresentando folhas com deformações do tipo bolhas, menor quantidade de vagens de tamanho reduzido e contendo menor número de sementes, vagens que não completaram a maturação e coloração verde da parte aérea no final do ciclo foram observadas em campos de produção. As plantas foram analisadas visando à detecção de fitoplasmas e a sua identificação molecular. Para isto, o DNA total das plantas amostradas foi submetido ao teste de duplo PCR conduzido com primers específicos para a região do 16S rDNA de fitoplasmas. As amplificações evidenciaram que fitoplasmas estavam presentes em tecidos de plantas sintomáticas. O duplo PCR realizado com primers grupo-específicos revelou a ocorrência de fitoplasmas afiliados aos grupos 16SrI e 16SrIII. As análises virtuais de RFLP, baseadas no sequenciamento da referida região genômica, permitiram identificar um dos fitoplasmas como pertencente ao subgrupo 16SrI-B. Os valores de coeficientes de similaridade, calculados com base nos padrões de restrição gerados in silico por 17 enzimas, confirmaram a identidade deste fitoplasma. Ainda, mapas de restrição mostraram que o fitoplasma encontrado em plantas de soja apresentava sítios putativos de restrição idênticos a um fitoplasma típico do grupo 16SrI-B. A análise filogenética...

Caracterização molecular de um fitoplasma associado ao superbrotamento do melão-de-São-Caetano (Momordica charantia L) com base nas sequências dos genes 16S rRNA e secY; Molecular characterization of a phytoplasma associated with Momordica charantia witches'-broom based on the sequences of the genes 16S rRNA and secY

Munhoz, Elizeu Merizio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
35.68%
O melão-de-São-Caetano (Momordica charantia L) é uma cucurbitácea que ocorre em todas as regiões geográficas brasileiras. A espécie apresenta duas "variedades" distintas, comumente conhecidas por "variedade silvestre" e "variedade cultivada", esta última caracterizada por plantas de maior tamanho. Plantas da "variedade selvagem" são hospedeiras de um fitoplasma do grupo 16SrIII-J, que causa superbrotamento de ramos, nanismo generalizado, clorose, redução no tamanho de folhas e frutos. No entanto, não há informação da "variedade cultivada" ser hospedeira de fitoplasmas. Assim, no presente estudo, plantas sintomáticas desta "variedade" foram analisadas quanto à presença de fitoplasmas em seus tecidos, visando associar este tipo de patógeno à doença. Neste mesmo trabalho, os isolados do fitoplasma encontrados nas plantas sintomáticas da "variedade cultivada" foram molecularmente analisados em relação ao gene secY, atualmente usado como um marcador que permite identificar variações genéticas sutis. Buscou-se, com isto, identificar possíveis variantes entre os isolados. Amplificações de fragmentos de DNA a partir dos genes 16S rRNA (1,2Kb) e secY (1,6Kb) demonstraram a associação de fitoplasma do grupo 16SrIII com as plantas sintomáticas de melão-de-São-Caetano da "variedade cultivada". Nestas plantas...

Potencial alelopático de soluções de solo cultivado com Brachiaria brizantha: efeitos sobre a germinação de gramíneas forrageiras e plantas daninhas de pastagens

Martins, D.; Martins, C.C.; Costa, N.V.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 61-70
POR
Relevância na Pesquisa
45.54%
O objetivo desta pesquisa foi obter informações que possam favorecer o entendimento da atuação dos compostos alelopáticos sobre o banco de sementes do solo e sobre a seleção de plantas invasoras e indicar espécies que favoreçam a renovação dos pastos. Assim, soluções de solo de uma área de pastagem de Brachiaria brizantha cv. Marandu formada há mais de cinco anos foram extraídas para avaliar os efeitos alelopáticos dessa espécie sobre a germinação, a dormência de sementes e o vigor de plântulas de B. brizantha cv. Marandu, Panicum maximum cv. Tanzânia, Sida rhombifolia e Peschiera fuchsiaefolia. O experimento foi instalado e conduzido no Laboratório de Matologia do Departamento de Produção Vegetal da FCA/UNESP - campus de Botucatu-SP. O substrato de germinação foi umedecido com 12 mL dos seguintes tratamentos: solução do solo de uma área cultivada com B. brizantha; solução do solo de uma área sem B. brizantha (mata nativa); água destilada; solução de polietilenoglicol com potencial osmótico idêntico ao da solução do solo sob B. brizantha; e solução de polietilenoglicol com potencial osmótico idêntico ao da solução de solo de uma mata nativa. A porcentagem de sementes normais, mortas, anormais e dormentes de B. brizantha não foi influenciada por nenhuma das soluções testadas...

Avaliação da agressividade e caracterização genética de linhagens de Ralstonia Solanacearum isoladas de diferentes plantas hospedeiras

Rodrigues, Lucas Mateus Rivero
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: vii, 68 f. : il. color., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
35.69%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA; O presente trabalho teve como objetivo avaliar a agressividade de linhagens de Ralstonia solanacearum provenientes de solanáceas, plantas ornamentais e eucalipto, em plantas de batata, tomate e fumo, bem como caracterizar as linhagens por meio de técnicas moleculares. Vinte e duas linhagens foram utilizadas nos ensaios de avaliação da agressividade, em experimentos conduzidos em casa-de-vegetação evidenciaram alta severidade da doença pelas linhagens de R. solanacearum quando inoculadas em plantas de tomate e batata, sendo a batata mais afetada nas inoculações. Todas as linhagens mostraram-se agressivas, sendo que o fumo mostrou baixa suscetibilidade ao ataque das bactérias. As linhagens mais agressivas em plantas de tomate foram IBSBF 309, IBSBF 1712, IBSBF 1839, IBSBF 1882, IBSBF 1883 e IBSBF 2000, pertencentes às biovares I, II e III. As linhagens mais agressivas às plantas de fumo foram IBSBF 309, IBSBF 2131 e IBSBF 292T, pertencentes à biovar I. Foi efetuado também ensaio de microbiolização in vitro em sementes de eucalipto, a fim de se identificar possíveis linhagens patogênicas a esta espécie vegetal e concluiu-se que todas as linhagens utilizadas infectaram plantas de eucalipto ou afetaram seu crescimento. A caracterização molecular de 41 linhagens de Ralstonia solanacearum...

Análise do perfil eletroforético de proteínas citoplasmáticas para verificação do processo de desintoxicação do herbicida mesotrione em plantas de Zea mays

Ogliari,J.; Freitas,S.P.; Evaristo,J.A.E.; Gomes,S.A.; Okorokova Façanha,A.L.; Retamal,C.A.; Façanha,A.R.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
45.59%
As plantas tolerantes a herbicidas apresentam rotas bioquímicas eficientes na desintoxicação dessas moléculas no interior da célula, e muitas enzimas citoplasmáticas participam desse processo. No presente trabalho, o perfil eletroforético de proteínas citoplasmáticas foi avaliado em folhas, caules e raízes de plantas de milho, durante o processo de desintoxicação, após tratamento com o herbicida mesotrione. Aos 15 dias após o plantio, foram aplicados 192 gramas por hectare (g ha-1) do mesotrione, em pós-emergência; três e sete dias após a aplicação (DAA), foram coletados os tecidos para a realização de fracionamento celular e isolamento das proteínas solúveis do citoplasma. A atividade fotossintética foi analisada como marcador fisiológico do nível de fitointoxicação em diferentes estádios (1, 2, 3, 5 e 7 DAA). Enquanto a fotossíntese foi inibida nos primeiros 3 DAA, não se observou alteração significativa a partir do quinto dia. Medidas biométricas foram realizadas aos 7 DAA, não apresentando diferenças significativas. A análise dos perfis eletroforéticos das proteínas citoplasmáticas indicou maior expressão proteica em regiões de baixa massa molecular (~ de 21 a 65 kDa) nos tecidos de folhas e caules aos 3 DAA do mesotrione. Contudo...

Caracterização molecular e estabelecimento Fingerprint em híbridos de bananeiras ornamentais.

SEREJO, J. A. dos S.; ALMEIDA, F. N. de; SILVA, R. A. da; AMARAL, J. C. G. P.; RAMALHO, E. V. B. M.; SOUZA, F. V. D.; FERREIRA, C. F.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FLORICULTURA E PLANTAS ORNAMENTAIS, 18.; CONGRESSO BRASILEIRO DE CULTURA DE TECIDOS DE PLANTAS, 5. 2011. Joinville - SC. [Anais...]. Joinville-SC: EPAGRI, 2011. 1 CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FLORICULTURA E PLANTAS ORNAMENTAIS, 18.; CONGRESSO BRASILEIRO DE CULTURA DE TECIDOS DE PLANTAS, 5. 2011. Joinville - SC. [Anais...]. Joinville-SC: EPAGRI, 2011. 1 CD-ROM.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.56%
As fruteiras ornamentais são uma alternativa para o segmento da floricultura. Possuem grande plasticidade de uso, podendo ser apreciadas como plantas de parques, jardins, flores de corte, plantas de vaso, folhagens e minifrutos ornamentais. A Embrapa Mandioca e Fruticultura possui bancos de germoplasma de diferentes fruteiras, que começaram a ser explorados recentemente para finalidades ornamentais, dentre esses o de bananeira, e diversos híbridos tem sido gerados.; 2011

Molecular characterization of Colletotrichum associated with Anthracnose on Capsicum chinense in the State of Amazonas.

OLIVEIRA, C. V. S. de; ALBUQUERQUE, D. M. C. de; SOUSA, N. R.; HANADA, R. E.; SILVA, G. F. da
Fonte: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GENÉTICA MOLECULAR DE PLANTAS, 4., 2013, Bento Gonçalves. Resumos... Bento Gonçalves: Sociedade Brasileira de Genética, 2013. p. 25. Publicador: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GENÉTICA MOLECULAR DE PLANTAS, 4., 2013, Bento Gonçalves. Resumos... Bento Gonçalves: Sociedade Brasileira de Genética, 2013. p. 25.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
EN
Relevância na Pesquisa
45.46%
The goal of this study was to compare different isolates of Colletotrichum from anthracnose lesion on C. chinense collected in the state of Amazonas, using molecular markers.; 2013

Caracterização molecular de begomovírus associados a Sida spp. E Blainvillea rhomboidea; Molecular characterization of begomoviruses associated with Sida spp. and Blainvillea rhomboidea

Tavares, Sheila dos Santos
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
45.62%
Begomoviruses are whitefly-transmitted, single-stranded DNA viruses which are often associated with weed plants, which may act as natural reservoirs of viruses that cause epidemics in crop plants. The aim of this study was to characterize the diversity of begomoviruses infecting weeds in Brazil, as a step to access their importance as natural reservoirs of these viruses. Total DNA was extracted from weeds collected in Viçosa (Minas Gerais state) and some municipalities of Alagoas state in 2009 and 2010. The viral genomes were amplified by RCA, cloned and sequenced. The sequences were used for comparisons with other begomoviruses, phylogenetic and recombination analyses. A total of 26 DNA-A clones were obtained. Sequence analysis indicated the presence of ten different begomoviruses. All isolates originating from samples of Blainvillea rhomboidea belonged to a single viral species, Blainvillea yellow spot virus (BlYSV), suggesting that BlYSV may be the only begomovirus present in this ubiquitous weed species. Four viruses represent new species, for which the following names are proposed: Sida yellow net virus (SiYNV) obtained from Sida micrantha, Sida mottle Alagoas virus (SiMoAV) obtained from Sida urens and Sida sp., Sida yellow blotch virus (SiYBV) and Sida yellow mosaic Alagoas virus (SiYMAV) obtained from S. urens. Recombination events were detected in the SiYBV isolates BR:Rla1:10 and BR:Rla2:10...

Variabilidade genética quantitativa e molecular em uma coleção de germoplasma de Eugenia dysenterica DC. (Myrtaceae); Quantitative and molecular genetic variability in a germplasm collection of Eugenia dysenterica DC. (Myrtaceae)

Almeida Júnior, Edivaldo Barbosa de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Genética e Melhoramento de Plantas; Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Genética e Melhoramento de Plantas; Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
45.46%
The cagaiteira (Eugenia dysenterica DC)., is a native species of Cerrado. The plant is known for fruit production, which are used in natura or processed in several ways. It also provides food for the local fauna and, therefore, it conservation is important for maintenance for the communities. In order to maintain the productivity potential of the species, we should invest on plant breeding programs. To support these programs and help the species conservation, it is important to characterize the genetic variability available to breeders, both in germplasm collections and natural populations. This could also help to recommend priority areas to collect and conserve the germplasm. Neutral molecular markers have been used to evaluate the distribution of genetic variability in natural populations. The genetic structure of populations is the result of historical interaction between genetic drift, mutation, and gene flow. To detect the influence of adaptive processes in the genetic differentiation of populations we used

Estudio y purificación de peroxidasas implicadas en la lignificación de plantas basales

Martínez Cortés, Teresa
Fonte: Universidade da Corunha Publicador: Universidade da Corunha
Tipo: Tese de Doutorado
SPA
Relevância na Pesquisa
45.55%
[Abstract] The colonization of the terrestrial environment by plants has led to the development of different mechanisms which allow the survival in a hostile environment. One of these adaptations has been the occurrence of lignins and lignification process that gave plants the necessary improvement to stay upright and an efficient water transport. The first organisms to colonize land were non-vascular plants, these species were structurally simple but had the ability to adapt to new environment because of their high resistance to stress. These first plants were classified as bryophytes and divided into three groups; liverworts, mosses and hornworts. Bryophytes do not have a vascular system and most of them do not have lignin. However, there are some exceptions such as the liverwort Marchantia polymorpha which possesses guaiacyl and syringyl lignins. The moss Physcomitrella patens also represents an exception, even though it does not contain lignins, it has the ability to oxidize coniferyl and sinapyl alcohols, which are linked to the biosynthesis of guaiacyl and syringyl units. The earliest vascular plants were pteridophytes, which contain predominantly guaiacyl lignins in their cell wall. However, numerous exceptions have been recently found...

Divergência genética em genótipos de cana-deaçúcar (Saccharum spp.) através de caracteres morfoagronômicos e por marcadores moleculares.; Genetic divergence in sugarcane genotypes (Saccharum spp.) through morphoagronomical characters and molecular markers.

Silva, Paulo Pedro da
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
45.48%
This study had as objective to estimate the genetic divergence among sugarcane genotypes by means of morphoagronomical characters and molecular markers, and to verify the relation between these procedures. An experiment was conducted in Rio Largo, AL, using a randomized block design with four repetitions. The multivariated analysis of Principal Components, the genetic divergence based on the Mahalanobis 2 ii' D Generalized Distance, and the Average Euclidean Distance Standardized were used for the analysis of the quantitative characters. Based on these distances, a grouping analysis was performed by the More Distant Neighbor method and the UPGMA method, besides Tocher for 2 ii' D . Jaccard coefficient and UPGMA grouping were used in the evaluation of the genetic divergence by molecular markers and morphologic characters. The inconsistency as to formation of different groups between the Standardized Average Euclidean Distance and 2 ii' D of Mahalanobis characterize these two estimates as measures of different dissimilarity. In the same way, the grouping techniques by the More Distant Neighbor method and by UPGMA show graphical dispersions that are not coincident, with differences in relation to the number of groups and in the grouping pattern...

Caracterização morfológica e molecular de matrizes selecionadas da espécie de maracujazeiro silvestre Passiflora cincinnata.

FONSECA, K. G. da; FALEIRO, F. G.; LIMA, H. C. de; ARAUJO, F. P. de; ARAYA, S.; COSTA, A. M.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 8., 2015, Goiânia. O melhoramento de plantas, o futuro da agricultura e a soberania nacional: anais. Goiânia: UFG: SBMP, 2015. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 8., 2015, Goiânia. O melhoramento de plantas, o futuro da agricultura e a soberania nacional: anais. Goiânia: UFG: SBMP, 2015.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.55%
Neste trabalho, objetivou-se realizar a caracterização morfológica e molecular de 12 matrizes selecionadas de P. cincinnata.; 2015

Producción de antígenos y anticuerpos de interés veterinario en plantas transplastómicas de tabaco; Production of antigens and antibodies of veterinary interest in tobacco transplastomic plants

Lentz, Ezequiel Matías
Fonte: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires Publicador: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires
Tipo: info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; tesis doctoral; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2011 SPA
Relevância na Pesquisa
35.71%
En esta Tesis Doctoral, se evaluó la factibilidad de utilizar plantas transplastómicas de tabaco (Nicotiana tabacum) para la producción de proteínas de interés en medicina veterinaria: dos antígenos virales y un anticuerpo de camélido de cadena simple (VHH). La primera proteína producida en este sistema consistió en una fusión entre un epítope inmunogénico de la proteina VP1 del virus de la fiebre aftosa y la enzima β-glucuronidasa (VP-βGUS). Se generaron plantas transplastómicas, las cuales fueron caracterizadas a nivel molecular. La proteína heteróloga se acumuló de un modo importante en los cloroplastos de las plantas transformadas: hasta el 51% de las proteínas solubles totales (PST) (8 mg/g de tejido fresco [TF]), conservando su actividad enzimática e inmunogenicidad. Los niveles de expresión observados resultaron claramente mayores a los obtenidos previamente en plantas transgénicas nucleares utilizando la misma construcción. A pesar de estos altos niveles de expresión, el fenotipo de las plantas transplastómicas resultó ser indistinguible del de las plantas wild-type. Esta prueba de concepto con resultados alentadores nos permitió avanzar en la producción de otras moléculas mediante este sistema. El segundo antígeno expresado fue VP8*...