Página 1 dos resultados de 1049 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Manejo de irrigação em diferentes fases de desenvolvimento da Calendula officinalis L.; Irrigation management in differents phases of development of Calendula officinalis L.

Aleman, Catariny Cabral
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
A calêndula é uma planta medicinal de grande importância para indústria cosmética e farmacêutica. Existem poucos estudos sobre as necessidades hídricas e nutricionais das plantas medicinais. O controle do potencial matricial de água no solo pode ser uma alternativa de manejo de irrigação que favoreça a qualidade e produção de metabólitos secundários. O objetivo do experimento foi avaliar a resposta fisiológica e bioquímica da Calendula officinalis L. submetida a vários níveis de potencial matricial de água no solo para manejo da irrigação em três diferentes fases de desenvolvimento. O experimento foi conduzido em ambiente protegido sem controle de temperatura e umidade na Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", Piracicaba, São Paulo. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso com 6 tratamentos e 4 repetições, totalizando 24 unidades experimentais. Foram utilizadas sementes de calêndula bonina sortida para produção de mudas. As mudas foram transplantadas para vasos de 8 L para condução do experimento. Os potenciais matriciais adotados foram: -10, -15, -30, -40, -50 e -60 kPa. Foram realizados três ensaios distintos definidos de acordo com a fase de desenvolvimento: ciclo completo, fase vegetativa e fase reprodutiva/florescimento. O controle do potencial matricial de água no solo foi realizado utilizando tensiômetros de punção previamente instalados na profundidade de 20 cm. As leituras foram realizadas uma vez por semana com auxílio de tensímetro...

Micropropagação de Croton antisyphiliticus Mart.

Oliveira, Taíce Gonçalves de; Pina, Paulo Sérgio Souza; Bertoni, Bianca Waléria; França, Suzelei de Castro; Pereira, Ana Maria Soares
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1712-1718
POR
Relevância na Pesquisa
46.44%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Croton antisyphiliticus Mart. ex M. Arg., conhecido popularmente como pé-de-perdiz, é uma planta medicinal nativa do Cerrado, cuja raiz é utilizada na forma de decoctos para combater infecções do aparelho reprodutor masculino e feminino. A coleta da planta é realizada de forma extrativista e não há trabalhos a respeito da sua conservação. O objeto do trabalho foi estabelecer um protocolo de micropropagação de Croton antisyphiliticus. Foram avaliados o efeito de diferentes concentrações das citocininas, o tamanho do recipiente para o cultivo in vitro, o co-cultivo e a posição da gema em relação ao desenvolvimento dos explantes, bem como a influência do AIB no enraizamento in vitro e a aclimatização dos explantes. O melhor desenvolvimento in vitro foi obtido com explantes do tipo gema apical, co-cultivadas em meio MS suplementado com BAP (1µM), em frasco tipo pote. O enraizamento foi obtido em meio MS sem regulador vegetal e a aclimatização pode ser realizada em solo do cerrado com brotações sem a presença de raízes desenvolvidas in vitro.; Croton antisyphiliticus Mart. ex M. Arg., popularly known as pé-de-perdiz, is a native medicinal plant of Cerrado...

Revisão das propriedades da Chelidonium majus L. (Papaveraceae) planta existente nas ilhas dos Açores

Pavão, Maria Leonor
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /07/1984 POR
Relevância na Pesquisa
56.29%
Estrutura química dos alalóides do látex da Chelidornium majus L., planta medicinal existente nas Ilhas dos Açores. Propriedades farmacológicas. Efeitos fungistático, antivírico, bacteriostático, de inibição e de deformação de protozoários, anti-tumoral, anti-inflamatório e de inibição enzimática.

Calagem e adubação fosfatada promovem crescimento inicial e produção de hipericina em erva-de-São-João

Souza,Alexandra Goede de; Amarante,Cassandro Vidal Talamini do; Deschamps,Francisco Carlos; Ernani,Paulo Roberto
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.39%
A erva-de-São-João é uma planta medicinal empregada no tratamento antidepressivo. A hipericina é considerada um dos compostos que contribui para o efeito medicinal da planta. Uma vez que a concentração e a quantidade do princípio ativo pode ser afetada pela nutrição das plantas, este trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos do pH do solo e da adubação fosfatada sobre o crescimento inicial e a produção de hipericina em erva-de-São-João. O experimento foi realizado em Lages, SC, de julho a dezembro de 2003, em casa de vegetação. Utilizou-se delineamento experimental inteiramente casualizado (fatorial 4 x 3), correspondendo a quatro valores de pH (4,1; 5,5; 6,0 e 6,5) e três doses de P (0, 50 e 100 mg kg-1 de solo), com quatro repetições. Foram cultivadas duas plantas por vaso, em um Cambissolo Húmico Álico. Avaliou-se a produção de massa seca, a altura e o número de ramificações da parte aérea, o número de glândulas escuras nas folhas e a concentração e a quantidade total de hipericina na parte aérea. A produção de massa seca da parte aérea aumentou com a adição de P e, em maior magnitude, com a calagem. A altura das plantas somente foi influenciada pela calagem. O número de ramificações e de glândulas escuras e a concentração de hipericina aumentaram com a aplicação de P apenas na ausência de calagem...

Produção e composição química da macela em função da época de colheita

Bezerra,Antonio Marcos Esmeraldo; Medeiros Filho,Sebastião; Oliveira,Lincoln Davi M de; Silveira,Edilberto R
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.41%
A macela é uma planta medicinal com efeitos antidispépticos, antidiarréicos e hepatoprotetores. Sua colheita deve conciliar a máxima produção de biomassa com o(s) maior(es) teor(es) de princípio(s) ativo(s). Neste trabalho, avaliou-se a influência da época de colheita nos componentes de produção e composição química, quantitativa e qualitativa da macela. Os tratamentos consistiram de sete colheitas (75; 85; 95; 105; 115; 125 e 135 dias após o transplantio (DAT)), dispostas em blocos ao acaso, com quatro repetições e parcelas com duas plantas na área útil (1,0 x 0,5 m). A época de colheita influenciou os componentes de produção e o teor dos princípios ativos da macela. Constatou-se acúmulo crescente de biomassa, mais expressivo no caule e folhas do que nas raízes, no decurso das colheitas. A produção de capítulos nas três últimas colheitas (2,6; 3,4 e 6,7 t ha-1) foi superior às demais. Os índices de colheita (relação entre a massa seca dos capítulos e a massa seca da parte aérea) nessas mesmas colheitas foram 47, 46 e 48%. A parte aérea (caule e folhas) e os capítulos apresentaram maior rendimento dos extratos etanólico (REE) e clorofórmico (REC) do que as raízes. REE e REC variaram no transcurso da fase reprodutiva da planta...

Propagação vegetativa de liamba, planta medicinal

Coelho,Maria de Fátima B; Maia,Sandra Sely S; Oliveira,Andreya K; Diógenes,Francisco Ésio P; Soares,Silvio Roberto F
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.39%
A liamba (Vitex agnus castus L.) é utilizada no Brasil como medicinal e apresenta compostos com estrutura química semelhante à progesterona. Visando avaliar a propagação vegetativa de liamba foram conduzidos dois experimentos. O primeiro, com estacas da parte aérea com 20 cm de comprimento, sem folhas e classificadas em dois grupos: apical e basal. As estacas tiveram a espessura padronizada em 3 a 5 mm de diâmetro e 40 unidades de cada tipo foram colocadas em sacolas de polietileno (10 x 30 cm) preenchidas com o substrato solo + esterco na proporção volumétrica de 2:1. O segundo, com miniestacas da parte aérea da planta com 3 a 5 cm de comprimento, sem folhas e no delineamento experimental em blocos casualizados com quatro repetições de 20 miniestacas, no esquema fatorial 2 x 3. Os tratamentos foram tipo da miniestaca (com talão e sem talão) e substrato (solo; solo + esterco bovino curtido e solo + composto). A propagação vegetativa de liamba pode ser feita por estacas basais ou mini-estacas com talão em substrato solo + composto.

Quantificação de fenóis totais presentes nas cascas de Trichillia catigua A. Juss (Meliaceae)

Rabelo,D.S.; Paula,J.R.; Bara,M.T.F.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.39%
Trichillia catigua A. Juss. é uma planta medicinal utilizada principalmente como estimulante, possivelmente devido à presença de fenóis. Entre os métodos utilizados para a determinação de polifenóis em matérias-primas vegetais destaca-se a análise por meio de ensaios espectrofotométricos por apresentarem boa sensibilidade, simplicidade, e ter custos mais acessíveis. O presente trabalho teve o objetivo de validar a metodologia analítica para determinação de polifenóis na casca de catuaba em pó. Utilizou-se o método de Hagerman & Butler para a quantificação dos polifenóis totais encontrando-se 7,96%. O método validado mostrou-se simples, rápido, seletivo, linear, exato, preciso, e robusto para ser executado na rotina de laboratório de controle de qualidade, constituindo uma possibilidade de análise desta planta medicinal.

Uso da planta sphagneticola trilobata por agricultores acometidos de diabetes mellitus.

LEMÕES, M. A. M.; JACONDINO, M.; CEOLIN, T.; HECK, R. M.; BARBIERI, R. L.; MACHADO, R. A.
Fonte: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental, v. 4, n. 1, p. 2733-39, jan./mar. 2012. Publicador: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental, v. 4, n. 1, p. 2733-39, jan./mar. 2012.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.37%
Objetivo: Investigar a utilização da planta Sphagneticola trilobata por agricultores como coadjuvante no tratamento do diabetes mellitus. Método: Foram entrevistados cinco agricultores portadores de diabetes mellitus e que usavam S. trilobata, no município do Rio Grande, Rio Grande do Sul, no período de junho a julho de 2009. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Faculdade de Medicina da UFPel (072/07). Resultados: Todos os entrevistados eram do sexo feminino com idade entre 48 e 74 anos. As folhas foram a parte mais utilizada. O chá é preparado através da infusão da planta. O conhecimento sobre a insulina foi repassado por familiares, ou vizinhos. As entrevistadas relatam efeito hipoglicemiante após o uso da planta. Conclusão: O conhecimento popular sobre plantas medicinais é geralmente repassado através das gerações familiares, sendo sua frente às terapias complementares, de esta manera satisfaz as necessidades de saúde individual complementando os serviços de saúde.; 2012

Plantas medicinais da Caatinga: uso e conhecimento popular em área urbana do município de Juazeiro-BA.

MARTINS, R. da C.
Fonte: 2012. Publicador: 2012.
Tipo: Teses/dissertações (ALICE) Formato: il.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.39%
O presente estudo foi desenvolvido com o objetivo de identificar e comparar o conhecimento tradicional e uso de plantas medicinais da Caatinga em áreas urbanas do município de Juazeiro e suas relações com perfil socioeconômico das comunidades. Para tal foi aplicado, no período de abril a maio de 2012, um questionário composto de 25 questões, dividido em duas partes, sendo a primeira relacionada com o perfil socioeconômico e a segunda com uso das plantas medicinais. Os bairros escolhidos para a amostragem foram o João Paulo II, situado na periferia da cidade e o Cajueiro, localizado na parte central. Em cada bairro foram entrevistadas 30 pessoas. Os resultados obtidos mostraram que a maioria dos entrevistados é do sexo feminino e, com relação à idade, observou-se que, no João Paulo II, houve maior participação de idosos, não havendo registro de entrevistados menores de 25 anos. Por outro lado, no Cajueiro registrou-se um número significativo de pessoas com idade inferior a 25 anos. Em relação ao nível de escolaridade, os moradores do Cajueiro apresentaram formação mais qualificada do que os do João Paulo II. Quanto ao uso de plantas, não houve diferença entre os dois bairros amostrados, onde 73,3% dos entrevistados informaram que não usa com frequência a fitoterapia para o tratamento das doenças...

Micobiota endofítica da planta medicinal Equisetum arvense L. e seu potencial antimicrobiano/ Fabíola Gomes da Silva

Silva, Fabíola Gomes da; Oliveira, Neiva Tinti de (Orientador); Motta, Cristina Maria de Souza (Co-orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
46.44%
Fungos endofíticos são microrganismos que vivem no interior de tecidos vegetais, colonizando-os intra e/ou intercelularmente, durante algum período do seu ciclo de vida, sem causar danos aparentes aos seus hospedeiros. Nos últimos anos esses microrganismos têm despertado grande interesse devido ao seu potencial de utilização como fonte de novas moléculas bioativas que podem ser aplicadas na medicina, na indústria e na agricultura. Equisetum arvense é uma planta medicinal que atua como remineralizante, diurética, cicatrizante, desintoxicante, adstringente e anticancerígena. Tendo em vista que as plantas medicinais com ação antimicrobiana podem ser hospedeiras de fungos endofíticos com tais propriedades, o presente trabalho teve como objetivos verificar a composição dos fungos endofíticos associados à planta medicinal E. arvense e avaliar o potencial antimicrobiano desses fungos contra microrganismos de importância agrícola e médica. Duas coletas de seis amostras de E. arvense foram realizadas na horta medicinal do Instituto Agronômico de Pernambuco, nos meses de julho e outubro de 2010 correspondendo aos períodos de chuva e de estiagem, respectivamente. No laboratório de fungos fitopatogênicos da Universidade Federal de Pernambuco foram realizados os processos de desinfestação superficial das amostras dos tecidos vegetais (caule e raiz)...

Atividade larvicida do ácido 3-β-acetoxylabdan-8(17)-13- dien-15-óico isolado da planta medicinal copaifera reticulata (leguminosae) sobre aedes aegypti (diptera, culicidae) evidenciada pelas alterações morfohistológicas; Larvicidal activity of 3-β-acetoxylabdan-8(17)-13-dien-15-oic acid isolated from the medicinal plant Copaifera reticulata against Aedes aegypti shown by morphohistological changes

Valotto, Cleyde Ferreira Barreto; Cavasin, Gláucia; Silva, Heloisa Helena Garcia da; Geris, Regina; Silva, Ionizete Garcia da
Fonte: Ruy de Souza Lino Junior; brasil; UFG; Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG) Publicador: Ruy de Souza Lino Junior; brasil; UFG; Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.37%
vol. 43, n. 3, p. 375-384, jul./set. 2014.; The main mechanism of control of dengue has been through the fight against Aedes aegypti, the most competent vector. The fight primarily consists of elimination of its potential breeding sites, health education and use of synthetic insecticides. These insecticides are effective but are highly toxic to vertebrates and the environment. With the emergence of resistance of mosquitoes to them, insecticides of botanical origin are being explored. This study looks at the larvicidal activity of a solution of a solution of 3-β-acetoxylabdan-8(17)-13-dien-15-óico acid extracted from the medicinal plant Copaifera reticulata Ducke (Leguminosae) on the 3rd stage larvae of Ae. aegypti. Larvae were subjected to 9 ppm acid for up to 24 h. Those that reached lethargic state were collected and fixed in 4% paraformaldhyde in 0.1 M sodium cacodilate buffer, pH 7.2, included in resin and the slides stained with the hematoxylin-eosin technique and examined by light microscopy. This acid caused the death of the Ae. aegypti larvae by cell destruction in the midgut, by the high cytoplasmic vacuolation, cell and nuclear hypertrophy, degeneration of the brush edge, apical vesicular formation with release of cytoplasmic contents of cells...

Simbologia do uso de plantas medicinais por agricultores familiares descendentes de pomeranos no Sul do Brasil; Symbology of the use of medicinal plants by farmers descendants of Pomeranians in Southern Brazil

DELPINO, Gabriela Barcelos
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Enfermagem e Obstetr??cia; Programa de P??s-Gradua????o em Enfermagem; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Enfermagem e Obstetr??cia; Programa de P??s-Gradua????o em Enfermagem; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.73%
In all ages and cultures man has learned to take advantage of local natural resources, including the use of medicinal plants. Understanding that each culture is composed of a web of meanings that will guide the actions of men in their daily lives, they will assign different meanings to these symbols present in their culture. Therefore, the symbology of the use of medicinal plants is particular in each culture and can have different meanings. This work aimed to investigate the meanings of the use of medicinal plants to the family farmers descendants of Pomeranians living in S??o Louren??o do Sul / RS and know the symbology of the use of medicinal plants in health care from the perspective of these farmers. The research was qualitative, descriptive and exploratory, held in S??o Louren??o do Sul. This study is part of the research "Bioactive plants for human use by families of farmers from ecological base in southern Rio Grande do Sul", developed by the School Nursing, Federal University of Pelotas and Temperate Climate Embrapa. The study included five farming families descendants of Pomeranians, selected from the snowball methodology, proposed by Goodman. The data collection occurred from January to June 2011. The instruments used were semi-structured interviews...

Triagem de cinco esp?cies de plantas medicinais usadas na Amaz?nia atrav?s da an?lise de secre??o de histamina

OLIVEIRA, D?borah Mara Costa de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
46.51%
A Organiza??o Mundial de Sa?de recomenda o estudo e o uso de plantas medicinais regionais, como fonte de recursos para diminuir os custos dos programas de sa?de p?blica e ampliar o n?mero de benefici?rios, sobretudo em pa?ses subdesenvolvidos e em desenvolvimento. Na Amaz?nia, a pr?tica da fitoterapia j? ? parte integral da cultura tradicional, mas em muitas ocasi?es existe uma profunda car?ncia de conhecimento cient?fico sobre o efeito dessas plantas. Portanto se torna essencial o estudo com base cient?fica que justifique ou n?o a indica??o dessas plantas para o tratamento ou preven??o doen?as. Nesse contexto, as doen?as al?rgicas s?o a segunda maior complica??o que afeta significativamente a qualidade de vida da popula??o. Nas alergias, os mast?citos s?o c?lulas efetoras chaves participando atrav?s da libera??o de diversos mediadores pr?-inflamat?rios, entre eles a histamina. A estabiliza??o de mast?citos e, portanto a inibi??o da libera??o de histamina seria um fator primordial na preven??o e/ou controle das alergias. Assim o objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial antial?rgico de 5 esp?cies oriundas ou adaptadas na Amaz?nia Connarus perrottetii var. angustifolius (Radlk) (barbatim?o do par?), Fridericia chica (Bonpl.) L.G. Lohmann (pariri)...

"Estudo sobre os constituintes inorgânicos presentes em diferentes espécies da planta medicinal do gênero 'casearia' coletadas em regiões distintas da Mata Atlântica, SP" ; STUDY OF THE INORGANIC CONSTITUENTS IN DIFFERENT SPECIES OF CASEARIA MEDICINAL PLANT COLLECTED IN DISTINCT REGIONS OF THE ATLANTIC FOREST, SP.

Yamashita, Celina Izumi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.4%
O uso de plantas medicinais no tratamento de doenças tem aumentado de forma significativa nos últimos anos, bem como as pesquisas sobre a caracterização química destas plantas. Neste estudo, foram determinados os constituintes inorgânicos presentes nas folhas e nos extratos de três espécies da planta do gênero Casearia (C. sylvestris, C. decandra e C. obliqua) coletadas em regiões distintas da Mata Atlântica, SP. As composições elementares dos solos em que estas plantas foram cultivadas também foram determinadas. Tradicionalmente, estas plantas são utilizadas devido às suas propriedades antiinflamatórias, antiácidas, anti-sépticas e cicatrizantes. Além disso, as atividades antiulcerogênicas e antitumorais do gênero Casearia, e sua capacidade de neutralizar venenos de serpentes e abelhas, também tem sido comprovadas cientificamente. A metodologia analítica empregada foi a análise por ativação com nêutrons. Irradiações longas e curtas das amostras e dos padrões foram realizadas utilizando fluxos de nêutrons do reator de pesquisas IEA-R1 do IPEN/CNEN-SP. Nas folhas, o elemento K foi encontrado em níveis de porcentagens, os elementos Ca, Cl, Mg e Na na ordem de mg g-1, Br, Fe, Mn, Rb e Zn em μg g-1 e os elementos As...

Avaliação dos possíveis efeitos tóxicos e imunotóxicos da Uncaria tomentosa em ratos; Evaluation of the possible toxic and immunotoxic effects of Uncaria tomentosa in rats

Mendes, Patrícia Franciscone
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.44%
A Uncaria tomentosa (U. tomentosa), popularmente conhecida como \"Unha-de-gato\", é uma planta medicinal nativa das Américas, mundialmente empregada devido às suas atividades anti-inflamatórias e imunomodulatórias. O consumo desta planta ocorre não apenas na forma in natura, mas principalmente como fitoterápico, sendo muitas vezes utilizada de forma indiscriminada pela população. Apesar de vários estudos revelarem as propriedades terapêuticas da U. tomentosa, poucos são os trabalhos que empregam protocolos estabelecidos por agências regulamentadoras internacionais, para a avaliação dos possíveis efeitos tóxicos e imunotóxicos deste fitoterápico. Assim, o propósito do presente estudo foi verificar se a administração de um extrato seco de U. tomentosa, comercialmente disponível no mercado, poderia ocasionar efeitos tóxicos e imunotóxicos em ratos após 90 dias de tratamento. Para isso, 40 ratos Wistars machos foram tratados oralmente com as doses de 15, 75 ou 150 mg/kg de extrato seco de U. tomentosa comercialmente disponível no mercado, contendo teores de alcaloides de acordo com aqueles valores preconizados em literatura. No final do período experimental, os animais foram submetidos à eutanásia para realização de avaliações bioquímicas...

Produtos Naturais de Planta Medicinal Sarcocephalus Latifolius

Pereira, António Manuel Deométrio Rodrigues Lourenço
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
56.31%
RESUMO - Esta dissertação descreve o estudo fitoquímico da Rubiácea Sarcocephalus latifolius, originária da Guiné-Bissau. Após uma abordagem sobre os usos do S. latifolius na medicina tradicional, e da sua actividade biológica e farmacológica, é revista a fitoquímica do género Nauclea, com relevância nos seus constituintes alcalóides, referindo-se ainda a actividade de diversos produtos naturais isolados da Nauclea sps. Dos extractos etanólicos do S. latifolius foram isolados e identificados por métodos espectroscópicos, três novos alcalóides, a 19-O-etilangustolina, 21-O-metilestrictosamida e 21-O-etilestrictosamida, e ainda, a nauclefina, angustina, angustolina, angustiina, estrictosamida, naucleidinal, e 19-epi-naucleidinal. A configuração absoluta da angustolina e 19-O-etilangustolina, foi determinada por métodos de resolução óptica e dispersão óptica rotatória. Foram também isolados e caracterizados: − os triterpenos, p-sitosterol, glucósido do β-sitosterol, estigmast-4-en-3--ona, lupeol, ácido betulínico, 3-β-O-β-fucopiranósido do ácido quinóvico e 3-β-O-α-L-ramnopiranósido do ácido quinóvico; − as cumarinas, (R)-(-)-meleina e escopoletina; − e o 3,4-dimetoxibenzoato de metilo. A confirmação das estruturas do glucósido do p-sitosterol e da estigmast-4--en-3-ona...

Avaliação fitoquímica, citotóxica e farmacológica de Calea uniflora Less.

Torres, Vanessa Rodrigues Nicolau
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.53%
Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Universidade do Extremo Sul Catarinense-UNESC, como requisito parcial para a obtenção do título de Mestre em Ciências Ambientais.; As plantas medicinais sempre foram utilizadas, sendo no passado o principal recurso terapêutico conhecido para o tratamento de enfermidades pela população. Dentre elas encontra-se Calea uniflora Less., planta medicinal nativa da região sul do Brasil encontrada também no centro-sul do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. Esta planta é utilizada popularmente para processos inflamatórios e hematomas. A partir destas informações e devido aos poucos estudos com a C. uniflora, surgiu o interesse em investigar os possíveis constituintes químicos, efeitos citotóxicos, efeitos antinociceptivo e anti-inflamatório desta espécie, para a avaliação fitoquímica foram analisados os extratos brutos da planta, através de Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). Para a atividade citotóxica, foi utilizado o teste de MTT, in vitro, a fim de verificar se o extrato e as frações de C. uniflora apresentaram efeitos citotóxicos. Para a avaliação das atividades antinociceptiva e anti-inflamatória foram utilizados modelos in vivo. Os modelos animais antinociceptivos empregados foram baseados em estímulos químicos (modelo de contorções abdominais induzidas por ácido acético...

Estudo da quebra de dormência em sementes de piorno [Genista tenera(Jacq. Ex Murr.) O. Kuntze]

d'Avó, Margarida Teresa Rodrigues Lopes
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.47%
Dissertação de mestrado em Produção de Plantas Medicinais e para Fins Industriais, apresentada na Escola Superior Agrária de Santarém, Instituto Politécnico de Santarém; O Piorno [Genista tenera (Jacq. Ex Murr.) O Kuntze] é uma planta endémica da ilha da Madeira. Estudos bioquímicos sobre a sua composição têm mostrado que é rico em compostos flavonóides e alcalóides. Para além dos seus efeitos antidiabéticos, também têm sido efectuados estudos epidemiológicos no domínio oncológico, das doenças cardiovasculares e neurodegenerativas, como as doenças de Alzheimer e de Parkinson. O uso tradicional do piorno e a sua investigação científica como planta medicinal exigem, cada vez mais, novos estudos, designadamente, os que se relacionam com o conhecimento dos seus mecanismos de propagação, tendo em conta a possível utilização comercial da planta e a sua produção em sistemas agrícolas extensivos. Tratando-se de uma planta com sementes de tegumento duro, uma das vias para a quebra da dormência física passa pela digestão do tegumento com ácido sulfúrico. O estudo usou três tempos de exposição ao ácido, de 10, 20 e 40 minutos e uma amostra de controlo, sem digestão ácida. Os resultados revelaram que a escarificação ácida das sementes teve um efeito estatisticamente significativo sobre a sua germinação. No entanto...

Characters of the leaf and stem morpho-anatomy of Alternanthera brasiliana (L.) O. Kuntze, Amaranthaceae; Caracteres morfo-anatômicos da folha e do caule de Alternanthera brasiliana (L.) O. Kuntze, Amaranthaceae

Duarte, Márcia do Rocio; Debur, Maria do Carmo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2004 ENG
Relevância na Pesquisa
46.37%
Alternanthera brasiliana (L.) O. Kuntze, Amaranthaceae is a Brazilian perennial herb employed as analgesic and anti-inflammatory in the traditional medicine. This work has analysed the morpho-anatomy of the leaf and stem, in order to supply knowledge to the medicinal plant identification. The botanical material was fixed, freehand sectioned and stained according to usual microtechniques. The leaves are simple, entire, decussate, oval-lanceolate and purple, presenting uniseriate epidermis, pluricellular non-glandular trichomes coated by papillose cuticle, anomocytic and diacytic stomata on both surfaces; the mesophyll is dorsiventral, with collateral vascular bundles and druses. The stem, in secondary growth, has the dermal system similar to the leaf; the angular collenchyma alternates with the chlorenchyma; it occurs druses and a cambial variant, consisting of concentrical arcs of extra-cambia outside the first cambium and aligned vascular bundles in the pith.; Alternanthera brasiliana (L.) O. Kuntze, Amaranthaceae, é herbácea perene de origem brasileira, empregada como analgésico e antiinflamatório na medicina tradicional. Este trabalho analisou a morfo-anatomia de folha e caule, a fim de fornecer subsídios à identificação da planta medicinal. O material foi fixado...

Population dynamics of Cyrtomon luridus Boheman (Coloptera: Curculionidae) on Duboisia sp. (Solanaceae) in Brazil; Dinâmica Populacional de Cyrtomon luridus Boheman (Coloptera: Curlionidae) em Duboisia sp. (Solanaceae) no Brasil

Paulo, Tironi; von Treuenfels, Adrian; Parra, José Roberto Postali
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2005 ENG
Relevância na Pesquisa
46.44%
Cyrtomon luridus (Boheman) adaptou-se à planta medicinal Duboisia sp., introduzida da Austrália, na qual causa danos de até 100%. A dinâmica populacional e o ciclo biológico foram estudados de 1993 a 1996, em Arapongas, PR, Brasil, com o objetivo de determinar futuros métodos de controle em Duboisia sp.. C. luridus apresentou ciclo anual em Duboisia sp. em condições naturais. O período de desenvolvimento larval ocorreu em 120 a 150 dias, de janeiro a maio, atingindo o tamanho médio de 19.0 ± 2.0 mm a uma profundidade média no solo de 24.9 ± 8.6 cm a 45.0 ± 10.0 cm. Em abril, foi observado o início da fase pupal. A viabilidade do período larval-adulto variou de 7.5% a 19.6%. Os sintomas típicos de ataque apareceram com o nível de infestação de 60 larvas por planta. Os primeiros adultos surgiram em julho, seis meses após a eclosão das larvas. Entretanto, o início da emergência de adultos do solo foi em setembro, no início da estação chuvosa, atingindo o pico de emergência em outubro, estendendo-se até janeiro. Em laboratório (25ºC, 70% UR), a longevidade média das fêmeas foi de 113.7 ± 15.2 dias. Neste período, cada fêmea colocou 42.7 ± 7.9 massas de ovos com 9.4 ± 0.61 ovos cada, totalizando uma média de 402 ± 72.9 ovos por fêmea. Adultos de C. luridus foram encontrados parasitados por Microctonus sp. (Loan) (Hymenoptera: Braconidae). As espécies de Solanaceae Solanum mauritianum Scopoli e Cestrum intermedium Sendt. foram encontradas como plantas hospedeiras de C. luridus.; Cyrtomon luridus (Boheman) has adapted to the medicinal plant Duboisia sp....