Página 1 dos resultados de 151 itens digitais encontrados em 0.070 segundos

Os atributos mobilizados pela enfermeira na saúde da família-uma aproximação aos desempenhos na construção da competência gerencial; The attributes mobilized by nursing professionals in the Family Health Program performance in constructing managerial competence

Kawata, Lauren Suemi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.01%
A Saúde da Família traz para o cenário do Sistema Único de Saúde a proposta de reorganização da assistência a partir da atenção básica. Para sua efetivação, faz-se necessário o comprometimento dos trabalhadores da área da saúde com a reestruturação do processo de trabalho, viabilizando-o de modo que sejam desenvolvidas práticas de saúde que visem ao atendimento das necessidades da população com a presença de atos de fala, escuta, vínculo e negociação. Assim, este estudo, de caráter exploratório-descritivo, caracteriza-se como um estudo de caso na abordagem qualitativa, tendo por objetivos identificar e analisar os atributos mobilizados nas situações de trabalho e que caracterizam os desempenhos das enfermeiras no que diz respeito à área de competência gerencial na Saúde da Família, apoiado nos conceitos teóricos de competência dialógica. Para coleta de dados foi realizada a observação participante do trabalho das enfermeiras atuantes na Saúde da Família em quatro unidades vinculadas à Universidade de São Paulo do município de Ribeirão Preto SP/Brasil, considerando-se uma semana típica de trabalho, num total de 160 horas de observação. Para a análise de dados optamos pela análise de conteúdo...

A hipertensão arterial como condição sensível à atenção primária: possibilidade de avaliação e planejamento em saúde; Hypertension as the Primary Care Sensitive Condition: possibility of assessment and health planning

Ferreira, Marianna
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
75.93%
Da necessidade de instrumentos de avaliação do impacto da Atenção Primária à Saúde na população, emerge a utilização do indicador indireto de efetividade Internações por Condições Sensíveis à Atenção Primária. Parte-se do pressuposto de que resolubilidade de ações desenvolvidas à nível primário de atenção refletem na redução das internações por grupos de causas específicas definidas, no Brasil, através da Lista Brasileira de Internações por Condições Sensíveis à Atenção Primária. A hipertensão arterial sistêmica, por ser uma condição crônica de alta carga social e fator de risco para as doenças cardiovasculares é considerada uma condição sensível. Objetivou-se analisar a ocorrência de internações por hipertensão categorizada no Grupo 9 da Lista Brasileira de Internações por Condições Sensíveis à Atenção Primária, nos residentes de Ribeirão Preto, para o período de 2000 a 2008, segundo as variáveis sexo, faixa etária, tipo de internação e condição de saída. Estudo descritivo, retrospectivo que teve como base a distribuição da ocorrência das internações por hipertensão de modo proporcional à população, utilizando-se de dados secundários...

O planejamento e a execução da transferência da política do tratamento diretamente observado da tuberculose no município de Porto Alegre - RS; The planning and transfer of the Directly Observed Treatment of Tuberculosis policy in the municipality of Porto Alegre - RS

Peruhype, Rarianne Carvalho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
65.96%
Ainda hoje são grandes os desafios envolvidos no controle da tuberculose (TB), doença sabidamente negligenciada e que há muito atinge a humanidade. O presente estudo tem como objetivo analisar o planejamento e a execução da transferência da política do Tratamento Diretamente Observado (TDO) no município de Porto Alegre. A capital gaúcha tem ocupado as primeiras colocações no ranking das capitais brasileiras com maior incidência da TB nas últimas décadas, configurando-se um cenário preocupante no que diz respeito à doença. Como método de pesquisa, optou-se pelo modelo misto de abordagens. Na abordagem quantitativa, aplicou-se um questionário validado autodirigido para os profissionais de saúde, dentre médicos, enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem, envolvidos com o TDO e pertencentes às Unidades de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição. Por meio deste questionário foram analisadas três dimensões relacionadas ao processo de transferência de uma política pública: Informação, Conhecimento e Inovação. Beta regressão e técnica descritiva foram utilizadas para a análise estatística. Na abordagem qualitativa, utilizaram-se roteiros constituídos por questões semidirigidas na realização de entrevistas com os coordenadores e gestores dos níveis municipal e estadual...

Práticas avaliativas na atenção básica à saúde : a gestão local entre reprodução e inovação

Pinto, Juliana Maciel
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
65.98%
O estudo envolve as práticas avaliativas desenvolvidas e executadas pela gestão da Atenção Básica à Saúde (ABS) nos municípios de Camaquã e Canguçu, no Estado do Rio Grande do Sul (RS). Consideram-se práticas avaliativas em saúde as ações motivadas para o desvelamento de alguma necessidade de saúde, exercidas no cotidiano dos serviços e não esgotadas pelas ferramentas tecnológicas já existentes, nem pretendendo se tornar necessariamente técnicas a serem compartilhadas. O objetivo do estudo foi analisar a gestão municipal da ABS a partir das práticas avaliativas em saúde desenvolvidas em dois Municípios da região sul do Estado do RS. É um estudo qualitativo, do tipo estudo de casos múltiplos. Os dados foram coletados nas Secretarias Municipais de Saúde (SMS) de Camaquã e Canguçu, no RS, por meio de observação participante, entrevistas semi-estruturadas e documentos da gestão municipal, como Planos Municipais de Saúde e Relatórios de Gestão. As categorias temáticas, organizadas com o auxílio do software NVivo8®, incluíram a estrutura organizacional das SMS, a formação profissional, as concepções dos gestores quanto aos temas em estudo, os agentes avaliadores, os tipos de práticas avaliativas e as dificuldades na sua execução. A análise temática dos dados apontou para sistemas municipais de saúde baseados na demanda espontânea...

Avaliação das condições de atuação de Conselhos Municipais de Saúde no Estado de Santa Catarina, Brasil

Vieira,Mauro; Calvo,Maria Cristina Marino
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
75.93%
Este artigo apresenta um modelo de avaliação da participação popular em sistemas municipais de saúde. Trata-se de pesquisa avaliativa cuja construção da matriz utilizou o referencial teórico da legislação existente que orienta a participação popular na formulação de estratégias e no controle da execução das políticas de saúde. Os indicadores e medidas foram validados por técnica de consenso com especialistas. O modelo proposto tem 26 indicadores divididos em cinco dimensões avaliativas, que refletem a adequação à legislação da estrutura, organização, representatividade, participação no planejamento em saúde e autonomia dos Conselhos Municipais de Saúde. Sua aplicabilidade foi testada em 24 municípios de Santa Catarina, Brasil. Os dados analisados indicaram os melhores resultados para a dimensão "sistema de planejamento do SUS", e os piores para as dimensões "estrutura e autonomia". Apenas dois municípios apresentaram bom resultado para o indicador sintético final. Foi demonstrada a viabilidade e adequação do modelo de avaliação proposto.

Planejamento e Avaliação de Ações de Saúde

Núcleo de Educação em Saúde Coletiva da Medicina - UFMG; Núcleo de Tecnologias e Educação a Distância em Saúde - UFC
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.07%
Discute o processo de planejamento em saúde, desde a identificação dos problemas até a elaboração de um plano de ação capaz de intervir na realidade. Propõe mudanças e oferece subsídios teóricos para a reorganização dos processos de planejamento e avaliação de ações de saúde. Reflete sobre o planejamento em saúde, com o objetivo de discutir a importância do planejamento e a necessidade de trabalhá-lo enquanto um processo, contando, para tal, com um método de planejamento. Argumenta sobre aspectos gerais do planejamento em saúde, citando as principais diferenças entre os métodos de planejamento até então utilizados pela equipes da Estratégia de Saúde da Família.

Aspectos Gerais do Planejamento

Núcleo de Tecnologias e Educação a Distância em Saúde - NUTEDS/UFC
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.98%
Aborda os aspectos gerais do planejamento e sua importância no cotidiano das pessoas.

Curso de Especialização Saúde da Família_Clínica da Atenção Primária II - Abordagem Comunitária

Universidade Aberta do SUS da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UNA-SUS/UERJ
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.98%
Espera-se que os profissionais sejam capazes de otimizar o processo de trabalho em equipe, de forma que se realize um planejamento de ações que resulte num incremento da qualidade de vida e da assistência à saúde da população sob sua responsabilidade sanitária.

Clínica da atenção primária II - abordagem comunitária

Universidade Aberta do SUS - UNA-SUS; Universidade do Estado do Rio de Janeiro_UERJ
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.96%
O Curso de especialização saúde da família, no módulo clínica da atenção primária II - abordagem comunitária, propõem um diagnóstico comunitário de forma participativa de forma a estabelecer ações de saúde utilizando recursos inter-setoriais, no qual se promove o empoderamento social em saúde.

A educação em saúde pública na práqtica cotidiana: atuação dos cirurgiões-dentistas do PSF de Natal-RN; Education in health on the daily practice: the performance of theoral surgeons from the Family Health Program of Natal-RN

Fernandes, Maria Julieta Medeiros
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Odontologia; Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Odontologia; Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.97%
Considering education a support to health promotion, care integration and citizenship formation,the purpose of this research was to analyze the perception of the oral surgeons from the Family Health Program of Natal-RN over education in health as well as their performance as educators based on their activities on the program. A qualitative study was accomplished by a semi-structured interview and a Free Association of Words Test with 80 oral surgeons from the Family Health Program of Natal-RN. The instruments were analyzed through the meaning analysis and the Central Nucleus of Vergès Theory. The results showed a lack of planning in health actions so there is no standardization on the educative practices done by the oral surgeons which mostly are focused on scholars. There was an agreement among the group according to the oral surgeons´ perception about education in health that education is related to its function of recall prevention ideas to the population. Most part of the context units analyzed by the professionals´ speech show the knowledge of education in health as an inadequate behavior change instrument of the individuals. An interesting point was a quotation cited by some professionals that included actual themes such as citizenship...

A estrutura de organização da SAE em saúde coletiva

SILVA, K.F.; BERSANO, T.N.; AMARANTE, S.T.
Fonte: Universidade Municipal de São Caetano do Sul Publicador: Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.87%
A atuação do enfermeiro em Saúde Coletiva deve estar voltada para o planejamento da assistência de enfermagem, num modelo capaz de, enfocar o ser humano como um todo, como a Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE), caracterizada pelas etapas: histórico, diagnósticos, prescrição e evolução de enfermagem. O objetivo deste estudo foi identificar a estrutura de organização da SAE nos registros de prontuários dos usuários de risco atendidos em Saúde Coletiva, no Programa de Saúde da Família numa Unidade Básica de Saúde de um município da Região Metropolitana de São Paulo. O método quantitativo, exploratório, descritivo com coleta de dados secundários foi utilizado para compreender a realidade estudada. A coleta de dados foi realizada em uma unidade de saúde da família da região metropolitana de São Paulo. Os registros realizados pelos enfermeiros em prontuários,utilizados como amostra deste estudo foram 116 prontuários de usuários acamados considerados de risco como, hipertensos e diabéticos. Os resultados foram divididos em três partes, nas quais houve a caracterização dos usuários, estrutura de registros de enfermagem no prontuário, e especificamente os elementos da SAE. Os resultados demonstraram que a maioria dos registros relativos ao histórico...

Curso de Especialização Saúde da Família_Clínica da Atenção Primária II - Abordagem Comunitária

Universidade Aberta do SUS da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UNA-SUS/UERJ
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Backup de Moodle Formato: Backup Moodle em HTML do Curso de Especialização Saúde da Família-Clínica da Atenção Primária II - Abordagem Comunitária
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.99%
Espera-se que os profissionais sejam capazes de otimizar o processo de trabalho em equipe, de forma que se realize um planejamento de ações que resulte num incremento da qualidade de vida e da assistência à saúde da população sob sua responsabilidade sanitária.; versão 1.0; Ministério da Saúde do Brasil

Planilha de planejamento de ações

Universidade Aberta do SUS - UNA-SUS; Universidade do Estado do Rio de Janeiro-UERJ
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Arquivo de texto em formato.pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.98%
O curso de especialização saúde da família, no módulo a clínica da atenção primária II, no material “modelo planilha” apresenta um exercício de análise e planejamento de ações de uma equipe de saúde da família.; versão 1.0; Ministério da Saúde do Brasil

Planejamento e Avaliação de Ações de Saúde

Núcleo de Educação em Saúde Coletiva da Medicina - UFMG; Núcleo de Tecnologias e Educação a Distância em Saúde - UFC
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Arquivo compactado em formato .zip contendo texto em versão .pdf e .html, material complementar, atividades pedagógicas (tema para discussão em fórum e questionários para auto-avaliação). Contém vídeos com apresentação de conteúdista e do mód
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.09%
Discute o processo de planejamento em saúde, desde a identificação dos problemas até a elaboração de um plano de ação capaz de intervir na realidade. Propõe mudanças e oferece subsídios teóricos para a reorganização dos processos de planejamento e avaliação de ações de saúde. Reflete sobre o planejamento em saúde, com o objetivo de discutir a importância do planejamento e a necessidade de trabalhá-lo enquanto um processo, contando, para tal, com um método de planejamento. Argumenta sobre aspectos gerais do planejamento em saúde, citando as principais diferenças entre os métodos de planejamento até então utilizados pela equipes da Estratégia de Saúde da Família.; Versão 2.0; Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS)

Aspectos Gerais do Planejamento

Núcleo de Tecnologias e Educação a Distância em Saúde - NUTEDS/UFC
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Recurso interativo em formato flash
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86%
Aborda os aspectos gerais do planejamento e sua importância no cotidiano das pessoas.; Versão 2.0; Universidade Aberta do SUS (UnA-SUS)

Clínica da atenção primária II - abordagem comunitária

Universidade Aberta do SUS - UNA-SUS; Universidade do Estado do Rio de Janeiro_UERJ
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Backup moodle em html do curso de especialização saúde da família referente ao módulo clínica da atenção primária II -abordagem comunitária
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.97%
O Curso de especialização saúde da família, no módulo clínica da atenção primária II - abordagem comunitária, propõem um diagnóstico comunitário de forma participativa de forma a estabelecer ações de saúde utilizando recursos inter-setoriais, no qual se promove o empoderamento social em saúde.; versão 2.0; Ministério da Saúde do Brasil

Reflexão sobre a realidade

de Lacerda, Josimari Telino; Magajewski, Flávio Ricardo Liberali; Machado, Neila Maria Viçosa
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Unidade 1 do módulo 4 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família. Arquivo .zip contendo página html com recursos de texto, imagens e animações em flash.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.03%
O objeto reflexão sobre a realidade inicia com um relato sobre as condições sobre a cidade de Nova Esperança. Fala do número de habitantes, estabelece quais os indicadores de saúde em pauta e destaca a condição de vulnerabilidade da população do Bairro onde está localizado o posto de saúde. Essa cidade fictícia, que servirá de base para os estudos do módulo como um todo, é onde o personagem trabalhará na implantação da Estratégia de Saúde da Família. Na sequência, orienta para a leitura do material que aborda: Como funciona e qual o propósito da estratégia de Saúde da Família no âmbito das unidades básicas de saúde; a integralidade e hierarquização da unidade de saúde da família como arte do primeiro nível da atenção a saúde; a territorialização e adstrição de clientela, e aborda a equipe multiprofissional onde a composição mínima é de um médico, um enfermeiro, um cirurgião dentista, um auxiliar de enfermagem, um auxiliar de consultório dentário e de quatro a seis agentes comunitários de saúde, destacando que a relação equipe/população deve ser observada e, portanto, a Saúde poderá atuar com mais de uma Equipe, dependendo da concentração de famílias no território sob sua responsabilidade. No final da leitura...

Práticas territoriais de cuidado em saúde mental: experiências de um centro de atenção psicossocial no município do Rio de Janeiro; Prácticas territoriales de cuidado en salud mental: experiencias de un centro de atención psicosocial en la ciudad de Rio de Janeiro, Brasil; Territorial practices in mental health care: experiences of a psychosocial care center in Rio de Janeiro, Brazil

Castro, Leonardo Martins; Maxta, Bruno Souza Bechara
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 POR
Relevância na Pesquisa
85.93%
Este artigo apresenta o campo da saúde mental e da reabilitação, com base na comunidade, orientados pelos projetos e práticas de cuidado. Objetivou mostrar a importância das práticas territoriais de cuidado na reabilitação psicossocial. Como procedimentos metodológicos, usou-se o estudo qualitativo e descritivo de práticas territoriais em um serviço de saúde mental. Os resultados mostraram que as atividades territoriais são desenvolvidas de maneira coletiva. Elas consideram os desejos, as habilidades, as necessidades e os projetos de vida dos participantes. Pode-se observar que possibilitam o convívio e a produção de significados no cotidiano, bem como recriam potencialidades no cuidado em saúde mental.; Este estudio cualitativo y descriptivo objetivó mostrar la importancia de las prácticas territoriales de cuidado en rehabilitación psicosocial en un servicio de salud mental. Se presenta el campo de la salud mental y de la rehabilitación, con base en la comunidad, orientados por los proyectos y prácticas de cuidado. Los resultados muestran que las actividades territoriales son desarrolladas de forma colectiva. Estas prácticas llevan en consideración los deseos, las habilidades, las necesidades y los proyectos de vida de los participantes. Las prácticas territoriales permiten la convivencia y la producción de significados del cotidiano...

Conceções dos enfermeiros sobre planeamento, organização e gestão de enfermagem na atenção básica: revisão integrativa

Peres,Aida Maris; Freitas,Leandro José; Calixto,Riciana do Carmo; Martinez Riera,José Ramón; Sanjuan Quiles,Angela
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
65.97%
Contexto: A Enfermagem está envolvida nas principais ações em saúde no contexto da atenção básica e utiliza-se do planejamento, a organização do trabalho e da gestão para o desenvolvimento de suas atividades. Objetivo: conhecer as concepções de enfermeiros sobre planejamento, organização e gestão na atenção primária, publicadas em revistas científicas nacionais e internacionais. Metodologia: revisão bibliográfica integrativa proposta por Ganong, com coleta de dados em agosto de 2011, de artigos científicos produzidos por enfermeiros no período de 1989 a 2011. Resultados: foram localizados 258 artigos, sendo 13 estudos selecionados e analisados na perspectiva hermenêutico-dialética. Os dados foram categorizados em: planejamento, organização e gestão do trabalho de enfermagem e da equipe de saúde. Conclusão: o foco da gestão do trabalho dos enfermeiros está nas ações administrativas em detrimento do cuidado, entretanto, o enfermeiro foi considerado um profissional competente para atuar na gestão do sistema de saúde, na busca de seus espaços de atuação e visibilidade social.

Avaliação das condições de atuação de Conselhos Municipais de Saúde no Estado de Santa Catarina, Brasil

Vieira,Mauro; Calvo,Maria Cristina Marino
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
75.93%
Este artigo apresenta um modelo de avaliação da participação popular em sistemas municipais de saúde. Trata-se de pesquisa avaliativa cuja construção da matriz utilizou o referencial teórico da legislação existente que orienta a participação popular na formulação de estratégias e no controle da execução das políticas de saúde. Os indicadores e medidas foram validados por técnica de consenso com especialistas. O modelo proposto tem 26 indicadores divididos em cinco dimensões avaliativas, que refletem a adequação à legislação da estrutura, organização, representatividade, participação no planejamento em saúde e autonomia dos Conselhos Municipais de Saúde. Sua aplicabilidade foi testada em 24 municípios de Santa Catarina, Brasil. Os dados analisados indicaram os melhores resultados para a dimensão "sistema de planejamento do SUS", e os piores para as dimensões "estrutura e autonomia". Apenas dois municípios apresentaram bom resultado para o indicador sintético final. Foi demonstrada a viabilidade e adequação do modelo de avaliação proposto.