Página 1 dos resultados de 438 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Planejamento territorial do desenvolvimento: ação técnica e ação política - uma prática piloto na região de Barreiras; Development territorial planning: technical and political actions. A pilot practice in the region of Barreiras

Dall'Acqua, Clarisse Torrens Borges
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
56.5%
Esta tese discute a presença de dois fatores determinantes de mudança na região do Oeste Baiano, polarizada pelo centro urbano de Barreiras, sejam: a competitividade regional e a participação local de agentes e instituições no planejamento do desenvolvimento territorial. A discussão se dá em torno dos efeitos gerados pelo processo de inserção competitiva da região de Barreiras, fronteira agrícola no Brasil, que teve na soja o seu vetor de formação sócio-espacial. Avaliam-se algumas questões relativas ao processo de especialização produtiva na cadeia de grãos, com um ciclo de crescimento orientado para o sistema agroindustrial; às mudanças na ocupação espacial, com uma re-configuração do perfil produtivo regional; e, também, aos impactos sócio-econômicos sofridos face à recente dinâmica econômica. A chamada "inserção competitiva na globalização" pode ser uma condição necessária para o crescimento econômico, porém não se mostra suficiente para transformar o crescimento em desenvolvimento. Os fatores promotores desta mudança emergem das teorias de desenvolvimento endógeno e territorial, que têm por base o planejamento participativo. Objetiva-se reconhecer a presença ou a ausência, na região de Barreiras...

Planejando o país do futuro à luz da cidadania: planejamento participativo no setor elétrico brasileiro

Souza, Tânia Maria de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
56.6%
Este trabalho investiga o planejamento participativo como resultado da confluência de valores contemporâneos ligados aos conceitos de democracia e cidadania, que, ao mesmo tempo, atendem a exigências de sobrevivência e competitividade empresarial em um setor essencial de alto impacto ambiental, como o setor elétrico. Partindo de uma leitura relacional de poder na sociedade, o texto busca tecer o cenário que condicionou a aparente unanimidade do discurso participativo. Descreve o setor elétrico brasileiro e seus primeiros passos no sentido de se adequar às demandas democráticas e ambientais pela via do planejamento.; This work aim to investigate the matter of participative planning as a result of the confluence of a host of contemporary values related to the concepts of democracy and citizenship vis-à-vis to business needs for competitiveness and survival, in such a essential sector and with so much impact over natural environment as the electricity one. From an relational approach to power in society, it tries to build a scenario which had conditioned a supposed unanimity about the participative discourse. Next, there is a description about the electric sector in Brazil and its first movements to get adjusted to the democratic and environment demands through planning.

O planejamento participativo e a democratização das políticas públicas de desenvolvimento rural : o caso do município de Putinga/RS

Stein, Mauro Fernando
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.76%
Esta dissertação estuda o tema da democratização das políticas públicas e a sua relação com o surgimento e/ou potencialização de novas institucionalidades de gestão sócio-estatal. Por meio de um estudo de caso foi realizada a análise das políticas públicas e do processo de planejamento participativo desenvolvido nas comunidades rurais e no Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural do município de Putinga / RS, através dos Diagnósticos Rápidos Participativos (DRPs) e dos Planos Municipais de Desenvolvimento Rural (PMDRs), no período entre 1997 e 2005. O objetivo do estudo foi verificar qual a contribuição desse processo para a democratização das políticas de desenvolvimento rural, observando se ocorreram modificações no padrão de formulação e implementação de políticas públicas, tradicionalmente associado a um sistema de gestão de caráter patrimonialista, em direção a um sistema de gestão sócio-estatal com características racionais-legais. Avaliou-se o comportamento de uma série de indicadores que apontam para a transição do sistema de gestão, utilizando-se o modelo do ciclo das políticas públicas como referencial analítico. A partir dos resultados obtidos, a análise concluiu que o processo de planejamento participativo possibilitou uma maior participação dos agricultores no ciclo das políticas públicas de desenvolvimento rural...

A representação de cidade e de planejamento urbano em Porto Alegre : estado, mercado e sociedade civil em disputa pela representação legítima

Cruz, Milton
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.7%
Este é um estudo de caso de uma das grandes cidades brasileiras, Porto Alegre, cujas gestões municipais “apostaram”, desde o início do século XX, nas concepções e nos instrumentos de planejamento urbano para construir e organizar a ocupação e o uso do solo da cidade. Apesar disso, problemas urbanos típicos das cidades brasileiras, como a irregularidade fundiária, o déficit habitacional, a fragmentação social e a segregação urbana, cresceram e persistem até hoje. A investigação procura elementos que auxiliem a compreender porque o sistema de planejamento urbano, mesmo inovando com a introdução do planejamento participativo na elaboração do Plano Diretor e o próprio Orçamento Participativo (criados na década de 1990) – que descentralizaram as decisões na gestão local - se mostraram limitados para enfrentar este quadro. A pesquisa tem como compromisso ético contribuir para a construção de uma abordagem científica que questione as práticas dos órgãos estatais e as concepções de planejamento urbano e de cidade que se mostram incompatíveis com a construção de uma cidade que garanta a cidadania para todos e com o fortalecimento da sociedade civil. E, também, indicar possibilidades de construção de uma relação democrática entre o Estado...

Planejamento participativo e intercessão-pesquisa como dispositivos de participação e emancipação do trabalho e do trabalhador na saúde mental coletiva

Santos, Liamar Aparecida dos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 95 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.65%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Psicologia - FCLAS; O presente trabalho enfatiza um modo de fazer na saúde mental coletiva, seja na produção do “conhecimento vivo” (ROGGERO, 2009), seja na organização do cuidado ou na gestão, por meio de oficinas de Planejamento Participativo e da Intercessão-Pesquisa. Esse modo de inserção na práxis de transformação da realidade e de produção de conhecimento sobre ela se assenta na solidariedade, na construção coletiva, na busca da emancipação dos sujeitos envolvidos nesses processos, e se orienta em pressupostos que se diferenciam frontalmente do modo de fazer que deriva do sistema do Capital. Embora estejamos no contexto de uma produção específica, que é o das políticas públicas no campo da saúde mental, entendemos que o grande desafio de forjar novas formas de sociabilidade e de novos modos de fazer, que não estejam sob a regência do capital, passa necessariamente pelo processo de autoemancipação do trabalho e não pode restringir-se ao âmbito da política, ou promulgação de Leis. A experiência que aqui apresentamos se localiza na perspectiva de enfrentar esses desafios de construção de outros modos de produzir/fazer...

Planejamento participativo como instrumento de aprendizado

Valeria Vieira de Moraes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.66%
Tendo como pano de fundo a visão de que cabe ao Estado atuar sobre a ordem econômica e social a fim de superar o contexto de desigualdade e injustiça social histórico em nosso país, e como premissa a noção de que a elevação da capacidade de governo das equipes governamentais é elemento fundamental para o cumprimento eficaz desse objetivo, este trabalho examina o planejamento participativo, em particular utilizando o Método ZOPP, enquanto instrumento capaz de promover um tipo de aprendizado que eleve esta capacidade. O marco teórico para o exame tem origem, no que diz respeito à planejamento, na obra de John Friedmann, que oferece uma classificação das tradições do pensamento em planejamento e a proposição de um método, o Planejamento Transformador, que articula as concepções da tradição do Aprendizado Social, fundamental para dar conta dos desafios da realidade atual quanto ao planejamento na área pública, e de Carlos Matus, cuja produção teórica discute especificamente a elevação da capacidade de governo na América Latina ; no que diz respeito ao aprendizado, a Teoria da Atividade fornece os fundamentos para a proposição, formulada por Yrjö Engeström, do Aprendizado Expansivo, um tipo emergente de atividade humana...

A requalificação do centro antigo da cidade de São Paulo : politicas urbanas, planejamento participativo e gestão, no periodo de 2001-2004; The requalification of the São Paulo city antiquie center : urban policies, participative planning and management, in the period 2001-2004

Adriana de Almeida Colvero
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.62%
Na gestão municipal de São Paulo do período de 2001-2004, o projeto de requalificação do Centro Antigo aparece como um dos eixos principais da gestão. As políticas públicas urbanas desenvolvidas para a requalificação deste território tiveram como focos: intervenções urbanísticas, revalorização simbólica e inclusão social e territorial. O que se procurou demonstrar nesta tese foi que a gestão municipal de São Paulo do período de 2001-2004, considerou que para a requalificação do Centro Antigo fazia-se necessário conhecer a dinâmica da realidade territorial e, para isso, estabeleceu um processo de gestão compartilhada e planejamento participativo na elaboração e aplicação das políticas. Para compreender o alcance e a importância das políticas, do planejamento participativo e da gestão compartilhada na requalificação do Centro Antigo, naquela gestão, procurou-se a opinião dos agentes e sujeitos sociais que participaram na elaboração destas políticas. Os relatos dos agentes e sujeitos expressaram, na consciência político-ideológica de cada grupo de representatividade, diferentes opiniões e avaliações das políticas públicas. Os resultados deste trabalho sugerem possibilidades para se repensar novas estratégias e ações na elaboração das políticas públicas e na condução do planejamento territorial urbano; The project of requalification of the São Paulo Antique Center appears as one of the main axles of the municipal management of 2001-2004. The developed urban public policies for the requalification of this area had as focuses: urbanistic interventions...

Planejamento estrategico e planejamento participativo na gestão municipal ; o caso do municipio de Porto Alegre-gestão 1989-1993

Moura, Gilnei Luiz de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xvi, 194, [85]f.| il
POR
Relevância na Pesquisa
66.75%
Dissertação(mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Socio-Economico; Resgate e análise do processo de planejamento da Administração da Frente Popular, no Município de Porto Alegre/RS. Revisa critérios para avaliação do planejamento estratégico e do planejamento participativo, enquanto instrumentos de apoio à administração municipal. Exame dos avanços e limitações na utilização, seja do planejamento estratégico, seja do planejamento participativo, enquanto instrumentos de apoio à gestão municipal.

A gestão do conhecimento nas audiências públicas regionais no estado de Santa Catarina como processo de planejamento participativo na elaboração do Plano Plurianual 2004-2007

Ambrosi, Sergio Francisco
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 203 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.68%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento; O presente trabalho de Dissertação de Mestrado sistematiza o processo de planejamento participativo na realização de 29 Audiências Públicas Regionais no Estado de Santa Catarina, levantando as prioridades elencadas pela sociedade, por área de investimento, para inclusão no PPA 2004-2007 e LOA 2004, bem como a execução orçamentária dessas ações no período de 01 de janeiro/2005 a 30 de junho/2007, divulgando no site da Coordenadoria do Orçamento Estadual da Assembléia Legislativa. O delineamento metodológico utilizado nesta pesquisa é baseado na observação participante natural, uma vez que o autor pertence ao grupo de trabalho estudado. Utiliza-se a abordagem qualitativa para sistematizar, evidenciar, compreender e descrever o processo e a pesquisa documental da legislação federal e estadual pertinente, como também o referencial bibliográfico para fundamentar o planejamento orçamentário no Brasil e em Santa Catarina, apresentando conceitos e práticas de gestão do conhecimento na administração pública. Como resultado desta pesquisa interpreta-se a relevância da sistematização e divulgação desse processo para democratização do planejamento orçamentário e para a gestão do conhecimento entre os atores envolvidos...

Saneamento básico no Campeche e o planejamento participativo: demandas para o Serviço Social

Alves, Ana Laura Pacheco
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 70 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.6%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Socioeconômico, Curso de serviço social.; O presente trabalho buscou realizar uma aproximação crítica acerca do processo de participação dos segmentos organizados do bairro Campeche/Florianópolis-SC no projeto de Sistema de Esgotamento Sanitário - SES e Socioambiental proposto pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento – CASAN e instituído pelo Programa de Aceleração de Crescimento - PAC e das possíveis demandas para o Serviço Social. Para tanto, foram realizadas pesquisa documental e bibliográfica e entrevistas semiestruturadas junto a segmentos organizados do Campeche, procurando compreender as causas da resistência por parte dos sujeitos quanto aos projetos. A pesquisa se caracteriza como qualitativa e de caráter exploratório e trouxe elementos acerca do saneamento básico em Florianópolis/SC, visando apresentar um pouco desta realidade e da empresa executora deste serviço que, atualmente, passou por um processo de privatização, típica da ideologia neoliberal, trazendo riscos para a população usuária deste serviço. Foram apresentados dados obtidos no Plano Integrado de Saneamento Básico de Florianópolis (2009), por meio dos quais se verificou que...

Planejamento participativo em organizações de saúde: o caso do Hospital Geral de Bonsucesso, Rio de Janeiro, Brasil

Lima,Juliano de Carvalho; Faveret,Ana Cecília; Grabois,Victor
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.64%
O presente artigo apresenta a experiência de planejamento participativo realizado no Hospital Geral de Bonsucesso, Rio de Janeiro, Brasil, nos anos de 2003 e 2004. Destacam-se o caráter participativo e comunicativo da experiência e os arranjos institucionais formulados para garantir a implementação do que fora decidido coletivamente nas oficinas de planejamento. Discutem-se os limites da implementação de propostas participativas de planejamento e gestão sob a perspectiva da mudança e relações de poder nessas instituições. Reforça-se a idéia de que projetos de mudança no Hospital que não levem em conta as distintas racionalidades e as relações de poder existentes no seu interior acabam por ter reduzido o seu potencial de implementação.

Compreensão das bases teóricas do planejamento participativo no currículo integrado de um curso de enfermagem

Laluna,Maria Cristina M. Capel; Ferraz,Clarice Aparecida
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
66.76%
O presente trabalho trata de estudo exploratório que buscou identificar as bases teóricas que sustentam o planejamento participativo pautado no referencial do Planejamento Estratégico Situacional, utilizadas no currículo integrado da graduação em enfermagem, para o desenvolvimento do desempenho do planejamento participativo. Os dados foram obtidos por meio da análise documental dos vinte e dois cadernos das Unidades Educacionais que compõem o currículo do Curso de Enfermagem da Faculdade de Medicina de Marília, objetivando reconhecer os recortes de conhecimentos que contribuíram para a formação dos conceitos de ator social, situação e produção social. Na análise dos resultados, foram reconhecidos a insuficiência das bases teóricas, o predomínio de objetivos de domínio cognitivo e a descrição dos desempenhos na forma de objetivos. Contudo, revelou haver tentativas na integração dos conhecimentos e suas sucessivas aproximações, no tocante ao planejamento participativo, buscando coerência com os princípios do currículo integrado.

Produção do cuidado e produção pedagógica no planejamento participativo: uma interlocução com a Educação Permanente em Saúde

Franco,Camilla Maia; Koifman,Lilian
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.73%
Este trabalho é fruto da experiência das Oficinas de Planejamento Participativo realizadas em uma Unidade de Saúde da Família, no município do Rio de Janeiro. Demonstra a importância do planejamento participativo e da educação permanente como ferramentas de organização do trabalho e de ensino para a qualificação em serviço. Busca estabelecer a relação entre produção do cuidado e produção pedagógica, que pode ocorrer por meio de práticas educativas desenvolvidas no processo de planejamento participativo, possibilitando interlocução com a Educação Permanente em Saúde. Na realidade local, permitiu o exercício do controle social - a democracia em ato - capaz de potencializar e dar continuidade ao processo de transformação nas relações trabalhadores-usuários, trabalhadores-trabalhadores e maior autonomia dos usuários. Assim, essa experiência retrata uma das formas de resolução de conflitos mediante instrumentos reconhecidos e capazes de auxiliar o processo de trabalho das equipes e a aproximação com a comunidade.

Planejamento participativo, desenvolvimento local e metodologias participativas: projetos de interven??o e participa??o em pequenas comunidades rurais da Amaz?nia paraense

MIRANDA, Henrique Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
O Estudo examina as possibilidades e os limites do planejamento participativo como um instrumento para o desenvolvimento local em comunidades rurais da Amaz?nia, a partir de suas potencialidades locais (redes de rela??es sociais e institucionais e recursos naturais) e das rela??es territoriais com sua ?rea de entorno. Em particular, o estudo analisa uma comunidade quilombola denominada Itaco?-Miri, localizada no munic?pio de Acar?, Estado do Par?. A quest?o central da pesquisa ?: em que medida a participa??o das pessoas em um projeto de desenvolvimento comunit?rio significa a incorpora??o do conhecimento emp?rico local e as demandas da comunidade para legitimar um processo de planejamento? O arcabou?o te?rico ? alicer?ado na seguinte literatura: (a) significados e inter-rela??es entre planejamento, desenvolvimento e participa??o; e, (b) conhecimento informal para alternativas de desenvolvimento sustent?vel. Adicionalmente, a pesquisa tamb?m considera os conceitos de redes sociais e organiza??es locais por suas rela??es com a discuss?o principal da pesquisa. O arcabou?o te?rico foi utilizado para entender as rela??es que tem sido estabelecidas entre institui??es governamentais e organiza??es locais (associa??es, grupos de produ??o, cooperativas...

Investiga????o de metodologias de planejamento participativo em tr??s assentamentos de Reforma Agr??ria, no estado do Paran??; Research methodology for participatory planning in Agrarian Reform in three settlements in Paran?? state, Brazil

PATR??CIO, Patr??cia Cartes
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Agricultura familiar; Programa de P??s-Gradua????o em Sistemas de Produ????o Agr??cola Familiar; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Agricultura familiar; Programa de P??s-Gradua????o em Sistemas de Produ????o Agr??cola Familiar; UFPel; BR
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.53%
This thesis aimed to identify components in participatory planning methodologies....; Esta tese teve como objetivo identificar componentes em metodologias de planejamento participativo....

Understanding the theoretical bases of participative planning in the integrated curriculum of a nursing course; Comprensión de las bases teóricas de la planificación participativa en el currículo integrado del curso de enfermería de la Facultad de Medicina de Marília; Compreensão das bases teóricas do planejamento participativo no currículo integrado de um curso de enfermagem

Laluna, Maria Cristina M. Capel; Ferraz, Clarice Aparecida
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2003 POR
Relevância na Pesquisa
66.76%
This paper deals with an exploratory study aimed at identifying the theoretical bases that sustain participative planning as described in the framework of Situational Strategic Planning, which are used in the integrated curriculum of undergraduate nursing education for the development of participative planning performance. Data were obtained through documentary analysis of twenty-two notebooks of the Educational Units that are part of the Marília Medical School Nursing Course curriculum, with a view to recognizing those parts of knowledge that contributed to the formation of the social actor, situation and social production concepts. Result analysis recognized the lack of theoretical bases, as well as the predominance of knowledge aims and the description of performance as objectives. However, attempts were revealed to integrate knowledge and approximate them to participative planning, with a view to achieving coherence with the principles of the integrated curriculum.; El presente trabajo es un estudio exploratorio que buscó identificar las bases teóricas que sustentan la planificación participativa con base en el referencial de la Planificación Estratégica Situacional, utilizadas en el plan de estudios integrado del curso de pregrado de enfermería...

Modelo conceitual para planejamento e gestão de programas turísticos e recreativos em áreas naturais; A conceptual model for the planning and management of tourism and recreation programmes in natural areas

Vilas Bôas, Regione
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2004 POR
Relevância na Pesquisa
56.64%
A conceptual model is developed herein for the purpose of stimulating discussions with groups planning and carrying out information about integrated tourism planning. It will be described components of participatory planning in way provide one better view of the relationship between the utilization of the natural environment, recreation and tourism activities, visitors and local community, The focus of this paper is on participatory planning in tourism management developed in contacted with natural resources, where foresters, planners, managers, and others come together to work on conservation plans, management plans, or other multidisciplinary environmental analyses in a way to not interfere abruptly in the environment, to turn the visitor's experience more enjoyable and profitable, to maximize economic benefits to the local community and to promote an larger integration of their with cultural/social aspects.; Um modelo conceitual é desenvolvido nesse artigo com a finalida­de de levar informações sobre planejamento turístico e recreativo e estimular decisões de grupos técnicos que trabalham com esse tema. Serão discutidos alguns componentes importantes do planejamento participativo de maneira a fornecer uma melhor visão da relação entre o ambiente natural...

O Planejamento Participativo em Ecoturismo: Estudo de Caso do Parque Estadual “Carlos Botelho” (São Paulo, Brasil)

Oliveira, Caroline da Silva; Universidade Anhembi Morumbi- São Paulo; Camargo, Luiz Octávio de Lima; Universidade Anhembi Morumbi/Universidade de São Paulo; Bueno, Marielys Siqueira; Universidade Anhembi Morumbi - São Paulo
Fonte: Departamento de Turismo (DETUR - UFPR) Publicador: Departamento de Turismo (DETUR - UFPR)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por pares; Pesquisa empírica de Campo Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.53%
Esta pesquisa teve como objetivo analisar o planejamento participativo no Projeto de Ecoturismo na área de influência do Parque Estadual “Carlos Botelho” (São Paulo, Brasil), do ponto de vista dos participantes. Metodologicamente, optou-se por técnicas qualitativas como o estudo de caso e entrevistas semiestruturadas com cinco participantes representativos de cada um dos segmentos de público envolvidos. Verificou-se que a gestão do Parque possui estreita relação com seu entorno devido ao longo trabalho de cooperação com o município de São Miguel Arcanjo e com as ações do Projeto de Ecoturismo que possibilitaram estreitar a participação e engajamento com os municípios de Tapiraí, Capão Bonito e Sete Barras. Embora o Projeto tenha possibilitado a participação de lideranças formais e informais, inclusive da cadeia produtiva do turismo, constatou-se a dificuldade em gerir este envolvimento e em colocar em prática as decisões tomadas nos processos participativos.

Planejamento participativo em organizações de saúde: o caso do Hospital Geral de Bonsucesso, Rio de Janeiro, Brasil

Lima,Juliano de Carvalho; Faveret,Ana Cecília; Grabois,Victor
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.64%
O presente artigo apresenta a experiência de planejamento participativo realizado no Hospital Geral de Bonsucesso, Rio de Janeiro, Brasil, nos anos de 2003 e 2004. Destacam-se o caráter participativo e comunicativo da experiência e os arranjos institucionais formulados para garantir a implementação do que fora decidido coletivamente nas oficinas de planejamento. Discutem-se os limites da implementação de propostas participativas de planejamento e gestão sob a perspectiva da mudança e relações de poder nessas instituições. Reforça-se a idéia de que projetos de mudança no Hospital que não levem em conta as distintas racionalidades e as relações de poder existentes no seu interior acabam por ter reduzido o seu potencial de implementação.

Produção do cuidado e produção pedagógica no planejamento participativo: uma interlocução com a Educação Permanente em Saúde

Franco,Camilla Maia; Koifman,Lilian
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.73%
Este trabalho é fruto da experiência das Oficinas de Planejamento Participativo realizadas em uma Unidade de Saúde da Família, no município do Rio de Janeiro. Demonstra a importância do planejamento participativo e da educação permanente como ferramentas de organização do trabalho e de ensino para a qualificação em serviço. Busca estabelecer a relação entre produção do cuidado e produção pedagógica, que pode ocorrer por meio de práticas educativas desenvolvidas no processo de planejamento participativo, possibilitando interlocução com a Educação Permanente em Saúde. Na realidade local, permitiu o exercício do controle social - a democracia em ato - capaz de potencializar e dar continuidade ao processo de transformação nas relações trabalhadores-usuários, trabalhadores-trabalhadores e maior autonomia dos usuários. Assim, essa experiência retrata uma das formas de resolução de conflitos mediante instrumentos reconhecidos e capazes de auxiliar o processo de trabalho das equipes e a aproximação com a comunidade.