Página 1 dos resultados de 69 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Mycovirus in Pseudocercospora griseola, the causal agent of angular leaf spot in common bean

LIMA, Swiany Silveira; ABADIO, Ana Karina Rodrigues; ARAUJO, Elza Fernandes; KITAJIMA, Elliot Watanabe; SARTORATO, Aloisio; QUEIROZ, Marisa Vieira de
Fonte: NATL RESEARCH COUNCIL CANADA-N R C RESEARCH PRESS Publicador: NATL RESEARCH COUNCIL CANADA-N R C RESEARCH PRESS
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
47.63%
Pseudocercospora griseola (Sacc.) Crous &. Braun is a widespread fungal phytopathogen that is responsible for angular leaf spot in the common bean (Phaseolus vulgaris L.). A number of fungal phytopathogens have been shown to harbour mycoviruses, and this possibility was investigated in populations of Pseudocercospora griseola. The total nucleic acid extracts of 61 fungal isolates were subjected to agarose gel electrophoresis. Small fragments (800-4800 bp) could be identified in 42 of the samples. The presence of dsRNA in isolate Ig838 was confirmed by treatment of total nucleic acid with DNase, RNase A, and nuclease S I. Transmission electron microscopy revealed the presence of viral-like particles 40 nm in diameter in the mycelia of 2 fungal isolates, namely 29-3 and Ig838. The transmission of dsRNA by means of conidia was 100% for isolate 29-3, but there was loss of 1-6 fragments of dsRNA in monosporic colonies of isolate Ig848. Cycloheximide treatment failed to inhibit the mycovirus in isolate 29-3, but proved efficient in the elimination of the 2.2, 2.0, 1.8, 1.2 and 1.0 kb fragments in 2 colonies of isolate Ig848. The occurrence of a mycovirus in Pseudocercospora griseola was demonstrated for the first time in the present study.; Fundacao de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG); Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnologico (CNPq)

Identificação de marcador RAPD ligado ao gene de resistência à raça 63.39 da mancha-angular do feijoeiro

FERREIRA,CLAUDIA FORTES; BORÉM,ALUÍZIO; CARVALHO,GERALDO ASSIS DE; NIETSCHE,SILVIA; PAULA JÚNIOR,TRAZILBO JOSÉ DE; BARROS,EVERALDO GONÇALVES DE; MOREIRA,MAURÍLIO ALVES
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
47.48%
O fungo Phaeoisariopsis griseola é o agente causador da mancha-angular do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.), doença que se vem destacando no Estado de Minas Gerais. Com o intuito de identificar marcadores ligados ao gene de resistência à mancha-angular (raça 63.39 de P. griseola), executou-se, previamente, o estudo da herança da resistência. Avaliaram-se, quanto à segregação, as populações derivadas dos cruzamentos entre Rudá (progenitor suscetível - origem mesoamericana) e MAR-2 (progenitor resistente - origem mesoamericana). Foi obtida a segregação de 3:1 (plantas resistentes:suscetíveis) na geração F2; 1:1, no retrocruzamento com Rudá, e 1:0, no retrocruzamento com MAR-2. Os resultados sugeriram a existência de um alelo dominante governando a resistência. Posteriormente, foram construídos bulks (grupos) de DNA, de indivíduos F2 resistentes e suscetíveis à raça 63.39 (origem mesoamericana) do patógeno. Esses grupos foram amplificados com 400 iniciadores. Tal amplificação com o iniciador OPE-04 gerou um fragmento de, aproximadamente, 500 pb, o qual co-segregou com o gene de resistência. Na análise de co-segregação, verificou-se que esse marcador está ligado ao gene de resistência à raça 63.39 de P. griseola...

Influência de semeaduras sucessivas de feijoeiro na severidade da mancha-angular e ferrugem e perdas na produção

RODRIGUES,Fabrício de Ávila; Fernandes,Jonas Jäger; Martins,Maurício
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1999 PT
Relevância na Pesquisa
47.23%
A mancha-angular (Phaeoisariopsis griseola) e a ferrugem (Uromyces appendiculatus) são algumas das mais prejudiciais doenças do feijoeiro na região do Triângulo Mineiro, Minas Gerais. O objetivo deste estudo foi determinar a influência das semeaduras sucessivas na severidade da mancha-angular e da ferrugem, bem como as perdas na produção em decorrência dessas doenças. Os experimentos foram conduzidos em condições de campo, nas safras outono-inverno (1994) e das águas (1994/95), cada uma com três semeaduras sucessivas de feijão. A severidade da mancha-angular e da ferrugem aumentou significativamente da primeira para a terceira semeadura, atingindo nível mais elevado na última. As semeaduras anteriores foram a fonte de inóculo para os cultivos subseqüentes. Aplicações de fungicida foram eficientes no controle das doenças, permitindo um aumento significativo da produção de grãos, quando comparado com o controle. A mancha-angular apresentou maior incidência no outono-inverno e nas águas, e a ferrugem, apenas no outono-inverno. Nessas safras as condições climáticas (temperatura e umidade relativa) favoreceram a evolução das doenças, resultando num aumento da severidade. Houve uma correlação negativa e altamente significativa entre a severidade da mancha-angular e da ferrugem com a produção de grãos nas duas safras.

Resistência de cultivares de feijoeiro-comum à ferrugem e à mancha-angular em condições de casa de vegetação

FALEIRO,FÁBIO G.; NIETSCHE,SÍLVIA; RAGAGNIN,VILMAR A.; BORÉM,ALUÍZIO; MOREIRA,MAURILIO A.; BARROS,EVERALDO G. DE
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2001 PT
Relevância na Pesquisa
47.23%
Foram inoculadas 17 cultivares de feijoeiro-comum (Phaseolus vulgaris) recomendadas para plantio em Minas Gerais com cinco patótipos (6, 7, 9, 10 e 12) de Uromyces appendiculatus e cinco (63.55, 31.23, 63.39, 31.55 e 63.23) de Phaeoisariopsis griseola. Foi conduzido um ensaio separadamente para cada um dos patótipos dos dois patógenos, totalizando 10 ensaios. Nos ensaios de ferrugem foi avaliada a freqüência de infecção (FI) e estimado o tamanho médio das pústulas (TMP) e, nos ensaios de mancha-angular foram avaliados os sintomas utilizando uma escala de notas variando de 1 a 9. A maioria das cultivares se mostrou suscetível a pelo menos três dos cinco patótipos de ferrugem. As cultivares mais suscetíveis foram Roxo 90 e Meia Noite e a mais resistente foi a Ouro Negro, a qual apresentou proteção completa aos cinco patótipos testados. Com relação à mancha angular, além do Roxo 90, as cultivares Carioca MG, Pérola, Carioca 1030 e Aporé, extensivamente plantadas em Minas Gerais, foram altamente suscetíveis. As cultivares Ouro Negro e EMGOPA 201-Ouro apresentaram genes de resistência a diferentes patótipos e a combinação desses genes em uma nova cultivar resultaria em resistência a todos os patótipos testados.

Identification of Phaeoisariopsis griseola pathotypes from five States in Brazil

SARTORATO,ALOISIO
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2002 EN
Relevância na Pesquisa
47.38%
Due to the increased importance of angular leaf spot of common bean (Phaseolus vulgaris) in Brazil, monitoring the pathogenic variability of its causal agent (Phaeoisariopsis griseola) is the best strategy for a breeding program aimed at developing resistant genotypes. Fifty one isolates of P. griseola collected in five Brazilian States were tested on a set of 12 international differential cultivars in the greenhouse. When inoculated plants showed symptoms but no sporulation was observed, they were transferred to a moist chamber for approximately 20-24 h. After this period of time, if no sporulation was observed, the plants were considered resistant; otherwise, they were considered susceptible. From the fifty-one tested isolates, seven different pathotypes were identified. No Andean pathotypes were identified; consequently, all isolates were classified as Middle American pathotypes. Pathotype 63-31 was the most widespread. Pathotype 63-63 overcame resistance genes present in all differential cultivars and also the resistance gene(s) present in the cultivar AND 277. This fact has important implications for breeding angular leaf spot resistance in beans, and suggests that searching for new resistance genes to angular leaf spot must be pursued.

Determinação das condições climáticas que favorecem o desenvolvimento da ferrugem e da mancha angular do feijoeiro

Coelho,Reginaldo R.; Vale,Francisco X. R. do; Jesus Junior,Waldir C. de; Paul,Pierce A.; Zambolim,Laércio; Barreto,Robert W.
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2003 PT
Relevância na Pesquisa
47.23%
Este trabalho objetivou estudar o efeito da temperatura e do molhamento foliar no desenvolvimento da ferrugem e da mancha angular do feijoeiro (Phaseolus vulgaris). Foram conduzidos ensaios em condições de campo durante os plantios das águas (outubro a dezembro), de inverno (maio a agosto) e da seca (fevereiro a maio). Os ensaios foram instalados em blocos casualizados com três repetições e dois tratamentos. Os tratamentos consistiram de: 1) inoculação com Uromyces appendiculatus e 2) inoculação com Phaeoisariopsis griseola. No inverno, a ferrugem ocorreu com maior intensidade, atingindo um valor máximo de severidade (Ymax) igual a 1,3 e as maiores taxas de crescimento (0,09, 0,04 e 0,07 aos 34, 55 e 62 dias, respectivamente), devido à predominância, nessa época, de temperaturas inferiores a 21,1 °C, e de maior número de horas diárias com temperaturas menores ou iguais a 16 °C, quando ocorreu molhamento foliar. Nos plantios das águas e da seca, a mancha angular ocorreu com maior intensidade, atingindo Ymax iguais a 2,6 e 3,5, respectivamente e as maiores taxas de crescimento (0,06, 0,02 e 0,15 aos 46, 60 e 67 dias, respectivamente, no plantio das águas, e 0,13 e 0,38 aos 51 e 58 dias, respectivamente, no plantio da seca)...

Avaliação da resistência de isolinhas de feijoeiro a diferentes patótipos de Colletotrichum lindemuthianum, Uromyces appendiculatus e Phaeoisariopsis griseola

Ragagnin,Vilmar Antonio; Alzate-Marin,Ana Lília; Souza,Thiago Livio P. O.; Arruda,Klever Márcio A.; Moreira,Maurilio A.; Barros,Everaldo G.
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
47.48%
Isolinhas de feijoeiro (Phaseolus vulgaris)derivadas da cultivar Rudá, com grãos do tipo "carioca", contendo os genes de resistência à antracnose (Co-4 do cv. TOou Co-6 do cv. AB 136 ou Co-10 do cv. Ouro Negro), ferrugem (gene do cv. Ouro Negro) e mancha-angular (phg-1 da linhagem AND 277) foram desenvolvidas pelo Programa de Melhoramento do Feijoeiro do BIOAGRO/UFV, para serem utilizadas na piramidação desses genes em uma única cultivar. Este trabalho teve como objetivo determinar o espectro de resistência dessas isolinhas a diferentes patótipos de Colletotrichum lindemuthianum, Uromyces appendiculatus e Phaeoisariopsis griseola, visando selecionar as linhagens mais similares aos progenitores doadores quanto à sua resistência. Para isto, foram conduzidas inoculações artificiais com 18 patótipos de C. lindemuthianum, dez patótipos de U. appendiculatus e quatro patótipos de P. griseola. Para resistência à antracnose, foi selecionada uma linhagem do cruzamento Rudá x TO, homozigota resistente a 17 patótipos, uma linhagem do retrocruzamento Rudá x AB 136, homozigota resistente a 15 patótipos e uma linhagem do cruzamento Rudá x Ouro Negro, homozigota resistente a 15 patótipos de C. lindemuthianum. Para resistência à ferrugem...

Reação de cultivares de feijoeiro comum a quatro raças de Phaeoisariopsis griseola

Oliveira,Eder J. de; Alzate-Marin,Ana L.; Borém,Aluízio; Melo,Carlos L. P.; Barros,Everaldo G. de; Moreira,Maurílio A.
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2004 PT
Relevância na Pesquisa
47.38%
A mancha-angular causada pelo fungo Phaeoisariopsis griseola, apresenta grande importância na cultura do feijoeiro (Phaseolus vulgaris) no Brasil. O desenvolvimento de cultivares resistentes tem sido proposto como maneira eficaz, eficiente e econômica para o controle da doença. Um dos primeiros passos no programa de melhoramento visando resistência à mancha-angular é a identificação e seleção de fontes de resistência. Neste contexto, este trabalho objetivou a caracterização de 58 cultivares de feijoeiro quanto a reação às raças 31.17, 63.19, 63.23 e 63.55 de P. griseola. Os resultados mostraram que as cultivares Antioquia 8 e CAL 143, ambos de origem Andina, e Ecuador 299 e México 235, de origem Mesoamericana, apresentaram resistência às quatro raças testadas. As cultivares A 193 e Golden Gate 416 mostraram resistência a três das quatro raças testadas, podendo também, ser úteis em programas de melhoramento. Dentre as cultivares mais suscetíveis encontram-se as cultivares IPA 7419, AN 9022180, Bambuí, Compuesto Negro Chimaltengo, Guanajuato 10-A-5, Diamante Negro, Early Gallatin, Jamapa e Kentucky Wonder 780 e as cultivares de grãos tipo carioca AN 9022180, Aporé e Carioca 80. As novas fontes de resistência à mancha angular identificadas neste trabalho poderão ser utilizadas por programas de melhoramento do feijoeiro que visem a incorporação de genes de resistência de origem Andina ou Mesoamericana.

Quantitative analysis of two important epidemiological features of the common bean: Phaeoisariopsis griseola pathosystem

Willocquet,Laetitia; Allorent,Delphine; Savary,Serge
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 EN
Relevância na Pesquisa
47.23%
This work quantifies two important epidemiological features of the bean (Phaseolus vulgaris)/Phaeoisariopsis griseola pathosystem. The first is the effect of the number of nights of leaf wetness on infection efficiency. Infection efficiency was below 10% when inoculated leaflets were exposed to less than two nights of leaf wetness. Optimum infection efficiencies were obtained after three to four nights of leaf wetness, at about 50%. Further nights of leaf wetness did not increase the infection efficiency. The second feature quantified is the relative rate of leaflet defoliation for varying levels of angular leaf spot severity. It increased with disease severity according to a logarithm-like curve, and a relative rate of 0.23 day-1 was estimated for a severity of 18%. The implications of these results on the disease epidemiology are discussed.

Variabilidade patogênica de Phaeoisariopsis griseola na Costa Rica

Orozco C.,Steffany; Araya F.,Carlos Manuel
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
47.54%
Devido ao consistente aumento na incidência e severidade da mancha angular do feijoeiro (Phaseolus vulgaris), causada por Phaeoisariopsis griseola, na América Latina nos últimos anos, esta doença vem sendo considerada como uma das que provocam maiores perdas na cultura do feijoeiro comum. Normalmente, a infecção ocorre depois da quarta semana de cultivo, causando lesões necróticas nas folhas, cloroses e desfolhação precoce, pelo qual o rendimento é diminuido significativamente. As populações deste fungo mostram grande variabilidade patogênica, a qual apresenta patótipos com alto grau de adaptação ao acervo genético do hospedeiro, como resultado de um processo de co-evolução. O presente trabalho teve como objetivo estudar a variabilidade patogênica do fungo P. griseola a partir de isolamentos monospóricos provenientes das zonas produtoras de feijão na Costa Rica. Uma população de 61 isolamentos foi inoculada no grupo de diferenciadoras de P. griseola, o qual é composto de genótipos andinos e mesoamericanos. Com base na reação das diferenciadoras aos isolados inoculados, confirmou-se a variabilidade do fungo na Costa Rica; foram identificados 21 patótipos, dos quais o 0-0 e o 0-53 foram os mais freqüentes e de ampla distribuição geográfica. Os patótipos 20-21...

Phenotypic recurrent selection in the common bean (Phaseolus vulgaris L) with carioca-type grains for resistance to the fungi Phaeoisariopsis griseola

Amaro,Geovani Bernardo; Abreu,Ângela de Fátima Barbosa; Ramalho,Magno Antonio Patto; Silva,Flávia Barbosa
Fonte: Sociedade Brasileira de Genética Publicador: Sociedade Brasileira de Genética
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 EN
Relevância na Pesquisa
47.48%
The efficiency of recurrent selection was assessed in obtaining common bean (Phaseolus vulgaris L) plant lines resistant to the phytopathogenic fungi Phaeoisariopsis griseola. The base bean population was obtained from the partial diallel between seven lines with carioca-type grains and 10 sources of resistance to P. griseola. The plants most resistant to the pathogen were selected in the F2 (S0) generation of the populations (C-0). The best S0:1 plants that presented carioca-type grains were intercrossed to obtain cycle I (C-I). The same procedure was adopted to obtain cycles C-II to C-V. In each recurrent selection cycle, S0:1 progenies selected were also assessed in experiments carried out in Lavras, Brazil, always using as check the Carioca MG (susceptible to P. griseola) and Pérola (tolerant) cultivars. The response to selection for resistance to the pathogen was estimated from the general mean of the S0:1 progenies from each selective cycle compared to the susceptible check Carioca MG. The estimated gain was 6.4% per cycle and the indirect response in grain yield by selection for resistance to the pathogen was 8.9% per cycle. The variability detected among the progenies in the last selective cycles enabled the prediction of additional responses to recurrent selection.

Genetic diversity of Phaeoisariopsis griseola by the RAPD method.

SARTORATO, A.
Fonte: Annual Report of the Bean Improvement Cooperative, East Lansing, v. 46, p. 165-166, 2003. Publicador: Annual Report of the Bean Improvement Cooperative, East Lansing, v. 46, p. 165-166, 2003.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
EN
Relevância na Pesquisa
57.38%
The analyze of 98 P. griseola isolates collected at Damolandia and Inhumas county, State of Goias, Brazil, revealed great genetic diversity. According to the method used and at a distance level of 62,5%, isolates were clustered in 4 groups. A non linkage among RAPD markers and the pathotypes used in this study was observed.; 2003

Analysis of the pathogenic variability of Phaeoisariopsis griseola in Brazil.

SARTORATO, A.; ALZATE-MARIN, A. L.
Fonte: Annual Report of the Bean Improvement Cooperative, East Lansing, v. 47, p. 235-236, Mar. 2004. Publicador: Annual Report of the Bean Improvement Cooperative, East Lansing, v. 47, p. 235-236, Mar. 2004.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
EN
Relevância na Pesquisa
67.55%
The main goals of this work was to identify among the Phaeoisariopsis griseola (Sacc.) Ferraris differential cultivars, those with widest resistance spectra for this pathogen in Brazil.; 2004

Phenotypic recurrent selection in the common bean ( Phaseolus vulgaris L) with carioca-type grains for resistance to the fungi Phaeoisariopsis griseola.

AMARO, G. B.; ABREU, Â. de F. B.; RAMALHO, M. A. P.; SILVA, F. B.
Fonte: Genetics and Molecular Biology, Ribeirão Preto, v. 30, n. 3, p. 584-588, 2007. Publicador: Genetics and Molecular Biology, Ribeirão Preto, v. 30, n. 3, p. 584-588, 2007.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
EN
Relevância na Pesquisa
67.71%
The efficiency of recurrent selection was assessed in obtaining common bean (Phaseolus vulgaris L) plant lines resistant to the phytopathogenic fungi Phaeoisariopsis griseola. The base bean population was obtained from the partial diallel between seven lines with carioca-type grains and 10 sources of resistance to P. griseola. The plants most resistant to the pathogen were selected in the F2 (S0) generation of the populations (C-0). The best S0:1 plants that presented carioca-type grains were intercrossed to obtain cycle I (C-I). The same procedure was adopted to obtain cycles C-II to C-V. In each recurrent selection cycle, S0:1 progenies selected were also assessed in experiments carried out in Lavras, Brazil, always using as check the Carioca MG (susceptible to P. griseola) and Pérola (tolerant) cultivars. The response to selection for resistance to the pathogen was estimated from the general mean of the S0:1 progenies from each selective cycle compared to the susceptible check Carioca MG. The estimated gain was 6.4% per cycle and the indirect response in grain yield by selection for resistance to the pathogen was 8.9% per cycle. The variability detected among the progenies in the last selective cycles enabled the prediction of additional responses to recurrent selection.; 2007

Variabilidade patogênica entre isolados de Phaeoisariopsis griseola.

SILVA, K. J. D. e; FREIRE, C. N. de S.; SOUZA, E. A.; SARTORATO, A.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 4., 2007, São Lourenço. Anais... São Lourenço: Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas, 2007. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 4., 2007, São Lourenço. Anais... São Lourenço: Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
57.38%
Este trabalho teve por objetivo verificar a diversidade genética de isolados de P. griseola coletados no Estado de Minas Gerais, visando orientar os melhoristas a adotar estratégias eficazes de controle da mancha angular do feijoeiro.; 2007

Danos causados por Pseudocercospora griseola (Phaeoisariopsis griseola) Sacc. em linhagens de feijoeiro diferindo no grau de resistência.

FERREIRA, R. A. D. C.; RAMALHO, M. A. P.; ABREU, A. de F. B.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 9., 2008, Campinas. Ciência e tecnologia na cadeia produtiva do feijão. Campinas: Instituto Agronômico, 2008. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 9., 2008, Campinas. Ciência e tecnologia na cadeia produtiva do feijão. Campinas: Instituto Agronômico, 2008.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
57.48%
O objetivo do presente trabalho foi quantificar o dano do patógeno P. griseola nas condições ambientais do sul de Minas Gerais em linhagens diferindo no grau de resistência.; 2008

Desempenho de familias do cruzamento entre linhagens de feijões andinos e mesoamericanos em produtividade e resistência a Phaeoisariopsis griseola; Performance of common bean families from cross between of andean and mesoamerica lines on grain yield and resistance to Phaeoisariopsis griseola

Fonte: Universidade Federal de Lavras Publicador: Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47.64%
In some regions of Minas Gerais State, prevalent physiological races of Phaeoisariopsis griseola (Sacc.) Ferr. infect mainly cultivars of Mesoamerican origin, but the Andean cultivars are resistant. The introduction of alleles for resistance of Andean cultivars in Mesoamerican cultivars is a good strategy to obtain adapted cultivars with resistance to this disease. With this purpose, the cross between ESAL 550 (Andean group and resistant to angular leaf spot) and Carioca-MG (Mesoamerican group and susceptible to angular leaf spot) was performed. After evaluation of the segregant families in generations F2:3, F2:4 and F2:5, some lines with high resistance to P. griseola and grain type far from market standard were identified.

Herança da resistência à mancha-angular do feijoeiro e identificação de marcadores moleculares flanqueando o loco de resistência

CORRÊA,RONAN X.; GOOD-GOD,PEDRO I.V.; OLIVEIRA,MARIA L.P.; NIETSCHE,SILVIA; MOREIRA,MAURILIO A.; BARROS,EVERALDO G. DE
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2001 PT
Relevância na Pesquisa
47.38%
A mancha-angular, cujo agente causal é o fungo Phaeoisariopsis griseola, é uma das principais doenças do feijoeiro comum (Phaseolus vulgaris). Os marcadores moleculares disponíveis ainda não são suficientes para monitorar todos os genes de resistência a essa doença. Por isso, objetivou-se neste trabalho estudar a herança da resistência aos patótipos 63.39 e 31.23 de P. griseola, em populações derivadas de 'Ouro Negro' (ON) e 'US Pinto 111' (PT), e identificar marcadores moleculares ligados a genes de resistência presentes nessas cultivares. Quando inoculadas com o patótipo 63.39, as plantas ON, F1 (ON x PT) e 3/4 da população F2 mostraram-se resistentes enquanto que PT e 1/4 da população F2 foram suscetíveis. Quando inoculadas com o patótipo 31.23, as plantas PT e 1/4 das famílias F2:3 foram resistentes e todas as demais, suscetíveis. Esses dados indicam que a resistência proveniente de ON é conferida por um gene dominante enquanto que a de PT, por um recessivo. Esses dois genes segregaram independentemente. Amostras de DNA das plantas F2 foram amplificadas pela técnica de RAPD (random amplified polymorphic DNA) de acordo com a estratégia de análise de bulks segregantes. Foram identificados os marcadores OPM02(460C) e OPAA19(600C...

Re-evaluating the taxonomic status of Phaeoisariopsis griseola, the causal agent of angular leaf spot of bean

Crous, Pedro W.; Liebenberg, Merion M.; Braun, Uwe; Groenewald, Johannes Z.
Fonte: CBS Fungal Biodiversity Centre Publicador: CBS Fungal Biodiversity Centre
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 EN
Relevância na Pesquisa
47.74%
Angular leaf spot of Phaseolus vulgaris is a serious disease caused by Phaeoisariopsis griseola, in which two major gene pools occur, namely Andean and Middle-American. Sequence analysis of the SSU region of nrDNA revealed the genus Phaeoisariopsis to be indistinguishable from other hyphomycete anamorph genera associated with Mycosphaerella, namely Pseudocercospora and Stigmina. A new combination is therefore proposed in the genus Pseudocercospora, a name to be conserved over Phaeoisariopsis and Stigmina. Further comparisons by means of morphology, cultural characteristics, and DNA sequence analysis of the ITS, calmodulin, and actin gene regions delineated two groups within P. griseola, which are recognised as two formae, namely f. griseola and f. mesoamericana.

TUC 550: nueva variedad de poroto negro (Phaseolus vulgaris L.) con tolerancia a la mancha angular (Phaeoisariopsis griseola)

Vizgarra,Oscar N.; Balatti,Pedro A.; Stenglein,Sebastián A.; Espeche,Clara M.; Ploper,L. Daniel
Fonte: Revista industrial y agrícola de Tucumán Publicador: Revista industrial y agrícola de Tucumán
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 ES
Relevância na Pesquisa
47.38%
La mancha angular del poroto (Phaseolus vulgaris L.), causada por el hongo Phaeoisariopsis griseola (Sacc.) Ferraris, provoca pérdidas importantes en el cultivo de poroto. Este trabajo describe la obtención de una nueva variedad de poroto negro, con tolerancia a la mancha angular y óptimo rendimiento, que podría reemplazar a las actuales variedades comerciales difundidas en el Noroeste Argentino. En el año 2001, se introdujeron del Centro Internacional de Agricultura Tropical (CIAT), Colombia, 55 líneas de poroto negro, en las que se combinaban genes que les otorgaban tolerancia múltiple a las principales enfermedades, entre ellas, la mancha angular. Estas líneas fueron sembradas en parcelas de observación en las localidades de La Invernada (La Cocha, Tucumán) y San Agustín (Cruz Alta, Tucumán) en los años 2002 y 2003. El testigo local fue la variedad TUC 500. Se identificaron cuatro líneas con altos niveles de tolerancia, las que posteriormente fueron evaluadas en invernáculo con 10 patotipos de P. griseola, provenientes de la zona de cultivo. Como resultado de las evaluaciones, se seleccionó una línea adaptada a la región con buen comportamiento con respecto a mancha angular y buen potencial de rendimiento. Estas características fundamentaron la inscripción de TUC 550...