Página 1 dos resultados de 1337 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

A saúde mental das pessoas idosas na Região Autónoma da Madeira

Fragoeiro, Isabel Maria Abreu Rodrigues
Fonte: Universidade do Porto Publicador: Universidade do Porto
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.9%
O presente estudo teve como objectivos caracterizar do ponto de vista da saúde mental a população idosa da Região Autónoma da Madeira (RAM); determinar as prevalências das situações de saúde mental positiva e negativa e avaliar a influência positiva (protectora) ou negativa (de risco) de certos factores pessoais e do meio na saúde mental. Foi um estudo de natureza psicossocial,transversal, probabilístico, com uma componente descritiva e outra inferencial. A amostra (N=342) representativa das pessoas com 65 e mais anos, residentes na comunidade, foi estratificada por concelhos, por géneros e por classes etárias. A selecção foi feita da base de dados do Cartão de Utente do Serviço Regional de Saúde Empresa Pública Empresarial. As pessoas idosas foram entrevistadas pelas enfermeiras dos Centros de Saúde, que utilizaram para tal um questionário estruturado. Na avaliação das variáveis utilizaram-se diversos instrumentos alguns dos quais amplamente usados em outros estudos com população idosa. A saúde mental foi avaliada utilizando-se o Mental Health Inventory - MHI (Ware & Veit, 1983; Ribeiro, 2000), que contempla uma dimensão mais positiva o bem-estar psicológico e outra mais negativa o distress psicológico. Nas variáveis independentes (pessoais e do meio ambiente) utilizaram-se: para a classe social a Classificação Social de Graffar (Graffar...

Sistematização de um programa de treinamento da memória de pessoas idosas incorporando a auto-avaliação; Setting up a memory training program for aged persons incorporating self-evaluation

Beger, Maria Lucia Martuscelli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.79%
Introdução: As pessoas idosas têm preocupação com a perda da memória considerada como um sinal de alarme para declínio cognitivo. O fato é que a falta de memória compromete o cotidiano da pessoa idosa, sua auto-estima e seu relacionamento social. Baltes desenvolveu uma teoria onde preconiza que o desenvolvimento para toda a vida inclui otimização seletiva com compensação e permite que as pessoas envelheçam sem traumas. Isso prevê o engajamento em tarefas que sejam importantes. Num programa de treinamento da memória há espaço para a criação de condições de preparar e manter as pessoas idosas ativas e participantes. Objetivo: Sistematizar um programa de treinamento da memória para pessoas idosas incorporando a auto-avaliação. Método: O estudo é quase experimental - tipo antes e depois, realizado na Faculdade de Saúde Pública/USP, com a população idosa que demanda programas de atividades relacionadas à Universidade Aberta à terceira idade. Constou, na primeira fase, de um programa de treinamento da memória desenvolvido em dez sessões. Após definição do perfil da população alvo, o repertório sistematizado foi caracterizado segundo a função mental a ser estimulada. Resultados: O programa definitivo resultou de ajustes do Programa desenvolvido na primeira fase realizados a partir da análise das fichas de auto-avaliação de desempenho nas estratégias e exercícios e da análise das fichas de auto-relatos sobre a aplicação no dia-a-dia dos participantes...

Perfis de risco em pessoas idosas na comunidade

Almeida, Eunice Vera Pires Fresco de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.79%
Objectivo: O presente estudo pretende analisar a validade da aplicação do protocolo de rastreio RNAR_75 em pessoas com idade igual ou superior a 75 anos, no sentido de criar um protocolo de rastreio para identificação de pessoas idosas vulneráveis. Método: Procedeu-se à elaboração de um protocolo de rastreio para pessoas idosas com idade igual ou superior a 75 anos, com base na revisão de literatura, de onde resultou o protocolo RNAR_75. Posteriormente este protocolo foi aplicado a 240 pessoas idosas distribuídas por meio de uma amostragem por quotas não aleatórias nos contextos de cuidados de saúde primários e serviço comunitário. O tempo médio de administração do protocolo foi de 20 a 25 minutos. Resultados: Procedeu-se à análise de clusters, da qual resultou a formação de três clusters, os quais representam três grupos distintos de idosos. Os clusters representam três grupos de idosos que designamos: “Autónomos” (38%), “Moderadamente Dependentes” (32,9%) e com “Dependência Acentuada” (28,8%). Relativamente às variáveis de risco, foram encontrados valores estatisticamente significativos em todas, exceptuando polifarmacia. Relativamente análise descritiva da amostra estratificada por cluster...

Perfil terapêutico e risco de interacções medicamentosas nas pessoas idosas

Reis, Susana Catarina Domingos dos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.77%
Actualmente vivemos numa sociedade envelhecida, na qual a ascensão da Medicina e das novas terapêuticas farmacológicas assumem um papel de relevo. Neste âmbito, estudos realizados a nível internacional, apontam para o aumento exacerbado do consumo de medicamentos pelas pessoas idosas e consequente aumento do risco de interacções medicamentosas. Perante estes factos, e pela escassez de estudos ao nível da realidade portuguesa, desenvolveu-se este trabalho com o objectivo de caracterizar o perfil terapêutico, prévio ao internamento, das pessoas idosas internadas no Serviço de Neurologia 2 dos Hospitais da Universidade de Coimbra e avaliar o risco de interacções medicamentosas. A metodologia utilizada baseou-se numa abordagem quantitativa, sendo este estudo descritivo-correlacional. Para o processamento de dados recorreu-se ao programa informático LEXI-INTERACT® e ao SPSS® 16.0. Assim, a amostra é constituída por 68 pessoas idosas, 57,4% do sexo feminino, com idade mínima de 65 anos e máxima de 97 anos. Relativamente ao perfil terapêutico, em 50% dos casos é a própria pessoa que prepara a medicação e foram encontrados um mínimo de 0, um máximo de 16 e uma mediana de 5 medicamentos por pessoa. Quanto ao conhecimento geral sobre os medicamentos...

O acesso de pessoas idosas e pobres aos cuidados de saúde primários

Sá, Diana Marta Salgado e
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.83%
Este estudo teve como objectivo explorar o acesso aos cuidados de saúde primários por um grupo de pessoas idosas e pobres em dois centros de saúde do Distrito do Porto, um Centro de Saúde Urbano (CSU) e um Centro de Saúde Rural (CSR). O referencial teórico foi baseado em estudos da literatura e no modelo comportamental do uso de serviços de saúde. Os dados qualitativos foram auferidos através de observação livre e entrevistas semi-estruturadas. A análise dos dados foi realizada com base no referencial teórico, com o apoio do programa de pesquisa qualitativa QSR INVivo. Os resultados deste estudo, demonstram que o acesso é realizado com regularidade. Os factores positivos deste acesso são: a gratuidade dos cuidados de saúde primários, o acolhimento dos profissionais - médicos(as), enfermeiros(as), recepcionistas e técnicos de saúde, a competência médica. Os aspectos negativos do acesso realizado detectados, neste estudo, são: custo da medicação que é pouco comparticipada, e por sua vez afecta o rendimento familiar; custo do tratamento provocado pela falta de especialistas de saúde. As barreiras encontradas pelas pessoas idosas do CSU foram: estrutura física inadequada; a distância que percorrem para aceder; falta de estacionamento e de estacionamento gratuito; custo dos transportes públicos; baixa reforma e o tempo de espera para a consulta. Já as barreiras encontradas pelos participantes do CSR foram: tempo de espera prolongado para ter nova consulta; falta de transporte público relacionada com os poucos horários existentes; o horário de atendimento do centro de saúde e a falta de profissionalismo e competências dos enfermeiros. O acesso efectivo é favorecido pelo facto das pessoas idosas se sentirem melhores com os cuidados de saúde e expressarem essa satisfação com os(as) profissionais envolvidos(as) neste cuidado. No entanto...

Grelha de caracterização habitacional para pessoas idosas

Rito, Susana Isabel Nobre
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.85%
Objetivo: Com o envelhecimento populacional torna-se fundamental proporcionar condições para que as pessoas idosas possam continuar nas suas comunidades, nomeadamente através de uma habitação adequada à situação da pessoa. Nesse sentido, é necessária a criação de instrumentos que facilitem a intervenção prática neste domínio, seja por profissionais da área do envelhecimento, como da habitação. Assim, o estudo consiste em construir um instrumento de caracterização habitacional das pessoas idosas, que permita aos profissionais identificarem as suas necessidades neste âmbito. Metodologia: Este estudo baseou-se em três fases, desenvolvimento do instrumento, validação de face e realização de pré-teste. Na primeira fase, através da revisão da literatura foi possível construir a versão inicial do instrumento, que posteriormente foi alvo de validação de face por parte de 6 experts ligados à área do envelhecimento e/ou habitação. Por último, procedeu-se à execução do pré-teste a 13 residentes, maioritariamente do género feminino, com idades compreendidas entre os 82 e 94 anos. Resultados: A construção de um instrumento constituído por 76 itens referentes a 3 domínios: edifício, habitação e residente. O preenchimento é feito com base na informação fornecida pela pessoa idosa e na observação direta do avaliador...

Caracterização dos factores de risco cardiovascular em pessoas idosas; Characterization of cardiovascular risk factors in the older people

Martins, Ana Margarida Ribeiro
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.8%
O envelhecimento populacional é uma realidade não só mundial como também nacional. Associado ao aumento do número de pessoas idosas ocorre um aumento da prevalência de doenças crónico-degenerativas como as doenças cardiovasculares. Estas representam a maior causa de mortalidade em todo o Mundo, e Portugal não é excepção. O sedentarismo é um dos factores de risco mais importantes para a morbilidade e mortalidade cardiovascular, contudo é susceptível de significativas mudanças através da actividade física. Adoptar a actividade física regular é uma estratégia de intervenção na saúde cardiovascular segura, económica mas também eficaz. O presente estudo tem como objectivo caracterizar a distribuição dos factores de risco para as doenças cardiovasculares numa população de pessoas idosas com idade superior a 74 anos residentes no Concelho de Aveiro, através da mensuração da actividade física para determinar o sedentarismo, da consulta documental individual sobre a hipertensão arterial, hiperglicémia, hipercolesterolémia, hipertrigliceridémia para o cálculo das prevalências, assim como alguns elementos definidores do estilo de vida. Trata-se de um estudo de carácter epidemiológico transversal e descritivo realizado em pessoas com mais de 74 anos residentes no Concelho de Aveiro (Portugal)...

A integridade familiar em pessoas idosas com doença em fase terminal: um estudo no contexto de cuidados paliativos

Figueirinha, Danusa Seabra Venancio
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.74%
Este estudo propõe-se a analisar a integridade familiar em pessoas idosas com doença em fase terminal, no contexto de cuidados paliativos. Especificamente, pretendeu-se: definir os processos pessoais e familiares que influenciam a construção do sentido de integridade familiar; e analisar a influência do internamento em cuidados paliativos no processo de construção da integridade familiar. Trata-se de um estudo exploratório, de natureza descritiva, com uma abordagem qualitativa. Participaram 10 pessoas idosas, sendo nove do género feminino. Os participantes estavam internados em contexto hospitalar, numa unidade de cuidados paliativos. A técnica utilizada para a recolha de dados foi um guião de entrevista semi-estruturado. Os principais resultados indicaram que 7 pessoas se encontram no caminho da integridade familiar e que 3 estão na trajetória da desconexão/alienação familiar. A doença e o internamento parecem não ter influência na construção do caminho de integridade, que depende mais dos processos individuais e familiares precedentes. Os resultados encontrados são relevantes para a melhoria da qualidade dos cuidados prestados em unidades de cuidados paliativos. O estudo tem implicações na ação mediadora/facilitadora dos profissionais no sentido de poderem desempenhar uma importante função resolutiva e/ou minimizadora nas situações em que existam obstáculos aos processos que levam a construção do sentido de integridade familiar...

Representações sociais de pessoas idosas relativas a maus-tratos

Henriques, Graciete Luzes
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.87%
Dada a elevada prevalência de mau trato a pessoas idosas em Portugal torna-se premente compreender o cerne da questão, de modo a definir soluções adequadas. Existem poucos estudos em Portugal que explorem a perspetiva da pessoa idosa relativamente ao mau trato. Assim, este estudo tem como objetivo compreender as representações sociais de pessoas idosas em relação aos maus-tratos a pessoas idosas por familiares. Optou-se por um estudo do tipo qualitativo exploratório e dirige-se a uma população alvo com mais de 60 anos, que vive em domicílio e não é vítima conhecida de mau trato. A amostra é constituída por 19 participantes e utilizou-se a entrevista semi-estruturada. Os principais resultados deste estudo permitem concluir que as pessoas idosas têm a representação da existência de violência verbal (percursora de mau trato físico e desprezo), dois “níveis” de negligência (desprezo e abandono), exploração económica e agressão física. O abandono foi o tipo de mau trato gerador de maior revolta. Relativamente aos fatores de risco, o mau trato foi associado às características dos familiares (sobretudo falta de valores e baixos rendimentos); das pessoas idosas (sobretudo personalidade conflituosa, elevada dependência física e o facto de possuírem muitos ou poucos recursos económicos); à relação familiar (sobretudo falta de compreensão mútua) e às características da vida atual (sobretudo mudança de ritmo de vida).; Given the high number of cases of violence against elderly people in Portugal...

Balance and anxiety and depression symptoms in old age people; O equilíbrio e os sintomas de depressão e ansiedade nas pessoas idosas

Santos, Joana Carvalho
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
66.83%
Background: Falls have a high incidence in old age people and it results in severe consequences representing a public health problem. Falls are the second worldwide cause of accidental deaths (1). The literature shows that people with high depression and anxiety symptoms have impaired balance and this is more problematic in old age people (12). Some studies have shown a relationship between depression/anxiety symptoms and balance (18) however little is known how just anxiety symptoms affect balance. It is also unknown which systems responsible for balance are more affected/preserved in this population in the absence or presence of different levels of anxiety and depression symptoms. Aim: The aims of this study were to explore: the balance differences between old age people with presence/absence of anxiety and depression symptoms and how balance may be affected/preserved by the different levels of anxiety and depression symptoms in the same population. Methods: A quantitative cross-sectional study was conducted. The protocol included socio-demographic, anthropometric and general clinical data. Balance confidence was evaluated with the Activities-specific Balance Confidence (ABC), the balance with the Balance Evaluation System Test (BESTest) and with the Berg Balance Scale (BBS). The level of significance considered was set at p<0.05. Results: 136 old age people with a mean age of 75.9±8.8 years old...

Balance on older people in function of age, gender and body composition; Equilíbrio das pessoas idosas em função da idade, género e composição corporal

Almeida, Sara Isabel Lebre de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
66.79%
Background: Falls have a high incidence in older people, representing a public health problem. They are most common in women although more mortal for men. It is known that body composition changes with aging and can predict functional and mobility problems. However, it is unknown whether the changes in the systems responsible for balance in humans are associated with age, gender or body composition. This information can contribute to understand the causes of falls and to develop prevention programs. Aim: Explore the balance-differences according to age, gender or body composition in people with 60 years or more. Methods: A quantitative cross-sectional study was conducted. The protocol included socio-demographic, anthropometric and general clinical data. Balance confidence was evaluated with the Activities-specific Balance Confidence (ABC), the balance with the Balance Evaluation System Test (BESTest) and with the Berg Balance Scale (BBS). The statistical analysis was conducted in the Statistical Package for Social Sciences (SPSS) version 22.0 for Windows. The level of significance considered was set at p<0.05. Results: 136 older people (age: 75.9±8.8) participated in this study. Balance was significantly worse with the increase of age (60-69: 86.7±15.2...

A sexualidade das pessoas idosas: um estudo realizado num lar de pessoas idosas do concelho de Alenquer

Valente, Susana Patrícia Damião
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 23/02/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.77%
Dissertação de Mestrado em Política Social; Este estudo teve como principais objetivos caracterizar alguns aspectos da sexualidade de pessoas idosas residentes num lar residencial, perceber a importância que esta adquire nesta fase da vida e identificar as suas dificuldades na vivência da sexualidade, tendo em conta os fatores que podem exercer influência, designadamente a situação de saúde ou o facto de residirem num lar. Em termos metodológicos foram realizadas 31 entrevistas, tendo-se recorrido ao método da Grounded Theory. Com base nas informações dos entrevistados, constatou-se que, por parte das mulheres, há uma clara desvalorização da vida sexual no presente, que pode decorrer da vivência de experiências sexuais negativas quando eram mais novas. Outra conclusão que resulta do estudo prende-se com o facto de as mulheres se resignarem perante a impossibilidade de os maridos poderem ter relações sexuais, embora tenham sido identificados outros constrangimentos que dificultam a vivência de relações sexuais: por um lado, a inexistência de potenciais parceiros sexuais no lar e, fundamentalmente, questões de ordem moral, que as mulheres colocam a si próprias. Por fim é de referir a dificuldade que os entrevistados manifestaram em falar da sexualidade. A partir deste estudo pode concluir-se que...

Os medos das pessoas idosas e a influência na sua qualidade de vida

Silva, Maria de Fátima Rosado da
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 19/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.85%
Tese de Mestrado em Política Social; Em Portugal, tal como noutros países mais desenvolvidos, tem-­‐se verificado um aumento da população envelhecida. É desejável que este envelhecimento seja acompanhado pela manutenção da qualidade de vida das pessoas. Neste contexto surgiu esta investigação com o objetivo de estudar os medos das pessoas idosas e a sua influência na qualidade de vida. O estudo realizou-­‐se num Centro de Dia, pertencente à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. A amostra foi constituída por 31 pessoas, com idade igual ou superior a 65 anos, sendo 19 pessoas do género feminino e 12 do masculino. Esta investigação utilizou metodologia qualitativa, através de entrevistas. A análise e interpretação dos resultados recorreu à metodologia de Glaser e Strauss, designada por grounded theory. Os medos apresentados, por frequência decrescente, foram: preocupação com a saúde; solidão; falta de assistência; roubos, assaltos e burlas; situação financeira; morte; preocupação com a família; medo de cair; institucionalização num Lar; futuro; medo do envelhecimento e ingratidão relativamente às pessoas idosas e medo de casar. Estes medos afetam a qualidade de vida das pessoas. Por Em Portugal...

ATIVA : os efeitos de uma atividade de leitura na saúde mental das pessoas idosas através da ativação de estereótipos de envelhecimento

Silva, Miriam Elisabete Pino
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
Dissertação submetida como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Psicologia Social da Saúde / Código do PsycINFO: 3040 Social Perception & Cognition 3370 Health & Mental & Mental Health Services 2860 Gerontology; Este estudo tem como objetivo principal verificar o impacto da ativação de estereótipos de envelhecimento no desempenho cognitivo e no bem-estar das pessoas idosas através de uma atividade de estimulação cognitiva. Para tal, conduziu-se uma experiência seguindo os moldes de uma atividade de leitura, onde foram apresentadas a pessoas idosas (n=60) três histórias que primavam estereótipos positivos, negativos ou neutros. Utilizou-se um instrumento para avaliar o desempenho cognitivo das pessoas idosas – Mini- Mental State Exam de forma a compreender o impacto da ativação dos estereótipos de envelhecimento no desempenho cognitivo dos participantes - e uma medida de bem-estar subjetivo. Os resultados deste estudo mostraram que ocorre a ativação dos estereótipos de envelhecimento durante uma atividade de leitura típica de um Programa de Estimulação Cognitiva e que esta ativação tem efeitos significativos sobre o bem-estar das pessoas idosas. Estes resultados são discutidos à luz da literatura sobre Programas de Estimulação Cognitiva para as pessoas idosas.; This study aims to verify the impact of the activation of stereotypes of aging on the cognitive performance and well -being of the elderly by using a cognitive stimulation technique. To this end...

Acesso a cuidados de saúde primários por pessoas idosas pobres

Viana, Karen Tavares
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.79%
Este estudo teve como objectivo explorar o acesso de iim grupo de pessoas idosas e a pobres aos cuidados de saúde primários eni um centro de saúdc da região de Lisboa. O referencial teórico foi baseado no modelo compoltamenial de uso de serviços de saude e ein estudos da literatura. Os dados qualitativos foram obtidos através de observação livre e entrevistas semi-estrututadas. A análise dos dados foi realizada com base no referencial teórico, com o apoio do programa de pesquisa qualitativa QSR INVivo. Os resultados deste estudo demontram que o acesso é realizado coni dificuldades. Os factores positivos deste acesso são: a gratuidade dos cuidados de saúde primários. o acolhimento dos profissionais - médicos(as) e recepcionistas, a competéiicia médica. Os aspectos negativos do acesso realizado detectados. neste estudo, são: a ausência de uma equipa multidisciplinar, o foco redutor dos cuidados de saúde priniários. as limitações na estrutura física, a falta de organização do serviço, a longa lista de espera para o atendimento de cuidado especializado. O acessu efecrii~o e favorecido pelo facto das pessoas idosas percebem-se melhores com os cuidados de saúde e expressarem satisfação com os(as) profissionais envolvidos(as) neste cuidado. No entaiito; há inúmeros aspectos a serem melhorados para que ele seja plenamente efectivo e que estão expressos nas barreiras encontradas pelas pessoas quando frequentam o serviço de saúde...

Imagem corporal e estado nutricional de pessoas idosas; Body image and nutritional status of older people

Marques, Sara Rita Pereira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.84%
Introdução e objetivo: A Organização Mundial de Saúde (2014), refere que as alterações na dieta têm fortes implicações na saúde ao longo da vida, condicionando o desenvolvimento de doenças crónicas. Nas pessoas idosas, estados desequilibrados de nutrição provocam ou agravam estados de fraqueza e/ou independência e contribuem para o desenvolvimento de estados de morbilidade e de desnutrição. Vários autores referem ainda que outros fatores, nomeadamente a relevância que as pessoas dão sua aparência, tem implicações a nível interno e de comportamentos, nomeadamente insatisfação corporal e distúrbios alimentares. O objetivo deste trabalho foi determinar a prevalência da satisfação/apreciação com a imagem corporal e a sua associação com o estado nutricional e fatores sociodemográficos, na população idosa, beneficiária do Serviço Nacional de Saúde e dos Cuidados de Saúde Primários (CSP) do concelho de Aveiro. Metodologia: Estudo transversal, com uma amostra não aleatória de conveniência. A amostra tem em conta a estratificação ponderada pela dimensão proporcional de pessoas com 65 ou mais anos inscritas em cada 5/6 das instituições dos CSP sendo constituída por 150 participantes, 84 (56%) do género feminino. As informações sociodemográficas foram obtidas através de um questionário sociodemográfico. A apreciação corporal foi avaliada a partir da Escala de Apreciação Corporal...

Porto: cidade amiga das pessoas idosas: um estudo centrado na perspectiva de idosos das freguesias de Miragaia e Vitória

Viana, João
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.77%
O presente estudo, de natureza qualitativa e exploratório, teve como objectivo verificar se a cidade do Porto possui características de uma cidade amiga das pessoas idosas, na perspectiva de idosos residentes neste meio urbano. Uma cidade amiga das pessoas idosas estimula um envelhecimento activo e com dignidade ao optimizar oportunidades para a saúde, participação e segurança. Foram realizados dois focus groups com pessoas idosas habitantes das Freguesias da Vitória e Miragaia, seleccionados a partir de uma amostragem por conveniência, recorrendo-se a um guião de entrevista constituído pelas seguintes categorias: espaços exteriores e edifícios; transportes; habitação; respeito e inclusão social; participação social; participação cívica e emprego; comunicação e informação; apoio comunitário e serviços de saúde. Desta forma, foi possível verificar que, apesar dos participantes identificarem um conjunto de condições que podem ser consideradas amigas das pessoas idosas, a maior parte das características referidas foram encaradas como negativas e com um impacto considerável no seu quotidiano. A participação social, os meios de informação disponíveis e os serviços comunitários são as condições perante as quais os participantes demonstram maior satisfação. Pelo contrário...

Porto: cidade amiga das pessoas idosas: um estudo centrado na visão de prestadores de serviços a pessoas idosas das freguesias de Cedofeita, Paranhos, St. Ildefonso, Bonfim e Campanhã

Vaz, Catarina
Fonte: Instituto Politécnico do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.9%
O envelhecimento da população é um fenómeno das sociedades contemporâneas simultâneo à crescente modificação do meio urbano. De modo a responder a estas alterações a Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou o projeto Cidade Amiga das Pessoas Idosas que preconiza a adaptação das estruturas e serviços para que estes sejam acessíveis e promovam a inclusão dos cidadãos idosos. A presente investigação, de natureza qualitativa e exploratória, tem como objetivo verificar se a cidade do Porto possui características de uma cidade amiga das pessoas idosas através da visão de prestadores de serviços a pessoas idosas das freguesias de Paranhos, Cedofeita, St. Ildefonso, Bonfim e Campanhã. Pretende, assim, ser um contributo para o desenvolvimento do projeto Cidade Amiga das Pessoas Idosas na cidade portuense. Para tal, realizam-se 3 focus groups com prestadores de serviços selecionados a partir de uma amostragem por conveniência, onde se utiliza um guião de entrevista semi-estruturado com as seguintes categorias: espaços exteriores e edifícios, transportes, habitação, participação social, respeito e inclusão social, participação cívica e emprego, comunicação e informação e apoio comunitário e serviços de saúde. É possível verificar que os participantes partilham...

Porto: cidade amiga das pessoas idosas. Um estudo centrado na perspectiva de idosos das freguesias de S. Nicolau e Sé

Coelho, Tiago
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.74%
Uma cidade amiga das pessoas idosas é um meio urbano onde são proporcionadas condições de saúde, segurança e participação que permitem às pessoas mais velhas envelhecerem activamente e viverem com dignidade. A nossa investigação, de natureza qualitativa e exploratória, teve como objectivo verificar se a cidade do Porto possui características de uma cidade amiga das pessoas idosas, na perspectiva de idosos residentes neste meio urbano. Para tal, realizamos dois focus groups com idosos habitantes nas Freguesias de S. Nicolau e Sé, seleccionados a partir de uma amostragem por conveniência, tendo sido utilizado um guião de entrevista constituído pelas categorias: espaços exteriores e edifícios; transportes; habitação; respeito e inclusão social; participação social; participação cívica e emprego; comunicação e informação; apoio comunitário e serviços de saúde. No nosso estudo, foi possível constatar que os participantes, apesar de se manifestarem genericamente satisfeitos com a sua vida na cidade do Porto e identificarem algumas características desse meio urbano que podem ser consideradas como amigas das pessoas idosas, descreveram um vasto conjunto de condições da cidade que limitam o seu quotidiano. Neste sentido...

Promover a qualidade de cuidados de enfermagem a pessoas idosas hospitalizadas

Carvalhais,Maribel Domingues; Sousa,Liliana
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.77%
As pessoas idosas constituem o grupo etário que mais utiliza os cuidados hospitalares. Neste contexto, este estudo exploratório procura contribuir para a promoção da qualidade dos cuidados de enfermagem a pessoas idosas em contexto de internamento hospitalar. Adoptámos o “photovoice“, um método participativo (qualitativo) que usa a fotografia e a voz para aceder ao mundo dos outros e torná-lo acessível a nós. Recorre a três enfermeiros (informantes privilegiados) com experiência em cuidados a pessoas idosas em contexto hospitalar, com idades entre os 26 e 43 anos, 2 do sexo feminino. Os principais resultados sugerem que a promoção da qualidade dos cuidados de enfermagem a pessoas idosas envolve mais trabalho e decisão em equipa multidisciplinar, mais recursos materiais e humanos e melhores condições físicas. Paralelamente, o principal obstáculo centra-se na escassez de recursos e na desorganização. Os participantes sublinham a importância do envolvimento da família da pessoa idosa, considerada parte da unidade de cuidado.