Página 1 dos resultados de 173 itens digitais encontrados em 0.098 segundos

Efeito da perda de peso associada ao treinamento físico na eficiência ventilatória durante o exercício físico progressivo em crianças obesas; Effect of the weight loss associated with exercise training on ventilatory efficiency during graded exercise in obese children

Prado, Danilo Marcelo Leite do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
55.89%
Crianças obesas apresentam redução da capacidade cardiorrespiratória e o excesso de peso corporal pode levar a uma diminuição da eficiência ventilatória. Assim, testamos as hipóteses que em crianças obesas: 1) A eficiência ventilatória está diminuída; 2) a perda de peso associada à dieta hipocalórica melhora a eficiência ventilatória em crianças obesas durante o exercício físico progressivo; e 3) a perda de peso associada à dieta hipocalórica mais ao treinamento físico restaura a eficiência ventilatória durante o exercício físico progressivo para os níveis observados em crianças eutróficas. Estudamos 38 crianças obesas (10,2±0,2 anos; IMC>95%) que foram divididas aleatoriamente em dois grupos: dieta (n=17; IMC= 30±1 kg/m2) e dieta associada ao treinamento físico (n=21; 28±1 kg/m2). Dez crianças eutróficas controle foram incluídas no estudo (9,9±0,3 anos; 17± 0,5 kg/m2). Todas as crianças realizaram teste cardiorrespiratório máximo em esteira para determinação do limiar anaeróbio ventilatório e da capacidade cardiorrespiratória. A eficiência ventilatória foi determinada pelo método do equivalente ventilatório de dióxido de carbono (VE/VCO2) no limiar anaeróbio ventilatório. Crianças obesas mostraram reduzida capacidade cardiorrespiratória e menor eficiência ventilatória em comparação as controle (25...

A influência do anel na evolução ponderal após quatro anos da derivação gástrica em y-de-roux laparoscópica

Rasera-Junior, Irineu; Gaino, Natalia Moreno; Oliveira, Maria Rita Marques de; Novais, Patrícia Fátima Sousa; Leite, Celso Vieira de Souza; Henri, Maria Aparecida Coelho de Arruda
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 257-262
POR
Relevância na Pesquisa
55.88%
RACIONAL: A utilização de anel nas derivações gástricas em Y-de-Roux ainda é motivo de polêmica entre os cirurgiões bariátricos. Não há consenso quanto às suas repercussões em relação à perda ponderal e à manutenção do peso em longo prazo. OBJETIVO: Avaliar a influência do anel sobre a evolução do peso corporal no decorrer de quatro anos após operação bariátrica. MÉTODO: Foram analisadas retrospectivamente 143 mulheres submetidas à derivação gástrica em Y-de-Roux videolaparoscópica pareadas pela utilização ou não do anel de Silastic®. O tempo de seguimento foi de até 48 meses. Os critérios de inclusão foram idade superior a 18 anos, operação bariátrica primária e frequência regular à clínica no período de interesse para a pesquisa. A técnica manteve reservatório gástrico de pequena curvatura, volume estimado em 30 ml. A alça alimentar media 150 cm e a biliar 40 cm a partir do ângulo duodenojejunal. O grupo com anel utilizou anel tubular de Silastic® com comprimento de 6,5 cm, colocado à 2 cm da anastomose gastrojejunal. O anel era fechado por cinco nós com fio de polipropileno em seu interior. Na manhã seguinte ao procedimento cirúrgico as pacientes recebiam líquidos isotônicos; no segundo dia dieta líquida salgada sem resíduos e alta hospitalar no terceiro dia. Dieta pastosa iniciava a partir do 20o dia e sólida no 30o...

Influência do teor protéico da dieta hipocalórica e do sexo sobre a perda e posterior manutenção do peso em gatos obesos

Vasconcellos, Ricardo Souza
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xiii, 98 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.07%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; Objetiva-se com o tratamento da obesidade em gatos a redução de massa corporal gorda com mínima perda de massa magra, bem como o fornecimento de nutrientes em quantidade suficiente para manter a saúde dos animais durante a perda de peso e favorecer a manutenção do peso após o término do regime. A elevação nas concentrações de proteína em dietas para perda de peso tem se mostrado benéfica em muitas espécies. Neste trabalho foram avaliadas duas rações com diferentes concentrações de proteína bruta na perda de 20% do peso corporal e subseqüente manutenção do peso em gatos. Constituíram-se dois grupos, sendo um grupo controle (Co; n=8), que recebeu dieta com 29% de proteína e outro que recebeu dieta com 42% de proteína, denominado alta proteína (AP; n=7). As características da perda de peso em machos (n=8) e fêmeas (n=7) também foram avaliadas. Composição corporal (DXA), ingestão de energia metabolizável (EM), concentrações hormonais e bioquímicas séricas e balanço de nitrogênio dos animais foram quantificadas durante a perda de peso. Houve perda de massa magra (MM) no grupo Co (p<0...

Investigação de fatores ligados à recuperação de peso em mulheres no pós-cirúrgico tardio de gastroplastia com derivação gástrica em Y-de-Roux

Fogaça, Kelly Cristina Pagotto
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 120 f.
POR
Relevância na Pesquisa
65.84%
Pós-graduação em Alimentos e Nutrição - FCFAR; A cirurgia bariátrica é apontada como um dos mais efetivos, se não o único recurso terapêutico para obesidade mórbida. Entretanto, a recuperação de peso vem sendo foco de atenção nesses pacientes, especialmente após um ou mais anos de cirurgia; sendo que seus efeitos, magnitude e causas necessitam ser estudados. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar a relação de fatores ligados ao consumo e gasto energético com a variação do peso corporal de mulheres em pós-cirúrgico tardio de Derivação Gástrica em Y-de-Roux (DGYR). Foi realizado um estudo transversal do qual participaram 45 mulheres, com idades entre 26 e 61 anos, operadas por derivação gástrica em Y-de-Roux há mais de 24 meses, assistidas na Clínica Bariátrica do Hospital Fornecedores de Cana, Piracicaba – SP. Foi avaliado o consumo alimentar e o gasto energético com atividades físicas a partir do recordatório de 3 dias, a taxa de metabolismo em repouso (TMR) por calorimetria indireta e as concentrações séricas de glicose, insulina e leptina. Para efeito de análise, as mulheres foram agrupadas quanto à recuperação de peso corporal (NR = não recuperação; R = recuperação > 10% do menor peso após a cirurgia)...

Avaliação do perfil de ácidos graxos em pacientes com sobrepeso tratados com orlistate usando CG-EM e avaliação do perfil metabólico de plasma por RMN de 1H; Evaluation of fatty acid prodile in overweight subjects treated with orlistat applied GC-Em and evaluation of metabolic profile of plasma by 1H NMR

Thiago Inácio Barros Lopes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
75.7%
A organização mundial de saúde (OMS) estima que existam atualmente mais de 1,5 bilhões de adultos com sobrepeso, número que é esperado dobrar até 2015. Obesidade e sobrepeso são enfermidades caracterizadas pelo acúmulo excessivo de gordura corporal e têm sido associadas a vários problemas de saúde. Vários fármacos têm sido utilizados no tratamento desta enfermidade, entre os mais utilizados se encontra o Orlistate, um inibidor de lipases gástricas utilizado na redução da absorção de gordura da dieta, auxiliando na perda e manutenção do peso. Esta dissertação teve como objetivo principal avaliar as alterações metabólicas sofridas por pacientes com sobrepeso tratados com Orlistate por 120 dias. Para tornar mais didático, o trabalho foi divido em duas Partes: Parte I, implementação da metodologia analítica para análise de ácidos graxos por CG-EM e avaliação do perfil de ácidos graxos em indivíduos com sobrepeso tratados com Orlistate; e Parte II, avaliação do perfil metabólico de plasma por RMN de ¹H de indivíduos com sobrepeso tratados com Orlistate. Na primeira etapa do trabalho, análise de componentes principais foi aplicada na seleção íons (m/z) para quantificação de ácidos graxos, após preparação de ésteres metílicos correspondentes...

Efeitos do consumo de álcool na qualidade de vida em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica

Costa, Fúlvia Pirola da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 84 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
65.63%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Mestrado Profissional em Saúde Mental e Atenção Psicossocial, Florianópolis, 2013.; A obesidade é uma das doenças crônicas não transmissíveis que mais cresce no mundo. É de difícil tratamento e considerada importante e grande problema de saúde pública, afetando milhões de pessoas. A OMS aconselha o Índice de Massa Corporal (IMC) para a classificação dos estágios da obesidade. A obesidade de grau III, também chamada de mórbida, é classificada quando o resultado do IMC atinge valores iguais ou maiores que 40kg/m2. Este estágio da doença está relacionado com diversas co-morbidades clínicas como diabetes tipo II, hipertensão arterial, dislipidemais, doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer. Além dos problemas clínicos, o indivíduo obeso sofre com problemas de aspecto psicológico, como preconceito social, gozações e exclusões. Dentre os tratamentos existentes para a obesidade, a cirurgia bariátrica aparece como o método mais eficaz, principalmente no que diz respeito a resultados em longo prazo. A perda e manutenção do peso pós-cirurgia apresenta melhora das doenças associadas e consequente melhora na qualidade de vida. No entanto...

Apoio social e reganho de peso pós cirurgia bariátrica : efeitos de intervenção comportamental com cuidadores

Rodrigues, Marcela Abreu
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
65.88%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2014.; A obesidade acomete cerca de 12% da população mundial, sendo uma das principais causas de internações e problemas de saúde em países desenvolvidos e no Brasil. Pesquisas na área têm concentrado esforços para promover perda e posterior manutenção do peso dos pacientes acometidos, sendo a cirurgia bariátrica um tratamento muito usado na atualidade. Entretanto, sabe-se que a possibilidade de reganho de peso atinge cerca de 30% dos pacientes operados. O apoio social tem sido diretamente relacionado com a diminuição da morbimortalidade ao promover melhora da adesão ao tratamento dos pacientes acometidos por doenças crônicas. O presente estudo, com delineamento quase experimental, com grupos experimental e controle, teve como objetivo geral: implementar procedimento de intervenção e investigar seus efeitos para o desenvolvimento do apoio social de cuidadores de pacientes bariátricos com reganho de peso, com vistas à adesão ao tratamento e perda do excesso de peso. Os objetivos específicos foram: identificar as características do suporte social de pacientes bariátricos antes e após a intervenção...

Preditores psicossociais do controlo do peso na obesidade : Monografia : Psychosocial predictors of weight control in obesity

Sousa, Maria Teresa da Silva Ramos de
Fonte: Porto : edição de autor Publicador: Porto : edição de autor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2 vols.(tese + relatório); 30 cm
POR
Relevância na Pesquisa
55.85%
Resumo da tese: A obesidade está, actualmente, a atingir proporções epidémicas. Apesar da importância dos aspectos genéticos na obesidade, os determinantes psicológicos, comportamentais e ambientais explicam grande parte da variação encontrada na regulação do peso. A identificação destes preditores nos resultados do peso é crucial no sentido de prevenir o excesso de peso, adequar o tratamento às necessidades dos pacientes, melhorar os tratamentos e sugerir terapias complementares para o maior sucesso do controlo do peso. Neste trabalho serão abordados os preditores psicossociais, preditores biológicos e variáveis relacionadas com o exercício físico com influência no controlo do peso. Assiste-se a um aumento da procura por um tratamento eficaz, mas para isso, é necessário não esquecer que o seu sucesso requer um esforço continuado e multidisciplinar. Os programas de tratamento da obesidade envolvem factores fisiológicos e psicológicos individuais que interagem com o ambiente de forma complexa , produzindo uma série de respostas diferentes na alteração do peso. Os estudos sobre os determinantes no controlo do peso têm revelado evidências mistas, umas mais significativas do que outras, com aplicação prática limitada. Os aspectos motivacionais parecem ser os mais decisivos para o sucesso na perda de peso e na manutenção dessa redução. A auto-motivação e a autonomia e as poucas tentativas de perda de peso antes do tratamento revelaram-se como os preditores mais consistentes e fortes de sucesso.; Thesis abstract: Nowadays...

Preditores de qualidade de vida relacionada com a saúde na obesidade.

Vieira, Paulo Nuno
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.03%
Doutoramento em Motricidade Humana, especialidade de Saúde e Condição Física.; O presente trabalho teve como objectivo analisar a qualidade de vida relacionada com a saúde no contexto da obesidade. Para tal realizaram-se cinco estudos, nos quais foram utilizados diferentes tipos de amostras e de acordo com três perspectivas. Numa perspectiva epidemiológica efectuou-se o estudo 1, na qual é utilizada uma amostra alargada de mulheres, avaliando em que medida os valores de corte de IMC, tradicionalmente usados para estimar o risco metabólico e cardiovascular, se adequam à detecção de pior qualidade de vida e reduzido funcionamento psicológico. Numa perspectiva clínica de tratamento da obesidade realizou-se o estudo 2, no qual é utilizada uma amostra de mulheres participantes num programa de tratamento comportamental da obesidade, em que se analisa a associação entre medidas de auto-determinação geral, contextual (tratamento da obesidade) e situação específica (relacionada com o exercício) com a qualidade de vida relacionada com a saúde e o bem-estar psicológico e se identificam variáveis preditoras de melhor bem-estar e qualidade de vida no final de um programa de tratamento. O estudo 5 foi realizado numa perspectiva de sucesso no controlo do peso no longo prazo...

Programa de modificação comportamental para a gestão do peso corporal

Brajal, João Henrique Marques Padrão
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Relatório
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
125.91%
Mestrado em Exercício e Saúde - ramo de Aprofundamento e Competências Profissionais; A obesidade é uma doença cada vez mais comum, cuja prevalência já atinge proporções epidémicas. As tendências de transição nutricional direccionam para uma dieta descuidada, à qual, aliada à diminuição progressiva da actividade física, converge para o aumento no número de casos de obesidade em todo o mundo. Uma das grandes preocupações, representa o aumento na morbilidade e na mortalidade, considerando um factor de risco elevado de doenças associadas ao excesso de peso e à obesidade, tais como diabetes, doenças cardiovasculares (DCV), hipertensão e até mesmo alguns casos de cancro. É importante o conhecimento das comorbilidades mais frequentes para permitir o diagnóstico precoce e o tratamento destas condições, e para identificar os pacientes que podem beneficiar com a intervenção de um programa comportamental de gestão de peso corporal. A gestão do peso corporal, especificamente a prevenção e tratamento secundário da obesidade é uma área emergente devido à crescente prevalência mundial da obesidade e das comorbilidades associadas. Esta é uma desordem definida pelo excesso de massa gorda para além do que é considerado saudável...

Influência de práticas conservacionistas na umidade do solo e no cultivo do milho (Zea mays L.) em semiárido nordestino

Borges,Tatyana Keyty de Souza; Montenegro,Abelardo Antônio de Assunção; Santos,Thaís Emanuelle Monteiro dos; Silva,Demetrius David da; Silva Junior,Valdemir de Paula e
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.7%
O semiárido brasileiro possui capacidade produtiva limitada em razão das suas características intrínsecas em relação à vegetação, ao clima e ao solo. A cobertura do solo, uma prática recomendada para essa região, favorece a infiltração, proporcionando melhor aproveitamento da água da chuva e contribuindo para o desenvolvimento das culturas, ao reduzir a perda de água por escoamento superficial. Nesse contexto, este trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos de diferentes tipos de cobertura na manutenção da umidade do solo, sob condição de chuva natural, bem como nas características agronômicas da cultura do milho (Zea mays L.), em regime de sequeiro. Para isso, desenvolveu-se experimento em campo, na encosta representativa da Bacia do Alto Ipanema, no semiárido pernambucano. Para monitorar a umidade do solo e o desempenho do cultivo, cinco parcelas com 4,5 m de largura e 11 m de comprimento foram instaladas, adotando-se os seguintes tratamentos: solo descoberto, cultivo do milho com cordão vegetativo de palma forrageira, solo com cobertura natural, cultivo do milho em nível e com barramento em pedras associado com cobertura morta e cultivo do milho morro abaixo. Em cada parcela, foram instalados oito tubos de acesso de PVC...

Impacto da nutrição enteral na toxicidade aguda e na continuidade do tratamento dos pacientes com tumores de cabeça e pescoço submetidos a radioterapia com intensidade modulada

Rebouças,Liêvin Matos; Callegaro,Elisabeth; Gil,Gabriel Oliveira Bernardes; Silva,Maria Letícia Gobo; Maia,Maria Aparecida Conte; Salvajoli,João Victor
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
65.78%
OBJETIVO: Analisar o impacto da terapia nutricional enteral na manutenção do peso corpóreo e na necessidade de replanejamento e/ou interrupção da radioterapia em pacientes com câncer de cabeça e pescoço submetidos a radioterapia de intensidade modulada (IMRT). MATERIAIS E MÉTODOS: Foram analisados, retrospectivamente, os pacientes submetidos a IMRT entre janeiro de 2005 e outubro de 2008, com a inclusão de 83 casos. RESULTADOS: A idade mediana foi de 58,6 anos. Em apenas em cinco pacientes (6%) houve interrupção do tratamento, que variou de 4 a 18 dias, e em 19 casos (23%) houve necessidade de replanejamento. A terapia nutricional enteral foi instituída antes do início da radioterapia em 16 pacientes (19%). Perda de peso > 5% ocorreu em 58 casos (70%), sendo mais prevalente no grupo de pacientes em que a terapia nutricional enteral não foi instituída pré-radioterapia. Na comparação entre os grupos não houve diferença significativa na realização de replanejamento (25% versus 21%; p = 0,741) ou na ocorrência e duração da interrupção da radioterapia. CONCLUSÃO: A terapia nutricional enteral tem um claro ganho na manutenção do peso corporal, porém, não houve um benefício na realização da gastrostomia percutânea endoscópica ou da sonda nasoenteral em relação à interrupção e ao replanejamento da radioterapia.

A influência do anel na evolução ponderal após quatro anos da derivação gástrica em y-de-roux laparoscópica

Rasera-Junior,Irineu; Gaino,Natalia Moreno; Oliveira,Maria Rita Marques de; Novais,Patrícia Fátima Sousa; Leite,Celso Vieira de Souza; Henri,Maria Aparecida Coelho de Arruda
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
55.88%
RACIONAL: A utilização de anel nas derivações gástricas em Y-de-Roux ainda é motivo de polêmica entre os cirurgiões bariátricos. Não há consenso quanto às suas repercussões em relação à perda ponderal e à manutenção do peso em longo prazo. OBJETIVO: Avaliar a influência do anel sobre a evolução do peso corporal no decorrer de quatro anos após operação bariátrica. MÉTODO: Foram analisadas retrospectivamente 143 mulheres submetidas à derivação gástrica em Y-de-Roux videolaparoscópica pareadas pela utilização ou não do anel de Silastic®. O tempo de seguimento foi de até 48 meses. Os critérios de inclusão foram idade superior a 18 anos, operação bariátrica primária e frequência regular à clínica no período de interesse para a pesquisa. A técnica manteve reservatório gástrico de pequena curvatura, volume estimado em 30 ml. A alça alimentar media 150 cm e a biliar 40 cm a partir do ângulo duodenojejunal. O grupo "com anel" utilizou anel tubular de Silastic® com comprimento de 6,5 cm, colocado à 2 cm da anastomose gastrojejunal. O anel era fechado por cinco nós com fio de polipropileno em seu interior. Na manhã seguinte ao procedimento cirúrgico as pacientes recebiam líquidos isotônicos; no segundo dia dieta líquida salgada sem resíduos e alta hospitalar no terceiro dia. Dieta pastosa iniciava a partir do 20o dia e sólida no 30o...

Sucesso na manutencao do peso perdido em Portugal: o Registo Nacional de Controlo do Peso

Vieira,Paulo Nuno; Teixeira,Pedro; Sardinha,Luis Bettencourt; Santos,Teresa; Coutinho,Silvia; Mata,Jutta; Silva,Marlene Nunes
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
85.95%
O objetivo deste trabalho é descrever a metodologia do Registo Nacional de Controlo do Peso e descrever os participantes quanto à sua história individual e familiar relacionada com o peso, tentativas anteriores de redução deste e caraterização psicossocial. A amostra inclui 198 adultos (idade: 39,7 ± 11,1anos; IMC: 26,0 ± 3,9kg/m2), 59% mulheres, que completaram um questionário abordando questões demográficas, motivações e atitudes, e estratégias de perda e de manutenção do peso. Os participantes reportaram uma perda do peso média de 17,4kg e uma duração média de manutenção do peso perdido de 29 meses. Relativamente ao número de tentativas de redução do peso reportadas, 73% indicou ter iniciado uma dieta no máximo por três vezes e 34% reportou ter tentado perder peso apenas uma vez no passado. Este estudo irá permitir conhecer com mais detalhe e representatividade as caraterísticas e as estratégias adoptadas por estas pessoas bem sucedidas na manutenção do peso perdido no longo prazo e contribuir para identificar variáveis preditoras da gestão bem sucedida do peso a longo prazo.

Tentativas de Controlo do Peso na População Adulta Portuguesa: Prevalência, Motivos e Comportamentos; Weight Control Attempts among Portuguese Adults: Prevalence, Motives and Behavioral Strategies

Santos, Inês; Centro Interdisciplinar de Estudo da Performance Humana (CIPER). Faculdade de Motricidade Humana. Universidade de Lisboa. Lisboa. Portugal.; Andrade, Ana M.; Centro Interdisciplinar de Estudo da Performance Humana (CIPER). Faculdade de Motr
Fonte: Ordem dos Médicos Publicador: Ordem dos Médicos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 27/02/2015 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
65.94%
Introdução: Em Portugal não existem dados atuais sobre tentativas de controlo do peso nem sobre estratégias e motivos na base dessas tentativas na população. Este estudo teve como objectivos determinar a prevalência das tentativas de perda/manutenção do peso e identificar as estratégias comportamentais e os motivos associados, numa amostra representativa da população adulta portuguesa.Material e Métodos: Estudo transversal constituído por 1098 indivíduos adultos. A informação sociodemográfica, os dados antropométricos e as estratégias e motivos associados à perda/manutenção do peso foram recolhidos por entrevista telefónica.Resultados: Cerca de 44% dos adultos portugueses (53% de mulheres e 35% dos homens) estão ativamente a tentar controlar o peso. Salienta-se que 22% das mulheres com peso normal tentam perder peso e que 53% dos homens e 34% das mulheres com peso excessivo não o fazem. Entre os homens, 49% com nível educacional superior estão a tentar controlar o peso versus 32% com nível educacional básico. A estratégia mais frequentemente adoptada para gerir o peso é o consumo regular de hortícolas e os motivos mais referenciados são melhorar a saúde/prevenir doenças e melhorar o bem-estar.Discussão e Conclusão: Mais de metade das mulheres e cerca de um terço dos homens em Portugal estão ativamente a tentar gerir o seu peso...

Análise do impacto da cirurgia bariátrica em uma população do centro do estado do Rio Grande do Sul utilizando o método BAROS

Prevedello,Carlise Felkl; Colpo,Elisângela; Mayer,Elveni Teresinha; Copetti,Hairton
Fonte: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED Publicador: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
75.86%
CONTEXTO: Devido às alterações metabólicas causadas pelo excesso de peso, a cirurgia bariátrica tem sido muito utilizada, a fim de proporcionar perda e manutenção de peso a longo prazo na população com obesidade mórbida. OBJETIVO: Analisar o impacto da cirurgia bariátrica em uma população do centro do estado do Rio Grande do Sul utilizando o método BAROS. MÉTODOS: Foi realizado estudo retrospectivo, com 32 pacientes, de ambos os sexos, entre 19 e 44 anos de uma clínica particular de Santa Maria, RS. Analisaram-se as variações de peso e índice de massa corpórea, hábito intestinal, uso de tabaco e prática de atividade física para comparar resultados nos períodos de pré e pós-operatório. Os pacientes foram divididos em: grupo A (pré-operatório), grupo B (até 6 meses de pós-operatório), grupo C (7 a 18 meses de pós-operatório) e grupo D (19 a 30 meses de pós-operatório). Para avaliação da eficácia da cirurgia bariátrica foi utilizado o método BAROS. Para análise estatística foi utilizado o teste ANOVA uma via e post-hoc seguido de Duncan's. Foram considerados estatisticamente significantes os dados com P<0,05. Os resultados foram expressos em média ± EP. RESULTADOS: Os pacientes apresentaram redução significativa no peso...

Fatores que dificultam a perda de peso: mulheres obesas de graus I e II

Oliveira, Ana Paula da Silva Vasques
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.83%
Jovens adultas obesas que vivem em uma cultura onde a magreza é vista como sinônimo de beleza, podem apresentar comprometimento funcional e psicológico. Dessa forma, percebe-se a necessidade de um maior conhecimento por parte dos profissionais da área de saúde e da comunidade em geral sobre as dificuldades que as mulheres obesas possam vir a enfrentar neste processo de busca do emagrecimento. A pesquisa tem um enfoque qualitativo, com o objetivo de investigar os fatores que contribuem para dificultar a perda de peso em mulheres obesas de graus I e II. Os dados foram coletados por meio de uma entrevista semi-estruturada, da escala de figuras de Stunkard e do questionário dos três fatores alimentares, aplicados em cinco mulheres com obesidade de graus I e II e idades entre 21 e 33 anos. Pela Escala de Figuras de Stunkard, três participantes fazem uma boa leitura do tamanho corporal, uma superestima seu tamanho corporal e uma minimiza seu tamanho corporal. Os resultados do Questionário dos Três Fatores Alimentares indicaram que quatro das participantes possuem uma baixa restrição cognitiva, alta desinibição e alta percepção da fome, o que corresponde à dificuldade na perda e manutenção do peso. A análise das entrevistas indicou que fatores sociais...

CIRURGIA BARIÁTRICA E APNÉIA DO SONO; BARIATRIC SURGERY AND SLEEP APNEA

Ceneviva, Reginaldo; Silva, Geruza A.; Viegas, Melina M.; Sankarankutty, Ajith Kumar; Chueire, Fernando Bahdur
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2006 POR
Relevância na Pesquisa
65.85%
A obesidade constitui um problema médico-social importante por sua prevalência alta e crescente e sua gravidade. Tem características epidêmicas e pode favorecer ou agravar hipertensão arterial, diabetes mellitus, artropatias degenerativas, apnéia do sono, e disfunções respiratórias e cardiovasculares. A piora da qualidade de vida, a redução da expectativa de vida e a alta taxa de fracasso dos tratamentos conservadores são fatores que reforçam a indicação de tratamento cirúrgico da obesidade mórbida. A indicação cirúrgica baseia-se na análise conjunta de múltiplos aspectos clínicos, incluindo a falha do tratamento conservador e a avaliação psicológica. São parâmetros importantes o índice de massa corpórea acima de 40 kg/m2 ou acima de 35 kg/m2 na presença de doença agravada ou causada pela obesidade. As modalidades cirúrgicas, de acordo com seu objetivo fundamental, são: restritivas, disabsortivas e mistas. Como para outras co-morbidades, é importante o preparo pré-e pós operatório adequado dos obesos com apnéia obstrutiva do sono (AOS) grave. Além de cuidados especiais relativos à ventilação é recomendado que o paciente perca de 10 a 15% de seu peso antes da intervenção cirúrgica. Redução de 10% do peso original corresponde geralmente à diminuição de cerca de 25% no índice de apnéia e hipopnéia. Os efeitos sobre a AOS são tanto melhores quanto maiores forem a redução do peso e a manutenção dessa perda. Resultados de meta-análise demonstram que a perda efetiva de peso após cirurgia bariátrica resolve as co-morbidades na maioria dos pacientes ...

Sucesso na manutenção do peso perdido em Portugal e nos Estados Unidos: comparação de 2 Registos Nacionais de Controlo do Peso

Vieira,Paulo Nuno; Silva,Marlene N.; Coutinho,Sílvia R.; Santos,Teresa C.; Santos,Inês; Sardinha,Luís B.; Teixeira,Pedro J.
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2012 PT
Relevância na Pesquisa
116.07%
O Registo Nacional de Controlo do Peso (RNCP) estuda as características dos adultos portugueses com sucesso na manutenção do peso perdido. O presente trabalho compara os comportamentos e estratégias usadas no RNCP com os reportados por participantes do National Weight Control Registry (NWCR), nos EUA. Os 198 indivíduos da amostra (idade: 39,7±11,1 anos; IMC: 26,0±3,9kg/m²), 59% mulheres, completaram um questionário inicial, que incluiu variáveis demográficas, estratégias de perda e de manutenção do peso, atividade física e alimentação. Os indivíduos apresentaram uma perda do peso média de 17,4kg e tempo médio de manutenção de 29 meses. Os participantes no RNCP são, em média, mais novos e mais pesados do que os participantes no NWCR. Em ambos os registos, a alteração conjunta dos hábitos de atividade física e de alimentação foi a estratégia de perda do peso mais usada (82 vs. 89%, no NWCR). No RNCP, 43% das pessoas passou a subir escadas, 91% passou a tomar o pequeno-almoço, 79% a selecionar os alimentos de forma diferente, 74% a reduzir porções e 86% a reduzir a gordura nos alimentos. O dispêndio energético médio com atividade física no RNCP é de 3 422 kcal/semana, correspondendo a cerca de 250min de atividade física moderada ou vigorosa (2 621kcal/semana no NWCR)...

Sucesso na manutenção do peso perdido em Portugal

Vieira,Paulo Nuno; Teixeira,Pedro; Sardinha,Luís Bettencourt; Santos,Teresa; Coutinho,Sílvia; Mata,Jutta; Silva,Marlene Nunes
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
96.02%
O objetivo deste trabalho é descrever a metodologia do Registo Nacional de Controlo do Peso e descrever os participantes quanto à sua história individual e familiar relacionada com o peso, tentativas anteriores de redução deste e caraterização psicossocial. A amostra inclui 198 adultos (idade: 39,7 ± 11,1anos; IMC: 26,0 ± 3,9kg/m2), 59% mulheres, que completaram um questionário abordando questões demográficas, motivações e atitudes, e estratégias de perda e de manutenção do peso. Os participantes reportaram uma perda do peso média de 17,4kg e uma duração média de manutenção do peso perdido de 29 meses. Relativamente ao número de tentativas de redução do peso reportadas, 73% indicou ter iniciado uma dieta no máximo por três vezes e 34% reportou ter tentado perder peso apenas uma vez no passado. Este estudo irá permitir conhecer com mais detalhe e representatividade as caraterísticas e as estratégias adoptadas por estas pessoas bem sucedidas na manutenção do peso perdido no longo prazo e contribuir para identificar variáveis preditoras da gestão bem sucedida do peso a longo prazo.