Página 1 dos resultados de 462 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

A estrutura do espaço visual e a percepção de colinearidade no campo aberto: análise de procedimentos, teste de modelos e aspectos cognitivos; The structure of visual space and the perception of collinearity in open field: analysis of procedures, model testing and cognitive aspects

Santillán, Javier Enrique
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.39%
O propósito do presente trabalho foi investigar, a partir de uma configuração espacial de estímulos colineares no campo aberto, a acurácia e estabilidade dos ajustes e estimativas de distância. Para isso foram analisados os aspectos referidos ao emprego de uma tarefa de ajuste de colinearidade e os dados confrontados com o fenômeno perceptual de anisotropia do espaço percebido. Adicionalmente, os resultados foram ajustados a partir de diferentes modelos, avaliando suas implicações para a geometria do espaço visual. Ainda, foram considerados os aspectos cognitivos vinculados a este tipo de tarefa quando empregadas no campo aberto, especialmente, em relação à visualização mental e a correção cognitiva. Participaram do estudo, como voluntários nos diferentes experimentos, 96 observadores, com idade média de 26 anos para mulaquis e 28 anos para os homens. Na coleta de dados experimentais foram utilizados recursos técnicos implícitos - apontamento exocêntrico e, também, recursos diretos -estimativa verbal de distância em campo aberto. Os resultados revelaram que os observadores apresentaram um bom desempenho na tarefa de colinearidade, com erros variando sistematicamente em função da distância egocêntrica do alvo. Os alinhamentos de colinearidade foram similares aos encontrados na literatura e não apresentaram variações quando agregado mais um alvo marcando o centro da configuração espacial de estímulos. Os julgamentos de distância egocêntrica e exocêntrica foram ajustados usando diferentes modelos teóricos (linear...

Arquiteturas fílmicas

Santos, Fábio Allon dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.4%
Assim como a arquitetura, o cinema é uma das artes onde o sentido espacial é mais forte. Ao incorporar o tempo como uma de suas dimensões, o espaço fílmico permite que falemos de uma ficção arquitetônica, de uma narratividade que nos faz construir uma via subjetiva de análise que extrapola o mero papel técnico, englobando os papéis crítico e experimental. Acentuando a impressão de realidade pela apresentação de formas em movimento, a arquitetura fílmica desempenha papel orquestral e atua como agente ativo de referência e legitimação espaçotemporal, tornando a experiência cinematográfica única. Mesmo não havendo como não sacrificar a continuidade dentro deste esquema e admitindo que o espaço fílmico seja diferente do real, pois sofre extrema influência de seus condicionantes técnicos , que agem como recortes da realidade e determinam, desta maneira, as relações entre tempo e espaço, o que interessa é que a representação deste espaço possa contribuir para a revelação de outras formas de se enxergar o fenômeno arquitetônico. É justamente a filmabilidade da arquitetura que, numa sociedade onde a comunicação é eminentemente visual, vai de encontro ao seu papel de discurso, de paradigma visual para a própria realidade. Ao pensar o espaço real representando e recriando suas formas...

Percepção e ação: direções teóricas e experimentais atuais

Castro, Eliane Mauerberg de
Fonte: Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 63-73
POR
Relevância na Pesquisa
56.41%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); O objetivo deste capítulo é demonstrar como conceitos ecológicos e de sistemas dinâmicos servem aos assuntos da psicofísica da ação e percepção em experimentos envolvendo o comportamento motor sob restrições do ambiente, do organismo e da tarefa. Estes experimentos permitem-nos demonstrar características quantitativas e qualitativas do fenômeno ação e percepção. Para tanto, eu incluí resultados de alguns de nossos estudos conduzidos no Laboratório de Ação e Percepção da UNESP de Rio Claro. Estes estudos abordam a percepção espacial em idosos, em deficientes mentais e em deficientes visuais, e a relação entre percepção de esforço e habilidades da vida diária e performance de atletas. Por último eu discuto a cooperação entre os sistemas perceptual háptico e de controle postural para o estabelecimento de um novo paradigma experimental, o paradigma da âncora. Nossos resultados são diagnósticos, descritivos ou comparativos e exploram a relação mútua entre ambiente, organismo e metas de tarefas psicofísicas.; The purpose of this study is to demonstrate how ecological and dynamical systems concepts are used to explain psychophysical issues of action and perception during experiments in motor behavior under task and environment constraints. These experiments allow us to demonstrate quantitative and qualitative characteristics of the action-perception phenomenon. Therefore...

Percepção da distância egocêntrica em idosos ativos e sedentários

Cavicchia, Marina de Carvalho
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xi, 101 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.45%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências da Motricidade - IBRC; A percepção do espaço depende da integração das informações sensório-motoras sendo que, durante o processo de envelhecimento, essas informações podem ser alteradas, tanto em acurácia como em otimização e, então, afetar o comportamento motor. A proposta deste estudo foi verificar o status da percepção da distância egocêntrica em indivíduos idosos, usando o método experimental de triangulação. Ainda, verificar se indivíduos idosos fisicamente ativos podem ou não ter uma melhor performance do que seus pares sedentários em duas tarefas de percepção de distância. A tarefa de percepção da distância egocêntrica incluiu: 1. Apontar para os alvos continuamente enquanto caminha em uma linha reta com os olhos vendados (i.e. quatro caminhos andando com distâncias variadas foram testados) com os olhos vendados, até o final da trajetória. 2. Julgamento verbal da distância real para os alvos. Em geral, os resultados mostraram uma tendência em superestimar as distâncias curtas (i.e., 8 e 13 metros) e uma tendência em subestimar as distâncias mais longas (i.e., 20 e 30 metros). Ambos os grupos...

Indução ao esforço e seus efeitos em parâmetros da percepção espacial de indivíduos atletas deficientes visuais e não deficientes

Figueiredo, Gabriella Andreeta
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 80 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.68%
Pós-graduação em Ciências da Motricidade - IBRC; Atividades relacionadas com a percepção espacial dependem intimamente do funcionamento do sistema de percepção-ação. Esse sistema pode ser vulnerável a vários fatores intrínsecos como: experiência prévia, motivação, condição orgânica, fatores fisiológicos, entre outros. Alterações nas condições do organismo, como a presença da deficiência visual, ilustram adaptações que se manifestam em mudanças no desempenho de indivíduos cegos, e demandam diferenciadas estratégias do sistema háptico durante a navegação e a percepção espacial. O objetivo do estudo foi verificar se a prévia indução ao esforço por meio do exercício físico afetaria a percepção espacial de indivíduos atletas com e sem deficiência visual (DV e CT). A percepção espacial foi subdividida em tarefas de orientação espacial e percepção de distância (produzida e estimada). O segundo objetivo do estudo foi verificar se a condição da deficiência visual, comparada à pessoas sem deficiência, acarretaria uma adaptabilidade que repercutisse no desempenho em tarefas de percepção espacial . Ainda, avaliar o grau de relacionamento entre parâmetros da percepção espacial e variáveis fisiológicas...

Habilidades espaciais subjacentes as atividades de discriminação e composição de figuras planas utilizando o Tangram e o Tegram

Ludmila Tamega Ferreira de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/08/1998 PT
Relevância na Pesquisa
46.34%
O presente trabalho pretende contribuir para uma melhor compreensão dos processos pelos quais habilidades espaciais são requisitadas e/ou desenvolvidas na execução de certas atividades. Para isso, procurou-se identificar e analisar a percepção espacial envolvida nos procedimentos utilizados para solução de problemas de discriminação e composição de figuras geométricas. Os sujeitos da pesquisa foram nove estudantes de 63 série do ensino fundamental, distribuídos em três grupos, conforme os instrumentos que lhes seriam oferecidos para a resolução desses problemas: apenas as peças do Tangram em papel cartão; apenas o sistema computacional Tegram; ou ambos os instrumentos. O conceito de habilidade aqui assumido toma como referencial o trabalho de V. A. Kwtetskii (1976) e os trabalhos de DeI Grande (1988, 1990), sendo este último utilizado para estabelecer as categorias de análise referentes à percepção espacial; The aim of this work is to contribute to a better understanding of the processes through which spatial abilities are required and/or developed while students are carrying out certain tasks. We tired to identify and analyze the spatial perception involved in the procedures used to solve problems of discrimination and composition of geometric figures. The subjects of the research were nine students of the 6th grade distributed in three groups...

Sistema norteador para projetos interativos (SINPI)

Kasper, Andrea de Aguiar
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 380 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.51%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Florianópolis, 2013; Esta pesquisa aborda a Interação Espacial, investigada sob a ótica das Interfaces das áreas de Percepção Espacial, Arquitetura Escolar Inclusiva e Usabilidade, visando a construção de um Sistema Norteador para Projetos Interativos Escolares (SINPI). A abrangência da investigação está fundamentada nas áreas citadas e nas especificidades do contexto escolar e de seus usuários, estando focada no espaço físico escolar tratado como um sistema de artefatos, atuando como facilitador das interações entre espaço físico e estudantes com restrições visuais do ensino fundamental. O fenômeno, Interação Espacial de Alunos com Restrições Visuais, é investigado com o foco no espaço físico, abrangendo a interdependência e influências dos elementos que compõem as três áreas investigadas: suas dimensões, Interfaces e impactos de projetos. Estes foram levantados e reestruturados adotando uma abordagem sistêmica, por meio de técnicas de pesquisa, tais como, a análise de conteúdo e do conceito, aplicadas seguindo as orientações propostas pelo Design de Interação. Considerando as dimensões comuns da tríade...

Percepção e ação: direções teóricas e experimentais atuais

Castro,Eliane Mauerberg de
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2004 PT
Relevância na Pesquisa
56.41%
O objetivo deste capítulo é demonstrar como conceitos ecológicos e de sistemas dinâmicos servem aos assuntos da psicofísica da ação e percepção em experimentos envolvendo o comportamento motor sob restrições do ambiente, do organismo e da tarefa. Estes experimentos permitem-nos demonstrar características quantitativas e qualitativas do fenômeno ação e percepção. Para tanto, eu incluí resultados de alguns de nossos estudos conduzidos no Laboratório de Ação e Percepção da UNESP de Rio Claro. Estes estudos abordam a percepção espacial em idosos, em deficientes mentais e em deficientes visuais, e a relação entre percepção de esforço e habilidades da vida diária e performance de atletas. Por último eu discuto a cooperação entre os sistemas perceptual háptico e de controle postural para o estabelecimento de um novo paradigma experimental, o paradigma da âncora. Nossos resultados são diagnósticos, descritivos ou comparativos e exploram a relação mútua entre ambiente, organismo e metas de tarefas psicofísicas.

A afecção vestibular infantil: estudo da orientação espacial

Novalo,Elaine Shizue; Goffi-Gomez,Maria Valéria Schmidt; Medeiros,Ítalo Roberto Torres de; Pedalini,Maria Elisabete Bovino; Santos,Rosa Maria Rodrigues dos
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
56.4%
OBJETIVO: verificar como é a percepção do espaço na criança com vertigem periférica. MÉTODOS: estudo prospectivo de 18 crianças, com faixa etária de três a 15 anos, sob acompanhamento no Ambulatório de Otorrinolaringologia / Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. A percepção espacial foi avaliada por meio de atividade livre (desenho livre) e dirigida (blocos lógicos e teste de Frostig). Das 18 crianças avaliadas, nove constituíram o grupo estudo (diagnóstico de vestibulopatia e queixa de tontura) e nove constituíram o grupo controle (sem história de vestibulopatia e sem queixa de tontura). Foram excluídas crianças que apresentassem comprometimento de Sistema Nervoso Central que interferisse na interpretação da avaliação. Os resultados obtidos foram comparados entre o grupo estudo e controle qualitativamente. RESULTADOS: em relação ao desenho livre, 77,78% das crianças do grupo controle e 55,55% do grupo estudo utilizaram o papel inteiro. Quanto à proporção dos objetos, 100% das crianças do grupo controle e apenas 48,86% das crianças do grupo estudo desenharam com proporção adequada. Nos blocos lógicos, houve maior dificuldade do grupo estudo. No teste de Frostig...

Relação entre cognição (função executiva e percepção espacial) e equilíbrio de idosos de baixa escolaridade

Custódio,Elaine Bazilio; Malaquias Júnior,Joel; Voos,Mariana Callil
Fonte: Universidade de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.51%
O objetivo deste estudo foi investigar se défices na percepção visuoespacial e nas funções executivas apresentariam relação com o equilíbrio em idosos de baixa escolaridade. Participaram deste estudo 38 idosos (com média de idade 69,1±6,8 anos), com um a seis anos de escolaridade formal. Os testes aplicados foram: o teste de seqüência alfa-numérica - partes A, que avalia escaneamento visual e seqüenciamento (TSA-A), B, que avalia flexibilidade mental e memória operacional (TSA-B), considerando-se ainda o delta, que avalia função executiva (TSA-D); teste de cancelamento de estrelas (TCE), que avalia percepção espacial; a escala de equilíbrio de Berg (EEB) e a escala de eficácia de quedas (falls efficacy scale - international, FES-I), que avaliam equilíbrio e risco de quedas. As correlações foram verificadas pelo teste de Spearman, com p<0,05. Foram encontradas fortes correlações significativas entre as escalas de equilíbrio (EEB e FES-I) e o TSA-B (r=-0,61 e r=0,60, respectivamente); e correlações moderadas entre a EEB e o TSA-A (r=-0,51) e entre a FES-I e o TSA-D (r=0,55). Também houve correlações significativas entre as escalas de equilíbrio (EEB e FES-I) e o TCE (r=0,45 e r=-0,45, respectivamente). A função executiva e a percepção espacial apresentaram relação com o equilíbrio e com o medo de cair em idosos de baixa escolaridade. Quanto melhores forem a função executiva e a percepção espacial...

Percepção espacial da violência e do medo pelos moradores dos bairros Morumbi e Luizote de Freitas em Uberlândia/MG

Santos,Márcia Andréia Ferreira; Ramires,Julio Cesar de Lima
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.39%
Objetivou-se a analisar a percepção espacial que os moradores dos bairros Luizote de Freitas e Morumbi têm da violência e do medo; e a partir de entrevistas constatou-se que os homicídios, o tráfico de drogas e os roubos são os crimes que causam mais temor à população. Além disso, muitos moradores afirmaram que temem trafegar por ruas cuja iluminação é ineficiente, ou que apresentem um baixo número de pessoas circulando. Muitos moradores declararam que sentem a falta de atuação da segurança pública no local, fator este que os levam a desenvolver uma ansiedade maior no que se refere à criminalidade violenta no bairro. Constatou-se que, em ambos os bairros há uma preocupação com relação aos espaços vazios, já que eles apresentam características que facilitam a atuação de infratores. Percebeu-se, ainda, que para eles, a ausência da segurança pública, ou seja, a ausência de policiamento ostensivo no bairro auxilia na presença dos transgressores no local. Vale ressaltar que a percepção espacial é um fenômeno individual, que difere em intensidade e modo de expressão, mas quando uma comunidade mantém laços de solidariedade com o lugar por ela ocupado, o sentimento para com o mesmo torna-se um fator coletivo...

Geografia do espaço percebido: uma educação subjetiva

Santos Júnior, Donarte Nunes dos
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.35%
A escola deve acompanhar as evoluções tecnológicas para que possa efetivar a educação na atualidade. Da mesma forma, a educação em geografia deve acompanhar os novos estudos para dar conta de explicar o espaço no mundo atual. Desse modo, muito mais do que falar sobre geografia, deve-se debater sobre o espaço, categoria máxima de tal ciência. Nesse sentido, o presente trabalho tem por objetivo investigar a percepção espacial de alunos do ensino médio. Como os educandos, jovens adolescentes, de uma escola particular de ensino concebem o espaço, o lugar onde vivem, foi a pergunta que norteou a presente produção textual. A pesquisa realizada nesta dissertação foi efetivada através de uma oficina didático-pedagógica que averiguou as descrições feitas pelos estudantes acerca do trajeto compreendido entre suas casas e a escola. Ao longo do texto procurou-se, sob uma reflexão epistemológica, discorrer sobre questões diretamente envolvidas com a pesquisa. Desse modo a tecnologia, o espaço, e a educação espacial são analisados através de pressupostos teóricos e críticos. O trabalho destaca, ainda, o sensoriamento remoto como uma ferramenta capaz de se tornar um poderoso recurso didático, vindo, desta forma...

Percepção espacial de deficiente visual por meio da modelagem matemática

Costa, João Francisco Staffa da
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.51%
Na dissertação de mestrado intitulada Percepção Espacial do deficiente visual por meio da Modelagem Matemática objetivou-se analisar a percepção espacial de uma pessoa cega, utilizando-se os procedimentos da Modelagem Matemática na Educação, estabelecidos por Biembengut. A dissertação está estruturada em quatro capítulos, a saber: Mapa de Identificação, Mapa Teórico, Mapa de Campo e Mapa de Análise. Fez-se o uso de documentos oficiais sobre educação e inclusão, para contextualizar a pesquisa. Utilizaram-se como aporte teórico da pesquisa, concepções filosóficas e da psicologia cognitiva acerca da percepção. Para a coleta de dados foram utilizados cinco modelos físicos de escala oriundos do Laboratório de Cartografia Tátil e Escolar (LabTATE) da Universidade Federal de Santa Catarina. As impressões do colaborador acerca das informações contidas no material foram gravadas em áudio e transcritas, bem como as impressões do autor da pesquisa para que pudessem ser estabelecidas comparações de ambas as percepções (cego e pessoa com visão normal) e para análise a partir dos aportes teóricos.Os resultados apontam que a percepção espacial do cego perpassa as etapas da Modelagem Matemática e o cego é capaz de perceber o ambiente e os entes relacionados à cartografia de forma semelhante à de uma pessoa dotada do sentido da visão com certas adaptações. Foi possível estabelecer um comparativo entre as fases da modelagem matemática...

A influência do ambiente enriquecido na memória espacial de camundongos Swiss em três diferentes faixas etárias

Druzian, Alessandra Fernandes
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.26%
O Ambiente Enriquecido, por promover neurogênese hipocampal, parece ter efeito neuroprotetor sobre os comprometimentos de memória relacionados ao envelhecimento, resultando em melhora da memória espacial de camundongos, porém, ainda há dúvidas quanto à melhor idade para se iniciar o enriquecimento ambiental. O objetivo deste estudo foi avaliar a influência do Ambiente Enriquecido na aquisição da memória espacial de camundongos submetidos a este ambiente em três diferentes faixas etárias. Camundongos fêmeas Swiss recém-desmamados (21 dias), jovens (três meses) e adultos jovens (sete meses) foram alojados em ambiente padrão controle ou em ambiente enriquecido durante 50 dias, e sua memória espacial foi testada por meio do Labirinto Aquático de Morris. Após 40 dias de alojamento foram iniciados os treinos de memória espacial no Labirinto Aquático de Morris, onde a variável mensurada foi a latência para encontrar a plataforma escondida, e o teste final foi realizado no 50º dia de alojamento. Não houve efeito do grupo experimental (grupo controle e grupo enriquecido) na aquisição de memória espacial (teste ANOVA de duas vias, p=0,471). Não houve efeito do momento de análise, ou seja...

Estimulando a visão espacial em desenho técnico

Peixoto, Virgilio Vieira
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 81 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
56.35%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Este trabalho tem como objetivo fazer uma apresentação dos principais métodos utilizados em desenho técnico, para aumentar a capacidade de visão espacial. Cada método será apresentado isoladamente e, com exemplos elucidativos, o que faz com que se entenda a finalidade e a metodologia de cada método apresentado. Após cada apresentação é feita uma análise das vantagens e desvantagens (caso existam) de cada um deles. Como se sabe, embora o cérebro humano seja uma máquina perfeita, algumas pessoas têm partes desta máquina com maior ou menor grau de desenvolvimento para algumas aptidões. Desta forma, este trabalho se propõe a auxiliar a todos aqueles que tem dificuldade de reconhecer os detalhes de um objeto representado em desenho técnico, quer através das vistas ortogonais ou através das perspectivas. Desde quando comecei a lecionar a disciplina de desenho técnico em 1973, na Escola Técnica Federal de Santa Catarina, em Florianópolis, já pude detectar que o principal problema de aprendizado dos alunos do Curso Técnico Mecânico, nesta disciplina, era a visão espacial. À medida que aplicava métodos que auxiliavam a percepção espacial...

Orientação espacial e características urbanas

Locatelli, Luciana
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
Essa pesquisa investiga a influência das variáveis físico-espaciais associadas à orientação nos espaços urbanos, a partir da percepção de grupos que diferem quanto ao gênero e grau de familiaridade com o espaço. O objetivo central é fornecer subsídios teóricos que possam auxiliar nas diretrizes de desenho urbano, de modo a garantir a maior facilidade na orientação espacial nos espaços urbanos, além de contribuir para um ambiente urbano de maior qualidade. Adotase a cidade de Santa Maria (RS) como objeto de estudo por constituir, principalmente, uma área onde a concentração de indivíduos com diferentes níveis de familiaridade com o espaço é significativa. Da mesma forma, por possuir espaços heterogêneos em termos das variáveis associadas aos aspectos físico-espaciais que tornam pertinente a comparação entre eles. Os métodos de coleta e análise de dados fazem parte dos utilizados na área de pesquisa Ambiente e Comportamento. Os dados foram obtidos a partir de duas etapas: (1) levantamento de arquivo, entrevistas e mapas mentais, e (2) levantamento físico, questionário e mapas mentais, sendo esta etapa precedida de uma tarefa envolvendo orientação espacial isto é, a realização de um percurso no Centro da cidade. Os resultados dessa investigação demonstram que existem relações evidentes entre os níveis de facilidade de orientação e as variáveis físico-espaciais associadas às características urbanas dos espaços. Primeiramente...

Percepção e ação: direções teóricas e experimentais atuais; Perception and action: recent theoretical and experimental directions

Castro, Eliane Mauerberg de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2004 POR
Relevância na Pesquisa
56.41%
O objetivo deste capítulo é demonstrar como conceitos ecológicos e de sistemas dinâmicos servem aos assuntos da psicofísica da ação e percepção em experimentos envolvendo o comportamento motor sob restrições do ambiente, do organismo e da tarefa. Estes experimentos permitem-nos demonstrar características quantitativas e qualitativas do fenômeno ação e percepção. Para tanto, eu incluí resultados de alguns de nossos estudos conduzidos no Laboratório de Ação e Percepção da UNESP de Rio Claro. Estes estudos abordam a percepção espacial em idosos, em deficientes mentais e em deficientes visuais, e a relação entre percepção de esforço e habilidades da vida diária e performance de atletas. Por último eu discuto a cooperação entre os sistemas perceptual háptico e de controle postural para o estabelecimento de um novo paradigma experimental, o paradigma da âncora. Nossos resultados são diagnósticos, descritivos ou comparativos e exploram a relação mútua entre ambiente, organismo e metas de tarefas psicofísicas.; The purpose of this study is to demonstrate how ecological and dynamical systems concepts are used to explain psychophysical issues of action and perception during experiments in motor behavior under task and environment constraints. These experiments allow us to demonstrate quantitative and qualitative characteristics of the action-perception phenomenon. Therefore...

Atualização espacial de alvos a frente e atrás do observador; Spatial updating of targets in front and behind

Horn, David; Loomis, Jack
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2004 ENG
Relevância na Pesquisa
46.26%
Esta pesquisa comparou a acurácia da atualização espacial de alvos situados à frente com a de alvos situados atrás do observador. O participante observava um alvo no solo distante vários metros dele e então, sem a visão, andou de lado ao longo de uma corda-guia enquanto tentava atualizar mentalmente a localização do alvo. Em algumas tentativas, a localização do alvo esteve à frente do observador e, em outras tentativas, a localização do alvo foi atrás. Os participantes respondiam encarando a localização atualizada do alvo com os olhos fechados. Os resultados indicaram que as pessoas são capazes de atualizar a localização de alvos localizados atrás delas aproximadamente tão bem quanto localizações de alvos à frente delas.; This research compared the accuracy of spatial updating of targets in front with that of targets behind. The participant viewed a target on the ground several meters away and then, without vision, sidestepped along a guide rope while trying to mentally update the location of the target. On some trials, the target location was in front as the person sidestepped and, on other trials, the target location was behind. Participants responded by facing the updated target location with eyes closed. The results indicate that people are able to update target locations behind them very nearly as well as target locations in front.

Relação entre cognição (função executiva e percepção espacial) e equilíbrio de idosos de baixa escolaridade; Relationship between cognition (executive function and spatial perception) and balance in low educational status elderly

Custódio, Elaine Bazilio; Malaquias Júnior, Joel; Voos, Mariana Callil
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.31%
O objetivo deste estudo foi investigar se défices na percepção visuoespacial e nas funções executivas apresentariam relação com o equilíbrio em idosos de baixa escolaridade. Participaram deste estudo 38 idosos (com média de idade 69,1±6,8 anos), com um a seis anos de escolaridade formal. Os testes aplicados foram: o teste de seqüência alfa-numérica - partes A, que avalia escaneamento visual e seqüenciamento (TSA-A), B, que avalia flexibilidade mental e memória operacional (TSA-B), considerando-se ainda o delta, que avalia função executiva (TSA-D); teste de cancelamento de estrelas (TCE), que avalia percepção espacial; a escala de equilíbrio de Berg (EEB) e a escala de eficácia de quedas (falls efficacy scale - international, FES-I), que avaliam equilíbrio e risco de quedas. As correlações foram verificadas pelo teste de Spearman, com p; The aim of this study was to investigate whether spatial perception and executive function deficits might have a relationship with functional balance in low-educational status elderly. Thirty-eight volunteers (mean aged 69.1±6.8 years), having one to six years of formal education, were assessed by the following tests: part A of the trail making test (TMT-A), for visual scanning ability...

PERCEPÇÃO ESPACIAL DE DEFICIENTES VISUAIS: MAQUETE TÁTIL COMO AUXÍLIO PARA LOCOMOÇÃO NO CAMPUS I DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Sarmento, Bruna Ramalho; Lima, Aluizia Márcia Fonseca de
Fonte: PRAC Publicador: PRAC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.32%
O objetivo deste trabalho foi contribuir para o entendimento da organização física do Campus I da UFPB por parte das pessoas com deficiência visual, uma vez que a maquete e uma importante ferramenta para análise espacial. Como metodologia utilizou-se duas técnicas: revisão bibliográfica e pesquisa de campo exploratória, esta realizada através de visitas a diversos pontos da UFPB para que pudesse ser manufaturada a Maquete Tátil do Campus I da UFPB. O modelo proporcionará as pessoas com deficiência visual a noção espacial da implantação das edificações no Campus, facilitando a sua locomoção, a identificação das edificações, a interação entre estas e o registro de trajetos e suas respectivas barreiras arquitetônicas. Palavras-chave: Pessoas com deficiência visual; Maquete tátil; Percepção espacial