Página 1 dos resultados de 582 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Parâmetros vocais e percepção vocal de professores universitários; Vocal parameters and vocal perception of University Teachers

Alves, Liliana Amorim
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/2007 PT
Relevância na Pesquisa
56.57%
Distúrbio da voz relacionado ao trabalho é caracterizado como qualquer alteração vocal diretamente relacionada ao uso da voz durante a atividade profissional que diminua, comprometa ou impeça a atuação e/ou a comunicação do trabalhador. O objetivo do presente estudo foi relacionar os parâmetros vocais de professores universitários com a sua percepção vocal e dos agentes relacionados ou não ao ambiente de trabalho que possam a ser prejudiciais a sua voz. Trata-se de uma pesquisa quantitativa, com análise comparativa dos dados de delineamento transversal, descritivo. Constituíram-se da amostra 86 professores, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Para a coleta de dados foi utilizado um questionário, validado, contendo dados relacionados aos sinais e sintomas vocais, subdivididos em: caracterização da população, critérios de seleção, percepção, hábitos, estratégias e cuidado e local de trabalho. Foi aplicado um protocolo de avaliação dos parâmetros vocais compostos de duas partes: um check-list contendo nove itens (identificação do juiz e do número do sujeito da pesquisa, os tipos de voz, o grau de alteração vocal, o ataque vocal, o loudness, o pitch, a ressonância...

Neuropatia auditiva/dessincronia auditiva em crianças usuárias de implante coclear; Auditory neuropathy/auditory dys-synchrony in children with cochlear implants

Martinho, Ana Claudia de Freitas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
56.78%
Introdução: A estimulação elétrica gerada pelo Implante Coclear (IC) pode ser capaz de melhorar a sincronia neural e contribuir para o desenvolvimento das habilidades auditivas de sujeitos portadores de Neuropatia Auditiva/Dessincronia Auditiva (NA/DA). Objetivo: Esta pesquisa teve como objetivo avaliar o desempenho auditivo e as características do Potencial de Ação Composto Eletricamente Evocado no Nervo Auditivo Evocado Eletricamente (ECAP) em um grupo de 18 crianças portadoras de NA/DA e usuárias de IC, comparando os resultados obtidos com um grupo controle de crianças usuárias de IC portadoras de deficiência auditiva neurossensorial (DANS). Método: A avaliação da percepção auditiva foi composta pela determinação dos limiares tonais em campo livre e a realização de testes de percepção de fala. Para a avaliação das características do ECAP, foram realizadas as medidas de limiar e amplitude da resposta neural, bem como a curva de crescimento da amplitude e a função de recuperação do nervo auditivo na freqüência de estimulação de 80Hz. Para os sujeitos pertencentes ao grupo da NA/DA, os valores de limiar e amplitude da resposta neural foram também registrados na freqüência de estimulação de 35Hz. Resultados: Diferenças estatisticamente significantes não foram encontradas no desenvolvimento das habilidades auditivas entre o grupo de crianças portadoras de NA/DA e o grupo controle. As características do registro do ECAP não apresentaram diferenças estatisticamente significantes nos dois diferentes grupos e não foram observadas modificações estatisticamente significantes nas características do potencial com a utilização da freqüência de estimulação de 35Hz no grupo de sujeitos portadores de NA/DA. Conclusões: O IC caracterizou-se como um efetivo recurso para o desenvolvimento das habilidades auditivas em 94% dos sujeitos portadores de NA/DA avaliados ao longo do estudo. Os benefícios na percepção auditiva observados...

Influência do silêncio e da atenção na percepção auditiva: implicações na compreensão do zumbido; Influence of silence and auditory attention on auditory perceptions: implications to tinnitus comprehension

Knobel, Keila Alessandra Baraldi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.73%
OBJETIVOS: Estudar o efeito da atenção e do silêncio sustentado no aparecimento de percepções auditivas fantasma em adultos normo-ouvintes e a relação com características sócio-demográficas. MÉTODOS: Dentro de uma cabina acústica, 66 voluntários (18 a 65 anos, média etária 37,3 anos) realizaram três experimentos de cinco minutos cada, apresentados consecutivamente e em ordem aleatória. Dois desviavam a atenção do sistema auditivo (Hanói - H e Atenção Visual - AV) e outro a direcionava para ele (Atenção Auditiva - AA). Os sujeitos foram questionados sobre suas percepções auditivas e visuais. Em nenhum momento foram apresentados quaisquer sons ou mudanças na iluminação. RESULTADOS: 19,7% dos sujeitos experimentaram alguma percepção auditiva durante o experimento H, 68,2% durante o experimento AV e 68,2% durante o experimento AA, enquanto percepções visuais foram relatadas por 6,1%, 15,2% e 4,5% dos sujeitos para os mesmos três experimentos. A diferença na freqüência de percepções auditivas e visuais foi estatisticamente significativa, assim com a diferença na freqüência de percepções auditivas nos três experimentos. Não houve diferença estatisticamente significativa para o aparecimento de percepções auditivas ou visuais em relação às variáveis estudadas (idade...

Função coclear e resolução temporal em indivíduos com zumbido; Cochlear function and temporal resolution in tinnitus

Sanches, Seisse Gabriela Gandolfi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.65%
Introdução: O zumbido pode estar, em muitos casos, relacionado a alguma causa coclear, agindo como o início de processos dentro do sistema nervoso, resultando na sua percepção. Estudos recentes apontam que alterações cocleares podem prejudicar o mecanismo de compressão coclear, o que, por sua vez, pode comprometer a habilidade de resolução temporal envolvida no processamento auditivo. Quando a função coclear está preservada, o desempenho nas tarefas de processamento auditivo será mais eficiente. Para avaliar o grau do comprometimento coclear, informações sobre o limiar de emissões otoacústicas e o efeito de compressão coclear, ambos estimados pelas curvas de crescimento de emissões otoacústicas, aliados às medidas dos limiares auditivos para altas freqüências entre 9 e 20 kHz, contribuem na avaliação da função coclear em indivíduos que apresentem limiares auditivos dentro da normalidade na audiometria convencional. O estudo desta condição periférica e a sua influência sobre a habilidade auditiva de resolução temporal podem contribuir para a compreensão da percepção auditiva em indivíduos com zumbido e audição normal. Objetivo: verificar as medidas das Emissões otoacústicas por produto de distorção (EOAPD)...

Desempenho perceptual-auditivo e ortográfico de consoantes fricativas na aquisição da escrita

Schier, Ana Cândida; Berti, Larissa Cristina; Chacon, Lourenço
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 45-51
POR
Relevância na Pesquisa
46.69%
OBJETIVO: Verificar os desempenhos perceptual-auditivo e ortográfico de escolares no que se refere à identificação de contrastes entre as fricativas do Português Brasileiro, e investigar em que medida esses dois tipos de desempenhos se relacionam. MÉTODOS: Foram analisados dados de desempenho perceptual-auditivo e de desempenho ortográfico extraídos de 20 crianças das duas primeiras séries do ensino fundamental de uma escola pública do município de Mallet (PR). A coleta de dados de percepção auditiva foi feita com base no Instrumento de Avaliação da Percepção de Fala (PERCEFAL), com o uso do software Perceval. Já a coleta de dados de ortografia foi feita por meio de um ditado das mesmas palavras que compõem o instrumento PERCEFAL. RESULTADOS: Foram observadas: maior acurácia perceptual-auditiva do que ortográfica; tendência de menor tempo de resposta e de menor variabilidade nos acertos perceptuais-auditivos do que nos erros; não correspondência de erros de percepção-auditiva e ortografia, já que, na percepção, o maior percentual de erros envolveu o ponto de articulação das fricativas, enquanto que, na ortografia, o maior percentual envolveu o vozeamento. CONCLUSÃO: Embora se mostrem relacionados, os desempenhos perceptual-auditivo e ortográfico não apresentam correspondência termo a termo. Portanto...

Percepção de fala e ortografia de fricativas na escrita de crianças do ensino fundamental

Lopes, Ana Cândida Schier Martins
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 53 f.
POR
Relevância na Pesquisa
56.71%
Pós-graduação em Fonoaudiologia - FFC; Objetivo: Verificar os desempenhos perceptual-auditivo e ortográfico de escolares no que se refere à identificação de contrastes entre as fricativas do Português Brasileiro; e investigar em que medida esses dois tipos de desempenhos se relacionam. Metodologia: Foram analisados dados de desempenho perceptual-auditivo e de desempenho ortográfico extraídos de 20 escolares das duas primeiras séries do ensino fundamental de uma escola pública do município de Mallet (PR). A coleta de dados de percepção auditiva foi feita com base no Instrumento de Avaliação da Percepção de Fala (PERCEFAL), com o uso do software Perceval. Já a coleta de dados de ortografia foi feita por meio de um ditado das mesmas palavras que compõem o instrumento PERCEFAL. Resultados: Foram observadas: (a) maior acurácia perceptual-auditiva do que ortográfica (p = 0,00); (b) tendência de menor tempo de resposta e de menor variabilidade nos acertos perceptuais-auditivos do que nos erros; (c) não-correspondência de erros de percepção-auditiva e ortografia, já que, na percepção, o maior percentual de erros envolveu o ponto de articulação das fricativas, enquanto que, na ortografia, o maior percentual envolveu o vozeamento. Conclusão: Embora se mostrem relacionados...

Relações entre aquisição da percepção auditiva e aprendizagem da ortografia: consoantes soantes em questão

Chacon, Lourenço; Vaz, Suellen
Fonte: Universidade do Sul de Santa Catarina Publicador: Universidade do Sul de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 695-719
POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
We compared the relationships between acquisition of auditory perception and the acquisition of sonorant consonants spelling in children of the first two grades of elementary school. The comparison was based on a procedure of identifying and writing the same set of words that presented phonological contrasts between them. As to the results, it was found: (1) gradation in the acquisition of subclasses within a larger class; (2) matches and mismatches between the two types of task; (3) increased adjustments in spelling and more mismatches in auditory perception with increasing enrollment. This set of results indicates, therefore, the complexity of the relationships between the acquisition of auditory perception and the acquisition of spelling, since, once contacted, their journey together at the same time promotes links and outcomes between them.; Foram comparadas relações entre a aquisição da percepção-auditiva e a aprendizagem da ortografia de consoantes soantes em crianças das duas primeiras séries do ensino fundamental. A comparação foi baseada num procedimento de identificação e de escrita de um mesmo conjunto de palavras que apresentavam contrastes fonológicos entre si. Quanto aos resultados, verificou-se: (1) gradiência na aquisição de subclasses no interior de uma grande classe; (2) correspondências e não correspondências entre os dois tipos de tarefa; (3) mais ajustes na ortografia e mais desajustes na percepção-auditiva com o aumento da escolarização. Esse conjunto de resultados aponta...

Estudos eletroencefalografico da espectativa induzida por cliques e seus efeitos sobre a percepção auditiva

Jose Roberto Moreira de Azevedo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1987 PT
Relevância na Pesquisa
56.42%
Os resultados obtidos permitem-nos concluir que: 1) A apresentação de sequências regulares de cliques desencadeia uma atividade elétrica no EEG que persiste mesmo após ter sido suspensa a apresentação (período silente). 2) A atividade elétrica cerebral evocada a suspensão das sequências de cliques, é resultado de uma expectativa desenvolvida pela apresentação prévia dos estímulos e pode manter-se por longo período de tempo, mesmo quando os indivíduos estão ouvindo um texto pré-gravado. 3) Os indivíduos que sofreram a indução da expectativa (grupo experimental C), quando comparados com indivíduos que não a sofreram (grupos controles A e ou B), apresentaram uma menor performance quando foram avaliados através dos testes de percepção que consistiram nas tarefas de localização dos cliques no texto e decodificação do texto. 4) As ondas de expectativa geradas pela apresentação de sequências regulares de cliques mantêm-se no decorrer dos dois períodos seguintes da sessão experimental, com as mesmas marcas iniciais e foram caracterizadas por potenciais evocados precoces comprovados através de diferenças entre promediações das etapas de registro eletroencefalográfico. 5) O cálculo da entropia acumulada (medida de variabilidade) mostrou diferenças no desenvolvimento da expectativa em relação ao fato dos cliques serem apresentados regular ou irregularmente. A constatação pode ser feita...

Reabilitação auditiva através de estimulação sonora por condução óssea

Cardoso, Carolina Costa
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.79%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2014.; Introdução: O Bone Anchored Hearing Aid (BAHA) é um sistema de condução óssea que propaga o som diretamente à orelha interna, transpondo a impedância da pele e do tecido subcutâneo. A indicação acontece para pacientes com perda auditiva mista, condutiva e neurossensorial unilateral que não se beneficiaram com o uso do Aparelho de Amplificação Sonora Individual convencional (AASI). Apesar dos benefícios do BAHA serem bem documentados internacionalmente, no Brasil ainda há escassez de estudos sobre o tema. Objetivo: Avaliar o processo de reabilitação auditiva de usuários do implante BAHA quanto aos seguintes aspectos: ganho audiológico, testes de percepção de fala e zumbido. Metodologia: Indivíduos de ambos os gêneros, portadores de perda auditiva usuários do sistema BAHA. A coleta de dados foi realizada da seguinte forma: carta convite para participação da pesquisa, termo de consentimento, audiometria tonal limiar em campo livre, audiometria de ganho funcional, testes de percepção de fala, Inventário de Handicap do Zumbido (THI) em formato aberto e Escala Visual Análoga (EVA).Todos realizados antes e após utilização do BAHA. Resultados: Foi constatado que os sujeitos obtiveram benefícios com o uso do BAHA. Em relação à acuidade auditiva...

Percepção auditiva em síndrome de Alport

Viveiros,Carla Mherlyn; Pereira,Liliane Desgualdo; Kirsztajn,Gianna Mastroianni
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.57%
A síndrome de Alport é caracterizada por comprometimentos auditivos, renal, e visual. Objetivo deste estudo é caracterizar as EOAT e a atividade do SOEM (efeito de supressão) em indivíduos com Síndrome de Alport. MATERIAL E MÉTODO: Foram avaliados dez indivíduos com diagnóstico de síndrome de Alport. Foi realizado estudo prospectivo. Foi realizado registro das EOAT na ausência e na presença de estimulação acústica contralateral com a utilização do programa de computador ILO 92 - Otodynamics. RESULTADOS: As amplitudes de resposta das EOAT foram presentes para a resposta global (A) e por faixa de freqüência em 1000, 1500, 2000 e 3000 Hz, em 4 (40%) dos indivíduos e ausentes em 6 (60%) dos indivíduos com perda auditiva. Foram ausentes as respostas na freqüência de 4000 Hz, nas orelhas direita e esquerda. Esses achados são compatíveis com o nível de audição (em dBNA) avaliados. Os indivíduos com resposta global presente em EOAT apresentaram supressão dessa resposta na presença de ruído. CONCLUSÃO: Indivíduos com síndrome de Alport apresentam resultados de EOAT compatíveis com a perda auditiva. Ocorreu o efeito de supressão, sugerindo que a perda auditiva é predominantemente originada por uma disfunção coclear.

A percepção auditiva nos pacientes em estado de coma: uma revisão bibliográfica

Puggina,Ana Cláudia Giesbrecht; Silva,Maria Júlia Paes da; Gatti,Maria Fernanda Zorzi; Graziano,Kazuko Uchikawa; Kimura,Miako
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.73%
Muito ainda precisa ser estudado pela neurociência, tanto em relação aos estados de consciência quanto aos processos cognitivos e a percepção auditiva nos estados de coma. Assim, esse estudo de revisão bibliográfica sobre a percepção auditiva dos pacientes em estado de coma parece ser relevante no sentido de trazer maiores esclarecimentos e identificação de evidências. Identificar, nas publicações, as lacunas, consistências e inconsistências desse tema. O estudo consiste em levantamento bibliográfico nas bases de dados LILACS e PUBMED. Os artigos foram analisados quanto ao método e os principais resultados do estudo. Foram selecionados 10 artigos sobre o tema, sendo nenhum deles nacional. A maior parte dos estudos selecionados foi publicada no período de 1971-1995 (80%), pelos Estados Unidos (70%), como pesquisa longitudinal (50%) ou relato de caso (30%); a amostra variou entre 1 e 5 (70%), a maioria usou a música (80%); o EEG (60%) e a observação comportamental (50%) foram as medidas de resposta ao estímulo mais utilizadas. Os procedimentos foram variados, porém a maioria dos estudos, apontam para a existência de uma percepção auditiva nos pacientes em estado de coma.

Avaliação de percepção de fala em crianças com deficiência auditiva usuárias de aparelho de amplificação sonora: a questão do instrumento e seus critérios

Magalhães,Luana Almeida; Cimonari,Paula Martin; Novaes,Beatriz Cavalcanti de Albuquerque Caiuby
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.7%
OBJETIVO: Comparar diferentes critérios de análise de erros em tarefas de reconhecimento de palavras em crianças com deficiência auditiva usuárias de aparelho de amplificação sonora individual, visando estabelecer seu potencial de utilização na clínica, particularmente nas relações entre percepção de fala e utilização de audição residual. MÉTODOS: Aplicação de listas para reconhecimento de palavras em sujeitos de 6 a 8 anos de idade, com deficiência auditiva e usuários de aparelho de amplificação sonora individual. As respostas foram analisadas por diferentes critérios a partir de dois instrumentos: WASP: acerto de palavras, de fonemas e padrão total de erro; Matriz de Confusão: substituições e omissões de fonemas. RESULTADOS: As relações entre os diferentes critérios de análise permitiram diferentes perspectivas na análise do desempenho das crianças no reconhecimento de palavras, levando a reflexões sobre a utilização do potencial auditivo das crianças e as implicações no processo terapêutico com ênfase na audição residual. CONCLUSÃO: Combinar diferentes critérios de análise dos erros permite ampliar o conhecimento das habilidades de percepção de fala dos sujeitos e, conseqüentemente...

Percepção de limitações de atividades comunicativas, resolução temporal e figura-fundo em perda auditiva unilateral

Vieira,Márcia Ribeiro; Nishihata,Regiane; Chiari,Brasília Maria; Pereira,Liliane Desgualdo
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.73%
OBJETIVO: Avaliar os comportamentos auditivos de figura-fundo e resolução temporal, e a auto-percepção das limitações de atividades comunicativas de crianças e adolescentes portadores de perda auditiva unilateral. MÉTODOS: Participaram do estudo 38 indivíduos, com idades entre 8 e 19 anos, divididos em: grupo estudo (portadores de perda auditiva unilateral) e grupo controle (ouvintes normais), cada um formado por 19 indivíduos, pareados conforme gênero, idade e escolaridade. Todos foram submetidos à anamnese, avaliação audiológica e aos procedimentos do estudo: questionário de auto-avaliação das limitações de atividades comunicativas, testes de processamento auditivo Gaps-in-Noise e Pediatric Speech Intelligibility Test. A análise estatística foi realizada por meio de testes não paramétricos. RESULTADOS: No grupo estudo, a perda auditiva unilateral na maioria dos participantes foi de grau profundo, com início na fase pré-escolar, com etiologias desconhecidas ou identificadas como meningite, traumas, caxumba e sarampo. A maioria dos indivíduos apresentou queixa de dificuldades de aprendizagem e mostrou limitações de atividades comunicativas de grau moderado predominantemente, e principalmente em situações ruidosas. No grupo estudo foram observadas as piores respostas tanto para os limiares de detecção de gap como no teste Pediatric Speech Intelligibility Test obtidas na orelha normal. Não houve correlação significativa entre os limiares de detecção de gap na orelha normal e o lado da orelha com perda auditiva. CONCLUSÃO: Indivíduos com perda auditiva unilateral apresentam limitações de atividades comunicativas...

Relações entre aquisição da percepção auditiva e aprendizagem da ortografia: consoantes soantes em questão

Chacon,Lourenço; Vaz,Suellen
Fonte: Universidade do Sul de Santa Catarina Publicador: Universidade do Sul de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.73%
Foram comparadas relações entre a aquisição da percepção-auditiva e a aprendizagem da ortografia de consoantes soantes em crianças das duas primeiras séries do ensino fundamental. A comparação foi baseada num procedimento de identificação e de escrita de um mesmo conjunto de palavras que apresentavam contrastes fonológicos entre si. Quanto aos resultados, verificou-se: (1) gradiência na aquisição de subclasses no interior de uma grande classe; (2) correspondências e não correspondências entre os dois tipos de tarefa; (3) mais ajustes na ortografia e mais desajustes na percepção-auditiva com o aumento da escolarização. Esse conjunto de resultados aponta, portanto, para a complexidade das relações entre a aquisição da percepção-auditiva e a aquisição da ortografia, já que, uma vez em contato, seu percurso conjunto ao mesmo tempo promove enlaces e desenlaces entre elas.

Desempenho perceptual-auditivo e ortográfico de consoantes fricativas na aquisição da escrita

Schier,Ana Cândida; Berti,Larissa Cristina; Chacon,Lourenço
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.69%
OBJETIVO: Verificar os desempenhos perceptual-auditivo e ortográfico de escolares no que se refere à identificação de contrastes entre as fricativas do Português Brasileiro, e investigar em que medida esses dois tipos de desempenhos se relacionam. MÉTODOS: Foram analisados dados de desempenho perceptual-auditivo e de desempenho ortográfico extraídos de 20 crianças das duas primeiras séries do ensino fundamental de uma escola pública do município de Mallet (PR). A coleta de dados de percepção auditiva foi feita com base no Instrumento de Avaliação da Percepção de Fala (PERCEFAL), com o uso do software Perceval. Já a coleta de dados de ortografia foi feita por meio de um ditado das mesmas palavras que compõem o instrumento PERCEFAL. RESULTADOS: Foram observadas: maior acurácia perceptual-auditiva do que ortográfica; tendência de menor tempo de resposta e de menor variabilidade nos acertos perceptuais-auditivos do que nos erros; não correspondência de erros de percepção-auditiva e ortografia, já que, na percepção, o maior percentual de erros envolveu o ponto de articulação das fricativas, enquanto que, na ortografia, o maior percentual envolveu o vozeamento. CONCLUSÃO: Embora se mostrem relacionados, os desempenhos perceptual-auditivo e ortográfico não apresentam correspondência termo a termo. Portanto...

Percepção auditiva de professores disfônicos

Buosi,Mara Mércia Belúcio; Ferreira,Léslie Piccolotto; Momensohn-Santos,Teresa Maria
Fonte: Academia Brasileira de Audiologia Publicador: Academia Brasileira de Audiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.7%
OBJETIVO: Descrever os achados da avaliação de habilidades auditivas - traços de frequência, intensidade e duração - em um grupo de professores disfônicos (GD), comparando-os aos encontrados em professores não-disfônicos (GND). MÉTODOS: Foram avaliados 44 sujeitos do gênero feminino, na faixa etária de 18 a 40 anos, sendo 23 disfônicos (GD) e 21 não-disfônico (GND). Para definir esses grupos, as professoras foram submetidas à avaliação laringológica e perceptivo-auditiva da voz, bem como, à avaliação audiológica completa, a fim de que fossem excluídas aquelas que apresentassem perda auditiva. Após a seleção, procedeu-se a investigação do Limiar Diferencial de Intensidade e da aplicação dos Testes de Detecção de Padrão de Frequência e Duração. RESULTADOS: O GND apresentou melhor desempenho que o GD na avaliação do parâmetro de frequência. CONCLUSÃO: A análise relacionada à percepção auditiva mostra diferença apenas para o parâmetro da frequência entre professores disfônicos e não disfônicos. Estudos com maior número de sujeitos e com outros testes que avaliem o limiar diferencial de intensidade podem esclarecer melhor a relação entre problemas de voz e dificuldades na percepção de pequenas diferenças de intensidade.

Relação entre percepção auditiva de aspectos não verbais e parâmetros acústicos vocais em adultos implantados.

Cysneiros, Helena Renata Silva; Muniz, Lilian Ferreira (Orientadora)
Fonte: UFPE Publicador: UFPE
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
66.6%
O impacto da surdez na comunicação está relacionado à perda do feedback auditivo e à sua importância no monitoramento e ajuste da articulação e produção da fala. Como uma alternativa de restaurá-lo, tem-se o Implante Coclear. O objetivo deste trabalho foi investigar a relação entre percepção auditiva de aspectos não verbais e parâmetros acústicos vocais em adultos implantados. Trata-se de um estudo quantitativo, transversal, observacional, do tipo série de casos, realizado no Hospital Agamenon Magalhães, no município de Recife. Os vinte participantes desta pesquisa são usuários de implante coclear adultos, atendidos no referido hospital. Todos os participantes realizaram avaliação da função auditiva por meio da audiometria em campo livre, bem como avaliação acústica da voz, por meio do programa VoxMetria, versão 4.0. Apenas dois sujeitos apresentaram alteração de frequência fundamental e não houve alteração da intensidade vocal, bem como não foi encontrada significância estatística entre as variáveis estudadas, apesar de haver correlações positivas entre intensidade vocal, tempo de implante e tempo de privação, enquanto a frequência fundamental, em relação às mesmas variáveis, apresenta correlações negativas. O diagrama do desvio fonatório esteve alterado em 65% da amostra...

Análise dos movimentos oculares : método de avaliação da percepção auditiva em crianças pequenas

Silva, Luís Filipe Santos
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.73%
O impacto da surdez é devastador em vários parâmetros do desenvolvimento da criança: linguagem, aprendizagem, socialização, equilíbrio psicológico e capacidades cognitivas. Estas consequências dependem de vários factores que incluem a idade de instalação da surdez, a causa, o grau e o tempo de privação auditiva. A precocidade do diagnóstico e o rigor com que é determinado, são fundamentais na definição e na monitorização de um programa de reabilitação específico personalizado para a criança surda. A audiologia infantil é hoje uma área da Otorrinolaringologia em franco desenvolvimento, pois associa métodos comportamentais a equipamentos de detecção neurobiológica de sofisticação crescente. Os métodos subjectivos (Audiometria infantil), apesar de fornecerem informação mais completa, estão essencialmente dependentes das competências técnicas dos recursos humanos exigindo grande disponibilidade de tempo. Os métodos objectivos (Reflexos acústicos, Potenciais Evocados Auditivos, Otoemissões acústicas), não estando tão dependentes da colaboração da criança, implicando por vezes sedação, embora mais rápidos e quantificáveis, fornecem informação mais limitada. Com a finalidade de encontrar instrumentos que minimizem os erros técnicos e permitam obter resultados fiáveis duma forma rápida e segura...

REABILITAÇÃO AUDITIVA PÓS IMPLANTE COCLEAR; AUDITORY REHABILITATION AFTER COCHLEAR IMPLANTATION

Scaranello, Carla Alessandra
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2005 POR
Relevância na Pesquisa
46.73%
O intuito da reabilitação auditiva é desenvolver ou devolver a capacidade de percepção auditiva ao indivíduo portador de deficiência auditiva, com auxilio de dispositivos que possam amplificar o som. Dentre esses, citamos o Aparelho de Amplificação Sonora e o Implante Coclear. O desenvolvimento da percepção de fala e aquisição de linguagem, bem como, o sucesso da reabilitação auditiva depende de alguns fatores determinantes como: tempo de privação auditiva, etiologia, engajamento do paciente e da família, entre outros. A reabilitação no implante coclear tem início na ativação dos eletrodos e na realização do mapeamento. Não difere da reabilitação do deficiente auditivo adaptado ao aparelho de amplificação sonora. Todos os pacientes, independente da época de instalação da deficiência auditiva, dependem para que seus resultados sejam positivos da eficácia do treinamento auditivo formal e do engajamento nas atividades orientadas. O Implante Coclear é uma alternativa para os pacientes com Deficiência Auditiva profunda. Esse recurso pode permitir grande mudança da qualidade de vida desses indivíduos aumentando a independência, motivação e melhorando o relacionamento social.; The intention of the auditory rehabilitation is to develop or to return the capacity of auditory perception to the individual with hearing loss...

A influência da dança na percepção de estruturas rítmicas monotônicas em adolescentes surdos

Mauerberg-deCastro,E.; Moraes,R.
Fonte: Edições Desafio Singular Publicador: Edições Desafio Singular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.62%
Um programa de dança foi administrado para um grupo de surdos com o objetivo de melhorar a percepção de estruturas rítmicas monotônicas via estímulos visuais e estímulos auditivos. O nível do desenvolvimento psicomotor também foi analisado antes e depois da participação no programa. Vinte participantes surdos foram divididos em dois grupos, experimental (GE) e controle (GC). Antes e após a participação no programa de 26 semanas, os participantes foram avaliados em tarefas de estruturação rítmica adaptadas das clássicas provas de ritmo de M. Stambak. Ambas as tarefas incluíram a percepção de batidas em um tambor, visualizadas ou ouvidas por amplificação sonora. As respostas foram igualmente batidas no tambor. O período de prática com atividades de dança modificou o desempenho do grupo de surdos nas tarefas de estruturação rítmica. A taxa de acerto ao longo das estruturas, de complexidade crescente, melhorou, tanto quando apresentadas de forma visual, como de forma auditiva. O GC não alterou seu desempenho. Com relação ao status do desenvolvimento psicomotor do GE no pós-teste, a média ficou seis meses abaixo da idade limite das provas (11 anos). Um programa de dança pode alterar a percepção auditiva de surdos para estruturas rítmicas. A participação de surdos neste tipo de programa também resulta em mudanças no desenvolvimento psicomotor.