Página 1 dos resultados de 444 itens digitais encontrados em 0.033 segundos

A experiência do pensamento em Michel Foucault: conversações com o campo educacional; The experience of thought in Michel Foulcault: conversations on the educacional field.

Ribeiro, Cintya Regina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
86.14%
O objetivo da presente pesquisa é o de configurar o lugar do pensamento na obra de Michel Foucault, de modo que se evidenciem pontos de interlocução com algumas questões educacionais contemporâneas, em particular com aquelas que questionam os pressupostos de soberania do sujeito e do conhecimento os principais eixos norteadores das teorias críticas em educação. Nesse contexto, os estudos foucaultianos acerca do poder, da resistência e da subjetivação oferecem uma oportunidade ímpar de problematização das questões da verdade e do conhecimento, apontando para a experiência do pensamento da diferença. A pesquisa busca então sustentar o princípio de que, numa perspectiva pós-crítica, a tarefa educacional poderia deslocar-se do trabalho com o conhecimento para o do pensamento. Do ponto de vista metodológico, procedeu-se à genealogia da concepção de linguagem na obra do autor e, posteriormente, à do pensamento do fora e da diferença. Tais eixos temático-conceituais são vertebradores para a condução do percurso argumentativo. Assim, foram articuladas teoricamente as relações possíveis entre os conceitos de linguagem literária, loucura, morte, ser da linguagem, limite, transgressão, dobra e subjetivação. Nas considerações finais...

Documentarte : experiências de pensamento entre educação, filosofia da diferença e a história

Helbich, Luciane
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.1%
Este trabalho apresenta uma experiência sobre o uso do documento como parte constitutiva do pensamento do professor de história. Nesta dissertação, o pensamento é visto como a produção de um fazer artístico. O encontro com os documentos podem produzir uma criação artística de poéticas e narrativas que são inventadas a partir da problemática do encontro. Uma história-problema, nesta perspectiva, é apresentada como um movimento de criação que resulta do contato entre documentos e professor. Este trabalho procura novos olhares sobre as experiências com os documentos e as entende como práticas do presente, como atualização de virtualidades que a potência dos documentos disponibiliza. Nesta pesquisa os documentos são como monumentos que se compõem juntamente com o corpo da professora que os encontra dando uma forma artística e singular ao acontecimento. Nesta perspectiva, o que se pretende é experimentar encontros com documentos-obras de arte e trilhar percursos não estabelecidos pelos modelos convencionais de abordagem do documento. Inscrita na filosofia da diferença, esta pesquisa busca a empiria com os corpos-matérias de documentos que dão consistência ao plano de pensamento da professora que escreve. Os escritos deste texto se constroem principalmente com o pensamento filosófico de Spinoza...

A filosofia da diferença de Gilles Deleuze na filosofia da educação no Brasil; Gilles Deleuze´s philosophy of difference in the philosophy of education in Brazil

Cristiane Maria Marinho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.08%
O presente trabalho, A Filosofia da diferença de Gilles Deleuze na Filosofia da Educação no Brasil, tem por objetivo central apresentar o pensamento filosófico educacional de alguns pensadores brasileiros sob a inspiração da filosofia da diferença deleuzeana, realçando o que distingue esta produção da Filosofia da Educação tradicional regida pela filosofia da Representação. Para tanto, a pesquisa se divide em quatro capítulos: o primeiro capítulo, De Deus à Diferença: trajetória das matrizes filosóficas na educação brasileira elenca as matrizes filosóficas mais expressivas no nosso país, bem como as práticas e as teorias educativas resultantes delas; o segundo capítulo, A Filosofia da Educação no Brasil, expõe a trajetória de constituição da Filosofia da Educação como campo de saber específico e apresenta três obras brasileiras representativas desse percurso; o terceiro capítulo, A Filosofia da Diferença de Deleuze, explicita os contornos principais do pensamento deleuzeano no que diz respeito à sua Filosofia da Diferença; o quarto e último capítulo, Filosofia da Diferença deleuzeana na Filosofia da Educação no Brasil ou para uma (não)-teoria da quebradura da vara...

O poder hermenêutico do acontecimento e os media

Martins, Moisés de Lemos
Fonte: Casa das Letras / Editorial Notícias Publicador: Casa das Letras / Editorial Notícias
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
65.89%
Facto singular e sentido novo, o acontecimento abre, em Quéré, a uma descontinuidade no tempo e no espaço, impondo-se aos sujeitos, às suas razões de agir, motivos e interesses. Ao estruturar, todavia, a sua experiência individual e colectiva, e a ideia de conciliação que acaba por prevalecer sobre a ideia de descontinuidade. Embora facto gerador de conflito, luta e dor, o acontecimento em Quéré supõe uma paz vindoura, em que o conflito é pelo menos temporariamente suspenso. Para sustentar a sua ideia, Quéré adopta o paradigma da intersubjectividade. Debato esteparadigma confrontando-o com o pensamento da diferença.

O pensamento da diferença no «De divisione naturae» de Escoto Eriúgena

Silva, Carlos Henrique do Carmo
Fonte: Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa Publicador: Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1973 POR
Relevância na Pesquisa
65.79%
1. Introdução ao problema da diferença no «De divisione naturae».; 2. A «divisio» segundo Escoto Eriúgena. Contexto histórico.; 3. A divisão como oposição.; 4. Divisão e separação radical.; 5. O quaternário da divisão.; 6. Método analítico e critério de distinção.; 7. A «Natura» e seus desenvolvimentos.; 8. Conclusão: A especulação diferencial.

Força versus representação: o legado de Nietzsche na filosofia de Gilles Deleuze

Mangueira,Maurício; Bonfim,Eduardo Maurício da Silva
Fonte: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG Publicador: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.02%
É inegável a influência que a obra de Nietzsche exerceu na filosofia de Deleuze. Inaugurando, de certo modo, um novo estilo de pensamento na cultura do Ocidente, Nietzsche conferiu novas interpretações a certos conceitos filosóficos considerados imutáveis e eternos, como os conceitos de verdade, de essência e de força. Utilizando-se da tipologia de forças nietzschianas, Deleuze nos mostra como o saber do Ocidente se funda em um pensamento que o filósofo francês denominará de representacional, em oposição a um pensamento da diferença, elucidando como estas duas formas de conhecer se correlacionam a tipos distintos de forças. Assim, o conceito de força cunhado por Nietzsche permitirá a Deleuze não somente traçar uma crítica ao saber ocidental - predominantemente representacional -, como também desenvolver sua própria filosofia da diferença, profundamente influenciada pela crítica e pelo perspectivismo nietzschianos.

Identidade e diferença em movimento: ressonâncias da obra de Deleuze

Rocha,Marisa Lopes da
Fonte: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia Publicador: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
65.86%
O artigo pretende colocar em análise a lógica identitária que está na origem do Estado moderno, através de conceitos relativos à tese de reversão do platonismo. A perspectiva é a de retomar a obra deleuzeana, assim como a de diferentes autores que contribuem para seu entendimento como Machado, Orlandi, Fuganti, entre outros, evidenciando o insuportável da cultura ocidental-cristã: a ausência da identidade. Pensar em alternativas para a vida como potência de transformação implica dar visibilidade à lógica atravessada nas práticas, redimensionando o cotidiano como campo de forças que desconstroem os modelos a favor da afirmação da diferença.

"Pensamento do fora", conhecimento e pensamento em educação: conversações com Michel Foucault

Ribeiro,Cintya Regina
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
86.11%
O presente trabalho visa problematizar a suposta constituição virtuosa entre educação e conhecimento oriunda de certa herança cultural da modernidade ocidental. A problemática ancora-se na indagação difusa, porém insistente, a ecoar no campo educacional: "o que é o ato do pensar, em educação, na contemporaneidade?". A tomada das condições atuais do pensamento como um problema de pesquisa educacional coloca em questão a histórica articulação entre conhecimento e pensamento reflexivo, obrigando ao confronto de certos amálgamas pedagógicos caros ao campo educacional moderno. Tal enfrentamento se realiza na companhia dos pensadores Michel Foucault e Friedrich Nietzsche, dada a relevância estratégica de suas produções, particularmente acerca da linguagem, da produção da verdade e de suas implicações nos modos de conhecer e pensar. Busca-se operacionalizar uma crítica da linguagem em direção a uma crítica do pensamento em educação, na chave de uma problematização ético-política. Nesse trabalho, tal plataforma analítica configura-se a partir das discussões de Michel Foucault - tanto em relação à questão do pensamento do fora, tal como elaborada por Maurice Blanchot, como em relação ao pensamento da diferença...

Escrileituras: um modo de ler-escrever em meio à vida

Corazza,Sandra Mara; Rodrigues,Carla Gonçalves; Heuser,Ester Maria Dreher; Monteiro,Silas Borges
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.81%
O artigo aborda o projeto Escrileituras: um modo de ler-escrever em meio à vida, integrante do Observatório da Educação CAPES/INEP, vigente de janeiro de 2011 a dezembro de 2014. Articulando professores de educação básica, estudantes de iniciação científica, mestrado, doutorado e pesquisadores participantes, radica em quatro núcleos, nas seguintes universidades: UFRGS, UFPel, UFMT e UNIOESTE/PR. Desde a pesquisa, o ensino e a extensão, trabalhados na perspectiva do pensamento da diferença em educação, desenvolve variadas oficinas de escrileituras, que produzem competências de leitura e de escritura, a partir da coautoria entre leitor e escritor. Opera com a didática da tradução, articulando os planos filosóficos, científicos e artísticos para realizar processos vitalistas de transcriações, que são transdisciplinares, translinguísticos e transculturais. Isso porque escrileituras é, sempre, um ato político, que não assimila o outro a si mesmo, mas aproxima distâncias e transpõe culturas estrangeiras umas às outras. Ao utilizar a didática-artista da tradução e o método cartográfico, nunca é cópia, mas transcriação, que modifica os originais, como uma heterofilia, desfazendo identidades sedentárias. Ao operar sob o fascínio das interinfluências trazidas pelas linguagens contemporâneas...

Pedagogia da inclusão e a Justiça Restaurativa: escapes com Kafka

Schuler,Betina; Matos,Sônia Regina da Luz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.71%
Este artigo problematiza a pedagogia da inclusão como um discurso majoritário na contemporaneidade, aqui analisada especificamente em sua filiação ao campo jurídico em práticas escolares. Para tanto, escavamos genealogicamente o discurso da Justiça Restaurativa para entender como vem sendo operado na escola para o governo dos riscos. Esburacamos os efeitos de subjetivação nestas práticas escolares de segurança, localizando o rastelo escolar que produz um modo específico de existência, o ofensor, capturado em práticas disciplinares e de controle. Apresentamos uma investigação inspirada no pensamento da diferença e nas galerias da toca kafkiana, experimentando outros modos de existência para o espaço escolar a partir da arte do silêncio como uma ética kafkiana.

Deleuze e a história: do pensamento do possível ao pensamento do virtual; Deleuze and history: the thought of the thought of the possible virtual

RODRIGUES, Leonardo de Melo
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.17%
This dissertation aims to establish a relation between the thought of Gilles Deleuze and historical science. We started from the concept of realism, as it was worked by the historian Jacques Rancière. According to this concept, the thought of the current story is marked by Nihilism, and especially by the thought of the Possibility. The thought of the possibility is a determination of the Historical event from its possibility s, a subsumption of the event to the possibility system of a certain time. It is through the possibility thought that we try to elaborate a relation between the thought of Deleuze and historical science. The thought of this author gives us "lines of flight or fight", which shifts the history of thought as possible. However, before that, one another issue still requires our attention: the critique Deleuzian criticism to the history. Is there a radical and exclusive critique of the history in the thinking of this author? After examining this issue, giving a negative answer, we present some points from the philosophy of Difference and Repetition, in order to outline the design of singular conception of history in this system. The hypothesis here is that this notion of history is not constructed on the thought of possibilities but in the thought possible...

A expressão da diferença nas tensões da identidade

Souza, Antônio Vital Menezes de
Fonte: Universidade Federal de Sergipe Publicador: Universidade Federal de Sergipe
Tipo: Trabalhos em Eventos
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.86%
Pretende-se com esse artigo problematizar o campo teórico das identidades através da filosofia da diferença de Gilles Deleuze. O texto será dividido em três partes. A primeira parte versa sobre a apresentação do plano conceitual de epistemologias voltadas à identidade e à representação, através do qual analiso a arquitetura da identidade em sua dimensão filosófica e social. Na segunda parte do texto apresento e analiso o pensamento filosófico de Gilles Deleuze com a tentativa de provocar novos olhar a respeito da identidade e da representação através da discussão de fenômenos como a singularização, alteração e multiplicidade. Na terceira e última parte, explicito um conjunto de argumentos que dão às idéias desenvolvidas criticidade e rigor, destacando a relevância científica de tais debates na cena contemporânea.

"Pensamento do fora", conhecimento e pensamento em educação: conversações com Michel Foucault; "Thought of the outside", knowledge and thought in education: conversations with Michel Foucault

RIBEIRO, Cintya Regina
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
86.11%
O presente trabalho visa problematizar a suposta constituição virtuosa entre educação e conhecimento oriunda de certa herança cultural da modernidade ocidental. A problemática ancora-se na indagação difusa, porém insistente, a ecoar no campo educacional: "o que é o ato do pensar, em educação, na contemporaneidade?". A tomada das condições atuais do pensamento como um problema de pesquisa educacional coloca em questão a histórica articulação entre conhecimento e pensamento reflexivo, obrigando ao confronto de certos amálgamas pedagógicos caros ao campo educacional moderno. Tal enfrentamento se realiza na companhia dos pensadores Michel Foucault e Friedrich Nietzsche, dada a relevância estratégica de suas produções, particularmente acerca da linguagem, da produção da verdade e de suas implicações nos modos de conhecer e pensar. Busca-se operacionalizar uma crítica da linguagem em direção a uma crítica do pensamento em educação, na chave de uma problematização ético-política. Nesse trabalho, tal plataforma analítica configura-se a partir das discussões de Michel Foucault - tanto em relação à questão do pensamento do fora, tal como elaborada por Maurice Blanchot, como em relação ao pensamento da diferença...

A diferença e as rasuras de um ensino inclusivo : aproximações e distanciamentos entre o atendimento educacional especializado realizado com alunos surdos, e o acontecimento de Deleuze; Difference and erasure in inclusive education : approximation and distance between the specialized education service's work with deaf students and Deleuze's concept of happening

Eliane de Souza Ramos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
65.88%
O desafio da diferença nas escolas mobiliza transformações no ensino por elas ministrado. O Atendimento Educacional Especializado/AEE realizado com alunos surdos colabora com estas transformações, pois permite conexões entre a Filosofia, a Ciência, a Arte e a Vida. Aproximações e distanciamentos se dão conforme os limites de um plano de imanência. Nas palavras de seu criador, o filósofo contemporâneo Gilles Deleuze (2010), sem um plano de imanência nos perderíamos no infinito do pensamento e nos manteríamos no caos. Um plano de imanência intensifica a criação na medida em que possibilita o trânsito entre o caos e o já existente no sujeito. Proponho neste estudo o roubo criativo de conceitos, teorias e tendências para assumir a aula/encontro no AEE como um Acontecimento (Deleuze, 2010), a partir da rememoração de uma experiência por mim vivida enquanto professora do AEE, ao atender um aluno surdo cursando o ensino superior em 2009 e 2010. Este trabalho compõese de narrativas chamadas Mônadas (BENJAMIN, 2011). Elas retratam momentos de ensino da Língua Brasileira de Sinais/LIBRAS, da leitura na Língua Portuguesa e são acompanhadas por comentários que articulam constructos teóricos de Deleuze, Guatarri...

Procura de ressonancias entre aspectos da ciencia de Ilya Priogogne e aspectos da filosofia deleusiana da diferença

Tatiana Silva Dunajew
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/07/2000 PT
Relevância na Pesquisa
65.96%
Esta pesquisa pretende investigar ressonâncias entre os trabalhos do cientista russo Ilya Prigogine e o filósofo francês Gilles Deleuze. Ao invés de buscar modelos comparativos para este propósito, o mesmo, uma vez que tem como foco a filosofia da diferença, tem o compromisso evidente de gerar novos modos de experimentação do pensamento, longe dos critérios daquilo que Deleuze chama de imagem tradicional do pensamento. Para tanto, apesar de a noção de caos ser colocada de modo diverso em ambos domínios - filosofia e ciência - , esta aparecerá como o aspecto mais importante desta pesquisa; This research aims to investigate ressonances between the works of the russian cientist Ilya Prigogine and the french philosopher Gilles Deleuze . lnstead of searching comparative models for this purpose, once it has the difference philosophy as focus, it. has the obvious committment of generating brand new ways of thought experimentation far away of that called by Deleuze's words as tradicional thought image. For that although the chaos notion being essentially different in both domains - philosophy and science - this will appear as the most important aspect in this research

"Thought of the outside", knowledge and thought in education: conversations with Michel Foucault; "Pensamento do fora", conhecimento e pensamento em educação: conversações com Michel Foucault

Ribeiro, Cintya Regina
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
76.11%
This study aims to discuss the supposed virtuous constitution of education and knowledge originated from a certain cultural heritage of Western modernity. The study's problematic is anchored in the diffuse but insistent question which echoes in the educational field: "what is the act of thinking in education in contemporary times?". Studying the current conditions of thought as a problem of educational research calls into question the historical relationship between knowledge and reflective thinking, and it forces the confrontation of certain pedagogical amalgams dear to the modern educational field. Such confrontation takes place in the company of the thinkers Michel Foucault and Friedrich Nietzsche, given the strategic importance of their writings, particularly about language, the production of truth and their implications for the ways of knowing and thinking. I attempt to operate a critique of the language toward a critique of the thought in education, in the key of an ethical and political problematization. In this work, such analytical platform configures itself with Michel Foucault's discussions - both in relation to the matter of the thought of the outside, as developed by Maurice Blanchot, and the thought of difference, as formulated by Gilles Deleuze. I suggest that the exploration of this debate can be an exercise of exteriority or of differential thinking in the game with the knowledge and the reflective thinking present in the educational field - both in the ambit of school everyday pedagogical practices and in the field of the production of educational research.; O presente trabalho visa problematizar a suposta constituição virtuosa entre educação e conhecimento oriunda de certa herança cultural da modernidade ocidental. A problemática ancora-se na indagação difusa...

Poesia: a "máquina de guerra" do pensamento

Correia, Paulo Petronilio; Universidade de Brasilia/Faculdade de Planaltina
Fonte: Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL) Publicador: Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 11/07/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.17%
http://dx.doi.org/10.5007/1807-9288.2013v9n1p68 Propõe-se este artigo articular a relação de Gilles Deleuze com a Linguagem e a Diferença para, a partir daí, estabelecer as principais zonas de vizinhanças e indiscernibilidades com o pensamento esquizo-revolucionário de Deleuze-Guattari e a poesia. Pensar a poesia e a Filosofia da Diferença em trânsito significa estabelecer um fecundo diálogo com a linguagem gaga de Gilles Deleuze. Escrever sobre o pensamento deleuzeano envolve uma certa dança diante da política da subjetivação, da criação e da reinvenção da vida. Implica em cartografar sua experiência literária com Marcel Proust e a natureza do Signo.  A máquina literária é gaga na medida em que arrasta o pensamento para fora dos sulcos costumeiros da linguagem e a faz da literatura um delírio. A experiência com a Linguagem literária se dá nessa gagueira desenfreada que faz de cada escritor-poeta um estrangeiro de sua própria língua. A gagueira, desse modo, é o charme da escritura e do devir-escritor. Sem charme não há vida e não há, certamente, a Diferença. O charme da Diferença é a poesia em trânsito com o pensamento e com a linguagem.

O páthos da distância e da diferença: a interpretação benjaminiana do eros platônico

Costa, Gilmário Guerreiro da; Universidade Católica de Brasília e Universidade de Brasília
Fonte: Archai: Journal on the origins of Western thought; Archai: Revista de estudos sobre as origens do pensamento ocidental Publicador: Archai: Journal on the origins of Western thought; Archai: Revista de estudos sobre as origens do pensamento ocidental
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 21/10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
75.98%
O presente trabalho intenta analisar e compreender a interpretação do eros platônico proposta por Walter Benjamin. Nela nos parece que se desdobram, em cena contemporânea, diversos problemas de interesse filosófico, entre os quais se destacam a visada na diferença e no enfrentamento crítico da ontologia da presença enquanto matriz da reificação do nosso trato com o mundo. Esse projeto filosófico pretende alcançar seus objetivos mediante a teoria da nomeação lingüística, sustentando haver no liame entre o ato de nomear e o eros platônico a figura do paradoxo da união que apenas divisa o quadro de sua efetividade se cuida da distância e da diferença.

A Relevância da Dialética e do Pensamento da Diferença na Constituição do Pensiero Debole Vattimiano

Soares, Cláudia Dalla Rosa; UERJ
Fonte: Pólemos Publicador: Pólemos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.12%
No século XX, inaugura-se certa orientação filosófica como expressão de uma outra forma de se pensar, despojada das características autoritárias do pensamento fundacionista: o pensiero debole. Tal proposta filosófica, na qual se insere o filósofo Gianni Vattimo, segue uma orientação estético-hermenêutica como resposta aos problemas atuais, considerando as transformações ocorridas na sociedade contemporânea. Para Vattimo, a contemporaneidade é o momento em que se experiencia a Verdade e seu valor absoluto apenas como justificação ideológica da dominação e da violência. Tal acontecimento possibilita a vivência de "significações difusas" como potencialidade positiva de uma experiência "declinante" dos valores. Nesse sentido, o pensiero debole é uma filosofia que nasce como reconhecimento dos riscos do pensamento fundacionista, sendo, dessa forma, a reposta mais adequada à época do pluralismo da modernidade avançada. O objetivo deste artigo é expor a relevância do pensamento dialético e daquele da diferença na constituição do pensiero debole. Defende-se aqui que a relação existente entre pensiero debole, o pensamento dialético e o da diferença não se apresenta unicamente como uma "superação"...

O PENSAMENTO DA DIFERENÇA E A MEDIAÇÃO DA INFORMAÇÃO INSTITUCIONAL EM BIBLIOTECAS PÚBLICAS: CONSIDERAÇÕES TEÓRICAS SOBRE MEDIAÇÃO DE GÊNERO

Giulia Crippa; USP
Fonte: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Formato: application/pdf
Publicado em 03/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
76.07%
Este trabalho utiliza a categoria analítica de gênero, ainda pouco presente na Ciência da Informação, para propor um modelo teórico de mediação centrado na diferença sexual para o acesso ao conhecimento institucionalizado e público. Privilegia-se, nesse sentido, o espaço representado pela biblioteca pública. Pretendemos, aqui, colocar algumas bases para um mapeamento mais amplo sobre as mulheres no papel de protagonistas na produção e circulação de saberes institucionalizados no âmbito das bibliotecas, assim como no papel de agentes que se apropriam da informação: as mulheres denominadas, daqui em diante, com o termo adotado pela C.I. e declinado no feminino de “usuárias”. As questões apresentadas, de natureza teórica, buscam oferecer uma intersecção entre a proposta acadêmica dos Estudos de Gênero chamada Pensamento da Diferença, e os problemas de Mediação que existem dentro do espaço público da biblioteca. O pensamento da diferença discute a hipótese de uma tipologia específica de mediação, fundamentada na ideia de genealogia feminina, negada. Por outro lado, o espaço público, proposto como lugar do neutro, é historicamente moldado em uma genealogia patriarcal. Decorre disso um lapso nas formas e linguagens da mediação da/para as mulheres no espaço público...