Página 1 dos resultados de 15910 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Manifestações do pensamento e da linguagem algébrica de estudantes: indicadores para a organização do ensino.; Students algebraic thought and language manifestations: indicators for teaching organization.

Panossian, Maria Lucia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.8%
Consideram-se, neste trabalho, as dificuldades dos estudantes em relação à álgebra que podem estar associadas às especificidades do conhecimento algébrico, às questões de metodologia e didática do ensino e também ao desenvolvimento dos processos psíquicos do pensamento e da linguagem. Desta forma define-se como objeto de estudo as manifestações do pensamento e da linguagem algébrica dos estudantes. Entende-se que o pensamento e a linguagem são constituídos a partir da atividade humana (LEONTIEV, 1983), e enquanto funções psicológicas superiores (VIGOTSKI, 2001). As relações entre o pensamento e a linguagem se apresentam por meio de processos de generalização, abstração, formação de conceitos (formas de pensamento para Davídov); juízos, deduções e conceitos (formas de pensamento para Kopnin); por meio do raciocínio, elaboração e explicitação (conforme Prado Jr.); e nos estágios de desenvolvimento dos conceitos (sincréticos, complexos e conceitos conforme Vigotski). Também constituídos a partir da atividade humana, o pensamento e a linguagem algébrica são compreendidos a partir de seu movimento lógico-histórico. Tal compreensão nos faz retomar a pesquisa com os estudantes de 6ª série do ensino fundamental procurando por meio de situações-problema investigar as manifestações e peculiaridades do movimento do pensamento e da linguagem algébrica. As soluções coletivas...

A organização do ensino e a formação do pensamento estético-artístico na teoria histórico-cultural; The organization of teaching and the formation of aesthetic-artistic thinking in the cultural-historical theory

Nascimento, Carolina Picchetti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.78%
Compreender o processo de organização do ensino para o desenvolvimento do pensamento teórico constituiu-se no objetivo central desta pesquisa. Com base nos estudos da teoria histórico-cultural entendemos ser possível e necessário organizar o ensino de modo que o mesmo seja maximamente favorável ao desenvolvimento do pensamento teórico dos educandos. Considerando que o pensamento teórico em geral forma-se a partir de um objeto concreto, procuramos investigar o processo de organização do ensino para a formação do pensamento teórico a partir de uma manifestação particular desse tipo de pensamento: o pensamento teórico no campo da arte ou o pensamento estético-artístico. Procuramos demonstrar ao longo do trabalho a possibilidade de vincular esse tipo de pensamento ao ensino da educação física, disciplina que tem como objetivo organizar a apropriação dos significados das atividades da cultura corporal, dentre eles o estético-artístico. Organizamos a presente pesquisa como uma investigação bibliográfico-conceitual (em que analisamos o papel da arte no processo de formação humana; a atividade de estudo e a formação do pensamento teórico; o processo de organização do ensino e alguns princípios didáticos presentes na teoria histórico-cultural) e uma investigação didático-experimental (em que criamos as condições para a análise do processo de organização do ensino para a formação do pensamento teórico). Nosso experimento didático...

Imagem do pensamento: do antropológico ao acontecimento na Educação

Lopes, Rodrigo Barbosa
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 218 f.
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Pós-graduação em Educação - FFC; O que está proposto na forma deste trabalho de tese se integra ao projeto de pesquisa de doutorado com o qual procuramos investigar o paradigma antropológico na filosofia da educação, isto é, a crítica ao entendimento da educação como um projeto antropológico fundamental. A configuração antropológica do pensamento, que converte a filosofia em uma analítica do homem, e a concepção de uma estrutura antropológico-humanista na educação impedem o exercício de um pensamento crítico e criativo, porque paralisam, ao incidirem sobre uma filosofia da representação e do sujeito transcendental, o exercício de pensamento em face do desafio de investigar o tema do acontecimento na práxis educativa. Desse modo, se por um lado é importante fazer uma análise da configuração antropológica do pensamento e uma crítica à concepção antropológico-humanista predominante nas reflexões sobre a educação, por outro, temos a intenção de sugerir que outra possibilidade é pensar o exercício do pensamento filosófico no campo da educação como uma experiência e um acontecimento. Ou seja, propomos realizar, a partir de Gilles Deleuze e Michel Foucault, um exercício de pensamento em que a filosofia da educação seja pensada no deslocamento entre dois domínios distintos e conflitantes acerca da natureza e do modo de pensar ou exercer a filosofia (e...

Pensamento crítico : articulação entre educação não-formal e formal em Ciências

Costa, Ana Sofia Gonçalves
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Atendendo que a promoção do Pensamento Crítico é indispensável, entre outros, para a resolução de problemas da vida quotidiana, numa sociedade democrática e, por outro, o Jardim da Ciência da Universidade de Aveiro é um contexto de educação não-formal destinado a crianças dos 5 aos 12 anos, este estudo tem como finalidade verificar se os recursos didácticos desenvolvidos no contexto desta investigação para a educação em Ciências no 1.º ciclo do ensino básico, articulando o ensino formal com o não-formal, promovem capacidades de pensamento crítico nos alunos. Trata-se de uma investigação quasi-experimental (Pré-teste/Pós-teste – Grupo Controlo/ Grupo Experimental), com uma amostra de alunos do 4.º ano de escolaridade, de quatro escolas do 1.º Ciclo do Ensino Básico, num total de 5 docentes envolvidos. O grupo experimental (n=44) foi sujeito à implementação dos recursos didácticos desenvolvidos neste estudo, os quais pretendem apelar intencionalmente conhecimentos sobre “Luz” e a Capacidades de Pensamento Crítico, tendo como base a taxonomia de Ennis. Com igual durabilidade, para o grupo de controlo (n=33), foram desenvolvidos recursos didácticos, a partir de actividades sobre a mesma temática...

Raciocínio matemático e pensamento crítico - um estudo correlacional

Almeida, Ana Cristina Henriques de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Atualmente, diferentes setores da sociedade reconhecem que, os desafios e as exigências colocados por uma sociedade de informação e conhecimento exigem a todos formação em matemática. Esta é necessária na preparação de jovens para atuarem de forma conhecedora e confiante em situações problemáticas do mundo real. Nesse sentido, a educação matemática deve ser centrada no desenvolvimento integrado de conhecimentos, atitudes e capacidades, entre elas o Raciocínio Matemático e o Pensamento Crítico, de modo que, qualquer estudante seja capaz de resolver eficazmente problemas com que se confronta, tomando decisões racionais, contribuindo assim para a formação de um pensamento aberto e crítico. O presente trabalho propôs-se averiguar a existência de correlação entre o nível de Raciocínio Matemático e o nível de Pensamento Crítico de alunos do 6º ano de escolaridade do ensino básico. Pretendeu também verificar se o nível de Raciocínio Matemático está correlacionado com o aspeto de Pensamento Crítico: (i) indução; (ii) credibilidade; (iii) observação; (iv) dedução e (v) assunções. A investigação assentou numa abordagem de natureza quantitativa, operacionalizada por um estudo do tipo correlacional. O estudo foi realizado numa escola do ensino básico da região de Aveiro e nela participaram alunos de 5 turmas do 6º ano de escolaridade...

Pensamento crítico: uma ferramenta para a Enfermagem

Marques, Céu; Lopes, M. J.
Fonte: Referência Publicador: Referência
Tipo: Aula
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Introdução O pensamento crítico tem sido definido como o processo intelectual. Um pensador crítico identifica e desafia, premissas de raciocínio, considera o que é importante numa situação, imagina e explora alternativas, tem em consideração os princípios éticos e desta forma toma decisões de forma informada. A escola deve fomentar o pensamento crítico dos estudantes, tanto na vertente teórica, como na prática. Eles devem saber: analisar, agir e reflectir criticamente. O pensamento crítico constitui uma ferramenta de trabalho na prática da enfermagem. Objectivos O objectivo da pesquisa foi verificar quais as representações de pensamento crítico dos estudantes de enfermagem. Metodologia É um estudo exploratório, realizado a 41 estudantes do primeiro ciclo, que frequentavam o 1º ano, 1º e 2º semestre. A recolha dos dados foi feita na primeira aula da unidade curricular pensamento crítico em enfermagem, através do questionário. Este continha questões sócio-demográficas, e uma questão aberta.Foram cumpridos os procedimentos éticos e legais, em conformidade com a comissão de ética da Área da Saúde e Bem-Estar da Universidade de Évora. Para a análise dos dados foi utilizado o software ALCESTE (Análise Lexical Contextual de um Conjunto de Segmentos de Texto). Resultados São todos estudantes do 1º ano...

Atividades promotoras de pensamento crítico : sua eficácia em alunos de ciências da natureza do 5.º ano de escolaridade

Iris Rossana Farinha, Pinto
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.78%
Esta investigação teve como finalidade averiguar se o conjunto de atividades desenvolvidas com o intuito de promover o pensamento crítico, construído de acordo com a taxonomia proposta por Ennis (1985, 1987), pode constituir uma metodologia adequada para se desenvolver este mesmo tipo de pensamento nos alunos. O modelo de investigação é de caráter predominantemente quantitativo, recorrendo a algumas técnicas de análise de dados de natureza qualitativa, envolvendo alunos do 5.º ano de escolaridade em contexto de sala de aula. O grupo experimental (n=19) foi sujeito à implementação de atividades expressamente desenvolvidas para este estudo, as quais se inserem no âmbito da temática ―Importância da água para os seres vivos. Com igual durabilidade, no grupo de controlo (n=19) os conteúdos programáticos foram abordados recorrendo somente ao manual adotado na escola que, após a sua avaliação, se considerou não promover o pensamento crítico. O Teste de Pensamento Crítico de Cornell (Nível X) foi aplicado a ambos os grupos em dois momentos distintos, pré-teste e pós-teste, para medir o nível e os aspetos do pensamento crítico dos sujeitos da amostra. Considerou-se relevante a realização de observações guiadas e orientadas por grelhas de observação não exaustivas para verificação do desempenho dos alunos...

Estratégias de ensino das ciências promotoras de criatividade e pensamento crítico

Sanches, Maria Dulce de Campos Chasqueira
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Tese de mestrado, Educação (Didáctica das Ciências), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009; O estudo pretende dar resposta ao seguinte problema central: “Será que se verificam melhorias dos níveis de criatividade e de pensamento crítico quando os alunos realizam actividades de ensino-aprendizagem que apelam para o desenvolvimento da criatividade e do pensamento crítico?”. Trata-se de um estudo de design quase-experimental / grupo controlo-grupo experimental / pré-teste-pós-teste / grupos não aleatórios. As observações foram realizadas num colégio particular da região do concelho de Lisboa e nele participaram alunos de duas turmas de Ciências Físico-Químicas do 8º ano de escolaridade. Com este trabalho não se pretendeu apenas fazer uma medição dos níveis de criatividade e de pensamento crítico dos alunos. Um dos grandes objectivos deste trabalho consistia na elaboração e implementação de materiais didácticos passíveis de ser utilizados em sala de aula como promotores de criatividade e pensamento crítico. Foram seleccionadas sete actividades que integraram um programa de intervenção que foi implementado durante um período lectivo no grupo experimental. Antes e depois do programa de intervenção foram administrados testes de medição de pensamento criativo (Teste de Pensamento Criativo de Torrance) e testes de medição de pensamento crítico (Teste de Pensamento Crítico de Cornell - Nível X). A análise dos resultados obtidos no pré-teste permitiu constatar que os dois grupos eram equivalentes no que diz respeito aos níveis de Criatividade e de Pensamento Crítico. Após a conclusão do estudo verificou-se que não se registaram melhorias estatisticamente significativas nos níveis de pensamento criativo e crítico dos alunos envolvidos no estudo. Verificou-se contudo que o nível de pensamento crítico dos alunos do grupo experimental no aspecto assumpções aumentou significativamente. O estudo permitiu a reflexão sobre a importância da promoção da Criatividade e do Pensamento Crítico através das práticas lectivas dos professores e concluir sobre a necessidade de formação de professores no que diz respeito à concepção e implementação de materiais didácticos.; The present study seeks to answer the following central problem: “Are there improvements of the levels of creativity and critical thinking when pupils perform teaching-learning activities that call for the development of creativity and critical thinking?”. It is a study of quasi-experimental design/ control group-experimental group/ pre-test-post-test/ non-random groups. The data were collected in a private school localized in central Lisbon and involved pupils of two classes of Physics and Chemistry of the 8th grade. The purpose of this work consisted in the development and implementation of didactic materials to be used in the classroom as promoters of creativity and critical thinking and in the measurement of the levels of creativity and critical thinking of the pupils involved. Seven activities were selected and incorporated in an intervention programme that was implemented during a school term in the experimental group. At the beginning and at the end...

Qual a relação entre o pensamento crítico e a aprendizagem de conteúdos de ciências por via experimental?: um estudo no 1º Ciclo

Miranda, Ricardo José Pinto
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Tese de mestrado, Educação (Didáctica das Ciências), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009; Este estudo teve como finalidade averiguar se a utilização de Actividades Experimentais de carácter investigativo, desenhadas à luz da taxonomia proposta por Ennis, pode constituir uma metodologia adequada, em contexto natural de sala de aula, para o desenvolvimento de capacidades de pensamento crítico nos alunos do 3.º ano de escolaridade, quando são abordados conteúdos do Estudo do Meio. Para esta investigação usou-se um modelo quasi-experimental com pré-teste e pós-teste, usando-se como fonte de dados os registos da observação das aulas experimentais e uma entrevista à docente do grupo experimental. A amostra deste estudo foi constituída por 55 alunos, dos quais 21 alunos formaram o grupo experimental e 34 alunos formaram o grupo de controlo. A investigação desenvolveu-se em cinco etapas. Na primeira etapa foram seleccionados os conteúdos a abordar e desenhados os Guiões para o professor e para os alunos. Na segunda etapa, todos os alunos foram submetidos ao Teste de Pensamento Crítico de Cornell (Nível X), com o objectivo de medir os valores do nível e aspectos de pensamento crítico. Na terceira etapa...

"Pensamento do fora", conhecimento e pensamento em educação: conversações com Michel Foucault

Ribeiro,Cintya Regina
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.78%
O presente trabalho visa problematizar a suposta constituição virtuosa entre educação e conhecimento oriunda de certa herança cultural da modernidade ocidental. A problemática ancora-se na indagação difusa, porém insistente, a ecoar no campo educacional: "o que é o ato do pensar, em educação, na contemporaneidade?". A tomada das condições atuais do pensamento como um problema de pesquisa educacional coloca em questão a histórica articulação entre conhecimento e pensamento reflexivo, obrigando ao confronto de certos amálgamas pedagógicos caros ao campo educacional moderno. Tal enfrentamento se realiza na companhia dos pensadores Michel Foucault e Friedrich Nietzsche, dada a relevância estratégica de suas produções, particularmente acerca da linguagem, da produção da verdade e de suas implicações nos modos de conhecer e pensar. Busca-se operacionalizar uma crítica da linguagem em direção a uma crítica do pensamento em educação, na chave de uma problematização ético-política. Nesse trabalho, tal plataforma analítica configura-se a partir das discussões de Michel Foucault - tanto em relação à questão do pensamento do fora, tal como elaborada por Maurice Blanchot, como em relação ao pensamento da diferença...

Um computador por aluno: trajetórias da pesquisa e do pensamento crítico discente na escola

Helena Cavalcanti das Neves Valle, Lucia; Paulino Abranches, Sergio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.78%
As Tecnologias de Informação e Comunicação vêm se tornando um veículo através do qual a sociedade se move e se organiza, e a escola não poderia jamais estar alheia a todo esse movimento, uma vez que esta pretende se integrar aos processos sociais. Nesse pensamento, os órgãos responsáveis pela educação no país têm concebido maneiras e tentado viabilizar soluções para as questões da inclusão do letramento digital na escola. Se cada criança, então, tivesse seu próprio laptop na escola, conectado à internet, como se dariam as relações de aprendizagem na sala de aula? Como alunos e professores conceberiam suas atividades de pesquisa na escola, mediadas pelo laptop? O Projeto UCA (Um Computador por Aluno), propõe-se a incorporar a realidade tecnológica às escolas públicas brasileiras, através de uma proposta do MEC/FNDE. A nossa investigação tem como objetivo central analisar a construção do pensamento crítico através da pesquisa escolar na web, com os laptops individuais em sala de aula, à luz de uma pedagogia da criticidade, ou seja: até que ponto as tecnologias estão proporcionando aos nossos alunos uma oportunidade a mais, na direção da formação do pensamento crítico, demonstrando pelo menos indícios que podem vir a serem autores de sua própria história? Assim...

Pensamento crítico na educação. Desafios atuais

Dominguez, Caroline; Morais, Eva; Morais, Felicidade; Cruz, Gonçalo; Pinto Lopes, José; Silva, Maria Helena; Monteiro, Maria João; Nascimento, Maria Manuel; Catarino, Paula; Payan-Carreira, Rita; Marques Vieira, Rui
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Livro
POR
Relevância na Pesquisa
36.8%
Embora conste das políticas educativas, a promoção e desenvolvimento de capacidades de pensamento crítico são pouco valorizados a nível curricular, seja no Ensino Pré-Universitário ou no Ensino Superior, insistindo-se ainda demasiado na memorização, evocação, transmissão e reprodução de conhecimentos. Falta, pois, estabelecer um foco concreto na promoção destas capacidades, que não são intuitivas e que devem ser trabalhadas. Desde o Jardim de Infância até ao nível do Ensino Superior têm vindo a ser promovidas várias iniciativas, mas ainda são escassas. Urge potenciar o desenvolvimento da reflexão e da ação nesta área, para consolidar a inclusão destas capacidades de forma interdisciplinar numa perspetiva de maior autonomia e de responsabilização dos alunos no processo de aprendizagem, de transição para o mercado de trabalho e de aprendizagem ao longo da vida. No Ensino Superior, e apesar das iniciativas desenvolvidas em algumas das instituições nacionais e europeias, há ainda um longo caminho a percorrer para integrar o ensino do pensamento crítico nas unidades curriculares dos diferentes cursos, que passará por uma maior articulação entre o desenvolvimento destas capacidades e os conteúdos de aprendizagem...

Pensamento teórico-conceitual docente sobre a geografia escolar: evidências da atuação de professores de geografia na educação básica em Goiânia/GO; Pensamiento teórico-conceptual sobre la geografia escolar: evidencias de la actuación de profesores de geografia em la educación basica en Goiânia/GO

Oliveira, Karla Annyelly Teixeira de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA); Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA); Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Pensar teórico-conceptualmente la Geografía escolar posibilita la autoría de la práctica docente. Esta tesis trata de la relación del profesor con la Geografía en la enseñanza, que es marcada por fragilidades epistemológicas en relación a los contenidos y la didáctica de la Geografía. Tal relación se encuentra en un contexto marcado por las adversidades sociales vinculadas a la profesión, a la formación y al trabajo docente así como por formulaciones teóricas que hacen la separación pensamiento-acción docente en la elaboración de la Geografía escolar. Con vistas a la superación de esta perspectiva, están las teorías que conciben el profesor como autor de la Geografía escolar, puesto que hacen la articulación pensamiento-acción en la elaboración de este conocimiento. Desde estos referenciales, la investigación se ha orientado por los siguientes cuestionamientos: ¿Cómo los profesores hacen el desarrollo del pensamiento teórico-conceptual sobre la Geografía, aunque de las adversidades sociales? ¿Quién son estos profesores? ¿Lo que caracteriza, fundamenta y especifica sus prácticas? ¿ Cómo ellos raciocinan didácticamente no desarrollo de la Geografía escolar? ¿Y la apropiación efectiva del modo de hacer con la Geografía escolar es una posibilidad de reestructuración de sus prácticas docentes? En función de estos cuestionamientos...

A morada do pensamento: um encontro com Platão na busca da natureza do sentido em Frege

Falcão, Jeziel Cordeiro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Filosofia; Metafísica Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Filosofia; Metafísica
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.78%
The ontological investigation of sense, from German philosopher Gottlob Frege s point of view, has, as its foundation, the understanding of reference, representation, thought and sense s categories. According to Frege s writings, On Sense and Reference, and Thoughts Logical Investigations, sense carries itself the solution for the problem of identity s relation. Sense gives us the knowledge s increment that identity doesn t give. But still there is a problem: the definition of sense's nature. Sense couldn t have its nature strictly defined because, in this case, it would be reduced to reference s category and thus, sense would be identified with the own extra-linguistic object, and this is a misconception. But Frege said that thought must be considered as the sense of the sentence. So, with this close relationship between sense and thought, a new goal in this investigation is putt in focus: thought. To Frege, thought is not a simple subjective performance of thinking, it is not a subjective representation, but it is an objective content that is real, eternal, and that exists by itself in a third realm . Thought exists in a realm beyond the world of subjective representations and beyond the world of sensible perception. From this point...

"Pensamento do fora", conhecimento e pensamento em educação: conversações com Michel Foucault; "Thought of the outside", knowledge and thought in education: conversations with Michel Foucault

RIBEIRO, Cintya Regina
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.78%
O presente trabalho visa problematizar a suposta constituição virtuosa entre educação e conhecimento oriunda de certa herança cultural da modernidade ocidental. A problemática ancora-se na indagação difusa, porém insistente, a ecoar no campo educacional: "o que é o ato do pensar, em educação, na contemporaneidade?". A tomada das condições atuais do pensamento como um problema de pesquisa educacional coloca em questão a histórica articulação entre conhecimento e pensamento reflexivo, obrigando ao confronto de certos amálgamas pedagógicos caros ao campo educacional moderno. Tal enfrentamento se realiza na companhia dos pensadores Michel Foucault e Friedrich Nietzsche, dada a relevância estratégica de suas produções, particularmente acerca da linguagem, da produção da verdade e de suas implicações nos modos de conhecer e pensar. Busca-se operacionalizar uma crítica da linguagem em direção a uma crítica do pensamento em educação, na chave de uma problematização ético-política. Nesse trabalho, tal plataforma analítica configura-se a partir das discussões de Michel Foucault - tanto em relação à questão do pensamento do fora, tal como elaborada por Maurice Blanchot, como em relação ao pensamento da diferença...

Atividades promotoras do pensamento critico no 1º CEB

Teixeira, Maria do Carmo Corujo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.78%
A evolução permanente da sociedade faz com que os cidadãos se deparem no seu quotidiano com situações e problemas diversificados. Para lidar eficazmente com tais situações, é necessário mobilizar ferramentas intelectuais que incluem conhecimento e capacidades de pensamento, incluindo de Pensamento Crítico. A escola, como local de formação, deve promover o desenvolvimento de capacidades de PC dos alunos para enfrentarem os problemas da sociedade, para a tomada de decisões de forma crítica e acima de tudo para serem cidadãos participativos. A presente investigação tem como finalidade conceber, implementar e avaliar o contributo de atividades promotoras de capacidades de Pensamento Crítico na mobilização de capacidades de PC (tendo como referência, a taxonomia de Ennis) dos alunos e avaliar o contributo das mesmas na (re)construção/mobilização de conhecimentos no âmbito da temática do Ar: qualidade do ar, no1º Ciclo do Ensino Básico. No que remete para as questões de investigação, foram duas as questões formuladas: i)Qual o contributo das atividades orientadas para o Pensamento Crítico na mobilização de capacidades de Pensamento Crítico dos alunos?;ii)Qual o contributo das atividades orientadas para o Pensamento Crítico na (re) construção/mobilização de conhecimentos dos alunos no âmbito da temática do Ar: qualidade do ar? As atividades foram implementadas numa turma do 2º ano de escolaridade...

Pensamento complexo: representações de professores de ciências e matemática

Martinelli, Rodiane Ouriques
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.78%
O grande desafio lançado à educação no século XXI é a contradição entre os problemas cada vez mais interdependentes e planetários, e a persistência de um modo de conhecimento que privilegia os saberes fragmentados e compartimentalizados. Edgar Morin, sociólogo e pensador francês propõe uma reforma do pensamento em direção a um pensar complexo, que dê subsídios para a interpretação mais contextualizada da realidade. Suas idéias vêm constituindo importante fonte de inspiração para repensar a educação. Baseada nos fundamentos teóricos de Edgar Morin, este trabalho investiga os elementos de um pensamento complexo presentes nos discursos de professores de ciências e matemática. O grupo pesquisado é formado por professores que cursam o Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática, cuja abordagem metodológica desenvolvida nas disciplinas é problematizadora e reflexiva. A partir de questionamentos orais e escritos procurou-se identificar as representações sobre o conceito de complexidade, pensamento complexo e elementos do pensamento complexo expressos nas concepções dos professores sobre a aprendizagem de seus alunos. Para a pesquisa adotaram-se instrumentos metodológicos, como entrevistas e questionários...

"Thought of the outside", knowledge and thought in education: conversations with Michel Foucault; "Pensamento do fora", conhecimento e pensamento em educação: conversações com Michel Foucault

Ribeiro, Cintya Regina
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.78%
This study aims to discuss the supposed virtuous constitution of education and knowledge originated from a certain cultural heritage of Western modernity. The study's problematic is anchored in the diffuse but insistent question which echoes in the educational field: "what is the act of thinking in education in contemporary times?". Studying the current conditions of thought as a problem of educational research calls into question the historical relationship between knowledge and reflective thinking, and it forces the confrontation of certain pedagogical amalgams dear to the modern educational field. Such confrontation takes place in the company of the thinkers Michel Foucault and Friedrich Nietzsche, given the strategic importance of their writings, particularly about language, the production of truth and their implications for the ways of knowing and thinking. I attempt to operate a critique of the language toward a critique of the thought in education, in the key of an ethical and political problematization. In this work, such analytical platform configures itself with Michel Foucault's discussions - both in relation to the matter of the thought of the outside, as developed by Maurice Blanchot, and the thought of difference, as formulated by Gilles Deleuze. I suggest that the exploration of this debate can be an exercise of exteriority or of differential thinking in the game with the knowledge and the reflective thinking present in the educational field - both in the ambit of school everyday pedagogical practices and in the field of the production of educational research.; O presente trabalho visa problematizar a suposta constituição virtuosa entre educação e conhecimento oriunda de certa herança cultural da modernidade ocidental. A problemática ancora-se na indagação difusa...

OS PRINCIPAIS MODOS DO PENSAMENTO JURÍDICO PROFISSIONAL; THE MAIN TYPES OF PROFESSIONAL JURIDICAL THINKING

Davydova, Marina L.; Universidade Estadual de Volgogrado – Federação Russa.
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 26/11/2015 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.79%
Em seu livro Os três modos de pensar a ciência jurídica, publicado em 1934, Carl Schmitt apresenta seu conceito de pensamento de ordem-concreta que contrasta com dois modos clássicos de pensamento jurídico: o decisionismo e o normativismo, considerados como etapas passadas do desenvolvimento geral da história jurídica. No direito comparado, o estilo jurídico, que inclui um modo especial de pensamento, é um dos critérios tradicionais que distinguem um sistema jurídico nacional de outro. De acordo com este ponto de vista, o normativismo alemão e o decisionismo americano são determinados por características típicas de seus sistemas jurídicos correspondentes. Nossa ideia é que cada modo de pensamento jurídico não se relaciona nem com o sistema jurídico nem com o período histórico do desenvolvimento científico, mas com a especialidade da profissão jurídica. Juízes de todos os países têm muita coisa em comum em seu estilo de pensamento. Entretanto, em um país particular, pode-se encontrar uma grande diferença entre o modo de pensamento de um juiz e, por exemplo, o de um cartorário ou oficial de justiça (enforcer). Em nosso artigo, buscamos encontrar a relação entre os três modos de pensamento jurídico de Carl Schmitt (pensamento normativo ou estatutário...

A ARCHĒ NA FORMAÇÃO DO PENSAMENTO NEOTESTAMENTÁRIO

Pereira, Jovânio Luiz
Fonte: Archai: Journal on the origins of Western thought; Archai: Revista de estudos sobre as origens do pensamento ocidental Publicador: Archai: Journal on the origins of Western thought; Archai: Revista de estudos sobre as origens do pensamento ocidental
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.5%
O objetivo deste artigo é analisar os diversos conceitos existentes entre os gregosquanto à archē (origem, princípio), e suas relações com a formação do pensamentoneotestamentário. Trata-se de uma abordagem que visualiza identificar interferências de idéiasdisseminadas no mundo helênico que paulatinamente afetaram a maneira de pensar ecompreender a origem das coisas no pensamento cristão em fase de formação no primeiroséculo. Por esta razão, ao escreverem seus textos, os autores neotestamentários apresentaramàs suas comunidades e demais leitores o que compreendiam ser a archē, ou seja, a origem detodas as coisas.