Página 1 dos resultados de 1271 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Índice de patogenicidade, produção de hemolisina e sorogrupo de amostras de Escherichia coli isoladas de aves de postura comercial; Pathogenicity index, production of hemolysin and serogroup of samples of Escherichia coli isolated from commercial layng hens

GUASTALLI, E. A. L.; GAMA, Nilce Maria Soares Queiroz; BUIM, Marcos Roberto; OLIVEIRA, R. A.; FERREIRA, Antonio José Piantino; LEITE, D. S.
Fonte: São Paulo Publicador: São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
Este estudo avaliou o índice de patogenicidade, a produção de hemolisina e a determinação de sorogrupos de cepas de Escherichia coli isoladas de fígado de aves de postura comercial com um dia de idade. Para este estudo, foram analisados 32 lotes, dos quais 15 foram positivos para o isolamento de E. coli no fígado, totalizando vinte e quatro amostras. A patogenicidade dos isolados foi determinada por inoculação no saco aéreo de pintinhos e classificada como alta, intermediária, baixa ou não-patogênica. Os sorogrupos foram identificados utilizando um conjunto de antissoros anti-O (O1 a O180). A produção de hemolisina foi determinada por semeadura em ágar sangue de galinha (8%) e em placas de ágar sangue de carneiro (8%). Do total de amostras estudadas, 17 (70,83%) foram classificadas como não patogênica, 6 (25%) como de baixa patogenicidade e 1 (4,17%) de alta patogenicidade. Foram identificados 14 sorogrupos diferentes: O1, O2, O5, O8, O15, O18, O22, O36, O64, O70, O75, O115, O132, O141. Cinco cepas não tiveram o sorogrupo identificado. Com relação ao teste de produção de hemolisina, todas as cepas foram consideradas negativas, tanto para o teste realizado com ágar sangue de galinha quanto para o de carneiro. Os resultados obtidos neste estudo demonstram a importância de se identificar as cepas prevalentes de E. coli nas diferentes regiões produtoras...

Modulação da expressão de genes de patogenicidade putativos em Xylella fastidiosa sob condições de baixa e alta densidade celular.; Expression modulated putative pathogenesisrelated genes in Xylella fastidiosa at low and high cell-density conditions.

Scarpari, Leandra Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.35%
Xylella fastidiosa (Xf) é o agente causal de doenças em várias culturas economicamente importantes. Recentemente foi identificada como sendo o agente causal da clorose variegada dos citros (CVC), doença que representa um grande problema para os citricultores paulistas, pois vem causando perdas econômicas significativas. Trata-se de uma bactéria gram-negativa, fastidiosa e restrita ao xilema das plantas hospedeiras. Um fato observado na interação Xf - citros, é que plantas infectadas por Xf podem demonstrar sintomas da doença um longo tempo após a infecção. Isto faz supor que a expressão de fatores de patogenicidade e/ou virulência ocorre somente após a população de Xf na planta atingir altas densidades celulares. Como fatores de patogenicidade/virulência de algumas bactérias são regulados por sensores de quorum, seria interessante determinar se esse mecanismo de regulação gênica ocorre em Xf, e quais genes bacterianos são regulados por densidade celular. O objetivo deste trabalho foi verificar se genes de patogenicidade putativos de Xf são modulados pela densidade celular em meio de cultura. Para tal, Xf foi cultivada em PW líquido, células no início da fase exponencial (baixa densidade celular) e na fase estacionária (alta densidade celular) foram coletadas...

Patogenicidade de Fusarium oxysporum f.sp. phaseoli, adubação nitrogenada e produtividade de feijão.; Pathogenicity of Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli, nitrogen fertilization and common bean yield.

Ito, Marcio Akira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
O Brasil se encontra entre os maiores produtores e consumidores mundiais de feijão, o qual representa a principal fonte de proteína vegetal na dieta alimentar de significativa parcela da população. Apesar de apresentar destaque na produção mundial de feijão, a produtividade média brasileira é muito baixa. Na safra das águas de 2002, o Brasil obteve uma produtividade de 926kg.ha-1, valor muito aquém do potencial genético da cultura, que pode chegar a 4.000kg.ha-1. As doenças estão entre os principais fatores que contribuem para a baixa produtividade e o alto risco dessa cultura. As doenças causadas por fungos de solo são um dos fatores de maior contribuição, com destaque para a murcha ou amarelecimento de Fusarium. Alguns estudiosos apontam, como uma das principais causas para a ocorrência e predisposição das plantas a patógenos e insetos-praga, o desequilíbrio nutricional (carência ou excesso) aliado ao estádio fenológico do hospedeiro, além do componente genético. Nas condições do Brasil, ainda são escassos os trabalhos visando ao controle cultural da murcha de fusarium em feijão. Assim, o presente trabalho teve por objetivos: (i) a avaliação do efeito da variação do pH do meio de cultura sobre o desenvolvimento micelial de Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli; (ii) a verificação do efeito da variação do pH do meio de cultura...

Fungos associados às sementes de cana-de-açúcar (cariopses) no Brasil: identificação, patogenicidade e controle; Sugarcane seedborne (caryopses) fungi in Brazil: identification, pathogenicity and control

Martins, Thaïs Dias
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Este estudo teve como objetivos: investigar o método mais adequado para detecção de fungos associados às sementes de cana-de-açúcar; fazer o levantamento dos fungos associados às sementes e incidência; correlacionar a incidência fúngica nessas sementes e o ambiente onde foram produzidas; efeitos que fungos associados às sementes têm em sementes e plântulas; patogenicidade dos fungos mais freqüentes e sintomas que podem causar; determinar a sensibilidade dos principais fungos a fungicidas; determinar a fitotoxicidade de sementes e plântulas a fungicidas e propor o tratamento fungicida mais adequado para produção de plântulas vigorosas, sem sintomas, para os programas de melhoramento. Para avaliar o método mais adequado de detecção dos fungos, realizaram-se análises sanitárias utilizando combinações entre recipientes, substratos e regimes de luz. Para levantamento dos fungos associados e da incidência em sementes, realizaram-se análises sanitárias das sementes de 29 amostras e as incidências fúngicas obtidas foram comparadas com os dados climáticos do local onde foram produzidas as sementes. Os possíveis efeitos dos fungos às sementes e plântulas foram estudados por testes de sanidade e germinação de sementes...

Transformação genética e patogenicidade de Guignardia citricarpa; Genetic transformation and pathogenicity of Guignardia citricarpa

Rodrigues, Maria Beatriz Calderan
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.35%
O Brasil é líder absoluto no comércio internacional de suco de laranja concentrado congelado participando com 82% do volume comercializado no mundo. Guignardia citricarpa é um fungo Ascomiceto agente causal da Mancha Preta dos Citros (MPC), uma doença importante no contexto da Citricultura, causando lesões negras em frutos tornando-os impróprios para a exportação, já que não são aceitos na União Européia pois o patógeno é classificado como quarentenário. O presente trabalho teve como objetivo principal estabeler a metodologia de transformação genética de G. citricarpa para futuramente auxiliar no entendimento dos mecanismos de patogenicidade desta espécie, visando diminuir perdas na citricultura brasileira devido à MPC. Além disso, foi realizada uma análise do gene da enzima endopoligalacturonase, a qual está associada à capacidade de patógenos em colonizar plantas. Para elucidar esse fenômeno, foi realizada a busca de genes relacionados à patogenicidade em outros fungos fitopatogênicos previamente descritos e confirmados participarem no processo de doenças em diversas plantas. Considerando que esses genes possuem uma região conservada para esse fim, após o alinhamento dessas sequências foram construídos primers e o gene de endopoligalacturonase foi identificado no gênero Guignardia sp. Outra espécie pertencente a esse gênero é G. mangiferae...

Desenvolvimento de sistemas de aquisição de Bacillus thuringiensis por Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera:Psyllidae) para estudos de patogenicidade; Development of acquisition systems of Bacillus thuringiensis by Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Psyllidae) for pathogenicity studies

Balbinotte, Juliana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Bacillus thuringiensis (Bt) é uma bactéria entomopatogênica utilizada como biopesticida contra insetos, principalmente Lepidoptera, Coleoptera e Diptera, e na produção de organismos geneticamente modificados. Com a descoberta da capacidade de Bt se movimentar sistemicamente em plantas, potencialmente atingindo insetos sugadores, surge uma nova possibilidade para o controle de Diaphorina citri Kuwayama, que transmite bactérias associadas ao Huanglongbing, uma séria doença da citricultura. O objetivo do trabalho foi desenvolver sistemas de aquisição de Bt por D. citri, in vitro e in planta, para estudos de patogenicidade. Uma estirpe de Bt transformada com o gene green fluorescent protein (Btk-gfp), cultivada em meio NYSM, foi usada como marcador de aquisição pelo inseto e movimentação nas plantas. Para o sistema de aquisição in vitro, selecionaram-se dietas com base na sobrevivência e atividade alimentar de D. citri. Btk-gfp foi adicionada à dieta selecionada, composta por uma solução de sacarose a 30% em água mineral com corantes alimentícios (verde 0,1% e amarelo 0,4%). A dieta foi acondicionada em um sachê formado por duas membranas de Parafilm®, sobre a parte inferior de uma placa de Petri de 40 mm de diâmetro (gaiola de alimentação). Dez insetos foram confinados em cada gaiola para períodos de acesso à aquisição (PAA) de até 48 h...

Perfil bioquímico de amostras de escherichia coli isoladas de materiais avícolas no estado do Rio Grande do Sul e sua relação com a patogenicidade.

Fortes, Flávia Borges
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
A Escherichia coli é um microorganismo pertencente à flora bacteriana entérica de animais e seres humanos, estando amplamente disseminada na natureza. A colonização intestinal ocorre logo após o nascimento, sendo que 10 a 20% das E. coli podem ser potencialmente patogênicas para as aves. Esta bactéria representa um problema econômico na indústria avícola, pois é responsável por causar as colibaciloses. Este termo refere-se a qualquer tipo de infecção, localizada ou sistêmica, causadas total ou parcialmente por amostras patogênicas de E. coli. Como exemplos, podem-se citar os problemas respiratórios, como aerosaculite e pneumonias, além de peritonite, onfalite, salpingite e sinovite, entre outros. Além disso, a E. coli é o agente mais freqüentemente isolado nos casos de celulite aviária, provocando lesões cutâneas que levam as carcaças à condenação total ou parcial no momento do abate, provocando relevantes prejuízos. O objetivo deste trabalho foi verificar o perfil bioquímico de 261 amostras de E. coli, obtidas a partir de diferentes materiais de origem aviária, coletados no Rio Grande do Sul. Posteriormente, estes resultados foram associados com os Índices de Patogenicidade (IP) de cada amostra, verificando a possibilidade de relacioná-los. Além do teste de hemólise...

Estabelecimento de um novo índice de patogenicidade para amostras de E. coli e o uso de redes neurais artificiais

Souza, Guilherme Fonseca de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.39%
A colibacilose é a denominação comum a diferentes lesões locais ou sistêmicas causadas pela bactéria E.coli com propriedades patogênicas . Essas lesões são conhecidas como a principal causa infecciosa de condenação de carcaças. No Brasil, entre 2001 e 2005, essa condenação gerou um prejuízo estimado em US 58 milhões à avicultura . Deste total, 19 milhões podem ser creditados à presença de lesões cutâneas de celulite e 39 milhões a lesões sistêmicas. A E.coli é o principal habitante do trato gastrintestinal de mamíferos e de aves. Nos aviários, é possível encontrar 106 UFC/grama de fezes, tornando praticamente impossível a eliminação deste agente no ambiente. A dificuldade que envolve a E.coli está na classificação desta como patogênica, haja vista que a diferenciação entre cepas virulentas e avirulentas continua sendo um problema após o diagnóstico bacteriológico. A biologia molecular vem auxiliando no maior entendimento dos mecanismos de patogenicidade das E. coli e cada vez mais, é demonstrada a grande importância da interação dos diversos fatores de virulência na determinação da patogenicidade. Este trabalho tem como objetivo gerar novos elementos para o maior entendimento da patogenicidade da E.coli...

Caracterização da atividade proteolítica de isolados ambientais e cepas padrão de Acanthamoeba spp. e sua relação com a patogenicidade in vivo; Characterization of the proteolytic activity of environmental isolates and standard strains Acanthamoeba spp. and its relationship with pathogenicity in vivo

Veríssimo, Carolina de Marco
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
O conhecimento a respeito dos fatores que de fato definem a patogenicidade de Acanthamoeba é limitado. A atividade proteolítica apresentada por isolados de Acanthamoeba tem sido associada a funções importantes na patogênese de doenças como ceratite e encefalite granulomatosa amebiana. O presente trabalho avaliou os perfis de atividade proteolítica de meios condicionados de Acanthamoeba isoladas de casos clínicos e do ambiente em gel de zimograma, com o objetivo de caracterizar as proteases secretadas e relacioná-las à capacidade patogênica apresentada pelos isolados nos testes in vivo e in vitro. Os isolados avaliados secretaram quantidades e tipos de proteases diferentes entre si, as quais não foram associadas à origem do isolado, genótipo ou espécie e nem à patogenicidade in vivo de Acanthamoeba. Os modelos in vivo aplicados foram úteis para avaliar a capacidade do mesmo isolado em estabelecer infecções uculares olhos e sistêmicas e diferenciar os isolados quanto ao grau de virulência. Além disso, demonstramos que cepas de origem ambiental são capazes de estabelecer infecções oculares e sistêmicas em animais, destacando o risco que estes protozoários podem oferecer à saúde humana. Em conjunto, nossos dados indicam que...

Uso de redes neurais artificiais para classificação da patogenicidade de Escherichia coli de origem aviária

Tejkowski, Thiago Moreira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
E. coli Patogênicas Aviárias (APEC) são uma das causas de doenças extra-intestinais em aves, as quais trazem grande prejuízo econômico para o setor avícola mundial. Os avanços nas pesquisas vêm aumentando o entendimento dos mecanismos de patogenicidade das APEC, demonstrando a grande importância da interação dos diversos fatores de virulência na determinação da sua patogenicidade. Redes Neurais Artificiais (RNAs) têm mostrado ser uma poderosa ferramenta para uma vasta gama de aplicações. Neste trabalho, o foco na aplicação da RNA é na predição (0 a 10) da patogenicidade de amostras APEC. Em 489 isolados APEC foram analisados a presença de 38 genes associados a virulência, o Índice de Patogenicidade (IP) in vivo e a motilidade das amostras. Duas RNAs foram construídas utilizando o software Neuroshell Classifier 2.1 (Ward Systems Group, Inc., Frederick, MD, USA) em duas fases distintas: treinamento e validação. Utilizou-se como camada de entrada, informações sobre a presença ou ausência dos 38 genes de virulência e a motilidade de cada uma das amostras, com uma camada de saída formada pelo IP in vivo previamente determinado. As RNAs construídas apresentaram uma classificação correta acima de 90%...

Estabelecimento de um índice de patogenicidade em pintos de corte de um dia de idade para amostras de Pasteurella multocida de aves e suínos

Pilatti, Roberta Marmitt
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.45%
Pasteurella multocida, apesar de ser uma bactéria que compõe a microbiota respiratória, sob algumas circunstâncias pode manifestar-se como um agente patogênico primário ou secundário, causando doença em aves e outros animais. Como agente primário, P. multocida leva a grandes perdas econômicas, causando cólera em aves, rinite atrófica em suínos e septicemia hemorrágica em bovinos e bubalinos. P. multocida é uma espécie heterogênea, e a patogenicidade dos isolados pode ser amplamente variável. A suscetibilidade do hospedeiro à essas cepas varia consideravelmente entre espécies. Inoculações experimentais de P. multocida em camundongos e aves são comumente usadas para avaliar a patogenicidade de diferentes cepas, mas os resultados são geralmente subjetivos e pouco mensuráveis. O objetivo deste trabalho foi estabelecer uma nova metodologia para classificar a patogenicidade de cepas de P. multocida, através da formulação de um índice padrão. Para determinar esse índice, foram usadas 97 amostras de P. multocida, isoladas de cólera em aves e rinite em suínos. Cem microlitros (105 UFC) de uma cultura bacteriana contendo 106 UFC/mL, de cada isolado de P. multocida foram inoculados, por via intraperitoneal, em 10 pintos de um dia. Além da mortalidade causada pela inoculação...

Avaliação da patogenicidade e da imunidade cruzada de estirpe variante do vírus da bronquite infecciosa aviária isolada no Brasil

Fernando, Filipe Santos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xv, 111 p. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; Nesse estudo, um isolado de campo do vírus da bronquite infecciosa (VBI) no Brasil (IBVPR-12), previamente classificado como um genótipo variante, foi caracterizado de forma comparativa com a estirpe M41 do VBI, sendo levantadas as características de patogenicidade em diferentes órgãos como a traqueia, o pulmão, os rins, as gônadas e as tonsilas cecais (patotipo) e a imunidade cruzada com relação à estirpe vacinal H120 do VBI (protectotipo), incluindo as respostas imunes humorais sistêmicas e locais induzidas. Para tanto, foram utilizados grupos experimentais de galinhas “specific pathogen free” (SPF) previamente vacinadas ou não com a estirpe H120 do VBI e depois desafiados com essa variante viral, ou com a estirpe M41. Para essas duas estirpes virais foram avaliadas a capacidade de replicação e as lesões produzidas em diferentes órgãos, a atividade inibidora do movimento ciliar no epitélio traqueal e as respostas imunes humorais desenvolvidas no soro sanguíneo e na secreção lacrimal dessas aves. Foram observadas diferenças marcantes na patogenicidade e no tropismo tecidual desses vírus, sendo que a estirpe M41 apresentou replicação mais intensa e lesões mais pronunciadas no trato respiratório...

Patogenicidade de Lecanicillium lecanii (ZIMM.) Zare & GAMS ao ácaro rajado Tetranychus urticae (Acari:Tetranychidae) e sua compatibilidade a agrotóxicos e organismos biocontroladores utilizados na cultura do crisântemo

Wenzel, Inajá Marchizeli
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: ii, 84 f. : il. color., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA; Este trabalho teve como objetivo avaliar a patogenicidade do isolado JAB 02 de Lecanicillium lecanii (Zimm.) Zare & Gams ao ácaro rajado Tetranychus urticae e a sua compatibilidade com agrotóxicos, nematóides entomopatogênicos e ácaros predadores. Os conídios do fungo, produzidos em arroz, foram avaliados nas concentrações de 5 x 106, 1 x 107, 5 x 107, 1 x 108 e 5 x 108 conídios/mL. A partir das porcentagens de mortalidade de T. urticae, que variaram entre 49 e 90% no décimo dia de avaliação, foi determinada a CL50 de 5,25 x 106 con./mL. A compatibilidade em laboratório foi verificada misturando-se os agrotóxicos em meio de cultura BDA e os parâmetros utilizados para a avaliação foram crescimento vegetativo, esporulação e viabilidade do entomopatógeno. Em condições de estufa, as suspensões dos produtos químicos e, posteriormente, a do fungo foram pulverizadas em plantas de crisântemo. Após a aplicação, quatro folhas foram coletadas e lavadas obtendo-se uma suspensão que foi plaqueada em BDA, sendo então avaliado o crescimento das colônias do fungo. Verificou-se, em laboratório...

Relato de Rhizoctonia solani AG-4 HG I em crisântemo (Papiro Branco e Amarelo) e R. solani AG-4 HG III em gipsófila no estado de São Paulo, Brasil, e sua patogenicidade cruzada

Bueno, César Júnior; Bettiol, Wagner; Mesa, Edisson Chavarro; Ceresini, Paulo Cézar
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 286-289
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Currently, anastomosis groups (AG) of Rhizoctonia sp. on chrysanthemum and occurrence of this fungus on gypsophila have not been reported in Brazil. However, in the present study, normal and cross pathogenicity and sequencing of ITS-5.8S rDNA regions were used to confirm the AG of isolate of Rhizoctonia sp. obtained from chrysanthemum (White Papyrus) and from gypsophila plants cultivated in Holambra / São Paulo, Brazil. After these tests, it was confirmed the report of Rhizoctonia solani AG-4 HG I on chrysanthemum (White and Yellow Papyrus) and R. solani AG-4 HG III on gypsophila in the São Paulo state, Brazil, and also their cross pathogenicity.; Atualmente, grupamento de anastomose (AG) de Rhizoctonia sp. em crisântemo e ocorrência deste fungo em gipsófila ainda não foram relatados no Brasil. Assim, realizou-se teste de patogenicidade normal e cruzada e sequenciamento da região ITS-5.8S rDNA para identificar o AG de isolado obtido de plantas de crisântemo (Papiro Branco) e de gipsófila, ambas originárias de Holambra / São Paulo, Brasil. Após os testes, relata-se pela primeira vez a ocorrência de R. solani AG-4 HG I em crisântemo (Papiro Branco e Amarelo) e R. solani AG-4 HG III em gipsófila, no estado de São Paulo...

Análise de uma biblioteca de mutantes de Xanthomonas citri subsp. citri quanto à patogenicidade

Silva, Ana Carolina Buzinari da
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: viii, 46 p. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Pós-graduação em Microbiologia Agropecuária - FCAV; The study of plant-pathogen interaction is very important to citrus canker understanding, justifying the search for virulence and pathogenicity related genes in Xanthomonas citri subsp. citri (Xac), causal agent of this disease. In this study, a random mutagenesis by Tn5 transposon insertion into Xac’s genome was performed. Eight thousand mutants were produced and 292 mutants were tested in planta. From those, five mutants expressed altered symptomatology, two showed complete absence of symptoms and three reduced hyperplasia. Gene sequences analysis where transposon was inserted, indicated mutations in purF, yapH and oar genes, in a region that codes for a hypothetical protein (XAC0196), and in a region between pobB (XAC0362) and glpR (XAC0361) genes. Analysis of bacteria growth curve in planta showed that, except for purF gene, all the others genes may be involved in Xac pathogenicity. Two of these genes, yapH and oar, are described as bacterial adhesion related genes, highlighting that interference in this process has direct influence in the Xac infection success. The importance of hypothetical protein identification is emphasized, since it presented attenuated symptomatology when mutated; O estudo da interação planta-patógeno é de grande importância para o entendimento do cancro cítrico...

Expressão e detecção de genes envolvidos com patogenicidade de Crinipellis perniciosa

Maricene Sabha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.22%
O fungo Crinipellis perniciosa Stahel (Singer), ataca tecidos meristemáticos do cacaueiro Theobroma cacao, causando anormalidades como hiperplasia e hipertrofia nos tecidos infectados, que resultam na doença conhecida como vassoura-de-bruxa. Nas regiões produtoras de cacau do Estado da Bahia, a vassoura-de-bruxa tem causado grandes danos econômicos e esforços têm sido deflagrados com o intuito de estabelecer um plano de controle da doença. O patógeno é pouco estudado e genes envolvidos na interação planta-patógeno e responsáveis pela patogenicidade são desconhecidos. O projeto genoma de C. perniciosa (www.lge.ibi.unicamp.br/vassoura) foi criado para auxiliar a elucidar os aspectos inerentes à patogenicidade e crescimento do fungo, que permitirão conhecer o organismo de forma global e assim ajudar a entender as estratégias que ele utiliza no ataque à planta. A compreensão desses mecanismos poderá definir os caminhos para controla-lo. O conhecimento do genoma não identificará, de imediato, os genes envolvidos com patogenicidade. Portanto, torna-se necessário complementar os dados do genoma com análise da expressão para determinar quando os diferentes genes são expressos. Uma das formas de analisar os mecanismos de fitopatogenicidade é identificar os genes diferencialmente expressos durante a interação planta-hospedeiro. A metodologia de microarray permite a análise da expressão de milhares de genes simultaneamente...

Estudo das proteinas HrpF e AvrXacE2 na patogenicidade de Xanthomonas axonopodis pv. citri; Study of the proteins HrpF and AvrXacE2 in pathogenicity of Xanthomonas axonopodis pv. citri

Flavia Vischi Winck
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.43%
A bactéria Xanthomonas axonopodis pv. citri (Xac) é o agente causador do cancro cítrico, doença que leva a severas perdas econômicas devido à contaminação e à erradicação de plantas de citros. Com o seqüenciamento completo do genoma de Xac, vários genes supostamente envolvidos com a patogenicidade de Xac foram identificados. Os genes ligados à resposta de hipersensibilidade (hrp) e avirulência (avr) em geral estão relacionados à patogenicidade de Xanthomonas, entretanto, poucos estudos funcionais destes genes de Xac foram feitos. Foram construídas linhagens mutantes de Xac para a perda de função dos genes hrpF e avrXacE2 e, nas análises in vivo, foi verificado que hrpF está envolvido na patogenicidade de Xac e é essencial para a manifestação dos sintomas primários da doença. A mutação de avrXacE2 não provocou alterações na capacidade de Xac em provocar os sintomas do cancro, portanto, este gene não parece ser essencial para a patogenicidade da bactéria, podendo não estar envolvido diretamente na patogenicidade de Xac. Os genes hrpF e avrXacE2 foram clonados em vetores de expressão e foram realizados testes de indução da expressão destas proteínas em sistemas heterólogos. Somente a proteína AvrXacE2 foi expressa...

Patogenicidade de Cepas de Listeria monocytogenes isoladas de alimentos e material clinico cultivadas em diferentes temperaturas

Vera Lucia Nobrega da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1995 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Esta pesquisa teve por objetivo estudar a patogenicidade de cepas de L. monocytogenes cultivadas a 4, 22 e 37°C em células Vero, macrófagos e embriões de galinha. Foram utilizados dois grupos de cepas: um isolado de listeriose humana e outro isolado de alimentos, tendo sido incluído uma cepa padrão patogênica "Scott A" e uma cepa de L. innocua, avirulenta. Primeiramente, determinamos algumas características morfológicas, bioquímicas e sorológicas das cepas. Todas apresentaram as características próprias da espécie, sendo que as amostras isoladas de casos clínicos humanos eram pertencentes ao sorotipo 4b. As que foram isoladas de alimentos eram pertencentes ao sorotipo 1/2a e 1/2b. Em outra fase estudamos a cinética de invasão e multiplicação de L. monocytogenes em cultivo de células Vero e macrófagos e o efeito da temperatura de cultivo da bactéria neste processo. Em macrófagos, a invasão e multiplicação foi mais efetiva do que em células Vero, e dependente do tempo após a inoculação e temperatura de cultivo das cepas. As cepas clínicas apresentaram maior capacidade de multiplicação a 4 e 37°C do que as isoladas de alimentos. A cepa 132 procedente de alimento foi mais invasiva em macrófagos do que as outras duas da mesma origem. A inoculação de L monocytogenes em células Vero não serviu para diferenciar as cepas clínicas das alimentares...

Expressão, purificação e caracterização parcial de proteínas relacionadas à patogenicidade de Magnaporthe grisea; Expression, purification and partial characterization of proteins related to the pathogenicity of Magnaporthe grisea

Dilaine Rose Silva Schneider
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
A brusone do arroz (rice blast disease) causada pelo ascomiceto fitopatógeno Magnaporthe grisea continua a ter um enorme impacto nas culturas de arroz (Oryza sativa) no Brasil e no mundo. PWL2, uma proteína efetora, é um conhecido produto de um gene AVR (avirulência). O gene PWL2 impede que o fungo infecte weeping lovegrass (Eragrostis curvula). Neste trabalho nós identificamos em uma linhagem de M. grisea um gene que produz uma proteína diferente de PWL2, denominada PWL2D. A seqüência do gene PWL2D tem duas bases que diferem do gene PWL2, as quais produzem alterações nos resíduos de 90 e 142 da proteína. A alteração do resíduo 90 (de D90 para N90) é fundamental para a avirulência. Neste trabalho foram efetuadas a clonagem do gene PWL2D no vetor pET32-Xa/LIC, a expressão em Escherichia coli e a avaliação da estrutura de PWL2D por técnicas espectroscópicas. A proteína PWL2D fusionada à cauda TRX é propensa a agregação, e sua solubilidade é melhorada quando super-expressa sem o seu peptídeo-sinal original. Os resultados estruturais obtidos indicam que a proteína PWL2D possivelmente é intrinsecamente desordenada. Foi elaborado um modelo para a resistência/susceptibilidade do hospedeiro à M. grisea considerando a atuação de PWL2D como uma proteína intrinsecamente desordenada. Os resultados obtidos deverão facilitar a análise estrutural de PWL2D e podem contribuir para a compreensão da função do gene nas interações fungo / planta. Oito diferentes genes de M. grisea...

Analise da influencia das fontes de carbono na patogenicidade do Moniliophthora perniciosa pathogenicity em Theobroma cacao; Analisys of carbon sources influence on Moniliophthora perniciosa pathogenicity in Theobroma cacao

Fatima Cerqueira Alvim
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.39%
O fungo basidiomiceto hemibiotrófico Moniliophthora perniciosa, agente causal da doença vassoura-de-bruxa (VB) em Theobroma cacao, é o principal patógeno da lavoura cacaueira nas Américas e no Caribe. O presente trabalho apresentou como objetivo primordial identificar proteínas relacionadas com a patogenicidade deste fungo. No primeiro capítulo desta tese foi demonstrado o efeito de diferentes fontes de carbono sobre a morfologia e fisiologia do M, perniciosa. O fungo foi crescido em fontes de carbono fermentáveis e/ou não-fermentáveís. Foram observadas diferenças significativas na morfologia do micélio que se correlacionaram com a fonte de carbono utilizada. Foram observadas também diferenças qualitativas e quantitativas marcantes para as proteínas secretadas (secretoma) pelo micélio. O ensaio biológico efetuado em folhas de Nicotiana tabacum revelou que a capacidade do secretoma em induzir necrose nos tecidos vegetais também diferia em função da fonte de carbono utilizada pelo fungo durante o seu crescimento. O glicerol, como fonte única de carbono, foi identificado como o composto que mais induziu a atividade necrótica do secretoma do patógeno. O nível do chaperone molecular BiP (Binding Protein) em meristema de cacau aumentou em resposta à infiltração do secretoma de M. perniciosa...