Página 1 dos resultados de 47 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Steroidal and triterpenoidal glucosides from passiflora alata

Reginatto, Flavio Henrique; Kauffmann, Carla; Schripsema, Jan; Guillaume, Dominique; Gosmann, Grace; Schenkel, Eloir Paulo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
37.17%
Cinco glicosídeos foram isolados a partir das folhas de P. alata. Após extensivas análises espectroscópicas, as estruturas 1-5 foram identificadas como sendo o 3-O-B-D-glicopiranosilestigmasterol (1), o ácido 3-O-B-D-glicopiranosil-oleanólico (2), o ácido 3-O-B-D-glicopiranosil- (13)-B-D-glicopiranosil-oleanólico (3), o ácido 3-O-B-D- glicopiranosil-(12)-B-D-glicopiranosiloleanólico (4) e 9,19-ciclolanost-24Z-en-3B,21,26-tri-hidróxi-3,26-di-O-gentiobiose (5). Adicionalmente, foram analisados, através de CCD, extratos hidroetanólicos de espécies de Passiflora existentes no sul do Brasil (P. actinia, P. caerulea, P. edulis var. flavicarpa, P. elegans, P. foetida, P. misera e P. tenuifila). A acumulação de saponinas foi verificada somente em Passiflora alata. .; Five glycosides were isolated from leaves of P. alata. The structures 1-5 were obtained through extensive spectral analyses as 3-O-B-D-glucopyranosyl-stigmasterol (1), 3-O-B-D-glucopyranosyloleanolic acid (2), 3-O-B-D-glucopyranosyl-(1®3)-B-D-glucopyranosyl-oleanolic acid (3), 3-O- B-D-glucopyranosyl-(1®2)-B-D-glucopyranosyl-oleanolic acid (4) and 9,19-cyclolanost-24Z-en- 3b,21,26-trihydroxy-3,26-di-O-gentiobiose (5). Comparison of the TLC profiles of the hydroethanolic extracts from leaves of other Passiflora species found in the south of Brazil (P. actinia...

Preferência alimentar de Dione juno juno (CRAMER, 1779) (Lepidoptera: Nymphalidae) por genótipos de maracujazeiro

Angelini, Marina Robles; Boiça Júnior, Arlindo Leal
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 276-281
POR
Relevância na Pesquisa
27.33%
O presente trabalho teve por objetivo determinar o efeito de genótipos de maracujazeiro quanto à atratividade e à não-preferência para alimentação de lagartas de Dione juno juno, em diferentes idades, através de testes com e sem chance de escolha. Os experimentos foram conduzidos no Departamento de Fitossanidade da FCAV/UNESP de Jaboticabal-SP, sob condições ambientais controladas (T=26=±=1°C=U.=R.= 60 ± 10% e fotofase = 14 horas), utilizando-se dos genótipos Passiflora edulis, P. gibertii, P. alata, Sul Brasil, IAC-275, Flora FB 300, P. serrato-digitata, P. edulis f. flavicarpa, Maguary FB-100 e P. foetida. Para o teste com chance de escolha, foram utilizadas placas de Petri, onde foram distribuídos, de forma eqüidistante, um disco foliar (3,2 cm) de cada genótipo estudado e liberando-se em seguida, no centro da placa, 5 lagartas recém-eclodidas ou uma lagarta com 10 dias de idade por material. No teste sem chance de escolha, foi colocado apenas um disco de cada genótipo por placa de Petri (9 cm de diâmetro), mantendo-se o mesmo padrão de infestação utilizado no teste com chance. As avaliações foram realizadas em duas etapas, sendo que, na primeira, avaliou-se a atratividade, contando o número de lagartas em cada material a 1; 3; 5; 10; 15; 30; 60; 120; 240 minutos e 24 horas após a liberação das mesmas. Na segunda etapa...

Diversidade genética entre genótipos comerciais de maracujazeiro-amarelo (Passiflora edulis f. flavicarpa) e entre espécies de passifloras nativas determinada por marcadores rapd

Viana,Alexandre Pio; Pereira,Telma Nair Santana; Pereira,Messias Gonzaga; Souza,Margarete Magalhães de; Maldonado,José Francisco Martinez; Amaral Júnior,Antônio Teixeira do
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
A diversidade genética entre genótipos de maracujazeiro amarelo foi avaliada por meio de marcadores genéticos de DNA tipo RAPD. Para tanto, materiais genéticos foram coletados em populações comerciais em regiões tradicionais de fruticultura da Região Norte Fluminense (Itaperuna, São Francisco do Itabapoana, Campos dos Goytacazes). Foi também estimada a diversidade entre a espécie cultivada (Passiflora edulis f. flavicarpa Deg.) e espécies relacionadas no gênero, P. alata, P. giberti, P. cincinnata, P. foetida, P. edulis. P. maliformes, P. mucronata, P. suberosa, P. malacophylla. Para o estudo dos acessos de maracujá amarelo não foi verificada expressiva diversidade genética; as populações se distribuíram conforme sua origem, sendo que os indivíduos coletados em São Francisco do Itabapoana apresentaram uma maior consistência no seu agrupamento. Para o estudo interespecífico, verificou-se que P. maliformis ficou em um grupo distinto, assim como P. giberti, mas próximo a P. mucronata. Para a espécie P. alata foi também verificada a sua alocação em um grupo distinto. Para as espécies P. cincinnata e P. edulis (Maracujá roxo), ambas ficaram alocadas em mesmo grupo, evidenciando uma proximidade entre as mesmas. As espécies P. foetida e P. suberosa formaram um grupo único.

Intoxicação experimental por Passiflora foetida (Passifloraceae) em caprinos

Carvalho,Fabrício K. de L.; Medeiros,Rosane M.T. de; Araujo,José A.S. de; Riet-Correa,Franklin
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
67.32%
Passiflora foetida é mencionada por produtores da região Nordeste como causa de intoxicação espontânea em animais. Este trabalho teve por objetivos avaliar a toxicidade de P. foetida em caprinos e determinar seu princípio ativo e a época do ano em que a mesma é tóxica. Inicialmente a planta administrada em duas doses diárias de 40g por kg de peso animal (g/kg) coletada dois dias antes da administração não resultou tóxica. Posteriormente a planta administrada imediatamente após a coleta resultou tóxica nas doses que variaram de 4 a 8 g/kg, em quatro caprinos. O animal que recebeu 8g/kg apresentou sinais clínicos graves e recuperou-se após a administração de tiossulfato de sódio. Os demais caprinos apresentaram sinais menos graves e se recuperaram espontaneamente. Posteriormente, a planta foi administrada em diferentes épocas a 23 caprinos na dose de 10g/kg. A planta foi significativamente mais tóxica (P<0,05) na época seca; no total, dos 14 caprinos que receberam a planta na época seca, 11 apresentaram sinais clínicos de intoxicação e dos 13 caprinos que receberam a planta na época das chuvas, apenas 3 apresentaram sinais clínicos. Todos os animais que apresentaram sinais clínicos, se recuperaram após a administração de tiosulfato de sódio. Os sinais clínicos caracterizavam-se por apatia...

Steroidal and triterpenoidal glucosides from Passiflora alata

Reginatto,Flávio H.; Kauffmann,Carla; Schripsema,Jan; Guillaume,Dominique; Gosmann,Grace; Schenkel,Eloir P.
Fonte: Sociedade Brasileira de Química Publicador: Sociedade Brasileira de Química
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2001 EN
Relevância na Pesquisa
36.72%
Five glycosides were isolated from leaves of P. alata. The structures 1-5 were obtained through extensive spectral analyses as 3-O-beta-D-glucopyranosyl-stigmasterol (1), 3-O-beta-D-glucopyranosyl-oleanolic acid (2), 3-O-beta-D-glucopyranosyl-(1->3)-beta-D-glucopyranosyl-oleanolic acid (3), 3-O-beta-D-glucopyranosyl-(1->2)-beta-D-glucopyranosyl-oleanolic acid (4) and 9,19-cyclolanost-24Z-en-3beta,21,26-trihydroxy-3,26-di-O-gentiobiose (5). Comparison of the TLC profiles of the hydroethanolic extracts from leaves of other Passiflora species found in the south of Brazil (P. actinia, P. caerulea, P. edulis var. flavicarpa, P. elegans, P. foetida, P. misera and P. tenuifila) showed that only P. alata presented saponin accumulation.

Caracterização de frutos e sementes em acessos de maracujá silvestre (Passiflora foetida L.)

Soares,W.S.; Rêgo,M.M.; Rêgo,E.R.; Barroso,P.A.; Medeiros,L.R.N.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
47.16%
A espécie Passiflora foetida L.é uma trepadeira exótica cujas folhas e frutos possuem propriedades medicinais. No Brasil, a erva é utilizada na forma de extratos ou emplastros para erisipelas e doenças de pele com inflamação. O objetivo deste trabalho foi caracterizar cinco acessos de Passiflora foetida L. baseados em 17 descritores morfológicos O experimento foi conduzido em casa de vegetação em delineamento inteiramente ao acaso, com 15 repetições por genótipo. As variáveis analisadas foram cor da casca do fruto, formato do fruto, comprimento do fruto, diâmetro do fruto, massa fresca do fruto, comprimento do pedicelo, cor da polpa do fruto, espessura da casca, acidez titulável, sólidos solúveis, potencial hidrogeniônico, razão sólidos solúveis/ acidez titulável, comprimento da semente, diâmetro da semente, espessura da semente, massa fresca das sementes e o número de sementes por fruto. Os dados foram submetidos à análise de variância e teste de médias pelo teste Tukey a 5% de probabilidade. Houve diferença significativa pelo teste F a 5% de probabilidade, entre os genótipos para quase todas as características com exceção da espessura da casca, massa fresca do fruto, comprimento da semente e massa fresca das sementes. A característica que apresentou maior variação foi o teor de sólidos solúveis. E entre os genótipos...

Estabelecimento in vitro e micropropagação de maracujá silvestre (Passiflora foetida L.)

Soares,W.S.; Rêgo,M.M.; Rêgo,E.R.; Barroso,P.A.; Nascimento,K.S.; Ferreira,K.T.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
47.25%
Entre as espécies do gênero Passiflora, a P. foetida L. apresenta a maior variabilidade genética e tem grande importância medicinal, pois é usada no tratamento de doenças como asma, icterícia, e na forma de emplastros, para as erisipelas e doenças de pele com inflamação. Portanto, são necessários estudos que visem a micropropagação e conservação. As sementes de P. foetida L. apresentam dormência e muitas vezes, levam alguns meses para germinar, produzindo mudas desuniformes e de baixo vigor. Neste sentido, a cultura de tecidos apresenta-se como uma forma alternativa a propagação. Assim, o objetivo do trabalho foi estabelecer e micropropagar P. foetida L., para formação de um banco de germoplasma. Para tanto, sementes foram escarificadas, desinfestadas e inoculadas em meio MS(½) sem reguladores de crescimento e cultivados por 66 dias. Explantes de hipocótilos obtidos de plantas germinadas in vitro, foram cultivados no mesmo meio suplementado com 1,0 mg L-1 de BAP. Na fase de estabelecimento, 45% dos explantes brotaram e formaram gemas axilares. 88,9% dos explantes de hipocótilo induziram brotação e 11,1% produziram calos. Plântulas regeneradas com 1,82 cm de altura, com raízes foram aclimatadas.

Antiulcer and antioxidant activity of ethanolic extract of Passiflora foetida L.

Sathish, R.; Sahu, Alok; Natarajan, K.
Fonte: Medknow Publications Publicador: Medknow Publications
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 EN
Relevância na Pesquisa
47.19%
Passiflora foetida L. (Passifloraceae), a widely growing perennial climber, has been used in traditional medicine for treating many ailments. The objective of the present study was to evaluate the effects of ethanolic extract of P. foetida (EEPF) whole plant on gastric ulcer. The antiulcer effects of EEPF at 100 and 200 mg/kg doses were evaluated on ethanol and aspirin-induced gastric ulcer models. The antioxidant parameters and histological changes in gastric tissue of ulcer rats were also determined in both the models. P. foetida treatment significantly (P < 0.01) reduced the ulcer index and significantly (P < 0.01) increased the gastric pH of both ethanol and aspirin-induced ulcer rats. P. foetida showed significant (P < 0.01) reduction in lipid peroxidation and increase in reduced glutathione levels. The observations confirm that EEPF whole plant has antiulcer and antioxidant activities.

Pharmacognostical and preliminary phytochemical studies of Passiflora foetida

Krishnaveni, A.; Thaakur, Santh Rani
Fonte: Medknow Publications & Media Pvt Ltd Publicador: Medknow Publications & Media Pvt Ltd
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 EN
Relevância na Pesquisa
47.23%
The plant Passiflora foetida (grandilla) has been used mainly for asthma and various neurological disorders by the traditional medicinal practitioners of Chittor District. Since proper information regarding this plant is not available, our efforts were devoted to fix the pharmacognostical parameters and preliminary phytochemical studies of Passiflora foetid. An attempt was made to fix the macroscopical, microscopical parameters of the leaf, quantitative microscopy, physical constants, behaviour of the powder with chemical reagents and preliminary qualitative phytochemical studies of Passiflora foetida were investigated. The phytochemical tests revealed the presence of sterols, flavanoids and carbohydrates.

Efficient genomic DNA extraction protocol from medicinal rich Passiflora foetida containing high level of polysaccharide and polyphenol

Lade, Bipin Deochand; Patil, Anita Surendra; Paikrao, Hariprassad Madhukarrao
Fonte: Springer International Publishing Publicador: Springer International Publishing
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 23/08/2014 EN
Relevância na Pesquisa
47.33%
In Present work, the main objective is to develop less time consuming protocol for genomic DNA isolation from leaves of Passiflora foetida. Optimized protocol is cost effective, as it avoided use of expensive liquid nitrogen. The important parameters of CTAB buffer composition such as Polyvinylpyrrolidone PVP40000 (without PVP, 1%, 2%, 3.5%, 4.0%, 4.5%, 5.0%), CTAB (w, 1%, 2%, 3%, 4%, 5%), water bath temperature (30°C to 70°C) and duration on water bath for half hr and one and half hr has been optimized. CTAB (2%), PVP (1%), water bath temperature (70%), duration on water bath (1 hr) has efficiently yielded DNA quality of 200-1782 μg/0.5gm from leaf, stem, root, tendril and flower. However, 168 μg - 1782 μg of DNA has been obtained from 0.5 g of leaf of Passiflora foetida. Polyphenol contamination has been overcome using 5M NaCl and PVP. Acetate has been used for obtaining double-stranded DNA in stabilized form. Current DNA extraction protocol takes maximum of four hours for completion, which is many time savings. RAPD-PCR reaction parameters such as DNA concentration (100ng), Primer concentration (2 μM), Dream Taq polymerase (2 U), annealing temperature (29°C) and number of cycles for amplification of DNA has been optimized. Primer fragment Akansha 7 shows high polymorphism of 7 fragments ranges from 200bp – 2500 bp. Current optimized protocol of DNA isolation is specifically for Passiflora foetida...

Variability of the 5S and 45S rDNA Sites in Passiflora L. Species with Distinct Base Chromosome Numbers

DE MELO, NATONIEL FRANKLIN; GUERRA, MARCELO
Fonte: Oxford University Press Publicador: Oxford University Press
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /08/2003 EN
Relevância na Pesquisa
36.72%
Cytologically, the species of Passiflora with known chromosome number can be divided into four groups: (1) 2n = 12, 24, 36; (2) 2n = 24; (3) 2n = 18, 72; and (4) 2n = 20. The base chromosome number proposed for the genus is x = 6, with x = 9, x = 10 and x = 12 being considered secondary base numbers. In the present study, variability of 5S and 45S rDNA sites was investigated in 20 species of these four groups to check the reliability of this hypothesis. In the group with x = 6, five diploid species (2n = 12) exhibit two 5S rDNA sites and two (P. capsularis, P. morifolia and P. rubra) or four (P. misera 2x and P. tricuspis) 45S rDNA sites. The hexaploid cytotype of P. misera had 12 45S rDNA sites and six 5S rDNA. A tetraploid species, P. suberosa, had ten 45S rDNA sites and four 5S rDNA sites, both in the same chromosomes as the 45S rDNA sites. In the group with x = 9, P. actinia, P. amethystina, P. edmundoi, P. elegans, P. galbana, P. glandulosa and P. mucronata displayed six 45S rDNA sites, whereas P. alata, P. cincinnata, P. edulis f. flavicarpa, P. edulis var. roxo and P. laurifolia had four sites. In this group, all species were diploid (2n = 18) and had only two 5S rDNA sites. Passiflora foetida, the only species with 2n = 20...

Passiflora foetida L.

G. B. Hinton
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Relevância na Pesquisa
46.89%

Passiflora foetida (detalle)

Enrique Ramirez Garcia
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Relevância na Pesquisa
67.16%
Detalle del ejemplar de Passiflora foetida

Passiflora foetida L.

G. B. Hinton
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Relevância na Pesquisa
46.89%

Passiflora foetida L.

G. B. Hinton
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Relevância na Pesquisa
46.89%

Passiflora foetida

Enrique Ramirez Garcia
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Relevância na Pesquisa
67.16%
Ejemplar de Passiflora foetida colectado por S. H. Bullock (1620)

Passiflora foetida (detalle)

Enrique Ramirez Garcia
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Relevância na Pesquisa
67.16%
Detalle del ejemplar de Passiflora foetida colectado por S. H. Bullock (1620)

Passiflora foetida L.

G. B. Hinton
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Relevância na Pesquisa
46.89%

Estudo sobre Passifloraceae I: Ocorrência de Passiflora foetida l. var. Nigelliflora (Hooker) masters e Passiflora warmingii masters no Paraná, Brasil

Cervi, Armando Carlos
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2005 POR
Relevância na Pesquisa
47.08%
Estudo sobre Passifloraceae I: Ocorrência de Passiflora foetida l. var. Nigelliflora (Hooker) masters e Passiflora warmingii masters no Paraná, Brasil

Biología floral de Passiflora foetida (Passifloraceae)

García,María T. Amela; Hoc,Patricia S.
Fonte: Revista de Biología Tropical Publicador: Revista de Biología Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1998 ES
Relevância na Pesquisa
57.16%
Un experimento reproductivo muestra que Passiflora foetida es autocompatible. Observaciones de las características florales y de los visitantes durante la antesis, más el análisis del polen transportado, permitieron identificar el síndrome floral (melitofilia) y las funciones de cada visitante. La antesis ocurre desde las 6 hasta las 11 hs. Se identificaron 3 fases florales: 1) estigmas por encima de las anteras, 2) estigmas a la altura de las anteras, 3) estigmas por encima de las anteras; los radii, los pétalos y los sépalos se incurvan. Los estigmas están receptivos durante toda la antesis. La concentración de azúcares del néctar es 34 %. El color predominante en el espectro visible es el blanco. En el espectro UV, los estambres y el gineceo contrastan con el limen y el androginóforo; pueden ser una guía de néctar. Tres especies de himenópteros fueron los visitantes más frecuentes y constantes: Ptiloglossa tarsata (Colletidae) siempre contactan las anteras y los estigmas cuando liban, transportan un alto porcentaje de polen de P. foetida y visitan flores en fase 1 y 2; pueden ser considerados los principales polinizadores. Pseudaugochloropsis sp. (Halictidae) raramente contactan las anteras o los estigmas cuando perforan el limen para acceder al néctar y visitan flores en fase 2 y 3; son ladrones de néctar que raramente polinizan. Augochlorella sp. (Halictidae) recolectan polen sin tocar los estigmas y visitan flores en fase 2 y 3; son hurtadores de polen.