Página 1 dos resultados de 8875 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Influência da variação de peso vivo e condição corporal na duração do anestro após o parto em vacas Barrosãs

Almeida, José Carlos; Alves, Virgílio; Valentim, Ramiro; Bernardo, António; Potes, José Alberto
Fonte: Federação Ibérica de Reprodução Animal Publicador: Federação Ibérica de Reprodução Animal
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Uma vez que as vacas Barrosãs parem ao longo de todo o ano, a diminuição sazonal das disponibilidades de alimento prejudica a taxa de fecundação. A avaliação do peso corporal (PC) e da condição corporal (CC) ao parto e durante a primeira lactação pode constituir um método prático de avaliação do efeito da dieta sobre a reprodução. Neste estudo, que decorreu nas quintas experimentais da UTAD (Vila Real) e da DRATM (Montalegre), a duração do período de anestro pós-parto foi determinado (47±33 dias) e relacionado com a variação do PC e da CC (escala de 5 pontos) num grupo de 83 vacas Barrosãs. Provavelmente, devido à idade das vacas, nos primeiros 30 dias de lactação, as perdas de CC não afectaram significativamente a duração do período de anestro pós-parto (P>0,05). A CC ao parto afectou significativamente a retoma da actividade sexual cíclica, independentemente do regime alimentar adoptado. As vacas com CC inferior a 3,0 apresentaram um período de anestro pós-parto mais longo do que as vacas com CC de 4,0 (79±36 dias vs. 33±15 dias; P≤0,01). Reduções de CC superiores a 0,5 pontos nos primeiros 30 dias pós-parto aumentam a duração do período de anestro pós-parto relativamente a reduções de CC iguais ou inferiores a 0...

Avaliação do efeito do tipo de parto sobre a força muscular do assoalho pélvico de primíparas; Evaluation of the effect of the kind of delivery on the muscular strength of the pelvic floor of primiparous

Oliveira, Janaina Mayer de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/11/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
A força dos músculos do assoalho pélvico e as estruturas de sustentação dos órgãos pélvicos são afetadas por vários acontecimentos durante toda a vida da mulher. A gravidez e o parto são situações que influenciam a anatomia e fisiologia materna causando efeito sobre o assoalho pélvico e suas estruturas. A literatura que trata da avaliação da função da musculatura do assoalho pélvico no ciclo gravídico-puerperal é escassa. Este trabalho teve como finalidade analisar o efeito do tipo de parto sobre a força muscular do assoalho pélvico de primíparas com os seguintes objetivos específicos: identificar a presença de alterações na força muscular do assoalho pélvico após o parto; verificar a existência de correlação entre alterações na força muscular do assoalho pélvico após o parto de acordo com o tipo de parto; identificar a presença de fatores que contribuem para a diminuição da força muscular do assoalho pélvico pós-parto correlacionando-os com o tipo de parto. Metodologia: Trata-se de um estudo de coorte prospectivo em que participaram 43 mulheres primíparas, em sua maioria jovens com menos de 25 anos de idade, as quais foram avaliadas por meio da perineometria em dois momentos distintos: antes do parto (a partir da 32ª semana gestacional) e entre 45 e 75 dias após o parto. Foram utilizados formulários de avaliação como instrumentos de coleta de dados os quais foram complementados com dados de prontuários. Resultados: houve redução da força do assoalho pélvico após o parto...

Necessidade de cuidado e de participação no parto: a voz de um grupo de gestantes de Londrina - PR; Care and participation needs during delivery: the voices of a group of pregnant women from Londrina - PR

Sodré, Thelma Malagutti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.04%
No contexto da assistência ao parto em Londrina-PR, a passividade das parturientes, diante da atitude desrespeitosa de muitos profissionais que não atendem a suas necessidades, e o uso excessivo e rotineiro de intervenções geraram alguns questionamentos que nortearam o presente estudo: as mulheres desejam participar das decisões relacionadas ao seu parto? Elas desejam planejar seu parto? As mulheres participam do parto? O acesso às informações favorece a participação ativa das mulheres no parto? Como as mulheres desejam ser atendidas durante o parto? Quais são as suas necessidades durante esta experiência? Com quem elas desejam compartilhar esta experiência? Diante de tais questionamentos, estabeleceram-se os seguintes objetivos: Conhecer e compreender as necessidades de cuidado e de participação nas decisões sobre o parto de um grupo de gestantes de Londrina-PR. Apreender o típico da ação de um grupo de gestantes de Londrina-PR diante do parto. Para tanto, realizou-se uma pesquisa qualitativa, fundamentada na Sociologia Fenomenológica de Alfred Schütz, com base nas questões norteadoras: Qual a sua expectativa em relação ao seu parto? Como você gostaria de ser cuidada durante o seu parto? Você deseja tomar alguma decisão em relação ao seu parto? Qual decisão? Dos depoimentos de quatorze gestantes...

Influência do treinamento dos músculos do assoalho pélvico sobre os resultados do parto e perinatais em gestantes de baixo risco; Influence of pelvic floor muscles training on labor and perinatal results in low-risk pregnancies.

Dias, Leticia Alves Rios
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
A ausência de estudos nacionais e limitações metodológicas relacionadas às pesquisas que já avaliaram a repercussão do treinamento dos músculos do assoalho pélvico (TMAP) sobre o trabalho de parto, parto e resultados perinatais constituíram a fundamentação científica para o desenvolvimento desta pesquisa cujo objetivo foi verificar a influência de um programa de TMAP realizado durante a gravidez sobre variáveis inerentes ao parto e aos resultados perinatais. Trata-se de ensaio clínico prospectivo randomizado e controlado que incluiu 42 gestantes nulíparas de baixo risco. As voluntárias fizeram parte de um grupo controle (GC) que não treinou os músculos do assoalho pélvico (MAP) ou de um grupo de treinamento (GT) que realizou um treino intensivo e supervisionado dos MAP por 16 semanas. As voluntárias de ambos os grupos foram avaliadas com 20 e 36 semanas de idade gestacional (IG). Uma pesquisadora cega em relação à distribuição dos grupos fez a análise dos prontuários das participantes da pesquisa sendo coletadas as seguintes informações: IG na ocasião do parto; tipo de parto; duração do período expulsivo; tempo total de trabalho de parto; ocorrência de laceração e o seu grau; apresentação do recém-nascido; peso; tamanho; sexo e escores de Apgar dos recém-nascidos (RN). A análise estatística utilizou-se de procedimentos PROC FREQ e PROC MEANS do software SAS 9.0...

Ressignificando-se como mulher na experiência do parto: experiência de participantes de movimentos sociais pela humanização do parto; Reframing herself as a woman in childbirth experience: experience of participants in social movements for the humanization of birth

Castro, Miriam Rêgo de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
Introdução: A medicalização do parto é uma transformação cultural que influenciou a capacidade de enfrentamento autônomo da experiência de parir. As redes e movimentos sociais pela humanização do parto são apontados como promotores da autonomia no exercício do direito à saúde, na medida em que possibilitam apoio mútuo, compartilhamento de experiências e mobilização coletiva das mulheres para reivindicarem seus direitos no parto. Objetivos: 1) Compreender o significado para a mulher de sua participação nos movimentos sociais pela humanização do parto, a trajetória de gestação e parto dessa mulher e como essa participação influencia sua experiência de gestação e parto; 2) Elaborar um modelo teórico explicativo da experiência de gestação e parto da mulher que participa de movimentos sociais pela humanização do parto. Método: Pesquisa qualitativa, conduzida pelo referencial teórico do Interacionismo Simbólico e referencial metodológico da Teoria Fundamentada nos Dados. O cenário do estudo foi constituído por grupos de usuárias do movimento pela humanização do parto, em Belo Horizonte (MG). Os sujeitos foram 15 mulheres e os dados foram obtidos por meio de observação participante, entrevistas intensivas e análise textual de relatos de parto. Resultados: Foram construídas as categorias Rompendo barreiras em busca de uma experiência de parto normal...

Do pré-natal ao parto : estudo das trajetórias terapêuticas percorridas por um grupo de mulheres usuárias do subsetor suplementar de assistência à saúde; Desde el Pre-Natal hasta el parto : estudio de las trayectorias terapéuticas recorridas por un grupo de mujeres usuarias del subsector suplementario de asistencia a la salud; From pre-natal to delivery : a study on the therapeutic trajectories of a group of women who use the supplemental subsector of health care

Cordova, Fernanda Peixoto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.03%
No sistema de saúde brasileiro encontra-se a atuação de dois subsetores no contexto da assistência à saúde da população. Um é o subsetor estatal, composto por serviços próprios do Sistema Único de Saúde (SUS) e por serviços privados contratados e, o outro é subsetor suplementar, composto por serviços prestados pela iniciativa privada, na qual é acessado pela população através da contratação de planos ou seguros de saúde. De acordo com a Constituição Federal de 1988 e a Lei Orgânica da Saúde de 1990, a assistência à saúde é livre à iniciativa privada, devendo ser regulada pelo SUS. O subsetor suplementar atualmente abrande em torno de 25% da população brasileira e, conforme demonstram algumas pesquisas, o cuidado prestado a estes usuários tem sido predominantemente fragmentado, medicalizador, biologicista e desenvolvido numa diversidade de coberturas assistenciais. Neste sentido, identifiquei como importante pesquisar a atenção ao pré-natal e ao parto, considerando a abrangência da cobertura pelo subsetor neste campo e o impacto do pré-natal e do parto nas taxas de mortalidade materna e neonatal. O presente estudo teve como objetivos conhecer as trajetórias terapêuticas de mulheres usuárias de planos ou seguros de saúde no contexto da atenção ao pré-natal e ao parto e...

Saberes e competências do pai, com preparação para o parto, durante o trabalho de parto e parto : contributos para a prática de enfermagem

Pousa, Olga Maria
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.03%
A preparação para o parto oferece ao casal momentos de partilha de experiências, a possibilidade de um maior envolvimento do pai na preparação para o nascimento e para a parentalidade, a aprendizagem de estratégias que permitam reduzir a ansiedade e o medo relativamente ao parto e que aumentem a autoconfiança do casal. O pai tem cada vez mais um papel ativo no apoio à mulher durante o trabalho de parto e no momento do nascimento do bebé. Assim, o enfermeiro de saúde materna e obstétrica deve muni-lo de saberes e competências para que este se sinta mais seguro, motivado, capacitado para este momento e integrado no processo que deve ser vivido a três, pois é um momento único e inesquecível. Neste contexto, o objeto central deste estudo são os “Saberes e Competências do Pai com Preparação para o Parto Durante o Trabalho de Parto e Parto”. Para a realização deste estudo foi utilizada uma metodologia qualitativa, de cariz exploratório. A amostragem selecionada por conveniência é constituída por 10 pais que participaram nas aulas de preparação para o parto, na USF Garcia de Orta e no Centro Português de Preparação para o Parto – In Útero, e que posteriormente assistiram ao trabalho de parto e parto das suas companheiras. Os dados foram obtidos através da aplicação de entrevistas semiestruturadas e para a sua interpretação recorreu-se à análise de conteúdo...

Preparar-se para o parto : que ganhos em saúde?

Canuto, Tágila
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.03%
Enquadramento: O parto constitui um momento em que as expectativas e as ansiedades geradas durante a gravidez assumem uma dimensão real. Para muitas mulheres, principalmente em nulíparas, é um momento desafiador. A forma como as mulheres vivenciam a sua experiência de parto é influenciada por vários fatores. O efeito dos programas de preparação para o parto concebidos por enfermeiros especialistas em saúde materna e obstétrica permanece ainda desconhecido. Objetivo: Averiguar quais os ganhos em saúde resultantes dos programas de preparação para o parto no trabalho de parto. Métodos: Estudo do tipo observacional-descritivo, transversal e correlacional com abordagem quantitativa, A população é composta por puérperas, nas primeiras 48 horas após o parto, que tenham tido recém-nascido vivo, primíparas, que falem língua portuguesa e cujo trabalho de parto e parto tenham ocorrido nas maternidades do Centro Hospitalar de S. João e no Hospital Pedro Hispano. Como critérios de exclusão foram definidas puérperas submetidas a cesariana eletiva ou de emergência com dilatação cervical ≤ 4cm e as que tiveram parto múltiplo. Optamos por uma amostra não probabilística por conveniência, o que totalizou em 205 puérperas A recolha de dados teve por base uma entrevista orientada por um formulário construído para o efeito. Resultados: O número de mulheres que realizaram preparação para o parto (PP) e as que não frequentaram são sobreponíveis...

Avaliação na gestão dos cuidados de saúde - O caso do método psicoprofiláctico de preparação para o parto/maternidade

Lopes, Maria Augusta Pereira
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
Dissertação de Mestrado em Gestão dos Serviços de Saúde; A preparação para o parto/maternidade adquire uma importância crescente no sistema de saúde, com iniciativas políticas que visam apoiar e promover o parto natural. Foi neste enquadramento que se inseriu o objectivo primordial deste estudo, que consistiu na avaliação para a gestão dos cuidados de saúde do caso específico do Método Psicoprofiláctico de preparação para o parto/maternidade. O presente estudo, de carácter empírico, inscreve-se num paradigma quantitativo, numa amostra de 130 puérperas, igualmente repartida entre mulheres com e sem preparação para o parto/maternidade - Método Psicoprofiláctico, que recorreram ao Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, EPE para o nascimento dos filhos. A recolha de dados foi obtida por um formulário estruturado em nove blocos temáticos. A média de idades das puérperas era de 28,55 anos, o nível de escolaridade em 60,8% era inferior ou igual a 12 anos e o estado civil da maioria das puérperas (75,4%) era casada. Dos resultados obtidos, constata-se que para elevado número de puérperas (46,9%) se tratava de primeira gravidez e de um parto de termo (56,9%), predominando um filho para a maioria dos casais. Apesar da maioria das mulheres ter considerado que este acontecimento particular foi planeado e desejado...

Apoio social, expectativas e satisfação com o parto em primíparas com e sem preparação para o parto

Vicente, Susana Cristina Fernandes César Alves
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Dissertação mest., Psicologia, Universidade do Algarve, 2009; O nascimento de um filho continua a ser frequentemente associado a alegria e a um momento inesquecível para os pais, família e amigos. No entanto, esta realidade também provoca grandes alterações físicas e psicológicas na mulher, sendo necessário acompanhamento durante a gestação, de forma a permitir à mulher entender o que se passa com o seu corpo e adaptar-se física e psicologicamente à situação, factores que têm sido descritos com facilitadores da satisfação na vivência da maternidade. A gestação dura, previsivelmente, quarenta semanas e é um período caracterizado por forte motivação dos pais para aderirem a comportamentos de saúde e estilos de vida saudáveis, pelo que nem sempre se percebe que razões permitem que o quase total desconhecimento em relação ao parto seja, com frequência, uma realidade, no momento do nascimento. Este estudo foi realizado com os objectivos de: analisar a possível influência da educação para a saúde veiculada através da preparação para o parto, no grau de antecipação ou expectativas e no nível da satisfação da mulher em relação à sua experiência de parto e conhecer a realidade actual dos cursos de preparação para o parto. São estudadas as mulheres primíparas que acederam ao hospital de Faro para ter o seu filho. A amostra é composta por 100 participantes...

Pressão arterial e freqüência cardíaca avaliadas pela MAPA em primigestas durante o trabalho de parto e puerpério imediato

Marchioli,Milton; Abbade,Joélcio Francisco; Peraçoli,José Carlos
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
OBJETIVO: analisar os valores da pressão arterial e da freqüência cardíaca durante o trabalho de parto e puerpério imediato de primigestas normais. MÉTODOS: foram incluídas no estudo 60 parturientes, às quais foi aplicada a monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA) com uso do aparelho modelo SpaceLabs 90207, durante o trabalho de parto e nas primeiras 12 horas após o mesmo. A pressão arterial e a freqüência cardíaca foram registradas a cada 15 minutos durante o trabalho de parto e na primeira hora após o parto, e a cada 30 minutos até a 12ª hora após o parto. Esses parâmetros foram avaliados em três momentos do trabalho de parto (com dilatação cervical até 7 cm, entre 8 cm e dilatação total e durante o período expulsivo) e em dois momentos do puerpério (na primeira e décima segunda hora). Primeiramente os resultados foram analisados sem levar em consideração o tipo de procedimento anestésico, e depois, dividindo-os em grupos conforme o tipo de procedimento realizado: anestesia local, analgesia peridural lombar e anestesia subaracnóidea. Para comparação dentro de cada grupo foram realizados análise de variância (ANOVA) e teste t de Student pareado e, entre os grupos, o teste t não-pareado. Foi considerado o limite de significância estatística de 5%. RESULTADOS: quando os resultados foram avaliados sem levar em consideração o procedimento anestésico...

La enfernera obstetra y la política de humanización del parto: en busca del cambio en el modelo asistencial.; A enfermeira obstetra e a política de humanizaçao do parto: em busca de mudança no modelo assistencial.

Rangel da Silva, L.; De Souza Serrano, N.; Moreira Christoffel, M.
Fonte: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia Publicador: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.04%
Estudio de naturaleza cualitativa cuyos objetivos son: identificar las características de la asistencia dada por Enfermeras Obstetras al trabajo de parto y parto normal en un Hospital- Maternidad que prima por la humanización del parto y asociar los resultados observados con la propuesta de humanización del parto y la asistencia prestada por las Enfermeras Obstetras a los cambios en el modelo asistencial. El público albo constó de seis Enfermeras Obstetras que actúan en la asistencia al parto en un Hospital-Maternidad de la ciudad de Río de Janeiro. Los instrumentos usados fueron: entrevista y cuestionario semi-estructurados. Del análisis de los datos surgieron dos categorías temáticas: el intento de humanizar las intervenciones en la asistencia al parto y el significado de la humanización del parto para las enfermeras obstetras. Nosotros concluimos que el cambio todavía es lento. Las ponentes sienten la necesidad de cambio y reconocen la importancia de la presencia del acompañante en el pre parto y en la sala de parto. La resistencia impuesta por la clase médica es seguramente el mayor impedimento para la actuación de la enfermera en la asistencia en el parto. Tal conflicto no impide cuidar a la mujer en el trabajo del parto...

Estrategias no farmacológicas para aliviar el dolor durante el proceso del parto; Estratégias não farmacológicas de alívio à dor durante o trabalho de parto

Sartori, A.L.; Vieira, F.; Almeida, N.A.M.; Bezerra, A.L.Q.
Fonte: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia Publicador: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.02%
Esta revisión de la literatura tiene como objetivo evidenciar la eficacia de las estrategias no farmacológicas para aliviar el dolor durante el proceso del parto, por medio de una investigación descriptiva exploratoria de naturaleza bibliográfica. Fueron rastreadas las producciones científicas con nivel de evidencia II, indexadas entre 1997 a febrero de 2009, en las bases de datos LILACS y Medline por medio de los descriptores “Dolor de parto”, “Dolor del parto” y “Proceso del parto” asociado al “Dolor”. Los seis artículos seleccionados, entre 615 producciones científicas rastreadas, fueron caracterizados y agrupados en dos categorías: Alivio del dolor durante el proceso del parto y Evidencias después de la aplicación de las estrategias no farmacológicas. Los artículos publicados entre 2003 y 2007 en seis revistas diferentes, presentaban las estrategias no farmacológicas: acupuntura, estimulación eléctrica transcutánea, técnicas de respiración y relajación. La acupuntura y la estimulación eléctrica transcutánea, presentaron eficacia aliviando el dolor durante el proceso del parto. Las otras evidencias fueron: disminución de fármacos analgésicos, de ocitócicos y también de la duración del proceso del parto. La utilización de estrategias no farmacológicas en el área obstétrica todavía no se ha concretizado. A pesar de que no se haya confirmado alivio del dolor en todos los estudios...

Impacto do parto na atividade eletromiografica do assoalho pelvico e nos sintomas do trato urinario inferior : estudo prospectivo comparativo; Impact of delivery way on electromyographic activity of pelvic floor and lower urinary tract symptoms : comparative prospective study

Simone Botelho Pereira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
Introdução e objetivos: Muitos estudos evidenciam a associação entre a gravidez e o parto e o surgimento de sintomas geniturinários. Entretanto, ainda há controvérsias sobre o papel do tipo de parto na prevenção ou no agravamento desses sintomas. Este estudo teve por objetivo comparar as alterações da contratilidade muscular do assoalho pélvico de mulheres que apresentaram três tipos diferentes de evolução do parto, além de verificar a persistência da sintomatologia miccional no puerpério tardio. Pacientes e métodos: Foram estudadas 75 primigestas com idade entre 14 e 39 anos, selecionadas dos programas de saúde da cidade de Poços de Caldas, MG - Brasil, no período de fevereiro de 2006 a fevereiro de 2008. Todas as pacientes foram avaliadas durante o último trimestre gestacional e reavaliadas no 45º ± 10 dias de puerpério. Foram investigados os sintomas miccionais pré e pós-parto através dos questionários traduzidos e adaptados culturalmente para a língua portuguesa - International Consultation on Incontinence Questionaire Overactive Bladder (ICIQ-OAB) e International Consultation on Incontinence Questionnaire - Short Form (ICIQ-SF). O protocolo de avaliação do assoalho pélvico constou de: (a) Avaliação funcional dos músculos do assoalho pélvico (AFA)...

Dor e comportamento de mulheres durante o trabalho de parto e parto; Pain and behavior of women during the labor and childbirth

Evenise Cilene Guarino Nilsen
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
Apesar de não estarem ainda definitivamente determinados os mecanismos da dor durante a parturição, acredita-se que ela seja causada pelo mecanismo fisiológico do trabalho de parto; sabe-se ainda que a dor influencia o comportamento das mulheres durante este período. Este estudo teve como propósito avaliar a intensidade da sensação dolorosa e o comportamento, durante o trabalho de parto e parto, de mulheres que tiveram parto normal, sem analgesia, nas posições semi-sentada, decúbito lateral esquerdo e litotomia. Trata-se de um estudo descritivo, transversal e correlacional. Foram aplicados no puerpério imediato um questionário adaptado e validado e duas escalas de dor (Escala Analógica Visual - EAV e Escala Alfanumérica - EAN). Foi criado um banco de dados no programa Excel 6.0 da Microsoft. Para análise foram utilizados os testes de Qui-quadrado, Exato de Fisher, McNemar, Kruskal-Wallis, Mann-Whitney, Wilcoxon pareado (Wilcoxon Signed Rank-Test) e coeficiente de correlação de Spearman. Para avaliar a dor nas diferentes posições e em cada momento (trabalho de parto e parto) utilizou-se uma transformação matemática (BOXCOX) para obter distribuição normal dos dados, a fim de utilizar a ANCOVA (analise de covariância) para realizar análise com ajuste de variáveis não homogêneas entre as diferentes posições. O nível de significância foi de 5% e foi usado o software SAS versão 9.1.3. A dor diferiu entre as posições DLE e litotomia (EAV: p=0...

Determinantes das expectativas e satisfação das mulheres durante o trabalho de parto, parto e pós-parto

Marques, Ana Carolina Madaíl; Ferreira, Manuela Maria Conceição, orient.; Duarte, João Carvalho, co-orient.
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.03%
Enquadramento: A forma como a mulher percepciona as práticas obstétricas varia em função de um amplo e diverso conjunto de factores individuais, socioculturais, e situacionais. Conhecer o que a mulher considera importante dos cuidados de saúde, o que espera, o que encontra e sente, permite-nos adequar a assistência proporcionada às necessidades da mulher, melhorando o nível de satisfação e qualidade dos cuidados prestados. Objetivos: Identificar as determinantes das expectativas e satisfação das mulheres durante o trabalho de parto, parto e pós-parto. Determinar a influência de factores sociodemográficos e obstétricos nas expectativas e satisfação da mulher no trabalho de parto, parto e pós-parto. Determinar se a percepção da mulher face às práticas obstétricas influenciam as expectativas e satisfação com o trabalho de parto, parto e pós-parto. Métodos: Estudo não-experimental, quantitativo, transversal, descritivo e correlacional com uma amostra não probabilística por conveniência (n=104). A recolha de dados efectuou-se através de um questionário constituído por uma componente sociodemográfica e história obstétrica, duas escalas: a Importância e Percepção das Práticas Obstétricas e um Questionário de Experiência e Satisfação com o Parto. Este instrumento de colheita de dados foi aplicado as puérperas do serviço de Obstetrícia/Ginecologia. Resultados: A idade das mulheres oscilou entre os 19 e os 41 anos...

A experiência e a satisfação com o parto e a confiança nos cuidados maternais

Casquilho, Fernanda Maria da Silva
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde/Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008; Este estudo tem como objectivo aprofundar o conhecimento relativo: 1) à possível influência do tipo de parto anestesia na avaliação da experiência de parto; 2) à possível influência da percepção materna acerca do parto na confiança para cuidar do seu bebé. 120 puérperas utentes da Maternidade Dr. Alfredo da Costa com idades compreendidas entre os 20 e 39 anos de idade, participaram nesta investigação no período compreendido entre 3 de Agosto e 4 de Setembro de 2008. Após consentimento informado, as participantes preencheram os seguintes questionários: Questionário sócio-demográfico, Questionário de Experiência e Satisfação com o Parto (QESP) (Costa, Figueiredo, Pacheco, Marques & Pais, 2004) e Mother and Baby Scales (MABS) (Wolke, 1995). Os resultados indicam que: a) as mulheres com parto eutócico e anestesia epidural conseguem um maior grau de relaxamento e experienciam de modo mais positivo o parto, em comparação com as mulheres com parto eutócico sem anestesia epidural, não tendo sido possível verificar se o mesmo acontece em relação às condições e cuidados prestados...

How Women who Had Postpartum Hemorrhage (PPH) Describe the Nursing Care Abstract; Cómo describen el cuidado de enfermería las mujeres que presentaron hemorragia postparto; Como as mulheres que apresentam hemorragia pós-parto descrevem o cuidado de enfermagem

Álvarez Franco, Claudia Cecilia
Fonte: Aquichan Publicador: Aquichan
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
37.04%
Post-partum hemorrhage is the worldwide leading cause of obstetric morbidity and death. Both professional nurses and attendants are responsible for providing nursing care to mother and child during the labor, delivery and post-partum stages. It is essential for the nursing staff to have a clear understanding of the care women expect from a more humane perspective. Objective: Describe how women who had postpartum hemorrhage, perceive the care provided by the nursing staff during labor, delivery and postpartum. Method: This is a qualitative case-based and interpreted study based on Heidegger’s philosophy. Results: The women were interviewed upon their release after experiencing immediate post-partum hemorrhage; during the interviews, they identified three main issues: comprehensive nursing care; the other side of the nursing staff: actions leading to lack of care and patient behaviors that condition nursing staff behavior. This article deals with comprehensive care, where women acknowledge the care provided by nurses and nursing attendants during the labor, delivery and post-partum stages such as: caring for the physical and emotional well being of both mother and child; supporting women in their role as mothers; finally, the role of nurses as friends and as professionals responsible for the medical staff. Conclusion: The study revealed how women receiving this type of nursing care were able to perceive its importance through the nursing staff’s behavior and actions during the labor...

The pain and behavior of women during labor and the different positions for childbirth; Dolor y comportamiento de mujeres durante trabajo de parto y parto en diferentes posiciones; Dor e comportamento de mulheres durante o trabalho de parto e parto em diferentes posições

Nilsen, Evenise; Sabatino, Hugo; Lopes, Maria Helena Baena de Moraes
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/06/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
37.05%
This study evaluated the pain intensity and behavior during labor and delivery, among women who had natural childbirth, without analgesia, in one of the following positions: semi-sitting, lying on the left side, and lithotomy. This is a descriptive, cross-sectional and correlational study. The instruments used were a validated questionnaire that evaluates pain and behavior during labor and childbirth, from the women's perspective, and two pain scales: one analog and one alphanumerical. It was observed that the pain among women who had childbirth in a lithotomy position was significantly smaller compared to those lying on the left side (p=0.003), though women chose the positions. There was an association between pain and behavior. Pain in labor and childbirth were associated among each other, as was the behavior in these two moments. The results point at an association between the position at childbirth and pain, but it was not possible to identify factors to explain this association; therefore, there is a need for longitudinal studies.; Se evaluó intensidad de sensación dolorosa y comportamiento durante trabajo de parto y parto entre mujeres con parto normal, sin analgesia, en posiciones: semi-sentada, decúbito lateral izquierdo y litotomía. Estudio descriptivo...

Infecção puerperal sob a ótica da assistência humanizada ao parto em maternidade pública; Infección puerperal del punto de vista de la atención humanizada al parto en maternidad pública; Puerperal infection from the perspective of humanized delivery care at a public maternity hospital

Guimarães, Elisângela Euripedes Resende; Chianca, Tânia Couto Machado; Oliveira, Adriana Cristina de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2007 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
37.03%
Trata-se de estudo epidemiológico, tipo coorte, prospectivo e não concorrente, sobre infecção puerperal sob a ótica da assistência humanizada ao parto. Objetivou-se caracterizar as puérperas submetidas ao parto humanizado; determinar a incidência das infecções puerperais, bem como o intervalo de manifestação, além de verificar a associação entre a infecção e os fatores de risco. Os dados foram obtidos de 5.178 prontuários de puérperas que passaram pela experiência do parto humanizado. Verificou-se taxa de incidência de infecção puerperal acumulada de 2,92%. Os fatores de risco associados à infecção puerperal na modalidade de parto cesáreo foram a duração do trabalho de parto (p = 0,002) e o número de toques (p = 0,011). Nenhuma variável se comportou como fator de risco para infecção na modalidade parto normal; porém, o parto cesariano comportou-se como importante fator de risco para a infecção puerperal (p = 0,000). Considerando que o modelo atual de assistência humanizada ao parto tem buscado mudança de paradigma nas práticas assistenciais, sendo bastante favorável ao parto normal, acredita-se que esse modelo possa estar contribuindo diretamente para a redução nos índices de infecção puerperal. Reforça-se aqui a necessidade de estimular a realização de partos normais e a diminuição de cesarianas.; Se trata de un estudio epidemiológico...