Página 1 dos resultados de 143 itens digitais encontrados em 0.059 segundos

A Ciência da Informação e os espaços antropológicos: uma aproximação possível?

Bembem, Angela Halen Claro
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 118 f.
POR
Relevância na Pesquisa
86.1%
Pós-graduação em Ciência da Informação - FFC; O ser social, que é foco das pesquisas e ações da área de Ciência da Informação, habita diferentes espaços antropológicos - Terra, Território, Espaço das mercadorias e Espaço do saber (Lévy). A compreensão de como esse sujeito constrói conhecimento e como se apropria de tecnologias ocorre através da investigação acerca dos espaços que ele ocupa e dos que ainda ocupará. Os espaços antropológicos, que estão relacionados diretamente com a existência do homem, sua ocupação no espaço e sua localização no tempo, também podem ser analisados na trajetória de construção da Ciência da Informação. A história dessa ciência pode ser delimitada em três tempos - gerência da informação, relação informação e conhecimento e conhecimento interativo (Barreto). Cada tempo da Ciência da Informação corresponde a um paradigma, sendo eles o físico, o cognitivo e o social (Capurro). Tendo em vista que tanto a proposta dos espaços antropológicos como os tempos da Ciência da Informação tem o humana como centro, questiona-se se a cartografia antropológica proposta por Lévy poderia ser utilizada como plano de fundo para a compreensão da trajetória da Ciência da Informação. Haveria uma aproximação possível entre essas duas temáticas? Assim...

Aspectos fundamentais da inteligência competitiva e a ciência da informação

Marcial, Elaine Coutinho
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
86.01%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciência da Informação, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, 2013.; A pesquisa identifica e analisa os fundamentos teóricos da Inteligência Competitiva e propõe estrutura científica e sistema de investigação nos níveis epistemológico, científico e aplicado. A pesquisa, do tipo descritivo, históricobibliográfico, utilizou metodologia sistêmica baseada na metodologia da meta modelagem e na filosofia da ciência. O levantamento das variáveis do modelo foi realizado por meio de amostragem aleatória simples estratificada em periódicos científicos e em bancos de teses e dissertações. O conteúdo das variáveis foi extraído dos documentos científicos analisados. Os pressupostos foram confirmados: existe estrutura científica para Inteligência Competitiva e sistema de investigação nos níveis epistemológico, científico e aplicado; há paradigmas que orientam a pesquisa, teorias e modelos que norteiam a solução de problemas, e soluções para os problemas da vida real; há problemas de pesquisa e métodos para solucioná-los; é possível estabelecer definição científica para área e delimitar sua origem e marcos teóricos. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This research is identify and analyze the theoretical foundations of Competitive Intelligence (CI)...

A formação de arquivistas no quadro da Ciência da Informação: o caso da Universidade do Porto

Maria Manuela Gomes de Azevedo Pinto
Fonte: Universidade do Porto Publicador: Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
106.02%
Num contexto de mudança e em plena Sociedade da Informação, pretende-se com esta comunicação analisar sinteticamente o percurso efectuado no âmbito da formação dos arquivistas, colocando em confronto dois paradigmas: o paradigma dominante da Arquivística, herdeiro das concepções e do modelo gerado pela Revolução Francesa e o novo paradigma emergente por força das condições sociais, económicas, culturais e tecnológicas da Sociedade da Informação, no qual a Arquivística é entendida como uma disciplina aplicada da área da Ciência da Informação, apresentando-se a Informação como objecto de estudo desta emergente área do conhecimento cujo campo uno e transdisciplinar convoca, naturalmente, outras disciplinas numa clara e fecunda interdisciplinaridade.Este posicionamento permitiu estruturar um novo modelo de formação científico-profissional cujo caso de aplicação é aqui apresentado através do Curso de Licenciatura em Ciência da Informação, ministrado conjuntamente pela Faculdade de Letras e pela Faculdade de Engenharia, da Universidade do Porto, iniciado em Outubro de 2001, e que, no presente ano, vê entrar no mercado de trabalho os seus primeiros licenciados.

A epistemologia da complexidade e a ciência da informação

Francelin,Marivalde Moacir
Fonte: IBICT Publicador: IBICT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
85.96%
A ciência, ao longo do século XX, passou por um amplo debate sobre os seus princípios básicos de construção. O racionalismo, o determinismo e o mecanicismo foram superados pela incerteza proposta pela própria ciência, dando origem a possíveis rupturas epistemológicas e a busca por "novos" paradigmas. Este trabalho propõe-se a apresentar o pensamento complexo moriniano, utilizando-se como justificativa o pressuposto de "instinto formativo" bachelardiano para tentar aproximar a ciência da informação da chamada "ciência nova".

Segurança de obras raras como possível objeto de estudo da Ciência da Informação

Greenhalgh,Raphael Diego; Manini,Miriam Paula
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
116.04%
Não há um consenso sobre os limites de atuação da Ciência da Informação, como também não há uma definição assertiva para o próprio conceito de informação. Por meio da análise de algumas definições de Ciência da Informação e de conceitos de informação na literatura da área, este trabalho busca justificar a segurança contra roubo ou furto de Obras Raras como possível objeto de estudo da Ciência da Informação. São abordadas as características do livro raro como documento dotado de memória individual e coletiva, transcendendo a ideia do livro como mero suporte de informação, percebendo-o como objeto informacional. Essa percepção se dá a partir das ideias de Buckland, juntamente com os paradigmas descritos por Capurro, que, principalmente com relação ao paradigma físico, mostra a Ciência da Informação preocupada com as necessidades de informação focadas no documento, ou seja, com a informação emitida por meio de objetos com valor informacional.

Modelo conceitual de comunicação da informação para estudos de interação informacional baseado em competências conversacionais em serviço de referência

Inazawa,Fernandez Kenji; Baptista,Sofia Galvão
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
76.15%
O objetivo deste artigo é discutir um modelo conceitual de comunicação da informação aplicável a estudos de interação entre usuário e bibliotecário, baseado em "competências conversacionais" em serviço de referência. Na ciência da informação, o fenômeno das "competências conversacionais" estaria no âmbito da transferência ou da comunicação da informação? Seria o modelo de Shannon e Weaver o mais apropriado para explicar esse fenômeno? Refletindo-se sobre a primeira pergunta, parece haver certa confusão conceitual, quando o assunto é comunicação da informação em ciência da informação. Utilizou-se Barreto (2005) e Pinheiro e Loureiro (1995), como base para a discussão desse aspecto. Com relação à segunda pergunta, talvez, a explicação da adoção do modelo de Shannon e Weaver na ciência da informação se dê pelo estudo dos paradigmas. Como as pesquisas iniciais da ciência da informação, em meados dos anos 50, estavam mais focadas no paradigma físico da recuperação da informação e o modelo de Shannon e Weaver surge mais ou menos na mesma época, a apropriação foi quase imediata. Mas, com a inserção de outros paradigmas, como o cognitivo e o social nos estudos na ciência da informação...

Ciência da informação: histórico, delimitação do campo e a sua perspectiva sobre a área da Comunicação

Carvalho,Larissa Akabochi de; Crippa,Giulia
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
96.03%
A partir de Saracevic, que aponta a Comunicação como um dos campos interdisciplinares da Ciência da Informação (C.I), este artigo procura estabelecer algumas relações entre essas duas áreas do conhecimento. Primeiramente, reflete sobre o histórico da Ciência da Informação e os três paradigmas (físico, cognitivo e social) que contribuíram para a delimitação do campo. Em seguida, discute a respeito das diferenças entre uma ciência moderna e uma ciência pós-moderna, assinalando que as duas se relacionam com a Ciência da Informação. Por fim, questiona a interdisciplinaridade da C.I e faz algumas considerações sobre os pontos que a separam e a aproximam da Comunicação, enquanto disciplina.

As relações (inter)disciplinares entre a Ciência da Informação e a Ciência da Comunicação: uma análise bibliométrica a partir de teses

Jesus, Filipe Reis Dias de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Biblioteconomia (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Biblioteconomia (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
96.06%
A brief evaluation and historical path of interdisciplinarity are built. Surveys the principal authors of the interdisciplinary movement, to understand the need of interdisciplinary relations between the postmodern sciences. Addresses the origin and historical trajectory of Information Science and Science Communication, in order to understand the interdisciplinary issue of Information Science entitled to it since its inception. This in order to contextualize these sciences in the paradigm shifts that have happened with the knowledge. As a tool to identify the object, that is, the interdisciplinary relationships between Information Science and Science Communication was used bibliometrics, with citation analysis and cocitação. To verify, we sought in the theses of the two best graduate programs in the area of Information Science and Communication Science of Brazil, this according to CAPES. Lifting the keywords, banking title and the references cited in the thesis was identified interdisciplinary relations between the two areas, this according to criteria established in this research. From, the data analysis is concluded that relations are presented timidly between areas analyzed. In addition, we noticed greater openness of Information Science for interdisciplinarity in relation to Science Communication.; Uma breve conceituação e percurso histórico da interdisciplinaridade são construídos. Faz um levantamento dos principais autores do movimento interdisciplinar...

Modelo conceitual de comunicação da informação para estudos de interação informacional baseado em competências conversacionais em serviço; Conceptual model of communication of information for informational interaction studies based on conversational competencies in a reference service

Inazawa, Fernandez Kenji; Baptista, Sofia Galvão
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
76.15%
O objetivo deste artigo é discutir um modelo conceitual de comunicação da informação aplicável a estudos de interação entre usuário e bibliotecário, baseado em "competências conversacionais" em serviço de referência. Na ciência da informação, o fenômeno das "competências conversacionais" estaria no âmbito da transferência ou da comunicação da informação? Seria o modelo de Shannon e Weaver o mais apropriado para explicar esse fenômeno? Refletindo-se sobre a primeira pergunta, parece haver certa confusão conceitual, quando o assunto é comunicação da informação em ciência da informação. Utilizou-se Barreto (2005) e Pinheiro e Loureiro (1995), como base para a discussão desse aspecto. Com relação à segunda pergunta, talvez, a explicação da adoção do modelo de Shannon e Weaver na ciência da informação se dê pelo estudo dos paradigmas. Como as pesquisas iniciais da ciência da informação, em meados dos anos 50, estavam mais focadas no paradigma físico da recuperação da informação e o modelo de Shannon e Weaver surge mais ou menos na mesma época, a apropriação foi quase imediata. Mas, com a inserção de outros paradigmas, como o cognitivo e o social nos estudos na ciência da informação...

Metodologia para avaliação de produtos e serviços de informação

Rocha, Eliana da Conceição; Sousa, Márcia de Figueiredo Evaristo de
Fonte: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) Publicador: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)
Tipo: Documento técnico
POT
Relevância na Pesquisa
85.99%
80 p., il.; Os novos paradigmas da sociedade da informação e do conhecimento, configurando a necessidade de trabalho em rede de forma compartilhada, constituem parâmetros para a proposta do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), de realizar a avaliação de seus produtos e serviços para atender às reais necessidades de seus usuários. Considerando a variedade da comunidade de usuários e a diversidade dos produtos e serviços oferecidos pelo instituto, adotou-se, para essa avaliação, uma metodologia híbrida que compreende a aplicação de três procedimentos: 1) avaliação qualitativa com base na abordagem Sense-Making, de Brenda Dervin, por meio de entrevistas estruturadas. Para a análise dos resultados aplica-se a técnica dos incidentes críticos de John C. Flanagan; 2) avaliação quantitativa a partir de formulários eletrônicos disponibilizados nos sites dos produtos e serviços avaliados; 3) aplicação das heurísticas de Jakob Nielsen para avaliação da usabilidade das páginas Web dos produtos e serviços. Com essa triangulação de métodos espera-se obter uma visão contextualizada das práticas informacionais dos usuários e enriquecer as condições de uso dos produtos e serviços oferecidos; conhecer o grau de satisfação dos usuários e a extensão do acesso e uso dos produtos e serviços...

Editorial n. 9, 2000; Editorial n. 9, 2000 10.5007/1518-2924.2000v5n9pi

Encontros Bibli, Editor
Fonte: Departamento de Ciência da Informação – UFSC Publicador: Departamento de Ciência da Informação – UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2000 POR
Relevância na Pesquisa
86.01%
EDITORIAL A Ciência da Informação e o fazer profissional vêm passando por transformações intensas. Tais transformações se refletem em mudanças no seu enfoque teórico e na atuação de seus profissionais. Encontros Bibli, nesta edição, com os artigos de colegas da Universidade Estadual de Londrina-UEL e da Universidade Federal da Paraíba-UFPb, traz uma contribuição para o debate deste novo momento da Ciência da Informação. Marta Ligia Pomim Valentim, professora da UEL, tece considerações sobre as mudanças de paradigmas do profissional da informação e as novas habilidades necessárias a sua atuação no mercado de trabalho. Eliany Alvarenga de Araújo, professora da UFPb, chama a atenção para as modificações no campo da Ciência da Informação fazendo uma leitura sócio-cultural de suas práticas. Ainda nesta edição, Francisco das Chagas de Souza aborda a educação bibliotecária catarinense no período de 1973 a 1993. Este número traz, além disso, as recomendações do XI Seminário de Bibliotecas Universitárias - SNBU 2000 - realizado em Florianópolis no mês de abril, bem como, os discursos de abertura do seminário pronunciados pelo Magnífico Reitor da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC...

Considerations on information in the third order of order: a view from the Library and Information Science paradigms; Considerações sobre a informação na terceira ordem da ordem: um olhar a partir dos paradigmas da Ciência da Informação

Medeiros, Jackson da Silva
Fonte: Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Inst. Publicador: Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Inst.
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; audio/mpeg
Publicado em 12/02/2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.21%
This work takes the information concept as ground to address their understanding on the evolution of Library and Information Science paradigms. Thus, after presenting such paradigms, try to understand how the collaboration process in the digital environment plays an important role in the process of providing and organizing information on the Web.; Este trabalho toma por base o conceito de informação para tratar seu entendimento a partir da evolução dos paradigmas da Ciência da Informação. Nesse sentido, busca, após apresentar tais paradigmas, compreender como o processo de colaboração em ambiente digital desempenha papel importante no processo de fornecimento e organização da informação na Web.

Link between user studies and the paradigms of information science: from users to postmodern subject; Enlace entre os estudos de usuários e os paradigmas da ciência da informação: de usuário a sujeitos pós-modernos

Tanus, Gabrielle Francinne de S.C
Fonte: Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Inst. Publicador: Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Inst.
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; audio/mpeg
Publicado em 30/10/2014 POR
Relevância na Pesquisa
86.23%
The Information Science can be characterized by three distinct paradigms: physical, cognitive and social. In turn, the area of user studies can be seen through these paradigms, defended by Capurro, which dialogue with to the classifications of specific approaches that field of study: traditional, alternative and sociocultural. Thus, we make a historical-conceptual trajectory of Information Science and of user studies, emphasizing in each moment the understanding of information, and users and own Information Science. The expansion of the area called the sociocultural approach also leads to other reflections of the area, such as speeches and effects of postmodernity in Information Science and in the user studies; A Ciência da Informação pode ser caracterizada por três distintos paradigmas: físico, cognitivo e social. Por sua vez, os estudos de usuários podem ser vistos também por meio desses paradigmas, defendidos por Capurro, os quais dialogam com as classificações das abordagens específicas desse campo de estudo: abordagem tradicional, alternativa e sociocultural. Devido essa proximidade, realiza-se uma trajetória histórico-conceitual da Ciência da Informação e dos estudos de usuários, destacando em cada momento o entendimento de informação...

PARADIGMAS E MODELOS: proposta de análise epistemológica para a Ciência da Informação; PARADIGMS AND MODELS: a proposal of epistemological analysis for Information Science

Renault, Leonardo Vasconcelos
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/05/2007 POR
Relevância na Pesquisa
86.22%
O artigo apresenta uma proposta de análise para a ciência da informação, através da identificação de paradigmas e modelos. Discute também o estatuto científico da área e, consequentemente a adequabilidade do uso de paradigmas e modelos para a ciência da informação. Apresenta ainda, contribuição para a discussão acerca da identificação de paradigmas nas ciências humanas, em especial para a ciência da informação. Dessa forma, abre-se caminho para estudos posteriores, na perspectiva de uma argumentação epistemológica, que contribuam para a discussão dos fundamentos da área de ciência da informação.; This article presents a proposal of analysis for the information science, through the identification of paradigms and models. The scientific statute of the area also argues and, consequentemente the adequateness of the use of paradigms and models for the science of the information. It still presents, contribution for the quarrel concerning the identification of paradigms in human sciences, special for the information science. Thus, fight one’s way for posterior studies, in the perspective of a epistemological argument, that contribute for the quarrel of the fundamentals of the area of information science.

A biblioteca do século XXI: novos paradigmas ou meras expectativas?; The library of the twenty-first century: new paradigm or mere expectations?; La biblioteca del siglo XXI: nuevo paradigma o meras expectativas?

Targino, Maria das Graças
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2009 POR
Relevância na Pesquisa
76.25%
Objetiva-se discutir os paradigmas norteadores da biblioteca do século XXI e, por conseguinte, da ciência da informação (CI). A priori, consideram-se três pontos: (1) a biblioteca como instituição fundamentalmente social e, portanto, sujeita às mudanças que afetam a sociedade; (2) a mobilidade irreversível dos paradigmas, em qualquer área de atuação; (3) a ação profissional e governamental como elemento determinante da atuação das instituições. Como inevitável, ao atravessar as várias fases históricas, a biblioteca assimila a realidade dos diferentes períodos e assume posturas paradigmáticas distintas. De início, prevalece o modelo centrado na disponibilidade, que prioriza grandes coleções e edifícios majestosos, perfazendo o just in case: o leitor tem a seu dispor a informação demandada, graças ao browsing real. Paulatinamente, consolida-se o modelo centrado na acessibilidade. É a prevalência do just in time, graças ao intercâmbio com as demais unidades de informação conectadas em rede e ao browsing virtual. A expansão das tecnologias propicia o advento da biblioteca virtual (BV) e a emergência do paradigma informacional ou digital. Porém, insiste-se na idéia de que profissionais e governantes são os responsáveis...

The configuration of the field of information science: a brand identity; La configuración del campo de las ciencias de la información: una identidad de marca; A configuração do campo da Ciência da Informação: marcas de uma identidade

Freire, Gustavo Henrique de Araújo; Silva, Jonathas Luiz Carvalho
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 26/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
106.05%
Analyzes the identity of Information Science through its epistemological perspectives, aiming the identity. Uses three assumptions that make discussions about the field of information science: the notion of paradigm, interdisciplinarity and the object of study. We conclude that the notion of paradigm in information science is related to a theoretical and epistemological controversy that has constituted a necessary but unprofitable discussion, because little has contributed to the strengthening of this epistemological scientific field. It follows, too, that there are three strong trends of Information Science as an interdisciplinary field: the first involves an interdisciplinary approach with the Library, Documentation and Archival extensively and Museology, the second points to an interdisciplinary approach to the Cognitive Sciences, Computer Science , Administration and Communication, and the third involves interdisciplinarity with linguistics, psychology, philosophy and sociology. Finally, it appears that the object of study of Information Science consists of a set of factors that vary according to the historical and social reality.; Analiza la identidad de Ciencias de la Información a través de sus perspectivas epistemológicas...

Os novos paradigmas da informação e a TV digital: o papel das TVs Universitárias na construção de conteúdos de maneira colaborativa através de redes interdisciplinares

Paschoal Neto, José Dias; Carvalho, José Oscar Fontanini de
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 09/06/2010
Relevância na Pesquisa
85.99%
Estuda os recursos da TV Digital na perspectiva da quebra do paradigma da unidirecionalidade imposta pelo modelo analógico de transmissão de sinais. Tem como objetivo investigar como a interatividade vai impactar nos fluxos informacionais da produção, disseminação e recuperação da informação nessa nova mídia. Utiliza como procedimentos metodológicos, a pesquisa documental, a observação direta, intensiva, exploratória e a análise qualitativa, entre outros. A Ciência da Informação é o campo referencial de estudo. Na possibilidade do telespectador interagir com a informação na TV, chegando, até mesmo, a produzir e gerar conteúdo, o Ciclo Social da Informação, proposto por Le Coadic (1996), é estudado como modelo que se aplica aos novos paradigmas da TV Digital. O trabalho propõe a construção de conteúdos televisivos interativos e inclusivos a partir do trabalho colaborativo. Aponta a Universidade e as TVs Universitárias, em especial, como espaço para a experimentação de novos conteúdos desenvolvidos por redes interdisciplinares. Acesso ao texto completo (PDF)

Considerações sobre a informação na terceira ordem da ordem: um olhar a partir dos paradigmas da Ciência da Informação

Medeiros, Jackson da Silva
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 21/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
86.18%
Este trabalho toma por base o conceito de informação para tratar seu entendimento a partir da evolução dos paradigmas da Ciência da Informação. Nesse sentido, busca, após apresentar tais paradigmas, compreender como o processo de colaboração em ambiente digital desempenha papel importante no processo de fornecimento e organização da informação na Web. Palavras-chave: Terceira ordem da ordem. Web social. Paradigmas da Ciência da Informação. Link para o texto completo (PDF) http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/189/232

Segurança de obras raras como possível objeto de estudo da Ciência da Informação

Greenhalgh, Raphael Diego; Manini, Miriam Paula
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 01/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
116.05%
Não há um consenso sobre os limites de atuação da Ciência da Informação, como também não há uma definição assertiva para o próprio conceito de informação. Por meio da análise de algumas definições de Ciência da Informação e de conceitos de informação na literatura da área, este trabalho busca justificar a segurança contra roubo ou furto de Obras Raras como possível objeto de estudo da Ciência da Informação. São abordadas as características do livro raro como documento dotado de memória individual e coletiva, transcendendo a ideia do livro como mero suporte de informação, percebendo-o como objeto informacional. Essa percepção se dá a partir das ideias de Buckland, juntamente com os paradigmas descritos por Capurro, que, principalmente com relação ao paradigma físico, mostra a Ciência da Informação preocupada com as necessidades de informação focadas no documento, ou seja, com a informação emitida por meio de objetos com valor informacional. Palavras-chave: Biblioteconomia. Ciência da informação. Obras raras. Segurança contra roubo. Link para o texto completo (PDF) http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/transinfo/article/view/2081/1776

Enlace entre os estudos de usuários e os paradigmas da ciência da informação: de usuário a sujeitos pós-modernos

Tanus, Garielle Francinne de S.C.
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 18/12/2015 PT
Relevância na Pesquisa
126.22%
A Ciência da Informação pode ser caracterizada por três distintos paradigmas: físico, cognitivo e social. Por sua vez, os estudos de usuários podem ser vistos também por meio desses paradigmas, defendidos por Capurro, os quais dialogam com as classificações das abordagens específicas desse campo de estudo: abordagem tradicional, alternativa e sociocultural. Devido essa proximidade, realiza-se uma trajetória histórico-conceitual da Ciência da Informação e dos estudos de usuários, destacando em cada momento o entendimento de informação, de usuário e da própria Ciência da Informação. A ampliação da área posta pela abordagem sociocultural conduz, ainda a outras reflexões da área, como os discursos e efeitos da pósmodernidade na Ciência da Informação e nos estudos de usuários.Palavras-Chave: Estudo de Usuários. Ciência da Informação. Paradigmas. Pósmodernidade. Sujeitos.Disponível em:http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/290/384