Página 1 dos resultados de 8 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Complicações após expansão de maxila cirurgicamente assistida; Complications following surgically assisted maxillary expansion

Albuquerque, Gustavo Cavalcanti; Gonçales , Andrea Guedes Barreto; Tieghi Neto , Victor; Nogueira, Alexandre Simões; Assis, Diogo Souza Ferreira Rubim de; Gonçales , Eduardo Sanches
Fonte: UNESP; Araraquara Publicador: UNESP; Araraquara
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46%
Introduction: The treatment of adult transverse maxillary deficiency is the surgically assisted maxillary expansion. Several surgical techniques have been described for this and complications have been related to these procedures. Objective: the aim of this study was evaluate the incidence of complications associated with surgically assisted maxillary expansion. Material and method: 33 individuals undergone surgically assisted maxillary expansion by subtotal Le Fort I osteotomy with a step in the zygomatic-maxillary buttress and associated to pterigomaxillary disjunction and osteotomy of intermaxillary suture. Operative complications, post-operative complications and the distance between the upper teeth were recorded. Result: 12 men and 21 women with an average age of 24.64 years undergone the procedure. The interdental distances increased from preoperative to 2 months post?operative time. The prevalent complications were sinusitis (6%) and teeth displacement and inclination (6%). Conclusion: Surgically assisted maxillary expansion is an effective and low morbidity procedure to treat transverse maxillary deficiency in adults.; Introdução: O tratamento da deficiência transversal de maxila, em adultos, exige a expansão de maxila cirurgicamente assistida. Diversas técnicas cirúrgicas são conhecidas para a realização desse procedimento...

Avaliação longitudinal das alterações das distâncias interdentárias superiores após a correção da mordida cruzada posterior, comparando-se duas modalidades de tratamento: expansão rápida da maxila e expansão lenta (dentoalveolar) do arco superior, seguidas do aparelho Edgewise; LONG-TERM EVALUATION OF THE UPPER INTERDENTAL WIDTH CHANGES COMPARING TWO TECHNIQUES: RAPID PALATAL EXPANSION AND SLOW DENTOALVEOLAR EXPANSION, FOR THE POSTERIOR CROSSBITE CORRECTION

Pinheiro, Fábio Henrique de Sá Leitao
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/02/2002 PT
Relevância na Pesquisa
46.24%
No início da dentadura permanente, pode-se corrigir a mordida cruzada posterior (MCP) por meio de duas técnicas distintas: expansão rápida da maxila (ERM), na presença da atresia maxilar, e expansão lenta do arco superior (EL), ao predominar a inclinação dentoalveolar. Entretanto, já que estas características morfológicas costumam coexistir nesta fase do desenvolvimento oclusal, este trabalho objetivou comparar a estabilidade destas técnicas, aproximadamente dez anos pós-contenção. Avaliaram-se, em 30 pacientes, os modelos de estudo pré-tratamento (I), pós-tratamento (F) e póscontenção(C), nos três grupos estudados (ERM, EL e CONTROLE - Aparelho edgewise). Nos grupos experimentais, corrigiu-se a MCP em adolescentes de ambos os gêneros, complementado-se o tratamento com a mecânica edgewise (com ou sem extrações dentárias). Analisaram-se as alterações das distâncias interdentárias (3-3, 4-4, 5-5 e 6-6), tanto F-I quanto C-F, por meio do teste “t” de Student pareado. Aplicaram-se a ANOVA (um critério) e o teste de Tukey (p<0,05) para realizar-se a comparação intergrupos, correlacionando-se o resultado com algumas variáveis clínicas (gênero, idade, extrações, relação interarcos ântero-posterior...

"Estudo das alterações esqueléticas da região maxilar em pacientes submetidos à expansão rápida da maxila assistida cirurgicamente avaliadas por tomografia computadorizada" ; Computed Tomography evaluation of maxillary skeletal changes after surgically assisted rapid palatal expansion

Goldenberg, Dov Charles
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
76.43%
A expansão rápida da maxila assistida cirurgicamente (ERMAC) é o procedimento de eleição para o tratamento da deficiência transversa de maxila em pacientes esqueleticamente maduros. Controvérsias em relação ao procedimento ainda persistem principalmente relacionadas aos métodos de avaliação, técnica cirúrgica utilizada, morbidade, eficácia clínica e estabilidade de resultados. A utilização da tomografia computadorizada para a avaliação da eficiência da ERMAC é uma opção atual e ainda pouco divulgada. Consequentemente, os parâmetros anatômicos para a utilização deste método ainda não foram totalmente estabelecidos. Os objetivos do presente estudo foram avaliar a confiabilidade da metodologia proposta e as alterações esqueléticas maxilares decorrentes da ERMAC com a utilização do método de avaliação por tomografia computadorizada. No período de junho de 2004 a maio de 2005, 15 pacientes, sendo 10 do sexo feminino, foram submetidos a ERMAC. A técnica cirúrgica utilizada constou de osteotomia maxilar do tipo Le Fort I, sem osteotomia da sutura ptérigo-maxilar, associada a osteotomia sagital mediana do palato. O aparelho expansor utilizado foi do tipo Hyrax. Os pacientes foram submetidos a exames de tomografia computadorizada...

Influência do tratamento da respiração oral na sintomatologia de crianças com Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade; Influence of the treatment of mouth breathing on the symptoms of attention deficit hyperactivity disorder

Costa, Carolina Marins Ferreira da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
35.81%
INTRODUÇÃO: A literatura confirma a relação existente entre os Distúrbios Respiratórios do Sono (DRS) e os sintomas do Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH). Há estudos que mostram o efeito dos tratamentos para DRS no comportamento, observando-se, após adenotonsilectomia, melhora nos índices dos testes de comportamento, assim como no desempenho escolar das crianças com TDAH. Considerando-se a relação existente entre a Respiração Oral (RO) e os DRS e entre estes e o TDAH, pretende-se avaliar se ocorrem interferências sintomáticas entre a RO e o TDAH, quando se obtém a reversão da RO em respiração nasal fisiológica, através da utilização do tratamento ortopédico funcional (utilização de placas ortopédicas, orientação para o fechamento labial, ginástica respiratória) e terapia fonoaudiológica. MÉTODOS: Neste estudo longitudinal, realizado entre janeiro de 2004 e janeiro de 2007, acompanhando pacientes com TDAH e RO, de 7 a 13 anos de idade, por 18 meses, no ambulatório de TDAH do Hospital das Clínicas/ FMUSP, comparamos os escores de testes comportamentais para TDAH (Conners e SNAP IV) em dois grupos de pacientes que estavam sendo tratados com metilfenidato, um dos quais recebeu tratamento ortopédico funcional e fonoaudiológico para a RO. RESULTADOS: 1) Não houve diferenças entre o grupo tratado e não tratado para a RO com respeito à idade; 2) Os escores dos questionários no grupo tratado para RO foram significantemente diminuindo (indicando melhora) em todas as variáveis (exceto Conners Pais -conduta anti-social)...

Avaliação por meio de tomografia computadorizada por feixe cônico dos efeitos dento-esqueléticos da expansão de maxila cirurgicamente assistida em pacientes adultos; Analysis of the dento-skeletal effects using cone beam computed tomography (CBCT) after surgically assisted maxillary expansion in adult patients

Tieghi Neto, Victor
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.14%
A deficiência transversal de maxila caracteriza-se por mordida cruzada posterior uni ou bilateral, dentes apinhados e/ou rotacionados, além de palato ogival; seu tratamento, em indivíduos adultos, é a expansão cirurgicamente assistida de maxila (EMCA). Tal procedimento possui efeitos não somente esqueléticos, mas também nos dentes (especialmente os que servem de apoio do aparelho expansor), cavidade e espaço aéreo nasal, lábio e demais tecidos moles circunjacentes. O objetivo deste estudo foi avaliar, por meio da tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC), as alterações dento-esqueléticas de indivíduos portadores atresia de maxila e submetidos à expansão cirurgicamente assistida de maxila. Para isso, 14 indivíduos foram submetidos à TCFC pré e pós (15, 60 e 180 dias) expansão cirurgicamente assistida de maxila pela técnica da osteotomia Le Fort I subtotal, e nestas realizamos mensurações da espessura da cortical óssea vestibular e palatina, além de angulação do longo eixo dos dentes posteriores superiores (1oM, 2oM, 1oPM e 2oPM). Os dados foram tabulados e analisados estatisticamente. Os resultados mostraram alterações na espessura óssea vestibular e palatina nas áreas analisadas, o que permitiu concluir que nos procedimentos de EMCA...

Expansão ortopedica e cirurgico-ortopedica da maxila em pacientes adultos

Antonio Jose Duarte Ferreira Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/06/2001 PT
Relevância na Pesquisa
25.97%
O tratamento de adultos com deformidades dentofaciais está freqüentemente dificultado pela existência da deficiência transversal da maxila. Embora essa discrepância não seja o motivo comum da procura por cuidados profissionais, sua correção é essencial para obtenção de uma oc1usão funcional e estável. A expansão rápida da maxila (ERM) é um procedimento terapêutico capaz de restabelecer a dimensão transversal desta estrutura óssea, mediante a abertura da sutura palatina mediana associada às reações ortopédicas em outras suturas crâniofaciais. O propósito deste trabalho foi avaliar, através de revisão da literatura, as principais técnicas empregadas na correção da deficiência transversal da maxila nos pacientes adultos, assim como os resultados obtidos, visando estimular a adoção de métodos mais conservadores que propiciam a correção mais estável destas deformidades. Apesar da ERM apresentar bons resultados nas crianças e adolescentes, os pacientes adultos tratados através de aparelhos ortodônticos convencionais, freqüentemente mostram resultados insatisfatórios. A identificação de áreas de resistência à expansão no esqueleto craniofacial estimulou o desenvolvimento de várias osteotomias maxilares para facilitar a movimentação lateral da maxila através da ERM ou pela reposição cirúrgica de segmentos maxilares. Os procedimentos cirúrgicos conservadores possibilitam a correção das mordidas cruzadas esqueléticas posteriores a nível ambulatorial...

Vertical growth control during maxillary expansion using a bonded Hyrax appliance

Pinto, Francisco Marcelo Paranhos; Abi-Ramia, Luciana Baptista Pereira; Stuani, Andrea Sasso; Stuani, Maria Bernadete Sasso; Artese, Flavia
Fonte: Dental Press International Publicador: Dental Press International
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
55.94%
INTRODUCTION: Rapid maxillary expansion (RME) for the treatment of maxillary deficiency and posterior crossbite may induce changes in the vertical dimension. Expanders with occlusal splints have been developed to minimize unwanted vertical effects. OBJECTIVE: This preliminary study used cephalometri radiographs to evaluate the vertical effects of RME using a Hyrax appliance in children with maxillary deficiency. METHOD: Twenty-six patients (11 boys; mean age = 8 years and 5 months) with maxillary deficiency and posterior crossbite were treated using a Hyrax appliance with an acrylic occlusal splint. Radiographs and cephalometric studies were performed before the beginning of the treatment (T1) and after RME active time (T2), at a mean interval of 7 months. Results were compared with normative values. RESULTS AND CONCLUSIONS: At the end of treatment, there were no statistically significant changes, and measurements were similar to the normative values. Data showed that there were no significant effects on vertical growth, which suggests that appliances with occlusal splints may be used to correct transverse deficiencies regardless of the patient's growth pattern.

Vertical growth control during maxillary expansion using a bonded Hyrax appliance

Pinto,Francisco Marcelo Paranhos; Abi-Ramia,Luciana Baptista Pereira; Stuani,Andrea Sasso; Stuani,Maria Bernadete Sasso; Artese,Flavia
Fonte: Dental Press International Publicador: Dental Press International
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 EN
Relevância na Pesquisa
55.94%
INTRODUCTION: Rapid maxillary expansion (RME) for the treatment of maxillary deficiency and posterior crossbite may induce changes in the vertical dimension. Expanders with occlusal splints have been developed to minimize unwanted vertical effects. OBJECTIVE: This preliminary study used cephalometri radiographs to evaluate the vertical effects of RME using a Hyrax appliance in children with maxillary deficiency. METHOD: Twenty-six patients (11 boys; mean age = 8 years and 5 months) with maxillary deficiency and posterior crossbite were treated using a Hyrax appliance with an acrylic occlusal splint. Radiographs and cephalometric studies were performed before the beginning of the treatment (T1) and after RME active time (T2), at a mean interval of 7 months. Results were compared with normative values. RESULTS AND CONCLUSIONS: At the end of treatment, there were no statistically significant changes, and measurements were similar to the normative values. Data showed that there were no significant effects on vertical growth, which suggests that appliances with occlusal splints may be used to correct transverse deficiencies regardless of the patient's growth pattern.