Página 1 dos resultados de 7 itens digitais encontrados em 0.035 segundos

Plano do Turismo Espanhol Horizonte 2020

Abrantes, António Alberto da Cunha
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
45.89%
A alteração dos contextos socioeconómico e ambiental, bem como as tensões presentes na demografia, têm originado novas tendências nos padrões de consumo e de comportamento dos consumidores, obrigando os Estados e as empresas a um exercício de reflexão estratégica de antecipação e domínio dos novos factores de competitividade. No turismo aquele exercício, atendendo à sua natureza, à multiplicidade dos seus actores e às suas repercussões na sociedade e na economia, reclama uma visão partilhada, um planeamento dos recursos e uma coordenação dos actores e das acções. O Plano do Turismo Espanhol Horizonte 2020 é o resultado de uma reflexão estratégica assumido pelos intervenientes na actividade turística e que tem como meta conseguir que o sistema turístico espanhol seja o mais competitivo e sustentável,proporcionando o máximo de bem-estar social. A experiência do processo de elaboração deste Plano demonstra, igualmente, que ao Estado compete promover a melhoria do sistema turístico de um país devendo, para tal, assumir os papéis de planeamento e de coordenação.

A construção compartilhada de um plano de turismo para Monteiro Lobato, SP: a sustentabilidade como horizonte; A Tourism plan shared construction for Monteiro Lobato, SP: the sustainability as the horizon

Pivott, Cleide
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.89%
O Turismo, inserido no setor terciário da economia, o da prestação de serviços, promove atividades geradoras de trabalho e renda, representando uma atividade econômica complementar para pequenos municípios com potencial turístico e com limitações para desenvolver os setores primário e secundário. A atividade turística recebe críticas quanto a aspectos destrutivos do consumo e produção e do Turismo de Massa e por, também, cumprir função pró-capitalista. O Turismo Sustentável planejado com Participação Social surge como um modelo da atividade turística capaz de minimizar o que é considerado negativo sem, no entanto, eliminar os impactos porque não há Turismo sem impactos. O tema deste estudo é o Planejamento do Turismo Sustentável com Participação Social na localidade de Monteiro Lobato, SP. Insere-se no processo da interdisciplinaridade ao envolver conhecimentos das áreas do planejamento do Turismo Sustentável, da Psicologia Social e da Participação Social. Aborda a problemática da inexistência, no Brasil, de políticas públicas eficazes não só em Turismo Sustentável como também para uma Participação Social que o apoie. O objetivo foi promover o planejamento do Turismo Sustentável por meio de estratégias participativas de planejamento e de programas educativos que estimulassem a atuação social na sua construção...

A ilusão urbanística: análise crítica sobre a (re)produção do espaço urbano no município de Ilha Bela - SP

Nascimento, Alan Faber do
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 190 f. : il., tabs., fots., quadros
POR
Relevância na Pesquisa
35.73%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Geografia - IGCE; Este trabalho tem como objetivo fazer uma análise crítica sobre o planejamento do espaço urbano, numa tentativa de ir além dos estudos que o avaliam apenas sob o aspecto dos seus limites e, desse modo, apreender o que tem sido iludido em nome de sua pretensa objetividade. Para isso, tomando como referência o município de Ilhabela, arquipélago oceânico localizado no litoral norte paulista, problematizam-se duas questões que já há um bom tempo, aos olhos do Estado, somente podem ser resolvidas por meio do ordenamento territorial, a saber: a proteção de um dos últimos remanescentes de Mata Atlântica do estado de São Paulo, bem como dos ecossistemas a ela associados e de sua biodiversidade, e a preservação do modo de vida tradicional das populações caiçaras, tendo em vista as interferências oriundas de fora, diga-se, do mundo ocidental capitalista. Todavia, no decorrer da pesquisa, demonstrar-se-á como tais questões são ilusórias. Assim, o ordenamento territorial visando à preservação da natureza nada mais é que um álibi para a reprodução de um mercado imobiliário local de alta renda...

A vocação turística e a lógica de intervenção em áreas urbanas centrais: o caso do núcleo urbano histórico de Cascais

Amílcar, Anselmo Pinheiro
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
55.96%
Tese de mestrado, Geografia, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2009; Apesar de serem fenómenos antigos, o lazer e o turismo adquiriram na sociedade moderna uma importância sem precedentes, fazendo cada vez mais parte integrante do estilo de vida. Paralelamente ao crescimento extraordinário que o turismo registou, fundamentalmente a partir da Segunda Guerra Mundial, nas últimas décadas tem sido evidente a fragmentação do sector. Reflexo das alterações ocorridas na sociedade, registou-se uma alteração nos padrões de procura, no sentido de uma maior diversidade. A importância do tradicional turismo de sol e praia, standardizado e destinado ao consumo de massas, tem vindo progressivamente a ser suplantada por segmentos turísticos emergentes, nomeadamente o turismo cultural urbano. Com a emergência da sociedade pós-moderna, assistiu-se a uma revalorização da cultura e a uma democratização do seu “consumo”. Actualmente, uma parte significativa dos turistas são considerados culturais e, segundo vários autores, as cidades os principais destinos turísticos. Apesar das cidades terem, desde sempre, atraído turistas, até há relativamente pouco tempo estas não eram percepcionadas como destinos turísticos. Apenas na década de 1980...

A gestão dos destinos turísticos: o caso do Algarve

Flores, Adão
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
25.91%
Tese de dout., Gestão, Faculdade de Economia, Universidade do Algarve, 2009; A evolução do turismo como sistema complexo, simultaneamente, produtivo e de consumo, fez emergir o conceito de destino turístico, como lugar geométrico da experiência do turista, de um sistema da oferta privado e institucional, assente num core de atracções e atributos no quadro de uma comunidade residente. O sistema mundial do turismo tem vindo a deslocar o ónus da concorrência para o nível do destino turístico implicando o advento de um sistema de gestão articulada capaz de assegurar a coerência entre os múltiplos interesses que confluem nesse sistema localizado de produção e consumo. Compreender o carácter dinâmico e complexo dos sistemas de gestão de destinos regional, sub-regional e local no quadro do Algarve e o objectivo desta tese, desenvolvendo-se uma abordagem, design e implementação no quadro de uma investigação qualitativa que utiliza um estudo multicasos, visando descrever e compreender as práticas de gestão dos vários subsistemas bem como o grau de articulação no quadro de um destino complexo como o Algarve. Obteve-se assim a compreensão de como se faz a gestão dos destinos a partir do ponto de vista dos seus actores...

Urbanização turística no Litoral Sul de Pernambuco: o caso do município de Tamandaré

Vasconcelos Fraga de Melo Lima, Clarisse; Santiago Fragoso Selva, Vanice (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.93%
Esta dissertação constitui um estudo, no âmbito da Geografia do Turismo, sobre a relação entre turismo e urbanização, a partir da expansão do turismo no Litoral Sul de Pernambuco, mais detidamente no município de Tamandaré, a fim de identificar a racionalidade que permeia essa forma de urbanização e suas respectivas conseqüências espaciais pelo turismo. Trata-se de uma análise espaço-temporal, sob a perspectiva do crescimento do turismo e da série de serviços que ele requer para a sua reprodução; de sua utilização para promover o desenvolvimento local/regional; e de sua capacidade de criar e requalificar espaços com repercussões nas formas geográficas. O processo de desenvolvimento da atividade turística na área de estudo é analisado sob o arranjo espacial que foi sendo estruturado com base no surgimento das casas de veraneio, equipamentos turísticos, organizações privadas, associações comunitárias, conselhos municipais, bem como planos de desenvolvimento turístico, econômico, urbano e social. Nas regiões costeiras, cujo espaço é geralmente utilizado para o desenvolvimento de turismo de sol e mar, de forma massiva, verifica-se uma rápida transformação ambiental e urbana resultante da influência do turismo no meio natural...

Turismo em família : a importância do turismo para famílias economicamente carenciadas

Lima, Joana Inês Silva de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
75.73%
O turismo oferece oportunidades para participar em novas situações, que podem oferecer vários benefícios para os indivíduos e famílias que o praticam. A oportunidade de participar numa dimensão da sociedade atual, que está interligada e que implica contacto com outras dimensões dessa mesma sociedade, é um desses benefícios. Este efeito do turismo, em específico, poderá ser particularmente relevante para aumentar a inclusão social de famílias economicamente carenciadas. O estudo destes efeitos tem sido, no entanto, relativamente negligenciado pela literatura existente, verificando-se que a investigação sobre os efeitos do turismo em e para as famílias é relativamente incipiente. Esta tese tem como objetivo principal alargar o conhecimento sobre os efeitos do turismo em família, em geral, e para as famílias economicamente carenciadas, em específico, contribuindo para se encontrarem formas mais eficazes e inovadoras de combate à pobreza e exclusão social, propondo o turismo social como estratégia de ação. Apesar de ser considerado um direito básico do ser humano e de serem reconhecidos os benefícios para quem o pratica, o turismo não é um produto acessível a todos os elementos da sociedade. Existem diversos constrangimentos à prática turística...