Página 1 dos resultados de 67 itens digitais encontrados em 0.013 segundos

Pacto federativo e financiamento da educação: a função supletiva e redistributiva da União - o FNDE em destaque; Federative Pact and Education Funding: supplementary and redistributive function of the Union FNDE highlighted

Cruz, Rosana Evangelista da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.27%
A tese discute as relações entre pacto federativo e financiamento da educação, tendo como eixo a problematização da função supletiva e redistributiva da União, especialmente pelas ações executadas pelo FNDE, no período de 1995 a 2006. Adota-se o pressuposto de que os regimes federados procuram instituir um padrão mínimo de equalização nas condições de acesso a serviços públicos, como um dos elementos centrais para a própria sobrevivência do pacto federativo. No Brasil, esse pressuposto foi reiterado, uma vez que a Constituição Federal explicita que cabe à União o exercício da função supletiva e redistributiva em relação aos demais entes federados, tendo em vista a diminuição das desigualdades regionais. A pesquisa desenvolvida se configura como uma análise de políticas públicas, tendo como foco o exame dos critérios que fundamentam a distribuição dos recursos federais para a educação pública ofertada pelos estados e municípios, por intermédio do FNDE, procurando a existência de coerência entre os pressupostos que fundamentam a ação dessa autarquia e a distribuição final de seus recursos. A realização da pesquisa envolveu uma rigorosa revisão bibliográfica sobre o conceito de federalismo e sobre o federalismo brasileiro...

Limites e possibilidades da redução das desigualdades territoriais por meio do financiamento da educação básica; Limits and possibilities of reducing territorial inequalities through the financing of basic education

Araújo, Raimundo Luiz Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
O objetivo da pesquisa é verificar os limites e possibilidades de uma política de fundos no financiamento da Educação Básica incidir positivamente na redução das desigualdades territoriais existentes na federação brasileira. O ponto de início é o caráter assimétrico da federação brasileira e a encruzilhada em que o país se encontra diante do enfraquecimento das bases do pacto federativo. Considera-se que o elo mais fraco da corrente federal é o município, justamente o ente mais sobrecarregado com responsabilidades educacionais. Depois de quinze anos de implementação de uma política de fundos (Fundef e Fundeb) tornou-se necessário verificar os seus efeitos na diminuição das desigualdades territoriais. Para testar a validade de políticas redistributivas reguladas pela União e com maior aporte de recursos, foi escolhido como variável o Município Brasileiro. Esta escolha se deve pelo peso relevante que este ente federado possui na prestação de serviços educacionais em nosso país, pela sobrecarga de responsabilidades que lhe foi transferida no processo de municipalização implementado nas últimas décadas e por expressarem, no seu conjunto e na sua diversidade, as assimetrias existentes na federação brasileira. Foi escolhido como pressuposto básico para uma nova política de financiamento a implantação de um padrão mínimo de qualidade e construída uma matriz baseada no conceito de Custo Aluno-Qualidade Inicial. Tanto as atualizações de pesquisas desenvolvidas por Marta Arretche quanto o resultado de quatro simulações de novos formatos para a política de financiamento da educação básica comprovaram que a possibilidade de políticas reguladas pela União reduzirem de forma significativa as desigualdades territoriais depende da dimensão do aporte financeiro do governo federal para o financiamento da educação básica. Ou seja...

Pacto pela aprendizagem : análise da implementação de uma política municipal de educação em uma escola de ensino fundamental de Novo Hamburgo (RS)

Klein, Karin Cristiane
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.39%
As políticas públicas de educação, estabelecidas tanto a nível Federal, Estadual como Municipal, afetam diretamente os resultados obtidos dentro do âmbito das escolas. Buscam promover ações de melhoria para a sociedade, como o Pacto pela Aprendizagem, política pública implantada no município de Novo Hamburgo, voltada ao ensino fundamental da rede municipal. Partindo dessa perspectiva, este estudo procurou analisar a implementação do Pacto pela Aprendizagem em uma Escola de Ensino Fundamental, buscando identificar os resultados percebidos na comunidade escolar e as transformações ocorridas em sua realidade, decorrentes da implementação do referido programa. Para tanto, estabeleceu-se como metodologia um estudo qualitativo, descritivo-exploratório, realizado através de levantamento bibliográfico e entrevistas com equipe diretiva, professores, pais e alunos da escola pesquisada. Os resultados revelam que, embora tenha sido o primeiro ano de sua implementação e tenha questões que necessitem ser aprimoradas, o Pacto pela Aprendizagem trouxe benefícios para os alunos atendidos, tanto no nível emocional quanto no aspecto cognitivo. Por receberem maior atenção de todos os envolvidos com o processo educacional e atendimento de profissionais especializados...

Educação permanente em saúde

Barth, Priscila Orlandi
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 218 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.04%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; A formação e qualificação dos profissionais de saúde foram discutidas fortemente nas décadas de 80 e 90 pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), a qual apresenta em seus textos bases uma nova forma em se pensar e desenvolver a Educação Permanente em Saúde (EPS). Esse debate institui a remodelação de uma educação tradicional direcionada a categorias especificas e desvinculada da realidade local, para uma educação interdisciplinar, realizada no ambiente de trabalho desses profissionais e a partir das necessidades enfrentadas por eles. No Brasil essas discussões se intensificaram principalmente após a regulamentação do Sistema Único de Saúde (SUS) em 1990 pelas Leis Orgânicas de Saúde (LOS) 8.080/90 e sua complementar 8.142/90, as quais destacam a formação do profissional de saúde direcionada pelos princípios e diretrizes desse. Com o SUS o modelo de atenção à saúde passa a ser reestruturado, o qual antes era definido pelo modelo médico hegemônico centrado na cura da doença e hospitalocêntrico, nesse momento se intensifica a promoção da saúde e a atenção primária como porta de entrada do usuário...

A política nacional de educação permanente em saúde e suas concepções de trabalho e educação

Barreto, Carlos Mauricio Guimarães
Fonte: EPSJV Publicador: EPSJV
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
35.95%
Este estudo foi realizado no âmbito da Pós-Graduação em Educação Profissional em Saúde da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio / FIOCRUZ e teve como objetivo analisar a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde e as suas concepções no campo de trabalho e educação. Partindo de uma abordagem teórica numa perspectiva crítica elegeram-se os conceitos de trabalho e educação como centrais considerando-se as relações sociais produzidas no modo de produção capitalista contemporâneo que repercutem no processo de qualificação de trabalhadores. Como procedimentos metodológicos recorreu-se à revisão da literatura, análise de documentos públicos e das informações sobre educação permanente em saúde no Sistema do Pacto pela Saúde. O acesso a entrevistas com gestores envolvidos na formulação e implementação da política também permitiu o aprofundamento da análise. O estudo recuperou o processo histórico de construção das questões do campo do trabalho e educação na saúde, os desafios e as concepções envolvidas nas principais proposições que nortearam a conformação desse campo. A política foi analisada dando-se destaque para os seus limites e possibilidades como alternativa para a qualificação dos trabalhadores do SUS. Foram consideradas...

Da criação e da morte: Peregrinação pela obra de Paul Celan

Carreiras, Maria Antónia Trigueiros de Castro
Fonte: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, Universidade de Coimbra Publicador: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
36.19%
Tese de Doutoramento em Psicologia Clínica apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, Universidade de Coimbra; Paul Celan, cujo nome de nascimento era Paul Antschel-Teitler, nasce a 23 de Novembro de 1920 em Czernowítz, grande cidade da Bucovina, região recém integrada na Roménia. Entre 1775 e 1918 a Bucovina pertencera ao Império Austro-Húngaro, que tinha desenvolvido, na região, uma política de acolhimento e de tolerância em relação aos judeus e que, simultaneamente, fomentara a implantação da língua e da cultura germânicas. Czernowitz era uma cidade próspera, com uma vida cultural intensa e fervilhante, sendo mesmo considerada como um dos centros mais importantes da cultura judaica no leste europeu. Cerca de metade dos seus habitantes eram judeus que preservavam as suas tradições e que falavam a língua alemã. Os pais de Paul Celan eram de origem judaica. Permaneceram sempre ligados às tradições judaicas mas símplificavam-nas. Assim, Paul recebe uma educação burguesa em que o judaísmo desempenha, sobretudo, um papel moral. E, ainda que o pai o pressionasse a uma educação judaica ortodoxa, a mãe, grande apaixonada pela língua e pela literatura alemãs, considerava estas bem mais importantes e...

A Educação infantil e o Plano Nacional de Educação: as propostas da CONAE 2010

Vieira,Lívia Maria Fraga
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.02%
Nosso objetivo é destacar alguns aspectos da oferta de educação infantil no país nos últimos 10 anos, tendo em vista as metas do Plano Nacional de Educação (PNE) de 2001. Transcorrido esse período, que se caracterizou pela implementação de políticas que objetivaram integrar creches e pré-escolas nos sistemas de ensino, em consonância com o marco legal pós-Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN, 1996), nós percebemos permanências, redefinições e tensões. Os subsídios para a elaboração do novo PNE, deliberados na Conferência Nacional de Educação (CONAE) no último abril, redimensionam metas para esta etapa da educação básica, no propósito mais geral de estabelecer as bases de um novo pacto federativo, visando à construção de um Sistema Nacional de Educação. Questionamos se as metas sugeridas pela CONAE para a educação da criança pequena consideram as tendências de cobertura de acesso observadas nos últimos 10 anos e se promovem investimento na perspectiva do marco legal que vem sendo construído nas duas últimas décadas.

O Pacto pela Saúde e a gestão da força de trabalho na Atenção Básica do SUS: um retrato da situação de alguns municípios no Estado de São Paulo

Junqueira,Virgínia; Cortizo,Carlos Tato; Vieira,Nelson Passagem; Santos,Ana Paula Lopes dos; Santos,Fabio Souza dos; Lacaz,Francisco Antonio de Castro
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.13%
Este artigo aborda o cumprimento, em oito municípios do Estado de São Paulo, dos compromissos concernentes à gestão do trabalho inscritos no Pacto de Gestão, assinado em 2006 por gestores dos três níveis do SUS. Entre os municípios estudados, três são polos de regiões metropolitanas; e cinco tinham, em 2008, população acima de 500 mil habitantes. Foram realizadas coletas de dados e análise documental, particularmente dos Planos de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) de três municípios e entrevistas com gestores e representantes de trabalhadores e usuários nos Conselhos Municipais de Saúde. As categorias analisadas derivaram do Pacto de Gestão: democratização das relações de trabalho, direitos sociais e previdenciários, regime jurídico e vínculo, carreira, progressão funcional e educação permanente. Os resultados mostraram repercussão pouco relevante das decisões das mesas de negociação na política de gestão do trabalho; incorporação parcial das diretrizes do PCCS-SUS apenas em três municípios; política de formação de pessoal caracterizada por iniciativas pontuais dissociadas da progressão funcional. Foram também identificados: visão restrita dos conselheiros sobre sua participação na discussão do tema gestão do trabalho...

Violência de gênero e educação: nas malhas e tramas discursivas de documentos de domínio público

Pontes de Mello, Rodrigo; Medrado-Dantas, Benedito (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.01%
A presente dissertação é um exercício reflexivo que enfoca a violência contra a mulher como um problema social significativo, no contexto atual de implementação da Lei Maria da Penha , que surge como um instrumento legal, visando coibir a violência contra mulheres em território nacional. Obviamente que esse instituto legal permeia todas as relações humanas e institucionais, sendo que, em alguns momentos, é enfatizada sua intervenção direta, a partir de campanhas educativas, inclusive através de instituições educacionais. Nesse sentido, esse trabalho analisa a violência contra mulher, através de documentos de domínio público, no campo da educação. Para isso, escolhemos e analisamos três documentos que elegemos como centrais: A Lei Nº 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha); O Pacto Nacional pelo Enfrentamento à Violência contra Mulher, da Secretaria Especial de Política para as Mulheres; e os Parâmetros Curriculares Nacionais, do Ministério da Educação (abordando especificamente o volume que trata da Orientação Sexual). Nas análises objetivamos compreender se e como a noção de educação constitui-se discursivamente em estratégia institucional para enfrentamento da violência contra a mulher no Brasil...

Gestão do sistema municipal de saúde

Calvo, Maria Cristina Marino; Magajewski, Flávio Ricardo Liberali; Andrade, Selma Regina de
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.19%
Tópico 1 – Gestão do Sistema Municipal de Saúde O tópico apresenta a amplitude de a ação da gestão de um sistema municipal de saúde, desde a Constituição de 1988 que prevê autonomia e articulação entre os três poderes para esse fim, assim como princípio de descentralização do SUS na busca de eficácia e fidelidade às demandas sociais. Traça o histórico das transformações: a comissões bi e tripartite, Plano Municipal de Saúde (PMS), Programação Anual de Saúde, Plano Diretor de Regionalização, Programas de Saúde Integrada, Termo de Garantia de Acesso, Termo de Compromisso de Gestão Municipal, Pacto pela Saúde – 2006 – em suas 3 dimensões – Pacto pela Defesa do SUS, Pacto pela Vida e Pacto de Gestão – e cinco blocos de financiamento. Tópico 2 – Planejamento e gestão governamental O tópico aborda a obrigatoriedade de planejamento em gestão pública segundo as normas do direito público, a previsão de receitas e gastos, a definição e os princípios de orçamento público segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, o Plano Plurianual, a Lei de Diretrizes Orçamentárias, a Lei Orçamentária Anual, o Pacto de Gestão, o Ciclo Orçamentário, os instrumentos de gestão do SUS: Plano de Saúde...

Função social da universidade

Giareta, Paulo Fioravante
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.19%
Resumo: Esta pesquisa, vinculada à linha de pesquisa em Políticas Educacionais do Programa de Pós-graduação em Educação da UFPR, investiga os reflexos do pacto reformista proposto pela UNESCO na pedagogia universitária para formação de professores. Responde como problemática central a indagação sobre a anunciada nova função social da universidade e seus reflexos na pedagogia universitária de formação de professores, enquanto proposta capaz de extrapolar o ideário da mera adaptação dos indivíduos à consolidação de mudanças sociais em novos estágios de organização da racionalidade hegemônica. O exercício proposto se caracteriza como movimento dialético e estruturado a partir das concepções teórico-metodológicas de reprodução e contradição, mediadas pelas categorias analíticas características da pedagogia universitária, materializadas - conforme Constituição Federal de 1988 - na indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. Traduzidas, neste trabalho, a partir das concepções de dimensão técnica, dimensão científico-pedagógica e dimensão sócio-política da formação docente. A técnica de abordagem de dados utilizada se referenda na análise documental, interpretada a partir do método de análise de conteúdo. O recorte histórico adotado abrange o período pós Conferência Mundial da Educação superior de 1998. O recorte documental...

O pacto neodesenvolvimentista e as políticas de expansão da educação superior no Brasil de 2003 a 2013.

Machado, Mariana Pfeifer
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.27%
Resumo: A presente tese insere-se no campo de estudo das políticas de Educação Superior, no marco do processo de sua expansão nos primeiros anos do século XXI. Considera-se que os governos petistas inauguraram um novo contexto ideopolítico e socioeconômico no Brasil, marcado pela introdução de medidas de cunho neodesenvolvimentistas. O Novo Desenvolvimentismo é um receituário de propostas e recomendações macroeconômicas e sociais destinadas aos países em desenvolvimento, em especial ao Brasil, que tem por objetivo promover o crescimento e o desenvolvimento prometendo alça-los ao status de país rico no âmbito da competição global contemporânea, garantindo redução da pobreza e inclusão social. A partir do estudo minucioso das produções sobre o Novo Desenvolvimentismo, especialmente do seu principal intelectual, o economista Bresser-Pereira, evidencia-se o escopo político-ideológico na proposta, vinculado à construção de uma nova estratégia para a recomposição capitalista nacional. Evidencia-se neste estudo os marcos do surgimento da ofensiva para a constituição de um novo pacto nacional, que chamo de "Pacto Neodesenvolvimentista", e seu receituário, especialmente, no campo político e social. Este estudo se estrutura em torno da tese segundo a qual as Políticas de Expansão da Educação Superior dos governos petistas se inserem no Pacto Neodesenvolvimentista uma vez que se direcionam para a inclusão social atrelada ao desenvolvimento econômico do país. O primeiro capítulo traz um debate acerca da inserção da Educação Superior no campo da cidadania enquanto direito social do cidadão brasileiro...

Uma análise preliminar dos impactos que o Pacto pela Educação tem causado na prática pedagógica da Educação Física

Ribeiro, Hugo Soares
Fonte: Universidade Federal de Goiás Publicador: Universidade Federal de Goiás
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.42%
Este trabalho está inserido no campo das políticas públicas para a educação. As políticas públicas, tanto em âmbito nacional quanto em âmbito regional, interferem diretamente na rotina da escola, no trabalho docente e no trato com a educação. Além disso, são portadoras de identidade política e ideológica, diretamente ligadas ao projeto de sociedade que legitimam e pelo qual são sustentadas. Expressam de modo mais ou menos explícito, de acordo com o caso, concepções próprias de educação, escola, currículo e trabalho docente. Nosso objeto de estudo é o programa conhecido como Pacto pela Educação, que consubstancia a nova política de Educação para o Estado de Goiás, que vem sendo implementada pela atual gestão do governo Marconi Perillo (2011-2014), gerida pelo atual Secretário de Educação do Estado, o economista Thiago Peixoto. Como objetivo geral, pretende-se compreender como se manifestam as tendências na criação de políticas públicas para a educação no Estado de Goiás e suas influências no trabalho pedagógico. Como objetivos específicos, foram definidos: compreender a concepção de educação expressa na política do Pacto pela Educação; compreender o trato que esta política pública reserva à Educação Física; e compreender como a política do Pacto pela Educação tem afetado o trabalho pedagógico em Educação Física na escola da rede estadual. O trabalho configura-se como uma combinação de pesquisa bibliográfica...

Formação continuada de professores: reflexões sobre a participação no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa

Amaral,Arlene de Paula Lopes
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
35.97%
Este relato aborda o Programa do Governo Federal, Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), que visa alfabetizar todas as crianças até os oito anos de idade, final do 3º ano do Ensino Fundamental, objetivando melhorar os índices de educação do país. Considera-se o modelo de Educação Continuada proposto ao ressaltar os desafios da Formação Continuada, bem como variáveis relacionadas às peculiaridades de cada região quanto a sua implementação e execução, no que diz respeito às condições materiais e pedagógicas.

O trabalhador da educação e a acumulação flexível do capital: um estudo do posicionamento do Sintego frente à política educacional de Goiás

Araujo Júnior, João Ferreira de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Educação (FE); Faculdade de Educação - FE (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Educação (FE); Faculdade de Educação - FE (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.27%
This study aims to understand the "understanding and positioning" of Sintego regarding changes in pedagogical work, since the implementation of the "Pact for Education: a better future requires changes" in the State of Goiás. It was developed in the Research Line “Education, Labor and Social Movement”, of the Post-Graduation Program in FE/UFG. Transformations in the world of work and actions of the Education Workers Union of the State of Goiás (SINTEGO) were adopted as a theoretical framework to understand the educational project of the State of Goiás. This work was based theoretically on the following authors: Harvey (2011), Cruz (2005; 2008), Corràgio (1999), Schwartzman and Cox (2009), Saviani (1991; 2009; 2012), Paro (1993; 2010; 2011), Enguita (1989), Tumolo and Bez (2008), Canezin (2009) e Boito Jr. (1996; 1999; 2001; 2005). Semistructured interviews with the direction of Sintego were achieved for data collection. Searches for theses, dissertations and articles on the bank of theses and dissertations of Federal University of Goiás (UFG), Federal University of Brasilia (UNB), PUC-GO and database CAPES in journals of education, produced between the years 1990-2011, were searched. Pact for Education was understood as governance project...

Movimento "todos pela educação" : um projeto de nação para a educação brasileira; "Todos pela educação" movement : a national project for brazilian education

Erika Moreira Martins
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.03%
A pesquisa procurou, através da análise do Movimento "Todos Pela Educação" - TPE, apresentar elementos para a compreensão do processo de construção de um projeto hegemônico para a nação brasileira, em que a educação pública ocupa um papel estratégico. Em tal processo, privilegiamos a análise do lugar do empresariado no âmbito da formulação de políticas e da mobilização social. Buscamos compreender em que medida a atuação do TPE expressa uma nova configuração da esfera pública. Para tanto, analisamos seu significado como uma nova força que, ao inserir-se na arena de disputas políticas que conformam o atual cenário brasileiro, conjuga as demandas e propostas para educação provenientes do governo, iniciativa privada e outros setores da sociedade. Além disso, no decorrer da pesquisa, percebeu-se que o TPE conta com um maciço poder de comunicação, com um respaldo técnico que sustenta suas afirmações e propostas e com um alto grau de articulação com o Estado, representado em seus três poderes. Finalmente, a forma como o TPE foi estruturado - a partir de um pacto entre iniciativa privada, terceiro setor e governos - contribui para a ocultação dos conflitos entre classes e frações de classe, tornando mais complexa a compreensão da realidade...

A formação continuada do professor alfabetizador nos cadernos do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC)

Souza, Elaine Eliane Peres de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 358 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
36.29%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2014.; O objetivo geral desta pesquisa, em nível de mestrado em Educação, é analisar os cadernos da formação continuada do professor alfabetizador no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), que foi instituído em 2012 com o intuito de alfabetizar todas as crianças do ensino público até os 8 anos de idade propondo, entre seus eixos de atuação, a formação continuada de todos os professores da rede pública cadastrados no senso de 2012 como professor alfabetizador. Para compreender o campo empírico e a singularidade da formação no PNAIC, realizamos um estudo rigoroso do manual Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa: O Brasil do futuro com o começo que ele merece; do caderno Avaliação no Ciclo de Alfabetização; do caderno Formação do Professor Alfabetizador: caderno de apresentação; do caderno Formação de Professores no Pacto Nacional pela Alfabetização na idade certa; e, principalmente, dos 24 cadernos Alfabetização em Língua Portuguesa do curso de formação para professores alfabetizadores. Delimitamos como objetivos específicos compreender o PNAIC no contexto social; investigar a concepção de formação continuada que se expressa...

Gestão do sistema municipal de saúde

Calvo, Maria Cristina Marino; Magajewski, Flávio Ricardo Liberali; Andrade, Selma Regina de
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Conteúdo Online do módulo Gestão e Avaliação na Atenção Básica: Gestão do sistema municipal de saúde. Unidade 2 do módulo 5 que compõe o Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde da Família.Arquivo .zip contendo página html com r
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.19%
Tópico 1 – Gestão do Sistema Municipal de Saúde O tópico apresenta a amplitude de a ação da gestão de um sistema municipal de saúde, desde a Constituição de 1988 que prevê autonomia e articulação entre os três poderes para esse fim, assim como princípio de descentralização do SUS na busca de eficácia e fidelidade às demandas sociais. Traça o histórico das transformações: a comissões bi e tripartite, Plano Municipal de Saúde (PMS), Programação Anual de Saúde, Plano Diretor de Regionalização, Programas de Saúde Integrada, Termo de Garantia de Acesso, Termo de Compromisso de Gestão Municipal, Pacto pela Saúde – 2006 – em suas 3 dimensões – Pacto pela Defesa do SUS, Pacto pela Vida e Pacto de Gestão – e cinco blocos de financiamento. Tópico 2 – Planejamento e gestão governamental O tópico aborda a obrigatoriedade de planejamento em gestão pública segundo as normas do direito público, a previsão de receitas e gastos, a definição e os princípios de orçamento público segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, o Plano Plurianual, a Lei de Diretrizes Orçamentárias, a Lei Orçamentária Anual, o Pacto de Gestão, o Ciclo Orçamentário, os instrumentos de gestão do SUS: Plano de Saúde...

Educação

Gusso, Divonzir Arthur (Colaborador); Zen, Eduardo Luiz (Colaborador); Oliveira, Luis Felipe Batista de (Colaborador); Corbucci, Paulo Roberto (Colaborador); Zardo, Sinara Pollom (Colaboradora)
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Políticas Sociais: acompanhamento e análise - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
35.96%
Estre capítulo traz, como fatos relevantes de 2012-2013, o pacto nacional pela alfabetização na idade certa; o novo foco do Programa Mais Educação, que ampliou substancialmente sua abrangência no período; as alterações importantes recentemente ocorridas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB); e os desdobramentos da aprovação da lei de cotas para ingresso em universidades e instituições de ensino técnico federais. Como acompanhamento da política e dos programas do Ministério da Educação (MEC), o capítulo menciona 2012 como marco inicial do Plano Plurianual (PPA) – Plano Mais Brasil, a vigorar no período 2012-2015. São apresentadas, também, a execução física e financeira e a evolução dos principais indicadores referentes a 2012 para a educação básica, nos seus diferentes níveis, e para a educação superior. Por fim, o tema em destaque, com foco na relação entre educação e trabalho, explora os nexos entre a constituição e o desempenho das estruturas educativas e a inserção das pessoas no sistema produtivo. Traz parte da experiência internacional e reflete sobre o curso seguido pelas instituições educativas e de formação profissional no Brasil, com intuito de apontar alguns desafios das políticas públicas na área.; n. 225-286 : il.

A Reestruturação do Modelo Nórdico de Educação

Antikainen,Ari
Fonte: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Publicador: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
45.9%
Este artigo discute o modelo Nórdico ou o modelo de Estado-Providência e a educação. Mostra como os processos de reestruturação estão acontecendo a nível político e a nível institucional e, ainda, como é que as estruturas básicas do modelo e exemplo nórdico, especialmente os princípios subjacentes às comprehensive schools e às escolas locais, estão a ser abandonados. Pela abordagem institucional, está a emergir um novo pacto geracional ou um modelo institucional, mas a sua legitimação e estabelecimento levarão muito tempo. As mudanças na política e na organização ocorrem de forma muito mais rápida do que nos contextos sócio-culturais. Exemplos de histórias de sucesso, como a reforma dinamarquesa do mercado laboral e o crescimento do cluster finlandês do conhecimento intensivo em TIC, abriram o caminho para esta transformação. Há ainda a possibilidade de uma estratégia de Estado-Providência e de uma estratégia de Estado Competitivo poderem coexistir.