Página 1 dos resultados de 2607 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

A comunicação do treinador de futebol em competição: estudo das expectativas, comportamentos e perceção dos treinadores de jovens relativamente à instrução em competição

Santos, Fernando Jorge Lourenço dos
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 17/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
O nosso estudo teve como objetivo estudar o comportamento de instrução e o comportamento dos atletas jovens em competição. Ainda dentro do âmbito do estudo da atividade do treinador na direção da equipa em competição pretendemos verificar a existência de padrões-T de comportamentos de instrução. Outro objetivo passou por verificar a existência de correlações entre as expectativas, auto perceção e perceção dos treinadores sobre a instrução, comportamento dos atletas e a realidade em competição. Também foi verificada a existência de correlações entre as variáveis cognitivas referidas. Para cumprir os objetivos foram observadas quatro equipas de jovens que competiam nos campeonatos nacionais de Portugal e os seus respetivos treinadores, em dois jogos. Os instrumentos utilizados para a recolha de dados foram o Sistema de Análise da Instrução em Competição, o Sistema de Observação do Comportamento dos Atletas em Competição, o Questionários sobre as Expectativas da Instrução e Comportamento dos Atletas em Competição e o Questionário da Auto Perceção dos treinadores sobre a Instrução e a Perceção do Comportamento dos Atletas em Competição. Os treinadores observados têm um comportamento de instrução preferencialmente prescritivo...

O envolvimento e a perceção de risco do consumidor associado à compra de calçado num contexto nacional

Silva, Joana Sofia Pereira da
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Dissertação de Mestrado apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos de obtenção do grau de Mestre em Ciências da Comunicação, ramo de Marketing e Publicidade; Cada vez mais o envolvimento com o produto e a perceção de risco são vistos como uma influência na decisão de compra do consumidor. Igualmente, estas duas dimensões parecem influenciar o comportamento de compra do consumidor com determinadas categorias de produto, bem como a procura de informação acerca dos mesmos. Deste modo, o envolvimento e a perceção de risco com um determinado produto, são quem determinam, ou não, a decisão de compra do consumidor. Neste contexto, o presente estudo teve como objetivo avaliar a relação do envolvimento e a perceção de risco do consumidor associado a uma compra de calçado num contexto nacional. Esta investigação tem como base do estudo empírico um modelo conceptual que procura explicar as causas e as influências que o envolvimento e perceção de risco possam ter na decisão de compra do consumidor. Os resultados obtidos no estudo empírico são discutidos no final da dissertação e apresentadas ainda, algumas sugestões para futuras investigações. Concluiu-se que os riscos de tempo e psicológico são os únicos tipos de perceção de risco que não se relacionaram com nenhuma dimensão do modelo conceptual. Estes dois riscos não têm relação com o envolvimento duradouro...

Relação entre a perceção da tensão arterial elevada e o estilo de vida adotado

Melo, Susana Cristina Teixeira
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia, ramo de Psicologia Clínica e da Saúde; A hipertensão arterial é uma doença de fácil diagnóstico e cujo tratamento se revela eficaz na maioria dos casos, no entanto continua haver doentes por ser diagnosticados e pessoas a morrer ou a desenvolver doenças secundárias por ignorarem os sintomas da doença. O presente estudo de carácter exploratório, transversal, correlacional, procurou analisar a relação entre a perceção da tensão arterial elevada e o estilo de vida adotado. Foi avaliado numa amostra de 202 participantes com idades entre os 18 e os 78 anos de idade (M=38,6; DP=15,24) composta por 53% mulheres e 47% de homens, além disso 78,2% dos participantes não apresenta diagnóstico de tensão arterial elevada, e 21,8% apresenta diagnóstico de tensão arterial elevada. Os participantes responderam a um questionário sociodemográfico, ao Questionário de Perceção da Doença para Pessoas Saudáveis (IPQ-RH), e ao Questionário de Atitudes e Comportamentos de Saúde (QACS). Observou-se que os participantes são associam os sintomas corretos à tensão arterial elevada, sendo que em geral...

Perceção dos utentes acerca da terapêutica medicamentosa prescrita após consulta médica e após dispensa na farmácia

Pinto, Isabel C.; Coelho, J.C.M.M.; Braga, Ana; Pereira, Paula; Cardoso, Tiffany
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
A promoção do uso racional do medicamento é fundamental para assegurar a eficácia terapêutica e minimizar os riscos. É considerável o número de utentes que não compreende o tratamento prescrito, muitas vezes por ausência de informação verbal e/ou escrita aquando da consulta médica e dispensa na Farmácia, o que resulta em grandes dificuldades para uma correta terapia medicamentosa, levando à ineficácia do tratamento. Determinar a perceção do conhecimento sobre a terapêutica medicamentosa a realizar, após consulta médica e após dispensa na Farmácia, e identificar fatores relacionados. Este estudo transversal e descritivo-correlacional, obteve-se uma amostra de 150 utentes de centros de saúde e farmácias do norte de Portugal, 64,0% do sexo feminino e 36,0% do sexo masculino, com idades entre 18 e 90 anos (média de 57,1). foi aplicado um questionário de autopreenchimento, incluindo a escala de classificação da perceção do conhecimento (Frohlich, 2010). Na análise dos dados foi utilizada estatística descritiva e o teste t-Student, com nível de significância de 5%. A perceção do conhecimento sobre a terapêutica medicamentosa dos utentes é insuficiente tanto após dispensa na farmácia (70,7%) como após a consulta médica (70...

Avaliação da perceção da autoeficácia dos membros da família prestadores de cuidados que tomam conta de familiares dependentes no autocuidado : estudo exploratório no concelho do Porto

Queirós, Carmen Dolores Ribeiro
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 13/02/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Esta investigação teve como objeto de estudo a perceção de autoeficácia (PAE) dos membros da família prestadores de cuidados (MFPC). O aumento do número de pessoas dependentes no autocuidado, decorrente de inúmeras causas, conduz a um acréscimo do número de membros da família que assumem o papel de prestador de cuidados. A perceção de autoeficácia é a convicção de que se é capaz de executar com êxito os comportamentos requeridos para produzir as consequências desejadas. Os objetivos definidos para este estudo foram: conhecer o nível de perceção de autoeficácia dos membros da família prestadores de cuidados, no seio das famílias clássicas do concelho do Porto e explorar as relações entre a perceção de autoeficácia e as variáveis de atributo dos membros da família que prestam cuidados e das pessoas dependentes. O estudo realizado enquadra-se num paradigma de investigação quantitativa, do tipo exploratório e descritivo. A amostra utilizada foi probabilística e estratificada em função do peso relativo de cada freguesia do concelho, no universo total de famílias clássicas do concelho do Porto. Para a recolha de dados optou-se por uma abordagem “porta a porta”, com recurso a um formulário. A perceção de autoeficácia foi avaliada através de um instrumento específico...

Influência dos estereótipos na perceção olfativa

Fontoura, Filipa Rodrigues
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
O sistema olfativo utiliza sinais químicos para transmitir informação importante na comunicação social. Tem sido demonstrado que o contexto não só influencia a ativação e manutenção de estereótipos, assim como a perceção do odor. Apesar da mais subtil manipulação psicossocial poder influenciar a perceção olfativa, estudos que avaliem a influência dos estereótipos na perceção olfativa são inexistentes. Cada indivíduo possui um odor corporal único que está associado ao seu perfil de alelos no Complexo Principal de Histocompatibilidade, o que permite a distinção de indivíduos da mesma espécie e de grupos étnicos diferentes. Assim, o presente estudo pretendeu avaliar se a ativação implícita de estereótipos raciais, assim como a natureza do odor (caucasiano, negro ou controlo), influencia a perceção olfativa. Foram apresentados doze odores (4 de raça caucasiana, 4 de raça negra e 4 controlo) a participantes de raça negra e caucasiana, sob três condições: condição “contexto caucasiano” (informação de que todos os odores eram de indivíduos de raça caucasiana), condição “contexto negro” (informação de que todos os odores eram de indivíduos de raça negra) e condição de controlo (sem qualquer informação). Os odores foram avaliados quanto à sua agradabilidade...

Influência das cores, vermelho e azul na performance motora e na perceção de saúde

Freitas, Nuno Miguel Andrade de
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Influência das cores, vermelho e azul na performance motora e na perceção de saúde O presente trabalho estudou o efeito das cores vermelha e azul na performance motora e na perceção de saúde. Para o efeito foram efetuadas duas experiências. Na experiência 1 participaram 100 indivíduos (20.8 ± 2.1 anos) de ambos os géneros, os quais realizaram 4 tarefas motoras: tempo de reação, lançamento em precisão, tarefa manual de velocidade-precisão e tarefa de força manual. Metade dos participantes realizaram as tarefas motoras com materiais em que a cor azul era predominante e a outra metade com materiais em que a cor vermelho era predominante. Na experiência 2, relativamente à perceção de saúde, aplicou-se a escala EuroQol EQ-5D-5L a um grupo de 170 jovens adultos (20.4 ± 2.4 anos) e um grupo de 159 idosos (68.1 ± 5.5 anos). Cada um dos grupos foi dividido aleatoriamente em três subgrupos e cada um deles respondeu a uma escala impressa numa cor específica, designadamente vermelho, azul e preto. Na experiência 1 não foram encontrados resultados estatisticamente significativos quanto à influência das cores, vermelho e azul na performance das tarefas motoras. Na experiência 2 verificaram-se diferenças estatisticamente significativas na perceção de saúde dos jovens adultos entre os subgrupos que responderam à escala impressa em cor azul e em cor preta...

A perceção do risco na atividade dos bombeiros

Realista, Andreia cristina Saraiva
Fonte: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Ciências Empresariais. Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Publicador: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Ciências Empresariais. Escola Superior de Tecnologia de Setúbal.
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Segurança e Higiene no Trabalho; O presente trabalho tem como objetivo, analisar e caracterizar a Perceção do Risco de elementos de corporações de Bombeiros. Na abordagem desta problemática, realizou-se uma análise dos determinantes da Perceção de Riscos, bem como a caraterização da Perceção de Riscos específicos nesta atividade. A primeira parte do trabalho efetua uma referência à realidade dos Bombeiros em Portugal, nomeadamente dos riscos a que estão sujeitos e ainda à perceção do risco, dando especial atenção aos fatores que a podem influenciar. A segunda parte apresenta a caracterização do instrumento de diagnóstico, o procedimento, a amostra e a análise e discussão dos resultados obtidos. Relativamente aos dados obtidos, verifica-se que a média das várias subescalas avaliadas nos Determinantes da Perceção do Risco está compreendida entre 1,49 (Irrelevância de Evitar o Risco) e 5,56 (Ansiedade), o desvio padrão entre 0,71 (Recompensas e Influência Social) e 0,97 (Severidade/Efeito Imediato ou Remoto). Nos dados obtidos nas subescalas da Perceção do Risco, os valores da média variam entre 5...

Envolvimento dos alunos na escola: Relações com a perceção de direitos e apoio da família / Students engagement in school: relation to perceived rights in the family and perceived family support

Abreu, S.; Veiga, F. H.
Fonte: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa Publicador: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
Este E-Book reúne um conjunto de investigações apresentadas no “I Congresso Internacional Envolvimento dos Alunos na Escola: Perspetivas da Psicologia e Educação” (ICIEAE), organizado no âmbito do “Projeto PTDC/CPE-CED/114362/2009 - Envolvimento dos Alunos na Escola: Diferenciação e Promoção” (EAE-DP), financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).; Apesar da literatura apontar para a influência que os contextos familiares exercem sobre o envolvimento dos alunos na escola (EAE), verifica-se um vazio na investigação quanto à relação deste construto multidimensional com variáveis familiares. Observada esta lacuna, e considerando o EAE um estado maleável, altamente influenciável pelos contextos familiares, o presente estudo teve como objetivo a análise da relação entre o EAE e variáveis ligadas ao contexto familiar. As variáveis ligadas à família foram as seguintes: perceção de apoio da família e perceção de direitos na família. A amostra do estudo envolveu 685 alunos, distribuídos pelos 6º, 7º, 9º e 10º anos de escolaridade, de escolas de diversas zonas do país. No âmbito dos instrumentos utilizados, recorreu-se à “Escala de Envolvimento dos Alunos na Escola”...

Objetivos de realização em adolescentes em contexto escolar: Relação com a perceção das atitudes parentais e o suporte social

Silva, Cristina Veiga da
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação; Os objetivos de realização são representações cognitivas daquilo que os indivíduos tentam fazer ou querem atingir, que quando adaptados à educação permitem classificar os alunos em função do tipo de objetivos que adotam. Assim, os alunos podem ser orientados para a mestria quando têm como objetivo desenvolver competências pessoais, ou podem ser orientados para o desempenho quando pretendem evidenciar competência ou evitar demonstrar a sua falta. Os fatores que estabelecem o envolvimento do aluno na realização das tarefas e consequentemente determinam o rendimento académico, passam pelo suporte social, interações e relações familiares, apoio parental e os processos motivacionais na escola. A primeira parte deste trabalho consiste na revisão dos estudos empíricos da problemática em questão. A segunda parte apresenta um estudo empírico com o objetivo de verificar a relação entre a orientação motivacional para o desempenho ou para a mestria com o rendimento escolar, com a perceção das atitudes parentais e com o suporte social fornecido por família, professores e amigos, assim como analisar o efeito destas variáveis com género, idade e habilitações dos pais. O estudo foi realizado com 307 alunos a frequentar entre o 7º e o 12º anos de escolaridade...

Obesidade e atividade física em crianças e adolescentes: perceção de imagem corporal: estudo realizado com alunos da Escola EB 2,3/S Miguel Torga em Sabrosa

Freire, Filipe Alexandre Ferreira
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Dissertação de Mestrado em Ensino de Educação Física, nos Ensinos Básico e Secundário; O presente estudo pretende analisar os índices de atividade física, obesidade e a perceção da imagem corporal dos alunos da Escola EB 2,3/S Miguel Torga, em Sabrosa. É pressuposto analisar os níveis de Atividade Física dos alunos em função do género, comparando-a em função do ciclo de escolaridade e da sua idade. Também se pretende que, através do Índice de Massa Corporal, se analise o nível de obesidade dos alunos em função das variáveis independentes supracitadas. O intuito deste estudo também é verificar a perceção da imagem corporal dos alunos e saber se a mesma se relaciona com o nível de atividade física e/ou com a respetiva classificação de obesidade. A amostra é constituída por 135 alunos, 73 do género masculino e 62 do feminino, com idades compreendidas entre os 10 e os 20 anos de idade, pertencentes ao 2º e 3º Ciclo e ao Ensino Secundário. A avaliação da atividade física foi realizada através do Questionário de Baecke et al. (1983), o que permite estimar os índices de atividade física no trabalho/ escola (IAFE), índice de atividade física no desporto (IAFD), índice de atividade física de lazer (IAFL) e o índice de atividade física total (IAFT). A Perceção da Imagem Corporal foi analisada através da Escala de Silhuetas de Stunkard et al. (1982). Os procedimentos estatísticos utilizados foram os testes Mann Whitney e o teste Kruskal-Wallis De acordo com as possibilidades...

A perceção que os auxiliares da ação educativa têm da sua posição na estrutura organizacional: o caso da escola dos 2º e 3º ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia, na RAM

Freitas, Marta Cristina Vasconcelos Vieira de
Fonte: Edição do autor; Instituto de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Edição do autor; Instituto de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Dissertação de Mestrado em Administração Pública.; Os auxiliares de ação educativa mais recentemente chamados de assistentes operacionais são considerados indispensáveis em toda da escola, pelo que consideramos interessante conhecer a perceção que estes auxiliares têm da sua importância na organização, especificamente na Escola Dr. Horácio Bento de Gouveia, no Funchal. O desafio seria descobrir a perceção da sua importância sob a perspetiva da sua identidade e da cultura profissional e organizacional. Não pudemos dissociar a identidade dos indivíduos à cultura seja ela profissional, social ou organizacional com especificidade na Instituição Escola. Teoricamente há uma enorme quantidade de perceções que se podem analisar, influenciadas e influenciadoras dessa cultura. Como tal, a criação de variáveis latentes que conjugassem as questões, de modo a analisar as perceções, foi o maior e mais produtivo dos nossos desafios. Quisemos perceber se há diferenças significativas na forma de percecionar a sua posição na organização em função das características sociodemográficas desta amostra e a existência de correlações entre as dimensões que representam a perceção dos auxiliares. Após o tratamento estatístico pudemos constatar que há uma identidade e perceção sobre o serviço e as suas condições embora se note a existência de relações acentuadas entre fatores como o gosto pelo serviço...

Relação entre a perceção da responsabilidade social das empresas, o engagement no trabalho e os valores humanos

Pereira, Anabela Mondim
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos; No contexto empresarial é visível a influência que os trabalhadores exercem na performance da organização, bem como a influência que certas práticas e políticas adotadas pela empresa influenciam as atitudes e comportamentos dos seus trabalhadores. A presente investigação incide sobre o estudo de possíveis relações entre a perceção dos trabalhadores relativamente à responsabilidade social das empresas, o engagement no trabalho e os valores humanos nas várias dimensões que constituem cada constructo. Este estudo foi sustentado pelo recurso a três instrumentos, a escala de responsabilidade social (Vicente, Rebelo e Inverno, 2011), o Utrecht Work Engagement Scale numa versão adaptada para o caso português e o Portrait Values Questionnaire (PQV-21) de Schwartz, numa versão utilizada no European Social Survey, Supplementary questionnaire, Round 1 (2002). O questionário composto por estes três instrumentos foi aplicado a uma amostra de 257 trabalhadores. Pela análise dos resultados, foi possível concluir que o Engagement no trabalho é explicado positivamente pela perceção da RSE, nas dimensões Marketplace e Workplace, apresentando-se estas dimensões da RSE com um efeito mediador. Concluiu-se também que dos valores humanos destaca-se o Conformismo que explica negativamente as três dimensões da perceção da RSE e as dimensões Dedicação/Vigor e Imersão do Engagement no trabalho. Comprovou-se ainda que a Idade explica positivamente as dimensões Marketplace e Workplace da perceção da RSE e as dimensões Dedicação/Vigor e Imersão do Engagement no trabalho...

Perceção de competência dos alunos em educação física: a influência das variáveis género, ano de escolaridade e nível socioeconómico; Students skills perception in physical education: the influence of gender, age and socioeconomic status

Guedes, Vânia Janete de Oliveira
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Relatório de estágio de mestrado em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário; O presente relatório descreve o processo da Prática de Ensino Supervisionada, com vista à criação de um documento orientador da presente formação que potencie as capacidades do estagiário e que solicite momentos de reflexão para contornar as diversas dificuldades face às exigências da futura profissão de docente. O relatório encontra-se dividido em três capítulos: Enquadramento da Prática de Ensino Supervisionada (PES) é composto pela descrição do meu percurso académico e expetativas relativas à (PES) e caraterização da instituição onde estive inserida, bem como o meio social, económico e cultural; Realização da Prática de Ensino Supervisionada, este encontra-se dividido em duas áreas, nomeadamente Organização e gestão de ensino e da aprendizagem e Participação na escola e relação com a comunidade. Por último, o capitulo Investigação e Desenvolvimento Profissional é composto pelas fases integrantes do estudo PERCEÇÃO DE COMPETÊNCIA DOS ALUNOS EM EDUCAÇÃO FÍSICA: a influência das variáveis género, ano de escolaridade e nível socioeconómico. O estudo tem como objetivo analisar a perceção de competência em Educação Física de alunos do 8º e 10º ano de escolaridade de um colégio privado...

Auto-perceção do estado de saúde nos países mediterrânicos da União Europeia em homens e mulheres

Cruzeiro, Clarinda Maria P. Ferreira Silva da Rocha; Veríssimo, Cristina Maria Figueira
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 18/10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Introdução: A auto-perceção do estado de saúde, indicador subjetivo, complementa indicadores mais objetivos como a mortalidade e morbilidade. Ao sexo, como variável observável, associa-se o género como fator explicativo das diferenças entre homens e mulheres quando autoavaliam o estado de saúde (Vintém, 2008). Portugal, Grécia, Espanha, Itália e de uma forma menos notória a França, estão a atravessar uma crise financeira, económica e social. Esta crise afeta a saúde e a forma como esta é percecionada por homens e mulheres. Objetivos: Analisar como é percecionado o estado de saúde nos países mediterrânicos da União Europeia e a sua relação com o género; Comparar a evolução da auto-perceção de saúde segundo o género nos anos 2007 e 2011, nos países mediterrânicos da União Europeia. Metodologia: Estudo descritivo, tendo como fonte de informação a base de dados do Eurostat, do Health status: indicadors (EU- SILC health questions - EHLEIS country), comparação dos anos 2007 e 2011, segundo a auto-perceção e o género nos países supracitados. Os dados deste inquérito são recolhidos através de questionário por entrevista direta, numa amostra probabilística maior ou igual a 16 anos, por sexo e representativa da população. A auto-perceção do estado de saúde é avaliada tendo como alternativas de resposta: "Muito Bom"...

Perceção de suporte organizacional, engagement e segurança do doente

Cruz, Ana Margarida Reis Torgal
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
Este trabalho pretende responder à questão de investigação “Qual a perceção de suporte organizacional que os trabalhadores da instituição têm, e qual a sua relação com o Engagement e com a segurança do doente?” A perceção de suporte organizacional não é mais do que a ideia que os trabalhadores têm sobre a forma como a organização valoriza, ou não, o seu trabalho e como contribui e cuida do seu bem-estar. O Engagement é o nível de energia positiva que os trabalhadores têm em relação à organização, sentindo-se totalmente integrados, motivados, comprometidos e perfeitamente competentes para resolver problemas que possam surgir no seu trabalho. A cultura de segurança do doente é a perceção que os trabalhadores têm sobre o ambiente e as características da organização, que vão condicionar a segurança do doente. A recolha de dados foi feita através de um questionário criado a partir de três questionários já existentes, Escala de Perceção de Suporte Organizacional (Survey of Perceived Organizational Support), Escala de Engagement no Trabalho, (Utrech Work Engagement) e o Questionário para a Avaliação da Cultura de Segurança do Doente em Hospitais (Hospital Survey on Patient Safety Culture). A amostra é constituída por 275 profissionais de saúde de diferentes categorias profissionais existentes na organização. Os dados foram analisados de acordo com os objetivos...

Perceção de competência dos alunos em Educação Física: a influência das variáveis género, tipo de ensino e classificações na Educação Física e nas restantes disciplinas; Students skills perception in Physical Education: the influence of gender, type of education and their grades in Physical Education and in the others subjects

Pereira, Jorge Miguel Lopes
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Relatório de estágio de mestrado em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário; No âmbito do 2º ano do Mestrado em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário surge o presente relatório de estágio. Neste está exposto todo o processo reflexivo do método de ensino-aprendizagem decorrente da minha intervenção enquanto professor estagiário, num colégio privado, localizado no município da Maia, comum a turma do 11º ano. O documento está estruturado em 3 grandes partes: área 1 - organização e gestão do ensino e da aprendizagem (na qual é feito um enquadramento pessoal, caracterização da turma e é descrito todo o processo de ensino-aprendizagem desde a conceção à realização); área 2 - participação na escola e relação com a comunidade (onde são relatadas todas as atividades não letivas por mim realizadas, visando a interação e integração com toda a comunidade escolar); e área 3 - investigação e desenvolvimento profissional (diz respeito à investigação científica em contexto escolar sobre a perceção de competência em Educação Física). O estudo elaborado teve como objetivo verificar se existem diferenças na perceção de competência dos alunos em Educação Física (EF) em função do tipo de ensino (público e privado) e do género. Pretendeu-se também analisar a relação entre a perceção de competência dos alunos em EF e as suas classificações nessa disciplina e nas outras unidades curriculares. Os resultados obtidos mostram que os alunos apresentam uma perceção de competência elevada em ambos os sexos e nos diferentes tipos de ensino. Analisando a influência das diferentes variáveis...

Perceção da qualidade de vida : um estudo sobre a perceção de crianças e jovens em lares de infância e juventude

Ferreira, Ana Isabel Cácima
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Dissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização em Psicologia da Justiça); Sendo a qualidade de vida definida como “perceção do indivíduo da sua posição na vida, no contexto da cultura e sistema de valores, nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações” (WHOQOL GROUP, 1995, p.1405), torna-se importante valorizar a perspetiva da criança, estudando-a. O presente estudo tem como objetivo a compreensão da perceção da qualidade de vida de crianças e jovens, residentes em Lares de Infância e Juventude (LIJ), devido às adversidades pelas quais as suas vidas foram pautadas. Participaram 80 crianças e jovens, com idades compreendidas entre os 8 e 18 anos, de 6 LIJ, do Distrito do Porto, assim como os seus respetivos cuidadores. O instrumento utilizado foi o Kidscreen 52. Dos resultados obtidos, concluiu-se que existem diferenças entre a perceção das crianças e jovens acolhidas e as crianças e jovens da população portuguesa ao nível da saúde e atividade física, sentimentos, estado de humor geral, auto perceção, ambiente institucional, questões económicas e provocação. Quando comparadas a perceção das crianças e jovens e a perceção dos cuidadores...

Avaliação da perceção da influência do conforto térmico na produtividade

Dias, Ana Alexandra Cunha
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Dissertação de mestrado em Engenharia Humana; A luta por um ambiente de trabalho saudável e trabalhadores saudáveis é um pré-requisito para a inovação e produtividade numa economia baseada no conhecimento, ganhando cada vez mais espaço nas empresas. O desconforto térmico constitui um risco a nível industrial, no entanto, o impacto que o conforto térmico tem na produtividade continua por avaliar. A análise da perceção individual do trabalhador acerca da relação do conforto térmico com a produtividade e as implicações desta sobre o seu comportamento revela-se muito importante nos dias de hoje, uma vez que, as empresas valorizam a participação ativa dos trabalhadores para o melhoramento das condições de trabalho. Neste sentido, o presente estudo foi concebido tendo como objetivo avaliar a perceção da influência do conforto térmico na produtividade, sendo que, para tal se recorreu a uma empresa do ramo automóvel na qual foram escolhidos dois locais distintos em termos de ambiente térmico, sensações térmicas e níveis de produtividade mas com o desenvolvimento de tarefas semelhantes a nível metabólico. Procedeu-se à medição dos parâmetros físicos do ambiente térmico, à recolha dos níveis de produtividade...

Quando a agressão virtual coloca em risco a vida real : Cyberbullying, perceção do suporte social e ideação suicida

Faria, Carla Luísa Mendonça de
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; O presente estudo tem como principal objetivo verificar se existe uma relação entre o fenómeno de cyberbullying e a ideação suicida, sendo esta relação mediada pela perceção dos jovens quanto ao suporte social (por parte dos amigos, da família, dos professores e dos outros em geral). Assim, pretende-se verificar se o cyberbullying e uma baixa perceção em relação ao suporte social potenciam a presença de ideação suicida nos jovens envolvidos neste fenómeno, assim como se há diferenciação destas variáveis (perceção do suporte social e ideação suicida) nos quatro grupos em estudo (grupo 1 - vítimas, grupo 2 - agressores, grupo 3 - vítimas-agressores, grupo 4 – nem vitimas nem agressores), assim como diferenças a nível do género e dos grupos etários. Os participantes serão 375 adolescentes estudantes (175 estudantes do sexo masculino e 200 estudantes do sexo feminino), com idades compreendidas entre os 12 e os 17 anos, que estejam a frequentar entre o 5º ano e o 12º ano de escolaridade, de duas escolas básicas e secundárias situadas no distrito de Lisboa. Quanto aos instrumentos a ser usados para a recolha de dados estes consistem em: dois questionários relativos ao Cyberbullying (CBQ e CBQ-V)...