Página 1 dos resultados de 1154 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

Relação entre estruturas organizacionais e indicadores de desempenho das organizações não-governamentais do estado de São Paulo; Relationship between Organizational Design and Performance Indicators of Nongovernmental Organizations in the State of São Paulo.

Aguiar, Andson Braga de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
96.36%
Esta pesquisa identifica e analisa as relações entre os aspectos básicos que determinam as estruturas organizacionais – sob a ótica de Henry Mintzberg – e indicadores de desempenho operacional das Organizações Não-Governamentais do Estado de São Paulo. Subsidiariamente, analisa o relacionamento entre estruturas organizacionais e área de atuação, idade, tamanho e composição das receitas. Os aspectos básicos representam os parâmetros de design e os fatores situacionais. Os indicadores de desempenho são analisados sob os aspectos quantitativos e qualitativos. Os indicadores quantitativos aplicados foram: índice de aplicação de recursos na atividade meio, índice de aplicação de recursos na atividade fim, produtividade de mão-de-obra e produtividade de capital. Quanto aos qualitativos, identificam-se os principais fatores com os quais as entidades pesquisadas estão comprometidas no sentido de satisfazer os beneficiários na prestação dos serviços. Realizou-se uma pesquisa de campo, dentro de uma abordagem hipotético-dedutiva, envolvendo 34 entidades ligadas à Associação Brasileira de Organizações Não-Governamentais, por meio de um roteiro para condução de entrevistas. Detectou-se, na análise do conjunto das ONGs...

Atuação do psicólogo em organizações não-governamentais na área de educação ; The work of psychologists in non-governmental organizations in the educational field

Dadico, Luciana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
96.47%
Este trabalho se faz presente em um contexto de transformações nos discursos e práticas educacionais, que acompanham a globalização e a crise econômica dos Estados nacionais, atribuindo a novos personagens, as organizações não-governamentais, a tarefa de promover melhoria no atendimento escolar. Esses discursos vêm promovendo, no país, o incremento na quantidade de organizações não-governamentais e no seu papel político. O objetivo principal da presente pesquisa é conhecer o trabalho de psicólogos que atuam em organizações não-governamentais no campo educacional, com ênfase nas especificidades deste trabalho, bem como nas principais questões relacionadas à atuação dos profissionais. Assim, constituíram informações importantes para a pesquisa as características das organizações não-governamentais que afirmam ter como missão atuar na área educacional, as características do trabalho realizado pelos psicólogos que atuam nessas instituições e as questões que os psicólogos destacaram enquanto constituintes do trabalho realizado na área da educação. Para a realização deste estudo, baseou-se principalmente nos conceitos de sociedade civil de Gramsci e nos princípios que norteiam uma educação libertadora e uma Psicologia comprometida com o oprimido. Espera-se...

A concentração geográfica da sociedade civil global: análise da distribuição das sedes das organizações não governamentais credenciadas para as conferências sociais globais da Organização das Nações Unidas (1925-1996) e para as conferênci; The geographic concentration of global civil society: analysis of the distribution of the seats of non-governmental organizations accredited to the global social conferences of The United Nations (1992-1996) and the ministerial conferences of the world Trade Organization

Silva, Vania Sandeléia Vaz da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.37%
Entre 1992 e 2005, representantes de 11.921 organizações não governamentais (ONGs) participaram de conferências realizadas pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização Mundial do Comércio (OMC). Tendo em vista que, tradicionalmente, apenas os representantes dos Estados-membros dessas duas organizações seriam admitidos, a crescente presença de atores não-governamentais nesses eventos foi considerada uma das evidências empíricas do surgimento de uma sociedade civil global. Contudo, alguns críticos afirmam que a sociedade civil não seria global, mas concentrada geograficamente em alguns países. Nosso objetivo é analisar se, de fato, existe tal concentração e quais suas principais características. Com esse objetivo, analisamos a distribuição geográfica das sedes das ONGs credenciadas para esses eventos, discutindo dois dos principais argumentos contrários à idéia de sociedade civil global: o primeiro afirma que a sociedade civil não é global porque seus atores estão concentrados em países do Norte (gerando um desnível Norte-Sul, com predomínio numérico e político de ONGs do Norte sobre as do Sul); o segundo, defende que a concentração das ONGs espelha as atuais constelações de poder em âmbito internacional (pois as ONGs seriam...

A problemática da participação no âmbito institucional das Organizações Não-Governamentais: uma perspectiva psicanalítica de sujeito, grupos e instituições; Participation and Non-Governmental Organizations in Brazil: a psychoanalytical perspective

Vargas, Ana Carolina Comin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
96.33%
O presente trabalho tem como objetivo desenvolver um estudo aprofundado sobre a problemática da participação no âmbito das Organizações Não-Governamentais, segundo uma perspectiva psicanalítica de sujeito, grupos e instituições. Assentada sobre o pano de fundo da racionalidade analítica em sua dimensão intersubjetiva e tendo como horizonte a articulação psicanalítica entre sujeito e grupo na compreensão dos fenômenos sociais, a problemática da participação é inicialmente abordada por meio da análise das características dos fenômenos, tal como descritos pelos diferentes conceitos de participação na literatura estudada das ciências sociais. Delineados dois fenômenos de naturezas distintas aquele referido ao ato racional do indivíduo balizado pelo enquadre institucional e outro referido à coletividade, com processos próprios e tendência à irracionalidade, insurgida às margens do enquadre institucional vigente com o objetivo de transformá-lo denominados participação, propõe-se uma releitura destes, sob uma perspectiva psicanalítica. Partindo-se da premissa de ser a participação, por definição genérica, uma relação intersubjetiva, compreendendo o sujeito em sua articulação mutuamente constitutiva com o grupo...

Intra-empreendedorismo e organizações não-governamentais : prática e discurso

Sequeira, Sandra Villela
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Relevância na Pesquisa
96.49%
Essa tese tem como objetivo contribuir para a compreensão da ocorrência de práticas associadas ao intra-empreendedorismo em organizações não-governamentais (ONGs). Elaborou-se um referencial de análise preliminar a partir da revisão bibliográfica sobre os conceitos de intra-empreendedorismo, organizações não-governamentais e teoria institucional. Esse arcabouço teórico orientou a realização de pesquisa empírica, qualitativa e de natureza exploratória, empreendida por meio de estudo de caso, tendo como objeto de estudo organizações não-governamentais. Foram realizados dois estudos de casos. O primeiro analisou uma ONG localizada na cidade do Rio de Janeiro, cujo foco principal de atuação é a área da saúde, e que emprega o trabalho voluntário de forma intensiva. O segundo estudo de caso foi voltado à análise de uma ONG localizada na cidade de São Paulo, cujo foco principal de atuação é a educação, que desenvolve suas atividades valendo-se basicamente de trabalho remunerado, e que se enquadra na categoria de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIP. Com os estudos de casos, foi possível obter subsídios para analisar e refinar o referencial previamente elaborado. São levantadas...

Organizações não governamentais (ONGs) e mercado: estudo de campo de um inevitável choque de racionalidades

Lacerda, Daniel da Silva
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.35%
Aquilo que passamos a entender como racional e lógico a partir da era moderna, provê um esquema mental para tomada de ações que carrega um arcabouço de premissas e valores consigo. Essas regras visam a maximização utilitária das consequências, esvaziadas de qualquer valor subjetivo. Weber (1994) classificou acessoriamente esse esquema como “racionalidade instrumental”, que se caracteriza por ser orientada pelos fins, meios e consequências da ação. Em contraposição, definiu ainda a “racionalidade substantiva”, postulada nos valores do sujeito, que não se orienta por quaisquer consequências da ação. Muitos autores partiram dessas racionalidades para representar a dualidade que acomete o mundo a partir da centralidade do mercado e sua lógica instrumental, mas foi Guerreiro Ramos (1989) quem deu contundente contribuição ao estudo das organizações separando diferentes enclaves sociais, nos quais as racionalidades seriam mais adequadas em um ou outro espaço. Nesse contexto, o mercado é um enclave importante e legítimo, mas apartado de outros, nos quais as relações sociais existem para servir o sujeito. Esse trabalho, fundamentado na Teoria Crítica, reconhece que as ONGs (Organizações Não Governamentais) devem pertencer a um campo distinto daquele das empresas econômicas...

Estratégias de internacionalização de organizações não governamentais sem fins lucrativos : um estudo multi-método

Ruiz, Fernando Martinson
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.32%
Existem mais de 50 mil ONGs internacionalizadas no planeta. Tais entidades são muito importantes para a conscientização da sociedade, para o monitoramento de empresas e órgãos governamentais, para a ajuda na criação de organizações intergovernamentais internacionais, entre outras funções. Entretanto, apesar da internacionalização de empresas e da gestão do terceiro setor serem ambas estudadas há várias décadas, existem poucos trabalhos acadêmicos (especialmente com a lente da área de management) que exploram o cruzamento destes dois temas: a internacionalização de organizações não governamentais sem fins lucrativos. Sendo assim, o principal propósito desta pesquisa é o estudo da seguinte questão de pesquisa: por que as ONGs se internacionalizam e como são definidas as estratégias de internacionalização das mesmas? Após a revisão bibliográfica e entrevistas exploratórias iniciais, realizei pesquisas de campo através de estudos de caso (quatro casos foram estudados) e de uma survey (367 respondentes). Como principais “achados”, pode-se citar a percepção de que há mais benefícios do que custos ao se internacionalizar uma ONG, indícios mostraram que o processo de decisão é racional e que motivações “econômicas” estão entre as mais importantes na decisão de ir ao estrangeiro...

Preservar a identidade e buscar padrões de eficiência : questões complementares ou contraditórias na atualidade das organizações não governamentais?

Carvalho, Cristina Amelia Pereira de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.3%
Este artigo discute a questão posta pelo debate que acontece hoje no seio das organizações não governamentais que formam o Terceiro Setor, entre a preservação da identidade dessas organizações com base em valores como a cooperação e a solidariedade e, a busca de padrões de eficiência e de eficácia que as está levando a assumir práticas importadas das empresas subordinadas aos ditames do mercado. A temática é discutida ao nível das proposições teóricas que a fundamentam, nomeadamente as relativas às novas formas de financiamento das ONGs, aos modelos de gestão que incluem novos elementos como a participação voluntária e, ao marco legal que, ainda que incipiente, já assume um poder de normatização específico sobre as ONGs. Estas questões foram, em parte, verificadas e testadas no universo de ONGs existentes em Alagoas e que são objeto de investigação em curso. Os resultados confirmam a crescente profissionalização e burocratização das referidas organizações num processo complexo de institucionalização do Terceiro Setor e dos novos movimentos sociais.

As ações em educação ambiental realizadas por Organizações Não-Governamentais no estado de São Paulo: alcances e limitações

Fossaluza, André Santachiara
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 205 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
96.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 14/08084-1; Pós-graduação em Educação para a Ciência - FC; The acting of Non-Governmental Organizations (NGOs) especially on environmental and educational fields have grown and become more emblematic during the last decades. Despite the several efforts to analyze the quality of the actions on environmental education developed by them, there is not a relevant amount of researches tha broadly and deeply analyze these issues. Thus, this work aimed to identify and list the Environmental Non-Governmental Organizations (ENGOs) in São Paulo state, identify which of them develop actions on environmental education and analyze those actions based n the Historical-Critical Pedagogy and critical conceptions of environmental education. As research methods, we collected and analyzed documents and conducted semi-estructured interviews based on Content Analysis. We found 276 ENGOs in São Paulo state, among which 175 perform environmental education actions; 44 of these acting ENGOs were interviewed to collect quantitative and qualitative data. The results show the environmental education activities performed by ENGOs in São Paulo state tend to be conservative...

A educação ambiental desenvolvida pelas organizações governamentais e organizações não governamentais na região de Campinas

Silvia Maria Serrão
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/06/1995 PT
Relevância na Pesquisa
96.44%
A pesquisa realizada teve por objetivo investigar a situação em que se encontrava a Educação Ambiental desenvolvida em dez municípios da Região Administrativa da cidade de Campinas - SP. Para investigar e caracterizar a Educação Ambiental desenvolvida pesquisamos as seguintes instituições: órgãos públicos responsáveis diretamente pela Educação Formal, nos níveis fundamental e médio, Delegacias Estaduais de Ensino e Secretarias Municipais de Educação; órgãos públicos responsáveis pelo gerenciamento da questão ambiental, Secretarias Municipais de Meio Ambiente ou afins; Parques Públicos Municipais e/ou Estaduais; e Organizações Não Governamentais. Assim, catalogamos, caracterizamos e analisamos as atividades de Educação Ambiental desenvolvida, tanto pelas Organizações Governamentais, como pelas Organizações Não Governamentais. A analise e caracterização das atividades de Educação Ambiental pesquisada foi baseada na clientela envolvida ou participante das atividades, a caracterização dessas atividades, a periodicidade na aplicação das atividades, o material de apoio utilizado durante as atividades. Outros critérios empregados para analisar a Educação Ambiental desenvolvida pelas instituições foram as concepções e tendências observadas em relação ao conteúdo enfatizado durante as atividades; os objetivos propostos às atividades; e...

Organismos geneticamente modificados : as noções de risco na visão de empresas processadoras, organizações não governamentais e consumidores; Genetically modified organisms : the notions of risk to processing companies, nongovernmental organizations and consumers

Biancca Scarpeline de Castro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/07/2012 PT
Relevância na Pesquisa
96.42%
A introdução e difusão dos organismos geneticamente modificados no Brasil geraram inúmeras disputas políticas, jurídicas, científicas e econômicas, que são enfrentadas como conflitos sobre riscos. Seguindo as pistas dessas contendas, esta tese analisa as distintas noções de riscos associados à utilização desses organismos para as empresas processadoras de grãos, as organizações não governamentais e consumidores, entrevistados em sete cidades do país. Procurou-se compreender as características dessas noções, problematizando-as com as análises de diferentes autores que discutem o conceito de risco dentro das ciências sociais, como Douglas, Foucault, Giddens, Castel e principalmente Beck. A análise mostrou que existem diferentes noções de riscos associados aos transgênicos, que variam de acordo com a visão de mundo daqueles que os anunciam. Entre os riscos destacados apareceram preocupações ambientais, éticas e sobre a saúde, no entanto, as questões socioeconômicas se destacaram nas entrevistas realizadas. As organizações não governamentais contrárias aos transgênicos enfatizaram que a sua utilização poderia gerar riscos para a manutenção da agricultura familiar, as organizações favoráveis ressaltam que a rejeição desses organismos poderia gerar riscos para a competitividade da agricultura brasileira e as empresas processadoras de grãos declararam que esse assunto deve ser definido pelo mercado. Essas noções de riscos parecem se referir às tradicionais disputas ligadas ao meio rural no país. Em adição...

O relacionamento entre o Estado e organizações não-governamentais : a formulação e aprovação da Lei das Oscips (organizações da sociedade civil de interesse público)

Pires, Catharina Eugênia Gonzaga
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
96.33%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, Programa de Pós-Graduação, 2006.; A presente dissertação aborda o relacionamento entre Estado e organizações não-governamentais, fazendo um estudo da formulação e da aprovação da chamada Lei das Oscips (organizações da sociedade civil de interesse público - Lei 9.790/1999). O debate internacional sobre a necessidade de regulamentar as relações entre Estado e organizações da sociedade civil sem fins lucrativos tem enfatizado o papel do Estado como ente que estimula e organiza o capital social, por meio de políticas públicas e/ou transferência de recursos dirigidas a entidades da sociedade civil. Esta dissertação tem a preocupação de, primeiramente, apresentar um marco teórico que proporcione subsídios para melhor compreensão do relacionamento Estado-organizações da sociedade civil sem fins lucrativos. Em segundo lugar, apresenta-se o contexto em que surgiram as organizações da sociedade civil sem fins lucrativos na história brasileira, bem como, o seu histórico de relacionamento com entes estatais. Numa terceira etapa, apresenta-se um estudo do processo de formulação e aprovação da Lei das Oscips como sendo a ferramenta que o Estado brasileiro encontrou para regulamentar e fomentar o relacionamento com tais entidades. Assim...

Globalização ambiental, organizações não governamentais e redes na Amazônia

Nascimento, Izaura Rodrigues
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
96.44%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, Doutorado Interinstitucional em Relações Internacionais e Desenvolvimento Regional - UnB/UFRR/FLACSO, 2011.; A sociedade contemporânea se caracteriza pelo aumento da interdependência, pela globalização e por ser uma sociedade em rede. Esses processos têm gerado grandes transformações na política internacional tanto em relação ao surgimento de novos temas quanto ao surgimento de novos atores. A atuação de ONGs e de comunidades epistêmicas têm se destacado de modo particular na agenda ambiental desde a formulação das questões à implementação de políticas. No Brasil, a Amazônia é uma área de especial interesse devido à dimensão da floresta amazônica, sua riqueza hídrica e sua riqueza em biodiversidade. O objetivo da tese consiste em analisar o papel das redes e das organizações não governamentais e suas interações no processo de construção de alianças na Amazônia, em particular no estado do Amazonas, como reflexo da globalização ambiental. Trata-se de uma pesquisa descritiva, combinando estudos de multicascos (em relação às ONGs) e casos específicos (rede de financiamento a partir da Fundação Gordon e Betty Moore). Como resultado da pesquisa...

A orientação para o mercado nas organizações não governamentais para pessoas com deficiência

Guerra, Maria Eugénia Pereira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
96.32%
O presente estudo procura estudar a orientação para o mercado nas Organizações Não Governamentais para Pessoas com Deficiência (ONGPD). Com a crescente procura de serviços prestados por estas organizações, a sucessiva redução dos financiamentos públicos e o aumento da competição para angariar fundos, é importante que estas organizações utilizem instrumentos de gestão para que obtenham vantagens competitivas e melhorem o seu desempenho. Assim, a orientação para o mercado poderá ajudar na concretização no alcance destes objectivos. Por outro lado, também as ONGPD começam a trilhar o caminho da certificação da qualidade dos serviços sociais, EQUASS1, pelo que as organizações que adoptam o conceito de orientação para o mercado passam a estar mais focadas no cliente e no meio envolvente, nos financiadores e parceiros, o que à partida permitirá reunirem melhores condições para cumprirem com os requisitos da certificação. Neste sentido definiu-se como objectivo estudar qual a relação entre a orientação para o mercado e a prioridade dada à satisfação das necessidades dos clientes, o desempenho e a capacidade de captação de financiamento de uma ONGP. Para tal identificaram-se um conjunto de hipótese que foram posteriormente testadas. Para a análise da relação entre as variáveis Orientação para o Mercado e Prioridade dada às Necessidades dos Clientes...

Atuação do psicólogo em organizações não governamentais na área da Educação

Dadico,Luciana; Souza,Marilene Proença Rebello de
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
96.39%
Este trabalho se faz presente em um contexto de transformações nos discursos e práticas educacionais que acompanham a globalização e a crise econômica dos Estados nacionais, atribuindo a novos personagens, as organizações não governamentais, a tarefa de promover melhoria no atendimento escolar. O objetivo principal da presente pesquisa é conhecer o trabalho de psicólogos que atuam em organizações não governamentais no campo educacional, com ênfase nas especificidades desse trabalho bem como nas principais questões relacionadas à atuação dos profissionais. Assim, constituíram informações importantes para a pesquisa as características das organizações não governamentais que afirmam ter como missão atuar na área educacional, as características do trabalho realizado pelos psicólogos que atuam nessas instituições e as questões que os psicólogos destacaram como constituintes do trabalho realizado na área da educação. A realização deste estudo baseou-se principalmente nos conceitos de sociedade civil, de Gramsci, e nos princípios que norteiam uma educação libertadora e uma psicologia comprometida com o oprimido. Espera-se, assim, contribuir para a reflexão que vem se operando no terreno em que confluem a atuação das ONGs...

Ferramentas de comunicação em organizações não-governamentais

Borba, Cláudia Paes
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
96.34%
No Brasil, organizações não-governamentais (ONGs), sem fins lucrativos surgidas durante o regime militar em defesa das desigualdades sociais, perfazem um universo de cerca de nove mil instituições no país. De características distintas das demais organizações sociais existentes, as ONGs baseiam-se pelo trabalho voluntário e lutam por diferentes causas sociais e por populações que vivem à margem da sociedade. As peculiaridades das ferramentas de comunicação, a partir da Comunicação Integrada de Marketing são analisadas sob a ótica destas organizações não-governamentais, identificando formas de atuação ora similares a empresas comerciais que visam lucro, ora totalmente distintas. Neste trabalho procurou-se analisar a relação de ferramentas de comunicação em ONGs, a partir da formulação de três objetivos específicos: identificar o processo de formação de comunicação nas ONGs selecionadas; verificar o objetivo da comunicação das ONGs selecionadas e identificar as peculiaridades das ferramentas de comunicação nas ONGs selecionadas. Foi realizada uma pesquisa exploratória e Estudo de Caso com duas ONGs da cidade de Porto Alegre. Para a coleta de dados foram utilizadas as técnicas de entrevistas, observação e análise de documentos. A análise de dados foi feita por categorias e nos resultados foram destacadas as relações existentes entre as diferentes ferramentas de comunicação e as peculiaridades da aplicação de ferramentas de comunicação no contexto das ONGs.As peculiaridades encontradas foram: ausência de recursos para ações de comunicação; ausência de departamentos e profissionais específicos para a área; uso mais intenso da propaganda comparado a outras ferramentas de comunicação...

O mito da eficiência ôntica das organizações não-governamentais parceiras do poder público: uma análise da discricionariedade administrativa, em face dos princípios da motivação e da eficiência

Ferreira, Fernando Guimarães
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
96.35%
Este trabalho tem por finalidade abordar o equivocado paradigma da eficiência ôntica das organizações não-governamentais, nas suas diferentes formas, para a prestação de serviços públicos, partindo de uma leitura pós-positivista do instituto da discricionariedade administrativa, em face dos princípios da motivação e da eficiência. Estabelece que a eficiência administrativa constitui um a priori a qualquer agir administrativo, não limitando sua compreensão como mero a posteriori, pertinente ao momento do mero controle da ação estatal. Enquanto elemento apriorístico, a eficiência deve ser previamente demonstrada, visando o atendimento do princípio da motivação. Diante de tais princípios, e de uma hermenêutica pautada por uma compreensão pós-positivista da Constituição, não é possível admitir uma discricionariedade administrativa “pura”, imotivada, sob pena de sua invalidade. Por fim, propugna-se que as parcerias públicas firmadas entre o poder público e as organizações não-governamentais não podem decorrer de mera liberalidade do administrador público, sendo imposto, pela Constituição, uma definição prévia, bem como técnica das necessidades públicas existentes e das ações mais eficientes para seu atendimento.; This work has for purpose to approach the mistaken paradigm of the ontic efficiency of the non-governmental organizations...

Os estilos de liderança nas organizações não governamentais da região metropolitana de Belém

Santos, Ticiane Lima dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.44%
This study aimed to analyze the leadership style adopted by managers of nongovernmental organizations in the metropolitan region of Belem on the theory of Hersey and Blanchard. This theory is called situational leadership ranks E1, E2, E3, E4 and the styles of leadership and maturity in parallel classes M1, M2, M3 and M4. This study examined the relationship of leadership styles with the maturity of work, identified the relationship of leadership styles as related to psychological maturity and job maturity and psychological maturity. The main objectives were to analyze and relate leadership styles with the maturity of the leaders and understand the phenomenon of leadership from the self-perception of those who lead the organizations studied. To achieve the objectives we used a questionnaire already validated the theory of situational leadership and applied in 320 non-governmental organizations in the metropolitan region of Belem The methodology was quantitative, descriptive and exploratory. The analysis was by descriptive statistics and inferential statistics for univariate and bivariate form, applying the chi-square, the V Crammer and Spearman correlation. The data analysis shows safety, attested to the frequencies, and average margin of error and after application of the tests it was found that a relationship between the leadership style of work with the maturity and psychological maturity. The managers of nongovernmental organizations practicing various styles of leadership and focus on the quadrant of high maturity. It was diagnosed when the manager uses only one style of leadership was the predominance of E3 "share or support"...

Características das atividades e do contexto de atuação do psicólogo em organizações não-governamentais

Fernandes, Analu Regis
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.42%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia; As organizações não-governamentais fazem parte do Terceiro Setor, que recentemente, no Brasil, vem se expandindo consideravelmente em comparação aos setores governamental e privado lucrativo. Junto ao crescimento e diversificação das organizações que compõe o setor, ampliam-se também o número de postos de trabalho nessas organizações. A profissionalização que os gestores das ONGs vêm buscando possibilita a inserção de profissionais qualificados nessas organizações, dentre os quais o psicólogo. Embora os psicólogos estejam atuando nas ONGs brasileiras, não há muitos estudos disponíveis a respeito dessa atuação. A constatação de que a ONG é um local de atuação recente do psicólogo e que apresenta características diferenciadas de outros tipos de organizações, justifica a relevância de conhecer as características das atividades e do contexto de atuação do psicólogo nesse tipo de organização, que foi o objetivo desta pesquisa. Para responder ao problema de pesquisa, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com dez psicólogos de oito organizações não-governamentais diferentes. Os psicólogos atuavam no ambiente das organizações pesquisadas e tinham carga horária de trabalho que variava de 20 a 44 horas semanais. Os dados mostram que a atuação dos psicólogos predomina nas áreas Clínica...

A orientação para o mercado nas organizações não governamentais para pessoas com deficiência

Guerra, Maria Eugénia Pereira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
96.32%
O presente estudo procura estudar a orientação para o mercado nas Organizações Não Governamentais para Pessoas com Deficiência (ONGPD). Com a crescente procura de serviços prestados por estas organizações, a sucessiva redução dos financiamentos públicos e o aumento da competição para angariar fundos, é importante que estas organizações utilizem instrumentos de gestão para que obtenham vantagens competitivas e melhorem o seu desempenho. Assim, a orientação para o mercado poderá ajudar na concretização no alcance destes objectivos. Por outro lado, também as ONGPD começam a trilhar o caminho da certificação da qualidade dos serviços sociais, EQUASS1, pelo que as organizações que adoptam o conceito de orientação para o mercado passam a estar mais focadas no cliente e no meio envolvente, nos financiadores e parceiros, o que à partida permitirá reunirem melhores condições para cumprirem com os requisitos da certificação. Neste sentido definiu-se como objectivo estudar qual a relação entre a orientação para o mercado e a prioridade dada à satisfação das necessidades dos clientes, o desempenho e a capacidade de captação de financiamento de uma ONGP. Para tal identificaram-se um conjunto de hipótese que foram posteriormente testadas. Para a análise da relação entre as variáveis Orientação para o Mercado e Prioridade dada às Necessidades dos Clientes...