Página 1 dos resultados de 6173 itens digitais encontrados em 0.051 segundos

A organização do ensino fundamental em ciclos: algumas questões; The organization of basic education in cycles: some issues; La organización de la educación básica en ciclos: algunas cuestiones

ALAVARSE, Ocimar Munhoz
Fonte: Editora Autores Associados Publicador: Editora Autores Associados
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
85.87%
No artigo são problematizados alguns aspectos associados à organização do ensino fundamental em ciclos, a partir de iniciativas em redes públicas de ensino e da literatura relativa à temática. A implantação dos ciclos, com diferenças de várias ordens, intensificou-se com a Lei de Diretrizes e Bases (LDB) de 1996 e é apresentada como uma alternativa à seriação e ao fracasso escolar, especialmente quanto às altas taxas de reprovação e ao baixo aproveitamento dos alunos brasileiros, sendo também acompanhada de fortes resistências e polêmicas. Da perspectiva da democratização da escola, enfocam-se os desafios da igualdade de resultados, como aprofundamento da igualdade de oportunidades, o que compreende o tensionamento da seriação e da repetência escolar como expediente pedagógico, com destaque para os objetivos escolares e as implicações pedagógicas que os ciclos imporiam. Contudo, se os ciclos não podem ser associados à queda de qualidade do ensino, pondera-se que, apesar de seu enorme potencial democrático, ainda não foram atingidos os objetivos preconizados com sua adoção.; The article discusses some aspects associated with the organization of basic education in cycles, considering the initiatives carried out in the public education network and the literature related to the matter. With differences of diverse orders...

Organização do ensino em ciclos e práticas avaliativas no ensino fundamental: um estudo em uma escola pública estadual paulista; Organization of the education in cycles and evaluative practices in the middle school: a study in a public state school of São Paulo.

Sato, Daniela Cristina Bruno
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
95.98%
A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9394/96, ao propor a organização do ensino em ciclos e o regime de progressão continuada, introduz importantes modificações nos sistemas de ensino e nas práticas de avaliação adotadas nas escolas brasileiras. No Estado de São Paulo, toda rede está sob essa forma de organização desde 1998. Com base no exposto, foram definidos como objetivos da pesquisa: investigar junto à equipe pedagógica, professores e funcionários as concepções e práticas associadas à organização do ensino em ciclos; quais valores permeiam as práticas avaliativas escolares e constituem o ambiente avaliativo da sala de aula; que relação é possível identificar entre o ethos escolar e as práticas avaliativas; quais dificuldades podem ser identificadas nessa relação e como são eventualmente superadas. A pesquisa foi realizada em uma escola de ensino fundamental da rede estadual paulista; os participantes foram professores, equipe pedagógica, e funcionários. De acordo com os objetivos propostos, foi adotado o referencial teórico-metodológico da pesquisa qualitativa. Os procedimentos de pesquisa envolveram: observação, entrevistas e análise documental. O conjunto de dados analisados permitiu concluir que: a concepção de ciclos é polissêmica e muitas vezes imprecisa...

A organização do ensino e a formação do pensamento estético-artístico na teoria histórico-cultural; The organization of teaching and the formation of aesthetic-artistic thinking in the cultural-historical theory

Nascimento, Carolina Picchetti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
76.06%
Compreender o processo de organização do ensino para o desenvolvimento do pensamento teórico constituiu-se no objetivo central desta pesquisa. Com base nos estudos da teoria histórico-cultural entendemos ser possível e necessário organizar o ensino de modo que o mesmo seja maximamente favorável ao desenvolvimento do pensamento teórico dos educandos. Considerando que o pensamento teórico em geral forma-se a partir de um objeto concreto, procuramos investigar o processo de organização do ensino para a formação do pensamento teórico a partir de uma manifestação particular desse tipo de pensamento: o pensamento teórico no campo da arte ou o pensamento estético-artístico. Procuramos demonstrar ao longo do trabalho a possibilidade de vincular esse tipo de pensamento ao ensino da educação física, disciplina que tem como objetivo organizar a apropriação dos significados das atividades da cultura corporal, dentre eles o estético-artístico. Organizamos a presente pesquisa como uma investigação bibliográfico-conceitual (em que analisamos o papel da arte no processo de formação humana; a atividade de estudo e a formação do pensamento teórico; o processo de organização do ensino e alguns princípios didáticos presentes na teoria histórico-cultural) e uma investigação didático-experimental (em que criamos as condições para a análise do processo de organização do ensino para a formação do pensamento teórico). Nosso experimento didático...

A aprendizagem da docência na prática de ensino e no estágio: contribuições da teoria da atividade; Learning teaching skills within teaching practice and internship: contributions from Activity Theory

Ribeiro, Flavia Dias
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
76.09%
O presente estudo objetivou investigar a apropriação de elementos constitutivos de um modo geral de organização do ensino por futuros professores de Matemática nas disciplinas de Prática de Ensino e Estágio, com o intuito de explicitar indicadores de um movimento formativo na direção da práxis docente e, por conseguinte, identificar elementos norteadores para a organização do ensino pelos formadores de professores. Com referência na Teoria Histórico-Cultural e na Teoria da Atividade, em particular, tomou-se como pressuposto que colocar o sujeito em atividade deve ser condição para a organização do ensino. Nessa perspectiva, discutiu-se o modo como os estudantes se apropriam de um modo geral de organização do ensino, ao desenvolverem o pensamento teórico sobre a docência, por meio da reflexão, análise e planificação das ações. O percurso metodológico da pesquisa, com aporte no método histórico-dialético, desenvolveu-se em uma pesquisa de campo com estudantes de um curso de licenciatura em Matemática, nas disciplinas Metodologia do Ensino de Matemática e Prática de Docência em Matemática I e II. Os dados foram coletados por meio de registros de observação, de áudio e escritos. As observações possibilitaram a organização de um diário comentado...

A organização do ensino de matemática no primeiro ano do ensino fundamental; The organization of mathematics teaching in the first year of elementary school.

Catanante, Ingrid Thaís
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
96.08%
A presente investigação se vincula a pesquisa contemplada pelo Projeto Observatório da Educação intitulada: Educação matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental: Princípios e práticas da organização do ensino". Esta pesquisa é realizada pelo Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Atividade Pedagógica GEPAPe/FEUSP e objetiva investigar as relações entre o desempenho escolar dos alunos, representado pelos dados do INEP, e a organização curricular de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental. Nossa participação está voltada para a organização do ensino de matemática no contexto da ampliação do ensino fundamental para nove anos no Brasil. A promulgação da Lei de n° 11274/2006, que dispõe a duração do ensino fundamental de nove anos, conduz a relevantes questões para o cenário educacional atual, pois, além de consolidar a política de ampliação do acesso à educação às crianças de 6 anos, é importante assegurar a elas um processo educativo que respeite o tempo da infância e seja consoante à adequação tanto das condições materiais quanto da organização pedagógica, tendo em vista a formação integral da criança. Neste sentido, pretendemos caracterizar a organização do ensino de matemática no primeiro ano do ensino fundamental...

Práticas avaliativas e autoridade docente no ensino em ciclos com progressão continuada: um estudo em escolas públicas estaduais paulistas; Assessment practices and teaching authority in cycles, with continued progression: a study at public schools in São Paulo state

Vales, Juliana Duarte Manhas Ferreira do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
85.88%
A trajetória da educação formalizada em instituições escolares, ao longo da história, passou por diversas transformações e reformas. A partir dos anos 1990, no Estado de São Paulo, tomou-se a iniciativa de empregar nas escolas a organização do ensino em ciclos, ou seja, a mudança dos anos escolares concebidos em séries para ciclos de ensino, juntamente com a progressão continuada dos alunos ao final de cada ciclo. Com a implantação dessa medida, houve uma nova referência para a elaboração das avaliações. Elas passaram a ser realizadas por sistemas padronizados, externos ao ambiente escolar. Nessa medida adotada, as avaliações externas, tendo em vista a exposição dos resultados obtidos pelos alunos transformaram a escola em palco de competitividade, tanto entre professores e alunos, como entre escolas diferentes, numa busca constante de obtenção de notas: uma compreensão precária do fazer pedagógico. A adoção dos ciclos pretendia enfrentar o fracasso escolar observado nas décadas anteriores a sua implementação (devido aos baixos rendimentos escolares dos alunos, ao alto índice de reprovação, à evasão escolar, entre outros fatores), servindo como uma alternativa eficaz para a questão dos processos de ensino aprendizagem nas escolas. No entanto...

Organização do Ensino Primário e Normal, 1942, PR.

Publicação do INEP -, Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos.
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.85%
Documento de 23 páginas que elucida os encargos da administração da educação e dos órgãos técnicos centrais. Contém a distribuição das disciplinas no curso de formação bem como as orientações para avaliação. Aborda a carreira do professor primário. Orienta a escola primária no que se refere à matrícula, às atividades, verificação do aproveitamento, obrigatoriedade e inspeção escolar. Aborda a assistência médica e dentaria, edificações e despesas com o ensino primário e normal. Um exemplar desse documento encontra-se na Biblioteca Pública do Paraná – Curitiba.; Trata-se do Boletim de n. 20 do INEP sobre a Organização do ensino primário e normal no Paraná incluindo um boletim estatístico da educação e saúde. Sua introdução foi escrita por Lourenço Filho – Diretor do Instituto em 1942.

Revista do Ensino Primário, 1893, Anno I, n. 11, set., BA.

Fonte: Litho-Typographia de J. G. Tourinho Publicador: Litho-Typographia de J. G. Tourinho
Tipo: Periódico
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.86%
Estas imagens foram obtidas na Biblioteca Pública do Estado da Bahia, Setor Obras Raras.; Esta revista é publicação do Litho-Typographia de J. G. Tourinho da Bahia. A revista apresenta os seguintes artigos em destaque: p. 197 – 211 – O projecto de organização do ensino; p. 211- 213 – O ensino de Arithmetica.

Revista do Ensino Primário, 1893, Anno I, n. 12, out., BA.

Fonte: Litho-Typographia de J. G. Tourinho Publicador: Litho-Typographia de J. G. Tourinho
Tipo: Periódico
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.93%
Estas imagens foram obtidas na Biblioteca Pública do Estado da Bahia, Setor Obras Raras.; Esta revista é publicação do Litho-Typographia de J. G. Tourinho da Bahia. A revista apresenta os seguintes artigos em destaque: p. 217-218 - O projecto de organização do ensino; p. 218 – 220 - O ensino de Arithmetica; p. 221 – 231 - Projecto de organização do ensino publico; p. 232 – Hygiene Pedagogica;

Orlando Vitorino e a (re)organização do ensino em Portugal

Manso, Artur
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
85.8%
Análise da proposta de Orlando Vitorino para a organização do ensino e educação em Portugal

Tempos, espaços e organização do trabalho escolar em três expressões de governos autoritários brasileiros: 1931, 1961 e 1971 - estudo histórico-jurídico comparado do ensino secundário

Pessanha,Eurize Caldas; Silva,Fabiany de Cássia Tavares
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
85.99%
O Brasil viveu longo período de autoritarismo, iniciado com o governo provisório de Getúlio Vargas, transformado no Estado Novo em 1937, interrompido por uma "ilha" de democratização (1945-1964), que atingiu o auge com a ditadura civil-militar (1964-1985). Três marcos na legislação para o ensino secundário possibilitam a problematização das relações entre educação e ditaduras: "Reforma Francisco Campos" (1931); a Lei 4.024 de 1961 (LDB), e a Lei 5.692 de 1971. Cada uma delas explicitou e induziu diretrizes curriculares que alteraram a organização do espaço, do tempo e do trabalho escolar nas escolas. Este texto ancora-se no estudo e na análise de um dos períodos da história da educação brasileira conhecido como História da escola pública propriamente dita, particularmente, nas etapas de regulamentação nacional do ensino e do ideário pedagógico renovador (1931-1961), e no início da unificação normativa da educação nacional e da concepção produtivista de escola (1961). Para tanto, parte-se da hipótese de que, no Brasil, o equilíbrio entre essas etapas estava associado à necessidade de alargamento da base social de apoio, de consolidação dos alicerces, de fundação da mentalidade das novas gerações nos princípios da educação cívica...

A organização do ensino fundamental em ciclos: algumas questões

Alavarse,Ocimar Munhoz
Fonte: Editora Autores Associados Publicador: Editora Autores Associados
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
85.87%
No artigo são problematizados alguns aspectos associados à organização do ensino fundamental em ciclos, a partir de iniciativas em redes públicas de ensino e da literatura relativa à temática. A implantação dos ciclos, com diferenças de várias ordens, intensificou-se com a Lei de Diretrizes e Bases (LDB) de 1996 e é apresentada como uma alternativa à seriação e ao fracasso escolar, especialmente quanto às altas taxas de reprovação e ao baixo aproveitamento dos alunos brasileiros, sendo também acompanhada de fortes resistências e polêmicas. Da perspectiva da democratização da escola, enfocam-se os desafios da igualdade de resultados, como aprofundamento da igualdade de oportunidades, o que compreende o tensionamento da seriação e da repetência escolar como expediente pedagógico, com destaque para os objetivos escolares e as implicações pedagógicas que os ciclos imporiam. Contudo, se os ciclos não podem ser associados à queda de qualidade do ensino, pondera-se que, apesar de seu enorme potencial democrático, ainda não foram atingidos os objetivos preconizados com sua adoção.

A relação entre federalismo e municipalização: desafios para a construção do sistema nacional e articulado de educação no Brasil

Araujo,Gilda Cardoso de
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
75.97%
Este artigo é oriundo de pesquisa teórica, de natureza histórica e conceitual, que analisa a configuração das instituições políticas municipais e federativas, a forma de assimilação dessas instituições políticas no Brasil e como se articularam à organização da educação nacional. Discute a organização do ensino, no que se refere à oferta de instrução elementar, em sua relação com as instituições políticas federativas e municipais, indicando a construção puramente ideológica - e também idealista - do discurso municipalista brasileiro desde a década de 1940, que foi retomado com vigor por ocasião do debate constituinte da década de 1980. Nesse debate, foi completamente desconsiderada toda uma tradição de pensamento político sobre a organização do Estado e da educação brasileiros, analisada neste artigo para mostrar que o debate considerado pioneiro sobre a municipalização do ensino, entre Anísio Teixeira e Carlos Correa Mascaro, omitia essa tradição como se a organização do ensino em bases municipais estivesse descolada do debate sobre a organização do Estado brasileiro, omissão essa que marcará também o debate sobre a temática da década de 1980 até os nossos dias. As conclusões indicam a urgente necessidade de formulação de políticas educacionais que permitam constituir um sistema verdadeiramente nacional e articulado de educação...

A organização do ensino em ciclos de aprendizagem na Rede Municipal de Ensino do Recife : 2001 a 2008

Silva, Irenice Bezerra da; Botler, Alice Miriam Happ (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
86.02%
A pesquisa A Organização do Ensino em Ciclos de Aprendizagem na Rede Municipal de Ensino do Recife: 2001 a 2008, teve como objetivo analisar a implementação da política de ciclos na Rede Municipal do Recife a partir de 2001 nas séries iniciais do Ensino Fundamental identificando sua repercussão. Para tanto, foi necessária a apropriação das concepções e princípios que nortearam a política educacional brasileira do século XX. Assim sendo, fizemos um percurso histórico desde os anos 1920, em que se inicia a discussão quanto aos altos índices de reprovação no país e, especificamente, dos anos 1950 com a discussão da progressão automática. Ao refletirmos a implantação de uma nova organização de ensino, constatamos que em 1968 aconteceu a “Organização por Níveis” em Pernambuco, entre 1986 e 1988 a experiência com os Ciclos de Alfabetização e no período de 2001 a 2008 foram implantados os ciclos de aprendizagem, os dois últimos em Recife. Além de trazermos tais experiências, ampliamos a discussão para o contexto sócio-político em que está inserida à cidade do Recife, fazendo um contraponto com sua trajetória nas lutas populares. Para subsidiar a análise da fase 2001 a 2008, voltamos nossa atenção também para as políticas de ciclos que se estabeleceram em nível nacional...

Saberes docentes na organização do ensinio-aprendizagem: uma construção reflexiva com professoras do ensino fundamental

Nascimento, Débora Maria do
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
95.99%
The present study has the objective to analyze with teachers from Elementary School the knowledge mobilized in the organization of the teaching-learning process, and its implications in the exploitation of that process. The investigation was developed with two teachers from the first years of the Elementary School, from a public school in Pau dos Ferros-RN. It adopts as basis the notion of knowledge as a set of individual and social relations that the individuals maintain with the world and with themselves, in the teaching and learning relation. (CHARLOT, 2000). It considers yet that the knowledges are immediate processes, reconstructed and mobilized by the practice of reflection, in dialogical and interactional contexts in contact with others. (BAKHTIN, 2002, 2003; VYGOTSKY, 1991, 2004, 2005). The collaborative approach was the theoretical and methodological background that oriented the investigative-educative process. By choosing a collaborative research as basis of the investigative pathway, it starts from the knowledge that the critical and collaborative reflection developed with the teachers from the first years of the Elementary School contribute to explicitate and resignify the meanings assigned to the knowledges that these teachers mobilize in the organization of the teaching-learning and its implications in this process. The results of the reflexive and investigative process developed with the teachers demonstrate that the familiar...

Os indícios de um processo de formação: a organização do ensino no clube de matemática; The marks of a education process: the teaching organization in math club

Silva, Rafael Siqueira
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática (PRPG); Faculdade de Educação - FE (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática (PRPG); Faculdade de Educação - FE (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
95.99%
Understand education in the formation of the individual pervades by understanding the ways of effecting their participation goals for all of its own as a human being and belonging. In this perspective the educational process must be based on full development of psychic abilities of individuals through the appropriation of cultural goods produced by the generations that preceded them. Thus it is only through an education organization concerned with such issues that are consolidated in pedagogical actions aimed at humanizing education. Therefore it is essential to outline proposals for the training of teachers able to implement such issues in dealing directly with the classroom. Guided by these question this research presents the set of investigative actions of the transformations in the process of organizing the teaching of teachers participating in the project Math Club at Federal University of Goiás in 2011. Based on the theoretical principles of the Cultural-Historical Theory and Activity Theory, Math Club project was created with the goal of providing a teacher training that adds these values. Thus this research develops in the context of participation in the Math Club three teachers in basic education activities in the municipality of Goiânia. The qualitative research is delineated from the principles of historical and dialectical materialism and effective through a series of interventions organized the teaching experiment. About it obtaining the information is given throughout the process divided into initial interviews...

A relação entre federalismo e municipalização: desafios para a construção do sistema nacional e articulado de educação no Brasil; The relation between federalism and municipalization: challenges for the construction of an articulated national education system in Brazil

Araujo, Gilda Cardoso de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2010 POR
Relevância na Pesquisa
75.97%
Este artigo é oriundo de pesquisa teórica, de natureza histórica e conceitual, que analisa a configuração das instituições políticas municipais e federativas, a forma de assimilação dessas instituições políticas no Brasil e como se articularam à organização da educação nacional. Discute a organização do ensino, no que se refere à oferta de instrução elementar, em sua relação com as instituições políticas federativas e municipais, indicando a construção puramente ideológica - e também idealista - do discurso municipalista brasileiro desde a década de 1940, que foi retomado com vigor por ocasião do debate constituinte da década de 1980. Nesse debate, foi completamente desconsiderada toda uma tradição de pensamento político sobre a organização do Estado e da educação brasileiros, analisada neste artigo para mostrar que o debate considerado pioneiro sobre a municipalização do ensino, entre Anísio Teixeira e Carlos Correa Mascaro, omitia essa tradição como se a organização do ensino em bases municipais estivesse descolada do debate sobre a organização do Estado brasileiro, omissão essa que marcará também o debate sobre a temática da década de 1980 até os nossos dias. As conclusões indicam a urgente necessidade de formulação de políticas educacionais que permitam constituir um sistema verdadeiramente nacional e articulado de educação...

A HISTÓRIA DA ORGANIZAÇÃO DO ENSINO PRIMÁRIO DE BELÉM DO PARÁ, 1937 A 1945: AÇÕES E LIMITES

Sousa, Maria de Fátima Matos de; Rosário, Maria José Aviz do
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
86.01%
Este artigo é uma aproximação com a discussão, organização e sistematização de fontes que registram a história da educação da Amazônia. Parte da tese de que a organização do ensino primário de Belém do Pará, no período, esteve ligada às diretrizes traçadas nos Regimentos do Ensino Primário Estadual, com forte influência da Secretaria Estadual de Educação. Objetiva disponibilizar documentação referente à história da educação de Belém do Pará, visando minimizar os problemas de acesso às informações, à dispersão, destruição e alienação documental e, refletir sobre o processo de organização do ensino primário, no período. Sua estruturação situa o estudo apresentando à temática e o objeto de estudo, evidencia as principais mediações quando da articulação, elaboração e efetivação do ensino primário, bem como discute as relações existentes entre os poderes políticos instituídos e as reivindicações sociais. Em sua conclusão preliminar,as fontes documentais, apontam a organização do ensino primário, como um instrumento importante de barganha política e que ao mesmo tempo passava por um processo de redirecionamento histórico-político-social no qual os poderes políticos estadual e municipal figuravam como atores principais no papel de mediadores e elaboradores das propostas pertinentes à educação.

GUSTAVO CAPANEMA: A ORGANIZAÇÃO DO ENSINO PRIMÁRIO BRASILEIRO NO PERÍODO DE 1934-1945.

Quadros, Raquel dos Santos
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 07/03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
76%
Este trabalho investiga a organização do Ensino Primário no Brasil no período em que Gustavo Capanema Filho (1900-1985), político e intelectual brasileiro, esteve à frente do Ministério da Educação e Saúde, historicamente conhecido como ‘Era Vargas’. A atuação de Capanema corresponde a meados da década de 1930 até meados da década de 1940, que caracteriza-se pelo florescimento do nacionalismo na América Latina. Naquele momento, em todo o continente, desenvolveram-se esforços no intuito de estabelecer políticas públicas nos setores da educação, saúde, cultura, artes e arquitetura, patrimônio histórico e administração. No Brasil, o governo Vargas, apoiado pela ação fundamental de Gustavo Capanema, elegeu os campos da educação e da cultura como pontos estratégicos para a produção de elementos de brasilidade que garantissem a independência e o desenvolvimento nacional. A dimensão histórica de atuação desse político foi marcada pelo cunho nacionalista e centralizador, características do Estado Novo, situação que favoreceu a ação direta de Capanema no campo educacional. A metodologia adotada se pauta no pressuposto de que a consciência dos homens é determinada pela materialidade histórica. Dessa forma...

AS ESCOLAS RURAIS E A ORGANIZAÇÃO DO ENSINO PRIMÁRIO EM CIANORTE-PR (1950-1990)

Lima, Rosangela de; Schelbauer, Analete Regina
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
95.93%
O artigo apresenta resultados parciais da pesquisa que objetivou investigar a história do ensino primário rural do Município de Cianorte-PR, entre as décadas de 1950 e 1990.  A existência de um acervo documental expressivo, porém disperso, apontou a necessidade de intervenção nos arquivos, consubstanciando um inventário de fontes, que, além de subsidiar esta e outras pesquisas, contribui para a preservação do patrimônio histórico escolar da comunidade em questão.  Neste, abordamos os principais aspectos sobre os espaços escolares e a organização do ensino das escolas primárias rurais de Cianorte. Como resultado, considera-se que estas instituições foram construídas sob os princípios da simplicidade e do barateamento, minimizando os custos. A ausência de novos prédios escolares e a necessidade de ampliar as vagas apontaram caminhos para o atendimento da população rural a fim de democratizar o acesso ao ensino primário.