Página 1 dos resultados de 2246 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Opinião pública e integração econômica regional: a percepção política do público mexicano após 16 anos de NAFTA; Public Opinion and Regional Economic Integration: the political perception of the Mexican public after 16 years of NAFTA

Marinheiro, Mateus Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.55%
Através de dois artigos -- um de revisão bibliográfica e um empírico --, este trabalho analisa a opinião pública mexicana sobre os efeitos do NAFTA -- Tratado Norte-Americano de Livre Comércio -- em 2010, após 16 anos de sua entrada em vigor. Explora-se o caso mexicano com o objetivo de se alcançar uma compreensão mais atualizada sobre como as populações latino-americanas respondem aos efeitos de uma das facetas da reestruturação neoliberal -- os acordos regionais de comércio --, superado o traumático impacto inicial sobre a estrutura de produção e de consumo dos países. Tendo em vista que o tema da opinião pública ainda é alvo de críticas e centro de um caloroso debate dentro das comunidades acadêmicas e das esferas de poder político, e que sua utilização, tanto para fins de pesquisa acadêmica quanto para justificação de políticas públicas, ainda é questionada, o primeiro artigo se apoia em prática e evidências científicas para demonstrar que a opinião pública é um fenômeno estável, mensurável e, em última instância, previsível. Estabelece-se neste primeiro artigo uma revisão bibliográfica e uma agenda para a análise da relação entre opinião pública e política externa. Justificada a utilização da opinião pública como evidência científica concreta e confiável...

Opinião pública e política externa: criação de uma tipologia brasileira; Public opinion and foreign policy: creating a brazilian typology

Ruivo, Mariana Maia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.52%
A finalidade dessa dissertação de mestrado é apresentar uma proposta de criação de tipologia da Opinião Pública em relação à Política Externa Brasileira. Para isso, foi utilizada a pesquisa survey Opinião Pública o Brasil, a América e o Mundo, realizada em 2011 pelo Centro de Investigación y Docencia Económicos CDE em parceria com o Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo IRI/USP. E, para a criação da tipologia, foi usada como base a pesquisa de Eugene Wittkof, Faces of Internacionalism Public Opinion in American Foreign Policy (1990), onde abordou os padrões das elites e da massa em relação ao grau de apoio ao envolvimento internacional dos Estados Unidos. Dessa forma, foi criado quatro grupos de atitude em Política Externa: Isolacionista, Internacionalista, Conciliadores e Intervencionista. Para criar a tipologia brasileira, os grupos foram adaptados para a realidade do país e foram recriados: Isolacionista, Internacionalista Soft Line, Internacionalista Moderado e Internacionalista Hard Line. O presente trabalho tomará como base algumas perspectivas teóricas do debate de Análise de Política Externa e de Opinião Pública, com o intuito de buscar entender como a sociedade brasileira opinião pública - se posiciona em relação à postura do Brasil no sistema internacional...

Opinião pública mundial : formar ou manipular

Rados, Milan
Fonte: Porto : CETAC.com – Centro de Estudos em Tecnologias, Artes e Ciências da Comunicação Publicador: Porto : CETAC.com – Centro de Estudos em Tecnologias, Artes e Ciências da Comunicação
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.55%
A comunicação à escala planetária é hoje uma realidade. A Comunicação Política é a forma encontrada pelo Sistema Político para, através dos Meios de Comunicação de Massa, influenciar a Opinião Pública. O conceito de “Opinião Pública” é muito recente, é indissociável dos métodos quantitativos – sondagens e inquéritos – que a procuram medir, traçando conclusões que acabam por influenciar o poder político. Este trabalho explora a possibilidade da existência de uma Opinião Pública Mundial. Num mundo globalizado onde cada estado tem um poder de influência distinto, presume-se que os Estados mais fortes tenham mais capacidade de influenciar a opinião pública mundial. No entanto há uma série de condicionalismos cognitivos e políticos que interferem neste processo de comunicação. Este trabalho debate a (in)existência de uma opinião pública mundial, bem como as tentativas dos estados mais fortes de dominar a circulação da informação, visando influenciar a opinião pública internacional.

Influência da televisão no telespectador: os meios de comunicação social como formadores da opinião pública

Teixeira, Elisabete Pinto
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.5%
Dissertação de Mestrado em Ciências da Comunicação, Especialização em Jornalismo; Os meios de comunicação desencadearam grandes transformações no seio da sociedade criando uma sociedade de massas que modificou por completo as relações humanas. É sabido que os meios de comunicação têm uma grande influência na nossa sociedade, manipulam a opinião pública dando aos cidadãos aquilo em que eles devem falar e pensar. Os indivíduos não são mais meros espectadores. Com a Internet começou a ser possível aos cidadãos participarem na construção das notícias. Através dos blogues, redes sociais ou mesmo com a possibilidade de intervir, comentar e debater assuntos dos jornais online. E os meios de comunicação social não são mais difusores de informação, são um comércio, um negócio onde o lucro e as audiências estão em primeiro lugar. Vieram para estandardizar e homogeneizar a cultura, vieram para transformar o mundo numa “aldeia global”. E mais: os media falam do mundo das pessoas conseguindo transformá-las em superpessoas ou em farrapos. Com este projeto de investigação procura-se então perceber que papel desempenham atualmente os meios de comunicação social no nosso dia a dia e qual o seu futuro com o avanço fugaz que se tem verificado nos instrumentos de comunicação que têm surgido. De facto...

A opinião na TSF e na SIC notícias : o caso do Fórum e do opinião pública

Anjos, Diana Carolina Sezões
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.54%
Dissertação de Mestrado em Comunicação Social; RESUMO A opinião pública tem sido um tópico de estudo nas ciências sociais desde o início do século XX, não sendo por isso surpreendente a variedade de olhares sobre este tópico. Uma das mais importantes discussões em torno da opinião pública incide sobre o impacto dos media na mesma. É mais ou menos consensual que os media têm um papel com responsabilidade nas sociedades modernas, porque são mais do que simples veículos de informação. Procedeu-se a entrevistas e a análise de conteúdo, de modo a perceber quais são as características que diferenciam um programa de opinião pública produzido em rádio e em televisão e de que maneira estas são influenciadas pelo meio de transmissão, usando como caso de estudo o Fórum da TSF e o Opinião Pública da SIC Notícias. Apuramos diferenças significativas no que toca às temáticas discutidas nos programas e nas modalidades de participação preferidas pelos participantes. Salientamos o predomínio do sexo masculino, quer no que toca aos comentadores como aos participantes. Destacamos a existência de um grupo de participantes profissionais nestes programas, reconhecidos pela equipa de produção e pelos apresentadores. A existência deste grupo de pessoas que participa várias vezes e em ambos os programas deixa uma porta aberta para novas investigações no futuro.; ABSTRACT Public opinion has been a topic of study in social sciences since the beginning of the XXth century. So...

Cenários da liberdade de imprensa e opinião pública em Hegel

Bavaresco,Agemir; Konzen,Paulo Roberto
Fonte: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG Publicador: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.56%
Constroem-se, atualmente, os novos cenários para a comunicação tendo, de um lado, as grandes corporações de mídia televisiva, radiofônica, impressa e on-line e, de outro, o papel da imprensa independente/ alternativa, entendida como não vinculada a uma empresa privada, pública ou estatal, ou algum grupo econômico. Configura-se, aos poucos, a constituição da oposição entre a mídia tradicional e a imprensa independente/alternativa, tendo como suporte material as novas tecnologias da informação. Como a nova tecnologia da informação associada aos novos cenários da liberdade da imprensa e do fenômeno da contradição da opinião pública na era da internet pode realizar a mediação da opinião numa sociedade globalizada? Ou ainda, partindo do pressuposto da liberdade de imprensa, como garantir que a sociedade resolva a contradição da opinião pública? O fenômeno da opinião pública é contraditório, porque contém em si, ao mesmo tempo, a universalidade dos princípios constitucionais, do Direito e da Ética, junto com a particularidade dos direitos e interesses dos cidadãos. Ora, esta contradição encontra a sua solução através da mediação da liberdade da própria imprensa dentro de um quadro de legalidade democrática. Esta é a força da contradição: efetivar a mediação da tensão dialética entre os polos opostos do universal e do singular na liberdade de imprensa...

A dialética da opinião pública: efeitos recíprocos da política pública e da opinião pública em sociedades democráticas contemporâneas

Howlett,Michael
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2000 PT
Relevância na Pesquisa
86.53%
Este artigo analisa o papel desempenhado pela opinião pública em cada estágio do processo de elaboração de políticas públicas. Através da desagregação desse processo em uma seqüência de etapas, ele revela se e quando a opinião pública o afeta, e onde ele dá significância a outras influências. Como conclusão, o artigo sublinha a natureza dialética da relação entre opinião pública e políticas públicas.

O papel das pesquisas de opinião pública na consolidação da democracia: a experiência latino-americana

Echegaray,Fabián
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2001 PT
Relevância na Pesquisa
86.41%
Desde inícios dos anos 80, as pesquisas políticas e de opinião pública na América Latina têm se constituído num evento central ao processo de democratização. Quase todos os dias, os principais jornais e redes de TV da cada país nos informam sobre estudos focados sobre assuntos vinculados ao desenvolvimento político das novas democracias. Grande parte do que conhecemos sobre essas instituições é produto de pesquisas. Mas, qual têm sido as conseqüências disso? Este artigo mostra que essas pesquisas definem interações centrais entre elites políticas e cidadania nesses países, e que têm um papel central no seus processos de democratização.

Poder direcionador?: um estudo comparativo de opinião pública e distribuição de renda

Weakliem,David; Andersen,Robert; Heath,Anthony
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
86.51%
Nos últimos anos, vários estudos têm examinado a influência da opinião pública sobre as políticas públicas, mas poucos têm considerado a influência da opinião sobre as condições sociais. São questões separadas, uma vez que as políticas podem não ter os efeitos pretendidos e a opinião pode influenciar diretamente os resultados, à parte das políticas públicas. Este trabalho examina a relação entre opinião pública e desigualdade de renda em uma amostra de cerca de cinqüenta países e conclui que a distribuição de renda é mais igual em nações onde as opiniões são mais igualitárias, e que essa relação é mais forte nas democracias. Porém, a associação com as opiniões de pessoas de renda acima da média é mais forte do que aquela apresentada pelas opiniões das classes médias, sugerindo que as pessoas com renda mais alta têm mais influência. A análise das fontes das diferenças nacionais em opinião indica que o igualitarismo aumenta com o desenvolvimento econômico, ao contrário do que sustentam muitos autores. A diversidade étnica e a experiência do regime comunista parecem reduzir os sentimentos igualitários.

Opinião pública, estratégia presidencial e ação do congresso no Brasil: "quem manda?"

Pereira,Carlos; Power,Timothy; Rennó,Lúcio
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
86.37%
A relação entre o comportamento da elite política e as preferências gerais da população está no cerne de discussões sobre democracia representativa. Porém, pouco se sabe sobre quem influencia quem e quanto tempo demora para que tal influência seja sentida. Este artigo apresenta resultados a partir de um conjunto de dados organizados em série temporal que permite verificar a relação entre o clima da opinião pública, a escolha presidencial de instrumentos de governo (legislação extraordinária versus ordinária) e o apoio do congresso às iniciativas dos presidentes no Brasil. Foram coletadas observações mensais sobre a popularidade do presidente, padrões de votação nominal no congresso e uso de medidas provisórias, e da legislação comum, pelo executivo. Esse conjunto de dados permitiu testar, usando técnicas de séries temporais, o impacto dessas variáveis umas sobre as outras e a defasagem temporal necessária para que esses impactos se tornem significativos.

Mudança institucional e atitudes políticas: a imagem pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (1993-2006)

Fuks,Mario; Fialho,Fabrício Mendes
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
76.41%
O artigo analisa o impacto das estratégias de comunicação realizadas pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) durante a década de 1990 sobre a opinião pública da sociedade do estado de Minas Gerais. Pretende-se avaliar se a opinião pública em relação ao legislativo estadual se mostrou "resistente" às inovações institucionais ou se ocorreram mudanças ao longo dos treze anos cobertos pelos dados disponíveis. A análise comparativa no tempo e com outras instituições políticas não nos autoriza a falar sobre uma excepcionalidade da ALMG no que se refere a sua imagem pública. Em grande medida, a imagem da ALMG, em termos de confiança e avaliação, não foge do padrão brasileiro em relação às instituições políticas. O impacto do processo de inovação institucional é perceptível apenas sobre um público restrito: aqueles que consumiram as mensagens e comunicações produzidas pela ALMG e veiculadas no radio e na televisão.

Informação política e atitudes sobre gastos governamentais e impostos no Brasil: evidências a partir de um experimento de opinião pública

Turgeon,Mathieu; Rennó,Lucio
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
86.37%
Resumo: Não é novidade que o cidadão brasileiro, como outros vivendo em países democráticos, em média sabem pouco sobre seus governos e sobre as orientações ideológicas da maioria dos candidatos e partidos políticos. No entanto, poucos pesquisadores estudaram de maneira sistemática as conseqüências da falta de informação política para a vida democrática. Segundo alguns, a falta de informação afeta de maneira importante as atitudes políticas dos eleitores. Já para outros, a informação política não é relevante para formação de opiniões. O artigo examina essa questão no Brasil, usando pela primeira vez dados de um experimento conduzido em uma pesquisa de opinião pública realizada em 2004. Mais especificamente, examinamos como a informação sobre o governo federal brasileiro afeta as preferências políticas do cidadão em termos de gastos públicos. No experimento utilizado, alguns participantes receberam informação sobre as fontes de renda do governo federal, suas despesas e políticas públicas, enquanto outros entrevistados não receberam qualquer informação adicional. Os resultados indicam que os participantes que receberam informação política preferem menos impostos e redução nos gastos públicos daqueles que não receberam informação política. Estes resultados têm conseqüências importantes para o estudo do processo democrático...

Decifrando a volatilidade da opinião pública no referendo sobre a proibição do comércio de armas e munição no Brasil

Lima, Roberto Santos Leite Falcão de
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.47%
As opiniões a respeito de temas públicos são formadas a partir de complexos processos sociais que envolvem indivíduos, grupos e instituições de comunicação social. A formação da opinião pública envolve diversos fatores como a relação entre os membros de um grupo social, as experiências vivenciadas, as expectativas para com as instituições envolvidas no tema, e a influências da mídia e das elites políticas. Tais fatores podem resultar numa ruptura ideológica. (PAGE e SHAPIRO, 1992). No Brasil, o episódio do Referendo Sobre a Proibição do Comércio de Armas e Munição foi um exemplo sui generis na história do país. A poucos meses do pleito, segundo o IBOPE, cerca de 80% da população era a favor da proibição do comércio de armas e munições. No entanto, ao final da apuração, no dia 23 de outubro de 2005, a medida não foi aprovada pela população, tendo o lado favorável ao comércio de armas e munições vencido em todos os Estados da Federação. Partindo do princípio de que as alterações na opinião pública podem ser explicadas, buscou-se neste trabalho encontrar um nexo explicativo para o resultado do pleito, através de uma discussão teórica acerca da formação e da mudança na opinião pública; da análise de pesquisas de opinião; e verificando o posicionamento dos atores nessa arena de interesses...

Decifrando a volatilidade da opinião pública no referendo sobre a proibição do comércio de armas e munição no Brasil

Lima, Roberto Santos Leite Falcão de
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
66.47%
As opiniões a respeito de temas públicos são formadas a partir de complexos processos sociais que envolvem indivíduos, grupos e instituições de comunicação social. A formação da opinião pública envolve diversos fatores como a relação entre os membros de um grupo social, as experiências vivenciadas, as expectativas para com as instituições envolvidas no tema, e a influências da mídia e das elites políticas. Tais fatores podem resultar numa ruptura ideológica. (PAGE e SHAPIRO, 1992). No Brasil, o episódio do Referendo Sobre a Proibição do Comércio de Armas e Munição foi um exemplo sui generis na história do país. A poucos meses do pleito, segundo o IBOPE, cerca de 80% da população era a favor da proibição do comércio de armas e munições. No entanto, ao final da apuração, no dia 23 de outubro de 2005, a medida não foi aprovada pela população, tendo o lado favorável ao comércio de armas e munições vencido em todos os Estados da Federação. Partindo do princípio de que as alterações na opinião pública podem ser explicadas, buscou-se neste trabalho encontrar um nexo explicativo para o resultado do pleito, através de uma discussão teórica acerca da formação e da mudança na opinião pública; da análise de pesquisas de opinião; e verificando o posicionamento dos atores nessa arena de interesses...

Opinião pública e punição: da construção de políticas criminais no estado democrático de direito contemporâneo

Almeida, Débora de Souza de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.57%
Sendo cediço que um dos temas de maior destaque no cenário criminológico atual é a análise da opinião pública frente à punição, devido à crescente preocupação diante do populismo punitivo que vem se desenvolvendo em inúmeros países e que possui nos clamores punitivos dos cidadãos um pilar significativo para o delineamento de respostas mais severas à criminalidade, a presente dissertação, vinculada à linha de pesquisa Criminologia e Controle Social, pertencente ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, traz, atenta a esse contexto, uma reflexão transdisciplinar, envolvendo Criminologia, Comunicação Social e Política Criminal, sobre a mentalidade da opinião pública frente à punição e seus (possíveis) reflexos na construção de políticas criminais no Estado Democrático de Direito contemporâneo. Para tanto, foram contempladas no decorrer das primeiras páginas a sistemática da construção da realidade social pela mass media, suas formas de atuação na formação da opinião pública e sua postura enquanto potente grupo de pressão na construção das referidas políticas. Nesse ensejo, a dissertação não tardou em abordar a vinculação entre os populismos midiático e punitivo...

Opinião pública nas mídias sociais: o embate entre Greenpeace e Nestlé

Lopes, Michele Araújo
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Relações Públicas (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Relações Públicas (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
66.57%
This present study aims to examine the notions of public and social media from current examples. It tries to reflect on the damages that negative marks can suffer through the Internet. This project seeks to answer these following questions: How do cases of public opinion occur through social media? Can the clash between Nestlé vs. Greenpeace be configured as a contemporary case of public opinion? Understanding these issues is essential to understanding the practice of public relations today. The subject of study is the clash between Nestlé and Greenpeace started in March 2010 through an Internet video. The research methodology is based on the mapping of this struggle through social networks and through an online survey with new media users to examine public perceptions about organizational information disseminated through the network. The text is divided into three chapters: the first one aims to address the public in the mass media communication and to understand how individuals behave in groups and alone under the influence of the environment and social interactions; the second chapter seeks to understand the new forms of relationship created by digital technologies that enable new tools for Public Relations and the interference of this new phase in company or individual’s public opinion and public image; and the last chapter shows the mapping of the battle between Greenpeace and Nestlé and how the techniques of guerrilla marketing and viral advertising used by NGOs hit a company with market tradition...

Opinião verdadeira e opinião pública no "Mênon" de Platão.; True opinion and public opinion in Plato's Meno.

Poliseli, Romualdo Vicentin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/04/2003 PT
Relevância na Pesquisa
66.55%
O tema central, enfocado nesta leitura do Mênon de Platão, é a relação entre dóxa alethés e opinião pública. São temas secundários, o ensino da virtude, o contexto político, as matemáticas e a epistéme aplicada à política. A questão nasce da pergunta inicial do diálogo sobre a maneira de adquirir a virtude. Mênon desejava a virtude tal como era concebida em seu meio: a glória, a fama, a boa reputação e, por conseguinte, o poder, ou seja, ele desejava a virtude política. O conturbado processo político da polis rumo à democratização, aliado à noção de virtude como fama, torna evidente a importância da dinamização da opinião pública na luta entre as facções e no reconhecimento da virtude política. Platão admite essa condição da prática política. Segundo o Timeu, o único conhecimento possível do mundo dos sólidos é o conhecimento opiniático. A prática política se desenrola no mundo dos sólidos, portanto é guiada pela opinião. Porém, há opiniões que são verdadeiras e há opiniões que conduzem à aporia, além de serem fugidias, pois o objeto deste tipo de conhecimento são os sólidos, que estão no mundo do devir. O Timeu ensina que o demiurgo tem sempre opiniões verdadeiras sobre o mundo por ele ordenado...

Poder direcionador? Um estudo comparativo de opinião pública e distribuição de renda

Weakliem, David; Andersen, Robert; Heath, Anthony
Fonte: CESOP/UNICAMP Publicador: CESOP/UNICAMP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Pesquisa qualitativa Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.51%
Nos últimos anos, vários estudos têm examinado a influência da opinião pública sobre as políticas públicas, mas poucos têm considerado a influência da opinião sobre as condições sociais. São questões separadas, uma vez que as políticas podem não ter os efeitos pretendidos e a opinião pode influenciar diretamente os resultados, à parte das políticas públicas. Este trabalho examina a relação entre opinião pública e desigualdade de renda em uma amostra de cerca de cinqüenta países e conclui que a distribuição de renda é mais igual em nações onde as opiniões são mais igualitárias, e que essa relação é mais forte nas democracias. Porém, a associação com as opiniões de pessoas de renda acima da média é mais forte do que aquela apresentada pelas opiniões das classes médias, sugerindo que as pessoas com renda mais alta têm mais influência. A análise das fontes das diferenças nacionais em opinião indica que o igualitarismo aumenta com o desenvolvimento econômico, ao contrário do que sustentam muitos autores. A diversidade étnica e a experiência do regime comunista parecem reduzir os sentimentos igualitários. Abstract In recent years, a number of studies have examined the influence of public opinion on government policy...

Contribuições para o conceito de opinião pública

Figueiredo, Rubens; Cervellini, Sílvia
Fonte: CESOP/UNICAMP Publicador: CESOP/UNICAMP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Opinião Pública Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.55%
Os autores retomam algumas críticas sobre o problema da definição de opinião pública e apresentam uma proposta conceitual que contempla quatro aspectos. O primeiro aspecto diz respeito à opinião pública quanto ao processo de formação, que deve ser o debate público; o segundo diz respeito à sua forma, ou seja, a expressão pública da opinião; o terceiro é o objeto específico da opinião, que diz respeito à relevância necessária para gerar o debate público. Finalmente, o quarto aspecto é o sujeito da opinião pública, que não tem limites precisos a não ser seu aspecto coletivo. Abstract The authors discuss some critics about the problem on conceptualizing the public opinion, and they make a conceptual proposal which covers the following four aspects: the first one is the process of formation of the public opinion, which is the public debate; the second one is about its shape, or the public opinion expression of the opinion; the third one is the specific issue of the opinion, which refers to the relevance acquired to create the public debate. Finally, the fourth aspect is the agent of the opinion, which has an precise limitations, but the collective aspect.Keywords: public debate, public opinion theory, opinion formation

A Dialética da Opinião Pública: efeitos recíprocos da política pública e da opinião pública em sociedades democráticas contemporâneas

Howlett, Michael
Fonte: CESOP/UNICAMP Publicador: CESOP/UNICAMP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares;
Publicado em 16/10/2015 EN; PT
Relevância na Pesquisa
66.53%
Este artigo analisa o papel desempenhado pela opinião pública em cada estágio do processo de elaboração de políticas públicas. Através da desagregação desse processo em uma seqüência de etapas, ele revela se e quando a opinião pública o afeta, e onde ele dá significância a outras influências. Como conclusão, o artigo sublinha a natureza dialética da relação entre opinião pública e políticas públicas. Abstract This paper examines the role played by public opinion at each stage of the policy process. By disaggregating policy making into a sequence of steps, it reveals if and where public opinion affects policy-making and where it cedes significance to other policy. As conclusion the paper underlines the dialectical nature of the public opinion and public policy relationship.Key words: public opinion, public policy, policy making process, governance.