Página 1 dos resultados de 754 itens digitais encontrados em 0.021 segundos

O ato da sociedade paulista  - Opinião pública e censura ao teatro de 1957 a 1968: manifestações populares presentes nos processos do Arquivo Miroel Silveira da Biblioteca da ECA/USP; The act of paulista society The public opinion and theater censorship between 1957/1968: popular manifestations in the processes of Arquivo Miroel Silveira, Library of ECA/USP. 2012

Risso, Carla de Araujo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.07%
Na sociedade de massas, os processos de comunicação dos grupos estão, de modo imediato, sob a influência dos meios de comunicação de massa ou intermediados por líderes de opinião. Partindo de questões como a opinião pública, a identidade cultural e a contextualização histórica e social, esta pesquisa focou-se nos processos de censura ao teatro profissional presentes no Arquivo Miroel Silveira, bem como sobre as páginas dos principais veículos de mídia impressa da cidade de São Paulo. O universo de amostra contemplou peças que contêm abaixo-assinados, telegramas, cartas e manifestos populares em seus processos de censura: Perdoa-me Por Me Traíres, de Nelson Rodrigues (1957), censurada em nome da defesa da moral e dos bons costumes; A Semente, de Gianfrancesco Guarnieri (1961), com encenação restrita a um só teatro por abordar questões ideológicas; e Roda Viva, de Chico Buarque (1968), que depois de dois atentados a depredação do Teatro Ruth Escobar em São Paulo e a agressão ao elenco em Porto Alegre foi censurada pelo Governo Federal. Quanto ao estudo da imprensa, todos os jornais pesquisados mantêm relação cronológica com as peças selecionadas. Paralelamente, efetuou-se uma investigação em Portugal com o objetivo de delinear as relações de poder que estruturam a prática censória nos países de língua portuguesa. A peça escolhida para estudo além-mar foi A Promessa...

Opinião pública e política externa: criação de uma tipologia brasileira; Public opinion and foreign policy: creating a brazilian typology

Ruivo, Mariana Maia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.22%
A finalidade dessa dissertação de mestrado é apresentar uma proposta de criação de tipologia da Opinião Pública em relação à Política Externa Brasileira. Para isso, foi utilizada a pesquisa survey Opinião Pública o Brasil, a América e o Mundo, realizada em 2011 pelo Centro de Investigación y Docencia Económicos CDE em parceria com o Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo IRI/USP. E, para a criação da tipologia, foi usada como base a pesquisa de Eugene Wittkof, Faces of Internacionalism Public Opinion in American Foreign Policy (1990), onde abordou os padrões das elites e da massa em relação ao grau de apoio ao envolvimento internacional dos Estados Unidos. Dessa forma, foi criado quatro grupos de atitude em Política Externa: Isolacionista, Internacionalista, Conciliadores e Intervencionista. Para criar a tipologia brasileira, os grupos foram adaptados para a realidade do país e foram recriados: Isolacionista, Internacionalista Soft Line, Internacionalista Moderado e Internacionalista Hard Line. O presente trabalho tomará como base algumas perspectivas teóricas do debate de Análise de Política Externa e de Opinião Pública, com o intuito de buscar entender como a sociedade brasileira opinião pública - se posiciona em relação à postura do Brasil no sistema internacional...

O CDES na mídia : gênese de uma esfera pública política na disputa pela opinião pública

Bruxel, Laerson
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.08%
A pesquisa analisa a aparição do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) na cena midiática. Instituído pelo Governo Lula no início de 2003, o Conselho é formado por representantes de diversos segmentos da sociedade e ocupa-se do debate de temas da agenda política. O estudo acompanha a entrada e desenvolvimento desse debate na cena midiática, verificando em especial as vozes que ganharam mais visibilidade. A análise concentra-se sobre o material produzido por cinco jornais – Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, Jornal do Brasil, O Globo e Correio Braziliense – durante os anos de 2003 e 2004. Os dados reunidos para esta pesquisa foram submetidos a um processo de interpretação. O intuito é avaliar se a forma como os temas da agenda política foram lançados para a esfera pública pode privilegiar determinados segmentos na disputa pela formação da opinião pública. É através da midiatização das atividades do CDES que grande parcela da população tem acesso a esses temas. Esses subsídios alimentam o debate público. Ao produzir o material simbólico, a mídia atua como ator importante na disputa pela opinião pública.

O IBOPE, a opinião pública e o senso comum dos anos 1950 : hábitos, preferências, comportamentos e valores dos moradores dos grandes centros urbanos brasileiros (Rio de Janeiro e São Paulo); The IBOPE, the public opinion and the common sense during 1950 : habits, preferences, behavior and values of the residents of brazilian big urban centers (Rio de Janeiro and São Paulo)

Silvia Rosana Modena Martini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.09%
A modernidade que se desenhava nos anos 1950 nos dois maiores centros urbanos brasileiros, fundamentada na posse e consumo de bens industrializados, contrastava com o Brasil predominantemente rural. À medida que a população se urbanizava, novos produtos, que caracterizavam um padrão de vida urbano e moderno, incorporam-se ao consumo dos brasileiros: o automóvel, a televisão, o aspirador de pó, a enceradeira, a geladeira e centenas de outros produtos, frutos do capitalismo industrial. Desenvolvimento, para a maioria da população, significava a posse destes bens duráveis. Inicialmente, o estilo de vida moderno espraiou-se nos grandes centros urbanos, entre o empresariado e a classe média alta, posteriormente, pela força dos meios de comunicação - rádio e televisão - atingiu as classes menos privilegiadas. As pesquisas de opinião pública do IBOPE ? que fundamentam este trabalho ?, depositadas no Arquivo Edgard Leuenroth, constituem-se em rica fonte documental para quem pretende estudar o comportamento dos moradores dos grandes centros urbanos brasileiros, pois trazem à tona o cotidiano de homens e mulheres que vivenciaram os anos 1950 e passaram a consumir determinados bens, quer seja materiais ou simbólicos, atrelados a um processo mundial: a formação da sociedade de consumo; The modernity developed during the years of 1950 at the two biggest brazilian urban centers...

Opinião pública e política externa do Brasil do Império a João Goulart: um balanço historiográfico

Manzur,Tânia Maria Pechir Gomes
Fonte: Instituto Brasileiro de Relações Internacionais Publicador: Instituto Brasileiro de Relações Internacionais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1999 PT
Relevância na Pesquisa
66.14%
Este artigo avalia a relação existente entre opinião pública e política externa no Brasil, desde o Império, em que se evidenciam os interesses das elites letradas enunciados no Parlamento, até a presidência de Jânio Quadros, quando se verifica o apogeu do populismo no Brasil. Procura estabelecer quais eram as correntes de opinião expressa que representavam a política externa nos diversos períodos da historiografia brasileira de relações internacionais. Pretende, também, avaliar a extensão da repercussão que teria a política internacional brasileira sobre a opinião nacional no mesmo período.

Opinião pública, estratégia presidencial e ação do congresso no Brasil: "quem manda?"

Pereira,Carlos; Power,Timothy; Rennó,Lúcio
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
86.09%
A relação entre o comportamento da elite política e as preferências gerais da população está no cerne de discussões sobre democracia representativa. Porém, pouco se sabe sobre quem influencia quem e quanto tempo demora para que tal influência seja sentida. Este artigo apresenta resultados a partir de um conjunto de dados organizados em série temporal que permite verificar a relação entre o clima da opinião pública, a escolha presidencial de instrumentos de governo (legislação extraordinária versus ordinária) e o apoio do congresso às iniciativas dos presidentes no Brasil. Foram coletadas observações mensais sobre a popularidade do presidente, padrões de votação nominal no congresso e uso de medidas provisórias, e da legislação comum, pelo executivo. Esse conjunto de dados permitiu testar, usando técnicas de séries temporais, o impacto dessas variáveis umas sobre as outras e a defasagem temporal necessária para que esses impactos se tornem significativos.

Os militantes são mais informados? Desigualdade e informação política nas eleições de 2002

Rennó,Lucio
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2006 PT
Relevância na Pesquisa
76.03%
As organizações da sociedade civil têm um papel didático na instrução de seus membros sobre política que extrapola as questões imediatas de interesse dessas organizações? A maior parte da literatura, especialmente aquela sobre o orçamento participativo (OP) do Partido dos Trabalhadores do Brasil, sustenta que o OP é uma estrutura de oportunidade para que os indivíduos se reúnam e debatam não só problemas locais, mas também discutam política num sentido mais amplo. A mesma lógica se aplica a outras formas de militância, tais como participação em sindicatos, partidos políticos, associações de bairro e grupos de igreja. Este trabalho procura testar, usando dados longitudinais de opinião pública de eleitores brasileiros coletados nas eleições de 2002, se os militantes da sociedade civil organizada são, de fato, mais bem informados sobre política, especificamente, sobre questões eleitorais. Além disso, este trabalho testa também se potenciais diferenças de informação causadas por gênero, raça e classe são atenuadas pela participação em organizações da sociedade civil.

Informação política e atitudes sobre gastos governamentais e impostos no Brasil: evidências a partir de um experimento de opinião pública

Turgeon,Mathieu; Rennó,Lucio
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
86.09%
Resumo: Não é novidade que o cidadão brasileiro, como outros vivendo em países democráticos, em média sabem pouco sobre seus governos e sobre as orientações ideológicas da maioria dos candidatos e partidos políticos. No entanto, poucos pesquisadores estudaram de maneira sistemática as conseqüências da falta de informação política para a vida democrática. Segundo alguns, a falta de informação afeta de maneira importante as atitudes políticas dos eleitores. Já para outros, a informação política não é relevante para formação de opiniões. O artigo examina essa questão no Brasil, usando pela primeira vez dados de um experimento conduzido em uma pesquisa de opinião pública realizada em 2004. Mais especificamente, examinamos como a informação sobre o governo federal brasileiro afeta as preferências políticas do cidadão em termos de gastos públicos. No experimento utilizado, alguns participantes receberam informação sobre as fontes de renda do governo federal, suas despesas e políticas públicas, enquanto outros entrevistados não receberam qualquer informação adicional. Os resultados indicam que os participantes que receberam informação política preferem menos impostos e redução nos gastos públicos daqueles que não receberam informação política. Estes resultados têm conseqüências importantes para o estudo do processo democrático...

Sofisticação política e opinião pública no Brasil: revisitando hipóteses clássicas

Pereira,Frederico Batista
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.03%
O artigo analisa o impacto da desigualdade de sofisticação política sobre as preferências políticas dos cidadãos. Após uma discussão sobre o conceito e a mensuração da sofisticação política, examina-se seus principais determinantes utilizando dados de uma pesquisa de painel realizada em Caxias do Sul e Juiz de Fora ao longo de 2002. Em seguida, o artigo examina quatro hipóteses da literatura acerca do efeito da sofisticação política sobre a maneira como os eleitores processam informações e opinam: 1) eleitores mais sofisticados apresentam maior estruturação ideológica em suas opiniões do que eleitores menos sofisticados; 2) eleitores mais sofisticados possuem opiniões políticas mais estáveis ao longo do tempo do que os politicamente menos sofisticados; 3) eleitores mais sofisticados adquirem mais informações políticas ao longo do tempo do que eleitores menos sofisticados, e; 4) eleitores mais sofisticados emitem opiniões com maior frequência do que eleitores menos sofisticados. As análises no artigo dão amplo suporte a essas hipóteses. Por fim, discute-se as implicações dos achados para os estudos de opinião pública e voto no Brasil.

Tempo, ciência e consenso: os diferentes tempos que envolvem a pesquisa científica, a decisão política e a opinião pública

Oliveira,José Aparecido de; Epstein,Isaac
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.04%
Este trabalho analisa a assimétrica relação entre o tempo da pesquisa científica e o tempo dos diferentes segmentos interessados em seus resultados, sobretudo com a crescente demanda de se construir consenso técnico sobre campos da ciência que exigem rigorosas investigações e exaustivos testes. Destacam-se, sobretudo nos últimos anos, as pressões de setores da sociedade civil, interessados em participar do processo decisório que orienta os rumos da ciência, entre eles: o jornalismo científico, o poder legislativo e a opinião pública. Como exemplo, foi analisado o processo decisório do projeto de Lei de Biossegurança, que permite pesquisas com células-tronco embrionárias no Brasil. Os resultados permitem concluir que essa relação assimétrica entre os diferentes tempos (da ciência, da divulgação científica, da opinião pública e do poder público) contribui para o amadurecimento do diálogo sobre política científica e a construção de consenso sobre os rumos da ciência, com vistas a democratizar o fazer científico.

Decifrando a volatilidade da opinião pública no referendo sobre a proibição do comércio de armas e munição no Brasil

Lima, Roberto Santos Leite Falcão de
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.16%
As opiniões a respeito de temas públicos são formadas a partir de complexos processos sociais que envolvem indivíduos, grupos e instituições de comunicação social. A formação da opinião pública envolve diversos fatores como a relação entre os membros de um grupo social, as experiências vivenciadas, as expectativas para com as instituições envolvidas no tema, e a influências da mídia e das elites políticas. Tais fatores podem resultar numa ruptura ideológica. (PAGE e SHAPIRO, 1992). No Brasil, o episódio do Referendo Sobre a Proibição do Comércio de Armas e Munição foi um exemplo sui generis na história do país. A poucos meses do pleito, segundo o IBOPE, cerca de 80% da população era a favor da proibição do comércio de armas e munições. No entanto, ao final da apuração, no dia 23 de outubro de 2005, a medida não foi aprovada pela população, tendo o lado favorável ao comércio de armas e munições vencido em todos os Estados da Federação. Partindo do princípio de que as alterações na opinião pública podem ser explicadas, buscou-se neste trabalho encontrar um nexo explicativo para o resultado do pleito, através de uma discussão teórica acerca da formação e da mudança na opinião pública; da análise de pesquisas de opinião; e verificando o posicionamento dos atores nessa arena de interesses...

Decifrando a volatilidade da opinião pública no referendo sobre a proibição do comércio de armas e munição no Brasil

Lima, Roberto Santos Leite Falcão de
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
66.16%
As opiniões a respeito de temas públicos são formadas a partir de complexos processos sociais que envolvem indivíduos, grupos e instituições de comunicação social. A formação da opinião pública envolve diversos fatores como a relação entre os membros de um grupo social, as experiências vivenciadas, as expectativas para com as instituições envolvidas no tema, e a influências da mídia e das elites políticas. Tais fatores podem resultar numa ruptura ideológica. (PAGE e SHAPIRO, 1992). No Brasil, o episódio do Referendo Sobre a Proibição do Comércio de Armas e Munição foi um exemplo sui generis na história do país. A poucos meses do pleito, segundo o IBOPE, cerca de 80% da população era a favor da proibição do comércio de armas e munições. No entanto, ao final da apuração, no dia 23 de outubro de 2005, a medida não foi aprovada pela população, tendo o lado favorável ao comércio de armas e munições vencido em todos os Estados da Federação. Partindo do princípio de que as alterações na opinião pública podem ser explicadas, buscou-se neste trabalho encontrar um nexo explicativo para o resultado do pleito, através de uma discussão teórica acerca da formação e da mudança na opinião pública; da análise de pesquisas de opinião; e verificando o posicionamento dos atores nessa arena de interesses...

Opinião pública nas mídias sociais: o embate entre Greenpeace e Nestlé

Lopes, Michele Araújo
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Relações Públicas (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Relações Públicas (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
76.17%
This present study aims to examine the notions of public and social media from current examples. It tries to reflect on the damages that negative marks can suffer through the Internet. This project seeks to answer these following questions: How do cases of public opinion occur through social media? Can the clash between Nestlé vs. Greenpeace be configured as a contemporary case of public opinion? Understanding these issues is essential to understanding the practice of public relations today. The subject of study is the clash between Nestlé and Greenpeace started in March 2010 through an Internet video. The research methodology is based on the mapping of this struggle through social networks and through an online survey with new media users to examine public perceptions about organizational information disseminated through the network. The text is divided into three chapters: the first one aims to address the public in the mass media communication and to understand how individuals behave in groups and alone under the influence of the environment and social interactions; the second chapter seeks to understand the new forms of relationship created by digital technologies that enable new tools for Public Relations and the interference of this new phase in company or individual’s public opinion and public image; and the last chapter shows the mapping of the battle between Greenpeace and Nestlé and how the techniques of guerrilla marketing and viral advertising used by NGOs hit a company with market tradition...

Congresso, imprensa e opinião pública : o caso da CPMI dos Sanguessugas

Chacon, Sérgio
Fonte: Câmara dos Deputados do Brasil Publicador: Câmara dos Deputados do Brasil
Tipo: monografia, dissertação, tese
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.2%
Avalia como a opinião pública é influenciada pela cobertura dos jornais sobre as atividades do Congresso Nacional a partir de um caso específico: a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que investigou a chamada máfia dos sanguessugas. Apresenta um histórico da cobertura que a imprensa escrita vem dispensando ao Legislativo nos últimos cinquenta anos. Aborda a evolução dos veículos de divulgação da Câmara dos Deputados e do Senado Federal até os dias de hoje. Analisa o papel das CPIs como instrumentos de fiscalização do legislativo e como recurso para dar visibilidade à atividade parlamentar junto à mídia e a opinião pública.; Monografia (especialização) -- Curso de Especialização em Comunicação Legislativa, Universidade do Legislativo Brasileiro (Unilegis) e Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, 2008.

A imagem pública do Congresso: uma análise político-midiática

Noleto Filho, Pedro Aquino
Fonte: Câmara dos Deputados do Brasil Publicador: Câmara dos Deputados do Brasil
Tipo: monografia, dissertação, tese Formato: 325 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.09%
Traz um estudo sobre como e por que a imagem pública do Congresso Nacional pode ser vista como cronicamente negativa no senso comum, nas sondagens de opinião pública e nas representações da mídia informativa, bem como nas percepções dos atores políticos. Com esse objetivo, além da síntese de reflexões teóricas que podem ser relacionadas ao campo interdisciplinar da comunicação política, foi realizada uma série de entrevistas qualitativas com 20% dos parlamentares que formavam a Câmara dos Deputados na Legislatura 2003/2007. Embora as conclusões apontem para uma forte conexão entre tal imagem negativa, recorrentes escândalos políticos e questões institucionais de caráter estrutural e conjuntural, há também nesse contexto uma insuficiência de pluralismo político e social que revela um problema maior e mais complexo: a crise da democracia representativa - pois as organizações da sociedade civil não dispõem de canais adequados de participação que permitam a representação equilibrada de suas demandas tanto na mídia quanto no campo político parlamentar.; This is a study on how and why the public image of the Brazilian Congress can be seen as chronically negative in the common sense, public opinion surveys and news media representations...

Opinião pública e política externa: a mídia imprensa brasileira e a política exterior do Brasil na estatização do gás na Bolívia no período entre abril e junho de 2006

Lima, Guilherme Sheldon Rufino de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.19%
Este estudo tem como objetivo analisar as relações entre Brasil e Bolívia ao longo dos três primeiros meses da estatização dos hidrocarbonetos na Bolívia no ano de 2006, estabelecendo um relacionamento entre a opinião pública brasileira e a política externa do Brasil nesse período. Essa análise se faz importante porque foi reconhecido pelos meios de comunicação e agentes estatais de vários países que a forma como se deu a estatização agrediu diretamente a confiança dos países que possuíam empresas extratoras de hidrocarboneto instaladas na Bolívia, dentre eles o Brasil. Até o encerramento das negociações com a Bolívia, em novembro de 2006, a opinião pública brasileira teve várias vertentes de posicionamento, mas pode-se dividi-las entre os que foram favoráveis ao posicionamento adotado pelo governo brasileiro em relação à Bolívia e aqueles que lhe foram contrários. Durante os meses de abril, maio e junho, a política externa brasileira foi colocada à prova e a opinião pública se revela como uma importante força dentro do Estado brasileiro, evidenciando as idéias de diferentes classes sociais e contestando o posicionamento da diplomacia brasileira.; This study aims to analyze the relationship between Brazil and Bolivia over the first three months of the nationalization of hydrocarbons in Bolivia...

Olhando para a águia : visões da opinião pública no Brasil e no mundo sobre os Estados Unidos

Silva Filho, Edison Benedito da; Moraes, Rodrigo Fracalossi de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Boletim de Economia e Política Internacional - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
66.09%
O artigo analisa a percepção da opinião pública em vários países acerca dos Estados Unidos e de sua atual influência no mundo. São abordadas as mudanças de percepção advindas a partir da eleição de Barack Obama, em novembro de 2008, e de como o chamado “efeito Obama” pode indicar desconfiança na percepção sobre os Estados Unidos em alguns países do Oriente Médio. Analisa-se, especificamente, o Brasil e como a percepção da população do país sobre os Estados Unidos melhorou após a eleição de Barack Obama. Ainda em relação ao Brasil, são analisados dados da pesquisa Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS) – Defesa Nacional, demonstrando-se que as faixas etárias mais jovens da população percebem os Estados Unidos mais como possível ameaça do que como possível aliado do Brasil para os próximos vinte anos.; p. 59-76

Tempo, ciência e consenso: os diferentes tempos que envolvem a pesquisa científica, a decisão política e a opinião pública

Oliveira,José Aparecido de; Epstein,Isaac
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.04%
Este trabalho analisa a assimétrica relação entre o tempo da pesquisa científica e o tempo dos diferentes segmentos interessados em seus resultados, sobretudo com a crescente demanda de se construir consenso técnico sobre campos da ciência que exigem rigorosas investigações e exaustivos testes. Destacam-se, sobretudo nos últimos anos, as pressões de setores da sociedade civil, interessados em participar do processo decisório que orienta os rumos da ciência, entre eles: o jornalismo científico, o poder legislativo e a opinião pública. Como exemplo, foi analisado o processo decisório do projeto de Lei de Biossegurança, que permite pesquisas com células-tronco embrionárias no Brasil. Os resultados permitem concluir que essa relação assimétrica entre os diferentes tempos (da ciência, da divulgação científica, da opinião pública e do poder público) contribui para o amadurecimento do diálogo sobre política científica e a construção de consenso sobre os rumos da ciência, com vistas a democratizar o fazer científico.

Opinião pública, estratégia presidencial e ação do congresso no Brasil: “quem manda?”

Pereira, Carlos; Power, Timothy; Rennó, Lúcio
Fonte: CESOP/UNICAMP Publicador: CESOP/UNICAMP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Pesquisa qualitativa Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.09%
A relação entre o comportamento da elite política e as preferências gerais da população está no cerne de discussões sobre democracia representativa. Porém, pouco se sabe sobre quem influencia quem e quanto tempo demora para que tal influência seja sentida. Este artigo apresenta resultados a partir de um conjunto de dados organizados em série temporal que permite verificar a relação entre o clima da opinião pública, a escolha presidencial de instrumentos de governo (legislação extraordinária versus ordinária) e o apoio do congresso às iniciativas dos presidentes no Brasil. Foram coletadas observações mensais sobre a popularidade do presidente, padrões de votação nominal no congresso e uso de medidas provisórias, e da legislação comum, pelo executivo. Esse conjunto de dados permitiu testar, usando técnicas de séries temporais, o impacto dessas variáveis umas sobre as outras e a defasagem temporal necessária para que esses impactos se tornem significativos. Abstract The relationship between elite behavior and mass preferences is in the essence of discussions about representative democracy. However, very little is known about who influences whom and how long it takes for such influence to be felt. This article presents results from a time-series dataset that allows us to verify the relationship between the mood of public opinion...

Informação política e atitudes sobre gastos governamentais e impostos no Brasil: evidências a partir de um experimento de opinião pública

Turgeon, Mathieu; Rennó, Lucio
Fonte: CESOP/UNICAMP Publicador: CESOP/UNICAMP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Pesquisa qualitativa Formato: application/pdf
Publicado em 27/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.09%
Não é novidade que o cidadão brasileiro, como outros vivendo em países democráticos, em média sabem pouco sobre seus governos e sobre as orientações ideológicas da maioria dos candidatos e partidos políticos. No entanto, poucos pesquisadores estudaram de maneira sistemática as conseqüências da falta de informação política para a vida democrática. Segundo alguns, a falta de informação afeta de maneira importante as atitudes políticas dos eleitores. Já para outros, a informação política não é relevante para formação de opiniões. O artigo examina essa questão no Brasil, usando pela primeira vez dados de um experimento conduzido em uma pesquisa de opinião pública realizada em 2004. Mais especificamente, examinamos como a informação sobre o governo federal brasileiro afeta as preferências políticas do cidadão em termos de gastos públicos. No experimento utilizado, algunsparticipantes receberam informação sobre as fontes de renda do governo federal, suas despesas e políticas públicas, enquanto outros entrevistados não receberam qualquer informação adicional. Os resultados indicam que os participantes que receberam informação política preferem menos impostos eredução nos gastos públicos daqueles que não receberam informação política. Estes resultados têm conseqüências importantes para o estudo do processo democrático...