Página 1 dos resultados de 302 itens digitais encontrados em 0.240 segundos

Antioxidant activity and phenolic contents of Olea europaea L. leaves sprayed with different copper formulations

Ferreira, Isabel C.F.R.; Barros, Lillian; Soares, Maria Elisa; Bastos, Maria de Lourdes; Pereira, J.A.
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
86.49%
Olive trees (Olea europaea L. Cv. Cobranc¸osa) from the northeast of Portugal were sprayed with three different copper formulations [bordeaux mixture (copper sulphate + calcium hydroxide - 20% Cu), copper hydroxide (40% Cu) and copper oxychloride (50% Cu)] to control olive fungal diseases. The residues of copper in olive leaves, harvested at different times, were evaluated by atomic absorption spectrometry. At all the collection times, treated olive leaves had significantly higher copper contents, compared to the control. The different copper amounts in pesticide formulations lowered the leaves contents in total phenols and hence their antioxidant properties. Olive leaves sprayed with copper oxychloride possessed the highest copper levels and the lowest content in phenols, which influenced its antioxidant activity (higher EC50 values for reducing power, scavenging effect on DPPH radicals and inhibition of erythrocyte hemolysis). Leaves without copper residues proved to be a good natural source of antioxidants, giving values comparable to the reference compounds.

Effect of cultivar on sensory characteristics, chemical composition, and nutritional value of stoned green table olives

Malheiro, R.; Casal, Susana; Sousa, Anabela; Pinho, P. Guedes de; Peres, António M.; Dias, L.G.; Bento, Albino; Pereira, J.A.
Fonte: Springer Publicador: Springer
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
76.34%
The effect of olive cultivar on sensory characteristics, chemical composition, and nutritional value of traditional stoned green table olives “alcaparras” was studied. The most representative cultivars from Trás-os-Montes region, Portugal (Cv. Cobrançosa, Madural, Negrinha de Freixo, Santulhana, and Verdeal Transmontana) were studied. The results showed that, regardless the cultivar, water was the main constituent with values greater than 70%, followed by fat that varied between 12.5% and 20.1%. Carbohydrates amount was greater in Cv. Madural (9.2%) and those produced from Cv. Cobrançosa had higher level of nitrogenous compounds, with 1.4%. Ashes contents of table olives varied from 1.6% to 1.9%, without significant differences among cultivars. Moreover, 100 g of “alcaparras” provided an energetic value between 154 and 212 kcal for Cv. Madural and Verdeal Transmontana, respectively. Oleic acid was the main fatty acid detected (higher than 66.9%), followed by palmitic acid (10.8–13.3%) and linoleic acid (2.7–10.3%). A linear discriminant model was established based on the “alcaparras” table olives fatty acids profile. Three fatty acids (C16:0, C18:0, and C18:3) and total saturated fatty acids, monounsaturated fatty acids...

Isolation of alternative oxidase (AOX) genes of Olea europaea L.

Santos Macedo, E.; Cardoso, H.C.G.; Peixe, A.; Arnholdt-Schmitt, B.
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 5647 bytes; application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.49%
Alternative oxidase (AOX) is recently suggested to be a potential candidate as functional marker for efficient cell reprogramming under stress (Arnholdt-Schmitt et al., 2006a). The presented work is part of a Marie Curie Chair project, that was established to investigate the potential role of the multigene AOX to assist breeding on efficient rooting of olive shoot cuttings (Arnholdt-Schmitt et al. 2006b). Plant mito-chondrial AOX is a small nuclear-encoded multigene family consisting of the two subfamilies AOX1 and AOX2. The intron-exon structure of AOX has been well characterized in several species, revealing a large degree of conservation. Here we report for the first time about the isolation of AOX multigene se-quences of olive (Olea europaea L.). The genes were isolated from a portuguese clone of the landrace ‘Galega vulgar’.

Quantificação dos níveis endógenos de auxinas e da actividade enzimática das polifenoloxidases em oliveira (Olea europaea L.); Quantification of endogenous auxin levels and polyphenoloxidase enzymatic activity in olive (Olea europaea L.)

Serra, C.; Antunes, R.; Hegewald, H.; Teixeira da Costa, C.; Pinto, A.P.; Peixe, A.
Fonte: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal Publicador: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
86.62%
A actividade enzimática de polifenoloxidases foi avaliada em folhas e na zona apical, média e basal de ramos de duas cultivares de oliveira (Olea europaea L.), comuns no Alentejo ( Galega vulgar e Cobrançosa ), mostrando que a actividade enzimática nas folhas foi muito superior à encontrada em tecidos de ramos do ano. Maior actividade enzimática foi também detectada na variedade Cobrançosa versus Galega vulgar . As condições óptimas para a determinação da actividade enzimática foram: pH= 5.5 e T= 40 ºC, com 20 mM de 4-metilcatecol em tampão acetato. Nestas condições o KM determinado foi: 2,60 e 3,48 mM com o método de Michaelis-Menten e Lineweaver-Burk, respectivamente. A melhor recuperação das auxinas AIA (ácido indol-3-acético) e AIB (ácido indolbutírico) em material vegetal foi conseguida através da extracção das amostras com acetona. A separação, identificação e quantificação do AIA e AIB em padrões, material vegetal dopado (tecidos de oliveira dopados com uma concentração conhecida de padrão) e não dopado, foi efectuada por técnicas cromatográficas (HPLC-DAD e LCMS), mostrando os resultados taxas de recuperação superiores a 40% para o AIA e 60% para o AIB.

Involvement of alternative oxidase (AOX) in adventitious rooting of Olea europaea L. microshoots is linked to adaptive phenylpropanoid and lignin metabolism

Santos Macedo, E.; Sircar, D.; Cardoso, H.G.; Peixe, A; Arnholdt-Schmitt, B
Fonte: Springer-Verlag Publicador: Springer-Verlag
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
86.49%
Alternative oxidase (AOX) has been proposed as a functional marker candidate in a number of events involving cell differentiation, including rooting efficiency in semi-hardwood shoot cuttings of olive (Olea europaea L.). To ascertain the general importance of AOX in olive rooting, the auxin-induced rooting process was studied in an in vitro system for microshoot propagation. Inhibition of AOX by salicylhydroxamic acid (SHAM) significantly reduced rooting efficiency. However, the inhibitor failed to exhibit any effect on the preceding calli stage. This makes the system appropriate for distinguishing dedifferentiation and de novo differentiation during root induction. Metabolite analyses of microshoots showed that total phenolics, total flavonoids and lignin contents were significantly reduced upon SHAM treatment. It was concluded that the influence of alternative respiration on root formation was associated to adaptive phenylpropanoid and lignin metabolism. Transcript profiles of two olive AOX genes (OeAOX1a and OeAOX2) were examined during the process of auxin-induced root induction. Both genes displayed stable transcript accumulation in semi-quantitative RT-PCR analysis during all experimental stages. In contrary, when the reverse primer for OeAOX2 was designed from the 3’ -UTR instead of the ORF...

Aerobiologia do pólen de Olea europaea L. em Portugal Continental

Caeiro, E.; R. Ferro; Brandao, R. M.; Trindade, Costa; Lopes, M.L.; Gaspar, A.; Nunes, C.; Todo-Bom, A.; Oliveira, J.F.; Mario Morais-Almeida
Fonte: Soc. Port. Alergol. Imunol. Clinica Publicador: Soc. Port. Alergol. Imunol. Clinica
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
86.57%
Introdução: O pólen de oliveira (Olea europaea L.) constitui uma das fontes de aeroalergenos mais importantes na Europa Mediterrânica e em Portugal. Objectivos: Analisar a aerobiologia do pólen de Olea em Portugal Continental. Métodos: No estudo utilizaram-se os dados horários e diários das monitorizações de pólen de Olea efetuadas entre 2002 e 2012 de cinco estações de monitorização continentais da Rede Portuguesa de Aerobiologia - RPA: Porto, Coimbra, Lisboa, Évora e Portimão. Resultados: O pólen de Olea encontra-se bem representado no espectro polínico da atmosfera de Portugal: 4% Porto, 14% Coimbra, 12% Lisboa, 9% Évora e 36% Portimão. Entre as localidades encontraram-se diferenças estatisticamente significativas (p <0,05) quanto aos índices polínicos, características da estação de pólen atmosférico principal - EPAP (inicio, duração, término, data do pico polínico, valor do pico) e curvas horárias. Porto e Coimbra revelaram os níveis polínicos mais baixos, 465 e 2.178 grãos de pólen/ m3/ ano, respectivamente, e Portimão, os mais elevados, 14.149 grãos de pólen/ m3/ ano. Em Lisboa e Portimão, a EPAP iniciou-se em Abril, e nas restantes, em Maio; em todas as localidades, em meados de Junho a EPAP já tinha terminado. O pólen de Olea apresentou uma EPAP bastante curta com um mínimo em Coimbra (29 ± 8 dias) e um máximo em Lisboa (42 ± 9 dias). A curva polinica caracterizou-se por no início apresentar um rápido aumento das concentrações atingindo rapidamente a concentração máxima absoluta e...

Adventitious root formation in olive (Olea europaea L.) microshoots: anatomical evaluation and associated biochemical changes in peroxidase and polyphenol oxidase activities

Mecedo, E.; Vieira, C.; Carrizo, D.; Porfirio, S.; Hegewald, H.; Arnholdt-Schmitt, B.; Calado, M.L.; Peixe, A.
Fonte: ISHS Publicador: ISHS
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
96.51%
Trials were performed using in vitro-cultured microshoots of the olive (Olea europaea L.) cultivar ‘Galega vulgar’, as initial explants, to identify histological events and modifications in peroxidase and polyphenol oxidase activities during adventitious root formation. Explant bases were submitted to a 10 s quick-dip treatment to promote rooting, using a sterile solution of 14.7 mM indole-3-butyric acid (IBA). Samples for histology and quantification of enzyme activities were collected at pre-established periods from 0 to 720 h.The first signs of modifications in stem cell morphology were observed 96 h after explant inoculation on olive culture medium (OM), with some cortical cells showing a dense cytoplasm and a large central nucleus, with visible nucleoli. The first mitotic events were observed after 144 h and evolved via two different pathways: non-specific cell division, leading to callus formation; and organised cell division, leading to the formation of root meristemoids. After 456 h, the first organised root primordia became visible. No root formation was achieved without earlier callus development, and 89% of root primordia originated from tissues other than cambial/phloem tissue. Peroxidase and polyphenol oxidase activities were recorded throughout the whole rooting process. The first significant modification in enzyme activity...

Ecophysiological responses of olive (Olea europaea L.) to restricted water availability: limitations, damages and drought resistance mechanisms.

Bacelar, Eunice Luís Vieira Areal
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
ENG
Relevância na Pesquisa
96.78%
Tese de Doutoramento em Engenharia Biológica; O stresse hídrico é o factor que mais limita a produção vegetal à escala mundial, reduzindo significativamente os lucros da actividade agrícola. Do ponto de vista ecofisiológico, designa-se por stresse hídrico qualquer limitação ao funcionamento óptimo das plantas imposta por uma insuficiente disponibilidade de água. As respostas das plantas à falta de água são complexas, envolvendo uma série de adaptações/aclimatações e efeitos nefastos, ou ambos. Por outro lado, à secura do solo associa-se uma forte evaporação causada pela secura do ar, elevada temperatura e elevados níveis de radiação durante o período estival, pelo que é frequente classificar este efeito conjunto de stresse estival. A oliveira (Olea europaea L.) é uma árvore de folhagem persistente, crescimento lento e grande longevidade. Conta-se entre as poucas plantas cultivadas de origem mediterrânea e a sua difusão é muito antiga. Julga-se que foi domesticada por volta de 3000−4000 anos antes de Cristo na Ásia Menor e a partir daí foi introduzida no Norte de África, Península Ibérica e resto do Sul da Europa pelas civilizações que sucessivamente ocuparam a região mediterrânica. Nos últimos 500 anos foi levada para as Américas...

Necessidades Hídricas e Resposta da Oliveira (olea europaea l.) Ao Deficit Hídrico na Região da Terra Quente

Silva, Anabela Afonso Fernandes
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
96.63%
Dissertação para obtenção do grau de Doutor em Engenharia Agrícola; A oliveira (Olea europaea L.) tem sido tradicionalmente cultivada em condições de sequeiro. Contudo, nos últimos anos tem-se assistido a uma expansão do olival em condições de regadio, o que tem suscitado uma série de questões, nomeadamente sobre as necessidades hídricas e a resposta produtiva resultante. Foi neste sentido que se traçaram os objectivos gerais desta desta Tese: quantificar as necessidades de rega e caracterizar a resposta produtiva da oliveira na cv. “Cobrançosa” em função de diferentes dotações de água de rega. Assim, o estudo experimental realizou-se durante três anos consecutivos (2004-06) num olival comercial da cv. “Cobrançosa” (12 anos, 6x6 m) nas condições edafoclimáticas da região da Terra Quente em Trás-os-Montes. A parcela experimental foi constituída por três subparcelas adjacentes, as quais foram submetidas a três tratamentos de rega: T0-sequeiro, T1-rega deficitária (30-50%ET) e T2-rega máxima (100%ET). O estudo focou o efeito da rega no crescimento vegetativo, na utilização da água, na produtividade (frutos e azeite), na composição química e qualidade do azeite, nas eficiências do uso da água (WUE) e da radiação (RUE) e na resposta fisiológica. A evapotranspiração anual (ET) variou de 295 mm no tratamento de sequeiro (T0) a 700 mm no de rega máxima (T2). Os valores da ET para o tratamento de rega deficitária (T1) variaram entre 64% a 80% da ET do T2...

Influência do número de nós em estacas semilenhosas de oliveira (Olea europaea L.) no enraizamento sob câmara de nebulização

Oliveira,Adelson Francisco de; Pasqual,Moacir; Chalfun,Nilton Nagib Jorge; Regina,Murillo de Albuquerque; del Rio Rincón,Carmen
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 PT
Relevância na Pesquisa
86.51%
Com o objetivo de avaliar o enraizamento de estacas semilenhosas de oliveira (Olea europaea L.) com diferentes números de nós, foi conduzido no Centro de Investigación y Formación Agraria - CIFA "Alameda del Obispo" de Córdoba - Espanha, experimento sob condições de câmara de nebulização intermitente. As estacas foram tratadas com ácido indolbutítico (AIB) na concentração de 3.000 mg.L-1, antes da instalação do ensaio, submergindo durante cinco segundos as suas bases, aproximadamente 2,5 centímetros, em solução contendo o produto. Utilizaram-se estacas medianas, que foram coletadas de plantas em desenvolvimento vegetativo contínuo. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados em fatorial 2 x 5, sendo respectivamente duas variedades, Picual e Arbequina, e cinco tamanhos de estacas: dois nós com duas folhas, três nós com duas folhas, três nós com quatro folhas, quatro nós com quatro folhas e cinco nós com quatro folhas. Utilizaram-se quatro repetições com parcelas experimentais constituídas por trinta estacas plantadas em substrato de perlita, em mesas suspensas, com aquecimento controlado. Avaliaram-se aos 75 dias porcentagem de estacas enraizadas, mortas e número e comprimento médio de raízes. Observou-se que...

Alternative pathways for phosphatidylcholine synthesis in olive (Olea europaea L.) callus cultures.

Williams, M; Harwood, J L
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 01/12/1994 EN
Relevância na Pesquisa
76.34%
Olive (Olea europaea L.) callus cultures were incubated with [2-14C]ethanolamine and [Me-14C]choline in order to study phospholipid synthesis. Radioactivity from [Me-14C]choline was shown to be incorporated into the phosphatidylcholine via the CDP-base pathway. [2-14C]Ethanolamine was primarily incorporated into phosphatidylethanolamine, but significant radio-activity was also detected in phosphatidylcholine, indicating the operation of a methylation route. Incubation with [2-14C]ethanolamine indicated that phosphatidylcholine and phosphatidylethanolamine incorporated radiolabel over a similar time course. This led us to investigate the possibility that phosphatidylcholine was being synthesized by a methylation pathway distinct from the direct methylation of phosphatidylethanolamine. There was extensive incorporation of [2-14C]ethanolamine into different components of the aqueous phase of the incubations, within which phospho-base derivatives of ethanolamine were prominent. These intermediates were identified and provided evidence for the operation of an alternative methylation pathway via phosphodimethylethanolamine for the biosynthesis of phosphatidylcholine in olives.

Influência do número de nós em estacas semilenhosas de oliveira (Olea europaea L.) no enraizamento sob câmara de nebulização

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
86.51%
Com o objetivo de avaliar o enraizamento de estacas semilenhosas de oliveira (Olea europaea L.) com diferentes números de nós, foi conduzido no Centro de Investigación y Formación Agraria - CIFA "Alameda del Obispo" de Córdoba - Espanha, experimento sob condições de câmara de nebulização intermitente. As estacas foram tratadas com ácido indolbutítico (AIB) na concentração de 3.000 mg.L-1, antes da instalação do ensaio, submergindo durante cinco segundos as suas bases, aproximadamente 2,5 centímetros, em solução contendo o produto. Utilizaram-se estacas medianas, que foram coletadas de plantas em desenvolvimento vegetativo contínuo. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados em fatorial 2 x 5, sendo respectivamente duas variedades, Picual e Arbequina, e cinco tamanhos de estacas: dois nós com duas folhas, três nós com duas folhas, três nós com quatro folhas, quatro nós com quatro folhas e cinco nós com quatro folhas. Utilizaram-se quatro repetições com parcelas experimentais constituídas por trinta estacas plantadas em substrato de perlita, em mesas suspensas, com aquecimento controlado. Avaliaram-se aos 75 dias porcentagem de estacas enraizadas, mortas e número e comprimento médio de raízes. Observou-se que...

Composici??n nutrac??utica obtenida de triterpenos naturales de la Olea europaea

Garc??a-Granados L??pez de Hierro, Andr??s
Fonte: Madrid: Oficina espa??ola de patentes y marcas Publicador: Madrid: Oficina espa??ola de patentes y marcas
Tipo: Patente
ES
Relevância na Pesquisa
76.45%
N??mero de publicaci??n: 2 267 403. N??mero de solicitud: 200502087; Composici??n nutrac??utica obtenida de triterpenos naturales de la Olea europaea. Concretamente la presente invenci??n consiste en la obtenci??n de composiciones nutrac??uticas a partir de triterpenos naturales compuestas por al menos uno de los triterpenos del grupo consistente en ??cido masl??nico y ??cido olean??lico y/o sus sales. Dichas composiciones tienen numerosas aplicaciones en farmacia y en alimentaci??n.

Caracterizaci??n de las enzimas esterasas implicadas en la interacci??n polen-pistilo en el olivo (Olea Europaea L.)

Rej??n Garc??a, Juan David
Fonte: Universidad de Granada Publicador: Universidad de Granada
Tipo: Tese de Doutorado
SPA
Relevância na Pesquisa
86.37%
El ??xito de la fertilizaci??n en las Angiospermas depende en gran medida de la capacidad del polen para germinar y emitir un tubo pol??nico, el cu??l transporta los n??cleos esperm??ticos a trav??s del pistilo hasta el saco embrionario. En este contexto, los objetivos de este proyecto fueron: 1) determinar la existencia de actividad esterol??tica en el polen de olivo, 2) identificar y clasificar desde el punto de vista funcional las distintas enzimas esterasas, 3) determinar las funciones del exudado estigm??tico y el 'pollen coat', y 4) caracterizar a nivel bioqu??mico y molecular la enzima pectina metilesterasa del polen. El polen de olivo contiene al menos 14 enzimas esterasas, agrupadas en tres clases: carboxilesterasas (2), acetilesterasas (6) y colinesterasas (6). An??lisis funcionales mediante inhibidores qu??micos espec??ficos mostraron un efecto adverso sobre la capacidad de germinar del polen y, en el caso del inhibidor DIFP, una disminuci??n significativa de la longitud del tubo pol??nico. El polen de olivo tambi??n posee al menos 12 enzimas esterasa/lipasa capaces de hidrolizar ??steres de cadena larga. Las distintas enzimas presentaron una localizaci??n celular espec??fica en el grano de polen y en el tubo pol??nico. Los datos obtenidos sugieren que las enzimas esterasas del polen est??n implicadas en la modificaci??n selectiva de la pared celular del tubo pol??nico...

Avaliação das técnicas de diagnóstico viral baseadas em isolamento de dsRNA e RT-PCR, para certificação de uma colecção de clones da cv. "Negrinha de Freixo" (D.O.) de Olea europaea L.

Varanda, Carla Marisa Reis
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.63%
Estudos realizados na área da virologia com base na aplicação de testes de transmissão mecânica e sorológicos (Enzyme linked i~nosorbent assay - ELISA) em olivais do nordeste e do sul do país, revelaram níveis de infecção viral muito elevados, atingindo em alguns casos 100%. Estas técnicas de diagnóstico são morosas e menos sensíveis quando comparadas com outras desenvolvidas mais recentemente, como por exemplo as baseadas na transcrição reversa do RNA viral, seguida de amplificação por reacção em cadeia da polimerase (RT-PCR). Este trabalho consiste na adaptação e aplicação de duas técnicas de diagnóstico viral a amostras provenientes da colecção de clones da cv. 'Negrinha de Freixo' de oliveira (Olea europaea L.) existente na Quinta do Valongo em Trás-os-Montes, uma baseada na análise de duplas cadeias de RNA (dsRNA) e a segunda, RT-PCR específico para Olive latent virus 1 e Tobacco necrosis virus D. A técnica RT-PCR foi previamente optimizada usando amostras provenientes de oliveiras infectadas com cada um dos vírus em análise. Isolou-se a fracção de dsRNA das plantas, a qual se desnaturou para servir de 'molde' para sintetizar o DNA complementar (cDNA). Este cDNA foi amplificado por PCR utilizando primers específicos para cada um dos genomas virais. Os resultados obtidos com o método de isolamento de dsRNA põem em causa a eficácia deste método para detecção de vírus a partir de frutos de oliveira e mostram a sua baixa sensibilidade. No caso de infecção por OLV-1 a reacção de RTPCR resultou na amplificação de um fragmento de ca 750 nt de comprimento e...

Expression studies of AOX during adventitious root induction in Olea europaea L.; Études d'expression de l'AOX pendant l'induction de l'enracinement adventive en olea europaea L.

Macedo, E.S.; Cardoso, H.G.; Peixe, A.; Arnholdt-Schmitt, B.
Fonte: B. KARRAY, J. KHECHAREM and S. ROUSSOS, Eds. Publicador: B. KARRAY, J. KHECHAREM and S. ROUSSOS, Eds.
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
86.62%
Recently, identification of four alternative oxidase (AOX) gene sequences from olive (Olea europaea L.) has been reported from our group. Three genes could be classified as members of the sub-family AOX1 and one as belonging to the sub-family of AOX2. AOX has been proposed as functional marker candidate for easy-to-root olive genotypes. Validation of AOX as an appropriate marker candidate needs to highlight a close relationship between AOX expression and AOX activity to root induction and/or initiation. Here we present AOX gene expression data during IBA treatments of olive shoot cuttings and the result of studies on the effect of AOX inhibitors and stimulators. Furthermore, variable 3’-UTRs are presented as a source for differential gene regulation in the OeAOX2 gene.

Caracterização de isolamentos virais de olea europaea L. na perspectiva de programas de selecção sanitária da oliveira

Félix, Maria do Rosário Fernandes
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.68%
Neste trabalho, efectuou-se a caracterização biológica e fisico-química de dois isolados virais obtidos a partir de duas árvores de Olea europae L., das cultivares Galega Vulgar e Verdeal Alentejana, do concelho de Serpa. Estas árvores foram inicialmente designadas por Gl 1 e Vr 10, respectivamente. Ambos os isolados foram obtidos por inoculação mecânica de extractos de frutos em plantas indicadoras, nas quais os sintomas causados se revelaram distintos em alguns casos. Utilizou-se a Nicotiana benthamiana Domin para propagação em larga escala, com vista à posterior purificação virai. A purificação foi feita por homogeneização em tampão fosfato de sódio 0,1 M, pH 6,0, clarificação em butanol-cloroformio, seguida de dois ciclos de centrifugação diferencial e finalmente centrifugação em gradientes de densidade de sacarose. Nestes, ambos os isolados sedimentaram numa única banda, mostrando um coeficiente de sedimentação de cerca de 110 S. Observações ao microscópio electrónico de amostras virais purificadas e contrastadas negativamente, revelaram a presença de partículas isométricas, com diâmetros aproximados de 28 nm e 20 nm, respectivamente para os isolados Gl 1 e Vr 10. A análise por electroforese em gel de SDS-poliacrilamida mostrou que as partículas de ambos os isolados eram constituídas por peptideos com massa molecular de 30 KDa. 0 ácido nucleico viral...

Comparación a campo de distintos cultivares de olivo (Olea europaea L.) como hospedadores de Siphoninus phillyreae (Haliday).; A field comparison of different olive (Olea europaea L.) cultivars as host of the ash whitefly Siphoninus phillyreae (Haliday)

Pedemonte, María Laura; Bruno, Marina; Grilli, Mariano Pablo
Fonte: Univ Nacional Cuyo Publicador: Univ Nacional Cuyo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:ar-repo/semantics/artículo; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
76.6%
La mosca blanca del fresno, Siphoninus phillyreae es una especie polífaga invasiva que causa graves daños en sus hospedadores, entre ellos el olivo (Olea europea). El uso del hospedador por parte de S. phillyreae fue observado en tres cultivares de olivo (Arauco, Arbequina y Aloreña) en el norte de la provincia de La Rioja durante los años 2007 y 2008. Se muestrearon ocho hojas de seis plantas de cada cultivar y se registraron los adultos y los estados inmaduros de la mosca blanca. Los resultados obtenidos mostraron diferencias significativas entre las densidades de adultos y ninfas de S. phillyreae en los distintos cultivares de olivo analizados. De esta manera, nuestros resultados indican que este insecto realiza un uso diferente de los cultivares de olivo, siendo Arauco y Arbequina las más utilizadas en la zona de estudio.; The ash whitefly, Siphoninus phillyreae (Haliday) is an invasive polyphagous species that causes serious damage to their hosts, including olive (Olea europaea L.). Host use by S. phillyreae was observed in three olive cultivars (Arauco, Arbequina y Aloreña) in North of La Rioja province (Argentina) during 2007 and 2008. Eight leaves of six infested plants of each cultivar were sampled. Adults and inmature stages abundances of each leaf were recorded. These abundances per cultivar were compared using general linear mixed model. The results showed significant differences between the densities of adults and nymphs of S. phillyreae in each of the olive cultivars analyzed. Thus...

Solid/liquid extraction and isolation by molecular distillation of hydroxytyrosol from Olea europaea L. leaves

Rada, Mirella; Guinda Garín, Mª Ángeles; Cayuela, José Antonio
Fonte: John Wiley & Sons Publicador: John Wiley & Sons
Tipo: Artículo Formato: 118 bytes; text/plain
ENG
Relevância na Pesquisa
96.51%
6 pages, 1 figure, 3 tables.-- Printed version published Nov 2007.; Molecular distillation, or short-path distillation (SPD), is particularly appropriate for processing of low-volatility compounds, which are easily altered at high temperature. Olea europaea L. leaves constitute an olive tree by-product very interesting for their natural antioxidants content. In this research, molecular distillation technology has been applied to obtain high-value-added compounds by the SPD fractionation of an olive tree leaf extract. The process consists of two stages: (a) ethanolic extraction of the olive leaves, followed by incorporation of the extract into glycerine and (b) molecular distillation of the glycerine enriched in olive leaf extract compounds (terpenic and phenolic compounds). Four molecular distillation tests under different conditions were carried out. Results showed that 80.9% 3,4-dihydroxy-phenylethanol (hydroxytyrosol) was recovered from the glycerine admixture under a pressure of 1.50-2.00 mbar, a temperature of 190°C and a feed rate of 15 mL/min.; This work was supported by the MCYT (AGL 2003-02795).; Peer reviewed

Comparación a campo de distintos cultivares de olivo (Olea europaea L.) como hospedadores de Siphoninus phillyreae (Haliday)

Pedemonte,María Laura; Bruno,Marina Anabel; Grilli,Mariano Pablo
Fonte: Revista de la Facultad de Ciencias Agrarias. Universidad Nacional de Cuyo Publicador: Revista de la Facultad de Ciencias Agrarias. Universidad Nacional de Cuyo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 ES
Relevância na Pesquisa
86.54%
La mosca blanca del fresno, Siphoninus p h i l l y r e a e ( H a l i d a y ) , e s u n a e s p e c i e polífaga invasiva que causa graves daños en sus hospedadores, entre ellos el olivo (Olea europaea L.). El uso del hospedador por parte de S. phillyreae fue observado en tres cultivares de olivo (Arauco, Arbequina y Aloreña) en el norte de la provincia de La Rioja (Argentina) durante 2007 y 2008. De cada cultivar se muestrearon seis plantas infestadas y de cada planta se tomaron ocho hojas. De cada hoja se registró la abundancia de adultos y estados inmaduros de la mosca blanca que fueron comparadas entre los cultivares mediante modelos lineales generales y mixtos. Los resultados obtenidos mostraron diferencias significativas entre las densidades de adultos y ninfas de S. phillyreae en los distintos cultivares de olivo analizados. Dichos resultados indican que este insecto realiza un uso diferente de los cultivares de olivo, siendo Arauco y Arbequina las variedades hospedadoras más utilizadas en la zona de estudio.