Página 1 dos resultados de 1071 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Financiamento na saúde em países da OCDE : evolução & tendências

Gomes, Ana Filipa Coelho
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37%
Tem sido sugerido que nas últimas décadas o mix do financiamento em saúde dos países se tem modificado ao longo do tempo. Conhecer essa realidade e avaliar de que forma os tipos de financiamento (impostos, seguros sociais, seguros privados e pagamentos diretos) se comportam nos mix de cada país, seria pertinente não só em termos de eficiência e mas também em termos de sustentabilidade dos sistemas de saúde. O presente estudo tem como objetivo o de analisar a evolução temporal do mix de financiamento em saúde de um conjunto de países no sentido de detetar alterações temporais de longo prazo que tenham passado impercetíveis, em análises de curto prazo. Para isso selecionaram-se 1990 e 2010 como épocas temporais. Estabeleceu-se uma amostra de 18 países, e definiram-se as variáveis em estudo (percentagem de financiamento por impostos; por seguros sociais, por seguros privados e por pagamentos diretos). A fonte de dados para o estudo foi a base de dados da saúde da OCDE. Realizou-se uma análise exploratória dos dados para caracterização da amostra. Posteriormente aplicou-se a análise de clusters através da Medida de Distância Euclidiana Quadrada e o Método de Aglomeração centroide. Na análise exploratória de dados observa-se a formação de grupos de financiamento semelhante: países Beveridge (impostos como tipo de financiamento dominante) e países Bismarck (seguros sociais como tipo de financiamento dominante)...

Aplicação da metodologia definida pela OCDE para o cálculo de população urbana e rural nos municípios do Brasil

Braga, G. B.; Remoaldo, Paula Cristina Almeida; Fiúza, A. L. C.
Fonte: Associação Portuguesa de Geógrafos ; Universidade do Minho. Departamento de Geografia Publicador: Associação Portuguesa de Geógrafos ; Universidade do Minho. Departamento de Geografia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Não existe, à escala internacional, um consenso sobre a definição do conceito de “rural”, apesar de ser usado quer pelo senso comum quer pelos cientistas das ciências sociais. Com o objetivo de aplicar o critério de delimitação do rural da OCDE no território brasileiro, a presente comunicação utilizou dados do censo demográfico brasileiro de 2010, fornecidos pelo IBGE. Procurando seguir a tipologia da OCDE foi determinada a densidade demográfica de cada um dos 314.018 setores censitários e classificados como urbano ou rural. Com esses dados os 5.565 municípios foram qualificados como Região Predominantemente Rural; Região Intermediária e Região Predominantemente Urbana. Os resultados apontam para a maioria das cidades brasileiras como sendo consideradas regiões intermediárias.

A OCDE e os desafios da globalização

Caldeirinha, Manuel
Fonte: Instituto da Defesa Nacional Publicador: Instituto da Defesa Nacional
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.26%
A OCDE comemora em 2011 o seu 50.º aniversário. Herdeira do Plano Marshall, a Organização tem sido instrumental no apoio aos Estados mem‑ bros na promoção do crescimento económico e do bem‑estar social. Para a OCDE a crescente influência das economias emergentes e o impacto abrangente da actual crise financeira, geram novos desafios e oportunidades, potenciando a busca de uma nova relevância bem como a necessidade de fazer face a renovadas questões de uma forma coerente. Para Portugal, o facto de ser membro da OCDE tem materializado uma mais‑valia, permitindo ao país participar numa organização intergoverna‑ mental única, pautada pela constante promoção e aplicação de boas práticas e de processos e métodos de aprendizagem entre pares.

Governança corporativa na América Latina: a relevância dos princípios da OCDE na integridade dos conselhos e autonomia dos conselheiros

Kitagawa,Carlos Henrique; Ribeiro,Maísa de Souza
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.26%
Os conselhos de administração são caracterizados como um importante elemento da boa governança corporativa. Nesse sentido, este trabalho busca identificar as práticas de governança das empresas latino-americanas aos princípios recomendados pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, OCDE, para essa região (Brasil, Argentina, México e Chile). Dentre os sete princípios por ela recomendados para a América Latina, este trabalho tem como foco apenas o quinto princípio, que trata das "Responsabilidades do Conselho de Administração", mais especificadamente das recomendações com respeito à "Integridade dos Conselhos e Autonomia dos Conselheiros". O principal objetivo é de verificar o posicionamento das empresas em relação às responsabilidades e a supervisão dos administradores como forma de garantir o controle e os resultados esperados pelos acionistas. Para atingir esse objetivo, formulou-se um questionário que expressa as principais recomendações de governança da OCDE para a América Latina e confrontou-se com as legislações desses quatro países e com as práticas societárias das empresas da amostra, de modo a identificar procedimentos adicionais em relação aos exigidos pela legislação. Os resultados evidenciam que o México é o país com maior índice de atendimento às recomendações da OCDE...

A legislação sobre preços de transferência no Brasil frente ao ordenamento jurídico pátrio e o modelo da OCDE

Bordignon, José Luiz
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Discute a legislação sobre preços de transferência no Brasil, introduzida pela Lei nº 9.430, de 27 de dezembro de 1996, considerando o ordenamento jurídico pátrio e o modelo adotado pelos países-membros da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).; Inclui notas explicativas e bibliográficas.

Perspectivas económicas de América Latina 2012: transformación del estado para el desarrollo

Fonte: OCDE; CEPAL Publicador: OCDE; CEPAL
ES
Relevância na Pesquisa
37.16%
Incluye Bibliografía; El contexto internacional y el momento que atraviesa América Latina y el Caribe, a la vez que presentan ciertos retos, abren una ventana de oportunidad que los países de la región deben aprovechar para diseñar estrategias de desarrollo a largo plazo. Además de la paulatina consolidación y fortalecimiento de los sistemas democráticos, la gran mayoría de las economías de la región ha resistido bien los efectos de la crisis económica y financiera, debido en especial a la buena gestión macroeconómica de los últimos años.Para capitalizar estas ventajas y hacer frente a los muchos desafíos que todavía persisten, sobre todo en cuanto al mejoramiento de la calidad de vida y a la reducción de la pobreza y las desigualdades, el Estado puede y debe jugar un papel fundamental: creando empleos de calidad; consolidando sistemas fiscales sólidos, transparentes y justos; apostando por la formación y capacitación de la población; aumentando la eficacia de las inversiones en infraestructuras, y apoyando la innovación y el desarrollo productivo.El presente documento es un esfuerzo conjunto del Centro de Desarrollo de la Organización para la Cooperación y el Desarrollo Económicos (OCDE) y de la Comisión Económica para América Latina y el Caribe (CEPAL) con el fin de analizar el papel esencial que le cabe al Estado en el crecimiento económico y el desarrollo de los países de la región. ¿Cuáles deben ser los principales elementos de la reforma del Estado en América Latina y el Caribe? ¿Qué lecciones pueden extraerse de las experiencias de reforma dentro y fuera de la región?El principal mensaje de este trabajo es que...

Perspectivas económicas de América Latina 2014: logística y competitividad para el desarrollo

Fonte: OCDE; CEPAL Publicador: OCDE; CEPAL
ES
Relevância na Pesquisa
37.16%
Incluye Bibliografía; La publicación Perspectivas económicas de América Latina es el análisis anual del Centro de Desarrollo de la OCDE sobre la evolución económica de América Latina. El informe es una publicación conjunta del Centro de Desarrollo de la OCDE, la Comisión Económica para América Latina y el Caribe de las Naciones Unidas (CEPAL) y la CAF, banco de desarrollo de América Latina. Cada edición incluye un análisis macroeconómico de la región así como un enfoque sobre la infl uencia del contexto global en la economía de la región. El informe también profundiza en temas relacionados con el desarrollo de la región, en donde se toman en cuenta los retos y las oportunidades que la región tiene por delante. En esta séptima edición la estructura del informe ha evolucionado. El libro presenta tres capítulos de temas que se mantendrán en futuras ediciones que son el panorama macroeconómico, América Latina frente al desplazamiento de la riqueza mundial, y el desarrollo productivo para el cambio estructural. Además, el enfoque temático especial del último capítulo, de acuerdo con el tema elegido para la Cumbre Iberoamericana de este año, proporciona un análisis del desempeño logístico de la región y su impacto en la competitividad.

Estudio Multi-dimensional de Uruguay. Volumen 1: evaluación inicial

Fonte: CEPAL; OCDE Publicador: CEPAL; OCDE
Tipo: Texto
ES
Relevância na Pesquisa
37.44%
Incluye bibliografía.; Uruguay ha realizado notables progresos durante el último decenio y la recuperación de la profunda crisis financiera de 2002 ha dado lugar al mayor periodo de crecimiento económico del país en décadas. Medidas macroeconómicas estables y un favorable entorno exterior han permitido un vivo crecimiento y el financiamiento de políticas sociales que han reabsorbido los devastadores efectos de la crisis en el tejido social. En ese periodo, se han mejorado sustancialmente varias dimensiones del bienestar de las personas y se han mitigado considerablemente los riesgos externos. Sin embargo, de cara al futuro, esas condiciones pueden plantear desafíos a la sostenibilidad de este desempeño. El crecimiento se está ralentizando, en parte por factores cíclicos y externos; las restricciones que pesan sobre el capital humano, la infraestructura y el financiamiento aminorarán el potencial de crecimiento a mediano y largo plazo. Si se desea que el crecimiento y el progreso social continúen avanzando a la misma cadencia, será preciso emprender acciones de política para eliminar algunos obstáculos. Uruguay posee sólidas bases sobre las que asentar instituciones públicas y políticas que amplíen el horizonte de elaboración de políticas más allá de los objetivos a corto plazo. El capital institucional del país es alto en comparación tanto con las economías de América Latina como con las de la OCDE. El nivel de confianza en el gobierno es grande y la percepción de la corrupción es baja. Por lo tanto...

Tendencias de los sistemas impositivos en la OCDE : especial referencia al caso español

Domínguez Martínez, José M.
Fonte: Universidad de Alcalá. Instituto Universitario de Análisis Económico y Social Publicador: Universidad de Alcalá. Instituto Universitario de Análisis Económico y Social
Tipo: Trabalho em Andamento Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.16%
En este trabajo se ofrece una visión acerca de la evolución de los sistemas fiscales en el ámbito de la Organización para la Cooperación y el Desarrollo Económicos (OCDE) a lo largo del periodo 1965-2007, a través de un análisis de las tendencias observadas en las ratios impositivas totales, en las estructuras impositivas y en relación con los principales impuestos. Se examinan también diversas relaciones económicas centradas en la fiscalidad, así como una serie de cuestiones de gran relevancia en dicho campo. Por último, se hace una referencia al sistema impositivo español en el contexto de los países de la OCDE. En el plano metodológico, se constatan diversas dificultades ligadas a la medición de las ratios fiscales, que pueden originar una falta de homogeneidad en las comparaciones internacionales. Asimismo, se pone de relieve que, a pesar de la relevancia compartida de las grandes categorías impositivas, no resulta fácil identificar pautas generales de manera concluyente en la evolución mostrada por las estructuras impositivas. Adicionalmente, son numerosos los interrogantes que se plantean en el horizonte de la fiscalidad de los próximos años. Por otro lado, el sistema fiscal español ha registado un conjunto de importantes transformaciones en el curso de las tres últimas décadas...

La nueva política económica de la OCDE ante el cambio en la economía mundial

Díaz Fuentes, Daniel; Clifton, Judith Catherine
Fonte: Sociedad de Economía Mundial Publicador: Sociedad de Economía Mundial
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; submittedVersion
SPA
Relevância na Pesquisa
37.39%
Durante décadas la OCDE constituyó un “club” económico y político exclusivo de las naciones occidentales del área transatlántica. En la última década, la OCDE está enfrentando a desafíos sin precedentes, como resultado de los cambios en la economía mundial ante la creciente importancia de las economías del Este y el Sur. Como consecuencia de lo cual, la OCDE está reformándose para ser más incluyente, con la perspectiva de un ampliación de los miembros y adoptando un enfoque de política menos ortodoxo, reconociendo que hay varias formas de crecimiento económico más que una sola “vía de la OCDE”. La organización ha manifestado su necesidad de un compromiso ampliado con las principales economías emergentes, la cuestión es si éstas necesitan realmente de la OCDE. A partir de información primaria, documentos oficiales, entrevistas semiestructuradas a directivos de la organización y fuentes secundarias, este trabajo evalúa el potencial rol de la organización en el gobierno económico internacional en las primeras décadas del siglo XXI.; For decades, the OECD constituted an economic and political “club” of Western countries focused around the transatlantic axis. Today, it faces unprecedented challenges as the world economy shifts to the East and the South. In response...

A OCDE e a mudança de paradigma nas políticas públicas de educação em Portugal: O Projeto Regional do Mediterrâneo e a reforma Veiga Simão

Lemos, Valter
Fonte: CIES-IUL Publicador: CIES-IUL
Tipo: Trabalho em Andamento
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.26%
O trabalho estuda a primeira fase da influência da OCDE nas políticas públicas de educação em Portugal, num período que vai desde o início dos anos 60 até 1974. Analisa-se o contexto da política educativa portuguesa e a dinâmica interna da própria OCDE, o Projeto Regional do Mediterrâneo como instrumento de intervenção da organização e os efeitos nas políticas em Portugal, designadamente através dos impactos no planeamento educativo e no alargamento da escolaridade obrigatória, num primeiro momento e da reforma Veiga Simão e do IV Plano de Fomento, num segundo momento. Conclui-se pela ocorrência de uma mudança de paradigma na política educativa portuguesa caracterizada pela valorização da educação e pela democratização do acesso e melhoria da igualdade de oportunidades.; The study is about the first phase of the OECD action in the Portuguese education public policy, related to a period from the early sixties to 1974. We analyze the context of Portuguese educational policy and the internal dynamics of OCDE, the Mediterranean Regional Project as OECD’s action instrument and the policy effects in Portugal, in the first moment namely trough the impacts in educational planning e extension of compulsory education and...

Governança corporativa na América Latina: a relevância dos princípios da OCDE na integridade dos conselhos e autonomia dos conselheiros; Corporate governance in Latin America: the relevance of OECD principles for the board's integrity and directors' independence

KITAGAWA, Carlos Henrique; RIBEIRO, Maísa de Souza
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.26%
Os conselhos de administração são caracterizados como um importante elemento da boa governança corporativa. Nesse sentido, este trabalho busca identificar as práticas de governança das empresas latino-americanas aos princípios recomendados pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, OCDE, para essa região (Brasil, Argentina, México e Chile). Dentre os sete princípios por ela recomendados para a América Latina, este trabalho tem como foco apenas o quinto princípio, que trata das "Responsabilidades do Conselho de Administração", mais especificadamente das recomendações com respeito à "Integridade dos Conselhos e Autonomia dos Conselheiros". O principal objetivo é de verificar o posicionamento das empresas em relação às responsabilidades e a supervisão dos administradores como forma de garantir o controle e os resultados esperados pelos acionistas. Para atingir esse objetivo, formulou-se um questionário que expressa as principais recomendações de governança da OCDE para a América Latina e confrontou-se com as legislações desses quatro países e com as práticas societárias das empresas da amostra, de modo a identificar procedimentos adicionais em relação aos exigidos pela legislação. Os resultados evidenciam que o México é o país com maior índice de atendimento às recomendações da OCDE...

A influência da OCDE nas políticas públicas de educação em Portugal

Lemos, Valter Victorino
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.39%
Tese especialmente elaborada para obtenção do grau de Doutor em Políticas Públicas; A mais recente onda de globalização do final do século XX e as consequências geradas pela interdependência dos Estados trouxeram novas formas de olhar as políticas públicas, bem como os mecanismos de influência das organizações internacionais na difusão, transferência e convergência dessas políticas. A OCDE é uma das organizações que, nas políticas de educação, tem tido um papel destacado, o qual adquiriu maior impacto e visibilidade com o lançamento do programa PISA. A ação da OCDE em Portugal iniciou-se nos anos 60 e prolongou-se até à atualidade. Foram vários os mecanismos de ação da OCDE, ao longo das três fases em que a mesma teve lugar, como a produção de ideias, a produção de dados e a avaliação de políticas. Na primeira fase o principal instrumento de ação foi o Projeto Regional do Mediterrâneo, ocorrendo uma mudança de paradigma da política educativa portuguesa. Na segunda fase o instrumento utilizado foi o Exame à Política Nacional de Educação, vindo a ter lugar a estabilização dos eixos estruturantes dessa política. Na terceira fase, os instrumentos usados foram a produção e divulgação de indicadores educacionais...

Estructuración de los factores de éxito en la administración de tributos locales para el municipio de Rionegro alineado al modelo de la Organización para la Cooperación y el Desarrollo Económico - OCDE

Espinosa Rodríguez, Paulina; Soto Marín, Ángela Piedad
Fonte: Universidad de Medellín; Maestría en Tributación y Política Fiscal; Facultad de Ciencias Económicas y Administrativas Publicador: Universidad de Medellín; Maestría en Tributación y Política Fiscal; Facultad de Ciencias Económicas y Administrativas
Tipo: masterThesis; Tesis de Maestría Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.16%
Esta investigación tiene como propósito estructurar un modelo exitoso como el modelo de la OCDE, aplicado en la Administración Tributaria Local del Municipio de Rionegro – Antioquia, a la luz de los principios tributarios contenidos en el marco constitucional y legal de nuestro país. Para ello, se requiere una participación activa de las Administraciones Tributarias Locales en adelante (ATL), de tal forma que no se limiten solo a proponer reformas en los tipos de gravámenes o potenciar la progresividad en las ya existentes, sin solucionar paralelamente las falencias que tienen de: Ausencia de una política tributaria definida por la administración local; carencia de normas ajustadas a la realidad local; retraso en la aplicación de las tecnologías de información y las telecomunicaciones (TIC´S), dotar de recursos humanos competentes y suficientes; establecer procesos y procedimientos tributarios claros, simples, accesibles; incentivar las alianzas con entidades públicas, privadas y organismos internacionales que coadyuven a la competitividad, cultura tributaria y servicios tributarios disponibles para los sujetos pasivos, responsables o contribuyentes; ausencia de certificación en los procesos de la Administración Tributaria alineado con estándares nacionales e internacionales. El objetivo del proyecto no busca definir una hipótesis dado que está enmarcado dentro del tipo de investigación descriptiva...

El papel del modelo económico chaebol en la participación de Corea del Sur en la OCDE

Prada Villalobos, Camilo Alberto
Fonte: Facultad de Relaciones Internacionales Publicador: Facultad de Relaciones Internacionales
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 05/08/2014 SPA
Relevância na Pesquisa
37.26%
La presente investigación busca dilucidar el papel del modelo económico del chaebol en la participación de Corea del Sur en la Organización para la Cooperación y el Desarrollo Económico OCDE. Las investigaciones en torno al modelo chaebol y sus privilegios en Corea del Sur no han sido enfocadas directamente hacia el ámbito internacional y la influencia que puede tener allí dicho modelo. La investigación busca demostrar que el éxito del modelo económico del chaebol sirvió como incentivo para su entrada y participación activa en la OCDE, consiguiendo de esta forma no solo el establecimiento de una cooperación económica con sus miembros, sino un prestigio y reconocimiento frente a la Comunidad Internacional. Para el desarrollo de esta investigación de tipo cualitativo, se utilizarán fuentes de segundo y tercer grado para llevar a cabo un análisis documental de textos, pertinente para su desarrollo.; The present research seeks to elucidate the role of the chaebol economic model in the participation of South Korea in the Organization for Economic Cooperation and Development OECD. Research on chaebol model and its privileges in South Korea have not been directly focused towards the international scope and the influence that this model could have on it. The research aims to demonstrate that the success of the chaebol economic model acted as an incentive for its entrance and active participation in the OECD...

Avaliação de eficiência em sistemas de saúde: Brasil, América Latina, Caribe e OCDE; Texto para Discussão (TD) 1784: Avaliação de eficiência em sistemas de saúde: Brasil, América Latina, Caribe e OCDE; Evaluation of efficiency in health systems: Brazil, Latin America, the Caribbean and OECD

Marinho, Alexandre; Cardoso, Simone de Souza; Almeida, Vivian Vicente de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Este trabalho dá sequência à série de estudos desenvolvidos no Ipea, visando comparar a eficiência do sistema de saúde brasileiro com os sistemas de saúde de outros países. Realizamos avaliações de eficiência que procuram inferir em que medida o investimento, em termos monetários, no sistema de saúde do Brasil, comparado com os sistemas de saúde dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), da América Latina e Caribe seria eficiente em maximizar indicadores relacionados ao desempenho desses sistemas. Em resumo, neste trabalho estamos unificando as duas bases de dados utilizadas nos primeiros textos da série. As metodologias básicas utilizadas foram a Análise Envoltória de Dados – Data Envelopment Analysis (DEA) – e as fronteiras estocásticas – stochastic frontiers (SFs). A posição relativa do nosso país (e de outros países) varia bastante em função do modelo de análise, das variáveis consideradas em cada modelo, e da amostra de países utilizada. Portanto, devem ser evitadas afirmativas enfáticas, categóricas ou pretensamente definitivas sobre o desempenho relativo de nosso sistema de saúde. Trata-se de questão ainda em aberto na literatura.; 92 p. ; il.

Brasil e OCDE: avaliação da eficiência em sistemas de saúde; Texto para Discussão (TD) 1370: Brasil e OCDE: avaliação da eficiência em sistemas de saúde; Brazil and OECD: evaluation of efficiency in health systems

Marinho, Alexandre; Cardoso, Simone de Souza; Almeida, Vivian Vicente de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Avaliamos a eficiência na provisão de serviços de saúde no Brasil, em comparação com os países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Estimamos em que medida variáveis como esperança de vida ao nascer para homens; esperança de vida ao nascer para mulheres; índice de sobrevivência infantil; anos de vida recuperados para doenças transmissíveis; anos de vida recuperados para doenças não-transmissíveis; anos de vida recuperados para causas externas; tamanho da população; e área geográfica podem servir de representação para um serviço de saúde eficiente, dado o gasto per capita com saúde. As principais metodologias de avaliação utilizadas são as fronteiras de eficiência, calculadas em modelos de Análise Envoltória de Dados – Data Envelopment Analysis (DEA) – e de fronteiras estocásticas (stochastic frontiers), e os resultados não são totalmente desfavoráveis ao Brasil.; 65 p. ; il.

Sistemas públicos de emprego: a experiência de três países da OCDE (Espanha, EUA e Alemanha); Texto para Discussão (TD) 511: Sistemas públicos de emprego: a experiência de três países da OCDE (Espanha, EUA e Alemanha); Public employment systems: the experience of three OECD countries (Spain, USA and Germany)

Ramos, Carlos Alberto
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
37.16%
No artigo estudamos a estrutura do sistema público de emprego (SPE) em três países da Organização de Cooperação para o Desenvolvimento Econômico — OCDE (Espanha, Estados Unidos e Alemanha). O SPE é definido como aquele arcabouço institucional a partir do qual são administrados, de forma articulada ou não, segundo o país, os benefícios financeiros ao trabalhador desempregado, a intermediação de mão-de-obra e a formação e reciclagem profissional. Os resultados indicam que não existe associação muito estrita entre essas políticas. Nos dois países europeus percebe-se articulação maior, que se estreita à medida que o desempregado permanece nessa situação, enquanto os benefícios do seguro vão sendo substituídos pela assistência social. Nos Estados Unidos, o SPE está centrado na intermediação, quase sem articulação com as outras políticas. Em todos os casos, o denominador comum é a extrema descentralização, especialmente no gerenciamento, e, em certas circunstâncias, no próprio desenho dos programas.; 31 p.

Governança corporativa na América Latina: a relevância dos princípios da OCDE na integridade dos conselhos e autonomia dos conselheiros; Corporate governance in Latin America: the relevance of OECD principles for the board's integrity and directors' independence

Kitagawa, Carlos Henrique; Ribeiro, Maísa de Souza
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.26%
Os conselhos de administração são caracterizados como um importante elemento da boa governança corporativa. Nesse sentido, este trabalho busca identificar as práticas de governança das empresas latino-americanas aos princípios recomendados pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, OCDE, para essa região (Brasil, Argentina, México e Chile). Dentre os sete princípios por ela recomendados para a América Latina, este trabalho tem como foco apenas o quinto princípio, que trata das "Responsabilidades do Conselho de Administração", mais especificadamente das recomendações com respeito à "Integridade dos Conselhos e Autonomia dos Conselheiros". O principal objetivo é de verificar o posicionamento das empresas em relação às responsabilidades e a supervisão dos administradores como forma de garantir o controle e os resultados esperados pelos acionistas. Para atingir esse objetivo, formulou-se um questionário que expressa as principais recomendações de governança da OCDE para a América Latina e confrontou-se com as legislações desses quatro países e com as práticas societárias das empresas da amostra, de modo a identificar procedimentos adicionais em relação aos exigidos pela legislação. Os resultados evidenciam que o México é o país com maior índice de atendimento às recomendações da OCDE...

A PRESENÇA DA OCDE NO BRASIL NO CONTEXTO DA AVALIAÇÃO EDUCACIONAL

Daros Jr., Armando; Faculdades Anglo Americano
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Resultado de uma pesquisa sobre as relações entre Brasil e OCDE mediados pelos programas PISA e TALIS, este artigo tem como objetivo acrescentar elementos à discussão sobre a crescente utilização de instrumentos avaliativos importados como parâmetros de qualidade da educação brasileira. A partir da contextualização histórica de surgimento e da complexidade das relações internacionais, a OCDE solidificou-se como organização condutora da reconstrução europeia no pós II Guerra Mundial e articuladora das relações centro-periferia do capitalismo mundial tendo como princípio norteador o fomento ao desenvolvimento econômico associado à flexibilização das barreiras comerciais e estabilização social cristalizada a partir da melhoria da educação evidenciada pelos resultados dos testes implementados. A partir de uma análise documental com base no referencial bibliográfico elencado, os resultados indicam um alinhamento dos programas avaliativos aos interesses da atual configuração do modo de produção capitalista visto que a melhoria dos índices brasileiros colocam o país no rol dos países economicamente atrativos aos investimentos futuros.