Página 1 dos resultados de 1039 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Estudo de fungos entomopatogênicos para o controle de ninfas do psilídeo Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Psyllidae); Study of entomopathogenic fungi for the control of of Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Psyllidae) nymphs

Padulla, Luiz Fernando Leal
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
27.45%
Avaliou-se a patogenicidade de diversas espécies de fungos entomopatogênicos a ninfas de 2º a 4º ínstares do psilídeo Diaphorina citri. Assim foram feitos bioensaios com Beauveria bassiana, Metarhizium anisopliae, Lecanicillium muscarum, L. longisporum, Paecilomyces fumosoroseus, P. farinosus, Syngliocladium sp. na concentração de 5x107 conídios/mL para cada patógeno, com exceção de Hirsutella thompsonii que foi aplicado na concentração de 2,8x107 conídios/mL. Utilizou-se mudas de murta, Murraya paniculata, infestadas com ninfas do inseto que foram pulverizadas com as suspensões conidiais. Os fungos B. bassiana, M. anisopliae, H. thompsonii, L. muscarum e P. fumosorosus foram patogênicos para as ninfas do psilídeo. O isolado mais promissor foi o Esalq-PL63, de B. bassiana, que causou mortalidade de aproximadamente 72% das ninfas, sete dias após a inoculação. Esse fungo também afetou o processo de metamorfose das ninfas. A concentração letal média (CL50) foi calculada em 2,3 x 107 conídios/mL. O ciclo de infecção de B. bassiana sobre as ninfas do psilídeo foi estudado pulverizando-se a suspensão de 3x108 conídios/mL do fungo e, em seguida, observado em microscopia de luz e microscopia eletrônica de varredura...

Estudo comparativo da distribuição de ninfas de Ephemeroptera (Insecta) em diferentes mesohabitats e análise do conteúdo estomacal em Leptophlebiidae; Comparative study of distribution of Ephemeroptera (Insecta) nymphs in distinct mesohabitats and stomach contents in Leptophlebiidae

Silva, Rodolfo Mariano Lopes da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/09/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
Gêneros das diferentes famílias de Ephemeroptera apresentam grande variação na ocorrência entre habitats e dentro destes. Sendo assim, o objetivo do presente trabalho é fazer a comparação da distribuição dos gêneros de efemerópteros em diferentes mesohabitats e, na família Leptophlebiidae, relacionar tal distribuição com exploração de itens alimentares. As coletas foram realizadas na Estação Biológica de Boracéia ? MZUSP. Leptophlebiidae foi a família de maior abundância (54%), seguida pelos Baetidae (44%). Em Leptophlebiidae, Farrodes carioca, Massartella brieni e Miroculis sp. foram os mais comuns, particularmente no mesohabitat remanso. Em Baetidae, o gênero Americabaetis foi o mais numeroso, principalmente no mesohabitat de rápido. As análises de conteúdo estomacal nas ninfas de Leptophlebiidae revelaram, em todos os gêneros, que o item alimentar vegetal superior alóctone foi o mais abundante, seguido de partículas minerais.; Genera in the various Ephemeroptera families show much variation in their occurrences among and within habitats. The aim of the present work is to compare the distribution of mayfly genera in different mesohabitats and, in the Leptophlebiidae, relate their distribution with the exploitation of food resources. Samplings were made in the Boracéia Biological Station (23°39'S...

Caracterização de isolados de Bacillus thuringiensis patogênicos à Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Liviidae); Characterization of Bacillus thuringiensis isolates pathogenic to Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Liviidae)

Dorta, Sílvia de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
27.45%
Bacillus thuringiensis (Bt) é uma bactéria entomopatogênica encontrada em várias partes do mundo e tem a capacidade de produzir cristais durante a fase estacionária do crescimento. Esses cristais são toxinas compostas por proteínas ativas contra uma ampla variedade de fases imaturas de insetos. As toxinas do Bt têm sido usadas como bioinseticidas por décadas no controle de insetos das ordens Coleoptera, Lepidoptera e Diptera, e algumas toxinas já foram selecionadas como efetivas contra ácaros, nematoides e insetos sugadores de floema da ordem Hemiptera, como os afídeos. Recentemente, foi comprovada a patogenicidade de três isolados de Bt a outro inseto dessa ordem, o psilídeo Diaphorina citri. Esse psilídeo é vetor das bactérias Candidatus Liberibacter spp., agentes causais da principal doença dos citros: o Huanglongbing ou HLB. A descoberta da capacidade endofítica de Bt em plantas de diferentes espécies vegetais abriu perspectivas para novos estudos usando o Bt para controle de insetos sugadores, como a D. citri. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito patogênico de cada toxina Cry ou Cyt presente nestes três isolados através de isolados de Bt recombinantes expressando as toxinas individualmente. Foram montados bioensaios para confirmar a taxa de mortalidade causada por isolados de Bt contra ninfas de D. citri. Os bioensaios foram feitos usando cinco plantas de laranja doce (Citrus sinensis (L.) Osbeck) e dez ninfas de 3º ínstar de D. citri por planta...

Extração de alimento por Cosmoclopius nigroannulatus Stal (Hemiptera: Reduviidae) de ninfas de Spartocera dentiventris (Berg) (Hemiptera: Coreidae); Food Extraction by Cosmoclopius nigroannulatus Stål (Hemiptera: Reduviidae) from Spartocera dentiventris (Berg) (Hemiptera: Coreidae) Nymphs

Rocha, Luciane da; Redaelli, Luiza Rodrigues; Steiner, Marcelo Gomes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.45%
Avaliou-se a extração de alimento por Cosmoclopius nigroannulatus Stål, de ninfas de primeiro ínstar de Spartocera dentiventris (Berg). O experimento foi conduzido em laboratório, utilizando-se 10 adultos de cada sexo de C. nigroannulatus, recém-emergidos, em cada quantidade de ninfas de (5,1, 14,7, 29,8, 36,6 e 44,8 mg oferecidas aos machos e 5,5, 14,7, 31,1, 37,4 e 48,5 mg oferecidas às fêmeas). A cada 24h, por cinco dias, registrava-se o peso dos adultos, a quantidade total de ninfas consumidas, o peso das ninfas remanescentes, tempo gasto em ingerir o alimento, estimandose a quantidade e o percentual de alimento extraído de cada ninfa, a quantidade extraída por minuto, as sobras e a taxa de consumo relativa. Em ambos os sexos, houve um aumento no consumo total de ninfas ingeridas, no ganho de peso, nas sobras de alimento e na taxa de consumo, com o aumento da quantidade de ninfas oferecidas e uma diminuição na taxa de consumo total, na quantidade e no percentual de alimento extraído e na quantidade extraída por minuto. O consumo total e a quantidade de alimento extraído por presa estabilizaram-se a cerca de 29,8 g e 31,1 mg, respectivamente para os machos e para as fêmeas, não sendo evidenciada correlação do tempo de ingestão com o número de ninfas. As fêmeas consumiram e ganharam mais peso que os machos...

Eventos externos e internos da infecção de larvas e ninfas de Rhipicephalus sanguineus por Metarhizium anisopliae

Garcia, Marcos Valério; Monteiro, Antônio Carlos; Szabó, M. P. J.; Prette, N.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 855-863
POR
Relevância na Pesquisa
27.4%
Examinaram-se a adesão, a germinação, a penetração e a colonização de larvas e ninfas de Rhipicephalus sanguineus por Metarhizium anisopliae, assim como as lesões infringidas pelo fungo nas respectivas fases do ciclo de vida do ácaro. Realizaram-se infecções experimentais em 11 grupos contendo 250 larvas e 11 grupos contendo 75 ninfas de R. sanguineus, por meio de banho, durante três minutos sob agitação manual, em suspensão contendo 10(8) conídios/ml do fungo. Nos grupos-controles, o banho foi realizado usando o veículo da suspensão. Larvas e ninfas foram processadas para um estudo histopatológico e de microscopia eletrônica de varredura nos seguintes tempos após a infecção: uma e 18 horas, e um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, nove e 11 dias. A germinação dos conídios ocorreu em até 18 horas pós-inoculação, e o fungo penetrou nas larvas e ninfas através do tegumento, dois e três dias após a infecção, respectivamente. Após penetração, o fungo invadiu o corpo das larvas e ninfas, promovendo uma colonização difusa, sem preferência aparente por tecidos específicos. Lesões significativas não foram observadas. A morte das larvas e ninfas ocorreu no terceiro e quarto dias pós-infecção...

Desenvolvimento e capacidade de consumo de Chrysoperla externa (Hagen, 1861) alimentada com ninfas de mosca-branca criadas em hortaliças

Adriano, Elisa; Toscano, Luciana Claudia; Schlick, Eunice Claudia; Maruyama, Wilson Itamar; Santos, Franciane Lemes
Fonte: Univ Fed Rural Semi-arido-ufersa Publicador: Univ Fed Rural Semi-arido-ufersa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1-6
POR
Relevância na Pesquisa
27.4%
Many arthropods are mentioned with whitefly natural enemies, including the green lacewings. The aim of this study is to analyses the development and the capacity of predation of Chrysoperla externa (Hagen, 1861) fed with Bemisia tabaci B biotype nymphs, rearing different vegetables (kale, broccoli, eggplant end tomato). The duration, viability end weight in each stage end phase of development of the insect-predator had been evaluated, as well as the predatory capacity of the larvae in the third instar. The larval phase of the predator presented minor duration when these had been fed with nymphs developed the broccoli (12.36 days) and minor duration of the tomato (14.36 days) phase when fed with nymphs developed in kale, broccoli, and eggplant (6.50, 7.20, 7.33 days, respectively). The lower indices of viability been found for the larvae fed with nymphs developed in the tomato (30%), and average weights have. The predatory capacity of the larvae during the third instar was not affected, independently on the plant host where the whitefly nymph fed itself.; Vários artrópodes são relatados como inimigos naturais de mosca-branca, incluindo os crisopídeos. O trabalho teve como objetivo estudar o desenvolvimento e a capacidade de consumo de Chrysoperla externa (Hagen...

Avaliação da resistência em caprinos a ninfas do carrapato Amblyomma cajennense (Fabricius, 1787) e da reatividade cruzada com A. hebraeum (Koch, 1844) (Acari:Ixodidae)

Monteiro, Gaby Ermelindo Roberto
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 82 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
27.45%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; No presente estudo avaliou-se o desenvolvimento de resistência a ninfas do ixodídeo Amblyomma cajennense, induzida por infestações controladas, e a possível existência de reatividade cruzada com Amblyomma hebraeum. Para tal, caprinos sem contato prévio com carrapatos, com seis meses de idade, machos ou fêmeas, foram infestados três vezes sucessivamente com ninfas de A. cajennense. Ademais, outro grupo de caprinos foi infestado nas mesmas condições com ninfas de A. hebraeum e colhidos soros para pesquisa de possível reatividade cruzada com A. cajennense. Observou-se que caprinos desenvolveram resistência apenas parcial a ninfas de A. cajennense, como demonstrado pela alteração significativa dos seguintes parâmetros biológicos das ninfas, em relação à primoinfestação: redução de 41,7% e 37,1% no peso de ingurgitamento, respectivamente na 2ª e 3ª infestações; aumento de 20% no período de ecdise e redução de 25,7% na taxa de ecdise, respectivamente nas 3ª e 2ª infestações. Não houve alteração no período de ingurgitamento nem na porcentagem de recuperação de ninfas com as infestações sucessivas. A reação cutânea induzida pelas ninfas de A. cajennense durante as infestações em caprinos caracterizou-se por infiltrado de células inflamatórias...

Ninfas em populações forrageiras do cupim Coptotermes gestroi (Isoptera: Rhinotermitidae)

Albino, Erica
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 98 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
27.4%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Biológicas (Zoologia) - IBRC; O forrageamento ou busca por alimento nos cupins subterrâneos envolve os operários, os soldados e em menor número as ninfas. O presente estudo foi realizado visando esclarecer aspectos da biologia do forrageamento de ninfas, o qual é pouco conhecido na espécie exótica Coptotermes gestroi. O monitoramento por meio de coletas periódicas em um período de 22 meses em 7 diferentes colônias mostrou que as ninfas forrageiras são produzidas durante todos os meses do ano. Provavelmente, devido à influência tanto de fatores externos como internos, cada colônia de Coptotermes gestroi possui uma dinâmica diferente de formação desses indivíduos. O estudo da biometria das ninfas forrageiras foi realizado para determinar os ínstares presentes nas colônias, sendo que as variáveis analisadas foram largura da cabeça, largura do pronoto, comprimento do broto alar, comprimento da tíbia, região de crescimento da antena e comprimento do corpo. Entretanto, as variáveis região de crescimento da antena e comprimento do corpo, inicialmente propostas, não se mostraram viáveis para a discriminação dos ínstares. Os dados foram submetidos à Análise dos Componentes Principais (ACP) e plotados em diagramas de dispersão para a discriminação dos ínstares. Das 533 ninfas forrageiras coletadas...

Contribuição ao estudo morfológico de ovos e ninfas de Triatoma brasiliensis neiva, 1911 (hemiptera, reduviidae, triatominae)

Jurberg,José; Gonçalves,Teresa Cristina M.; Costa,Jane Margaret; Souza,Wanderley de
Fonte: Instituto Oswaldo Cruz, Ministério da Saúde Publicador: Instituto Oswaldo Cruz, Ministério da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1986 PT
Relevância na Pesquisa
37.16%
Foi feito um estudo da estrutura dos ovos e morfologia das ninfas, através da microscopia ótica e eletrônica de varredura, na procura de estabelecer novos parãmetros de identificação. Em microscopia ótica (MO) os ovos apresentam a superfície exocorial dividida em áreas poligonais. O exocório do corpo possui polígonos maiores do que os do opérculo, porém ambos são lisos. Em microscopia eletrõnica de varredura (MEV) o exocório do opérculo apresenta áreas poligonais de superfície estofada em pequenos sulcos irregulares e perfurações distribuídas aleatoriamente. O exocório do corpo possui áreas pouco acolchoadas com perfurações na superfície e nos bordos. Nas ninfas o sulco estridulatório apresenta características próprias para cada estádio.

Alterações biomorfogênicas causadas pela aplicação de precoceno II em ninfas de Triatoma infestans (Klug, 1834) (Hemiptera, reduviidae, triatominae)

Jurberg,José; Costa,Jane Margaret; Gonçalves,Teresa Cristina M.; Garcia,Eloi; Azambuja,Patrícia de
Fonte: Instituto Oswaldo Cruz, Ministério da Saúde Publicador: Instituto Oswaldo Cruz, Ministério da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1986 PT
Relevância na Pesquisa
37.16%
O precoceno II aplicado topicamente em ninfas de 4ª estádio, nas dosagens de 200, 300 e 400 micron-grama/1 micron-litro de acetona, proporcionou o aparecimento de adultóides, em diferentes percentagens com as seguintes características: tegumento alterado, aparelho bucal deformado, asas braquípteras, tarsos trímeros, ocelos, evidentes e genitália externa com estruturas desenvolvidas e deformadas; genitália interna em estágio intermediário entre ninfas de 4§ e 5§ estádios. Os adultóides apresentaram um período de sobrevivência inversamente proporcional à dosagem aplicada, variando de 3 a 22 dias, não tendo se alimentado devido as alterações.

Distribuição vertical e setorial das ninfas de mosca-branca nas folhas do meloeiro

Azevedo,Francisco Roberto de; Bleicher,Ervino
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2003 PT
Relevância na Pesquisa
27.4%
Foram realizados estudos, no campo experimental de Pacajús, da Embrapa Agroindústria Tropical, para observar a distribuição espacial das ninfas de Bemisia argentifolii Bellows & Perring (Hemiptera: Aleyrodidae), entre as folhas e nas folhas da rama do meloeiro. Para estudo da distribuição entre as folhas, foram amostradas aleatoriamente, as folhas presentes no intervalo entre a quinta e a vigésima folha. A contagem das ninfas foi realizada semanalmente aos 49; 56 e 63 dias após o plantio, retirando, com o auxílio de um vasador de cortiça, um disco foliar de 2,8 cm². Foi observada uma maior concentração de ninfas entre a oitava e a décima folha, contada a partir da extremidade da rama do meloeiro, sendo, portanto, a melhor folha para ser amostrada. O estudo da distribuição setorial nas folhas do meloeiro foi feito amostrando-se aleatoriamente as folhas em campo e subdividindo-as em quatro setores, delimitados pela nervura central em esquerdo distal (ED), esquerdo proximal (EP), direito proximal (DP) e direito distal (DD). As ninfas concentraram-se mais nos setores proximais da folha do meloeiro, quando comparados aos setores distais, nas três avaliações efetuadas no campo. Estes insetos preferem os setores proximais da folha por estarem mais próximos do floema...

Eventos externos e internos da infecção de larvas e ninfas de Rhipicephalus sanguineus por Metarhizium anisopliae

Garcia,M.V.; Monteiro,A.C.; Szabó,M.P.J.; Prette,N.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.4%
Examinaram-se a adesão, a germinação, a penetração e a colonização de larvas e ninfas de Rhipicephalus sanguineus por Metarhizium anisopliae, assim como as lesões infringidas pelo fungo nas respectivas fases do ciclo de vida do ácaro. Realizaram-se infecções experimentais em 11 grupos contendo 250 larvas e 11 grupos contendo 75 ninfas de R. sanguineus, por meio de banho, durante três minutos sob agitação manual, em suspensão contendo 10(8) conídios/ml do fungo. Nos grupos-controles, o banho foi realizado usando o veículo da suspensão. Larvas e ninfas foram processadas para um estudo histopatológico e de microscopia eletrônica de varredura nos seguintes tempos após a infecção: uma e 18 horas, e um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, nove e 11 dias. A germinação dos conídios ocorreu em até 18 horas pós-inoculação, e o fungo penetrou nas larvas e ninfas através do tegumento, dois e três dias após a infecção, respectivamente. Após penetração, o fungo invadiu o corpo das larvas e ninfas, promovendo uma colonização difusa, sem preferência aparente por tecidos específicos. Lesões significativas não foram observadas. A morte das larvas e ninfas ocorreu no terceiro e quarto dias pós-infecção...

Extrato da glândula de feromônio na atração e estimulação alimentar de ninfas de Podisus nigrispinus (Dallas) e Supputius cincticeps (Stal)

Torres,Jorge B.; Zanuncio,José C.; Saavedra,Jorge L.D.; Aldrich,Jeffrey R.
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1997 PT
Relevância na Pesquisa
27.4%
Estudou-se o efeito do extrato de glândulas dorso-abdominais, produtoras de feromônio sexual de Podisus nigrispinus (Dallas) e de Supputius cincticeps (Stal) (Heteroptera: Pentatomidae), adicionadas em dieta artificial, como atrativo e estimulante alimentar para ninfas desses predadores, comparado com ninfas criadas somente em dieta artificial ou com presas alternativas. O extrato de glândulas pincelado sobre a dieta artificial, apresentou atratividade em 88% de ninfas de P. nigrispinus alimentando-se desta dieta, semelhante àquelas sobre dieta pincelada e contendo o extrato em mistura (10% v/p) (84%) e aquelas alimentadas com a presa alternativa Musca domestica L. (Diptera: Muscidae) (100%). S. cincticeps, apresentou 60 e 56% de ninfas alimentando-se sobre as mesmas dietas, o que foi menor que a percentagem de ninfas alimentando-se na presa alternativa Tenebrio molitor L. (Coleoptera: Tenebrionidae) (92%). Ninfas de P. nigrispinus e de S. cincticeps, apresentaram pesos semelhantes, com a dieta artificial sem mistura (2,7 e 1,3 mg), com extrato de glândula (2,8 e 1,6 mg), pincelada com o extrato (2,1 e 1,0 mg) e com a dieta artificial com extrato de glândula e pincelada com o mesmo (2,4 e 1,2 mg), respectivamente. No entanto...

Extração de Alimento por Cosmoclopius nigroannulatus Stål (Hemiptera: Reduviidae) de Ninfas de Spartocera dentiventris (Berg) (Hemiptera: Coreidae)

ROCHA,LUCIANE DA; REDAELLI,LUIZA R.; STEINER,E MARCELO G.
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2002 PT
Relevância na Pesquisa
27.45%
Avaliou-se a extração de alimento por Cosmoclopius nigroannulatus Stål, de ninfas de primeiro ínstar de Spartocera dentiventris (Berg). O experimento foi conduzido em laboratório, utilizando-se 10 adultos de cada sexo de C. nigroannulatus, recém-emergidos, em cada quantidade de ninfas de (5,1, 14,7, 29,8, 36,6 e 44,8 mg oferecidas aos machos e 5,5, 14,7, 31,1, 37,4 e 48,5 mg oferecidas às fêmeas). A cada 24h, por cinco dias, registrava-se o peso dos adultos, a quantidade total de ninfas consumidas, o peso das ninfas remanescentes, tempo gasto em ingerir o alimento, estimando-se a quantidade e o percentual de alimento extraído de cada ninfa, a quantidade extraída por minuto, as sobras e a taxa de consumo relativa. Em ambos os sexos, houve um aumento no consumo total de ninfas ingeridas, no ganho de peso, nas sobras de alimento e na taxa de consumo, com o aumento da quantidade de ninfas oferecidas e uma diminuição na taxa de consumo total, na quantidade e no percentual de alimento extraído e na quantidade extraída por minuto. O consumo total e a quantidade de alimento extraído por presa estabilizaram-se a cerca de 29,8 g e 31,1 mg, respectivamente para os machos e para as fêmeas, não sendo evidenciada correlação do tempo de ingestão com o número de ninfas. As fêmeas consumiram e ganharam mais peso que os machos...

Possibilidade de ocorrência de resistência adquirida em cães sucessivamente infestados por ninfas de Amblyomma cajennense (Fabricius, 1787) (Acari: Ixodidae)

Freitas,Carolina Maria Vianna de; Leite,Romário Cerqueira; Bastianetto,Eduardo; Cunha,Arildo Pinto da; Belo,Ana Cristina Passos de Paiva
Fonte: Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária Publicador: Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
27.45%
O presente trabalho teve por objetivo avaliar a ocorrência de resistência imune em cães, frente a infestações sucessivas por ninfas de Amblyomma cajennense. Para tanto, cinco animais foram submetidos a quatro infestações consecutivas por ninfas de A. cajennense em intervalos de quatorze dias. Foram aplicadas 50 ninfas em cada animal por infestação e os dados referentes aos períodos parasitários e não parasitários, foram registrados. As taxas médias de recuperação de ninfas ingurgitadas, verificadas nas sucessivas infestações foram de 52,0, 29,2, 9,6 e 12,8%, sendo observada uma redução significativa (p < 0,05) nesse parâmetro a partir da segunda infestação. O dia modal de queda das ninfas ingurgitadas em todas as infestações foi o 4º dia de parasitimo. As taxas médias de mortalidade de ninfas observadas no primeiro, segundo, terceiro e quarto desafio parasitário foram de, respectivamente, 3,6, 3,2, 2,0 e 2,8%, não havendo diferença significativa entre elas (p < 0,05). Não observou-se diferença significativa (p < 0,05) entre as taxas de ecdise reportadas para os exemplares recuperados nos sucessivos desafios parasitários. Esses resultados sugerem que a resistência adquirida nos cães parasitados afetou negativamente a taxa de recuperação das ninfas de A. cajennense inoculadas nesses animais...

Efeito de inseticidas usados na cultura do milho (Zea mays L.) sobre ninfas e adultos de Doru luteipes (Scudder) (Dermaptera: forficulidae) em semicampo.

REDOAN, A. C.; CARVALHO, G. A de; CRUZ, I.; FIGUEIREDO, M. de L. C.; SILVA, R. B. da
Fonte: Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas, v. 9, n. 3, p. 223-235, 2010. Publicador: Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas, v. 9, n. 3, p. 223-235, 2010.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.48%
Doru luteipes (Scudder) (Dermaptera: Forficulidae) é um dos principais agentes de controle biológico natural de Spodoptera frugiperda (J. E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae), no Brasil, alimentando-se de ovos e lagartas pequenas em plantas de milho (Zea mays L.). Esse predador compartilha o mesmo habitat da praga, colocando seus ovos no interior do cartucho da planta. Dessa forma, aplicações de inseticidas para o controle desse inseto-praga podem reduzir a população do predador. O objetivo deste trabalho foi avaliar, em condições de semicampo, a seletividade de inseticidas para ninfas de primeiro e terceiro instares e adultos de D. luteipes. Os insetos foram colocados no interior dos cartuchos das plantas e receberam os inseticidas em pulverização com equipamento costal (pressão de 2,6 lb pol-2, bico tipo quick Jet 8003 e 282 litros ha-1). Após a aplicação dos inseticidas, as plantas de milho contendo os insetos foram cobertas com gaiolas confeccionadas com arame e tecido. As avaliações foram feitas 24, 48 e 72 horas após a pulverização. Os inseticidas foram classificados de acordo com normas internacionais (IOBC). Para ninfas e adultos de D. luteipes, o inseticida etofenproxi (30 g i.a. ha-1) foi considerado levemente nocivo (classe 2); clorfenapir (180 g i.a. ha-1) foi moderadamente nocivo (classe 3) para ninfas e levemente nocivo (classe 2) para adultos; teflubenzurom/α-cipermetrina (12...

Oviposição e dispersão de ninfas de Bemisia tabaci biótipo B em genótipos de tomateiro; Oviposition and nymphal dispersion of Bemisia tabaci biotype B on tomato genotypes

FANCELLI, Marilene; VENDRAMIM, José Djair; LOURENÇÃO, André Luiz
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
27.4%
Diversos métodos têm sido empregados para avaliar a resistência de plantas a moscas-brancas. Todavia, poucos trabalhos têm sido realizados visando determinar a dispersão de ninfas desses insetos sobre as plantas. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a oviposição de B. tabaci biótipo B e a dispersão de suas ninfas em folíolos com e sem exsudatos de genótipos de tomateiro. Foram utilizados sete genótipos de tomateiro: LA716, LA1739, PI134417, LA462, LA1584, 'Santa Clara' e P25 (controle suscetível). A oviposição de B. tabaci biótipo B foi avaliada em gaiolas plásticas (2,8 cm²) fixadas na face abaxial dos folíolos, nas quais foram inseridos dez casais do inseto. Para avaliação da dispersão das ninfas, considerou-se o deslocamento dos insetos além do limite da área ocupada pelas gaiolas. As variáveis observadas foram: mortalidade de adultos 24 horas após a liberação, número de ovos, viabilidade da fase de ovo, período de incubação, número de ninfas e dispersão. Em folíolos com exsudato, LA716, LA1739 e PI134417 provocaram as maiores mortalidades. Adultos mortos nos folíolos desses genótipos ficaram aderidos aos tricomas glandulares, o que provocou redução na oviposição do inseto. Para dispersão...

Composition and diversity of Ephemeroptera (Insecta) nymph communities in the middle section of the Jacuí River and some tributaries, southern Brazil; Composição taxonômica e diversidade das comunidades de ninfas de Ephemeroptera (Insecta) do curso médio do Rio Jacuí e afluentes, sul do Brasil

SIEGLOCH, Ana Emilia; FROEHLICH, Claudio Gilberto; KOTZIAN, Carla B.
Fonte: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul Publicador: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
37.34%
The taxonomic composition and diversity of assemblages of Ephemeroptera nymphs of four lotic environments in the central region of State of Rio Grande do Sul, a subtropical area in southern Brazil, were evaluated. Samplings were done monthly, with a Surber sampler, from June 2001 to May 2002, in the Jacuí River and three of its tributaries. The total number of nymphs collected in the four sampling sites was 11,007 in five families and 19 genera, of these, 11 are new records for the State. The highest diversity occurred in Point 4 (H'=2.41) and the lowest in Point 2 (H'=1.69). Point 4 had the highest environmental stability, conservation of the riparian vegetation and the lowest anthropic impact, while Point 2 presented a large environmental simplification due to a direct anthropic influence (e.g. domestic sewerage, trampling by cattle). The diversity of nymphs observed in the total area is high, compared to the estimated maximum theoretical diversity; a result of the high evenness and richness recorded. Rarefaction curves, calculated for a sample of 1,018 specimens, showed a similar expectation of richness for the four sampling sites. This result seems to be associated with the overall environmental homogeneity of the region caused by long-term alterations (land use and deforestation). In summary...

Atividade de predação de adultos de Cosmoclopius nigroannulatus Stal (Hemiptera: Reduviidae) sobre ninfas de Spartocera dentiventris (Berg) (Hemiptera: Coreidae)

Rocha, Luciane da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.59%
O comportamento alimentar de insetos predadores determina o impacto que causam às populações com as quais interagem. Este trabalho teve como objetivo avaliar a resposta funcional e a extração de alimento por Cosmoclopius nigroannulatus Stal (Hemiptera: Reduviidae) em diferentes densidades de ninfas de 1° ínstar de Spartocera dentiventris (Berg) (Hemiptera: Coreidae). Os insetos foram obtidos de uma criação mantida em uma lavoura experimental de fumo em Porto Alegre, RS, Brasil. O experimento foi em laboratório (27 ± 1°C; 80 ± 5% UR; fotofase de 12h), sendo utilizados 10 adultos, recém-emergidos, de cada sexo de C. nigroannulatus em cada uma das cinco densidades (N) de ninfas (5, 15, 25, 35 e 45) de S. dentiventris. Os predadores foram observados individualmente por cinco dias, a cada 24h (T), registrando-se o número e o peso de ninfas mortas e/ou consumidas (Na), o peso do predador (Pb) e o das ninfas remanescentes e o tempo gasto para a ingestão do alimento (Ti). Foram ainda estimados o tempo de manuseio (Tm), tempo de busca (Tb), eficiência de busca (E) e taxa de ataque (a’). Em relação à extração de alimento foram estimadas a quantidade e o percentual de alimento extraído de cada ninfa (Pe), a quantidade extraída por minuto (Pe/min)...

Cromatismo y morfometría de ninfas de la Langosta Centroamericana (Schistocerca piceifrons piceifrons Walker, 1870) en el sur de Tamaulipas, México

Díaz-Sánchez,Ángel Adalberto; Barrientos-Lozano,Ludivina; Almaguer-Sierra,Pedro; Blanco-Macías,Fidel
Fonte: Instituto de Ecología A.C. Publicador: Instituto de Ecología A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2015 ES
Relevância na Pesquisa
27.45%
La Langosta Centroamericana (Schistocerca piceifrons piceifrons) es una de las plagas más importantes en México y Centro América. Es un insecto polífago que causa grandes daños económicos a cultivos agrícolas. Presenta dos fases extremas: solitaria y gregaria. Aquí se documenta la variación cromática y morfométrica de poblaciones de la Langosta Centroamericana (S. p. piceifrons) en el sur de Tamaulipas, México. El análisis estadístico de correspondencia demostró la asociación de la densidad de población con el cromatismo de las ninfas. Ninfas con cromatismo rosa fueron asociadas a densidades de 2000 ninfas ha-1 o más, ninfas con cromatismo verde fueron asociadas a densidades de 100 ninfa ha-1. La densidad de 1500 ninfas ha-1 no presentó una asociación definida, a esta densidad pueden encontrarse ninfas amarillas, rosa y verdes en una misma población. En el análisis de funciones discriminantes lineales se obtuvieron dos caracteres morfométricos que separan 100% ninfas de 6° estadio de la Langosta Centroamericana según su cromatismo, estos caracteres son longitud del cuerpo (LCU) y ancho del pronoto (AP). Las poblaciones de S. p. piceifrons están en constante transición de fase y pueden diferenciarse en su cromatismo y morfometría.