Página 1 dos resultados de 43 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Estudo eletrofisiológico e psicofísico em indivíduos intoxicados por vapor de mercúrio; Electrophysiological and psychophysical study of mercury vapor intoxicated subjects

Barboni, Mirella Telles Salgueiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
16.73%
Objetivo. Avaliar o campo visual em ex-trabalhadores de fábricas de lâmpadas fluorescentes com diagnóstico de mercurialismo metálico crônico ocupacional, através de testes psicofísicos de campimetria computadorizada e registros eletrofisiológicos da retina obtidos através do eletrorretinograma multifocal. Método. A avaliação psicofísica do campo visual foi realizada em 35 ex-trabalhadores (idade média = 44,2 ± 5,9 anos; 30 homens) no equipamento Humphrey Field Analyzer II (modelo 750i) em dois testes: acromático (standard automated perimetry) e azul-amarelo (short wavelength automated perimetry). O programa Visual Evoked Response Imaging System (VERISTM Science 5.0) permitiu o registro e análise dos sinais eletrofisiológicos da retina através do eletrorretinograma multifocal em 32 ex-trabalhadores (idade média = 44,6 ± 5,5 anos; 27 homens) dos 35 que realizaram os testes de campimetria computadorizada. Os resultados foram comparados com um grupo controle para o campo visual (n = 34; idade média = 43,3 ± 8,3 anos; 21 homens) e com outro grupo controle para o eletrorretinograma multifocal (n = 21; idade média = 43,5 ± 8,9 anos; 10 homens). Resultados. Os exames psicofísicos de campimetria computadorizada mostraram que há redução da sensibilidade visual em regiões centrais até 27? do campo visual. No exame acromático a diminuição da sensibilidade ocorreu...

Repercussões visuais da exposição ocupacional a uma mistura de solventes orgânicos: visão cromática e acromática em frentistas brasileiros; Visual repercussions of occupational exposure to a mixture of solvents: Chromatic and achromatic vision in brazilian gas station workers

Costa, Thiago Leiros
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
16.73%
Objetivo: Avaliar repercussões da exposição ocupacional a uma mistura de solventes orgânicos sobre o desempenho visual de um grupo de frentistas. Método: Foram aplicados testes de ordenamento e discriminação de matizes, campo visual e sensibilidade ao contraste espacial de luminância em 25 frentistas (20 homens, M=36,4 anos, DP=8,9) e 25 controles sem histórico de exposição crônica a solventes (10 homens, M=33,8 anos, DP=8,8). As concentrações metabólitos urinários de tolueno (M=0,3 g/g de creatinina; DP=0,16) e xileno (M=0,1 g/g de creatinina; DP=0,02) e o tempo de trabalho (M=9,6 anos; DP=6,2) foram utilizados como indicativos da exposição dos frentistas. Os participantes foram submetidos a exame oftalmológico, e quando necessário, corrigir a acuidade visual para 20/20. Todas as medidas foram realizadas monocularmente com um olho escolhido ao acaso, com exceção do Potencial Visual Evocado Multifocal (PVEmf) e da campimetria. Para avaliar a visão de cores, utilizamos o Lanthony D15-d e Cambridge Colour Test 2.0. Na campimetria estática automatizada foi utilizado o protocolo branco-branco 24-2 do aparelho Humphrey Field Analyzer II-750i. A atividade elétrica visual cortical foi avaliada com o sistema de PVEmf Veris Science 5.2.4...

Atividade colinesterásica cerebral e comportamento de ratos após exposição perinatal ao diclorvós

Souza, Jaqueline Pérola de; Nogueira, Gustavo Milhomens; Mataqueiro, Maria Isabel; Queiroz-Neto, Antonio de
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 501-508
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
O organofosforado diclorvós impregnado em coleiras plásticas é um recurso utilizado em medicina veterinária que visa ao controle de ectoparasitas de cães e gatos. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do uso de coleiras plásticas impregnadas com diclorvós (8,37%) em ratas Wistar durante o período de gestação e lactação, como possível fonte de alterações comportamentais e da atividade colinesterásica cerebral dos filhotes. Na desmama, não houve diferença na atividade colinesterásica cerebral entre as mães tratadas com diclorvós e o grupo controle, bem como entre os respectivos filhotes. O tratamento com diclorvós também não influenciou no comportamento geral dos animais, avaliado no campo aberto, nem no nível de ansiedade testado no labirinto em cruz elevado, ambos aos 35 dias pós-natal.; The organophosphate dichlorvos impregnated into plastic collars (8.37%) is used in veterinary practice as an alternative for the control of ectoparasites in dogs and cats. The aim of this work was to determine the possible toxic effects of these collars in female Wistar rats during pregnancy and lactation, as a possible cause of alterations in brain cholinesterase activity and behavior of offspring. At weaning, there was no difference in brain cholinesterase activity between control and treated dams...

Design e sintese de novos analogos estruturais da acetilcolina conformacionalmente restringidos

Ricardo de Lima Barreto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/07/2003 PT
Relevância na Pesquisa
16.73%
A hipótese da deficiência colinérgica associa a doença de Alzheimer à perda de acetilcolina (AcC), um importante neurotransmissor que atua no sistema nervoso central. Com o intuito de se controlar o seu nível, um dos tratamentos terapêuticos consiste no uso de inibidores da aceticolinesterase (AcCE), enzima responsável pela hidrólise da AcC. Baseado nestas considerações, propusemos o sal de amônio quaternário da (trans)-N,N-dimetil-3-aceto-4-aril-pirrolidina como um novo análogo estrutural da acetilcolina conformacionalmente restringido e um potencial inibidor da AcCE. A síntese dos novos análogos foi atingida com sucesso tanto pela abordagem racêmica como também quiral, empregando o enecarbamato como intermediário-chave, o qual foi hidroborado ao álcool e resolvido enzimaticamente. Sua acetilação e desproteção, seguida pela bismetilação, levou aos produtos de interesse em rendimentos globais próximos de 15 % para 9 etapas. Apesar dos longos tempos reacionais (30 dias), a resolução cinético-enzimática do álcool foi possível através da hidrólise enzimática do derivado acetilado utilizando a lípase Pseudomonas Cepacia Ay. a qual demonstrou boas enantiosseletividades. Finalmente, para se confirmar a enantiopreferência enzimática prevista pelo modelo de Kazlauskas...

Estudo comparativo dos venenos de escorpiões tityus bahiensis e tityus serrulatus e serrulatus e de suas principais toxinas

Ana Maria Trindade Gregio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/02/2000 PT
Relevância na Pesquisa
16.73%
O presente trabalho relata uma comparação entre as duas principais espécies de escorpião de importância médica: T. serrulatus e T. bahiensis. O estudo dos acidentes escorpiônico é muito importante devida sua gravidade e freqüência que ocorrem. O estudo comparativo dos venenos de escorpião T. bahiensis e T. se"ulatus foi dividido em duas partes. Primeiramente o estudo farmacológico em preparações isoladas (preparação nervo frênico-diafragma de rato, aurícula isolada, biventer cervicis de pintainho), além de pressão arterial de rato e dose mediana letal em camundongos. Nestes experimentos utilizou-se o veneno de T. serrulatus e T. bahiensis nas mesmas doses para estabelecer uma comparação de seus efeitos. A segunda parte do trabalho: estudos bioquímicos com estes venenos. Foi realizado estudos sobre atividades enzimáticas destes venenos (atividade proteolítica e hialuronidásica) e o fracionamento destes venenos através de cromatografia por gel filtração. Os principais picos destes fracionamentos foram testados em preparação nervo frênico-diafragma de rato, para verificação da atividade neuromuscular destas frações. Em preparações isoladas nervo frênico-diafragma de rato e preparação de biventer cervicis de pintainho os venenos comportaram-se de maneira semelhante...

Ação neurotoxica do veneno de Bothrops neuwiedi pauloensis (jararaca-pintada) em preparações neuromusculares isoladas : purificação, caracterização parcial e sequencia da porção amino-terminal de duas PLA2 neurotoxicas pre-sinapticas : neuwieditoxinas-I e II

Caroline Ribeiro de Borja Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
16.73%
Os efeitos neuromusculares do veneno de Bothrops neuwiedi pauloensis foram estudados através de preparações biventer cervicis de pintainho e nervo frênico-diafragma de camundongo. Em preparação de ave, o veneno produziu bloqueio irreversível e dependente da concentração das contrações musculares em resposta à estimulação elétrica indireta. Com 1-20 μgde veneno/ml, as respostas ao KCI (13,4 mM) foram parcialmente ou completamente inibidas, enquanto que as respostas à ACh (110 M)não foram afetadas. Com 50 μg/ml,as respostas à ACh, ao KCI e à estimulação direta foram inibidas. O veneno induziu também contraturas dependentes da concentração a partir de 10 μg/ml. À 20-24°C, o veneno (50 μg/ml)produziu somente um bloqueio parcial (30,7 ± 8,0%, média ± SEM; p < 0,05; n = 3) após 120 min sem afetar as respostas à ACh e ao KCI. Em preparação de camundongo, 50 μg de veneno/ml causaram bloqueio total das respostas à estimulação indireta e direta, e, quando o Ca2+(1,8 mM) da solução nutritiva foi substituído pelo sr2+ (4.0 mM), somente um bloqueio parcial da resposta à estimulação indireta foi obtido (40.3 ±7.8%; P < 0,05; n = 3) após 120 min de incubação. Estes resultados indicam que o veneno de B. n. pauloensis é neurotóxico...

Associação entre exposição por longo prazo a baixas doses de agrotoxicos e neurotoxidade cronica humana : revisão sistematica da literatura entre 1996-2006; Association between long staged exposition to the low doses of pesticides and human chronic neurotoxicity being : systematic review of literature between 1996-2006

Marcia Maria Reis Vieira Ramos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2007 PT
Relevância na Pesquisa
16.73%
A ocorrência de neurotoxicidade crônica secundária à exposição em longo prazo a níveis baixos de agrotóxicos é ainda controversa. O presente estudo teve por objetivo analisar a relação da exposição ao longo prazo aos agrotóxicos e a ocorrência de efeitos neurotóxicos crônicos. Consiste em uma revisão crítica e sistemática da literatura, de estudos epidemiológicos publicados entre 1996 e 2006, que abordaram a ocorrência de neurotoxicidade crônica em humanos, secundária à exposição a baixas doses de agrotóxicos. A revisão da literatura identificou estudos descritivos de prevalência, estudos de coorte, estudos de caso-controle e ecológicos que investigaram a relação entre neuropatologias crônicas adquiridas e a exposição aos pesticidas. Foram incluídos sessenta e três estudos nesta revisão (quarenta e seis estudos caso-controle, sete estudos seccionais e nove estudos de coorte). Somente um estudo ecológico foi identificado. Vinte e dois dos estudos caso-controle se relacionaram à doença de Parkinson ou parkinsonismo e vinte e quatro abordaram outras alterações neurológicas. Uma grande parte dos estudos documentou exposição humana a uma mistura de agrotóxicos Os organofosforados formam os mais estudados...

Caracterização bioquímica e estudo da atividade farmacológica na junção neuromuscular de uma fosfolipase A2 isolada do veneno de Bothriopsis bilineata; Biochemical characterization and study of the pharmacological activity in the junction neuromuscular of an isolated miotoxina from the Bothriopsis bilineata venom

Victor Corasolla Carregari
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
16.73%
O presente trabalho apresenta a purificação e caracterização bioquímica de uma nova PLA2 neurotóxica nomeada BbilTX-I isolada do veneno da serpente Bothriopsis bilineta. Esta proteína foi purificada através de dois passos cromatográficos, em Sephadex G75 e HPLC de fase reversa C18 (?Bondapak Watters). A BbilTX-I é uma PLA2D49, com elevada atividade catalítica, massa molecular de 14185,48 Da, e alta similaridade na sua sequência N-terminal com outras PAL2 de veneno de serpentes. A temperatura ótima para a atividade enzimática da BbilTX-I está entre 25Cº e 37 ºC. A fração BbilTX-I é cálcio dependente e tem a atividade enzimática bastante diminuída quando testadas com os íons divalentes. Da mesma forma como outras PLA2 descritas na literatura, a BbilTX-I mostra o pH ótimo em torno de 8. A fração F3 isoladas de crotapotinas crotálicas e a DA2-II extraída do soro de Didelphis albiventris apresentaram um efeito inibitório de mais de 50% sobre a atividade enzimática da toxina BbilTX-I. O efeito da concentração do substrato 4-nitro-3-(octanoiloxi) ácido benzóico sobre a atividade enzimática da BbilTX-I demonstrou que a toxina é uma enzima monomérica com tendência alostérica sugerindo provavelmente um mecanismo de cooperatividade positiva mnemônical. A PLA2 BbilTX-I inserida em preparação isolada de biventer cervicis de pintainho apresentou um efeito bloqueador da transmissão nervosa na junção neuromuscular...

Avanços sobre a neurotoxicidade induzida pelo pesticida organofosforado malation em modelos experimentais com camundongos

Silva, Aline Preve da
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1v| tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Neurociências; O pesticida organofosforado (OF) Malation é um composto utilizado como inseticida em áreas urbanas e rurais. Sabe-se que a toxicidade dos OFs é atribuída à inibição da enzima acetilcolinesterase (AChE), causando neurotoxicidade tanto em humanos quanto em animais. Além da inibição da AChE, a toxicidade dos OFs está também relacionada com as propriedades pró-oxidantes desses compostos. Um dos objetivos deste trabalho foi investigar a contribuição exclusiva da exposição ao malation através do leite materno sobre a atividade da AChE, bem como sobre parâmetros bioquímicos relacionados ao estresse oxidativo (níveis de glutationa, peroxidação de lipídeos e atividade das enzimas glutationa peroxidase e glutationa redutase), no encéfalo de camundongos (genitoras e prole). As genitoras foram expostas ao malation através de injeções diárias e subcutâneas nas doses de 20, 60 e 200 mg/kg do peso corporal, durante o período lactacional (1º ao 21º dia pósnatal). Após a ultima injeção, dois animais de cada prole e suas respectivas genitoras foram sacrificados por decapitação. Removeu-se o encéfalo para a análise das variáveis bioquímicas. Os resultados mostraram que a exposição lactacional ao malation causou um alto efeito inibitório na atividade do AChE no cérebro da prole...

Efeitos neurotóxicos do metilmercúrio em modelos experimentais com camundongos

Malagutti, Keller Samara
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xi, 63 f.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Neurociências, Florianópolis, 2007; Efeitos neurotóxicos do metilimercúrio sobre os parâmetros comportamentais (relacionados à locomoção) e bioquímicos (relacionados ao estresse oxidativo) em modelos experimentais com camundongos adultos. Susceptibilidade sexo-dependente e potencial efeito protetor dos estrógenos.

O sistema antioxidante da glautationa como alvo molecular na neurotoxicidade induzida por metilmercúrio

Franco, Jeferson Luis
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: x, 133 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Neurociências; O mercurio, em suas formas organicas e inorganicas, e um toxicante ambiental capaz de provocar deficits neurologicos severos em animais e humanos. O sistema nervoso em desenvolvimento apresenta uma maior suscetibilidade aos efeitos deleterios induzidos por mercuriais. Neste contexto, exposicoes durante o periodo pre#]natal e lactacional representam importantes questoes do ponto de vista toxicologico. De fato, pouco se conhece a respeito da contribuicao lactacional para o desenvolvimento de neurotoxicidade frente a intoxicacoes com mercuriais. Alem disso, nao existem tratamentos efetivos capazes de reverter completamente os efeitos toxicos do mercurio. No presente estudo, foi demonstrado que a exposicao exclusivamente lactacional de camundongos jovens ao metilmercurio, uma forma organica de mercurio, causou deficits motores que foram correlacionados com um desequilibrio no estado tiolico cerebelar. Observamos tambem, que o mercurio inorganico causou neurotoxicidade em camundongos expostos a este metal atraves do leite materno. O cerebelo de animais jovens expostos ao mercurio inorganico apresentou uma atividade glutationa redutase aumentada...

Efeitos biológicos e moleculares de compostos orgânicos sintéticos de selênio sobre o sistema nervoso central e neurotoxicidade do manganês

Posser, Thaís
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: x, 114 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Neurociências.; No presente estudo foi analisado o potencial antioxidante e protetor do composto orgânico sintético de selênio difenil disseleneto contra dano oxidativo induzido por H2O2 em fatias hipocampais de ratos adultos. Além disso, o efeito pró-apoptótico deste composto foi testado na linhagem de neuroblastoma humano SH-SY5Y. Paralelamente, o potencial antidepressivo do composto de selênio ebselen foi investigado em modelos animais de depressão. Neste estudo foi também avaliado o efeito do manganês sobre a fosforilação e atividade de tirosina hidroxilase em células PC12.

Avaliação da expressão de receptor do peptídeo insulinotrópico dependente de glicose (GIP) em modelos experimentais de doenças neurológicas

Figueiredo, Cláudia Pinto
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xiii, 162 f.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Neurociências, Florianópolis, 2009; Estudos prévios têm relatado um aumento na proliferação de células progenitoras neuronais, no giro denteado e no bulbo olfatório (BO) de roedores submetidos a diferentes modelos experimentais de epilepsia e doença de Parkinson. Entretanto, os fatores que controlam a proliferação e migração dos progenitores neuronais, bem como sua integração com os circuitos cerebrais não estão totalmente esclarecidos. O peptídeo insulinotrópico dependente de glicose (GIP) e seu receptor (GIPR) estão amplamente expressos no hipocampo e no BO do sistema nervoso central (SNC) de animais adultos e parecem estar envolvidos na modulação dos processos de potenciação sináptica, neuroproteção e neurogênese. Sendo assim, o envolvimento do GIP e seu receptor nos mecanismos de neuroplasticidade sugerem uma possível participação dos mesmos na fisiopatologia de doenças como epilepsia, doença de Parkinson e doença de Alzheimer. O presente estudo demonstrou um aumento na expressão do GIPR no hipocampo e neocórtex, e no BO de ratos submetidos ao status epilepticus (SE) induzido pela pilocarpina...

Participação da mitocôndria na neurotoxicidade induzida por toxicantes endógenos e ambientais em cérebro de roedores

Glaser, Viviane
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xv, 193 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-graduação em Bioquímica, Florianópolis, 2010; A mitocôndria é a organela responsável pela maior produção líquida de energia na célula. Numerosos estudos já têm demonstrado seu envolvimento na fisiopatologia de vários processos neurodegenerativos, como nas doenças de Alzheimer, Parkinson e Hungtington. Além disso, sabe-se que ela é alvo de toxicantes, tanto exógenos quanto endógenos, como por exemplo, o contaminante ambiental metilmercúrio (MeHg) e as altas concentrações de leucina que acumulam da Doença do Xarope do Bordo (DXB). Sabe-se que o MeHg causa severos danos neurológicos tanto em animais quanto em humanos. A principal forma de intoxicação humana é através da ingesta de peixes contaminados, sendo que o MeHg acumula-se principalmente no sistema nervoso central. A leucina e seu derivado ?-cetoácido, ?-cetoisocaproato são os principais metabólitos acumulados na DXB, e estes parecem ser responsáveis pelos principais sintomas neurológicos, incluindo o prejuízo cognitivo, que os pacientes com esta patologia apresentam. Desta forma, o objetivo do presente trabalho foi de melhor entender os mecanismos patogênicos responsáveis pela neurotoxicidade induzida pela exposição à toxicantes exógenos e endógenos...

Mecanismos moleculares da neurotoxicidade do zinco e manganês sobre o sistema nervoso central de ratos em desenvolvimento

Cordova, Fabiano Mendes de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 230 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Neurociências; O zinco (Zn) e o manganês (Mn) são metais essenciais para o desenvolvimento e metabolismo do sistema nervoso central (SNC). O Zn participa da estrutura de enzimas e fatores de transcrição além de exercer atividades moduladotórias sobre receptores quando liberado em sinapses excitatórias do córtex e hipocampo. Entretanto, a liberação excessiva de Zn, que ocorre em condições patológicas como epilepsia ou isquemia, pode causar neurotoxicidade pela ativação de vias de morte celular. O Mn participa, no SNC, da estrutura de enzimas envolvidas no metabolismo antioxidante. Entretanto, em excesso esse metal também pode ser tóxico ao SNC. A exposição ao Mn é comumente relacionada a processos industriais e pela contaminação ambiental. O Mn acumula-se nos núcleos da base podendo induzir morte neuronal dopaminérgica, produzindo distúrbio semelhante à doença de Parkinson. Indivíduos jovens são mais susceptíveis à neurotoxicidade de metais pela maior absorção, menor capacidade de excreção e pela imaturidade da barreira sangue-cérebro. Diversos estudos relacionam a exposição de indivíduos jovens aos metais com doenças neurodegenerativas que podem ocorrer tardiamente na vida adulta. Dessa forma...

Efeitos do probucol e succinobucol na neurotoxicidade induzida pela 6-hidroxidopamina

Ribeiro, Renata Pietsch
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 66 p.| il. , tabs
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Neurociências, Florianópolis, 2013.; A doença de Parkinson (DP) é uma doença neurodegenerativa caracterizada pela perda dos neurônios dopaminérgicos da via nigrostriatal. Embora a etiologia da doença em humanos seja desconhecida, há evidências experimentais de que o estresse oxidativo possa ser um evento precoce e causal. O probucol e seu derivado succinobucol são compostos fenólicos hipolipidemiantes com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes que recentemente têm sido relatados como protetores em modelos de neurotoxicidade e neurodegeneração. Esta tese teve o objetivo de investigar os efeitos dessas substâncias sobre a vulnerabilidade dos neurônios dopaminérgicos nigro-estriatais frente ao estresse oxidativo em modelos in vivo e in vitro utilizando a neurotoxina 6-hidroxidopamina (6-OHDA), a qual é utilizada em modelos experimentais da DP. Camundongos Swiss foram tratados com probucol (11,8 mg/kg por 21 dias, na água de beber) ou succinobucol (10 mg/kg por 15 dias, i.p.) e, uma semana antes do término do tratamento com estes compostos e das avaliações comportamentais e bioquímicas...

Avaliação dos efeitos tóxicos induzidos por malation e malaoxon e a possível proteção por oximas

Santos, Alessandra Antunes dos
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 118 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Bioquímica, Florianópolis, 2013; O malation é um composto tóxico pertencente à classe dos pesticidas organofosforados (OF) que tem como mecanismo primário de ação inibir a enzima acetilcolinesterase (AChE), levando à clássica síndrome colinérgica. No entanto, estudos vêm demonstrando que a neurotoxicidade decorrente da exposição crônica a esta classe de pesticidas pode ocorrer sem sintomas colinérgicos antecedentes e parece não depender da inibição da enzima AChE. Quanto ao tratamento da intoxicação aguda por esses compostos, a eficácia das oximas clinicamente disponíveis (por exemplo, pralidoxima), utilizadas para reativar a AChE inibida, tem sido questionada. Dessa forma, o primeiro objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia da pralidoxima e de uma oxima experimental (K074) na reativação da AChE após exposição aguda ao malation, bem como na prevenção de possíveis alterações bioquímicas relacionadas com o estresse oxidativo induzidas pelo malation, utilizando camundongos Swiss. O malation (1,25 g/kg, s.c.) induziu uma diminuição significativa da atividade da AChE no córtex pré-frontal...

Efeitos da hiperglicemia crônica e seus metabólitos, metilglioxal e produtos terminais de glicação, na fisiologia e dinâmica mitocondrial no sistema nervoso central

Glaser, Viviane
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 117 p.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Neurociências, Florianópolis, 2014.; O diabetes mellitus (DM) é uma doença metabólica comum, caracterizada por um estado de hiperglicemia persistente, sendo uma das principais causas de morbidade e mortalidade em todo o mundo. Durante um estado de hiperglicemia crônica como ocorre no DM, sabe-se que há o acúmulo de compostos carbonílicos reativos, como o metilglioxal (MG), o qual é o principal precursor de produtos terminais de glicação (AGEs). Os efeitos destes metabólitos gerados em situações de DM no sistema nervoso central (SNC) ainda permanecem desconhecidos, desta forma, neste trabalho foi investigado o efeito da hiperglicemia crônica e seus metabólitos, MG e AGEs, sobre a fisiologia e dinâmica mitocondrial no SNC. Para isso, a hiperglicemia crônica foi induzida em ratos Wistar pela injeção de uma dose única de estreptozotocina (STZ, 55 mg/kg, intraperitonealmente). Os animais com glicemia > 200mg/dL foram considerados hiperglicêmicos, sendo que alguns destes animais foram mantidos nestas condições por 60 dias (grupo STZ) e outros receberam injeção subcutânea de insulina (1,5 UI...

Experiência e descarte : dores humanas e não humanas em um laboratório de neurotoxidade e psicofarmacologia; Experience and disposal : human and non-human pains in a laboratory of neurotoxicity and psychopharmacology; Experiencia y descarte : suplicios humanos y no humanos en un laboratorio de neurotoxicología y psicofarmacología

Sá, Guilherme José da Silva e; Medeiros, Márcio Felipe Salles; Schirmann, Jonas Silva
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás Publicador: Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
16.73%
Este trabalho é fundamentado em incursões etnográficas realizadas num laboratório de neurotoxidade e psicofarmacologia de em uma universidade brasileira. A partir de uma descrição aprofundada sobre o espaço e as práticas dos agentes que ali atuam, procuramos dar maior ênfase a algumas questões observadas, como as relativas às formas de classificação e categorização do evento-conceito dor construído e inscrito no ambiente de laboratório. Problematizamos também a utilização de modelos animais não humanos (ratos e camundongos) como cobaias em experimentações projetivas. Por fim, tratamos do mapeamento das redes sociotécnicas em que estes atores e procedimentos encontram-se inseridos. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This work is based on ethnographic incursions carried out in a laboratory of neurotoxicity and psychopharmacology situated in a Brazilian university. From the description of the space and the practices of agents working there, we intend to give emphasis to some issues such as those relating to forms of classification and categorization of the even-concept pain as it is constructed and registered in the laboratory. We also inquire the use of non-human animal models (rats and mice) in projective experiments. Finally...

Interferentes ecol??gicos na avalia????o cognitiva de crian??as ribeirinhas expostas a metilmerc??rio: o peso do subdesenvolvimento

Fonseca, M??rlon de Freitas; Torres, Jo??o Paulo Machado; Malm, Olaf
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
27.38%
Este trabalho constitui uma revis??o comentada de v??rios estudos que consideram efeitos degenerativos de poluentes ambientais (especialmente metilmerc??rio) sobre a capacidade cognitiva e intelig??ncia humanas. Neste contexto, enumeramos especificamente os principais trabalhos mundiais voltados ?? busca de nexo causal entre exposi????o a uma subst??ncia t??xica e altera????es neurol??gicas. Ao longo do texto, relacionamos algumas vari??veis ambientais sabidamente associadas a d??ficits cognitivos (anemia, parasitose, isolamento geogr??fico, desnutri????o, exposi????es concomitantes despercebidas, etc.), bem como os principais testes psicom??tricos utilizados em estudos desta natureza (WISC-III, Desenho da Figura Humana, Boston Naming Test, etc.). Esperamos, com esta discuss??o, sugerir aos pesquisadores na ??rea de neurotoxicologia a valoriza????o de outros par??metros ecol??gicos quando avaliarem efeitos de subst??ncias qu??micas presentes no ambiente, em especial, quando focarem popula????es n??o-urbanas, de baixo n??vel s??cio-econ??mico e, em especial, aquelas mais isoladas geograficamente