Página 1 dos resultados de 378 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Estudo anatomopatológico de tumores mamários da gata : perspectivas e enquadramento clínico

Alves, Maria Manuel Amoreira Casteleiro
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
47.05%
Tem vindo a observar-se nos últimos anos um crescimento significativo da incidência de tumores a nível mundial, sendo as neoplasias mamárias o terceiro tumor mais frequente em gatas. A maioria das neoplasias mamárias da espécie felina é maligna, tendo um comportamento muito agressivo e, embora tenham sido realizados alguns estudos nesta área, há, ainda, poucos dados epidemiológicos relativos à mesma. Nesta dissertação foi realizado um estudo retrospectivo, procedendo-se à análise de amostras de gatas com diagnóstico histopatológico de neoplasia mamária maligna (N=56), presentes à consulta veterinária entre 2010 e 2014 no Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária (FMV) da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT) e da Clínica Veterinária da Covilhã (CVC). Procedeu-se à análise estatística dos dados recolhidos nas fichas clínicas dos animais e dos relatórios histopatológicos, de modo a comparar as características morfológicas e histopatológicas nelas contidas com a informação presente na bibliografia pesquisada. No presente estudo, a média de idades observada em gatas com tumores mamários malignos foi de 9,9 anos, sendo a maioria gatas inteiras. Registaram-se neoplasias mamárias malignas em 65% das gatas...

Radiologia convencional e tomografia computadorizada na avaliação do tórax de cadelas com neoplasias mamárias malignas; Radiographic and tomographic exams in the thoracic evaluation of bitches with malignant mammary gland tumors

Fonseca Pinto, Ana Carolina Brandão de Campos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/10/2003 PT
Relevância na Pesquisa
67.1%
A neoplasia mamária é uma afecção que acomete freqüentemente as fêmeas da espécie canina sendo responsável por grande parte das neoplasias que atingem esses animais. Esta pesquisa visou comparar, no momento pré-operatório, o exame tomográfico contrastado ao exame radiográfico para pesquisa de metástases na cavidade torácica de cadelas com neoplasias mamárias malignas, de forma que, nesta oportunidade, ateve-se à análise descritiva das imagens radiográficas e tomográficas. Para tanto foram realizados exames radiográficos e de tomografia computadorizada contrastada da cavidade torácica de vinte fêmeas da espécie canina portadoras de neoplasias mamárias malignas atendidas pelos Serviços de Obstetrícia e Ginecologia e de Cirurgia do Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Constaram do grupo experimental, somente animais que não apresentaram evidências de portarem nódulos pulmonares. Dos vinte animais estudados nesta pesquisa 20% apresentaram quadros pulmonares (10% quadro intersticial - difuso, 5% quadro intersticial - nódulo suspeito e 5% quadro misto) e um animal (5%) apresentou efusão pleural aos exames radiográficos. Já aos exames tomográficos foram observados os seguintes achados: quadro alveolar em 25% dos animais...

Contribuição da ultra-sonografia para a avaliação de linfonodos inguinais superficiais em cadelas com neoplasia mamária; The contribution of ultrasonography for evaluation of superficial inguinal lymph nodes in bitches with mammary neoplasia

Muramoto, Caterina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.81%
A avaliação de linfonodos é parte importante do estadiamento das neoplasias mamárias, muito comum em cadelas, podendo auxiliar no estabelecimento do prognóstico e na escolha da melhor conduta terapêutica. Neste trabalho, dentre as várias técnicas de exame que permitem a avaliação de linfonodos, foi utilizada a ultra-sonografia. A avaliação ultra-sonográfica em modo B possibilitou avaliar tamanho, contorno, borda, forma, arquitetura, ecotextura e ecogenicidade do parênquima dos linfonodos e, em modo Doppler, a quantidade e distribuição dos seus vasos internos. Os objetivos deste trabalho foram identificar as características ultra-sonográficas mais importantes utilizadas para classificar os linfonodos em metastáticos e não-metastáticos, estabelecer elementos de confiabilidade do ultra-som como ferramenta para diferenciar linfonodos metastáticos de não-metastáticos e estabelecer procedimentos que permitam ao exame ultra-sonográfico de linfonodos, para essa classificação, ser reprodutível. Foram examinados 63 linfonodos inguinais superficiais de 30 cadelas com tumor em pelo menos uma das mamas inguinais ou abdominais caudais. Após o exame, cada linfonodo foi classificado como metastático ou não-metastático. A impressão diagnóstica do exame ultra-sonográfico foi associada aos resultados do exame histopatológico dos linfonodos obtendo-se uma taxa de concordância de 92...

Neoplasias mamárias caninas: alterações genéticas e epigenéticas e sua correlação com tipo histológico e prognóstico; Canine mammary tumors: genetic and epigenetic alterations and their correlation with histologic type and prognosis

Biondi, Luiz Roberto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
47.05%
Os tumores de glândula mamária, à semelhança do que ocorre na espécie humana, são as neoplasias que mais comumente acometem as fêmeas caninas, sendo os cães apontados como importante modelo de estudo desta doença. Com cerca da metade dos tumores mamários caninos considerados malignos, um problema crucial no manejo deste tipo de neoplasia é a busca por fatores prognósticos que auxiliem na escolha do tratamento adjuvante e na predição do curso clínico da doença, uma vez que neoplasias de baixo grau de malignidade , podem apresentar curso agressivo, contrariando os indicadores prognósticos clínicos usuais. Este trabalho teve por objetivo estudar alterações genéticas e epigenéticas em neoplasias mamárias de fêmeas caninas, buscando também avaliar seu valor prognóstico de sobrevida. Para tanto, neoplasias mamárias espontâneas de cães foram colhidas e classificadas de acordo com o tipo e grau histológico, além do imunofenótipo, obtido da marcação de ERα, PR, HER2 e Ki67. O padrão de metilação global do DNA e o perfil de expressão gênica dos marcadores tumorais BRCA1, BRCA2, ERRα, ERRβ, ERRγ, FGFR2 e GATA3 foram correlacionados com aqueles parâmetros. Para o estudo do padrão de metilação global do DNA foram utilizados 109 fragmentos de tecido mamário neoplásico...

Estudo clínico, histopatológico e imunoistoquímico de neoplasias mamárias em cadelas

Feliciano, M.A.R.; Silva, A.S.; Peixoto, R.V.R.; Galera, Paula Diniz; Vicente, W.R.R.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1094-1100
POR
Relevância na Pesquisa
46.99%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); O objetivo foi realizar um estudo clínico e epidemiológico de neoplasias mamárias em cadelas, considerando-se histórico reprodutivo, exame físico, diagnóstico histopatológico e imunoistoquímico. Utilizaram-se 60 neoplasias mamárias, divididas em grupos (grupo 1 - benigno, e grupo 2 - maligno). Avaliaram-se dados do histórico reprodutivo, o exame físico e achados histopatológicos e imunoistoquímicos para fator de crescimento endotelial vascular. Ao estudo do histórico reprodutivo, encontraram-se 90% dos animais com irregularidade de cio, 86,63% das cadelas não foram medicadas com contraceptivos e 83,33% não eram castradas. Ao exame físico, não foi verificada diferença (p>0,05) entre grupos ao se avaliar consistência das massas, regularidade da superfície tumoral e localização anatômica dos tumores. Quanto ao tamanho das massas, verificou-se diferença entre os grupos (p=0,0077), com 0,78±1,13cm para o grupo 1 e 1,81±2,29cm para o grupo 2. Diagnosticaram-se 40% de massas benignas e 60% de malignas, de acordo com os tipos de neoplasias. Para VEGF, verificaram-se valores médios de 2,22±0,89 para tumores malignos e 1,66±0,91 para benignos, com diferença entre grupos (p=0...

Imunorreatividade da prostaglandina E2 relacionada a classificação histológica, estadiamento clínico e prognóstico de neoplasias mamárias em cadelas

Motta, Fábio Rodrigues
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xi, 51 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.87%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Cirurgia Veterinária - FCAV; Pensando na contribuição ao estudo da oncologia humana e no aumento da sobrevida de cadelas com câncer de mama o objetivo deste trabalho foi de investigar a imunorreatividade da prostaglandina E2 (PGE2) no diagnóstico e prognóstico das neoplasias mamárias. O estudo foi realizado com 60 amostras de neoplasias de mama de cadelas que foram atendidas nos anos de 2002 a 2004. Este material foi dividido em seis grupos de 10 amostras. Nos grupos adenoma, carcinoma com prognóstico bom e carcinoma com prognóstico ruim a seleção dos casos se deu pela classificação histológica e evolução clínica do tumor. Os outros 30 tumores foram representados por 10 amostras de carcinoma primário metastático, 10 amostras de metástase pulmonar e 10 de carcinoma inflamatório. O Grupo Controle tinha 5 amostras de tecido mamário sem alterações patológicas. A avaliação da imunorreatividade da PGE2 foi realizada através do exame imunoistoquímico, utilizando o anticorpo primário anti- PGE2 , clone PG 31, Oxford Biomedical Research. Avaliou-se também a incidência das neoplasias mamárias relacionadas à idade dos animais...

Imunomarcação de micrometástases de neoplasias mamárias espontâneas em linfonodos de cadelas por meio do receptor CD44

Magalhães, Geórgia Modé
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 55 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.99%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; As neoplasias mamárias caninas são as mais frequentes nessa espécie e também são comuns em mulheres. Um dos principais fatores prognósticos dessa enfermidade é a presença ou ausência de metástase em linfonodos. A metástase é um mecanismo complexo que envolve vários fatores. Em mulheres sabe-se que a molécula de adesão CD44 está relacionada com invasão e metástase. Este trabalho teve como objetivos: avaliar a imunomarcação de CD44 nas neoplasias mamárias malignas da cadela, com e sem metástase em linfonodos regionais; associá-la como fator prognóstico; na detecção precoce de metástase; relacioná-la com a imunomarcação de MMP-9, E-caderina e VEGF e associar com a sobrevida das cadelas. Compuseram os grupos experimentais, cadelas com tumor mamário, com (Grupo M) ou sem metástase (Grupo N) detectável em linfonodos e um grupo controle composto por tecido mamário normal. Não houve predileção por localização mamária, mas utilizou-se mais as mamas inguinais e linfonodos inguinais. As neoplasias mamárias foram classificadas de acordo com a Organização Mundial de Saúde. Para isso utilizou-se a técnica de imuno-histoquímica...

Imunodetecção de células-tronco tumorais em neoplasias mamárias caninas

Magalhães, Geórgia Modé
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xvi, 55 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
47.18%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; Neoplasias mamárias são muito frequentes em cadelas. Entre 50 e 70% são malignas. Estudos recentes sobre carcinogênese têm abordado a detecção de células-tronco tumorais (CTTs) em neoplasias mamárias. A CTT é uma célula capaz de se autorrenovar e se diferenciar em células maduras no tecido a qual está inserida. Estudos em cães demonstraram marcações de CTTs por citometria de fluxo em culturas de neoplasias mamárias. Nesse estudo objetivou-se detectar as CTTs por meio de reações imuno-histoquímicas e relacioná-las com graus e tipos histológicos de neoplasias mamárias caninas. Para isso, 136 neoplasias mamárias classificadas de acordo com Cassali et al. (2011) foram selecionadas. Utilizou-se os anticorpos CD44, CD24, Oct-4 e ALDH-1. Quarenta apresentaram o fenótipo CD44+/CD24-, sendo a maioria em graus mais avançados e nas metástases. Para o marcador Oct-4 foi observado aumento significativo de células marcadas nos carcinomas sólidos, do grau II para o grau III. A marcação para o ALDH-1 quando positiva, associou-se com as neoplasias de maior grau de malignidade (II e III). Nos carcinossarcomas não houve diferença significativa entre a marcação dos componentes epiteliais e mesenquimais para os marcadores estudados. No grupo dos adenomas foram observadas poucas células marcadas para CD44 com aumento significativo de células marcadas para os anticorpos CD24 e Oct-4. Nesse grupo não foram observadas marcações para o ALDH-1. O inverso ocorreu nas metástases...

Expressão gênica e proteica da cox-2 e c-Kit em neoplasias mamárias de cadelas

Salvador, Rosana da Cruz Lino
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xvii, 88 p. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.85%
Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; Mammary tumors is the most frequent neoplasm in bitches and its biological behavior is similar to those that occur in womens, making bitches an excellent model to comparative studies. Discovery of proteins with predictive value is important to determine specifi therapeutic targets for each tumor type. The aims of this study were to evaluate gene and protein expression of COX-2 and c-KIT in normal mammary glands, benign lesions and mammary carcinomas with and without metastasis to correlate then with clinical and epidemiological variables. To this, were used 124 bitches with mammary lesions and also 13 bitches with no history of mammary tumors. Four groups were formed: G1 = normal mammary glands; G2= benign lesions; G3= non-metastatic mammary carcinomas and G4= metastatic mammary carcinomas. Gene expression analysis was conducted by RT-qPCR method and protein expression was assessed by immunohistochemistry. Difference on transcripts COX-2 level was observed in normal mammary glands and metastatic carcinomas (p<0.05) when compared to other groups. In c-KIT evaluation no difference on transcripts level was observed among groups. The immunostaining for COX-2 and c-KIT among the four groups was significantly different (p=0.0002 and p=0.0003...

Neoplasias mamárias de cadelas: expressão gênica e proteica da via Wnt/b-catenina, sua associação com a transição epitélio-mesênquima e prognóstico

Terra, Erika Maria
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: viii, 88 p. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
47.02%
Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; Mammary tumors are very common in bitches and have a very similar biological behavior to the ones that occur in women, turning it an excellent model for comparative studies. Epithelial-mesenchymal transition (EMT) facilitate migration and the occurrence of metastasis, factor that have direct influence on prognosis. Thus, this study aimed to evaluate, by immunohistochemistry (IHC), EMT markers in canine mammary tumors (e-cadherin, β-catenin, vimentin and cytokeratin). In addition, gene and protein expressions of two genes WNT5A and APC were evaluated by qRT-PCR and immunohistochemistry. To this, 98 bitches with no breed or age predilection, besides normal mammary glands without neoplastic lesions were used to form four groups: (G1) 5 normal mammary samples; (G2) 28 benign mammary lesions; (G3) 56 non-metastatic mammary carcinomas and (G4) 14 metastatic carcinomas. Both genes, APC and WNT5A show higher expression between normal mammary samples and no difference among benign and malignant tumors (metastatic and non-metastatic). EMT phenotype was identified by multivariate analysis, because benign tumors were stongly associated with membranous β-catenin, high scores of Cytokeratin and no vimentin expression in epithelial cells and metastatic carcinomas were strongly associated to nuclear β-catenin...

Neoplasias mamárias em canídeos

Lemos, Maria; Esteves, Fernando; Paiva, Rita; Santos, Carla; Vala, Helena
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /11/2009 POR
Relevância na Pesquisa
47.06%
As neoplasias em pequenos animais têm grande relevância na clínica de animais de companhia, não só pela sua incidência crescente, como pela sua gravidade. O presente trabalho pretende ser uma revisão sobre o tema, associado a informações obtidas do Laboratório de Anatomia Patológica da Escola Superior Agrária de Viseu. As neoplasias mamárias têm maior incidência nas fêmeas, não esterilizadas, geriátricas, sendo raras em animais com menos de 7 anos. A maioria dos autores concorda que quase todas estas neoplasias são malignas. Alguns sinais de malignidade são o tamanho do tumor, superior a 3cm, aderência aos tecidos, ulceração e envolvimento dos gânglios linfáticos. Estas neoplasias podem disseminar-se pelo organismo, processo designado metastização. Os locais mais frequentes são os gânglios linfáticos, os pulmões e o fígado. A cirurgia é o tratamento de eleição, excepto para neoplasias que apresentem metastização. Está descrita a realização da esterilização como preventiva e complemento do tratamento das neoplasias mamárias. A bibliografia consultada permitiu coligir dados relevantes e que procuram explicar a génese das neoplasias mamárias...

Lesões mamárias felinas: contributo para a sua caracterização biopatológica

Travassos, Fernanda Aurora Gomes de Seixas
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
46.97%
Tese de Doutoramento em Ciências Veterinárias; De entre as neoplasias da mama da gata, os carcinomas são os mais frequentes, sendo reconhecidos pela sua alta agressividade biológica e mau prognóstico. Tendo em conta a escassez de critérios morfológicos e biológicos com valor prognóstico comprovado para estas neoplasias, pretendemos com este estudo, contribuir à identificação dos factores mais significativos para avaliar o comportamento mais ou menos agressivo destas neoplasias. Foi ainda objectivo major melhorar o sistema de classificação histológica existente, dadas as suas insuficiências práticas de aplicação universal e reprodutível. Foram analisados 130 nódulos mamários, caracterizados de acordo com a frequência e com os parâmetros clinico-patológicos. Para a caracterização das lesões recorremos à histologia convencional, a técnicas de coloração e imuno-histoquímica para a vimentina, marcadores de diferenciação mioepitelial (CK14, p63, calponina), caderina E e β-catenina, MMP1, MMP2, TIMP1, VEGF, HER-2/neu; foi ainda efectuado o estudo da ploidia de ADN e parâmetros associados. Foi também realizado um estudo de seguimento para aferir melhor os parâmetros de prognóstico em análise uni e multivariada. Os carcinomas de mama surgiram principalmente em gatas de idade média a avançada e apresentaram aspectos macro e microscópicos diversos. Além de carcinomas ductais sem características específicas...

Neoplasias mamárias dos carnívoros domésticos: estudo retrospectivo

Carvalho, Carla Filipa Cróccia Ferreira de
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.81%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, Ciências Veterinárias; Tem vindo a observar-se nos últimos anos um crescimento significativo da incidência de tumores a nível mundial, sendo esta uma das principais causas de morte dos animais de companhia. As neoplasias mamárias são o tumor mais comum nas cadelas e o terceiro mais frequente nas gatas, sendo o estudo desta doença muito importante em Medicina Comparada. Nesta dissertação foi realizado um estudo retrospectivo, procedendo-se à análise de uma amostra de cães e gatos com diagnóstico histopatológico de neoplasia mamária, presentes à consulta veterinária entre 2003 e 2011 no Hospital Veterinário da Póvoa. As amostras foram colhidas por nodulectomia ou mastectomia, sendo posteriormente enviadas para o laboratório de histopatologia para a emissão de um diagnóstico definitivo. Procedeu-se à análise estatística dos dados recolhidos nas fichas clínicas dos animais da amostra, de modo a comparar as características morfológicas e histopatológicas nelas contidas, com a informação presente na bibliografia pesquisada. Dos animais afectados 90% eram cadelas e 10% gatas, tendo sido registado um cão macho afectado por esta doença. Foi ainda observado que 51...

Neoplasias mamárias em cadelas e gatas

Pinto, Rita Mafalda Marques de Oliveira
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em /07/2009 POR
Relevância na Pesquisa
67.22%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; O estudo das neoplasias mamárias tem um elevado interesse clínico e científico pois além de constituírem uma das neoplasias mais frequentes nas cadelas e nas gatas, muitos dos resultados obtidos são extrapoláveis para a espécie humana. A presente dissertação teve como objectivo caracterizar uma amostra de cadelas e gatas com neoplasias mamárias, apresentadas à consulta no ano de 2008, no Hospital Veterinário de Almada. De seguida procedeu-se à análise estatística da amostra populacional, de modo a descrever os animais afectados e a relacionar as características morfológicas e histopatológicas recolhidas com a informação presente nas referências bibliográficas pesquisadas. A caracterização foi feita com base na espécie, raça, idade, apresentação clínica, factores ambientais, classificação histológica, metastização regional e à distância e na sobrevivência após mastectomia. Na amostra investigada foram identificadas 19 neoplasias mamárias: 13 em cadelas; 6 em gatas. Este estudo identificou os tumores mamários como as neoplasias mais comuns ( 50%) em ambas as espécies e calculou uma prevalência de 4 tumores mamários em cada 100 fêmeas em risco...

Estudo clínico, histopatológico e imunoistoquímico de neoplasias mamárias em cadelas

Feliciano,M.A.R.; Silva,A.S.; Peixoto,R.V.R.; Galera,P.D.; Vicente,W.R.R.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.08%
O objetivo foi realizar um estudo clínico e epidemiológico de neoplasias mamárias em cadelas, considerando-se histórico reprodutivo, exame físico, diagnóstico histopatológico e imunoistoquímico. Utilizaram-se 60 neoplasias mamárias, divididas em grupos (grupo 1 - benigno, e grupo 2 - maligno). Avaliaram-se dados do histórico reprodutivo, o exame físico e achados histopatológicos e imunoistoquímicos para fator de crescimento endotelial vascular. Ao estudo do histórico reprodutivo, encontraram-se 90% dos animais com irregularidade de cio, 86,63% das cadelas não foram medicadas com contraceptivos e 83,33% não eram castradas. Ao exame físico, não foi verificada diferença (p>0,05) entre grupos ao se avaliar consistência das massas, regularidade da superfície tumoral e localização anatômica dos tumores. Quanto ao tamanho das massas, verificou-se diferença entre os grupos (p=0,0077), com 0,78±1,13cm para o grupo 1 e 1,81±2,29cm para o grupo 2. Diagnosticaram-se 40% de massas benignas e 60% de malignas, de acordo com os tipos de neoplasias. Para VEGF, verificaram-se valores médios de 2,22±0,89 para tumores malignos e 1,66±0,91 para benignos, com diferença entre grupos (p=0,0315). As neoplasias mamárias em cadelas não apresentam características de histórico reprodutivo e de exame clínico que auxiliem o diagnóstico diferencial...

Expressão de Cyr61 em glândulas mamárias normais e neoplásicas de cadelas

Miguel,Marina Pacheco; Sales,Tatyane Penha; Menezes,Liliana Borges de; Moraes,Júlia Miranda; Moura,Veridiana Maria Brianezi Dignani de; Brito,Luiz Augusto Batista; Araújo,Eugênio Gonçalves de
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.92%
As neoplasias mamárias são as mais frequentes em cadelas, representando 25 a 30% do total das afecções neoplásicas das fêmeas caninas. Durante a carcinogênese ocorrem várias modificações na expressão de proteínas, como a Cyr61, envolvida na proliferação celular e na angiogênese. Assim, este estudo teve por objetivo determinar o perfil de expressão dessa proteína, por meio da técnica de imunoistoquímica, em glândulas mamárias normais e neoplásicas de cadelas. Para tal, foram selecionados 10 casos de cada um dos diagnósticos: adenoma simples, carcinoma complexo e carcinoma simples sólido, além de 10 fragmentos de glândulas mamárias normais, perfazendo o total de 40 fragmentos. O anticorpo policlonal anti-Cyr61 apresentou marcação em células epiteliais mamárias normais, evidenciando seu papel nos mecanismos de apoptose e proliferação celular. Houve ainda acentuada imunomarcação em tecidos mamários normais e com adenomas, e marcação discreta em carcinomas, diferente do padrão de expressão observado no tecido mamário de mulheres. A expressão constitutiva da proteína Cyr61 foi demonstrada no tecido mamário canino, constituindo uma alternativa de investigação neoplásica para as alterações mamárias de cadelas.

Tomografia computadorizada do tórax de cadelas portadoras de neoplasias mamárias malignas: I - determinação da técnica do exame; Computed tomography exam of the thorax of bitches with malignant mammary gland tumors: I - Technical exam determination

Pinto, Ana Carolina Brandão de Campos Fonseca; Iwasaki, Masao; Figueiredo, Cláudia; Cortopassi, Sílvia Renata Gaido; Sterman, Franklin de Almeida
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2006 POR
Relevância na Pesquisa
46.87%
Visto a importância das neoplasias mamárias malignas na clínica médico-veterinária e as novas perspectivas do diagnóstico por imagem na avaliação de pacientes portadores dessas neoplasias, o presente trabalho visou analisar alguns aspectos técnicos relativos ao exame de tomografia computadorizada contrastada da cavidade torácica quais sejam, tempo de realização do exame, escolha da espessura dos cortes transversais, qualidade de contrastação dos vasos mediastinais, abertura de janela e nível para obtenção das imagens de pulmão, mediastino e arcabouço ósseo, tendo em vista a escassez de informações na literatura consultada. Para tanto, foram realizados exames de tomografia computadorizada contrastada da cavidade torácica de vinte fêmeas da espécie canina, de diferentes raças e idades, portadoras de neoplasias mamárias malignas encaminhadas ao Serviço de Diagnóstico por Imagem do Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo pelos Serviços de Obstetrícia e Ginecologia e de Cirurgia de Pequenos Animais da mesma instituição. Concluiu-se que, o tempo médio para realização da tomografia contrastada completa do tórax, com aproximadamente trinta cortes foi de 30 minutos; o posicionamento em decúbito esternal com os membros tracionados cranialmente...

Canine mammary tumors in Santos, Brazil: clinicopathological and survival profile; Neoplasias mamárias caninas em Santos, Brasil: perfil clinicopatológico e de sobrevida

Biondi, Luiz Roberto; Gentile, Luciana Boffoni; Rego, Alexandre Aparecido Mattos da Silva; Noronha, Nathalia Pisciottano; Dagli, Maria Lucia Zaidan
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2014 ENG
Relevância na Pesquisa
46.89%
Tumors of the mammary glands are the most common neoplasms in dogs in our country; however, there are few Brazilian reports dedicated to clinicopathological and survival studies about this disease. This report aims the clinical and pathological study of canine mammary tumors in the Santos Metropolitan Region, an area in Sao Paulo state with an estimated canine population of 120,000 animals. Data of 14,298 dogs were collected retrospectively from the medical records of the Veterinary Medical Teaching Hospital of the Metropolitan University of Santos – São Paulo – Brazil. During the study period, from records of 317 females with histopathological diagnosis of neoplasia, 170 were mammary epithelial lesions distributed in 13 benign tumors, 152 malignant (89.4% of diagnosis) and 5 non-neoplasic epithelial lesions (ductal hyperplasia). The highest prevalent malignant tumor was tubular carcinoma (38.2% of diagnosis) and Grade I tumors, corresponding to 73.0% of all diagnosis. The results have shown clinical staging of canine mammary neoplasms as an important prognostic survival factor and, in a multivariate analysis, tumor diameter, tumor grade, adjuvant chemotherapy and recurrence as covariates with predictive value for survival. Moreover...

Estudo histoquímico de proteínas fibrilares da matriz extracelular em neoplasias mamárias benignas e malignas na espécie canina; Histochemical study of fibrillar proteins of the extracellular matrix in benign and malignant mammary neoplasms in dogs

Martins, Ana Maria Cristina Rabello Pinto da Fonseca; Tamaso, Elia; Guerra, José Luiz
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 ENG
Relevância na Pesquisa
67.09%
A finalidade do presente trabalho foi estudar algumas das proteínas fibrilares da matriz extracelular de 54 neoplasias mamárias benignas e malignas na espécie canina, utilizando métodos histoquímicos: Picrosirius associado à polarização para fibras colágenas , método de Gordon - Sweats para fibras reticulares e método de Weigert com e sem oxidação para fibras elásticas. Evidenciou-se na matriz uma grande variabilidade na quantidade, distribuição e características dos componentes matriciais presentes nos diferentes tipos de neoplasias. Detectou-se, assim, colágeno I, III e elementos do sistema elástico, distribuídos diferentemente nas neoplasias benignas e malignas. O método Picrosirius simples e associado à polarização permitiu a visualização do colágeno sob a forma de fibras espessas distribuídas irregularmente no estroma dos carcinomas e de modo mais ordenado e regular nas neoplasias benignas e, fibras mais finas, em menor quantidade, irregularmente e aleatoriamente dispostas nos carcinomas e regularmente nas neoplasias benigna. Sob luz polarizada os feixes de fibras colágenas , apresentaram diferentes comprimentos, avermelhados ou amarelados e fortemente birrefringentes, sugerindo serem colágeno tipo I e...

Alterações Clínicas, Epidemiológicas, Citológicas, Histológicas e Estadiamento de Cães com Neoplasias Mamárias

Ribas, Cristina Rauen; UFPR; Dornbusch, Peterson Triches; UFPR; de Faria, Marconi Rodrigues; PUCPR; Wouk, Antônio Felipe Paulino de Figueiredo; UFPR; Cirio, Silvana Maris; UFPR
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.85%
As neoplasias de glândulas mamárias são comumente encontradas na rotina da clínica médica de pequenos animais, sendo superadas em número de casos apenas por neoplasias de pele. A epidemiologia das neoplasias mamárias baseia-se principalmente no acometimento de cadelas não castradas ou castradas após vários cios, na faixa etária geriátrica, sem qualquer predisposição racial. Etiologicamente desenvolve-se a partir da produção de estrógeno e progesterona em progressão geométrica a cada ciclo estral apresentado durante a vida da cadela. O objetivo deste estudo foi analisar os aspectos clínicos, epidemiológicos, citológicos, histopatológicos e o estadiamento de 36 cadelas acometidas com neoplasias mamárias. Neste estudo, observou-se que 88,88% das cadelas avaliadas não eram castradas e que a média de idade total foi equivalente a 9,9 anos, sem diferença entre porte e idade, acometendo animais obesos, e com maior acometimento de cadelas sem raça definida, as quais compreendem o maior número de animais atendidos na unidade hospitalar estudada. Foi encontrado um maior número de adenocarcinomas em pacientes com estadiamento de grau IV. Conclui-se que a incidência de neoplasias mamárias...