Página 1 dos resultados de 363 itens digitais encontrados em 0.113 segundos

Cancro do colo do útero

Malheiro, Sónia
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
106.45%
Monografia apresentada à Universidade Fernando Pessoa para obtenção do grau Licenciada em Enfermagem.; O cancro do colo do útero assume uma grande importância em termos mundiais, na medida em que constitui o segundo lugar entre as neoplasias mais frequentes nas mulheres. Neste seguimento, importa referir que a nível europeu, Portugal é, entre os 25 países que constituem a comunidade europeia, aquele onde a mortalidade tem mais expressão. Estabelecendo a ponte entre dois factos essenciais como sendo a mortalidade decorrente desta neoplasia e a sua diminuição significativa aquando da adesão aos exames de rastreio, compreende-se então que a omissão do rastreio do cancro do colo do útero, assim como a falta de conhecimentos acerca do referido exame, poderão ser alvo de intervenção por parte dos profissionais de saúde, nomeadamente os enfermeiros. Para tal, revela-se determinante que o enfermeiro identifique determinados aspectos referentes a uma dada população, para que desta forma consiga estabelecer um paralelismo entre o que é do conhecimento das mulheres e qual o trabalho das equipes de saúde a realizar, nomeadamente em relação ao acesso aos cuidados de saúde primários e à consulta da mulher. De forma a dar resposta ao acima enunciado...

Conhecimento, atitude e práticas na prevenção do câncer de colo uterino e hpv em adolescentes; Knowledge, attitude and practice in the prevention of cervical cancer and HPV in adolescents; Conocimientos, actitudes y prácticas en la prevención de cáncer cervicouterino y el VPH en adolescentes

CIRINO, Ferla Maria Simas Bastos; NICHIATA, Lúcia Yasuko Izumi; BORGES, Ana Luiza Vilela
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
86.27%
O início sexual cada vez mais cedo propicia alta vulnerabilidade da adolescente a problemas da esfera sexual/reprodutiva, incluindo o câncer de colo uterino e a infecção pelo HPV. O presente estudo teve como objetivo identificar o conhecimento, atitude e prática na prevenção do câncer de colo uterino e infecção pelo HPV na população adolescente e avaliar as situações que as tornam vulneráveis. Trata-se de estudo transversal realizado em uma escola pública de São Paulo com 134 adolescentes entre 14 e 19 anos. Verificou-se idade de iniciação sexual aos 14,8 anos em média. Grande parte das adolescentes não apresentou conhecimento adequado sobre a prevenção desta neoplasia. A adesão ao Papanicolaou também se mostrou baixa. As estatísticas justificam a inserção da adolescente nos programas de detecção deste câncer. É preciso haver investimentos na educação sexual nas instituições de ensino e associar campanhas de Papanicolaou com atividades educativas, com enfoque adequado e linguagem apropriada.; Sexual initiation increasingly early offers high vulnerability of adolescent to problems in the sexual/reproductive scenario, including cancer of the uterine cervix and HPV infection. This study aimed to identify the knowledge...

Tratamento adjuvante do câncer de colo uterino em estadios iniciais : revisão sistemática quantitativa

Rosa, Daniela Dornelles
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.14%
Base teórica: Para pacientes com câncer de colo uterino em estádios iniciais (IA2-IIA) e fatores de risco para recorrência, a radioterapia pós-operatória diminui a incidência de recorrência local, embora sem impacto na sobrevida. Os fatores de risco incluem metástases em linfonodos, invasão do espaço linfovascular, invasão com profundidade maior do que 10mm, invasão microscópica de paramétrios, histologia não-escamosa e margens cirúrgicas comprometidas. Além disso, essas pacientes possivelmente estejam sob risco de disseminação subclínica da doença, o que não seria afetado pela radioterapia direcionada à pelve. Desta forma, esta revisão sistemática foi realizada com o objetivo de avaliar as evidências disponíveis para a adição de quimioterapia ao tratamento adjuvante radioterápico de pacientes com câncer de colo uterino em estádios iniciais com fatores de risco de mau prognóstico. Objetivos: Avaliar a sobrevida, a sobrevida livre de progressão e as taxas de recorrência do câncer de colo uterino em estádios iniciais (estádios IA2-IIA) com fatores de risco para recorrência, tratado com quimioterapia e radioterapia adjuvantes versus apenas radioterapia adjuvante. Estratégias de busca: Foram realizadas buscas no Cochrane Gynaecological Cancer Group Trials Register (busca realizada em dezembro de 2004)...

Carcinoma adenoescamoso versus adenocarcinoma de colo uterino estádio inicial em pacientes submetidas à histerectomia radical : uma análise prognóstica

Reis, Ricardo dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.08%
Objetivo: com o intuito de avaliar se a histologia (adeno carcinoma vs carcinoma adenoescamoso) é um indicador prognóstico independente em pacientes com câncer de colo uterino estádio IB1 após histerectomia radical. Método: todas as pacientes com adenocarcinoma ou carcinoma adenoescamoso que foram submetidas à histerectomia radical entre outubro de 1990 e dezembro de 2006, na Universidade do Texas M.D. Anderson Cancer Center, foram avaliadas. Dados clínico-patológicos coletados incluíram idade, estádio da doença, grau histológico, status dos linfonodos pélvicos, envolvimento parametrial, profundidade de invasão estromal, evidência de invasão dos espaços linfo-vasculares (IELV) e terapia adjuvante. As pacientes foram categorizadas como doença de “baixo risco” ou “alto risco” dependendo dos achados patológicos finais.Resultados: nós identificamos 126 pacientes com câncer de colo uterino estádio IB1 de carcinoma adenoescamoso (n = 29) ou adenocarcinoma (n = 97). O seguimento (mediana) das pacientes foi de 79 meses (variação 1,7-184,6). A idade (mediana) foi 40,3 anos para pacientes com adenocarcinoma e 35,2 anos para pacientes com carcina adenoescamoso (P = 0,88). Grau histológico III e IELV foram mais comuns em pacientes com tumores adenoescamosos...

O papilomavirus humano e lesões do colo uterino

Rosa, Maria Inês da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106%
Analisamos uma coorte de mulheres no sul do Brasil, com objetivo de identificar associações epidemiológicas para persistência e cura da infecção pelo HPV e realizamos uma metanálise para determinar a acurácia da telomerase nas lesões precursoras do câncer cervical. Métodos: O estudo de coorte foi iniciado em fevereiro de 2003. Foram coletados espécimes cervicais para citologia oncótica e para detecção do DNA HPV na entrada do estudo e no seguimento. O desfecho foi dividido em quatro categorias: (1) persistência, (2) conversão (3) cura. A quarta categoria (referência) eram mulheres negativas no início que permaneceram negativas. Foram usados o teste χ2 de Pearson, regressão logística multinomial e Kaplan- Meier para análise estatística. Para a metanálise foram incluídos estudos que comparavam o teste de telomerase (TRAP) e anatomopatológicos, obtidos por biópsias cervicais para diagnóstico de lesões cervicais. Resultados: A Incidência de HPV foi 12,3%. O HPV16 foi o tipo mais encontrado (18,6%), entre as 501 mulheres do estudo.Trinta e quatro mulheres (6,78%) ficaram persistentemente infectadas pelo HPV, estando essa categoria associada à idade da sexarca inferior a 21 anos (OR = 3,14, IC 95%, 1,43-6...

Controle do câncer do colo de útero: uma análise de dois anos de coleta do exame citopatológico em uma Unidade de Saúde da Família

Araújo, Priscila Braga de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.31%
Vários estudos têm apontado altas taxas de incidência e mortalidade por câncer de colo de útero e a baixa cobertura do exame de prevenção. Este trabalho teve por objetivo analisar 395 exames citopatológico de colo de útero realizados em mulheres com idade entre 13 e 85 anos usuárias de uma Unidade de Saúde da Família, no Município de Canoas (RS), de julho de 2006 a julho de 2008. Foi determinada a faixa etária, escolaridade, as alterações mais freqüentes e se há relação entre a faixa etária, escolaridade e as alterações dos exames coletados. Na amostra analisada observou-se que 70,9% dos exames apresentaram algum tipo de alteração, seja ela precursora do Câncer de Colo de útero ou não, destas alterações, 26% apresentou Lactobacilo; 29,7% apresentou Cocobacilos; 11,8% apresentou Bacilos Supracitoplasmático/gardnerella vaginalis; 5,7% apresentou Candidíase; 1,2% apresentou trichomonas Vaginalis, sendo 76,46% estando representados pelos tecidos escamoso e glandular. Das alterações cervicas 52,6% da amostra apresentou leucócitos e apenas 0,6% apresentou Lesão Intra Epitelial – NIC I e HPV. Em relação à faixa etária destas mulheres mais de 54% tinham menos de 40 anos e 68,6% do total da amostra apresentaram ensino fundamental incompleto...

Prevenção do cancro do colo do útero: intervenção do enfermeiro ao nível primário e secundário

Oliveira, A; Ferreira, F; Leão, MM
Fonte: Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca Publicador: Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
106.4%
Introdução: O cancro do colo do útero apresenta-se como a 2ª causa de morte entre as mulheres. É das patologias cuja prevenção e detecção precoce trava a evolução do processo oncológico. Cabe ao enfermeiro, enquanto elemento promotor da saúde da comunidade, intervir nos vários níveis de actuação de modo a contribuir para um maior esclarecimento das mulheres face a esta patologia e capacitar a população para procurar os programas de rastreio e tratamento, melhorando os níveis de morbilidade e consequentemente de mortalidade associados a esta doença. Objectivo: Apresentar as acções de Enfermagem no âmbito da prevenção primária e secundária do cancro do colo do útero, enquanto elemento integrado numa equipa pluridisciplinar de uma Unidade de Colposcopia. Desenvolvimento: Numa Unidade de Colposcopia, a equipa de saúde recebe, no compto geral, mulheres com citologias cervico-vaginais alteradas. Assim sendo, a função do enfermeiro evidencia-se sobretudo ao nível secundário – isto é, participado activamente no processo de diagnóstico histológico, tratamento e acompanhamento das mulheres com lesões pré cancerígenas e sensibilizando para a gigantesca importância da execução da citologia cervico-vaginal na detecção precoce de alterações celulares. No entanto...

diagnóstico da infecção pelo HPV em lesões do colo do útero em mulheres HIV+: acuidade da histopatologia

Souza,Néli Sueli Teixeira de; Melo,Victor Hugo do; Castro,Lúcia Porto Fonseca de
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2001 PT
Relevância na Pesquisa
116.14%
Objetivo: comparar a acurácia do estudo histopatológico e da reação em cadeia por polimerase (PCR) no diagnóstico da infecção pelo papilomavírus humano (HPV) em lesões do colo uterino de mulheres infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). Métodos: foram estudadas 52 mulheres soropositivas para o HIV com lesões cervicais clinicamente suspeitas de HPV nas quais se realizou raspado ectocervical para a PCR e biópsia dirigida pela colposcopia, para o estudo histopatológico. As amostras de três pacientes se mostraram sem qualidade para a PCR, reduzindo a população estudada para 49. Resultados: a prevalência de HPV foi de 53% pela histopatologia e de 85,7% pela PCR. Dentre as 42 pacientes com HPV detectado pela PCR, 26 foram confirmadas pela histopatologia (sensibilidade = 61,9%). Esta, por sua vez, não demonstrou nenhum resultado falso-positivo (especificidade = 100%), com predição positiva de 100%. Comparando-se os dois resultados, encontrou-se para a histopatologia: valor preditivo positivo = 100% e valor preditivo negativo = 30,4%. Das 26 pacientes com histopatologia positiva para HPV, 15 (57,6%) apresentaram neoplasias intra-epiteliais cervicais (NIC). O risco relativo de uma paciente com HPV apresentar NIC foi de 13...

Câncer de colo do útero: mortalidade em santa catarina - Brasil, 2000 a 2009

Arzuaga-Salazar,Maria Angélica; Souza,Maria de Lourdes de; Martins,Haimee Emerich Lentz; Locks,Maria Teresa Rogério; Monticelli,Marisa; Peixoto,Heloisa Galotti
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
86.31%
O câncer de colo do útero no Brasil é a terceira neoplasia mais comum em mulheres e apresenta alta mortalidade. O objetivo foi o de avaliar a mortalidade por câncer de colo do útero, ocorrida no Estado de Santa Catarina, no período de 2000 a 2009. Estudo descritivo de base populacional, com a inclusão de todos os óbitos de mulheres, por câncer de colo do útero. Nos dados coletados do Sistema de Informação de Mortalidade, do Ministério da Saúde brasileiro, foram identificadas 1253 mortes de mulheres associadas a esta neoplasia. A taxa de mortalidade calculada variou no período entre 3,6 a 4,9 mortes por 100.000 mulheres, sendo mais elevada em mulheres com sessenta e mais anos. A enfermagem contribui para a construção da cultura de prevenção desta neoplasia, para realização dos testes diagnósticos e para a captação e o seguimento das mulheres de risco pela rede básica de saúde.

Tendência da incidência de câncer do colo do útero invasor em quatro capitais brasileiras: dados dos registros de câncer de base populacional, 1990-2004

Ayres,Andréia Rodrigues Gonçalves; Silva,Gulnar Azevedo e; Guimarães,Raphael Mendonça
Fonte: Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
126.41%
Os Registros de Câncer de Base Populacional (RCBP) coletam sistematicamente dados de serviços de diagnóstico e tratamento de pacientes por câncer, fornecendo assim dados de incidência de câncer. No Brasil, os primeiros RCBP surgiram em Recife e São Paulo na década de 1960, e atualmente existem 28 distribuídos entre capitais e demais cidades pelo país. O objetivo do estudo é Analisar a tendência das taxas de incidência do câncer do colo do útero com base nos dados de RCBP selecionados. Foram acessados os dados disponibilizados no site do Instituto Nacional de Câncer (INCA) dos RCBP de Fortaleza, Porto Alegre, Recife e São Paulo, para obtenção do número de casos para neoplasia maligna do colo do útero, neoplasia do útero porção não especificada e carcinoma in situ do colo do útero por idade. Foram utilizados os denominadores populacionais informados pelo Ministério da Saúde (Datasus). Foram calculadas as taxas específicas por idade para os grupos etários estratificados de 25 a 34, 35 a 49 e 50 a 59 anos. A tendência foi analisada por regressão polinomial. Os períodos com informações disponíveis de 1990 a 2004 variaram de 7 a 13 anos. A análise gráfica mostrou menor regularidade para Recife. A tendência de incidência para o câncer do colo do útero foi declinante e pode ser...

Conhecimento, atitude e práticas na prevenção do câncer de colo uterino e hpv em adolescentes

Cirino,Ferla Maria Simas Bastos; Nichiata,Lúcia Yasuko Izumi; Borges,Ana Luiza Vilela
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
86.08%
O início sexual cada vez mais cedo propicia alta vulnerabilidade da adolescente a problemas da esfera sexual/reprodutiva, incluindo o câncer de colo uterino e a infecção pelo HPV. O presente estudo teve como objetivo identificar o conhecimento, atitude e prática na prevenção do câncer de colo uterino e infecção pelo HPV na população adolescente e avaliar as situações que as tornam vulneráveis. Trata-se de estudo transversal realizado em uma escola pública de São Paulo com 134 adolescentes entre 14 e 19 anos. Verificou-se idade de iniciação sexual aos 14,8 anos em média. Grande parte das adolescentes não apresentou conhecimento adequado sobre a prevenção desta neoplasia. A adesão ao Papanicolaou também se mostrou baixa. As estatísticas justificam a inserção da adolescente nos programas de detecção deste câncer. É preciso haver investimentos na educação sexual nas instituições de ensino e associar campanhas de Papanicolaou com atividades educativas, com enfoque adequado e linguagem apropriada.

Câncer de colo uterino: atenção integral à mulher nos serviços de saúde

Soares,Marilu Correa; Mishima,Silvana Martins; Silva,Renata Cunha da; Ribeiro,Caroline Vargas; Meinckes,Sonia Maria Könzgen; Corrêa,Ana Cândida Lopes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
86.05%
Objetivou-se compreender como os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde estão organizados para contemplar a integralidade na atenção à mulher com câncer de colo uterino. Pesquisa qualitativa, descritiva, com 20 mulheres. Utilizou-se na coleta dos dados a entrevista semiestruturada conjugada à observação participante. A análise temática evidenciou o tema "A procura pela assistência: o acesso ao Sistema Único de Saúde e a utilização dos serviços na busca de atenção integral". Identificou-se que, na utilização dos serviços de saúde, as mulheres expuseram concepções sobre a atenção recebida, as potencialidades e limites da integralidade nesse contexto. Conclui-se que a efetivação das ações de saúde, em busca da integralidade da atenção às mulheres, requer ousadia e a promoção do diálogo entre os atores sociais, como forma de construir uma consciência sanitária que permita o compromisso ético em direção às mudanças necessárias ao cuidado.

Gráfico de incidência do câncer no Brasil

Universidade Aberta do SUS da Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS/UFMA
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.16%
O material é componente do Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa da UNA-SUS/UFMA (Unidade 01, do módulo 07). Trata-se de um recurso educacional interativo que apresenta um gráfico de incidência do câncer no ano de 2011, de acordo com os órgãos acometidos, como: próstata, estômago, útero, dentre outros.

Agenda e processo de trabalho na APS para atenção à saúde da mulher - prevenção e diagnóstico precoce do Câncer de Mama e Colo Uterino

Núcleo Telessaúde SC
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.14%
Este vídeo aborda a agenda e processo de trabalho na prevenção e diagnóstico precoce do Câncer de Mama e Colo Uterino para atenção à Saúde da Mulher.

Câncer do colo uterino: rastreamento, marcador biológico e polimorfismo genético

Cobucci, Ricardo Ney Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
116.32%
Existem fortes evidências de que os programas de rastreamento baseados em citologia resultaram em diminuição significativa da incidência e mortalidade por câncer do colo do útero, no entanto, um excesso substancial de tratamento de lesões intraepiteliais de baixo grau que dificilmente progrediriam para carcinoma cervical resulta da baixa especificidade do tradicional rastreio citológico. A detecção precoce das lesões através do rastreamento citológico e a avaliação do grau histológico em espécimes cervicais são fundamentais, entretanto não permitem identificar quais pacientes terão maior probabilidade de progressão para lesões de alto grau e carcinoma invasivo. A busca de potenciais marcadores de prognóstico; objetivando o entendimento da progressão das lesões intraepiteliais é de suma importância. Acredita-se que fatores imunoregulatórios, imunogenéticos e proteínas do ciclo celular estejam intimamente envolvidos no processo de carcinogênese. Considerando o exposto, a proposta do projeto foi inicialmente avaliar a eficácia da citologia oncológica no rastreamento do câncer cervical, foi investigado ainda o polimorfismo do gene do fator de transcrição FOXP3 e a expressão da proteína do ciclo celular P63 (P63) associados respectivamente a diagnóstico e prognóstico das lesões cervicais. Em um primeiro momento foi realizado estudo transversal que envolveu 3194 mulheres. As participantes foram submetidas à citologia e biópsia de colo dirigida por colposcopia e os resultados foram comparados para verificar-se a acurácia do teste de Papanicolaou na detecção de lesões intraepiteliais e câncer cervical. Posteriormente...

Controle da neoplasia maligna do colo de útero: a resolutividade na atenção básica

Silva, Magna Maria Pereira da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; Assistência à Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; Assistência à Saúde
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.27%
A quantitative, descriptive, cross-sectional and retrospective study, using technical procedures of document consultation from secondary sources and health household survey with application form for face to face inter views, with the assent nº.039/2011 from the Ethics Committee of the Federal University of Rio Grande do Norte. The aim of this study was to analyze the cervix cancer control in the area47 of the Health Family Centre Nova Natal II. The cancer cervix is the second most common cancer among women worldwide. In Brazil screening for early detection and treatment of disease has been poorly done and follow-up to reduce mortality has not been executed. From a total of1170women belonging to area 47, who under went screening by the Pap test in the period from 2005 to 2010,was elected a sample of 38 women with positive cervical changes, over 18 years old. The calculation of frequency analysis of socio demographic and clinical and epidemiological selected variables with the results of cervical changes, using the X2 test and taking as significance level of p<0.05 was not statistically significant. The predominant age range was 25 to 64 years (68.9%), most no white women (60.5%), predominantly with primary education (57.9%), most married (68.4%) and housewives (68.4%) with early age of sexual activity (86.8%)...

Adequabilidade dos esfregaços cervicais frente aos principais fatores pré-laboratoriais que podem interferir na análise do exame citopatológico.; Adequacy of cervical smears before the main factors pre-lab that can interfere with the analysis of cervical screening.

MARTINS, Marcelo Rodrigues
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde - Medicina Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde - Medicina
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.32%
Background: Cervical cancer in Brazil has one of the highest incidence rates. Screening this neoplasia is effective when a cytopathological test stained by Papanicolaou method is performed. However, the quality of cytopathological samples directly influences the screening effectiveness. Eventhough, this method has been criticized due to the high rates of false-negative, due to collection errors, routine scrutiny and the interpretation of cytological changes. Amongst the collection errors, the absence of endocervical cells and bad fixation are highlighted as one of the main concerns. Objectives: to assess the profile of professionals in charge of collecting cytopathological samples as well as verify whether the experience time and the working conditions are associated with sample adequability, verify the main difficulties and easiness reported by the professionals regarding cervical smears collection by using different fixation techniques, verify which fixation technique shows better performance concerning samples adequability and whether the fixation technique influences the detection of precursory injuries; verify the frequency of satisfactory cervical smears, the factors which could partially make samples obscure or make them unsatistactory for the analysis...

Agenda e processo de trabalho na APS para atenção à saúde da mulher - prevenção e diagnóstico precoce do Câncer de Mama e Colo Uterino

Núcleo Telessaúde SC
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Vídeo 60 minutos de duração, colorido com áudio.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.14%
Este vídeo aborda a agenda e processo de trabalho na prevenção e diagnóstico precoce do Câncer de Mama e Colo Uterino para atenção à Saúde da Mulher.; Versão 1.0

Gráfico de incidência do câncer no Brasil

Universidade Aberta do SUS da Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS/UFMA
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Material interativo em formato HTML contendo imagens coloridas e botões de ação.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.16%
O material é componente do Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa da UNA-SUS/UFMA (Unidade 01, do módulo 07). Trata-se de um recurso educacional interativo que apresenta um gráfico de incidência do câncer no ano de 2011, de acordo com os órgãos acometidos, como: próstata, estômago, útero, dentre outros.; Ministério da Saúde

Sobrevida de mulheres com câncer de colo uterino diagnosticadas em um centro brasileiro; Sobrevida de mujeres con cáncer de cuello uterino diagnosticadas en un centro brasileño; Survival of a cohort of women with cervical cancer diagnosed in a Brazilian cancer center

Carmo, Claudio Calazan do; Luiz, Ronir Raggio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2011 ENG
Relevância na Pesquisa
86.13%
OBJECTIVE: To assess overall survival of women with cervical cancer and describe prognostic factors associated. METHODS: A total of 3,341 cases of invasive cervical cancer diagnosed at the Brazilian Cancer Institute, Rio de Janeiro, southeastern Brazil, between 1999 and 2004 were selected. Clinical and pathological characteristics and follow-up data were collected. There were performed a survival analysis using Kaplan-Meier curves and a multivariate analysis through Cox model. RESULTS: Of all cases analyzed, 68.3% had locally advanced disease at the time of diagnosis. The 5-year overall survival was 48%. After multivariate analysis, tumor staging at diagnosis was the single variable significantly associated with prognosis (p; OBJETIVO: Avaliar a sobrevida global de mulheres com câncer de colo uterino e identificar fatores prognósticos relacionados. MÉTODOS: Todos os 3.341 casos tratados no Instituto Nacional de Câncer, Rio de Janeiro, RJ, entre 1999 e 2004 foram selecionados e seus dados clínicos, anatomo-patológicos e de seguimento foram coletados. Foram utilizados a curva de Kaplan-Meier e o modelo de Cox para avaliação da sobrevida e para análise logística múltipla, respectivamente. RESULTADOS: Dos casos estudados, 68...