Página 1 dos resultados de 2792 itens digitais encontrados em 0.043 segundos

A natureza da ciência como saber escolar: um estudo de caso a partir da história da luz; The nature of science as a scholar knowledge: a case study from the history of light

Forato, Thaís Cyrino de Mello
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
106%
A relevância de ensinar conteúdos sobre as ciências, e não apenas conteúdos científicos tradicionais, tem se intensificado nas pesquisas educacionais das últimas décadas. Nesse sentido, a história da ciência configura-se um recurso pedagógico interessante para tratar sobre a construção do conhecimento científico em ambiente escolar. Entretanto, a confluência das necessidades dos campos didático-pedagógico e histórico-epistemológico prevê alguns obstáculos por enfrentar para transformar a natureza da ciência em saber escolar no ensino médio. Assim, buscamos analisar tais desafios e aventar propostas para seu enfrentamento mediante os fundamentos dos quadros teóricos estudados e de uma investigação empírica. Adotamos como estratégia metodológica o confronto entre tais desafios previstos com as dificuldades vivenciadas na elaboração, no acompanhamento da aplicação e na análise de um curso piloto para o ensino médio, aplicado em uma escola pública da zona sul da cidade de São Paulo. Utilizamos três episódios da história da luz para tratar de alguns aspectos epistemológicos que problematizavam, principalmente, uma visão empírico-indutivista da ciência. Foi possível mapear uma série de obstáculos...

Relatos dos professores de ciências sobre a natureza da ciência e sua relação com a história e a filosofia da ciência; Report of Teachers of Science on the nature of science and its relationship with the History and Philosophy of Science.

Santana, Edson Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
106.09%
A abordagem da natureza da ciência e sua relação com a história e a filosofia da ciência, têm sido reconhecida tanto no âmbito nacional, como é possível encontra-la nos PCNs ( Parâmetros Currriculares Nacionais ), e também no contexto internacional como apresenta o Projeto 2061 produzido pela AAAS ( Associação Americana para o Progresso da Ciência ). Além destas, o tema é constante em diversas pesquisas, demonstrando assim sua relevância. Esta pesquisa procurou compreender como os professores interpretariam esta temática. O resultado demonstrou problemas com esta compreensão, ou seja, os professores não teriam estas questões bem compreendidas e, portanto as mesmas poderiam ser abordadas de formas inadequadas ou simplesmente não seriam abordadas. Há também um outro fator, pois diferentemente de outras questões relacionadas ao Ensino de Ciência como Sexualidade e Meio Ambiente, cujas mesmas são relatadas pelos professores. A temática sobre a natureza da ciência e sua conexão com a história e a filosofia da ciência, além de mal compreendidas, não haveria ainda uma clara consciência sobre a importância do assunto. Assim caberia aos cursos de formação de professores tratar a questão em duas frentes...

Discutindo a natureza da ciência a partir de episódios da história da cosmologia; Discussing the nature of science from episodes of the history of cosmology

Henrique, Alexandre Bagdonas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
106.08%
Nesta pesquisa estudamos alguns episódios da história da cosmologia no século XX, buscando episódios interessantes que permitiram a discussão de certos aspectos da natureza da ciência de forma explícita na formação inicial de professores de ciências. Um dos objetivos desta pesquisa é fornecer subsídios para que se possa ensinar cosmologia com uma abordagem histórico-filosófica, o que é sugerido pelos PCN no tema estruturador "Universo, Terra e Vida". Esta proposta busca contribuir para a introdução de conteúdos de história e filosofia da ciência nos cursos de formação de professores e consequentemente na educação básica. O episódio histórico escolhido foi a controvérsia entre a teoria do Big Bang e a do Estado Estacionário, que ocorreu a partir da segunda metade do século XX. Tendo em vista a possibilidade de analisar as influências religiosas sobre essa controvérsia, argumentamos sobre a importância de se discutir a relação entre ciência e religião nas aulas de física, utilizando episódios da história da cosmologia como tema motivador. São apresentados três personagens históricos envolvidos nas controvérsias cosmológicas da década de 1950: o Papa Pio XII, Fred Hoyle e Georges Lemaître...

Episódios da história da biologia e o ensino da ciência: as contribuições de Alfred Russel Wallace; Episodes of the history of biology and science teaching: Alfred Russel Wallaces contributions.

Carmo, Viviane Arruda do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.06%
Pesquisadores de vários países consideram que a história da ciência pode constituir uma ferramenta útil para o ensino e aprendizagem da ciência. Como a evolução é um dos assuntos mais importantes abordados no ensino médio, o objetivo desta tese é oferecer um material histórico relacionado a este e outros assuntos biológicos, fornecendo exemplos sobre vários aspectos da natureza da ciência. Para isso, selecionou-se as contribuições do naturalista inglês Alfred Russel Wallace (1813-1903). Embora Wallace e Charles Robert Darwin (1808-1882) tenham chegado independentemente ao princípio da seleção natural e comunicado seus resultados à Linnean Society de Londres em 1858, na maior parte dos livros didáticos Wallace é mencionado somente como o naturalista que motivou Darwin a publicar o Origin of species. Além disso, suas idéias são descritas como sendo muito similares. As contribuições originais de Wallace para a evolução e outros assuntos biológicos são geralmente negligenciadas. Esta tese contém uma introdução e seis capítulos. O Capítulo 1 apresenta uma breve discussão sobre as relações entre a história da ciência e o ensino da ciência. O Capítulo 2 trata do principio de seleção natural a partir do ponto de vista de Wallace. O Capítulo 3 analisa algumas contribuições de Wallace para a biogeografia. O Capítulo 4 aborda as contribuições de Wallace para outros campos da ciência. O Capítulo 5 oferece uma discussão acerca das lições sobre a natureza da ciência que podem ser extraídas deste episódio histórico. O Capítulo 6 apresenta algumas considerações finais sobre o assunto. O estudo deste episódio histórico mostrou que apesar da similaridade das idéias de Darwin e Wallace relacionadas ao princípio da seleção natural em suas publicações a partir de 1858...

Investigação de concepções de alunos de ciências biológicas do IB/USP acerca da Natureza da Ciência; Biological Sciences students conceptions about the Nature of Science

Durbano, João Paulo Di Monaco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
105.98%
Esta pesquisa objetivou levantar concepções de estudantes de Ciências Biológicas sobre a Natureza da Ciência (NdC). Para isso foram utilizados os questionários VNOS-C, desenvolvido por Norman Lederman, Fouad Abd-El-Khalick, Randy Bell e Reneé S. Schwartz, em 2002, e o questionário VOSE, desenvolvido por Sufen Chen, em 2006. Os dois questionários foram aplicados em alunos ingressantes do Curso de Ciências Biológicas do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo em duas etapas, no início e final do primeiro semestre letivo. A fim de complementar os dados fornecidos a partir da aplicação dos questionários VNOS-C e VOSE, foi realizada uma triangulação de metodológica e de dados, onde buscamos: a partir do Questionário Sociocultural e de Opinião Sobre a Importância da NdC, traçar o perfil sociocultural e de opinião dos alunos a respeito das questões investigadas, e, a partir de entrevistas semiestruturadas com professores dos alunos investigados, conhecer possíveis abordagens, em sala de aula, sobre questões da NdC. Para a análise escolhemos alguns aspectos da NdC a saber: a criatividade e imaginação na construção do conhecimento científico, a inserção da ciência na cultura, o papel das teorias na construção do conhecimento científico...

A abordagem da natureza da ciência subsidiada por recursos fílmicos em uma comunidade de prática; The approach of nature of science subsidized by filmic resources in a community of practice

Santana, Edson Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
105.92%
Este trabalho procura discutir as contribuições de uma comunidade de prática (CoP) na formação continuada de professores de Ciências, para abordar o tema da natureza da ciência (NdC) com a utilização de recursos fílmicos de veiculação comercial. Para isso, foram elaborados dois cursos na modalidade extensão universitária, oferecidos pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo e que ocorreram nos dois semestres de 2012, quinzenalmente aos sábados. Os professores participaram nos cursos de forma voluntária. Também há de se destacar que inicialmente não havíamos previsto aplicar dois cursos, no entanto, a pedido dos professores, conforme está documentado nos dados, foi solicitada a criação do segundo curso, aspecto importante e que inclusive reforça o papel das comunidades de prática em processos de formação de professores. Além disso, apontamos que a formação continuada no caso dos professores em serviço poderia inserir tais temas e, portanto, contribuir na compreensão dos professores acerca deste tema. A fonte principal dos dados são as transcrições das aulas e as análises das sequências didáticas produzidas pelos professores. A orientação metodológica, assim como a análise de dados...

Controvérsias envolvendo a natureza da ciência em sequências didáticas sobre cosmologia.; Controversies regarding the nature of science on teaching and learning sequences about cosmology.

Henrique, Alexandre Bagdonas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
106.09%
Nesta pesquisa realizamos estudos sobre história da cosmologia, buscando estimular discussões a respeito de aspectos controversos da ciência, ou sobre a chamada "natureza da ciência". A partir de uma revisão de pesquisas que buscaram subsídios da história e da filosofia das ciências para o ensino de ciências, apresentamos e problematizamos a chamada "visão consensual sobre a natureza da ciência". Essa visão, que tem aparecido em muitas pesquisas recentes, considera que somente os aspectos não controversos dos debates sobre a natureza da ciência devam ser ensinados na educação básica. Com o objetivo de evidenciar o valor de controvérsias na educação, buscamos casos na história da cosmologia que parecem ter potencial para serem levados tanto para a formação inicial e continuada de professores, quanto para o ensino médio. Inicialmente, apresentamos várias influências complexas que atuaram durante o processo de criação e aceitação da teoria da expansão do universo, na primeira metade do século XX. Com base em duas visões antagônicas de filósofos da ciência sobre a mudança das teorias científicas, o racionalismo crítico de Lakatos e o anarquismo epistemológico de Feyerabend, criamos duas sínteses de obras sobre a história da cosmologia: uma reconstrução racional da história e uma história com maior espaço para a pluralidade de teorias e a presença de fatores usualmente considerados não racionais na ciência. Como forma de investigar a viabilidade de levar controvérsias para a educação básica...

A natureza da ciência nos currículos de ciências. Estudo do currículo de Ciências Naturais do 3.º ciclo do ensino básico

Ferreira, Sílvia; Morais, Ana Maria
Fonte: Instituto de Educação e Psicologia da Universidade do Minho Publicador: Instituto de Educação e Psicologia da Universidade do Minho
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
106.01%
O estudo analisa em que medida a mensagem sociológica transmitida pelo Discurso Pedagógico Oficial veiculado no currículo de Ciências Naturais do 3.º ciclo do ensino básico português contempla a natureza da ciência. A investigação apresenta pressupostos epistemológicos e sociológicos e está particularmente baseada na teoria do discurso pedagógico de Bernstein e na conceptualização de Ziman sobre a construção da ciência. O estudo usou uma metodologia mista e seguiu um processo dialéctico entre o teórico e o empírico. Os resultados do estudo mostraram que a construção da ciência está, em geral, presente no currículo mas que a dimensão sociológica externa é a única dimensão com elevado estatuto. Este baixo estatuto geral atribuído à natureza da ciência é reforçado com a elevada ausência, no currículo, de relações intradisciplinares entre conhecimentos científicos e metacientíficos. Os resultados evidenciaram ainda que o Ministério da Educação deixa implícitos para os professores, mesmo quando eles estão presentes, não apenas os conhecimentos metacientíficos a apreender e as competências metacientíficas a desenvolver, mas também as relações intradisciplinares entre conhecimentos científicos e metacientíficos. Encontraram-se diferenças entre os dois documentos do currículo – Competências Essenciais e Orientações Curriculares – que evidenciam processos de recontextualização. Estes resultados são discutidos e exploram-se as suas consequências em termos de aprendizagem científica.

Mitos da didática das ciências acerca dos motivos para incluir a Natureza da Ciência no ensino das ciências

Acevedo,J. A.; Vázquez,A.; Paixão,M. F.; Acevedo,P.; Oliva,J. M.; Manassero,M. A.
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
105.99%
Em certas situações, a Didática das Ciências transmite como mitos algumas crenças que não estão suficientemente sustentadas pela investigação que ela própria produz. Este artigo mostra dois desses mitos relacionados com os motivos que se costumam apontar para incluir a Natureza da Ciência no ensino das ciências, como sejam a suposta relação entre a prática docente e as crenças sobre a Natureza da Ciência, e a crença de que a sua compreensão é um fator chave na hora de tomar melhores decisões cívicas em questões tecnocientíficas de interesse social. A análise que se apresenta realizou-se mediante a revisão de diversos resultados de investigações procedentes da própria Didática das Ciências e também da Psicologia das Decisões. A conclusão aponta para considerar que outros fatores influenciam mais, tornando muito menos lineares essas hipotéticas relações do que alguns especialistas pensam e mais complexa a problemática abordada.

O papel da natureza da ciência na educação para a cidadania

Praia,João; Gil-Pérez,Daniel; Vilches,Amparo
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
105.96%
O presente trabalho tem como propósito dar uma nova contribuição para o debate que se vem desenvolvendo, já faz algum tempo, em volta do papel da natureza da ciência na educação científica e, em particular, na formação de uma cidadania para a participação na tomada de decisões.

O ensino de história da química: contribuindo para a compreensão da natureza da ciência

Oki,Maria da Conceição Marinho; Moradillo,Edílson Fortuna de
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
116.03%
Relata-se um estudo de caso que teve como objetivo explorar as potencialidades de aproximação entre História e Filosofia da Ciência da educação científica mediante utilização do ensino de História da Química. Visou-se auxiliar os alunos na compreensão da natureza da ciência e no aprendizado de conceitos químicos. O estudo envolveu a intervenção de uma professora/investigadora numa disciplina de História da Química e teve caráter exploratório, com abordagem de pesquisa qualitativa. A análise dos resultados utilizou o modelo misto, com categorias analíticas definidas a priori, que nortearam as dimensões epistemológicas de análise e a identificação de categorias emergentes, construídas a partir das respostas dos alunos a questionários abertos. Os resultados obtidos confirmaram a importância do espaço dessa disciplina para os alunos conhecerem a natureza da ciência, adquirindo concepções menos simplistas e mais contextualizadas sobre a ciência, apesar de alguma dificuldade na superação de concepções realistas ingênuas fortemente enraizadas em suas visões epistemológicas.

A influência de uma abordagem contextual sobre as concepções acerca da natureza da ciência de estudantes de física

Teixeira,Elder Sales; Freire Jr.,Olival; El-Hani,Charbel Niño
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
106%
Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa qualitativa sobre as concepções de estudantes de física da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Brasil, acerca da natureza da ciência e sua transformação por uma abordagem contextual do ensino de física. Esta abordagem foi desenvolvida em uma disciplina que aborda a mecânica clássica tendo em conta as dimensões históricas e filosóficas da atividade científica. Para a coleta de dados, utilizamos o questionário VNOS-C e entrevistas semiestruturadas. Os dados foram sistematizados por meio da construção de categorias baseadas nas respostas dos estudantes e, em seguida, foram submetidos a uma análise qualitativa. Os resultados apontaram para uma mudança significativa e favorável das concepções dos estudantes sobre a natureza da ciência em vários aspectos, a despeito da dificuldade observada de superação de algumas noções profundamente enraizadas em suas visões epistemológicas.

"Como trabalham os cientistas?": potencialidades de uma atividade de escrita para a discussão acerca da natureza da ciência nas aulas de ciências

Faria,Cláudia; Freire,Sofia; Galvão,Cecília; Reis,Pedro; Figueiredo,Orlando
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
106%
Vários estudos em educação têm salientado a natureza da ciência como sendo uma componente importante da educação em ciência. Neste trabalho, é apresentada uma atividade de escrita e discussão de histórias imaginadas sobre cientistas, e são discutidas as suas potencialidades para a exploração das ideias dos alunos sobre a atividade científica. Os dados foram recolhidos através de entrevistas com professores e alunos. Foi também efetuada a análise de documentos escritos e a observação das sessões de discussão. Os resultados revelaram a presença, nos alunos, de ideias inadequadas acerca do que é a atividade científica. Revelaram, também, dificuldades por parte dos professores na gestão da discussão e no confronto dessas ideias, que dificultam a compreensão acerca da natureza do conhecimento científico. É sugerido que esta atividade possa ser enriquecida pela sua integração num contexto real, que facilite o estabelecimento de conexões com o trabalho de cientistas reais.

Concepções de alunos do Curso de Pedagogia da UFRN acerca da natureza da ciência: subsídios à formação de professores

Andrade, Clarissa Souza de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.11%
En el campo de la Educación en Ciencias, los estudios acerca de las concepciones de profesores sobre la naturaleza de la ciencia están en crecimiento en las últimas décadas en virtud de la importancia atribuida al saber sobre las ciencias. Manifestando preocupación con la temática, los trabajos de esta línea de pesquisa están investigando concepciones de profesores en formación como también los en ejercicio. Inserido en esa problemática, y preocupado con la formación inicial de profesores, este trabajo tuvo como objetivo principal investigar las concepciones de los alumnos de la Carrera de Pedagogía de UFRN (Universidad Federal de Rio Grande do Norte) acerca de la naturaleza de la ciencia, una vez que los alumnos son, o lo serán, profesores que darán clases de ciencia. El aporte teórico del estudio fue el abordaje ofrecido por la filosofía de la ciencia contemporánea, como también trabajos de literatura especializada sobre la temática NdC (Naturaleza de la Ciencia). En la parte empírica del trabajo utilizamos, como principal instrumento de colecta de datos, un cuestionario abierto, en el cual los alumnos marcaron posiciones sobre varios aspectos de la naturaleza de la ciencia. Fueron sujetos de la investigación 81 alumnos de Pedagogía...

Controvérsias sobre a natureza da luz: uma aplicação didática

Silva, Boniek Venceslau da Cruz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática; Ensino de Ciências Naturais e Matemática Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática; Ensino de Ciências Naturais e Matemática
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.06%
Researches in the field of Science Teaching have shown, in recent decades, that students from high school level have difficulties in understanding basic concepts of science, in general, and physics, in particular. The specific literature indicates, as a priority for a scientific education of better quality, a more structured understanding about science. This work proposes the introduction of elements of History and Philosophy of Science in high school as an aid to learning the concepts of optics, in general, and of aspects concerning the nature of science, specifically. Making use of historical episodes regarding the controversy on the nature of light, especially during the seventeenth and eighteenth centuries, as well as clippings of the history of optics in relation to the development of models that explain the process of vision, we formulated a teaching unit and implemented it on two night high school classes of a public school in the city of Parnamirim (RN). The unit involved, primarily, the reading of three historical texts containing written questions followed by a collective debate ("moot"). The results indicated some difficulties in overcoming the misconceptions related to the process of vision and the nature of light. Nevertheless...

A natureza da ciência. Estudo das concepções e práticas lectivas de professores de física e química do ensino secundário

Matos, Nuno Francisco Rosado
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.09%
A história e a filosofia contemporânea das ciências veiculam uma imagem profunda e complexa acerca da natureza da ciência, relevando o seu carácter mais humano e dinâmico, desmistificando a objectividade e a unicidade da metodologia científica e reconhecendo, ainda, as interfaces com outros saberes e as inúmeras interacções que a ciência estabelece com a sociedade. Esta imagem está associada um novo quadro epistemológico acerca do empreendimento científico, o qual, por sua vez, deverá ter correlativas implicações pedagógicas e curriculares para a educação em ciências. Partindo do princípio, hoje incontornável, que o professor constitui um elemento crucial na implementação de qualquer inovação ou reforma educativa, considerou-se pertinente explorar as concepções e imagens sobre a natureza da ciência que os professores de ciências físico-químicas detêm (primeira parte do estudo empírico), assim como conhecer a imagem de ciência que estes difundem nas suas aulas (segunda parte do estudo empírico). A clarificação e compreensão da problemática antes configurada constituíram, precisamente, a grande finalidade do presente estudo. Com vista a alcançar os objectivos propostos, recorreu-se, na primeira parte do estudo...

Texto jornalístico sobre ciência: uma análise do discurso sobre a natureza da ciência

Cardoso, Danilo; Universidade de São Paulo; Noronha, André; Universidade de São Paulo; Watanabe, Graciella; Universidade de São Paulo; Gurgel, Ivã; Universidade de São Paulo
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 26/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
96.07%
http://dx.doi.org/10.5007/1982-5153.2015v8n3p229A presente pesquisa busca utilizar alguns instrumentos metodológicos da área de Análise do Discurso para refletir sobre aspectos relacionados à Natureza da Ciência presentes em textos jornalísticos. Para isso, elegemos como principal referência metodológica a análise polifônica de Ducrot e analisamos artigos de divulgação científica que abordavam a detecção do Bóson de Higgs e cujo discurso foi produzido a partir de uma imagem ingênua do desenvolvimento científico. A partir da análise foi possível identificar que, de maneira subentendida, há uma imagem de ciência como um desvelar da realidade, como um empreendimento que alcança gradativamente as verdades da natureza. Apontamos que tais concepções relacionadas à Natureza da Ciência produzidas fora do ambiente escolar têm influência sobre os estudantes na produção de seus discursos sobre a Natureza da Ciência e, portanto, a análise dos discursos produzidos pelos jornalistas deve estar presente nas aulas de ciências. Elas permitem que os estudantes lidem, de maneira crítica, com uma possível tensão entre os discursos sobre ciência dentro e fora da escola.

História da ciência e natureza da ciência: debates e consensos; History of Science and Nature of Science: controversies and agreements

Vilas Boas, Anderson; Instituto de Física – Universidade Federal de Alagoas; da Silva, Marcos Rodrigues; Departamento de Filosofia – Universidade Estadual de Londrina; Passos, Marinez Meneghello; Departamento de Matemática – Universidade Estadual
Fonte: Imprensa Universitária - UFSC Publicador: Imprensa Universitária - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
106.09%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2013v30n2p287Desde pelo menos a década de sessenta do século passado, tem-se debatido acerca da necessidade da inserção de história da ciência nos currículos de disciplinas científicas. O ponto principal do debate dizia respeito à formação técnica dos cientistas, e ele chegou a um impasse argumentativo na década seguinte, em que tanto favoráveis quanto contrários à inserção pareciam ter bons argumentos para defender sua posição. Porém, desde o surgimento de Science Teaching, de Michael Matthews, em 1994, a argumentação a favor da inserção de história da ciência no ensino de disciplinas científicas tem sido conduzida a partir da importância conferida ao esclarecimento da natureza da ciência. Esta alteração do nível de debate permitiu aos defensores da inserção de história da ciência mostrar que a discussão não diz respeito apenas à formação técnica do cientista, mas ao entendimento de ciência por parte dos cientistas. Este artigo pretende, em primeiro lugar, apresentar um resumo desta discussão. Em seguida, temos por objetivo mostrar que o desfecho desta discussão promoveu na literatura sobre ensino de ciências no Brasil, no período entre 1996 e 2010...

Historiografia e natureza da ciência na sala de aula

Forato, Thaís Cyrino de Mello; Departamento de Ciências Exatas e da Terra –UNIFESP Diadema – SP; Pietrocola, Maurício; Faculdade de Educação – USP Laboratório de Pesquisa em Ensino de Física São Paulo – SP; Martins, Roberto de Andrade; In
Fonte: Imprensa Universitária - UFSC Publicador: Imprensa Universitária - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
105.99%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2011v28n1p27Este trabalho discute alguns desafios previstos na confluência de prescrições da historiografia, da epistemologia e da didática da ciência mediante seus respectivos referentes teóricos, para a construção dos saberes escolares voltados à escola básica.  Discute-se, inicialmente, a escolha do tipo de abordagem da natureza da ciência visando propiciar os benefícios pedagógicos para a formação dos professores e estudantes propostos pela literatura educacional. Apresenta-se, a seguir, os requisitos da historiografia atual destacando as distorções históricas mais corriqueiras, bem como os processos de construção dos saberes escolares postos pela transposição didática. Finalmente, discute-se a análise teórica que confrontou essas distintas exigências apontando alguns obstáculos a serem enfrentados para o uso de conteúdos histórico-epistemológicos na educação científica. Permeando o estudo, defende-se que evitar o uso da pseudo-história, ou mesmo possuir certa fundamentação teórica para problematizá-la, representa, prioritariamente, um compromisso com a formação do aluno.

A natureza da ciência nos currículos de ciências - Estudo do currículo de Ciências Naturais do 3º ciclo do ensino básico

Ferreira,Sílvia; Morais,Ana Maria
Fonte: Centro de Investigação em Educação. Instituto de Educação da Universidade do Minho Publicador: Centro de Investigação em Educação. Instituto de Educação da Universidade do Minho
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
106.01%
O estudo analisa em que medida a mensagem sociológica transmitida pelo Discurso Pedagógico Oficial veiculado no currículo de Ciências Naturais do 3º ciclo do ensino básico português contempla a natureza da ciência. A investigação apresenta pressupostos epistemológicos e sociológicos e está particularmente baseada na teoria do discurso pedagógico de Bernstein e na conceptualização de Ziman sobre a construção da ciência. O estudo usou uma metodologia mista e seguiu um processo dialéctico entre o teórico e o empírico. Os resultados do estudo mostraram que a construção da ciência está, em geral, presente no currículo mas que a dimensão sociológica externa é a única dimensão com elevado estatuto. Este baixo estatuto geral atribuído à natureza da ciência é reforçado com a elevada ausência, no currículo, de relações intradisciplinares entre conhecimentos científicos e metacientíficos. Os resultados evidenciaram ainda que o Ministério da Educação deixa implícitos para os professores, mesmo quando eles estão presentes, não apenas os conhecimentos metacientíficos a apreender e as competências metacientíficas a desenvolver, mas também as relações intradisciplinares entre conhecimentos científicos e metacientíficos. Encontraram-se diferenças entre os dois documentos do currículo - Competências Essenciais e Orientações Curriculares - que evidenciam processos de recontextualização. Estes resultados são discutidos e exploram-se as suas consequências em termos de aprendizagem científica.