Página 1 dos resultados de 17 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

A narrativa histórica entre a vida e o texto: apontamentos sobre um amplo debate

Marcelino,Douglas Attila
Fonte: Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.39%
Termos como poética, retórica e narrativa têm aparecido com certa constância nas discussões sobre a natureza do conhecimento histórico, refletindo não apenas preocupações mais antigas acerca das especificidades da história, mas também os novos contornos do debate sobre a narrativa histórica das últimas décadas do século passado. Tendo em vista o tratamento do tema por diversos e importantes autores das humanidades, propõe-se uma releitura que destaca como as reflexões já existentes nesse campo têm repercutido um redirecionamento mais geral das interrogações teóricas sobre a disciplina, sobretudo quando a narrativa é concebida como elemento da vida humana que ultrapassa a dimensão da produção textual. Pensado de forma mais profunda, o debate sobre a narrativa indica como as reflexões sobre a natureza do conhecimento histórico dificilmente podem ficar restritas ao plano estritamente epistemológico, muito menos negligenciá-lo.

As descri??es nominais anaf?ricas em narrativas orais

SANTOS, Janderson Martins dos
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.28%
Investiga o uso de descri??es nominais anaf?ricas em narrativas orais, mais precisamente, a rela??o existente entre o uso dessas formas e as partes que constituem a estrutura da narrativa. Observamos as fun??es que as descri??es nominais anaf?ricas exercem em decorr?ncia dessa rela??o, bem como a orienta??o argumentativa que tais express?es imprimem no discurso do narrador. Para esse empreendimento, seguimos um percurso te?rico no qual discutimos conceitos de narrativa oral, definimos estrutura da narrativa e problematizamos referencia??o, an?fora e as estrat?gias de referencia??o com n?cleos nominais, entre as quais destacamos as descri??es nominais. Para os estudos da narrativa oral e sua estrutura, recorremos, de modo particular, aos estudos de Labov (1972). Quanto ? referencia??o, an?fora e estrat?gias de referencia??o, seguimos os postulados de Marcuschi (2005; 2007), Koch (1996; 2001; 2004; 2005; 2006; 2008), Mondada e Dubois (2003) e Lima (2004). O corpus deste estudo ? constitu?do por dez narrativas orais gravadas em v?deo e, posteriormente, transcritas. Os informantes s?o vigilantes noturnos que atuam no centro de Castanhal (PA). Fazemos, a partir de nossa an?lise, uma classifica??o das fun??es que as descri??es nominais anaf?ricas exercem nas diferentes partes da narrativa. Propomos...

Ler e escrever blogs liter?rios: a narrativa hipertextual na configura??o da webliteratura

CARNEIRO, J?ssica de Souza
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.02%
As tecnologias digitais trouxeram novas configura??es para a comunica??o como um todo e para a literatura em particular. A escrita, hoje, ? reconcebida em fun??o das caracter?sticas t?cnicas das m?dias digitais. A presente pesquisa prop?e uma discuss?o sobre os efeitos culturais dos tempos contempor?neos na tend?ncia de fazer literatura, tomando como foco de an?lise a dimens?o virtual ofertada especialmente pela Internet (SANTAELLA, 2007). A partir da an?lise dos novos formatos de circula??o e express?o presentes no ciberespa?o (LEVY, 1999), a exemplo dos blogs, abordamos a maneira como o hipertexto interfere nas pr?ticas narrativo-liter?rias atuais (MARCUSCHI, 2010), modificando as formas de intera??o escritor/obra, escritor/leitor e leitor/obra, mediante o engendramento de uma fun??o de media??o que, por sua vez, cria novos processos culturais de remodelamento dos padr?es de percep??o do mundo, dos indiv?duos e da realidade social (MARTIN-BARBERO, 2003). Assim, pretende-se investigar as narrativas hipertextuais originadas da efetiva explora??o por blogueiros dos recursos da hiperm?dia para a configura??o de formatos expressivos pr?prios do meio em quest?o, a partir do que ser? denominado de texto webliter?rio.; ABSTRACT: Digital technologies have brought new settings for the communication as a whole...

Mem?ria e migra??o presentes em narrativas orais de migrantes nordestinos na Amaz?nia paraense

PIMENTEL, Fl?vio Reginaldo
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.02%
O presente estudo analisa narrativas orais e hist?rias de vida de migrantes nordestinos que estabeleceram resid?ncia na chamada Amaz?nia Paraense, mais precisamente, na regi?o denominada Bragantina, no munic?pio de Igarap? A?u. Para tanto, usamos categorias como Mem?ria e Migra??o, bem como sua rela??o com Cultura e Cultura Popular e como estas se inserem na Literatura Popular ou Literatura Oral dessa regi?o. Acreditamos que a oralidade muito tem contribu?do para a solidifica??o da Cultura Popular e sua diversidade, por?m isto n?o ? considerado. Vale ressaltar que este trabalho apresenta-se como uma contribui??o para o entendimento dessa enorme diversidade cultural existente na regi?o a partir dos fluxos migrat?rios ocorridos. Coletamos narrativas de migrantes que moram no munic?pio de Igarap? A?u, na tentativa de compreender toda essa gama cultural e efervescente, que ? pr?pria de regi?es onde a migra??o ? forte. A mem?ria tamb?m tem contribu?do de forma significativa para os estudos relativos ? oralidade, e seus tra?os culturais resultantes dela.; ABSTRACT: This study analyzes oral narratives and life stories of migrants who have established residence in northeastern Par? Amazon called, more precisely in the region called Bragantina in the municipality of Igarap? A?u. For this purpose...

Narrativas orais: cultura e identidade em Santa Cruz do Arari

BENTES, Rosa Maria Ramos
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.02%
Este estudo, inserido no Projeto IFNOPAP (UFPA), apresenta os resultados de uma pesquisa em an?lise de narrativas orais do caboclo de Santa Cruz do Arari, que servem, simultaneamente, como fonte e transmiss?o do conhecimento emp?rico produzido pelo homem r?stico e sua rela??o com o meio ambiente. Sob o t?tulo ?Narrativas orais: cultura e identidade em Santa Cruz do Arari? buscam-se desvelar a teia simb?lica que entrela?a aspectos ligados ? sexualidade, ? moralidade e ? religiosidade ? preceitos ideol?gicos que consubstanciam a cultura e a mem?ria constituintes da base identit?ria da sociedade, por conseguinte, presentes nas narrativas orais ?Cobra Cust?dio?, ?Boto-mirim? e ?Bode Cheiroso?. O locus da pesquisa ? o munic?pio de Santa Cruz do Arari, situado na ilha do Maraj?. Essas narrativas foram analisadas sob as perspectivas dos seguintes te?ricos: Gilbert Durand (1997), Mircea Eliade (1991), Walter Benjamin (1994), Paul Zumthor (1993), Ecl?a Bosi (1994), Michael Pollak (1992), Paes Loureiro (1995) e Clifford Geertz(2011). Te?ricos que nortearam o vi?s reflexivo desse estudo.; ABSTRACT: This study, inserted in the project IFNOPAP (UFPA), shows the results of a research in oral narratives by the native of Santa Cruz do Arari, which serves...

Mito e epop?ia na modernidade: uma leitura de ?O Nativo de C?ncer?, de Ruy Barata

CARNEIRO, Tiago da Fonseca
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.17%
Este trabalho analisa a obra O Nativo de C?ncer, do escritor paraense Ruy Barata, publicado como fragmento em 1960. Buscamos estudar os elementos mitol?gicos e ?picos presentes na composi??o do poema O Nativo de C?ncer. No primeiro cap?tulo faremos um estudo do mito, apresentando as ideias de Mircea Eliade sobre a ocorr?ncia do mito nas sociedades tradicionais por meio do texto Mito e Realidade. Tamb?m exporemos o pensamento de Roland Barthes, no texto Mitologias, que aborda as maneiras em que o mito ocorre na contemporaneidade. Adicionalmente, esbo?aremos conceitos acerca da epopeia, contextualizando sua ocorr?ncia na Gr?cia e indicando suas configura??es, as quais ser?o contextualizadas posteriormente. No segundo cap?tulo, trataremos das narrativas dos naturalistas e estudiosos que viajaram pela Amaz?nia nos s?culos passados, a fim de compreendermos como ocorrem os mitos fundadores na regi?o e como Ruy Barata tenta desfaz?-los por meio de sua poesia moderna. No terceiro cap?tulo, analisaremos auxiliados pela "Estil?stica Gen?tica" de Leo Spitzer os dois cantos do poema O Nativo de C?ncer, justificando a utiliza??o de determinadas figuras ret?ricas, a fim de apresentarmos em que momentos e de que maneira o poema pode se assemelhar ao mito e ? epopeia e como estas configura??es exprimem a luta do poeta nativo pela poesia na Literatura da Amaz?nia.; ABSTRACT: This thesis analyses O Nativo de C?ncer...

V?m de Bel?m e v?m da Gr?cia! Metamorfoses: fronteiras entre narrativas orais e os mitos

ALMEIDA, Natasha de Queiroz
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.26%
A metamorfose, de acordo com Jean Chevalier e Alan Gheerbrant, ? definida neste estudo como a transforma??o f?sica e/ou comportamental de um ser em outro, sem a perda da identidade e ci?ncia do primeiro ser. Esta transforma??o ? um fen?meno recursivo em diversas mitologias e culturas. O presente trabalho tem por objetivo estabelecer, numa abordagem comparativa, as correla??es e diferen?as entre o tema da metamorfose recorrente nos mitos gregos relatados por Homero, em sua Odisseia, nos mitos gregos descrevidos pelo poeta latino Publius Ovidius Naso, conhecido como Ov?dio, em sua obra Metamorfoses, nos cinco primeiros livros, e entre as narrativas orais que referem casos de metamorfoses ocorridos no munic?pio de Bel?m do Par?, inventariadas no per?odo de 1994 a 2004. Foram consideradas as obras Odisseia e Metamorfoses por serem ambas, respectivamente, expoentes da literatura ocidental de uma Gr?cia dos s?culos VIII a VII a.C e de uma Gr?cia do s?culo I d.C retratada pelo poeta latino Ov?dio, e que carregam o tema da metamorfose. Isto porque o estudo pr?vio ratifica a forma??o de ?ndices m?ticos n?o somente nas narrativas da mitologia grega, mas tamb?m nos casos de metamorfoses oriundos de Bel?m. Em todo o caso, nota-se a configura??o espa?o-temporal como entidades que sedimentam e organizam o mundo m?tico...

Estudo perceptual da pros?dia como elemento delimitador da estrutura de narrativas orais espont?neas: a diferen?a de tom

PEREIRA, J?lia Izabel Lopes
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.28%
A presente pesquisa tem como tema o estudo perceptual da pros?dia como elemento de segmenta??o de narrativas orais espont?neas e visa confirmar, ou n?o, se a pros?dia facilita ao ouvinte leigo e inexperiente perceber a estrutura do texto narrativo. Este estudo investiga se a diferen?a de tom ? um elemento pros?dico relevante. A disserta??o tem como corpus quatro narrativas espont?neas, as quais fazem parte do corpus analisado por Oliveira Jr.(2000), autor do projeto que inspirou esta pesquisa. Para saber se os participantes s?o capazes de delimitar a estrutura narrativa, baseando-se apenas no aspecto perceptual, conduziu-se um teste de percep??o com 112 volunt?rios, recrutados na Universidade Federal do Par? e na Universidade Federal de Alagoas. Coube aos participantes a tarefa de indicar os pontos em que o falante teve a inten??o de finalizar uma unidade comunicativa nas narrativas. A interpreta??o sobre unidade comunicativa foi subjetiva. Apresentou-se cada narrativa em quatro condi??es diferentes, a saber: (i) transcri??o sem marca de pontua??o e sem paragrafa??o; (ii) transcri??o da narrativa acompanhada de ?udio ; (iii) narrativa somente em ?udio e (iv) ?udio filtrado da narrativa, resultando numa vers?o deslexicalizada (fala inintelig?vel)...

Mem?ria do munic?pio de Camet?: o contar e recontar dos ?not?veis? Alberto Moia Mocbel e Victor Tamer

VULC?O, Vivianne da Cruz
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.13%
Este trabalho ? fruto da pesquisa de Mestrado intitulada Mem?ria do munic?pio de Camet?: o contar e recontar dos ?not?veis? Alberto Moia Mocbel e Victor Tamer, que tem como objetivo analisar narrativas que tematizam a mem?ria hist?rica e temporal do munic?pio de Camet?, mediante a fatos contados e recontados pelos autores cametaenses Victor Tamer e Alberto Moia Mocbel. A an?lise das narrativas Visagens e Assombra??es da inf?ncia I e O homem estrela foram escolhidas por se considerar que estas se encaixam no perfil do tema escolhido. A sele??o tamb?m se justifica pelo fato das narrativas se relacionarem ao universo cotidiano que matiza os acontecimentos hist?ricos da Camet? de outrora. Nesse sentido, o texto contempla referenciais te?ricos voltados para as produ??es liter?rias de escritores locais, pesquisadores e estudiosos do c?none liter?rio em geral. Desse modo, apresentaremos no texto alguns levantamentos hist?ricos sob a secular cidade, objetivando contemplar tamb?m a mem?ria testemunhal. Para tal fundamenta??o, se destaca alguns autores locais como Ign?cio Moura (1910), Salom?o L?redo (2013), Dan?zio Pompeu (2013), Doriedson Rodrigues (2003); relatos da entrevista concedida pelo escritor Alberto Mocbel no m?s de setembro do ano de 2013 em Camet? e outras pesquisas documentais realizadas no Museu Hist?rico de Camet? e na Academia Paraense de Letras...

Las narraciones de batallas en la biblioteca hist??rica de Diodoro de Sicilia

Alganza Rold??n, Minerva
Fonte: Granada: Universidad de Granada Publicador: Granada: Universidad de Granada
Tipo: Tese de Doutorado
ES
Relevância na Pesquisa
26.19%
Reducci??n alta; En este trabajo se parte del principio de que la Biblioteca Hist??rica de Diodoro de Sicilia ha de ser considerada ante todo como una obra hist??rica susceptible de un an??lisis de sus caracter??sticas internas. A trav??s del estudio de las narraciones de batallas se intenta dilucidar cuales fueron los procedimientos utilizados por Diodoro para articular la materia narrativa y los criterios metodol??gicos e ideol??gicos que presidieron su labor. La tesis se organiza en tres apartados acompa??ados de una secci??n bibliogr??fica y un ??ndice de las batallas comentadas. En el primer capitulo y a partir del segmento introductorio de este tipo de relatos se demuestra la vigencia de algunos de los criterios program??ticos enunciados por Diodoro en el premio general de su obra: el criterio de la sucesi??n y dataci??n en el tiempo de cada suceso seg??n la disposici??n anal??stica y la importancia de los grandes hombres y la divinidad como agentes hist??ricos. En el segundo apartado se demuestra como las batallas de la biblioteca son descritas a partir de un reducido repertorio de secuencias narrativas complejas que aparecen en parecidos contextos y con id??ntica funci??n y a partir de las cuales se articulan los diferentes momentos de la batalla. Este hecho adem??s de un cierto automatismo en la escritura probar??a que el historiador ha organizado su discurso de acuerdo con criterios estil??sticos por ??l asumidos aunque sin duda deudores de una tradici??n ret??rico-literaria. la absoluta interdependencia entre retoricismo y moralizaci??n en la biblioteca se evidencia en el an??lisis formal y tem??tico de los ep??logos moralizantes de algunas grandes batallas objeto del ultimo capitulo de la tesis

A forja da alma: narrativas de docentes?mestres de jogos de RPG

OLIVEIRA, Gilson Rocha de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.02%
O trabalho investiga as pr?ticas discursivas de docentes da escola b?sica e do ensino superior que exercem a pr?tica docente e a pr?tica de mestre de RPG, jogo/atividade de narra??o de hist?rias de forma oral e coletiva onde os sujeitos s?o, ao mesmo tempo, autores e personagens das tramas. A investiga??o ? mobilizada pelas seguintes quest?es propulsoras: A) Quais pr?ticas discursivas s?o produzidas por esses sujeitos sobre a doc?ncia e ao mestrar RPG? B) Quais as aproxima??es e refrata??es entre essas pr?ticas discursivas? De que modos essas pr?ticas participam de processos de subjetiva??o desses sujeitos, isto ? de sua constitui??o enquanto docentes e mestres de RPG? O estudo desenvolve-se a partir da abordagem p?s-estruturalista optando metodologicamente pela an?lise foucaultiana do discurso das narrativas docentes. O texto apresenta a investiga??o de produ??o de narrativas como metodologia, as discuss?es te?ricas sobre subjetiva??o de Foucault e sobre p?s-estruturalismo, as caracter?sticas do jogo e os discursos dos sujeitos acompanhados de an?lise. Os resultados da investiga??o apontam para a constitui??o dos sujeitos e diversas aproxima??es nas pr?ticas e profundas refrata??es.; R?SUM?: Le travail examine le pratique des diff?rent discours des enseignants de l'?cole ?l?mentaire et de l'enseignement sup?rieur engag?s dans la pratique des enseignents et celle des ma?tres des Jeu de R?les (JDR)...

Silenciosas narrativas em imagem-tempo: Jo?o Gilberto Noll, esvaziamento discursivo e cinema moderno

BRASIL, Marcelo Pereira
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.24%
Este trabalho consiste num exerc?cio de leitura da narrativa liter?ria do escritor brasileiro Jo?o Gilberto Noll, promovendo uma aproxima??o de sua obra ao conceito de imagem-tempo, do fil?sofo Gilles Deleuze, no tocante a aspectos narrativos e ? tend?ncia ao esvaziamento discursivo, ao sil?ncio, enquanto elemento significativo na produ??o art?stica e tend?ncia na arte moderna. O conceito imagem-tempo foi engendrado pelo fil?sofo franc?s para pensar o cinema moderno, que se perfaz num regime de imagens que rompe com a narratividade cl?ssica, com a percep??o baseada no esquema sens?rio-motor. Neste trabalho, no entanto, o conceito ? pensado em rela??o ? obra liter?ria de Jo?o Gilberto Noll, que guarda forte rela??o com o cinema moderno e se nos apresenta em fragmentada tessitura imag?tica, tendendo ao esvaziamento discursivo. Assim, tendo como ponto de reflex?o a obra de Noll, buscamos discutir como a imagem-tempo e o sil?ncio comp?em a obra do escritor. Ap?s apresenta??o e discuss?o do conceito de imagem-tempo e de sil?ncio, procedemos a uma leitura de pontos significativos da obra ficcional de Noll, ensaiando uma rela??o entre cinema, literatura e outras artes no que concerne basicamente ? produ??o de imagens numa determinada forma narrativa...

?L?rias, letras, alegres ou tristes? do conto: oralidade e amor em Guimar?es Rosa

PANTOJA, Jorge Lu?s Ferreira
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.14%
O estudo da novela "Uma est?ria de amor", de Guimar?es Rosa (1908-1967), que pretendemos desenvolver na realiza??o desta Disserta??o de Mestrado, traz como principal mote a recep??o cr?tica e a interpreta??o das cantigas, narrativas e est?rias cantadas e contadas durante a "Festa de Manuelz?o" (esp?cie de subt?tulo de "Uma est?ria de amor"). Desse modo, nosso trabalho ter? sua metodologia desenvolvida com fundamento na Est?tica da Recep??o, formulada por Hans Robert Jauss (1921-1997), por?m, n?o se trata de amparar a feitura dessa Disserta??o, ?nica e exclusivamente, nos m?todos est?tico-recepcionais, mas, de amparados pelos estudos hermen?uticos, sobretudo os formulados por Jauss, constituir um cen?rio poss?vel para a obra de Guimar?es Rosa, considerando suas v?rias interpreta??es e sua import?ncia para a afirma??o do car?ter vanguardista atribu?do ao seu legado, em especial ? "Uma est?ria de amor". Durante a realiza??o da festa que marcar? a inaugura??o da fazenda, os muito contadores e cantadores chegam ? Samarra (propriedade de Federico Freire, patr?o de Manuelz?o) com a miss?o de contar narrativas e cantigas que conduzir?o o velho vaqueiro a um raro momento de parada dos seus afazeres na fazenda, levando-o a fazer parte da celebra??o de sua festa. Com vista a realizar o objetivo proposto nesta Disserta??o...

Mem?rias de saberes constru?dos no processo de se constituir professor em Vila Que Era (Bragan?a-Par?)

OLIVEIRA, S?lvia do Nascimento
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.02%
Este estudo apresenta registro e reflex?es sobre a trajet?ria de forma??o docente de um professor do campo aposentado que atuou na d?cada de 80 e 90 na Localidade de Vila Que Era, pr?ximo ao Munic?pio de Bragan?a, nordeste do Estado do Par?, Brasil. Como fonte para recontar e relembrar parte de sua trajet?ria docente foi necess?rio rememorar as hist?rias de vida do sujeito em quest?o, sendo a mem?ria um elemento revitalizador de lembran?as. Para esse estudo foi preciso percorrer pela trajet?ria da Educa??o do Campo no Brasil, na perspectiva de visualizar se as pol?ticas p?blicas que foram desenvolvidas atendem as necessidades desse segmento e de que maneira essas pol?ticas contemplaram a forma??o continuada de professores no Brasil. Como objetivo geral, analisei como se deu a trajet?ria de forma??o docente de um professor do campo aposentado para conhecer saberes presentes nas suas pr?ticas. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e para obten??o dos dados foi realizado trabalho de campo com entrevistas parcialmente estruturadas, com observa??o participante, para analisar atrav?s de narrativas do entrevistado que, ao relembrar as hist?rias de vida sua e da localidade, indicam o processo de constituir professor e tra?ar um perfil identit?rio do mesmo...

Estudo explorat?rio de altera??es na linguagem em pacientes com Alzheimer em indiv?duos com baixa escolaridade

LIEBENTRITT, Edilene Maia
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
46.26%
O presente trabalho descreve caracter?sticas da linguagem, em especial de alguns dos aspectos discursivos, de idosos com envelhecimento saud?vel, com decl?nio cognitivo senil, ou com doen?a de Alzheimer leve e moderada. Foram avaliados um total de 44 idosos sendo 22 saud?veis, 4 com decl?nio cognitivo senil, 9 com doen?a de Alzheimer leve e 9 com doen?a de Alzheimer moderada, classificados pelos crit?rios do CDR. Foram aplicados os testes neuropsicol?gicos do mini exame do estado mental, nomea??o de Boston resumido, flu?ncia verbal e narrativa por confronto visual (figura do roubo dos bolinhos). Foram estimados os desempenhos nos testes selecionados e aplicada a avalia??o dos relatos pelos crit?rios propostos por Groves-Wright (2004) assim como foi feita a tipifica??o da narrativa. Tratamento estat?stico param?trico determinou os valores de m?dia, erro-padr?o e o n?vel de signific?ncia das diferen?as entre as m?dias foi fixado para valores de p<0.05. Em seguida foi realizado invent?rio e an?lise do l?xico e das categorias gramaticas das narrativas, e realizada an?lise param?trica a partir dos escores Z, atrav?s do programa STABLEX. Encontrou-se que a flu?ncia verbal sem?ntica ? melhor nos idosos saud?veis quando comparados aos com decl?nio cognitivo leve. As narrativas mostraram diferen?as estatisticamente significantes entre os idosos saud?veis e os com decl?nio cognitivo leve nas an?lises de frequ?ncia de uso do vocabul?rio e das categorias gramaticais como um todo...

Una propuesta de lectura desde la ??cfrasis literaria en La Luz Dif??cil de Tom??s Gonz??lez

Quintero Londo??o, Claudia Patricia
Fonte: Universidad EAFIT; Maestr??a en Hermen??utica Literaria; Escuela de Ciencias y Humanidades. Departamento de Humanidades Publicador: Universidad EAFIT; Maestr??a en Hermen??utica Literaria; Escuela de Ciencias y Humanidades. Departamento de Humanidades
Tipo: masterThesis; Tesis de Maestr??a; acceptedVersion
SPA
Relevância na Pesquisa
36.02%
El objeto de este art??culo es realizar una aproximaci??n interpretativa de la novela La Luz Dif??cil de Tom??s Gonz??lez, a partir de la noci??n de ??cfrasis desarrollada por el semi??logo franc??s, Michael de Riffaterre -- ??De qu?? modo funciona esta figura en la configuraci??n de la narraci??n? Elucidar su caracterizaci??n y su intencionalidad en la obra es el prop??sito que anima este recorrido; en tanto que, la ejecuci??n, la descripci??n y la interpretaci??n de un cuadro son recreadas en paralelo al desarrollo de la secuencia narrativa

A historía na biografia: estudo sobre a metodologia e estilo das fontes utilizadas por Plutarco na Vida de Demóstenes

Melo, Emanuelle Alves; Universidade de Brasília - UnB
Fonte: Pólemos Publicador: Pólemos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 03/09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
16.14%
Este trabalho objetiva mostrar elementos historiográficos na Vida de Demóstenes, de Plutarco, analisando as referências utilizadas pelo autor. Primeiramente, verifica-se certa semelhança na escrita dessa biografia com uma forma narrativa descrita na Retórica, de Aristóteles (1416b21), pois nos relatos historiográficos não é produzida tékhnē, enquanto nos da oralidade, é produzida. Ao observar esses relatos, verifica-se que, quando há referências provenientes da oralidade e da escrita juntas, Plutarco prefere esta àquela; quando há somente relatos orais, ele pode desenvolver críticas ou demonstrar preferências. Ao analisar a Vida de Alexandre, outra biografia de Plutarco, o autor pode posicionar-se contra relatos provenientes de historiadores, preferindo as cartas do próprio Alexandre. Após a análise dos relatos das biografias, verifica-se que Plutarco demonstra cuidado ao expô-los. Ambos os textos se assemelham em relação à narrativa, mas o posicionamento de Plutarco na biografia de Alexandre, utilizando as cartas do biografado não ocorreu na Vida de Demóstenes.