Página 1 dos resultados de 1461 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Nacionalismo, tradição e modernidade; Nationalism, tradition and modernity

Roesler, Carlos Eduardo Noronha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/11/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
O objetivo do trabalho é realizar uma reflexão teórica sobre a questão nacional. São analisadas as principais teorias sobre a nação e o nacionalismo, com especial atenção para as relações por elas estabelecidas entre o nacionalismo e a transição para a Era moderna. A formação do Estado-Nação, a utilização da tradição e as transformações promovidas pelo processo de modernização são discutidas a partir da perspectiva da continuidade ou da descontinuidade atribuída às nações a ao nacionalismo. Como resultado, é apresentada uma interpretação do nacionalismo como a busca para encerrar simultaneamente em um mesmo fenômeno a tradição e a modernidade. O nacionalismo é então entendido como um projeto para unificar o passado, o presente e o futuro de uma comunidade, na medida em que procura estabelecer as formas de organização da política a partir da pertença a uma ancestralidade comum. As construções históricas nacionais, conclui-se, podem até serem substituídas, porém tão somente por outras instituições que sejam capazes de oferecer uma mescla entre as origens de uma comunidade, seu desenvolvimento atual e sua idealização de futuro.; The present work pursues a theoretical reflection on the national question. It analyses the main theories on nations and nationalism...

O nacionalismo boliviano em tempos de plurinacionalidade: revoltas antineoliberais e constituinte (2000-2009); Bolivian nationalism in time of plurinationality: anti-neoliberal uprisings and Constituent Assembly (2000-2009)

Iamamoto, Sue Angelica Serra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.39%
Esta dissertação tem como objetivo analisar o nacionalismo na vida política da Bolívia contemporânea, em especial no interior do bloco histórico (em sentido gramsciano) popular que se forma a partir de 2000 e que passa a ocupar os principais postos do Estado com a eleição de Evo Morales em 2005. Seu recorte temporal cobre as chamadas guerras antineoliberais (Guerra da Água em 2000, Guerra do Gás em 2003 etc.) e o processo constituinte, que vai da Assembleia Constituinte (2006-2007) até a aprovação da nova carta constitucional em um referendo nacional (2009). A nova constituição inaugura um Estado plurinacional, refletindo uma demanda histórica pelo reconhecimento da pluralidade cultural e institucional do país. A partir de autores que concebem o nacionalismo como expressão de determinado conflito político (Tom Nairn, Ernest Gellner) ou como expressão de experiências históricas populares (Anthony D. Smith), foi possível entender o nacionalismo de maneira ampla. Assim, foi possível estabelecer relações entre o nacionalismo e o indigenismo, analisando este último com algumas categorias pensadas originalmente para o exame do primeiro. Por outro lado, para entender a formação de identidades coletivas nacionais bolivianas...

Nacionalismo, neofolclorismo e neoclassicismo em Villa-Lobos: uma estética dos conceitos; Nacionalismo, neofolclorismo e neoclassicismo em Villa-Lobos: uma estética dos conceitos

Silva, Lucas Eduardo da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
Com a finalidade de elaborar um estudo em estética musical, analisamos os conceitos de nacionalismo, neoclassicismo e neofolclorismo em Villa-Lobos. Propomos uma abordagem crítico-ideológica que se distancia dos padrões costumeiros na musicologia brasileira, uma vez que reconhecemos certa ingenuidade consolidada na vã tentativa de se desatrelar nacionalismo de um contexto político-partidário. Como apoio às hipóteses de trabalho levantadas, levamos em conta aspectos filosóficos, poético-estilísticos e histórico-sociológicos.; Aiming at elaborating a study in musical aesthetics, we have analyzed the concepts of Nationalism, Neo-Classicism, Neo-Folklorism in Villa-Lobos. We propose a critic-ideological approach that goes away from the ordinary patterns in Brazilian musicology, once we recognize certain ingenuity consolidated in the vain attempt to detach nationalism from a party-political context. As a support to the raised hypothesis of this work, we took into account the philosophical, poetic-stylistic and historical-sociological aspects.

O Líbano e o nacionalismo árabe (1952-1967): o nasserismo como projeto para o mundo árabe e o seu impacto no Líbano; Lebanon and the Arab Nationalism (1952-1967): Nasserism as a project for the Arab World and its impact on Lebanon

Dutra Junior, José Ailton
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
O presente estudo tem por finalidade descrever a interação conflituosa entre o nacionalismo árabe e o Líbano entre 1952 e 1967. Nesses anos ocorreu a ascensão do nacionalismo árabe, que teve na figura do presidente egípcio Gamal Abdel Nasser a sua principal liderança. Seu objetivo era promover a luta dos povos de língua árabe contra a dependência tecnológica e dominação econômica e/ou política dos países capitalistas centrais, situados na Europa Ocidental e América do Norte. Bem como desenvolver suas sociedades e combater os setores conservadores internos, aliados dos poderes capitalistas ocidentais e pouco interessados em uma modernização mais profunda ou uma grande melhoria nos padrões de vida das classes populares. O objetivo último dos nacionalistas árabes era a unidade de todos os povos árabes em algum tipo de estrutura estatal. No Líbano a ideia da unidade árabe era mais difícil de realizar, pois uma parcela importante da sua população, os cristãos maronitas, não se viam como árabes e buscaram criar um estado separado para eles no começo do século XX, com apoio de uma potência colonial europeia com quem se identificavam e tinha laços históricos: a França. No entanto, para que o Líbano pudesse existir como estado independente viável economicamente...

Nacionalismo musical e brasilidade: uma revisão

Frungillo, Mário D
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 174 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.18%
Pós-graduação em Música - IA; The main objective of this study was to investigate the musical nationalism in Brazil and what role he had in relation to possible progress or setbacks in the history of Brazilian music during the early twentieth century until the 1960s. From the survey of essential concepts as culture, identity, nation and nationalism, I focused the unfolding of the Semana de Arte Moderna (Week of Modern Art) in 1922 and the publication of the Ensaio sobre a música brasileira (Essay on Brazilian music), Mário de Andrade, in 1928, in which he exposes a program for the configuration of classical brasilian music. Through a qualitative analysis of texts and significant events I sought to identify the conceptions and manifestations of nationalism and Brazilianness, understand their connections and reassess the periodization of Brazilian music; O objetivo principal deste trabalho foi investigar o nacionalismo musical no Brasil e que papel ele teve em relação a possíveis avanços ou retrocessos na história da música erudita brasileira no período do início do século XX até a década de 1960. A partir do levantamento de conceitos essenciais como cultura, identidade, nação e nacionalismo, focalizei os desdobramentos da Semana de Arte Moderna...

A Sonata de Deus e o diabolus: nacionalismo, música e o pensamento social no cinema de Glauber Rocha

Siqueira, André Ricardo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 161 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Pós-graduação em Ciências Sociais - FFC; The aim of this work is to analyze the cultural nationalism in Brazil and its reflection in three major productions of filmmaker Glauber Rocha in the 1960s: Black God, White Devil (1964), Entranced Earth (1967) and Antônio das Mortes (1969). We analyze how the music raises points of intersection between nationalism derived from the modern art week 1922 and the concept of conservative modernization. The musical language is used as a prime tool of analysis in relation to time perception and the modal and tonal languages, as well as in pairs, rural and urban, modern and archaic, classical and popular. In another key, nationalism present in these films also reflects the thinking of Mário de Andrade on popular culture and the role of the intellectual in relation to this culture, incorporated by Glauber and questioned in these three films.; O propósito desta tese é analisar o nacionalismo cultural no Brasil e seu reflexo em três importantes produções do cineasta baiano Glauber Rocha na década de 1960: Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964), Terra em Transe (1967) e O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro (1969). Analisamos como a música suscita pontos de intersecção entre o nacionalismo da Semana de 1922 e o conceito de modernização conservadora. A linguagem musical é utilizada como ferramenta privilegiada de análise em relação à percepção temporal e aos idiomas modal e tonal...

Os militares e o conceito de nacionalismo

Kunhavalik, José Pedro
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política, Florianópolis, 2009.; Esta tese analisa o debate entre militares nacionalistas e militares antinacionalistas em torno do conceito de nacionalismo no período entre a década de 1950 e o início dos anos 1960. A análise centrou-se nos textos publicados pelos militares na revista do Clube Militar no contexto histórico especificado, bem como nos textos produzidos pelos militares que foram membros permanentes da Escola Superior de Guerra. Observa-se que a designação de militares antinacionalistas refere-se a uma descrição relativa da posição desses militares que organizavam suas idéias políticas em oposição ao pensamento dos militares autodenominados nacionalistas. Neste trabalho, fez-se uso das contribuições teórico-metodológicas da Escola de Cambridge, particularmente das contribuições feitas por Quentin Skinner, assim como das contribuições de Mark Bevir para a abordagem da história do pensamento político. Esta abordagem foi importante para a compreensão do debate e da luta política entre militares nacionalistas e antinacionalistas pela definição do significado de nacionalismo. Os militares tinham pleno entendimento da relevância das disputas retóricas na qual estavam envolvidos...

Aspectos do nacionalismo pianístico do Rio de Janeiro dos anos de 1930

Abdalla, Patrícia Francis
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
Dentro do recorte temporal dos anos 1930-1940, esta tese pretende investigar de que forma as características e especificidades da corrente nacionalista e do Nacionalismo musical se espelham na criação artística e musical brasileira em especial no corpus da obra para piano solo para concerto daquele momento. A investigação consiste em dois momentos distintos de pesquisa, sendo o primeiro compreendido de revisão bibliográfica sobre a corrente nacionalista, Nacionalismo e Nacionalismo musical, além de uma contextualização histórica acerca dos anos 1930 no Brasil, Europa e Estados Unidos da América e também biografia de compositores nacionalistas brasileiros do período; seu segundo momento compreende elaboração de dados acerca de programas de concerto de piano relativos ao Nacionalismo musical, análise de peças além de discussões acerca de notícias de periódicos daquele momento. Discussões em torno de problemáticas correlatas ao tema são aqui também proporcionadas.; Within the time frame of the years 1930-1940, this thesis aims to investigate how the characteristics and specificities of the Nationalistic current and of Nationalism in Music mirror themselves in artistic and musical Brazilian creation, in particular in the corpus of works for solo piano concert for that moment. The research consists of two distinct phases of research...

Nacionalismo no centro e na periferia do capitalismo

Bresser-Pereira,Luiz Carlos
Fonte: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.39%
Neste trabalho, inicialmente, argumento que o nacionalismo é uma das ideologias das sociedades modernas conjuntamente com o liberalismo, o socialismo, o eficientismo e o ambientalismo. Em seguida, na primeira seção, defino a nação como a forma de sociedade politicamente organizada que nasce com a revolução capitalista e leva à formação dos estados-nação, e o nacionalismo como a ideologia correspondente: seu objetivo é a autonomia e o desenvolvimento econômico nacional. Na segunda seção, distingo o nacionalismo dos países centrais daquele dos países periféricos; enquanto nos primeiros o nacionalismo é implícito, nos periféricos ou é explícito ou então deriva para o cosmopolitismo. Na terceira, argumento que, embora o imperialismo seja inevitável entre países fortes e fracos, ele mudará de características na medida em que essa relação de forças se modificar graças ao nacionalismo dos dominados. Ainda nessa seção, faço uma breve referência ao Brasil. Finalmente, volto às ideologias do capitalismo para mostrar que, ao contrário das demais, o nacionalismo é uma ideologia particularista - o que aumenta a resistência a ela e facilita a tarefa de dominação dos países centrais. Não obstante, o nacionalismo não morre porque é um princípio organizador da sociedade capitalista.

Nacionalismo, colonialismo e imigra????o na literatura portuguesa

Fornos, Jos?? Lu??s Giovanoni
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
O presente ensaio aborda as quest??es do nacionalismo, do colonialismo e da imigra????o em diferentes textos da literatura portuguesa a partir das reflex??es te??ricas de Boaventura de Sousa Santos, Edward Said, entre outros. Tem??tica recorrente na fic????o portuguesa, nacionalismo, imigra????o e colonialismo s??o categorias que exigem um cuidado quando examinadas ?? luz de Portugal, uma vez que a representa????o e o papel exercido pelo Estado nacional em rela????o ao sistema mundial est??o permeados de contradi????es e ambig??idades, refletindo-se nas posi????es das personagens.; El presente ensayo plantea cuestiones de nacionalismo, colonialismo e inmigraci??n en distintos textos de la literatura portuguesa, a partir de las reflexiones te??ricas del soci??logo Boaventura de Sousa Santos, Edward Said, entre otros. Tem??tica recurrente en la ficci??n portuguesa, nacionalismo, colonialismo e inmigraci??n son categor??as que exigen un cuidado cuando examinadas a la luz de Portugal, una vez que la representaci??n y el papel ejercido por el Estado nacional en relaci??n al sistema mundial est??n permeados de contradicciones y ambig??edades, reflej??ndose en las posiciones de los personajes.

Nacionalismo árabe: apogeu e declínio; Arab nationalism: apogee and decline

Vicenzi, Roberta Aragoni Nogueira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.25%
Este trabalho é fruto de uma reflexão que busca explicações acerca tanto do apogeu quanto do declínio do nacionalismo árabe, na história, mas, sobretudo, em cinco teorias da nação e do nacionalismo, a saber, a de Ernest Gellner, a de Benedict Anderson, a de John Plamenatz, a de Elie Kedourie e, finalmente, a de Anthony Smith. Para tanto, apresentamos, em primeiro lugar, cada uma das abordagens teóricas supracitadas. Em seguida, discorremos sobre o nosso objeto, ou seja, o nacionalismo árabe, de uma perspectiva histórica (origens, auge e declínio). Por fim, procurando teorizar sobre um tema basicamente dominado por historiadores, analisamos o pan-arabismo à luz das referidas teorias e daí tiramos nossas conclusões sobre seu crescimento e sua decadência.; This research is outcome of the thinking that seeks explanations about arab nationalism\'s apogee and decline by the history, but, over all, by the Ernest Gellner\'s, Benedict Andersons, John Plamenatz\'s, Elie Kedourie\'s and, finally, Anthony Smith\'s nation and nationalism\'s theory. For that, first of all, we explain each one of the mention theoretical approach. Soon after, present the arab nationalism in the historical perspective (origins, apogee and decline). Finally...

Lingua, nação e nacionalismo : um estudo sobre o guarani no Paraguai

Carolina Maria Rodriguez Zuccolillo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.25%
O objeto desta tese são os discursos nacionalistas sobre a língua guarani no Paraguai. Esses discursos se constituíram nas primeiras décadas do século XX, no contexto dos conhecidos movimentos de reivindicação novomundista surgidos na América Latina, e passaram a sustentar as políticas lingüísticas oficiais adotadas no Paraguai a partir dos anos 1940 e 1950. A análise realizada procura mostrar que o nacionalismo presente em tais discursos apresenta elementos das formulações dogmáticas, xenófobas e racistas características das últimas décadas do século XIX, matriz dos nacionalismos totalitários posteriores. A definição essencialista da nação e de sua relação com a língua, a recorrente alusão às guerras e à necessidade de defesa contra o inimigo estrangeiro, são alguns dos elementos analisados nesse sentido. As relações estabelecidas permitem afirmar que tais discursos reivindicatórios não superam, como pretendem, a visão colonialista das línguas (culturas) indígenas, que acaba neles reformulada de uma maneira positiva. De outro lado, o caráter conservador do nacionalismo desses discursos permite compreender o fato de que os mesmos tenham sido assumidos por regimes totalitários, como é o caso da ditadura militar do General Alfredo Stroessner (1954-1989)...

Neoclassicismo e nacionalismo no Segundo Concerto para Piano e Orquetra de Camargo Guarnieri

Gonçalves, Fernando Rauber
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Neste trabalho, analiso o Segundo Concerto para Piano e Orquestra (1946) de Camargo Guarnieri (1907-1993) tendo como pano de fundo uma contextualização sobre o nacionalismo e o neoclassicismo na obra de Guarnieri. Se, por um lado, o nacionalismo oriundo dos movimentos modernistas vinculava-se a uma proposta de "normalização dos caracteres étnicos permanentes da musicalidade brasileira" (Neves, 1981), também visava à inserção do país em um contexto mundial (Travassos, 1999), proposta refletida na adoção de uma estética musical neoclássica. Em minha análise, identifico no Segundo Concerto reflexos do ideário formado em torno desse nacionalismo e vinculações estéticas com as tendências da música produzida internacionalmente.; In this work, I present an analysis of Camargo Guarnieri's Segundo Concerto para Piano e Orquestra (1946) taking into account the manifestations of the nationalistic and neoclassical trends in the work of this composer. If, on the one hand, the nationalism steemed from Brazilian early twentieth-century modernists movements aimed to "normalize the permanent ethnical characteristics of the brazilian musicality" (Neves, 1981), on the other hand it also aspired to integrate the country in a global context (Travassos...

El nacionalismo mexicano en los tiempos de la globalizacion y el multiculturalismo

Vizcaino Guerra, Fernando
Fonte: UNAM Publicador: UNAM
Tipo: Imagen
ES
Relevância na Pesquisa
37.31%
¿Cómo explicar el nacionalismo en la época actual? ¿Cómo ha cambiado el nacionalismo en México? ¿Cómo explicar el cambio? El nacionalismo es un problema de gran actualidad e interés en todo el mundo. Sin embargo, su definición y forma de estudiarlo carecen de acuerdo. Este libro ofrece una explicación general del fenómeno, explora sus condiciones esenciales y propone una definición y una metodología para delimitarlo y traducirlo en variables. El caso mexicano sirve para ilustrar la teoría y, a un tiempo, para construir ideas más generales. Así, desde la historia y la teoría, que aquí se alimentan mutuamente, la obra se centra en el nacionalismo desde los años setenta del siglo XX hasta el México actual. Muestra el decrecimiento del fenómeno y la transformación de sus contenidos de manera cualitativa y cuantitativa –lo cual hasta ahora se había emprendido de manera muy insuficiente. Argumenta que el nacionalismo mexicano y su transformación se explican por los cambios de los intereses de las elites en el poder o que aspiran al poder. Sostiene, a su vez, que estos cambios están relacionados con el avance de la democracia, la globalización y el multiculturalismo.; CONACYT

Nación y nacionalismo en las Cortes de Cádiz

Vizcaino Guerra, Fernando
Fonte: UNAM-Instituto de Investigaciones Sociales Publicador: UNAM-Instituto de Investigaciones Sociales
Tipo: Libro
ES
Relevância na Pesquisa
37.35%
La Independencia y los orígenes de la nación y el nacionalismo en México y América Latina se han explicado, en el paradigma tradicional, como un proceso donde empalman el patriotismo criollo y la construcción de la identidad de las regiones virreinales, la influencia de las revoluciones francesa y norteamericana, la insurgencia y la reacción conservadora de los comerciantes y terratenientes. Sin negar esas facetas de nuestra historia, este libro propone un punto de vista inexplorado: la idea de nación y el nacionalismo en las Cortes españolas de Cádiz (1810-1813) y cómo las características esenciales de ese nacionalismo se relacionan con el pensamiento político mexicano. El argumento central es que en Cádiz el nacionalismo hispanoamericano comparte con el nacionalismo peninsular elementos simbólicos esenciales. A partir del análisis de los Diarios de discusiones de las mismas Cortes y otros documentos originales, este libro muestra las semejanzas y diferencias entre la perspectiva peninsular y la hispanoamericana. Se trata de un aliento crítico para repensar la historia y entender mejor los orígenes del nacionalismo en México.; UNAM-Instituto de Investigaciones Sociales

Las relaciones entre nacionalismo y cosmopolitismo

Chernilo, Daniel
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2015 SPA
Relevância na Pesquisa
37.25%
El presente artículo estudia las relaciones entre nacionalismo y cosmopolitismo y plantea comprender ambos conceptos como posiciones mutuamente interrelacionadas antes que contrapuestas. Estudiar sociológicamente las versiones modernas del nacionalismo y el cosmopolitismo requiere considerar, filosóficamente, los momentos de particularidad y de universalidad que hay en cada uno. Mientras que el particularismo del nacionalismo depende de su capacidad para proveer de un sentido de clausura a nuestras identidades sociales y políticas, el universalismo en el cosmopolitismo se centra en una noción inclusiva de la humanidad. Pero el cosmopolitismo tiene también un momento de particularidad en términos de la autorreflexión sobre «nuestras» tradiciones y de duda sobre «nuestras» creencias más sentidas. Finalmente, el momento universalista del nacionalismo se centra en el principio de autodeterminación individual y colectiva que, cuando se afirma para el propio grupo, no puede negarse normativamente a otros.; Aquest article estudia les relacions entre nacionalisme i cosmopolitisme i planteja comprendre ambdós conceptes com a posicions mútuament interrelacionades abans que contraposades. Estudiar sociològicament les versions modernes del nacionalisme i el cosmopolitisme requereix considerar...

¿Es realmente cívico el nacionalismo catalán y étnico el vasco?

Zabalo, Julen
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2004 SPA
Relevância na Pesquisa
37.31%
Una forma de tipificar los nacionalismos, referente al tipo de nación que se propone, diferencia entre nacionalismo político, territorial o cívico y nacionalismo étnico o cultural. Por otra parte, el nacionalismo, y menos en las naciones sin estado, no puede entenderse sin su vertiente política, lo que no significa interpretarlo de manera politizada. Eso sucede, a mi entender, en los casos catalán y vasco, los cuales son presentados como modelos opuestos: cívico e inclusivo el primero; y étnico y exclusivo el segundo. Sin embargo, su concepción de la nación resulta bastante similar, y lo que sí los separa es la práctica política. La caracterización de incluyente o excluyente del nacionalismo está, así, unida a su radicalidad política y no, al carácter de la nación. Considero que la nación y el tema nacional tienen unas características propias, y no podermos trasladar irreflexivamente valoraciones del ámbito de lo político al ámbito de la nación. Por ello, no podemos utilizar categorías pertenecientes a lo social (inclusivo-exclusivo) o a lo nacional (étnico-político o cívico) para explicar diferencias que pertenecen al campo de lo político.; One way of typifying nationalism, with regards to the type of nation one seeks...

Nacionalismo no centro e na periferia do capitalismo; Nationalism at the centre and periphery of Capitalism

Bresser-Pereira, Luiz Carlos
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2008 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
37.39%
Neste trabalho, inicialmente, argumento que o nacionalismo é uma das ideologias das sociedades modernas conjuntamente com o liberalismo, o socialismo, o eficientismo e o ambientalismo. Em seguida, na primeira seção, defino a nação como a forma de sociedade politicamente organizada que nasce com a revolução capitalista e leva à formação dos estados-nação, e o nacionalismo como a ideologia correspondente: seu objetivo é a autonomia e o desenvolvimento econômico nacional. Na segunda seção, distingo o nacionalismo dos países centrais daquele dos países periféricos; enquanto nos primeiros o nacionalismo é implícito, nos periféricos ou é explícito ou então deriva para o cosmopolitismo. Na terceira, argumento que, embora o imperialismo seja inevitável entre países fortes e fracos, ele mudará de características na medida em que essa relação de forças se modificar graças ao nacionalismo dos dominados. Ainda nessa seção, faço uma breve referência ao Brasil. Finalmente, volto às ideologias do capitalismo para mostrar que, ao contrário das demais, o nacionalismo é uma ideologia particularista - o que aumenta a resistência a ela e facilita a tarefa de dominação dos países centrais. Não obstante, o nacionalismo não morre porque é um princípio organizador da sociedade capitalista.; In this work I show that nationalism...

Nacionalismo y violencia: una explicación mecanísmica. Con especial referencia a las teorías de Charles Tilly y Michael Mann

Pickel,Andreas
Fonte: Universidad Nacional Autónoma de México, Instituto de Investigaciones Sociales Publicador: Universidad Nacional Autónoma de México, Instituto de Investigaciones Sociales
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2015 ES
Relevância na Pesquisa
37.35%
A primera vista, parece evidente la existencia de una fuerte relación entre nacionalismo y violencia. Este artículo se propone mostrar que de hecho no existe una relación directa entre ambos. Nadie pone en duda que el nacionalismo y la violencia frecuentemente coinciden, pero el nacionalismo no causa la violencia. El análisis comienza identificando un conjunto de falacias -semántica, normativa, individualista y esencialista- que suelen acompañar al estudio del nacionalismo en general. En un segundo momento se propone una reconceptualización del nacionalismo, presentando una ontología de lo nacional y una metodología para estudiarlo. De modo particular, este artículo adopta un enfoque explicativo fundado en mecanismos causales, donde se examinan mecanismos nacionalizadores específicos juntamente con mecanismos socio-psicológicos y políticos. Se argumenta que los mecanismos causales fundamentales que conectan el nacionalismo con la violencia son mecanismos políticos. Esta argumentación se apoya en el trabajo de Charles Tilly sobre la violencia y en el de Michael Mann sobre genocidio y limpieza étnica.

Nacionalismo cultural paraguayo en la obra de Emiliano R. Fernández en el contexto de la Guerra del Chaco entre Bolivia y Paraguay(1932/1935)

Chamorro Cristaldo,Eduardo Manuel
Fonte: Universidad Autónoma de Asunción Publicador: Universidad Autónoma de Asunción
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2013 ES
Relevância na Pesquisa
37.25%
Resumen: El ambiente político, económico y social que ha vivido el Paraguay en el último año constituye el escenario en el cual los diversos actores que tienen la responsabilidad de llevar adelante las políticas públicas nacionales manifiesten, en su discurso y accionar, su concepción de país. Temas como la cuestión nacional, la formación del pueblo paraguayo, la creación del estado-nación, el manejo de los bienes públicos y la identidad cultural no son nuevos en la historia paraguaya. Se presenta un análisis de las obras del poeta y soldado Emiliano R. Fernández y se identifican elementos de un nacionalismo cultural paraguayo en el contexto de la Guerra del Chaco, algunos elementos de análisis de la coyuntura socio-política actual, algunas consideraciones teóricas sobre el tema del nacionalismo y finalmente, un análisis de obras específicas del poeta paraguayo a la luz de conceptos generalmente aceptados sobre la cuestión nacional y se identifican elementos del nacionalismo cultural paraguayo en las obras que consideramos más representativas de la poesía épica de Emiliano R. Fernández