Página 1 dos resultados de 774 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Avaliação da ingestão de cálcio e do metabolismo ósseo e mineral em mulheres após 8 anos de Bypass Gástrico em Y de Roux; Evaluation of calcium intake and bone and mineral metabolism in women after eight years of Roux-en-Y Gastric Bypass

Campos, Camila Duran de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
35.83%
INTRODUÇÃO: A obesidade é uma doença crônica com crescimento alarmante no mundo todo. Atualmente, o tratamento cirúrgico, especialmente o Bypass Gástrico em Y de Roux (BGYR), tem se mostrado como a forma mais eficiente para perda de peso e sua manutenção a longo prazo. Contudo, com a formação do neo-estômago e a mudança na conformidade intestinal, há alterações significantes das muitas propriedades físicas e funcionais desses órgãos que levam à deficiência de nutrientes, inclusive de cálcio. Com isso, podem ocorrer modificações no metabolismo ósseo e, conseqüentemente, na estrutura óssea. OBJETIVOS: Avaliar a ingestão de cálcio, as alterações no metabolismo ósseo e mineral; e a ocorrência de osteopenia e osteoporose em mulheres que se submeteram ao BGYR há oito anos. MÉTODO: Neste estudo transversal, foram estudadas 30 mulheres que se submeteram ao BGYR no período de outubro de 1995 a janeiro de 1999, no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Para avaliação da ingestão de cálcio, utilizamos o recordatório de 3 dias (R3D) e o questionário de freqüência alimentar (QFA). Também foram realizados exames laboratoriais referentes ao metabolismo ósseo e mineral e densitometria óssea do seguimento L1-L4...

Influência da terapia hormonal sobre a pressão ocular de mulheres na pós-menopausa; The influence of hormonal therapy on intraocular pressure in post-menopausal women

Giampani, Adriana Silva Borges
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
35.75%
Este estudo teve por objetivo avaliar a influência da terapia hormonal sobre a pressão ocular de mulheres na pós-menopausa. A amostra foi constituída por 58 olhos de 58 pacientes no período da pós-menopausa, com indicação de terapia hormonal, com idade entre 41 e 65 anos, que não tenham utilizado hormônio nos últimos três meses. As pacientes foram randomizadas (por sorteio) em dois grupos: terapia hormonal contínua (n=32) com comprimidos de estradiol 2 mg e acetato de noretisterona 1 mg, diário durante três meses e grupo controle placebo (n=26). O estudo foi realizado de forma cega pela investigadora principal. As pacientes foram avaliadas quanto à pressão ocular, paquimetria, ceratometria e dosagens dos hormônios sexuais pré e pós-tratamento. A média de idade foi de 54,21 anos ± 4,95, sendo 53,66 anos ± 5,60 no grupo com terapia hormonal e de 54,88 anos ± 4,01 no grupo placebo. Não houve diferença significativa entre os grupos com relação a idade (p= 0,352), índice de massa corporal (p= 0,818), pressão ocular (p=0,697), ceratometria (p > 0,05), paquimetria central (p=0,580), e dosagens dos hormônios sexuais (p>0,05) no pré-tratamento. A pressão ocular média pré-tratamento foi de 14,08 mmHg ± 1,96 no grupo terapia hormonal e de 13...

Efeitos do consumo de proteína de soja isolada sobre os níveis de lipídios séricos em mulheres; The effects of soy protein on women’s cardiovascular disease risk factors: randomized controled clinical trial

Prediger, Clarice Cardozo da Costa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
35.83%
As Doenças Cardiovasculares representam importante problema de saúde pública, principalmente em países em desenvolvimento. Os resultados de pesquisas recentes sugerem que o consumo de proteína de soja pode reduzir níveis séricos de colesterol-total e LDL-colesterol em sujeitos hipercolesterolêmicos, atuando nos fatores de risco da Doença Cardiovascular. A clássica metanálise de Anderson e colaboradores (1995) mostraram que a ingestão de 47g/dia de proteína de soja está associada à redução dos níveis de colesterol total, LDL-colesterol e triglicerídios, respectivamente de 9,3%, 12,9% e 10,5%. O objetivo deste estudo é investigar os efeitos do consumo de proteína isolada de soja contendo isoflavonas sobre fatores de risco cardiovascular em mulheres, a saber, níveis séricos de colesterol total, LDLcolesterol, triglicerídios, HDL-colesterol, LDL-peroxidada, Lipoproteína(a) e níveis de pressão arterial. Para isto, conduzimos um ensaio clínico randomizado, placebo controlado, triplo-cego, paralelo, com duração de 8 semanas. Neste, 96 mulheres adultas com idade entre 36 e 68 anos, com níveis de colesterol total ≥ 200 mg/dL, foram randomizadas em dois grupos: intervenção (25g/d de proteína de soja isolada) ou controle (25g/d de proteína total do leite). Dados antropométricos...

Avaliação dos fatores preditivos dos pólipos endometriais em mulheres na pós-menopausa

Dias, Flávia Neves Bueloni
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 58 f.
POR
Relevância na Pesquisa
35.78%
Pós-graduação em Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia - FMB; Objective: To evaluate the clinical predictive factors of endometrial polyps in postmenopausal women. Methods: In this clinical, analytical, comparative and cross-sectional study 132 patients with histopathologic diagnosis of endometrial polyp were compared with 264 without endometrial alterations (control), seeking healthcare at a Public University Hospital. In the study were included women with amenorrhea ≥ 12 months and age ≥ 45 years, in a proportion of 1 case to 2 controls. Clinical, anthropometric, laboratory and ultrasonographic data were collected for evaluating the predictive factors of endometrial polyps. For statistical analysis were used the Student-t, chi-square tests and logistic regression method (odds ratio-OR). Results: Patients with endometrial polyps were older and had more time since menopause when compared to control (P <.0001). A higher percentage of women with endometrial polyps were obese (72%) compared to control (39%) (P <.0001). The measurement of waist circumference was higher among patients with polyps (P = 0.0001). We observed a higher incidence of diabetes, hypertension and dyslipidemia in patients with endometrial polyps (P <.0001). According to the NCEP/ATP III...

Fatores associados com multimorbidades e autopercepção de saúde em mulheres com 50 anos ou mais : estudo de base populacional no município de Campinas, São Paulo = Factors associated with multimorbidities and self-perception of health in women of 50 years of age or more: a population-based study in Campinas, São Paulo; Factors associated with multimorbidities and self-perception of health in women of 50 years of age or more : a population-based study in Campinas, São Paulo

Vanessa de Souza Santos Machado
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
35.8%
Objetivos: Avaliar a presença de multimorbidades e autopercepção de saúde e seus fatores associados em mulheres brasileiras com 50 anos ou mais em uma cidade do sudeste brasileiro. Métodos: Foi realizado um estudo transversal de base populacional, utilizando entrevista domiciliar em uma amostra de 622 mulheres com 50 anos ou mais. Os dados foram obtidos através de autorrelato. O número de doenças crônicas referidas foram avaliadas (hipertensão arterial, artrose, catarata, diabetes mellitus, osteoporose, glaucoma, bronquite crônica ou asma, acidente vascular cerebral, incontinência urinária, câncer, infarto agudo do miocárdio, enfisema pulmonar) e classificadas em nenhuma, uma ou duas ou mais morbidades (multimorbidades). A autopercepção da saúde foi avaliada como muito boa, boa, regular, ruim ou péssima Os fatores sociodemográficos, comportamentais e clínicos associados também foram avaliados. O teste qui-quadrado e a regressão de Poisson foram utilizados para selecionar os principais fatores associados com o número de morbidades e a autopercepção de saúde, com nível de significância de 5%. Resultados: Nesta amostra, 15,8% não reportaram nenhuma doença crônica, 26% referiram apenas uma doença crônica e 58...

Estresse em mulheres com diabetes mellitus tipo 2

Lessmann, Juliana Cristina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 109 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
35.84%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2009; O Diabetes mellitus Tipo 2 (DM2), caracterizado pela resistência a insulina, possui evolução lenta, sendo que muitas mulheres vivenciam o processo de envelhecer concomitante a descoberta desta doença crônica, implicando na mudança de hábitos de vida, saúde e manejo de situações geradoras de estresse e sofrimento. Objetivos: Identificar a relação entre o estresse e o DM2 em mulheres e conhecer o perfil das mulheres com DM2 residentes em Florianópolis/SC com ênfase em fatores sócio-demográficos, biométricos e de saúde. Método: Estudo transversal prospectivo, desenvolvido na cidade de Florianópolis/SC, em quatro Centros de Saúde, com amostra estratificada aleatória simples (IC 95%), no qual participaram 147 mulheres com DM2. Para a coleta de dados buscamos informações sócio-demográficas, biométricas, de hábitos de vida e saúde, e utilizamos a escala de estresse percebido desenvolvida por Cohen, Kamark e Mermelstein (1983), traduzida e validada por Luft et al (2007). Utilizado o sistema computacional on-line SEstatNet®, realizamos análise estatística descritiva...

A hanseníase enquanto doença e representação social nas mulheres do Vale do Jequitinhonha - MG

Neiva, Ricardo Jardim
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 155 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
35.77%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política, Florianópolis, 2015.; Esta dissertação compreende um período histórico único da hanseníase, e objetiva analisá-lo através da história de vida de mulheres ex-portadoras da doença no Vale do Jequitinhonha-MG. A abordagem permite, através dos relatos e da construção dos parâmetros regionais da doença na cidade de Araçuaí-MG, assimilar padrões de saberes e práticas associadas à doença e vigência do estigma nas relações familiares e sociais. Relações com o diagnóstico, tratamento medicamentoso, autoimagem, religiosidade e cultura popular também foram abordados. As ações decorrentes do diagnóstico da hanseníase e seu impacto na vida cotidiana dessas mulheres são as grandes questões tratadas através deste estudo. Portanto, é um relato sobre representações sociais que ainda envolve o preconceito, um desconhecimento moderado sobre a doença e influência da religiosidade popular.
; Abstract : This work regards a single historical period of leprosy, and it is aimed toanalyze it through the life story of former women with this disease in the Jequitinhonha Valley in the state of Minas Gerais. The approach allows...

As vozes das mulheres trabalhadoras rurais no assentamento Herbert de Souza município de Paracatu/MG : aprendendo com as mulheres do campo

Souza, Eleusa Spagnuolo
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
35.78%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2015.; Este estudo está centrado na ecologia humana e intencionou produzir conhecimentos socioambientais com base em relatos de mulheres do assentamento Herbert de Souza, no município de Paracatu, Minas Gerais. O município passa por um processo de desertificação em decorrência do desenvolvimento da agroindústria e de mineradoras internacionais. A região continua a ser campo do latifúndio onde a reforma agrária tem relevância, pois a luta pela terra resultou na constituição de nove assentamentos, na contramão do sistema político reinante. A metodologia escolhida foi a pesquisa-ação; os procedimentos utilizados foram a observação participante, a entrevista, a oficina e a roda de conversa. No assentamento, cerca de 46% dos assentados tiveram de vender os lotes por ausência absoluta de condições de sobrevivência; nos 54% restantes, 20 famílias têm lotes sem nenhuma atividade produtiva — sobrevivem vendendo sua força de trabalhos para fazendeiros vizinhos. A educação do campo praticamente inexiste; os alunos frequentam escolas rurais e urbanas onde não vivenciam a realidade do campo. Deslocando-se em ônibus escolares...

Valor prognóstico da ecocardiografia sob estresse com dipiridamol em mulheres

Almeida,Maria Celita de; Markman Filho,Brivaldo
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
35.76%
FUNDAMENTO: A ecocardiografia sob estresse é uma importante ferramenta diagnóstica e prognóstica na cardiopatia isquêmica. OBJETIVO: Avaliar a importância da ecocardiografia sob estresse com dipiridamol (EEDI) na investigação de isquemia miocárdica em mulheres e sua capacidade de predizer eventos combinados (morte cardiovascular, infarto agudo do miocárdio [IAM], angina instável, procedimentos de revascularização miocárdica [cirúrgica ou percutânea] em um seguimento médio de 16 meses. MÉTODOS: EStudo prospectivo, com utilização do protocolo de dipiridamol na dose de 0,84 mg em 10 minutos, associado à atropina (0,25 mg/min até 1,0 mg). RESULTADOS: Foram avaliadas 147 mulheres. A EEDI foi positiva em 14 pacientes (9,5%), negativa em 128 (87,1%) e inconclusiva em 5 (3,4%). Eventos ocorreram em 8 pacientes, 7 tinham EEDI positiva. Os outros 138 não tiveram eventos. Desses, 128 tinham EEDI negativa. A sensibilidade, a especificidade, a acurácia, os valores preditivos positivo e negativo do teste frente aos eventos foram respectivamente: 83%, 95%, 94%, 42% e 99%. A sobrevida livre de eventos para pacientes com EEDI negativa foi de 99,2%, comparada com 58% para EEDI positiva (p < 0,001). A análise univariada identificou o resultado do EEDI...

Prevalência de obesidade visceral estimada por equação preditiva em mulheres jovens pernambucanas

Petribú,Marina de Moraes Vasconcelos; Cabral,Poliana Coelho; Diniz,Alcides da Silva; Lira,Pedro Israel Cabral de; Batista Filho,Malaquias; Arruda,Ilma Kruze Grande de
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
35.74%
FUNDAMENTO: O acúmulo de gordura visceral é considerado o principal fator de risco para doenças cardiovasculares e metabólicas. OBJETIVO: Determinar a prevalência de obesidade visceral e avaliar sua associação com fatores de risco cardiovasculares em mulheres jovens do Estado de Pernambuco. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado com dados da "III Pesquisa Estadual de Saúde e Nutrição", envolvendo mulheres entre 25 e 36 anos. Avaliaram-se as variáveis: Índice de Massa Corporal (IMC), Circunferência da Cintura (CC), Razão Cintura-Estatura (RCE), Volume de Gordura Visceral (VGV) estimado por equação preditiva, Pressão Arterial Sistólica e Diastólica (PAS, PAD), Colesterol Total (CT), Triglicerídeo (TG), Glicemia de Jejum (GJ). RESULTADOS: Foram avaliadas 517 mulheres, com mediana de idade de 29 anos (27-32) e prevalência de obesidade visceral de 30,6%. Valores de IMC, PAS, PAD e TG foram superiores no grupo com obesidade visceral: IMC = 28,0 kg/m² (25,0 - 21,4) vs 23,9 kg/m² (21,5 - 26,4); PAS = 120,0 mmHg (110,0 - 130,0) vs 112,0 mmHg (100,0 - 122,0); PAD = 74 mmHg (70 - 80) vs 70 mmHg (63 - 80); TG = 156,0 mg/dL (115,0 - 203,2) vs 131,0 mg/dL (104,0 - 161,0), respectivamente, p < 0,01. Idade, PAS, PAD, TG e CT apresentaram correlação positiva e significante com o VGV: r = 0...

A Prevenção do HIV / AIDS segundo o olhar das mulheres: o caso do Grupo de Direitos Reprodutivos em Juiz de Fora / MGª

Paiva,Elenir Pereira de; Motta,Maria Catarina Salvador da
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
35.76%
O estudo teve como objeto as práticas de prevenção do HIV na visão de mulheres participantes do Grupo de Direitos Reprodutivos¹ pois, apesar das diversas campanhas dirigidas à prevenção, as estatísticas indicam aumento significativo de mulheres infectadas pelo HIV. Os objetivos foram: 1) identificar as informações que as participantes do Grupo de Direitos Reprodutivos possuem sobre as formas de prevenção contra HIV/AIDS; 2) identificar estratégias de prevenção contra o HIV/AIDS que as mulheres do Grupo de Direitos Reprodutivos adotam em sua prática sexual; 3) analisar as formas de prevenção contra o HIV/AIDS adotadas pelas mulheres do Grupo de Direitos Reprodutivos no Departamento de Urgência e Emergência Norte (DUEN) em Juiz de Fora- MG. Metodologia: privilegiou-se a pesquisa qualitativa, sob a forma de estudo de caso², oriundas do grupo de discussão mencionado. Para coleta de dados, empregou-se a entrevista semi-estruturada, juntamente com observação participante³ com registro em diário de campo. Os resultados sugerem que as participantes ainda mantêm perplexidades quanto às formas de transmissão do HIV, prosseguem representando a AIDS como doença perigosa e incurável4 e, a despeito de valorizarem o preservativo como mecanismo de prevenção...

Zinco eritrocitário (validação de um método de análise) e zinco dietético na avaliação do estado nutricional de mulheres adultas

Santos,Hosana Gonçalves dos; Sardinha,Fátima Aparecida Arantes; Colli,Célia
Fonte: Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo Publicador: Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
35.73%
O objetivo deste estudo foi validar um método de determinação de zinco eritrocitário (ZnER) por espectrofotometria de absorção atômica (EAA), avaliar com esse parâmetro o estado nutricional em Zn de mulheres adultas, relacioná-lo com a ingestão dietética diária, identificando os alimentos fonte do mineral. O método foi validado com limites de detecção e de quantificação de 0,006 e 0,045(0,013) migZn/mL, respectivamente, e níveis de exatidão e de imprecisão intra-ensaio e inter-ensaio de 95 (0,4)% , 3,6% e 5,3%, respectivamente. A ingestão média de Zn do grupo (n=21) foi de 9,7(3)mgZn/dia e 15 desses resultados estão acima da RDA de 8 mg/d e 4 abaixo da EAR de 6,8 mg/d (Institute of Medicine/2000b). A concentração média de ZnER foi de 38,2(5) mgZn/gHb, valor menor do que o encontrado por outros autores para o mesmo gênero e estágio de vida. As fontes de Zn da dieta do grupo (>1,2 mg Zn/100 g) foram: carnes bovina e suína, fígado bovino, linguiça, queijos dos tipos prato, branco, gouda e mussarela e amendoim.

Valor prognóstico da ecocardiografia sob estresse com dipiridamol em mulheres com suspeita de isquemia miocárdica

Celita de Almeida, Maria; Markman Filho, Brivaldo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
35.78%
Introdução: Na última década, vem aumentando o interesse na busca de um método diagnóstico não invasivo, para detectar doença arterial coronariana (DAC) em mulheres. Apesar dos avanços no diagnóstico e tratamento, esta patologia permanece como principal causa de mortalidade em mulheres, nos países desenvolvidos. O diagnóstico precoce, assim como a estratificação de risco, são fundamentais, pois mulheres têm pior prognóstico após infarto agudo do miocárdio (IAM) e procedimentos de revascularização (cirúrgica ou percutânea). Objetivo: Avaliar a importância da ecocardiografia sob estresse com dipiridamol (EEDI) na investigação de isquemia miocárdica em mulheres e sua capacidade de predizer eventos cardíacos combinados (morte de causa cardiovascular, infarto agudo do miocárdio (IAM), angina instável, necessidade de procedimentos de revascularização miocárdica cirúrgica ou percutânea) em um seguimento médio de 16 meses. Métodos: Estudo prospectivo, observacional, de base ambulatorial. Pacientes com suspeita de isquemia miocárdica foram submetidas ao seguinte protocolo de exame: infusão intravenosa de dipiridamol de 0,56mg/kg em 4 min, seguido de 4 min de observação. Caso não surgisse critérios de positividade...

Efeitos da intervenção dietética com aveia em mulheres idosas com síndrome metabólica

Zani, Valdeni Terezinha
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
35.86%
Introdução: A nutrição é parte do estilo de vida com potencial de interferência no processo de envelhecimento, de grande relevância para a prevenção e tratamento das Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT), Síndrome Metabólica (SM) e Doenças Cardiovaculares (DCV). A aveia contém diversos componentes com atividades fisiológicas e biológicas que na dieta saudável de forma habitual produz efeitos benéficos para a saúde.Objetivos: Avaliar a intervenção dietética da aveia em mulheres idosas portadoras de SM nos componentes pressão arterial sistêmica, dislipidemia, glicose sérica e obesidade abdominal.Metodologia: Ensaio clínico randomizado. A amostra foi composta por 133 mulheres idosas de Porto Alegre, Brasil, com idade igual ou superior a 60 anos com SM. As idosas foram alocadas em dois grupos, recebendo por 12 semanas os seguintes tratamentos: (1) grupo controle: orientação alimentar sobre os "Dez Passos para a Alimentação Saudável do idoso", guia alimentar do idoso; (2) grupo de intervenção: orientação alimentar sobre os "Dez Passos para a Alimentação Saudável do idoso", guia alimentar do idoso e intervenção dietética com 30g aveia em flocos finos por dia. Foi efetuada avaliação antropométrica...

Avaliação da ingestão alimentar e a suplementação de cálcio em mulheres no climatério e pós-menopausa

Coutinho, Sônia Marisa Barbieri
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
35.9%
Introdução : Na menopausa ocorre uma perda mais acentuada da massa óssea a qual se deve a vários fatores, entre eles, a baixa ingestão alimentar de cálcio. A nutrição adequada é fundamental para preservar a saúde óssea e consequentemente prevenir quedas e fraturas.Objetivo : Avaliar a ingestão alimentar e a suplementação de cálcio em mulheres no período do climatério e pós-menopausa.Metodologia : Estudo transversal envolvendo mulheres no período do climatério e pós-menopausa usuárias do ambulatório de climatério e menopausa do Hospital São Lucas da PUC em Porto Alegre, Brasil. Foi aplicado questionário estruturado com dados socioeconômicos, antropométricos e de saúde. Para avaliar a ingestão alimentar foi utilizado o Recordatório alimentar de 24 horas (R24) e o Questionário de Frequência Alimentar (QFA). Para a análise foi utilizado o teste de Mann Whitney e Kruskal Wallys (post hoc Dunn). Foi adotado nível de significância de 5%.Resultados : A amostra foi de 63 mulheres com idade de 55,7±7,2 anos, onde 49,2% são do grupo de 50 a 59 anos. O IMC médio foi de 29,6±5,8 kg/m². A menopausa estava presente em 74,6%. O uso de suplementação de cálcio, com ou sem vitamina D, ocorreu em 25,4% da amostra. A média de ingestão foi mais elevada no grupo de mulheres que consumiu leite desnatado em relação aos que não utilizavam (900...

Influência da idade e do acetato de medroxiprogesterona de depósito na composição corporal de mulheres na menacme = : Influence of age and depot medroxyprogesterone acetate on body composition in women of reproductive age; Influence of age and depot medroxyprogesterone acetate on body composition in women of reproductive age

Natália Dal'Ava de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
35.9%
INTRODUÇÃO: O ganho de peso associado ao uso de métodos contraceptivos contendo apenas progestágenos pode levar à descontinuação do uso. A avaliação da composição corporal (CC) pode auxiliar na compreensão e monitoração do ganho de peso. A mensuração da CC pela técnica de absorciometria de duplo feixe de raios-X (DEXA) permite quantificar os diferentes componentes da CC - massa gorda (MG), massa magra (MM). OBJETIVOS: Estimar a CC de mulheres na menacme e avaliar sua variação entre usuárias de acetato de medroxiprogesterona de depósito (AMPD) comparadas com usuárias de dispositivo intrauterino TCu380A (DIU TCu380A). SUJEITOS E MÉTODOS: Foram realizados dois estudos de avaliação da CC pela técnica DEXA. As participantes dos estudos foram selecionadas no Ambulatório de Planejamento Familiar do Departamento de Tocoginecologia da UNICAMP. Estudo 1: Estudo de corte transversal com 639 mulheres, entre 20 e 50 anos, divididas por faixas etárias (20-25, 26-30, 31-35, 36-40, 41-45, 46-50), no qual foi avaliado o peso corporal (kg), índice de massa corpórea (IMC kg/m2) e as variáveis de CC: MG (kg) e MM (kg), percentual de MG e de MM, índice de MG (IMG kg/m²) e índice de MM (IMM kg/m²). Estudo 2: Estudo de coorte prospectivo com acompanhamento de um ano...

Estudo do perfil lipidico em uma população de mulheres gerontes, portadoras de hipotiroidismo subclinico; Lipid profile study in elderly women with subclinical hypothyroidism

Jose Carlos Bellini Peterson
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
35.86%
O hipotireoidismo subclínico (HTSC) é uma enfermidade caracterizada pelo aumento dos níveis de hormônio tireoestimulante associado a níveis normais de tiroxina livre, habitualmente sem sinais e sintomas do hipotireoidismo clinicamente manifesto (HTC). A literatura mostra prevalência mais alta de HTSC em mulheres e nos mais idosos. No presente trabalho, estudou-se 76 mulheres portadoras de HTSC, com 65 anos ou mais, seguidas no Ambulatório de Endocrinologia da Faculdade de Medicina de Jundiaí, São Paulo. Foram excluídas mulheres com idade inferior a 65 anos, pacientes com diagnóstico prévio de HTC e HTSC em tratamento, Diabetes Mellitus ou outra endocrinopatia que possa cursar com elevação dos níveis lipídicos , hepatopatias, alcoolismo, nefropatias, tabagismo, uso de drogas hiperlipemiantes e pacientes com antecedentes de Doença Vascular Aterosclerótica (DVA). Avaliou-se: idade: 70.43 ± 4.84 anos; IMC: 27.52 ± 3.07 kg/m², pressão arterial sistólica (PAS): 136.97 ± 17.44 mmHg; pressão arterial diastólica (PAD): 87.89 ± 10.87 mmHg; tiroxina livre (T4L): 1.28 ± 0.25 ng/dl; hormônio tireo-estimulante (TSH): 12.41 ± 11.19 mIU/L; colesterol total (CT): 257.12 ± 61.22 mg/dl; HDL-colesterol (HDL-c): 39.30 ± 8.78 mg/dl; LDL-colesterol (LDL-c): 146.49 ± 42.94 mg/dl; VLDL-colesterol (VLDL-c): 41.13 ± 27.41 mg/dl e triglicérides (TG): 224.46 ± 123.30 mg/dl. Foi feito o estudo dos perfis clínico-laboratoriais presentes nesse grupo de pacientes...

Efeito da suplementa????o de ZMA nos n??veis de testosterona em mulheres

Naganuma, Juliana T.
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
35.72%
O ZMA ?? um suplemento alimentar que tem em sua composi????o 30 mg de aspartato de monometionina de zinco, 450 mg de aspartato de magn??sio e 10,5 g de vitamina B6. ?? comercializado com o objetivo de aumentar a produ????o de pr??-hormonais, atrav??s da melhora na qualidade do sono e consequentemente na maior libera????o dos horm??nios Gh e testosterona. O objetivo do presente trabalho foi verificar se a suplementa????o de ZMA em mulheres sedent??rias alteraria os n??veis de testosterona e comparar o grupo suplementado com o grupo placebo. Dez participantes do sexo feminino foram divididas em dois grupos (suplementado e placebo) com cinco integrantes cada, o grupo suplementado ingeriu uma c??psula de ZMA antes de dormir durante o per??odo de 4 semanas e o grupo placebo ingeriu uma c??psula placebo antes de dormir durante o mesmo per??odo. Todas as participantes realizaram um exame de sangue antes do primeiro consumo, 14 dias ap??s o in??cio do consumo e ao ??ltimo dia de consumo das c??psulas com o intuito de mensurar os n??veis de testosterona total e testosterona livre. Os resultados dos exames de sangue mostraram que os n??veis de testosterona total e testosterona livre n??o sofreram diferen??as significativas comparando-se os grupos suplementado e placebo...

Zinco eritrocitário (validação de um método de análise) e zinco dietético na avaliação do estado nutricional de mulheres adultas; Erythrocytic zinc (validation of an analytical method) and dietetic in nutriture evaluation of adult women

Santos, Hosana Gonçalves dos; Sardinha, Fátima Aparecida Arantes; Colli, Célia
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2005 POR
Relevância na Pesquisa
35.78%
O objetivo deste estudo foi validar um método de determinação de zinco eritrocitário (ZnER) por espectrofotometria de absorção atômica (EAA), avaliar com esse parâmetro o estado nutricional em Zn de mulheres adultas, relacioná-lo com a ingestão dietética diária, identificando os alimentos fonte do mineral. O método foi validado com limites de detecção e de quantificação de 0,006 e 0,045(0,013) migZn/mL, respectivamente, e níveis de exatidão e de imprecisão intra-ensaio e inter-ensaio de 95 (0,4)% , 3,6% e 5,3%, respectivamente. A ingestão média de Zn do grupo (n=21) foi de 9,7(3)mgZn/dia e 15 desses resultados estão acima da RDA de 8 mg/d e 4 abaixo da EAR de 6,8 mg/d (Institute of Medicine/2000b). A concentração média de ZnER foi de 38,2(5) mgZn/gHb, valor menor do que o encontrado por outros autores para o mesmo gênero e estágio de vida. As fontes de Zn da dieta do grupo (>;1,2 mg Zn/100 g) foram: carnes bovina e suína, fígado bovino, linguiça, queijos dos tipos prato, branco, gouda e mussarela e amendoim.; The aim of this study was to validate a method for determining erythrocytic Zn (ZnER) by atomic absorption spectrophotometry (AAS), in order to evaluate, with this parameter, the Zn nutriture of adult women (n=21)...

Efeito de um treinamento combinado de força e endurance sobre componentes corporais de mulheres na fase de perimenopausa

Rossato,Mateus; Binotto,Maria A.; Roth,Maria A.; Temp,Haury; Carpes,Felipe P.; Alonso,Jose L.; Rombaldi,Airton J.
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
35.74%
O objectivo deste estudo foi verificar o efeito de um treinamento de força e endurance sobre componentes corporais de mulheres. Oito mulheres na fase de perimenopausa (massa corporal de 58,9 ± 9,3 kg, altura de 159 ± 7 cm e idade de 48,6 ± 2,1 anos) participaram do estudo. A massa óssea (MO), massa gorda (MG) e a massa magra (MM) foram analisadas com um exame DEXA (Dual Energy X-Ray Absorptiometry). O consumo máximo de oxigénio (VO2máx) foi determinado através de teste progressivo máximo em esteira rolante antes e após o treinamento. O treinamento combinando exercícios de força e endurance teve a duração de 20 semanas. Os resultados indicam que o VO2máx, embora não alterado de maneira estatisticamente significativa, apresentou um aumento de 7,23% para a forma absoluta e 9,82% na forma relativa. Da mesma forma, a MO e MM tiveram um aumento de 0,81% e 2,82%, respectivamente, enquanto que a MG apresentou decréscimo de 3,60%. Ainda que essas alterações não tenham alcançado significância estatística, a tendência de modificação observada sugere que o treinamento poderá induzir alterações nos componentes corporais de mulheres na fase de perimenopausa. Para a confirmação dos resultados encontrados sugerem-se estudos com períodos de treinamento mais extensos.