Página 1 dos resultados de 42 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Percepção dos alunos de 4ºano do Curso de Licenciatura de Enfermagem da Universidade Fernando Pessoa sobre a amamentação

Silva, Catarina Isabel Castro Barros da
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
35.84%
Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Enfermagem.; O presente projecto de graduação insere-se no âmbito do plano curricular do 4ºano da Licenciatura de Enfermagem da Universidade Fernando Pessoa – Porto, sendo o tema abordado “Percepção dos alunos do 4ºano do Curso de Licenciatura em Enfermagem da Universidade Fernando Pessoa sobre amamentação”. Actualmente existem numerosas instituições que promovem a amamentação em todo o mundo, preconizando como sendo benéfico para o bebé, o aleitamento materno exclusivo até aos seis meses de vida, conferindo uma nutrição equilibrada e adequada, a protecção contra numerosas infecções e principalmente promovendo o vínculo mãe-filho. Neste estudo, as questões de investigação que desencadearam o problema foram: “Qual a percepção dos alunos do 4ºano da Licenciatura em Enfermagem da Universidade Fernando Pessoa relativamente à amamentação?” ; “Os alunos do 4ºano de Enfermagem tiveram, em contexto de ensino clínico, noção das motivações das mães para amamentar?” ; “Tiveram noção das vantagens e dificuldades das mães que iniciaram a amamentação?” Pela sua natureza...

Modelos de assistência neonatal: comparação entre o método mãe-canguru e o método tradicional; Neonatal care models: comparison between Kangaroo Mother care and traditional care

Brito, Maria Haydée Augusto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.12%
Os recém-nascidos de muito baixo peso ao nascer alcançam taxas de sobrevivência cada vez maiores. No entanto, eles ainda apresentam problemas como déficit de crescimento, atrasos do desenvolvimento, baixa prevalência de aleitamento materno exclusivo e dificuldades de vinculação afetiva com a família. Essa problemática resulta da condição de nascimento dessas crianças, das conseqüências do tratamento intensivo necessário à sua sobrevivência, e das peculiaridades da assistência neonatal tradicional cujos procedimentos impõem a separação entre a mãe e o bebê. A observação de aspectos relativos aos problemas citados sinaliza que algumas dessas dificuldades poderiam ser atenuadas, quando não resolvidas, por um modelo de assistência neonatal que privilegiasse a interação entre a mãe e o bebê. Visando a elucidar tal questão, compararam-se os resultados obtidos com setenta bebês, divididos em dois grupos, um assistido pelo método Mãe-canguru e outro pelo método Tradicional de assistência neonatal. Foi realizado um estudo de coorte prospectivo que contemplou duas abordagens: uma análise epidemiológica dos dados objetivos referentes às características comparáveis entre os dois grupos, ou seja, atributos maternos...

Desenvolvimento infantil a partir da perspectiva da psicologia do desenvolvimento evolucionista: um estudo de bebês filhos de mães com depressão pós-parto; Infant development from the Evolutionary Developmental Psychology perspective: infants of postpartum depressed mothers

Lucci, Tania Kiehl
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.19%
O vínculo afetivo mãe-bebê, que se cria desde as primeiras interações, afeta o desenvolvimento emocional da criança. A depressão pós-parto (DPP) é um transtorno de humor que pode prejudicar a qualidade destas interações. Sendo o primeiro ano de vida um período em que o bebê está especialmente suscetível aos estímulos externos e totalmente dependente de cuidados, o objetivo da pesquisa relatada na dissertação de mestrado foi verificar o impacto da DPP no desenvolvimento neuropsicomotor em uma amostra representativa de crianças moradoras de uma região urbana da cidade de São Paulo, Brasil. Este estudo faz parte de um Projeto Temático FAPESP que teve por objetivo investigar os fatores de risco relacionados à DPP e sua influência no desenvolvimento das crianças ao longo de três anos. A Escala de Depressão Pós-parto de Edinburgh (EDPE) foi aplicada aos quatro e oito meses e o desenvolvimento neuropsicomotor dos bebês foi avaliado aos quatro (N=144), oito (N=127) e doze meses de vida (N=94), por itens baseados nos Testes Gesell e Amatruda, M-Chat, Denver e IRDI. Foram consideradas informações sobre a gestação, condições do parto e a avaliação neonatal obtidas nos prontuários do Hospital Universitário. A razão sexual no nascimento foi viesada no sentido de maior nascimento de meninas...

Predictors of Sensitivity in Mothers of 8-Month-Old Infants

Alvarenga,Patricia; Dazzani,Maria Virginia Machado; Lordelo,Eulina da Rocha; Alfaya,Cristiane Ajnamei dos Santos; Piccinini,Cesar Augusto
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 EN
Relevância na Pesquisa
36.04%
This longitudinal study investigated the impact of maternal mental health, including postpartum depression, and of maternal-fetal attachment, on maternal sensitivity when babies were eight months old. The study included 38 mother-infant dyads. The women answered the SRQ-20 and the Maternal-Fetal Attachment Scale in the third trimester of pregnancy, and the BDI, for evaluation of postpartum depression in the first month following birth. Maternal sensitivity was examined through an observation of mother-child interaction when babies were eight months old. The multiple regression model considering the three factors explained 18.6% of the variance in sensitivity, and only maternal-fetal attachment was a significant predictor. The results indicate the importance of interventions to promote the bond of pregnant women with their babies, which may even minimize possible harmful effects of postpartum depression on mother-child interaction.

Oxytocin and mutual communication in mother-infant bonding

Nagasawa, Miho; Okabe, Shota; Mogi, Kazutaka; Kikusui, Takefumi
Fonte: Frontiers Media S.A. Publicador: Frontiers Media S.A.
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 28/02/2012 EN
Relevância na Pesquisa
56.52%
Mother-infant bonding is universal to all mammalian species. In this review, we describe the manner in which reciprocal communication between the mother and infant leads to mother-infant bonding in rodents. In rats and mice, mother-infant bond formation is reinforced by various social stimuli, such as tactile stimuli and ultrasonic vocalizations (USVs) from the pups to the mother, and feeding and tactile stimulation from the mother to the pups. Some evidence suggests that mother and infant can develop a cross-modal sensory recognition of their counterpart during this bonding process. Neurochemically, oxytocin in the neural system plays a pivotal role in each side of the mother-infant bonding process, although the mechanisms underlying bond formation in the brains of infants has not yet been clarified. Impairment of mother-infant bonding, that is, deprivation of social stimuli from the mother, strongly influences offspring sociality, including maternal behavior toward their own offspring in their adulthood, implying a “non-genomic transmission of maternal environment,” even in rodents. The comparative understanding of cognitive functions between mother and infants, and the biological mechanisms involved in mother-infant bonding may help us understand psychiatric disorders associated with mother-infant relationships.

Foster Mother-Infant Bonding: Associations Between Foster Mothers’ Oxytocin Production, Electrophysiological Brain Activity, Feelings of Commitment, and Caregiving Quality

Bick, Johanna; Dozier, Mary; Bernard, Kristin; Simons, Robert; Grasso, Damion
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
46.27%
This study examined the biological processes associated with foster mother-infant bonding. In an examination of foster mother-infant dyads (N = 41, mean infant age = 8.5 months), foster mothers’ oxytocin production was associated with their expressions of behavioral delight toward their foster infant and their average P3 response to images of all infant faces in the first two months of the relationship. Three months later, foster mothers’ oxytocin production was still associated with delight toward their foster infant and was also specifically associated with their P3 response to an image of their foster infant. Similar to biologically-related mothers and infants, oxytocin appears to be associated with foster mothers’ brain activity and caregiving behavior, with patterns suggestive of bond formation.

Mu-opioid receptor (OPRM1) variation, oxytocin levels and maternal attachment in free-ranging rhesus macaques

Higham, James P.; Barr, Christina S.; Hoffman, Christy L.; Mandalaywala, Tara M.; Parker, Karen J.; Maestripieri, Dario
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /04/2011 EN
Relevância na Pesquisa
35.95%
Understanding the genetic and neuroendocrine basis of the mother-infant bond is critical to understanding mammalian affiliation and attachment. Functionally similar non-synonymous mu-opioid receptor (OPRM1) SNPs have arisen and been maintained in humans (A118G) and rhesus macaques (C77G). In rhesus macaques, variation in OPRM1 predicts individual differences in infant affiliation for mothers. Specifically, infants carrying the G allele show increased distress on separation from their mothers, and spend more time with them upon reunion, than individuals homozygous for the C allele. In humans, individuals possessing the G allele report higher perceptions of emotional pain on receiving rejection by social partners. We studied maternal behavior over the course of a year among free-ranging female rhesus macaques on Cayo Santiago, Puerto Rico. We then trapped females and collected blood samples, from which we assessed OPRM1 genotype; we also collected CSF samples from which we measured oxytocin (OT) levels. We show that females possessing the G allele restrain their infants more (i.e. prevent infants from separating from them by pulling them back) than females homozygous for the C allele. Females possessing the G allele also show higher OT levels when lactating...

Effects of early and late adverse experiences on morphological characteristics of Sprague-Dawley rat liver subjected to stress during adulthood

Vásquez, Bélgica; Sandoval, Cristian; Smith, Ricardo Luiz; del Sol, Mariano
Fonte: e-Century Publishing Corporation Publicador: e-Century Publishing Corporation
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 15/07/2014 EN
Relevância na Pesquisa
35.99%
The literature indicates that early rupture of the maternal bond and social isolation are variables involved in social and emotional behaviors and in increase in anxiety, particularly in stressful situations. The liver plays a role in the adaptation to stress, yet the possible morphologic changes that its structure can suffer have been studied very little. Therefore, the aim here was to ascertain, through the model of altering the early mother-infant bond and the late social bond through isolation, the effect on the stereologic characteristics of the liver in adult Sprague-Dawley rats subjected to intermittent chronic stress. Twenty-five newborn female rats were used, distributed into 5 groups, under standardized lactation and feeding conditions. The experimental groups were exposed to early (E1), late (E2), and early-late (E3) adverse experiences and then subjected to intermittent chronic stress in adulthood. The liver of each animal was isolated, and the stereologic characteristics of Nv, Vv, and Sv of the hepatocytes were determined. The results from the experimental groups were significantly higher than those obtained in the control groups. The highest values were found in group E3 (Nv = 4.43 ± 0.89 x 105/mm3, Vv = 68.74 ± 2.01%...

Práticas institucionais/discursivas acerca dos cuidados com os bebês prematuros e/ou de baixo peso: o programa canguru

Véras, Renata Meira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social; Psicologia Social; Processos Psicossociais; Relações de Poder e Sociedade Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social; Psicologia Social; Processos Psicossociais; Relações de Poder e Sociedade
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
35.95%
The Kangaroo Program was implemented in Brazil in 2000 through the Unified Health System (Sistema Único de Saúde SUS) sustained with a humanized rethoric of health care assistance. This program adopts the skin-to-skin contact contributing to the mother-infant bond, breastfeeding and promoting security in mother s care. The users of SUS are encouraged to live in the maternity ward to follow the baby health improvement. However, it was verified in previous observations that mothers participation in the Kangaroo Program has been done through an imposed practice. Therefore, this study intended to understand the texts that permeate the kangaroo practice. This research was developed through two studies: 1) an historic exploration of motherhood concept and an analysis of how the motherhood is presented in the official document that orients the program; 2) an analysis of institutional dynamic of Kangaroo Program, emphasizing the study about the health workers everyday practice, the mothers view about their life in the maternity wards, and the attendance practice. It is highlighted that the relation between this two studies allowed the comprehension abouthow the official discourses can influence the health workers behaviors and how their viewpoint and position can shape the everyday work in a public health program. This research...

Vínculo mãe-bebê: os encontros possíveis em uma UTI neonatal

Medeiros, Julliana de Paula
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
56.21%
Esse estudo teve como objetivo compreender como se constitui a função materna em situação de internação de bebês pré-termo em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). A pesquisa foi realizada no Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro no período entre março e junho de 2009. Foram entrevistadas cinco mães, casadas, com idades entre 28 e 34 anos. A abordagem utilizada nesse trabalho foi de orientação psicanalítica e funda-se no fenômeno transferencial. A pesquisa ocorreu em uma perspectiva dialógica e a intersubjetividade se constituiu um elemento fundamental dessa investigação psicanalítica. A UTIN pode ser pensada como um espaço simbólico para a ressignificação da vivência traumática do nascimento pré-termo na medida em que puder transitar entre as funções materna e paterna dos bebês que ali estão internados. A construção da função materna depende da relação dessa mãe com sua própria infância, da forma como o bebê foi antecipado ao longo da gestação e da capacidade de investir seu desejo em seu filho e para além dele. A maternagem se dá a partir de uma série de atribuições maternas ao seu bebê, pela imersão do bebê em um universo de palavras, que o inscrevam em uma linhagem familiar e o reconheçam como um ser desejante. Isso só pode ocorrer se a mãe conseguir investir narcisicamente em seu filho real...

Syntax of social life in postpartum depression: Mother-child interaction

de Abreu, Luiz Carlos; Reis, Alberto Olavo Advincula; Rolim Neto, Modesto Leite; Rolim Lima, Nadia Nara; Cartaxo, Jesus de Souza; Silva, Elizabeth Alves; Teixeira, Saulo Araujo; Pereira Filgueiras Macedo, Cicero Hedilberto
Fonte: DRUNPP-SARAJEVO; SARAJEVO Publicador: DRUNPP-SARAJEVO; SARAJEVO
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
56.14%
Purpose: Understand the difficulties and experienced of individuals suffering from postpartum depression, related to mood disturbances, the mother-child bond and its repercussions in the meanings established for the experience of being a mother. Methods: Forty-one patients were interviewed, with ages ranging from 20 to 49 years, from a total of 106 attended at the Primary Care Unit, in the interior of the state of Parahiba, Brazil. A sample of 21 women was selected, presenting an inclusion profile, propitious to mapping postpartum depression. The eligible patients were referred by two PSF (Health Family) teams (one each from the urban and rural zones), aimed at diagnosing the psychic disturbance of the perperium. They were accompanied by a psychologist and all signed an informed consent form. A field diary supported the information recorded. Beck's Depression Inventory complemented the inclusion and follow-up of the patients. The data were analyzed statistically. Results: We confirmed the findings of the most recent studies that infant abandonment in the postpartum period occurs in situations where multiple and serious factors add up, such as misery (86.7%), little schooling (67%), lack of a support network (36.5%), estrangement of the mother's family relations (12%) and lack of paternal involvement (91.5%). Conclusion: The feeling of psyching pain and suffering...

Formação de simbolos e queixa de baixo rendimento escolar infantil : a visão psicanalitica de Winnicott; Symbol formation and the complaint of infant poor school performance : the psychoanalytical view of Winnicott

Marta Maria Fontenele e Silva Caramuru
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.12%
Este trabalho tem como objetivo mostrar, através de recortes de um caso clínico, que as vivências emocionais primitivas do vínculo do bebê com sua mãe repercutem na constituição do psiquismo e no processo de formação de símbolos da criança, interferem em seu rendimento escolar e são vivências possíveis de elaboração pelo brincar, na psicoterapia psicanalítica. A pesquisa aqui desenvolvida é um estudo do caso clínico de uma criança, atendida em psicanálise, no referencial teórico da teoria do desenvolvimento emocional primitivo de Winnicott. Na terapia psicanalítica, foram elaboradas as vivências emocionais primitivas da relação mãe-bebê do paciente no vínculo terapêutico, o que possibilitou a integração egóica e a experiência de self do paciente; a comunicação verbal; o desenvolvimento da criatividade; a capacidade de brincar e a capacidade de lidar com a transicionalidade, elementos essenciais ao processo de formação de símbolos, resultando na melhora do seu rendimento escolar e na retomada de seu desenvolvimento emocional. Concluímos que a psicoterapia psicanalítica, no referencial winnicottiano, por meio da técnica do brincar, possibilitou a correção das experiências de falha ambiental vividas pelo paciente no início de sua vida emocional e também a elaboração dessas experiências emocionais primitivas...

Mothers' feelings about breastfeeding their premature babies in a rooming-in facility

Davim,Rejane Marie Barbosa; Enders,Bertha Cruz; Silva,Richardson Augusto Rosendo da
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 EN
Relevância na Pesquisa
35.95%
This study aimed at learning about the feelings experienced by mothers while breastfeeding their premature babies in a rooming-in facility, by means of individual interviews with 33 mothers during the period of February to April 2006, at a maternity hospital in Natal/RN/Brazil. The main feelings referred by the mothers regarding their inability to breastfeed their premature babies immediately after delivery were: sorrow, guilt, disappointment, frustration, insecurity, and fear of touching, holding or harming the delicate babies while breastfeeding. However, the mother-child bond that was formed when the baby was discharged from the Neonatal Intensive Care Unit and taken to the rooming-in facility was reflected by feelings of fulfillment, pride, and satisfaction at experiencing the first breastfeeding.

Specifying the Neurobiological Basis of Human Attachment: Brain, Hormones, and Behavior in Synchronous and Intrusive Mothers

Atzil, Shir; Hendler, Talma; Feldman, Ruth
Fonte: Nature Publishing Group Publicador: Nature Publishing Group
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
36.08%
The mother–infant bond provides the foundation for the infant's future mental health and adaptation and depends on the provision of species-typical maternal behaviors that are supported by neuroendocrine and motivation-affective neural systems. Animal research has demonstrated that natural variations in patterns of maternal care chart discrete profiles of maternal brain–behavior relationships that uniquely shape the infant's lifetime capacities for stress regulation and social affiliation. Such patterns of maternal care are mediated by the neuropeptide Oxytocin and by stress- and reward-related neural systems. Human studies have similarly shown that maternal synchrony—the coordination of maternal behavior with infant signals—and intrusiveness—the excessive expression of maternal behavior—describe distinct and stable maternal styles that bear long-term consequences for infant well-being. To integrate brain, hormones, and behavior in the study of maternal–infant bonding, we examined the fMRI responses of synchronous vs intrusive mothers to dynamic, ecologically valid infant videos and their correlations with plasma Oxytocin. In all, 23 mothers were videotaped at home interacting with their infants and plasma OT assayed. Sessions were micro-coded for synchrony and intrusiveness. Mothers were scanned while observing several own and standard infant-related vignettes. Synchronous mothers showed greater activations in the left nucleus accumbens (NAcc) and intrusive mothers exhibited higher activations in the right amygdala. Functional connectivity analysis revealed that among synchronous mothers...

Mothers' amygdala response to positive or negative infant affect is modulated by personal relevance

Strathearn, Lane; Kim, Sohye
Fonte: Frontiers Media S.A. Publicador: Frontiers Media S.A.
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 08/10/2013 EN
Relevância na Pesquisa
46.14%
Understanding, prioritizing and responding to infant affective cues is a key component of motherhood, with long-term implications for infant socio-emotional development. This important task includes identifying unique characteristics of one's own infant, as they relate to differences in affect valence—happy or sad—while monitoring one's own level of arousal. The amygdala has traditionally been understood to respond to affective valence; in the present study, we examined the potential effect of personal relevance on amygdala response, by testing whether mothers' amygdala response to happy and sad infant face cues would be modulated by infant identity. We used functional MRI to measure amygdala activation in 39 first-time mothers, while they viewed happy, neutral and sad infant faces of both their own and a matched unknown infant. Emotional arousal to each face was rated using the Self-Assessment Manikin Scales. Mixed-effects linear regression models were used to examine significant predictors of amygdala response. Overall, both arousal ratings and amygdala activation were greater when mothers viewed their own infant's face compared with unknown infant faces. Sad faces were rated as more arousing than happy faces, regardless of infant identity. However...

Intervenção para promover a qualidade do vínculo mãe-bebê em situação de nascimento pré-termo; Intervention to improve the quality of the mother-infant bond in situation of pre-term birth

Brum, Evanisa Helena Maio de; Schermann, Lígia
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2007 POR
Relevância na Pesquisa
96.57%
O objetivo deste estudo foi avaliar a efetividade de uma intervenção precoce para promover a qualidade do vínculo mãe-bebê em situação de nascimento pré-termo. A amostra constou de 28 pares mãe-criança. 14 mães participaram da intervenção para promoção da qualidade do vínculo mãe-bebê através de videofilme (grupo experimental) e 14 mães assistiram a um videofilme sobre cuidados de rotina do bebê (grupo controle). Os videofilmes foram assistidos pelas mães no 2º ou 3º dia após o nascimento do bebê e, um mês após a alta hospitalar do bebê, foi realizada observação da interação mãe-bebê e aplicação do Mother and Baby Scales (MABS). Os resultados não diferenciaram o grupo experimental do grupo controle na quase totalidade das avaliações realizadas. O que leva a crer que somente uma intervenção em forma de videofilme, realizada no hospital, não seja suficiente para alterar positivamente a qualidade do vínculo mãe-bebê na população de pré-termos estudada. Sugere-se que sejam necessárias maior freqüência de intervenções hospitalares e a inclusão de intervenções domiciliares, bem como follow-ups longitudinais de médio prazo com pares de mães e bebês nascidos pré-termo.; The present study aimed to evaluate an early preventive intervention to improve the quality of the mother-infant bond in situation of preterm birth. The sample comprised 28 mother-infant pairs. Fourteen pairs participated in the intervention for promotion of quality in the mother-infant bond through a video film (experimental group)...

Vinculo mãe-bebê pré-termo: as possibilidades de interlocução na situação de internação do bebê; The bond mother-preterm newborn infant: possibilities of intervention during hospitalization of the infant

Gomes, Ana Lucia Henriques
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2001 POR
Relevância na Pesquisa
56.44%
Neste artigo pretendo refletir sobre o vínculo mãe-bebê e as possibilidades de intervenção na situação de internação de bebês prematuros extremos (bebês que nascem com peso menor ou igual a 1.500 g/30 semanas de idade gestacional). Estes bebês, num primeiro momento, apresentam-se como muito diferentes das expectativas das mães, e era função da internação vão exigir separação logo ao nascimento. Neste trabalho as intervenções acontecem visando o estabelecimento de comunicação entre as diversas partes envolvidas, mãe, bebê e equipe, a partir da aproximação e entendimento das mães nos diversos momentos da internação do bebê.; The purpose of this study is to consider the bond mother-infant and the possibilities of intervention during the hospitalization of extremely preterm infants (infants born weighing 1,500 g/30 week-gestational age). At first, these infants appear as rather different from the mother's expectations and, due to hospitalization, need to be parted from her at the moment of birth. In this work, the interventions were carried out with the objective of establishing communication among the various parties involved, mother, infant and multidisciplinary team, by approaching and trying to understand the mother in the diverse moments of hospitalization of extremely preterm infants.

Sentimentos de mães ao amamentarem seus bebês prematuros em sistema de alojamento conjunto; Sentimientos de madres al amamantar a sus bebés prematuros en sistema de alojamiento conjunto; Mothers' feelings about breastfeeding their premature babies in a rooming-in facility

Davim, Rejane Marie Barbosa; Enders, Bertha Cruz; Silva, Richardson Augusto Rosendo da
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2010 ENG
Relevância na Pesquisa
35.95%
Estudo teve o objetivo de conhecer os sentimentos de mães ao amamentarem seus bebês prematuros em Sistema de Alojamento Conjunto. Entrevistas individuais foram realizadas com 33 mães acompanhantes no período de fevereiro a abril de 2006, em uma maternidade-escola de Natal/RN/Brasil. Os principais sentimentos referidos por essas mães resultaram em tristeza, culpa, decepção, frustração, insegurança, medo de tocar, segurar ou até mesmo de prejudicar seus delicados bebês quando amamentados. Porém, o vínculo formado entre mães e bebês quando os mesmos recebem alta da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal para o Sistema de Alojamento Conjunto se reflete nos sentimentos de realização e orgulho, os quais são marcados pela satisfação da primeira mamada.; Estudio realizado con el objetivo de conocer los sentimientos de madres al amamantar a sus bebés prematuros en Sistema de Alojamiento Conjunto, realizándose entrevistas individuales con 33 madres acompañantes en el período comprendido entre febrero y abril de 2006, en una maternidad escuela de Natal / RN / Brasil. Los principales sentimientos referidos por esas madres resultaron en tristeza, culpa, decepción, frustración, inseguridad, miedo de tocar, asegurar o hasta incluso de perjudicar a sus delicados bebés mientras eran amamantados. No obstante eso...

Os cuidados imediatos prestados ao recém-nascido e a promoção do vínculo mãe-bebê; Los cuidados inmediatos prestados a los recién nacidos y la promoción del vínculo madre-bebé; Immediate care given to newborns and promotion of mother-baby bond

Cruz, Daniela Carvalho dos Santos; Sumam, Natália de Simoni; Spíndola, Thelma
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2007 POR
Relevância na Pesquisa
45.93%
Trata-se de um estudo descritivo em abordagem qualitativa, com objetivo de compreender como o momento do parto foi percebido pelas mães e de que maneira as ações dos profissionais contribuíram para facilitar sua aproximação ao recém-nascido. Foram entrevistadas 25 multíparas, de uma maternidade pública no Rio de Janeiro, que tiveram recém-nascidos de baixo risco e parto normal. A análise de conteúdo dos relatos revelou que os cuidados imediatos prestados ao bebê, distante do olhar materno, geram nas mães preocupação, sensação de afastamento e medo da separação do bebê. Algumas mulheres, todavia, valorizaram a assistência intervencionista por acreditar que estes cuidados são indispensáveis para garantir a integridade física de seus filhos. Podemos concluir que, embora valorizem a aproximação a seus bebês no pós-parto imediato, as mães investigadas não conseguem perceber a interferência desse contato inicial no estabelecimento do vínculo precoce em decorrência de inúmeros fatores, dentre eles, os socioculturais.; Se trata de un estudio descriptivo en abordaje cualitativa, con objetivo de comprender como el momento del parto fue percibido por las madres y de que manera las acciones de los profesionales contribuyeron para facilitar su aproximación al recién-nacido. Fueron entrevistadas 25 multíparas...

A terapia ocupacional no contexto da assistência à mãe e à família de recém-nascidos internados em unidade de terapia intensiva; The occupational therapy in the context of assistence for mother/family and interned newborn baby in the unit therapy intensive

Dittz, Erika da Silva; Melo, Daniela Cristina Cardoso de; Pinheiro, Zélia Maria Machado
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.01%
O objetivo deste artigo é relatar a experiência da atuação da Terapia Ocupacional no Hospital Sofia Feldman, visando uma assistência integral e humanizada à mulher e ao recém-nascido. Para isso, são descritas as ações desenvolvidas junto à gestante de risco e à mãe e à família de recém-nascido internado em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), respaldadas pelo referencial teórico e filosófico do cuidado centrado na família. Percebe-se que essa experiência tem possibilitado à mulher viver de forma mais tranqüila e segura a gravidez e/ou internação de seu bebê, tem favorecido o estabelecimento do vínculo mãe-filho e família em situação de prematuridade e tem contribuído na orientação às famílias sobre os cuidados com o bebê. Isso fica evidenciado na participação e adesão das mesmas aos grupos desenvolvidos e na segurança demonstrada para realizar os cuidados com o bebê durante a internação e após a alta hospitalar. Considera-se esta uma experiência ainda restrita e com escassos estudos no país, o que indica a necessidade de investimentos em conhecimentos e habilidades específicas, bem como estudos que aprofundem mais o tema abordado.; The objective of this article is mention the experience of performance of Occupation Therapy on Sofia Feldman Hospital...